Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

José Dirceu: "Não posso, não devo e não quero ocupar ministério"

107 1

“Vinte e quatro horas depois de ter estrelado a propaganda de José Serra na televisão, José Dirceu, o grão-duque do petismo, declarou: “Eu já disse que não posso, não devo e não quero ocupar um ministério. No ano que vem, tenho meu julgamento. E minha prioridade é essa”. Na peça de publicidade eleitoral de Serra, Dirceu fora apresentado numa foto cuja legenda evocava o escândalo que orna sua biografia: mensalão. Insinuara-se que a eleição de Dilma devolveria Dirceu ao governo. Além dele, voltaria Antonio Palocci, apeado do ministério de Lula pelo caso do caseiro.

A voz de Dirceu soou em Vitória. Ele fora à capital do Espírito Santo para um encontro com o petismo local. Ouviu-o o repórter Eduardo Fachetti. Previu para 2011 o julgamento do processo em que figura como réu. E disse que sua prioridade é a obtenção de um atestado de inocência, não o governo. Estrela dos autos do mensalão, Dirceu arrosta acusações pesadas. Coisas como formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e peculato. Acha que sairá do julgamento do STF livre do fardo. Algo que, se confirmado, o tornaria um político elegível em 2014.

Expira nesse ano a privação dos direitos políticos que lhe foi imposta quando a Câmara passou na lâmina seu mandato de deputado. Embora cassado e à espera do veredicto do Supremo, Dirceu foi brindado pelo PT com a ressurreição. Desde fevereiro, voltou a envergar o título de dirigente partidário.

Candidato a vice-governador na chapa capixaba de Renato Casagrande (PSB), o petista Givaldo Vieira deu uma idéia do prestígio desfrutado por Dirceu. Givaldo chamou-o de “nosso grande líder nacional”. Acrescentou: “Esse companheiro foi perseguido politicamente e injustamente cassado”.

Diferentemente do que insinuou o tucanato na TV, é improvável que Dilma devolva Dirceu à Esplanada na hipótese de ser eleita. O “chefe da quadrilha”, como o qualificou o ex-procurador Antonio Fernando de Souza, continuará frequentando o ambiente que mais lhe apraz: o subterrâneo.”

(Blog do Josias de Souza)

Datafolha: Aprovação de Lula chega a 79%

86 1

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a bater um recorde de popularidade e agora seu governo é aprovado por 79% dos eleitores brasileiros, segundo pesquisa Datafolha realizada nos dias 23 e 24, com 10.948 entrevistas em todo o país. A margem de erro máxima é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Antes da atual pesquisa, o máximo de aprovação a Lula era de 78%, registrado em pesquisa dos dias 30 de junho e 1º de julho últimos. No levantamento anterior, realizado nos dias 9 a 12 deste mês, o governo do petista teve 77% de aprovação. Desde dezembro sua taxa de “bom/ótimo” está acima de 70%. Segundo o Datafolha, hoje 17% consideram a administração federal do PT “regular”. Para outros 4% o governo é “ruim/péssimo”.

(Folha.com)

Comissão da Anistia: Processo do cineasta Eusélio Oliveira está na pauta

O processo que pede indenização para a família do cineasta Eusélio Oliveira que, durante o regime militar foi preso e demitido da ECT, está na pauta de julgamento da caravana da Comissão Nacional de Anistia. Essa caravana encontra-se nesta quinta-feira em Natal (RN).

Há também processos de mais seis cearenses. Entre eles, de Gilvan Rocha, ex-presidente do pT do Ceará, e do radialista Peixoto de Alencar.

 

Datafolha – Dilma abre 20 pontos sobre Serra

“A candidata do PT a presidente, Dilma Rousseff, manteve sua tendência de alta e foi a 49% das intenções de voto. Abriu 20 pontos de vantagem sobre seu principal adversário, José Serra, do PSDB, que está com 29%, segundo pesquisa Datafolha. Os contratantes do levantamento são a Folha e a Rede Globo.

