Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Por vingança do Mensalão, PT fala em vetar Gurgel

“Senadores do PT ameaçam, nos bastidores, votar contra a indicação de Roberto Gurgel para um novo mandato à frente da Procuradoria-Geral da República. A ação seria uma retaliação à manifestação entregue por ele em julho, pedindo a condenação de 36 réus no processo do mensalão. Parte dos réus é filiada ao PT.

A articulação petista foi revelada pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), em uma conversa na vice-presidência da República, da qual participaram Michel Temer e outros caciques peemedebistas. O líder do PT, Humberto Costa (PE), reconhece que há desconforto no partido, mas acha que, na hora da votação, os petistas darão respaldo à decisão da presidente Dilma Rousseff de reconduzir Gurgel.

A sabatina do procurador-geral da República ocorrerá nesta quarta-feira, 3, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Se a indicação for aprovada pela comissão, seguirá para o plenário. Nos dois casos, a votação é secreta.

Gurgel foi indicado por Dilma após ter sido o mais votado em eleição da Associação Nacional dos Procuradores da República.”

(Agência Estado)

Lei Maria da Penha completa 5 anos com bons resultados, apesar do preconceito

Cearense Maria da Penha inspirou a lei.

“No mês em que a sanção da Lei Maria da Penha completa cinco anos, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, avaliou que a legislação tem alcançado “bons resultados”, mas que é preciso combater o preconceito – inclusive entre autoridades.

“Acredito que é necessário que as pessoas percam o preconceito que ainda existe em relação a atos dessa natureza. Às vezes, vemos autoridades e pessoas em geral que tratam a violência contra a mulher como um ato banal e não é um ato banal. É um ato que merece reprovação e, inclusive, uma reação social muito forte sempre que se consuma”, disse.

Em entrevista à Agência Brasil, Cardozo classificou a violência doméstica como um tema “delicado e grave”e cobrou mais debates sobre a aplicação do texto. Hoje (3) e amanhã (4), a pasta promove o seminário Lei Maria da Penha – 5 Anos. Representantes do Judiciário devem discutir pontos a serem aperfeiçoados com o objetivo de garantir proteção às vítimas e punição ao agressor.

“Ainda há muito preconceito na aplicação da Lei Maria da Penha e, por essa razão, é muito importante debatê-la nos seus termos e resultados, para que ela possa ser ainda mais eficaz na perspectiva do combate a esse ato odioso que é a violência contra a mulher”, disse o ministro.”

(Agência Brasil)

NOME DE LEI

A biofarmacêutica Maria da Penha Maia lutou durante 20 anos para ver seu agressor condenado. Ela virou símbolo contra a violência doméstica. Em 1983, o marido de Maria da Penha Maia, o professor universitário Marco Antonio Herredia, tentou matá-la duas vezes. Na primeira vez, deu um tiro e ela ficou paraplégica. Na segunda, tentou eletrocutá-la. Na ocasião, ela tinha 38 anos e três filhas, entre 6 e 2 anos de idade. A investigação começou em junho do mesmo ano, mas a denúncia só foi apresentada ao Ministério Público Estadual em setembro de 1984. Oito anos depois, Herredia foi condenado a oito anos de prisão, mas usou de recursos jurídicos para protelar o cumprimento da pena.
O caso chegou à Comissão Interamericana dos Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA), que acatou, pela primeira vez, a denúncia de um crime de violência doméstica. Herredia foi preso em 28 de outubro de 2002 e cumpriu dois anos de prisão. Hoje, está em liberdade.

Estudantes negros são menos de 10% nas universidades federais brasileiras

128 1

“Apesar de políticas afirmativas direcionadas para a população negra, esse público ainda é minoria nas universidades federais. Estudo que será lançado hoje (3) pela  Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) sobre o perfil dos estudantes de graduação mostra que 8,72% deles são negros. Os brancos são 53,9% , os pardos 32% e os indígenas menos de 1%.

