Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Ministério da Agricultura promove audiências públicas sobre questões fundiárias

A Secretaria Especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realiza hoje (9), em Altamira, no Pará, uma audiência pública para tratar das questões agrárias, fundiárias e ambientais da região. O evento será no Centro de Convenções e Curso de Altamira.

O objetivo do órgão é solucionar os conflitos, dar segurança jurídica, e melhorar as políticas públicas para que sejam atendidas as necessidades de todas as comunidades, como indígenas, quilombolas, agricultores familiares e do agronegócio.

Durante a audiência, os especialistas do Mapa ouvirão a sociedade, representantes de entidades e instituições, bem como órgãos federais acerca dos problemas e das possíveis soluções. Foram convidados representantes da Fundação Nacional do Índio, do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis e da Advocacia-Geral da União (AGU).

Ao todo, serão percorridos os 26 estados e o Distrito Federal, com prioridade para aqueles que compõem a área de abrangência da Amazônia Legal. A primeira audiência aconteceu em Miracatu, no Vale do Ribeira, em São Paulo, no dia 27 de agosto. Ainda em setembro, no dia 13, será a vez de Cuiabá (MT); dia 16, Porto Velho (RO); dia 23, Macapá (AP); e no dia 27, de Boa Vista (RR). Os outros estados da Amazônia, Amazonas, Acre e Maranhão, serão os próximos a receber o evento.

De acordo com o Mapa, a decisão pela realização dessas audiências atende a um pedido do presidente Jair Bolsonaro, que determinou aos ministérios a conduta de uma gestão participativa, com o lema “Mais Brasil, menos Brasília”.

(Agência Brasil)

Indicador Antecedente de Emprego registra crescimento de 0,2% em julho

O Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve um crescimento de 0,2 ponto de julho para agosto deste ano. Com a variação, o indicador chegou a 86,8 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos.

Apesar do crescimento em números absolutos, a FGV considerou o resultado estatisticamente estável.

O Iaemp busca antecipar tendências do mercado de trabalho para os próximos meses e é medido com base em entrevistas com consumidores e com empresários dos serviços e da indústria.

O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD), que mede a avaliação dos consumidores sobre a situação atual do desemprego, cresceu 0,9 ponto, para 93,5 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Neste caso, o crescimento do indicador é negativo, porque significa que os consumidores consideram a situação de desemprego mais desfavorável.

Para a FGV, o consumidor ainda enxerga com cautela as melhoras no mercado de trabalho.

(Agência Brasil)

Teatro do Dragão do Mar apresenta espetáculo de música folk na próxima sexta-feira

261 4

Com repertório de música folk, 20 cantoras do coro Folk Canções de Antigas Novidades, sob a direção musical de Carlos do Valle e direção cênica de Bruno Mariano, fazem apresentação única nesta sexta feira,às 20 horas, no teatro do Centro Cultural Dragão do Mar.

O espetáculo “Dizem Que É Uma Estrada Mas Não Passa De Uma Ausência” expõe, através de canções e imagens, o caminho poético da solidão, da dor e dos sonhos, realizáveis ou não.

*Música Folk? O que é aqui.

SERVIÇO

*Classificação: Livre.

Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).

(Foto – Divulgação)

Mercado financeiro reduz estimativa de inflação pela quinta vez seguida

98 1

O mercado financeiro reduziu a estimativa de inflação para este ano, pela quinta vez seguida. Segundo o boletim Focus, pesquisa divulgada todas as semanas pelo Banco Central (BC), a previsão para a inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 3,59% para 3,54%, este ano.

Para 2020, a estimativa também foi reduzida, ao passar de 3,85% para 3,82%. A previsão para os anos seguintes não tiveram alterações: 3,75%, em 2021, e 3,50%, em 2022.