Realizada nos dias 23 e 24 com 10.948 entrevistas em todo o país, o levantamento também indica que Dilma lidera agora em segmentos antes redutos de Serra. A petista passou o tucano em São Paulo, no Rio Grande do Sul e no Paraná e entre os eleitores com maior faixa de renda.
Em São Paulo, Estado governado por Serra até abril e por tucanos há 16 anos, Dilma saiu de 34% na semana passada e está com 41% agora. O ex-governador caiu de 41% para 36%.
Na capital paulista, governada por Gilberto Kassab (DEM), aliado de Serra, ela tem 41% e ele, 35%.

No Rio Grande do Sul, a petista saiu de 35% e foi a 43%. Já Serra caiu de 43% para 39% entre os gaúchos.

A margem de erro máxima da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Todas as oscilações nacionais se deram dentro do limite.

Dilma tinha 47% na sondagem do dia 20 e foi a 49%. Serra estava com 30% e agora tem 29% Marina Silva (PV) manteve-se em 9%. Há 4% que dizem votar em branco, nulo ou em nenhum. E 8% estão indecisos. Os demais candidatos não pontuaram.

Se a eleição fosse hoje, Dilma teria 55% dos votos válidos (os que são dados apenas aos candidatos) e venceria no primeiro turno.

Serra se mantém ainda à frente em alguns poucos estratos do eleitorado. Por exemplo, entre os eleitores de Curitiba, capital do Paraná, onde registra 40% contra 31% de sua adversária direta.”

(Folha.com)

Lula quer criar 488 cargos comissionados no Ministério da Defesa

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou na tarde desta quarta-feira (25) ao Congresso Nacional um projeto de Lei que cria 488 cargos comissionados no Ministério da Defesa, informou a pasta. O custo da medida será de R$ 18,9 milhões anuais.

Em solenidade no Palácio do Planalto, Lula assinou diversos documentos que reformulam a pasta, sob comando do ministro Nelson Jobim. Uma das medidas foi a sanção de lei complementar que reestrutura o Ministério da Defesa e cria o Estado Maior das Forças Armadas, cujo titular será o general José Carlos de Nardi. A lei ainda dá poder de polícia à Marinha e Aeronáutica –o Exército já tinha essa prerrogativa.

Por meio de medida provisória, Lula criou duas novas secretarias e a chefia do Estado Maior. De acordo com a Defesa, essa medida não terá impacto financeiro, uma vez que cargos técnicos foram extintos para dar lugar aos novos cargos.”

(Foha.com)

"Nosso lar" tem pré-estreia em Fortaleza

O filme “O Nosso Lar”, drama espírita dirigido por Wagner Assis, fará pré-estreia em Fortaleza nesta quinta-feira, às 21 horas, no Cine do Shoppin Iguatemi. No papel principal, o ator Renato Pietro e um roteiro que procura mostrar que há vida além da morte.

A ONG Estação da Luz, que produziu os filmes “Bezerra de Menezes – diário de um espírito” e “As Mães de Chico Xavier”, apoio lançamento.

Psicólogos em clima de eleições

O Conselho Regional de Psicologia da 11ª Região (Ceará, Maranhão e Piauí) vive, nesta quarta-feira, desde cedo, um dia de votação para renovação de sua diretoria. No pleito, mais de cinco mil psicólogos aptos a votar, que sufragam a chapa única “Compromisso com a sociedade e desenvolvimento da profissão – Movimento para cuidar da profissão” apresentada e inscrita no VII Congresso Regional de Psicologia realizado nos dias 30 de abril, 1º e 2 de maio, em Fortaleza.

O processo de votação vai se estender até as 17 horas em Fortaleza e nas Capitais das demais sedes – São Luis (MA) e Teresina (PI). Na capital cearense, o psicólogo deve votar na rua Carlos Vasconcelos, 2521 – Joaquim Távora.