Ainda que a participação dos negros nas federais seja pequena, houve um crescimento em relação à pesquisa anterior produzida pela Andifes em 2003, quando menos de 6% dos alunos eram negros. Isso significa um aumento de 47,7% na participação dessa população em universidades federais.

Para o presidente da associação, João Luiz Martins, a evolução é “tímida”. Ele defende a necessidade de políticas afirmativas mais agressivas para garantir a inclusão. “A universidade tem uma dívida enorme em relação a isso [inclusão de negros]. Há necessidade de ampliar essas ações porque o atendimento ainda é muito baixo”, avalia.

A entidade é contra uma legislação ou regra nacional que determine uma política comum para todas as instituições, como o projeto de lei que tramita no Senado e determina reserva de 50% das vagas para egressos de escolas públicas. “Cada um de nós tem uma política afirmativa mais adequada à nossa realidade. No Norte, por exemplo, a universidade precisa de uma política que tenha atenção aos indígenas. No Sul, o perfil já é outro e na Bahia outro”, explica Martins.

O estudo mostra que os alunos egressos de escolas públicas são 44,8% dos estudantes das universidades federais. Mais de 40% cursaram todo o ensino médio em escola privada. O reitor da Universidade Federal do Pará (Ufpa), Carlos Maneschy, explica que na instituição metade das vagas do vestibular é reservada para egressos da rede pública. Desse total, 40% são para estudantes negros. Ele acredita que nos próximos anos a universidade terá 20% de alunos da raça negra. “Antes, nem 5% eram de escola pública”, diz.

(Agência Brasil)

Dilma manda ministro acusado ir ao Congresso

“Por orientação da presidente Dilma Rousseff, o vice-líder do governo na Câmara, Odair Cunha (PT-MG), levou aos partidos oposicionistas a proposta de que todos os ministros envolvidos em denúncias irão à Casa prestar esclarecimentos sem precisarem de requerimentos de convocação.

O acordo, anunciado na reunião de líderes partidários, teve a chancela do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS).

Na segunda-feira, 1º, Dilma avisara os aliados que as denúncias de corrupção nos ministérios comandados pela base terão de ser tratadas no Congresso. É a nova estratégia para tirar do colo da presidente a necessidade responder cotidianamente por irregularidades no governo e reservar a Dilma uma agenda positiva.

Na nova estratégia palaciana, o PMDB, partido do vice-presidente Michel Temer, tomou a dianteira. O ministro Wagner Rossi comparecerá nesta quarta-feira, 3, à Comissão de Agricultura da Câmara para prestar esclarecimentos sobre a denúncia feita por Oscar Jucá Neto, irmão do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que há um esquema de corrupção na pasta.

Outra audiência nos mesmos moldes deve ocorrer nas próximas semanas no Senado.

A tática peemedebista foi acertada em reunião entre Temer e caciques do partido.

O PMDB quer mostrar união em defesa da legenda e rebater logo as suspeitas de corrupção, para evitar uma “faxina” nos moldes da ação em curso no Ministério dos Transportes.”

(Estadão)

CPI do Dnit – Dois senadores retiram assinatura e comprometem a possível investigação

149 1

“No segundo dia de funcionamento do Congresso e exatamente um mês após o início da crise nos Transportes, que já resultou na demissão de quase 30 pessoas no Ministério e no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a oposição conseguiu [ontem] as 27 assinaturas necessárias para a criação de uma CPI no Senado.

Mas a instalação da CPI ainda é uma incógnita. Ainda [ontem]  à noite, o Palácio do Planalto usou a força do poder e conseguiu retirar a assinatura do senador João Durval (PDT-BA) e deveria convencer também o senador Reditario Cassol (PP-RO) a fazer o mesmo. Do outro lado, a oposição buscava apoio de outros descontentes da base aliada.