A meta de inflação, definida pelo Conselho Monetário Nacional é 4,25% em 2019, 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,50% em 2022, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6%. Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

Quando o Comitê de Política Monetária aumenta a Selic, a finalidade é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Para o mercado financeiro, ao final de 2019 a Selic estará em 5% ao ano. Para o final de 2020, a estimativa segue em 5,25% ao ano. No fim de 2021 e 2022, a previsão permanece em 7% ao ano.

A previsão para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – foi mantida em 0,87% em 2019.

Segundo o BC, a previsão para 2020 caiu de 2,10% para 2,07%. Para 2021 e 2022 também não houve alteração nas estimativas: 2,50%.

Dólar

A previsão para a cotação do dólar ao fim deste ano subiu de R$ 3,85 para R$ 3,87 e, para 2020, de R$ 3,82 para R$ 3,85.

(Agência Brasil)

MP revoga exigência de publicação de procedimento de licitação em jornal

107 1

Saiu na edição desta segunda-feira do Diário Oficial da União uma Medida Provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro acabando com a obrigação de que atos e instrumentos de procedimentos de licitação da administração pública sejam divulgados em jornais impressos. O texto da MP alcança União, estados e municípios e altera dispositivos da lei de licitações, de pregões , de parcerias público-privadas e a do regime diferenciado de contratações públicas. As informações são do O Globo.

A MP explicita que as alterações incluem avisos de resumos de editais de concorrência, tomadas de preços, concursos e leilões. A legislação atual determina que os atos “deverão ser publicados com antecedência, no mínimo, por uma vez” em jornal diário de grande circulação no estado e, se houver, em jornal de circulação no município ou na região onde será realizada a obra.

Com a MP, a convocação de interessados em participar de pregões para aquisição de bens e serviços deixa de ter de ser publicada em veículo de imprensa. O último artigo da MP determina que a exigência de publicação pela administração pública federal de seus atos em jornais impressos “considera-se atendida” com a divulgação de atos em site oficial e no Diário Oficial da União.

A Secretaria de Comunicação da Presidência da República informou que, ao revogar a exigência de publicação em jornais impressos, a MP permite que os atos e os contratos sejam publicados, exclusivamente, na imprensa oficial e no site do órgão responsável pela licitação.

VAMOS NÓS – Pura retaliação ao trabalho da imprensa. Vivemos uma situação de retrocesso.

(Foto – Agência Brasil)

FGTS – Saques de até R$ 500 começam na próxima sexta-feira

Os saques de até 500 reais do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começam na próxima sexta-feira, informa a assessoria de imprensa da Caixa Econômica Federal. Os primeiros a receber o dinheiro são os que têm conta poupança na Caixa.

A medida, segundo a Instituição, faz parte da flexibilização das regras do Fundo de Garantia, anunciada pelo governo em julho.

Todos os trabalhadores poderão sacar até 500 reais de cada conta, ativa ou inativa.

Para quem não é cliente da Caixa, o saque começa em 18 de outubro, para os nascidos em janeiro.

SERVIÇO

*Confira o calendário de pagamento de acordo com o mês de aniversário no site da Veja aqui.

(Foto – Arquivo)

BNB inaugura agência com energia solar

 

O Banco do Nordeste inaugurou sua primeira agência com geração de energia solar, em Codó (MA). O sistema fotovoltaico conta com 78 placas, promove cuidados com o meio ambiente e redução de custos de manutenção, informa a assessoria de imprensa da Instituição, adiantando que o objetivo é estender a solução inovadora para outras unidades.

Por meio da linha de crédito FNE Sol, o BNB tem atuado no financiamento de matrizes energéticas sustentáveis para os negócios de sua área de atuação, que abrange todo o Nordeste, norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo.

Financiamentos

O FNE Sol financia todos os componentes para geração centralizada e sistemas de micro e minigeração de energia elétrica fotovoltaica, eólica, de biomassa ou pequenas centrais hidroelétricas (PCH) e também sua instalação. O produto pode ser acessado por pessoas físicas, empresas de todos os portes e setores, produtores e empresas rurais, cooperativas e associações, instalados na área de atuação do Banco.