Taxa de desemprego do País apresenta pequeno recuo em julho. Em Fortaleza, também

110 1

“A taxa de desemprego no país ficou em 12,4% em julho, ante 12,7% no mês anterior, segundo pesquisa realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em sete regiões metropolitanas e divulgada nesta quarta-feira. Em julho de 2009, a taxa havia sido de 14,8%. O índice em São Paulo também caiu, passando de 12,9% para 12,6%. Em Belo Horizonte, o desemprego passou de 8,5% para 8,3%. Em Porto Alegre e no Distrito Federal, as taxas caíram de 9,5% para 8,9% e de 14% para 13,7%, respectivamente. Em Fortaleza, o índice foi de 10,6% para 10,2%. Em Recife, caiu de 17,6% para 17,2% e, em Salvador, única região que apresentou alta, foi de 16,7% para 16,9%.

O contingente de desempregados nos sete locais analisados foi estimado em 2,729 milhões de pessoas no mês passado, 66 mil a menos do que em junho. Esse número é resultante da criação de 49 mil vagas, aliada à saída de 18 mil pessoas do mercado de trabalho. Nesse mesmo comparativo, o nível de ocupação, na média nacional, teve alta de 0,3%. O total de ocupados nas sete regiões pesquisadas foi estimado em 19,277 milhões de pessoas, para uma PEA (População Economicamente Ativa) de 22,005 milhões.

Na divisão por atividade, o nível de ocupação subiu na maioria dos setores: construção civil (38 mil), indústria (20 mil) e serviços (37 mil). Já no comércio e em agregado de outros setores houve redução de 17 mil e de 29 mil postos, respectivamente.

RENDIMENTO

Em junho, o rendimento médio real dos ocupados no país cresceu 0,5%, chegando a R$ 1.265. Já o dos assalariados ficou em R$ 1.319, apresentando leve redução de 0,2%.

O rendimento médio dos ocupados aumentou em Belo Horizonte (em 1,7%, para R$ 1.364), Fortaleza (3,0%, para R$ 830), Recife (4,1%, para R$ 862) e Porto Alegre (0,9%, para R$ 1.294).

Em Salvador e no Distrito Federal, os números tiveram redução. Na capital baiana, houve queda de 1,3%, para R$ 1.084. Já na capital federal, a pesquisa registrou diminuição de 0,6%, atingindo R$ 1.901. Em São Paulo, o rendimento médio ficou estável em R$ 1.320,00.”

(Folha.com)

Dilma vai transformar o Brasil num Venezuela, diz Sérgio Guerra

156 5

“Com o presidenciável tucano José Serra em queda nas pesquisas de intenção de voto e com o o guia eleitoral na TV criticado por correligionários e aliados, no PSDB a ordem do dia na coordenação de campanha do partido é “demonizar Dilma Rousseff (PT). O presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, disse que a estratégia da campanha de Serra nos próximos dias é mostrar que o Brasil estaria correndo o risco de se “venezuelalizar” caso a petista Dilma Rousseff seja eleita para a presidência da República.

“O programa eleitoral até aqui mostrou o Lula. Mas não é o Lula que irá governar nos próximos anos”, disse o líder tucano. “Vamos mostrar que o Brasil corre o risco de se ‘venezualizar’ cada vez mais. Vão acabar os direitos, a democracia e o respeito à Constituição caso Dilma seja eleita”. Para o presidente tucano, o crescimento de Dilma nas últimas pesquisas de intenção de voto ocorreu em razão de o eleitorado ter passado a conhecer o seu nome.

A presença de Lula nos programas eleitorais foi minimizada pelo senador, que ainda destacou que a “comparação” seria o melhor caminho para levar a disputa ao segundo turno. “Queremos que os líderes ingressem na campanha e mostrem que Fernando Henrique Cardoso foi quem possibilitou todo o avanço que o governo Lula colheu”, disse Guerra. “Nosso objetivo é mostrar que Serra é o melhor candidato e iremos partir para as comparações com Dilma. Quem vai governar não é o Lula”.

(Portal Terra)

Síndrome de "Regina Duarte"?