O senador João Durval (PDT-BA) integra a base governista e foi um dos quatro senadores que assinaram o pedido [ontem], permitindo que a oposição alcançasse as 27 assinaturas necessárias para a instalação de uma CPI.

Sem Durval, sobram 26 assinaturas, número insuficiente, mas a oposição ainda se movimenta para garantir a CPI. O governo também está em campo para convencer mais senadores a retirar seu apoio.

Mais cedo, a oposição havia conseguido a última assinatura que faltava para criar a CPI do Dnit, que vai investigar denúncias de corrupção na área de transportes. O 27º senador a assinar o requerimento de criação da CPI foi Reditario Cassol (PP-RO), suplente de Ivo Cassol (PP-RO).

Para criar uma CPI é necessário o apoio de um terço dos senadores, que são 81 no total. ”

(Globo)

Morre o ator Ítalo Rossi

“Morreu nesta terça-feira (2) o ator Ítalo Rossi, aos 80 anos, informou seu sobrinho, Humberto Rossi. Ítalo Balbo Di Fratti Coppola Rossi nasceu em Botucatu, interior de São Paulo, em 19 de janeiro de 1931. Ele tinha 55 anos de carreira.

Segundo Humberto, o ator estava internado há dois dias no Hospital Copa D’Or, no Rio de Janeiro, e morreu por volta das 16h, de complicações respiratórias.

De acordo com o sobrinho, o corpo de Ítalo Rossi será velado nesta quarta-feira (3) e sepultado a partir das 16h no Cemitério Municipal São Francisco Xavier (Caju), na zona portuária do Rio.”

(Portal G1)

PT exclui Palocci da disputa pela Prefeitura de Ribeirão Preto

163 1

“A comissão executiva municipal do PT de Ribeirão Preto aprovou na última segunda-feira a filiação ao partido do juiz aposentado João Gandini. O ex-juiz é o nome preferido do PT para disputar a prefeitura da cidade no ano que vem. A filiação é mais um golpe duro contra o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci. Como juiz, Gandini foi o responsável durante três anos pelo processo no qual Palocci foi acusado de improbidade administrativa em uma licitação para compra de molho de tomate para as escolas municipais, quando o ex-ministro era prefeito de Ribeirão.

“Não me lembro do processo mas não é isso que está em discussão. Se o dr. Gandini tomou alguma atitude que possa ter prejudicado Palocci é porque estava cumprindo o dever dele como juiz”, disse o presidente do diretório municipal do PT de Ribeirão, Pedro Sampaio.

A assinatura da ficha de filiação aconteceu no sábado mas a entrada do juiz no PT foi homologada apenas na segunda-feira. Antes de fechar com o PT o juiz flertou com outros partidos como DEM e PSDB. Ao longo de 27 anos de magistratura, Gandini construiu uma reputação de homem ativo e incorruptível. Uma vez chegou a abandonar o gabinete para viver em uma favela da cidade.

Mas o processo que trouxe mais holofotes para o juiz foi aquele em que Palocci foi acusado de improbidade administrativa por exigir em um edital de licitação que o molho de tomate da merenda escolar tivesse ervilhas. Apenas uma empresa participante da licitação oferecia o produto. O Ministério Público interpretou a exigência como uma forma de driblar a concorrência. Palocci acabou absolvido pelo Supremo Tribunal Federal.”

* Leia mais aqui.

Evaldo Gouveia e um projeto que comemora seus 80 anos

320 2

O cantor e compositor Evaldo Gouveia, conhecido por sucessos como “Bloco da solidão”, “Sentimental demais” e “Brigas”, vai comemorar seus 80 anos com um projeto dedicado aos fãs e amantes da música nacional: “Evaldo Gouveia 80 anos”.’ Esse projeto trará ao palco o mestre que embalou carnavais e baladas românticas.