Para pessoas jurídicas, os financiamentos referentes à geração distribuída podem ser de até 100% do valor do investimento, quando os equipamentos financiados forem alienados em composição com outras garantias; em alguns casos, de até 75%, podendo ser os equipamentos a única garantia do crédito, dependendo do porte e da localização da empresa. Os prazos para pagamento são de até 12 anos, com carência de até um ano. No que se refere à geração centralizada, os prazos se estendem a até 20 anos, com carência de até cinco anos.

Pessoas físicas interessadas em gerar sua própria energia elétrica residencial também podem financiar até 100% dos componentes e a instalação dos sistemas de micro e minigeração de energia elétrica fotovoltaica ou eólica no Banco do Nordeste, com limite de R$ 100 mil e taxas de juros a partir de 0,39% ao mês.

(Foto – Divulgação)

Hamilton Mourão responde pela presidência da República

Com Jair Bolsonaro (PSL) em recuperação após uma cirurgia para corrigir uma hérnia, os holofotes se voltam para o vice-presidente Hamilton Mourão, que assume a Presidência da República interinamente ao menos até a quinta-feira. A informação é da Veja.

Embora tenham ficado mais discretas, as falas de Mourão costumam ser foco de tensão com os filhos de Bolsonaro, principalmente o vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSC), e sua base de apoio mais aguerrida.

Ainda que siga internado, o presidente pode reassumir o cargo e despachar de dentro do hospital.

(Foto  Agência Brasil)

Romaria dos Carroceiros abre em Juazeiro do Norte a festa da padroeira, Nossa Senhora das Dores

A Romaria de Nossa Senhora das Dores, uma das mais tradicionais de Juazeiro do Norte (Região do Cariri ) – a padroeira da cidade, abriu, nesse domingo, com a tradicional Procissão dos Carroceiros. O cortejo, com o carro-andor com a imagem da Padroeira, acontece há 47 anos, organizado pela Fundação Leandro Bezerra de Menezes.

Na procissão, cerca de 100 carroceiros dos diversos bairros da cidade, que todos os anos ornamentam suas carroças com motivos religiosos em louvor à padroeira e ao Padre Cícero. Eles seguiram da sede da fundação, no início da Rua São Pedro, até à Praça do Romeiro, onde houve a missa de abertura da romaria.

O prefeito Arnon Bezerra (PTB) esteve na procissão acompanhado da primeira-dama, Esmeralda Geromel, do deputado federal, Pedro Bezerra, seu filho, e dos irmãos Luiz Ivan Bezerra, secretário de Meio Ambiente e Serviços Públicos, Sávio Bezerra, Gaida Bezerra e José Arnaldo, além de secretários municipais.

Durante a celebração, o padre Cícero José, destacou a importância desse grande evento, tradicional durante a romaria, organizado por Dona Salete Bezerra. Ele agradeceu à matriarca, e destacou o apoio da administração municipal e do governo do Estado, na realização dessa segunda grande romaria, que atrai cerca de 300 mil fiéis, até o dia 15, data da procissão e celebração final.

(Foto – Divulgação)

Artigo – “Liquide-se”

229 1

Com o título “Liquide-se”, eis artigo de Antonio Gomes, ex-pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFC. Ele chama o programa “Future-se”, do governo Bolsonaro, de outra forma e dá os motivos no texto. Confira:

Os cortes nos orçamentos das agências de fomento nos últimos 5 anos e a diminuição dos investimentos nas Universidades brasileiras têm sufocado o ecossistema de pesquisa científica e educação superior pública. Pesquisas relevantes para a competividade econômica do país e para o entendimento dos nossos problemas sociais tem sido interrompidas e muitos cientistas renomados já deixaram o país. As sociedades científicas têm se posicionado de forma firme alertando para os governos os danos irreversíveis que a diminuição dos investimentos irá causar à capacidade científica e tecnológica do País e o atraso que iremos amargar nos próximos anos. Mesmo com esses alertas, observa-se que os investimentos na área de educação, ciência e tecnologia tem diminuído sistematicamente (ver gráfico elaborado por Fernanda De Negri), e com cortes desproporcionais em relação às outras áreas do orçamento, e sem nenhum sinal de reversão.