134 5

“Quem tem medo de uma vitória de Dilma Rousseff aqui no Ceará? Bem, poucos são os que falam abertamente de suas preocupações nos espaços da mídia. Há, no entanto, um líder empresarial que expõe seus temores, no caso o ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fiec) e também membro da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Fernando Cirino.

Ele teme que a petista, caso seja eleita, possa seguir caminhos “tortuosos” e que não cumpra ditames da Democracia. Cirino, claro, diz torcer pelo sucesso de quem substituir Lula, mas avalia: Dilma é um partido que tem simpatias com governos questionáveis como os de Hugo Chávez (Venezuela) e Evo Morales (Colômbia).

Cirino diz que Dilma não tem o carisma de Lula que, mesmo com suas preferências ou contradições, soube conviver com os contrários.

DETALHE – Na campanha pró-Lula, quem chegou a ocupar a mídia e dizer que temia uma vitória de Lula foi a atriz Regina Duarte, então “Namoradinha do Brasil”. A declaração dela criou a maior polêmica na época.

Orçamento do FGTS aumenta para R$ 71,8 bi

“O orçamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para 2010 aumentou para R$ 71,8 bilhões, o maior valor da história. O montante foi alcançado depois que o Conselho Curador do fundo, que se reuniu hoje (24), ter liberado mais R$ 6 bilhões para o FGTS.

Da verba extra, R$ 3 bilhões serão destinados à habitação. Os recursos serão aplicados nos programas de Carta de Crédito Individual, Carta de Crédito Associativo e Apoio à Produção de Habitações. De acordo com a Caixa Econômica Federal, que administra os recursos do FGTS, o dinheiro permitirá o financiamento de mais 75 mil moradias em todo o país.

Os R$ 3 bilhões restantes serão usados em obras de saneamento e melhorias de infraestrutura urbana. Os recursos beneficiarão o programa Pró-Transporte, que teve a atuação ampliada pelo Conselho Curador. Além de financiar investimentos no transporte urbano, o programa fornecerá crédito para obras de pavimentação, recapeamento, sistemas de drenagem, redes de água e esgoto nas vias urbanas, calçamento e sinalização.

Com o aporte, o orçamento do FGTS para empréstimos em habitação popular, saneamento ambiental e infraestrutura urbana passou para R$ 41,5 bilhões. O orçamento total, que engloba ainda as aplicações do Fundo de Infraestrutura do FGTS (FI-FGTS) e os demais investimentos, subiu para R$ 71,6 bilhões.”

(Agência Brasil)

Vem aí o McDia Feliz 2010

141 1

No próximo sábado, a abertura da campanha “McDia Feliz”, em Fortaleza, será às 8 horas no McDonald´s da Avenida Engenheiro Santana Júnior, n° 2977. Na programação, atrações musicais, apresentação de palhaços, brincadeiras para as crianças, dentre outras atividades. Nas demais lojas da rede, durante todo o dia, também haverá apresentações para adultos e crianças. A instituição beneficiada com a venda de Big Mac´s em Fortaleza será a Associação Peter Pan.

O  “McDia Feliz” é considerado a maior campanha de arrecadação e mobilização da sociedade em prol do combate ao câncer infantojuvenil no Brasil. A campanha é um sucesso graças à participação fundamental de funcionários, franqueados e fornecedores, além da mobilização de cerca de 30 mil voluntários que incentivam a sociedade a abraçar a causa da luta contra o câncer.

SERVIÇO

Quer consultar as instituições participantes do “McDia Feliz 2010” em todo o Brasil? Faça no site www.instituto-ronald.org.br.

Vale agora é a maior empresa exportadora do Brasil

“A Vale passou a Petrobras e assumiu o posto de maior empresa exportadora brasileira. No acumulado do ano até julho, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a mineradora exportou US$ 10,143 bilhões, ante US$ 10,139 bilhões da estatal petrolífera.

Essa é a primeira vez que a mineradora conseguiu ocupar a primeira posição no ranking das empresas brasileiras exportadoras, apoiada na alta do mercado de minérios.