O primeiro show ocorrerá neste sábado, a partri das 22 horas, no BNB Clube e contará com a apresentação do grande homenageado acompanhado de um time de feras da música instrumental cearense. O projeto promove a realização de atividades e produtos artísticos culturais que possam marcar e deixar definitivamente o nome do grande compositor brasileiro – nascido no Ceará – fora do inconveniente perigo do esquecimento.

“Evaldo Gouveia 80 anos” irá realizar até o ano que vem quatro shows musicais em Fortaleza, Juazeiro do Norte, Sobral e Mossoró (RN) e resultará na gravação de um CD e DVD ao vivo.

SERVIÇO

BNB Clube – Avenida Santos Fumont, 3646 – Aldeota

Ingresso – R$ 30,00 e R$ 15,00

Fone – 4006 7200

CNPq divulga na 2ª feira primeiros editais para "Ciência sem Fronteiras"

“O programa “Ciência sem Fronteiras” começa a sair do papel na próxima segunda-feira (1º) quando o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) divulgará as regras e os primeiros editais para concessão de bolsas no site do programa.

A informação é do ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, que participou hoje (28) do programa de rádio Bom Dia, Ministro, feito pela EBC Serviços em parceria com a Secretaria de Comunicação da Presidência da República. Segundo o ministro, o governo quer acelerar “a possibilidade de ter uma universidade de classe mundial” e “desenvolver a economia do conhecimento”. “Tem que preparar o enxoval para ter casamento, nós estamos preparando esse enxoval”, disse o ministro no rádio.

Em quatro anos, o programa concederá bolsas de estudo a 100 mil brasileiros para cerca de 20 áreas consideradas estratégicas para o desenvolvimento nacional, inovação tecnológica e registro de patentes na área de engenharia, tecnologia e ciências da saúde. O CNPq e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) fornecerão 75 mil bolsas. O governo pretende que as 25 mil restantes sejam custeadas pela iniciativa privada.

De acordo com Mercadante, empresas multinacionais, como a British Gas e a Portugal Telecom; e entidades como a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) e Federação Brasileira de Bancos (Febraban) já manifestaram interesse em custear a formação de pesquisadores e até estágios no exterior.

O programa Ciência sem Fronteiras terá quatro modalidades. A Bolsa Brasil Graduação será destinada a alunos com melhor aproveitamento e terá duração de um ano (sendo seis a nove meses cumpridos no meio acadêmico e o restante em empresas ou centros de pesquisa e desenvolvimento no exterior). A Bolsa Brasil Jovem Cientistas, com duração de três anos, é destinada a pesquisadores em início de carreira (doutorandos) que tenham produção científica destacada.

Também terão bolsas os especialistas e engenheiros empregados na iniciativa privada ou instituições de pesquisa tecnológica que tenham sido aceitos nas melhores universidades do mundo para treinamento de até 12 meses. Além dessas bolsas haverá modalidades para estrangeiros e, especialmente, brasileiros radicados no exterior que queiram ser pesquisador visitante especial no Brasil durante três anos e recebam estudantes e pesquisadores brasileiros no seu laboratório no exterior.

Mercadante avalia que a boa fase da economia brasileira, a crise financeira na Europa e o problema de orçamento do governo norte-americano vão favorecer o intercâmbio com pesquisadores estrangeiros e estimular o regresso de brasileiros que vivem no exterior. Até 2014, o governo deverá investir R$ 3,16 bilhões no programa: R$ 1,7 bilhão da Capes (40 mil bolsas) e R$ 1,4 bilhão do CNPq (35 mil bolsas).

Com os recursos das duas agências, mais de 27 mil bolsas serão destinadas a alunos da graduação; 24,6 mil para estudantes de doutorado sanduíche (um ano); cerca de 9,8 mil para doutorado integral; e 8,9 mil para pós-doutorado. Haverá 2.660 vagas para estágio sênior de seis meses: 700 para treinamento de especialistas de empresas no exterior; 860 para jovens cientistas; e 390 para pesquisadores visitantes especiais no Brasil.”