Os anúncios recentes do corte de bolsas do CNPq, da CAPES bem como o projeto de orçamento para 2020 (corrigido pela inflação é o mesmo de 2006!) das agências federais colapsam o sistema de ciência e tecnologia, e se não forem revertidos, todos os avanços que realizamos nas últimas duas décadas serão comprometidos seriamente. Mais sério ainda é o fato de que nosso país perderá sua competitividade científica e tecnológica no mundo em que a economia e a geopolítica são determinadas pelo conhecimento. Nesse passo, seremos cada vez mais periféricos na agenda global de desenvolvimento econômico e social!

A execução plena dos orçamentos aprovados para 2019 para as agências de fomento já configurava um cenário MUITO PREOCUPANTE; mas com os cortes anunciados recentemente para as bolsas e a proposta orçamentária de 2020 o cenário é CATASTRÓFICO!

A universidade pública brasileira responde por quase a totalidade da pesquisa científica realizada no país e é o único lugar que todos os “Brasis” se encontram, e por essa razão (e muitas outras!) devemos mantê-la e fortalece-la como o nosso maior patrimônio nacional de promoção humana e social! Nessa marcha desenfreada de desvalorização da ciência e precarização das nossas universidades realmente não precisamos do “future-se”, pois já temos o “liquide-se”.

*Antonio Gomes,

Ex-Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFC.

Camilo apregoa defesa dos direitos e da democracia neste 7 de Setembro

Em sua página no Facebook, o governador Camilo Santana, que passa este feriadão no Cariri, deixou a seguinte mensagem:

Que este 7 de setembro, dia da Independência do Brasil, seja também o dia da reafirmação do valor da nossa democracia e da defesa dos direitos.

Um país livre é um país com mais tolerância, mais respeito e com mais justiça social. #DiadaIndependência #Democracia #Respeito #Tolerância #JustiçaSocial

Para bom entendedor…

Artigo – “Agenda das reformas avança”

Com o título “Agenda das reformas avança”, eis artigo de Luiz Pontes, ex-senador e presidente regional do PSDB. Ele comenta o relatório do tucano Tasso Jereissati sobre a reforma da Previdência. Confira:

O Senado concluiu esta semana mais uma importante etapa na tramitação da Reforma da Previdência e agora a PEC está pronta para ser votada no Plenário, o que concede à agenda nacional a perspectiva de fechamento de um ciclo. Isso é fundamental para o estabelecimento de novas prioridades, tendo em vista a articulação necessária para a construção de consensos e a formatação de outras propostas da agenda reformista que também refletem as demandas urgentes do País. Tanto do ponto de vista político, e principalmente pelo viés da economia, virar a página da reforma previdenciária será um marco decisivo para todos.

O relatório do senador Tasso Jereissati busca, essencialmente, o equilíbrio financeiro e atuarial da Previdência, corrige pontos do texto aprovado na Câmara dos Deputados que beneficiam os mais carentes, de modo que direitos sociais continuem a ser garantidos no futuro sem que o déficit orçamentário cresça de forma tão veloz.

Entre os trechos retirados, o mais substancial é a eliminação, por completo, de qualquer menção ao Benefício da Prestação Continuada (BPC). Ou seja, as regras atuais ficam mantidas e esse benefício não passará a ser regulamentado pela Constituição.

Já a retomada de estados e municípios na reforma está incluída como item principal da PEC Paralela e se justifica na medida em que se tem como certo o peso das administrações estaduais e municipais no buraco da Previdência. Restringir a reforma ao sistema federal significa resolver apenas uma parte do problema – e por pouco tempo, se estados e municípios não assumirem o que lhes cabe.