A Petrobras mantinha a primeira posição entre as exportadoras brasileiras desde 2002, quando passou a então líder, Embraer.

Em termos percentuais, Petrobras e Vale são responsáveis, cada uma, por 9,49% das exportações brasileiras.

No final do ano passado, a estatal detinha uma parcela de 8,04% das exportações do Brasil, enquanto a mineradora, com um volume de vendas externas de US$ 10,826 bilhões, tinha uma parcela de 7,08%.”

(Folha.com)

Entidades populares de Alagoas fazem novo movimento "Fora Collor"

Entidades representativas da sociedade civil organizada marcaram para a próxima quinta-feira (26) o segundo “Fora Collor”, ato de repúdio ao nome do senador Fernando Collor (PTB-AL), candidato ao Governo de Alagoas. O primeiro “Fora Collor” aconteceu no dia 11 de agosto. “Nossa proposta é dizer a todos que estamos preocupados com a candidatura do senador. Neste ato, também faremos um repúdio aos candidatos acusados de assassinato que disputam as eleições este ano”, disse o coordenador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), Antônio Fernando dos Santos, o “Fernando CPI”.

O MCCE é formado por advogados, sindicalistas, estudantes de escolas públicas e particulares e movimentos de luta pela terra. A Juventude do PTB promete um ato semelhante, em apoio a Collor. “Não sei o porquê de apenas o nome do senador gerar um movimento como este. E logo em período eleitoral? Isso é estranho”, disse o presidente nacional da Juventude, Anderson Xavier. O primeiro “Fora Collor” quase registrou um confronto com os apoiadores do senador. Nas ruas de Maceió, eles trocaram agressões verbais e provocações. A Polícia Militar reforçou o contingente para evitar quebra-quebra em prédios públicos.”

(Portal Tera)

Em Alagoas, Lula pede votos na propaganda eleitoral para Renan Calheiros

103 2

“O presidente Lula apareceu no horário eleitoral ontem (23) à noite em Alagoas para pedir votos ao senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que disputa a reeleição. A declaração de apoio do presidente tem cerca de 15 segundos e associa o senador à candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff. “Quando for presidenta, Dilma vai precisar de senadores que apoiem seus projetos e ajudem o Brasil a avançar no rumo certo. Por isso, aqui em Alagoas, vote em Renan Calheiros, que está com Dilma”, disse Lula.

Também aparecem no programa de Renan o senador petista Paulo Paim (PT-RS), candidato à reeleição, e do deputado Paulinho da Força (PDT-SP). Os dois falam da atuação dele no Senado.

O programa eleitoral de Renan o apresenta como “padrinho” dos aposentados e defensor do aumento real no salário mínimo. O programa diz que o senador criou uma comissão para reajustar o salário mínimo acima da inflação, trabalhou para o aumento dos aposentados e defendeu a renegociação das dívidas dos pequenos agricultores, que vai perdoar dívidas de até R$ 10 mil. O senador Renan Calheiros renunciou à presidência do Senado em 2007 após enfrentar dois processos por quebra de decoro parlamentar na Casa, dos quais foi absolvido.”

(Folha.com)

Garotinho é condenado a dois anos e seis meses de reclusão por formação de quadrilha

82 1

“A Justiça Federal do Rio condenou o ex-governador Anthony Garotinho (1999 a 2002) a dois anos e seis meses de reclusão por formação de quadrilha. A Procuradoria da República havia denunciado o ex-governador em maio de 2008 por “garantir politicamente a manutenção” de um grupo na chefia da Polícia Civil que não reprimia jogos de caça-níqueis no Rio, além de promover corrupção e lavagem de dinheiro. Esse grupo era comandado, segundo a Procuradoria, pelo ex-chefe da Polícia Civil Álvaro Lins, condenado a 28 anos de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e também formação de quadrilha.

Lins esteve à frente do cargo na administração de Garotinho, entre o fim de 2000 e início de 2002, e na gestão de Rosinha Garotinho (2003 a 2006), mulher do ex-governador. Em 2006, ele foi eleito deputado estadual, mas acabou cassado em 2008 devido às acusações. Em sua página na internet, Garotinho escreveu que a sentença é uma perseguição às vésperas da eleição. O ex-governador é candidato a deputado federal pelo PR.