(Agência Brasil)

CNI – Otimismo do brasileiro aumenta com dois meses de estabilidade

“O otimismo do consumidor cresceu em julho na comparação com junho, após dois meses de estabilidade. O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC), divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quinta-feira, 28.07, aumentou 1,3% em relação ao mês anterior, movido sobretudo pela estabilidade na inflação.

“O crescimento do índice em julho foi causado principalmente pela redução da preocupação dos consumidores com o aumento da inflação”, explica o economista da CNI Marcelo Azevedo.

Mesmo mais otimistas em relação à inflação, cujo indicador no INEC cresceu 8,2% em julho ante junho, os consumidores continuam preocupados com o aumento dos preços. Em julho, 61% dos entrevistados responderam acreditar que haverá aumento inflacionário, enquanto em junho esse percentual era de 69%.

No período, também houve aumento da preocupação dos consumidores com o desemprego e redução nas expectativas sobre compras de bens de maior valor. Já os indicadores de renda pessoal, de situação financeira e de endividamento no INEC registraram crescimento acima de 1%.

A preocupação ainda elevada dos brasileiros com a trajetória inflacionária fez com que o INEC em julho caísse 3% em comparação ao mesmo mês do ano passado, a maior queda no índice em 12 meses. O recuo frente a julho de 2010 ocorreu em todos os seis componentes do índice: expectativas sobre a trajetória da inflação, o desemprego, a renda pessoal, a situação financeira, o endividamento e as compras de bens de maior valor.

O pessimismo foi maior em relação à inflação, cujo indicador recuou 8,6% na comparação com julho de 2010, seguido da avaliação sobre o endividamento, que teve queda de 5,4% no período. De acordo com Azevedo, a queda nesses indicadores mostra que mais brasileiros acreditam que haverá continuidade no aumento da inflação e no encarecimento do crédito.

Emprego 

O indicador de emprego também teve queda de 2,4% em relação a julho do ano passado. Segundo a pesquisa, o indicador de desemprego é o menor desde junho de 2010. Apesar da queda, o índice ainda está muito acima de sua média histórica, o que confirma manutenção do otimismo em relação à abertura de vagas no mercado de trabalho.

As expectativas sobre compras de bens de maior valor também tiveram queda de 0,3% na comparação com julho de 2010. Os indicadores de renda pessoal, de situação financeira e de endividamento decresceram, sinalizando maior pessimismo dos brasileiros em relação ao mesmo mês do ano passado.
O INEC foi realizado entre 14 e 18 de julho a partir de pesquisa de opinião pública de abrangência nacional feita pelo Ibope com 2.002 pessoas.”

(Com CNI)

Copa 2014 – Prefeitura presente no sorteio das eliminatórias

278 6

Um grupo da Prefeitura de Fortaleza participará, no próximo sábado, no Rio de Janeiro, da cerimônia do sorteio das eliminatórias da Copa 2014. Nele, Geraldo Accioly, coordenador de Projetos Especiais do Município, e José Delano, coordenador das Obras da Copa, que embarcaram nas últimas horas.

Segundo Accioly, a prefeita Luizianne Lins (PT) deverá participar não somente do sorteio como de jantar que a Fifa ofecerá aos gestores das cidades subsedes do certame, marcado para esta noite de sexta-feira.

Geraldo garante que a maioria das obras da Copa sob a responsabilidade da Prefeitura estão em bom ritmo. O entrave mesmo reside, às vezes, na burocracia. A maioria das intervenções no campo da mobilidade urbana está a cargo do Município.

Programa Nacional de Irrigação do Semiárido será lançado em setembro, anuncia ministro

166 2

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), anuncia: em setembro, será lançado o Programa Nacional de Irrigação para o Semiárido cujo objetivo é aumentar em 200 mil hectares a agricultura irrigada no País. A informação foi dada na inauguração do novo sistema de irrigação do Perímetro Mandacaru, em Juazeiro da Bahia, que agora será irrigado por gotejamento e aspersão.