A PEC Paralela também prevê a criação de novas fontes de recursos para a seguridade social. A ideia é implantar uma cobrança gradual de contribuições previdenciárias das entidades educacionais ou de saúde enquadradas como filantrópicas, mas com capacidade financeira. Nesse ponto, Tasso deixou claro que ficam excluídas as Santas Casas de Misericórdia, que prestam assistência à saúde. Também foi incluída cobrança gradual de contribuições previdenciárias do agronegócio exportador, que havia sido retirado do texto aprovado na Câmara dos Deputados.

O conjunto de mudanças propostas diminui a economia em R$ 98 bilhões em 10 anos. Traz elevação de receitas, por outro lado, no valor de R$ 155 bilhões no mesmo período. Se aprovadas todas as alterações propostas, a economia total da reforma vai para R$ 990,5 bilhões em 10 anos. Com a inclusão de estados e municípios, a expectativa de economia sobe para R$ 1,3 trilhão.

Diante do exposto, não deve ser difícil entender que a reforma da Previdência, responsável por mais de 50% das despesas da União, e elevados gastos nos Estados e municípios, é imperiosa para recuperar a confiança no futuro e se debruçar sobre outro antigo debate, até mais do que o previdenciário e igualmente urgente: a reforma tributária. A classe política já entendeu que a agenda de reformas não pode mais ser adiada.

*Luiz Pontes

Ex-senador e presidente regional do PSDB.

(Foto – Evilázio Bezerra)

7 de Setembro – Saiba o que vai funcionar neste feriado

Neste sábado, o Dia da Independência do Brasil, confira o que vai funcionar e o que fecha em Fortaleza.

*Supermercados – funcionamento normal, segundo a Associação Cearense de Supermercados (Acesu).

*Lojas do Centro – operam normalmente das 8 às 17 horas.

*Centro Fashion – abrirá normalmente, das 7 às 21 horas.

*Frigoríficos – funcionamento normal, segundo o SindCarnes.

*Shoppings

North Shopping Fortaleza, North Shopping Jóquei, Via Sul, Aldeota, Benfica, Del Paseo, Iguatemi, Parangaba, RioMar Fortaleza, RioMar Kennedy e Grand Shopping Messejana com funcionamento normal.

*Postos de combustíveis – Abrem normalmente em todo o Estado. A informação é do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sindipostos).

*Padarias – Segundo o Sindipan, funcionamento varia de acordo com cada estabelecimento.

*Cagece – funciona em regime de plantão para atendimento de manutenção. Clientes podem entrar em contato pela Central de Atendimento (0800 275 0195), pelo site ou pelo Cagece App.

*Bancos – Todas as agências bancárias estarão fechadas, segundo o Sindicato dos Bancários do Ceará (SEEB). Caixas eletrônicos operam.

*Metrofor – Não haverá operação nas linhas. Durante a data, a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos informa que irá realizar serviços de manutenção. Na Linha Sul, será instalada parte da coberta da estação Padre Cícero, trabalho que só pode ser realizado com a via sem operação. As linhas voltam a operar normalmente na segunda-feira, 9.

*Enel Distribuição – operações em regime de plantão.

(Também com O POVO Online)

Artigo – “Cafajestes”

190 4

Com o título “Os Cafajestes”, eis artigo de Moacir Tavares, professor do curso de Odontologia da UFC e Doutor em Saúde Pública pela USP. Ele aborda o caso do ministro Paulo Guedes (Economia), que chamou a primeira-dama francesa de “feia”. Confira: 

Filme brasileiro de Ruy Guerra de 1962, narra a história de um “filhinho de papai” que ao saber da má situação financeira de seu provedor tenta chantagear um tio rico. A estratégia seria usar fotos do tio com uma mulher/amante. Estrelado por Jece Valadão, Norma Bengell (faz no filme o primeiro nu frontal do cinema brasileiro), Daniel Filho, Hugo Carvana e outros.