“Além da afirmação do Ministério Público Federal de que eu sabia das supostas atividades do ex-chefe de Polícia Civil, Álvaro Lins, não há, nos autos, rigorosamente, nenhuma acusação ou prova formais contra mim”, disse Garotinho. A pena do ex-governador foi transformada em duas punições: prestação de serviço à comunidade, ainda a ser definido, e proibição de exercer cargo público e mandato eletivo. Cabe recurso.

A Procuradoria informa ainda que foram condenados os ex-policiais civis Alcides Campos Sodré Ferreira (cinco anos e nove meses), Daniel Goulart (dois anos), Fábio Menezes de Leão (quatro anos e seis meses), Mario Franklin Leite de Carvalho (11 anos e três meses) e Ricardo Hallak (sete anos e nove meses). Eles teriam sido colocados em cargos da polícia para beneficiar a máfia de caça-níqueis.”

(Folha.com)

Clima do "já ganhou" faz aliados relegarem a 2º plano campanha de Dilma

“O clima de “já ganhou” em torno da candidatura da petista Dilma Rousseff à Presidência tomou conta da base aliada – e tem dado cada vez mais trabalho à cúpula do PT. Os esforços da legenda para manter o foco na campanha estão sendo minados pelo apetite de partidos da coalizão, que já trabalham na distribuição de cargos em um eventual governo de Dilma. Como revela nesta terça-feira a coluna Radar, de Lauro Jardim, dirigentes de partidos da base querem que o presidente Lula dedique menos tempo em sua agenda à promoção de Dilma e entre de cabeça nas campanhas de candidatos aliados à Câmara e ao Senado.

Para esses dirigentes, já é hora de buscar “mais tranquilidade” no Congresso para o próximo governo. E é justamente na figura de Lula que o otimismo da base encontra apoio. O presidente já disse que dá como certa a eleição de sua candidata – e que sua dúvida era apenas se ela venceria em primeiro turno. Na segunda-feira, Lula apresentou Dilma como “presidente da República” a funcionários de uma fábrica no ABC.

Na cúpula da campanha, porém, o discurso é outro. José Eduardo Cardozo, um dos coordenadores da campanha de Dilma, disse a VEJA que o PT deve seguir o mesmo rumo de campanha que tem adotado desde o início, com intensificação da presença do presidente Lula nas agendas da ex-ministra. “Campanha de salto alto é campanha que tropeça”, afirmou.

Mas, na prática, o que se vê é a tentativa do partido de conter o apetite das legendas coligadas que, animadas com os resultados das pesquisas sobre intenção de voto, já insistem em tratar da partilha do governo e dos principais cargos do primeiro escalão e das estatais, caso a petista vença a eleição.

O presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, também coordenador da campanha da ex-ministra, fez na segunda-feira um apelo ao presidente nacional do PMDB, deputado Michel Temer (SP), candidato a vice na chapa de Dilma, para que o partido se abstenha de tratar da montagem do futuro governo. No domingo, reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo mostrou que o PMDB já planeja “partilhar os cargos meio a meio”.

Segundo Dutra, Temer afirmou que está lutando para pôr ordem na casa e impedir qualquer ânimo mais exaltado pela busca dos cargos. “Ele (Temer) afirmou que o PMDB não está tratando desse assunto”, disse Dutra. “Até leu uma nota em que comunica que o tema nunca foi negociado com o PT e que ninguém no PMDB está autorizado a falar qualquer coisa sobre esse assunto.”

Horário eleitoral – No programa de rádio desta terça, o PT abandonou o discurso oficial e abusou do salto alto. O locutor afirmou que “ninguém segura mais” a candidata do PT e aproveitou até para cutucar os adversários: “Ela disparou. E os bichinhos já estão tudo de bico caído, batendo asa, voando”.”

(Veja Online)