Fernando Bezerra antecipou ali os principais eixos do Programa de Irrigação que será anunciado nesta sexta-feira pela presidenta Dilma Rousseff durante o balanço do PAC. Segundo o titular da Integração, a agricultura irrigada é a atividade econômica que trouxe os melhores resultados para o País superando setores como a indústria automotiva, a naval. A irrigação emprega 550 mil trabalhadores e gera R$ 500 milhões em impostos por ano. 

Conforme Bezerra Coelho, as quatro vertentes da nova política de irrigação para o semiárido passarão pelo choque de gestão nos perímetros já em funcionamento, a ampliação de áreas irrigadas em perímetros como Salitre e Pontal (em Juazeiro e Petrolina, respectivamente), a criação de novos perímetros como o Canal do Sertão Pernambucano até a classificação Perímetro de Interesse Social. “Este último eixo é voltado para os perímetros pequenos (de até 1500 hectares) como o Bebedouro, em Petrolina, e o Mandacaru, em Juazeiro. Vamos investir fortemente na melhoria das condições de operação”, frisou FBC.

Modernização

O método de irrigação pressurizado por gotejamento e microaspersão, implantado por R$ 3,2 milhões no Perímetro Mandacaru, será aplicado em todos os perímetros públicos da Codevasf do DNOCS. O ministro Fernando Bezerra Coelho antecipou que, ainda este ano, o novo sistema será implantado em mais dois perímetros da Bahia, Maniçoba e Curaçá e em breve no Bebedouro, Petrolina.

Estudos da Codevasf mostram que o sistema pressurizado reduz em 53% o consumo de água nos lotes irrigados e em 36% os custos com energia elétrica. Outra vantagem está relacionada aos impactos ambientais com a diminuição dos processos erosivos e da salinização do solo.

(Folha de Pernambuco Online)

Frutal/Agroflores será lançada na Serra da Ibiapaba

O lançamento oficial da décima-0itava edição da Frutal/Agroflores 2011 ocorrerá oficialmente na Região da Ibiapaba dia 9 próximo. Segundo Euvaldo Bringel, organizador do evento marcado para setembro, no Centro de Convenções, será durante visita técnica a uma das maiores produtoras de rosas do País, a Cearosa, e à empresa Nutrilite, referência em agricultura orgânica, acerola e outras frutas.

A Frutal 2011 é uma realização do Instituto Frutal, com apoio da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec), e contará com cursos e oficinas, além da exposição de produtos e participãção de caravanas de todo o Brasil e da África.

Copa 2014 – Sebrae vai capacitar artesãos

“Os artesãos brasileiros também vão abocanhar uma parcela dos R$ 180 bilhões que devem ser injetados na economia brasileira com a Copa do Mundo de 2014. Com o objetivo de preparar esses profissionais para as demandas extras que os turistas vão gerar durante o evento esportivo, o Sebrae vai investir em capacitação e na criação de espaços exclusivos para a venda de produtos durante os dias da competição. Em cada uma das 12 cidades-sede, haverá um showroom em um local estratégico, próximo aos principais pontos turísticos.

As unidades estaduais da instituição têm até o fim de setembro para enviar ao Sebrae Nacional as propostas de produtos que devem ser trabalhados e os locais de instalação do showroom. Se aprovadas, as propostas receberão até 50% dos valores necessários para custear a implantação dos espaços de exibição. A ideia é construir locais sofisticados que entrem no circuito de visitações dos turistas.

“O desafio é reposicionar o artesanato e dar uma representação da cultura brasileira em todos os estados. A ideia é que a atividade deixe de ser vista como uma ocupação para quem tem baixa escolaridade e não encontra oportunidade no mercado”, afirma o gerente de Atendimento Coletivo – Comércio do Sebrae, Juarez de Paula.