O ministro Paulo Guedes esteve em nossa Capital com o objetivo de falar sobre o tema “Nova economia do Brasil – O impacto da região Nordeste”. A plateia foi composta de empresários e políticos locais.

As manchetes de todos os veículos de comunicação abordaram a fala desrespeitosa do ministro onde afirma que o seu chefe chamou a primeira dama francesa de feia e ele confirma que seria feia mesma. Não satisfeito o ministro da 8ª economia do mundo (ainda somos?) supera o chefe e solta a pérola: Não existe mulher feia. Existe mulher observada pelo ângulo errado.

De causar rubor a um cafajeste, canalhice pura e simples. Causa-me espécie ao ver e ouvir ao vídeo a risada, em tom de galhofa, e até mesmo aplausos da plateia. O vídeo esta focado na figura do ministro e assim não permite ver o público. A minha surpresa é como parte da plateia, me nego a crer na totalidade, pode ter tal atitude frente a ato tão grotesco. Como pode uma plêiade de empresários, homens e mulheres, que batalham por seus negócios arduamente até se transformarem em pessoas de sucesso se comportar com tão baixo respeito. Empresário com solida formação educacional e técnica para dirigir negócios. Como é possível tal atitude?

Por educação não caberia uma admoestação ao ministro no exato momento do maldito comentário. O silêncio seria a melhor reprimenda possível. O aplauso no caso é a elegia ao que há de mais nefasto nas relações de civilidade. Foi descortês, patético, canalha.
Há um pensamento corriqueiro na Alemanha que diz que se temos dez pessoas à mesa, um nazista chega e toma assento e ninguém se levanta é porque temos onze nazistas. Por derivação quem aplaude canalhices…

Aos que ficaram em silêncio na plateia meus parabéns. Aos que abriram as bocas em sorriso franco e desdobraram-se em aplausos, desejo bom uso da carteirinha que dá acesso ao clube dos cafajestes. Talvez o ângulo certo a que se refira o boquirroto ministro seja o inaugurado por Norma Bengell no cinema. Sabe-se lá o que se passa na cabeça dessa gente.

*Moacir Tavares,

Professor do Curso de Odontologia da UFC e Doutor em Saúde Pública pela USP.

(Foto – Divulgação)

Receita abre consulta ao quarto lote de restituições na próxima segunda-feira

A Receita Federal informou hoje (6) que a consulta ao quarto lote de restituições do Imposto de Renda 2019 será aberta na próxima segunda-feira (9) partir das 9h. O quarto lote inclui também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018. Segundo a Receita, o dinheiro será depositado na conta do contribuinte no dia 16 deste mês. O crédito bancário será feito para 2.819.522 contribuintes, totalizando R$ 3,5 bilhões.

Para saber se a declaração foi liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone (146) e informar o CPF e a data de nascimento. Caso tenha entrado no quarto lote, a situação da declaração será “crédito enviado ao banco”.

Se o valor não foi creditado, o contribuinte pode telefonar para 4004-0001 (capitais) e 0800-729-0001 (demais localidades) ou ir a uma agência do Banco do Brasil para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Os lotes de restituição são liberados mensalmente. O Fisco libera os pagamentos por ordem de chegada da declaração. Isto significa que em entregou a declaração mais cedo, recebe a restituição primeiro.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da internet.

(Agência Brasil)

UFC inscreve para concurso público com vagas em Fortaleza, Russas. Crateús e Quixadá

A Universidade Federal do Ceará divulgou o Edital nº 129/19 (http://www.ccv.ufc.br/newpage/conc/conc2019/Edital_129-2019.pdf), de concurso público para preenchimento de vagas em Fortaleza, Crateús, Quixadá e Russas. Ao todo, segundo a assessoria de imprensa da Instituiçao, são 25 vagas distribuídas entre os diferentes campi, em cargos de nível médio e superior.