Após aprovadas as propostas, os estados terão de selecionar, trabalhar a imagem e desenvolver os produtos para que tenham características locais, além de criar coleções com um design adequado. O objetivo é que as peças tenham alto valor agregado – estético, cultural e mercadológico – como peças de decoração, por exemplo.

A escolha dos artesãos e dos produtos que serão trabalhados será feita por cada unidade estadual entre os profissionais da cidade. A seleção também será feita entre os vencedores da 3ª edição do Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato, premiação que ocorre de três em três anos com o intuito de selecionar artesãos que oferecem produtos diferenciados e um avançado sistema de gestão do negócio. As inscrições devem ser abertas até o início de 2012, e a premiação será no fim do mesmo ano.”

(Agência Sebrae)

Nelson Jobim vem abrir encontro sobre Defesa

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, abrirá, dia 8 próximo, no Seara Hotel, em Fortaleza, o V Encontro Nacional de Defesa. A realização é da Associação Brasileira de Estudos de Defesa, que incluiu, entre vários temas, discussões sobre esquemas de segurança no mundo.

Também apoia o evento o Observatório das Nacionalidades (ON) e o patrocínio é do Banco do Nordeste, CNPq, Capes e Governo do Estado. A Universidade Federal do Ceará e a Universidade Estadual do Ceará dão a chancela no aspecto das pesquisas.

O encontro vai se estender até 10 de agosto e contará, no encerramento, com a participação do ministro de Assuntos Estratégicos, Moreira Franco.

55% dos brasileiros são contra união gay, diz Ibope

208 1

“O Ibope divulgou nesta quinta-feira uma pesquisa em que revela que 55% dos brasileiros se declararam contra a união estável entre pessoas do mesmo sexo. Os dados demonstram que a maioria discorda da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, em maio deste ano, reconheceu por unanimidade a união civil entre homossexuais .

Entre os evangélicos, 77% não aprovam a decisão do STF. Os católicos ficaram divididos: 50% afirmaram ser contra e 50% a favor da união estável entre gays. Já 63% dos homens disseram ser contra. Entre as mulheres, esse percentual é de 48%. No grupo de jovens de 16 a 24 anos, 60% disseram ser favoráveis e, entre os maiores de 50 anos, 73% são contrários.

Entre as pessoas com formação até a quarta série do fundamental, 68% são contrários à decisão do STF. Na parcela da população com nível superior, apenas 40% não são favoráveis à medida. Territorialmente, as regiões Nordeste e Norte/Centro-Oeste dividem a mesma opinião: 60% são contra. No Sul, 54% das pessoas são contra e, no Sudeste, o índice cai para 51%.

A pesquisa também fez perguntas sobre a opinião dos entrevistados com relação à adoção de crianças por casais homossexuais: 55% se declaram contrários. Entre os homens, 62% disseram não concordar que parceiros do mesmo sexo adotem uma criança. Entre as mulheres, esse percentual é de 49%. Entre os católicos, 51% disseram ser contra. Já 72% dos evangélicos e protestantes não concordam que casais gays adotem uma criança.

O Ibope quis saber ainda a opinião dos entrevistados sobre o nível de aceitação a amigos homossexuais, assim como a tolerância a médicos, policiais ou professores gays. Ao tratar de amizade, 73% dos brasileiros disseram que essa hipótese não os afastariam em nada de pessoas próximas. Outros 24% disseram que afastariam muito ou pouco e 2% não souberam responder.

Em relação à aceitação de homossexuais trabalharem como médicos no serviço público, policiais ou professores de ensino fundamental, apenas 14% se disseram total ou parcialmente contra gays trabalharem como médicos, 24% como policiais e 22% como professores. A parcela dos brasileiros que são parcial ou totalmente favoráveis é de 84% para o caso de médicos, 74% para policiais e 76% para professores.

“Os dados apresentados pela pesquisa mostram que, de uma maneira geral, o brasileiro não tem restrições em lidar com homossexuais no seu dia a dia, tais como profissionais ou amigos que se assumam homossexuais, mas ainda se mostra resistente a medidas que possam denotar algum tipo de apoio da sociedade a essa questão, como o caso da institucionalização da união estável ou o direto à adoção de crianças”, analisa Laure Castelnau, diretora executiva de marketing e novos negócios do IBOPE Inteligência.

A pesquisa foi realizada entre os dias 14 e 18 de julho e ouviu 2.002 pessoas com mais de 16 anos de todas as regiões do país. A margem de erro amostral é de dois pontos percentuais.”

(Globo Online)

14 deputados faltaram a mais de um terço das sessões

“Eles estiveram ausentes a mais de um terço dos dias de sessões plenárias destinadas a votações de projetos de lei, medidas provisórias e outras propostas legislativas. A legislatura apenas começou e um seleto grupo de 14 deputados já demonstra que as atividades em plenário – onde são votadas as principais leis do país – seguem menos prestigiadas do que outras atividades políticas dos congressistas.

Descontadas as ausências por motivo de saúde, o primeiro-secretário da Câmara, o deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO), é o parlamentar que menos registrou presença em plenário nos dias de votação – em muitas ocasiões, mais de uma sessão deliberativa é realizada em um mesmo dia, com a abertura de sessões extraordinárias. O parlamentar tucano, no entanto, justificou 97% de suas ausências, tendo apenas deixado sem justificativa uma das 36 faltas. Eduardo Gomes explica que se ausentou para cumprir “missão autorizada” pela Mesa Diretora da Câmara (leia aqui as justificativas).

O segundo que mais esteve ausente no plenário em dias de votação é o deputado Paulo Maluf (PP-SP), que faltou a 30 dos 55 dias de sessões deliberativas para atender a obrigações político-partidárias. Na prática, Maluf esteve presente a menos da metade dos dias em que foram votadas novas leis e utilizou-se da previsão regimental de obrigações partidárias para justificar o seu não comparecimento.

O regimento interno da Câmara permite que os deputados não participem de votações em plenário e justifiquem suas ausências sem ter descontados percentuais do salário. A regra é estabelecida em razão de a atividade legislativa não se resumir às votações em plenário. Os deputados, além das votações plenárias semanais, devem participar de comissões, de reuniões com as bases nos estados e outras atividades políticas, como convenções partidárias. Mas, quando estão nas dependências da Câmara, podem registrar presença à distância no painel eletrônico do plenário, uma vez que terminais de registro são dispostos em determinados locais da Casa.

O corte nos vencimentos só ocorre quando a ausência não é justificada por motivos de saúde, missão autorizada, atendimento a obrigação político-partidária e outros compromissos políticos. Nos demais casos, o deputado recebe seu salário normalmente, mesmo sem deixar explícito ao eleitor qual missão autorizada ou qual obrigação político-partidária ele se ausentou para cumprir. Há ainda uma prerrogativa de abono de ausências definida no Ato da Mesa Diretora nº 47, formalizado em março de 1997, direcionada a determinados deputados. Segundo a Secretaria Geral da Mesa, membros da Mesa e líderes de bancada podem justificar eventuais ausências “em razão da natureza específica das suas funções”.

(Congresso em Foco)

Comentário do Felipão – Ceará X Atlético PR

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=LhLlrxaglPU[/youtube]

Nesta noite de quinta-feira, tem jogo pela Série A, do Brasileirão, no estádio Presidente Vargas. O time do Ceará enfrentará o Atlético Paranaense, o “lantena” da competição. O jornalista Felipe Araújo, nosso “Felipãp”, comenta. A torcida nossa é uma só: que o Vovô não ressuscite esse “morto”.