As inscrições devem ser feitas até 2 de fevereiro de 2020, por meio do site da Coordenadoria de Concursos (CCV) – [http://www.ccv.ufc.br/index.php].

Distribuição

Em Fortaleza, as vagas são para administrador (4 vagas), arquivista (2 vagas), nutricionista (1 vaga), pedagogo (2 vagas) e roteirista (1 vaga), todas com exigência de nível superior.

Para o Campus de Crateús, há ofertas, de nível superior, para administrador (2 vagas), analista de tecnologia da informação (1 vaga), assistente social (1 vaga) e bibliotecário/documentalista (1 vaga). Também há 6 vagas, de nível médio, para o cargo de técnico de laboratório e 1 para assistente em administração.

Já Quixadá tem 1 vaga para técnico de laboratório e outra para técnico em eletroeletrônica, ambas com exigência de nível médio profissionalizante.

O Campus de Russas, por fim, tem oferta para assistente social (1 vaga), com exigência de curso superior, e técnico de laboratório (1 vaga), para nível médio.

SERVIÇO

*Para nível médio, a taxa é de R$ 90,00 e a remuneração, de R$ 2.904,96. Já para nível superior, a taxa é de R$ 120,00 e a remuneração é de R$ 4,638,66.

*Detalhes sobre datas das provas, atribuições de cada cargo e conteúdo programático estão disponíveis no Edital nº 129/19 (http://www.ccv.ufc.br/newpage/conc/conc2019/Edital_129-2019.pdf).

*Coordenadoria de Concursos da UFC – (85) 3366 9522.

(Foto – Evilázio Bezerra)

Sexóloga Zenilce Bruno participa do Congresso Brasileiro de Sexualidade Humana

A psicóloga e sexóloga Zenilce Bruno está entre os principais conferencistas do XVII Congresso Brasileiro de Sexualidade Humana.

O encontro, de caráter científico e que tem como tema “O saber que Liberta”, ocorrerá de 12 a 14 deste mês de setembro, em Natal (RN).

Zenilce, autora de vários livros na área, participará com o tema “Carinhos e Carícias”.

(Foto – Deivyson Teixeira)

Artigo – “Mensagens, omissões e recados de Paulo Guedes”

309 1

Com o título “Mensagens, omissões e recados de Paulo Guedes“, eis artigo de Lauro Chaves Neto, conselheiro do Conselho Federal de Economia, PHD em Desenvolvimento Regional e Planejamento Territorial pela Universidade de Barcelona, Consultor e professor da Universidade Estadual do Ceará. Ele expõe o que avaliou dessa primeira visita do ministro ao Nordeste, com fala em Fortaleza. Confira:

O Ministro da Economia Paulo Guedes esteve em Fortaleza na quinta, 05 de setembro, onde ministrou uma palestra com o título: “A Nova Economia do Brasil – O Impacto para a Região Nordeste” para um público de 400 empresários, líderes classistas e formadores de opinião.
A maior parte das mais de 2 horas de palestra foi para a apresentação de um diagnóstico, sob a ótica liberal, sobre as causas da falta de competitividade e dinamismo da economia brasileira devido a um conjunto de fatores como o baixo nível de abertura e integração com a economia mundial, o desequilíbrio das contas públicas, a elevada e complexa carga tributária, os níveis exorbitantes de juros praticados para o financiamento de empresas e consumidores, além do excesso de regulamentações e burocracia que prejudicam o ambiente de negócios.

O projeto de nação competitiva e rica, segundo Guedes, virá com a clássica receita conservadora de redução do tamanho do estado, equilíbrio das contas públicas, redução da relação dívida / PIB, integração internacional com acordos comerciais, desburocratização, desregulamentação, reformas tributária, trabalhista e da previdência.

A importância dada para a necessidade de um novo Pacto Federativo entre União, Estados e Municípios talvez tenha sido o principal insight de novidade desse encontro.

A grande omissão foi exatamente o que mais se esperava a partir do próprio título da palestra. Quais as linhas gerais da Política de Desenvolvimento Regional? Quais as Estratégias para a redução das desigualdades sociais e territoriais no Brasil? Isso não só não foi explicado como foi mencionada a desvinculação dos Fundos de Desenvolvimento e que não existe projeto para os Bancos de Desenvolvimento, ficando o futuro dos mesmos a ser decidido pela classe política e, talvez, que esses recursos sejam repassados diretamente para os Estados e Municípios.

Houve também uma abordagem, na avaliação do Ministro, a respeito da personalidade do Presidente, a sua postura reativa e o “excesso de sinceridade”, alertando a plateia que não esperem mudança no estilo e conteúdo das declarações presidenciais, finalizando com o comentário totalmente impróprio e fora do contexto sobre a esposa do Macron.

Fica claro o papel das classes política e empresarial em uma mobilização ainda mais forte em prol de uma Política de Desenvolvimento Regional e Redução das Desigualdades, fenômenos que historicamente não são solucionados pelo liberalismo e livre mercado, como nos mostram as experiências recentes e passadas em todo o mundo.

*Lauro Chaves Neto

Conselheiro do Conselho Federal de Economia, PHD em Desenvolvimento Regional e Planejamento Territorial pela Universidade de Barcelona, Consultor e Professor da Universidade Estadual do Ceará.

Bolsonaro vai ao 7 de Setembro sob forte esquema de segurança

Os preparativos para o primeiro desfile de 7 de setembro do presidente Jair Bolsonaro (PSL) seguem a todo vapor. Segundo a assessoria do governo, o evento contará com um esquema de segurança reforçado com atiradores de elite (snipers), que ficarão distribuídos nos prédios da Esplanada dos Ministérios. As informações são do Correio Braziliense.

Para a abertura do desfile cívico-militar, a partir das 9 horas, está prevista a participação do presidente, que acompanhará o desfile previsto para se encerrar às 11 horas. O tema escolhido para as comemorações é “Vamos valorizar o que é nosso”.

Neste ano, desfilarão mais de 4,5 mil pessoas, sendo 3 mil militares das Forças Armadas. Entre as atrações estão a passagem do Fogo Simbólico que será conduzido pelo atleta Altobeli Santos da Silva (3º sargento da Marinha do Brasil), o desfile de alunos de escolas do Distrito Federal e a Pirâmide Humana, do Batalhão de Polícia do Exército de Brasília. O grupo possui recorde mundial por ter apresentado 47 militares em deslocamento em uma única moto. Encerrando o desfile em solo, a Esquadrilha da Fumaça fará o show acrobático no céu de Brasília.

Custos

A previsão de custos é de R$ 971.500,00, de acordo com licitação feita pela Presidência da República. O público estimado é de 20 mil pessoas. Para melhor visualização de todas as atrações, o número de telões passou de três para dez neste ano. Serão distribuídos ao público 15 mil panfletos com a programação.

Ainda segundo a pasta, foram montadas seis tribunas sendo quatro do Governo Federal, com capacidade para receber até 920 convidados. O palanque presidencial tem a previsão de receber 220 convidados. No palanque do Ministério da Defesa serão 300 convidados, outros 200 no Ministério das Relações Exteriores e no da Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República, mais 200 convidados. As outras duas tribunas são destinadas a parlamentares e ao Governo do Distrito Federal.

Cirurgia

Após o desfile, o presidente embarcará para São Paulo, para se internar a fim de se submeter aos exames preparatórios para a cirurgia que fará na manhã seguinte. A previsão é de que Bolsonaro fique internado por 10 dias em SP, tempo que pode variar para mais ou para menos, dependendo da evolução clínica. No domingo (8/9), segunda (9/9) e terça (10/9), o presidente transmitirá o cargo para Mourão, retomando ainda na quarta (11/9).

(Agência Brasil)