Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Presidente do Conselho Nacional do SESI visita Iprede

 

O presidente do Conselho Nacional do SESI, Jair Meneguelli, visitará, a partir das 9 horas desta quinta-feira, a sede do Instituto de Promoção da Nutrição e do Desenvolvimento Humano (Iprede). Ali, ele vai tratar de assuntos relacionados ao Projeto VIRAVIDA – Profissionalização de Adolescentes e Jovens em Situação de Exploração Sexual e a Campanha Carinho de Verdade.

O Projeto ViraVida é uma ação do SESI que beneficia mais de 450 jovens e adolescentes de cinco capitais brasileiras (Fortaleza, Recife, Natal, Belém e Brasília) em situação de exploração sexual comercial e tráfico para fins de exploração. É realizado a partir de formação profissional e educação básica continuada, além de focar na garantia dos direitos desses jovens e adolescentes.

Já a Campanha Carinho de Verdade é uma mobilização da sociedade em defesa das crianças e adolescentes do Brasil, com o objetivo de reforçar a luta contra o abuso e exploração sexual.

Salário Mínimo – Quem traiu quem na votação?

Eudes Xavier (PT) votou contra o Governo.

“Apenas 15 deputados dos partidos governistas descumpriram a orientação do Palácio do Planalto e votaram a favor da emenda do DEM que fixava o salário mínimo em R$ 560. Nessa votação, a mais importante realizada ontem, a oposição faturou os votos de nove parlamentares do PDT, três do PP, dois do PT e um do PTB.

Na rejeição dos R$ 560, o governo contou com todos os votos das bancadas do PMDB, PSB, PR, PMN, PRB, PSC e PCdoB. O valor proposto inicialmente pelas centrais sindicais e depois encampado pelo DEM, R$ 15 a menos daquele apresentado pelo governo como limite máximo que ele estava disposto a aceitar, foi rejeitado por 361 deputados e aprovado por 120. Outros 11 se abstiveram de votar. No total, 492 parlamentares participaram da votação.

É um resultado excepcional para o governo Dilma. Primeiro, pelos números acima reproduzidos, que falam por si. Segundo, pela importância do tema. Em razão da origem sindical do principal partido governista, o PT, poucas coisas podem ser tão desgastantes para a base quanto votar contra aumentos para um piso salarial reconhecidamente baixo. Um sinal de céu de brigadeiro para o governo, ao menos neste início de mandato, nas próximas votações de grande impacto.
 
Terceiro, porque o governo, já favorecido pelas circunstâncias, se mostrou bem mais competente que a oposição na articulação política. Orientou claramente seus liderados (tinham que ser os R$ 545 e nenhum centavo a mais), envolveu ministros e líderes no convencimento das bancadas (todas ansiosas pela definição dos inúmeros cargos de segundo escalão ainda à espera de nomeações), e apresentou um discurso que oferecia a política de recuperação real implementada nos últimos anos (que elevou o salário mínimo de menos de US$ 90 para os mais de US$ 300 atuais) como garantia de que, passado o aperto fiscal, novos ganhos hão de vir até o final do governo Dilma. A lei aprovada já assegura a correção pela inflação mais o índice de crescimento da economia de dois anos antes.

Dado esse contexto, era nenhuma a chance de vitória da oposição. Mas PSDB e DEM facilitaram a vida do governo ao cometer um erro de encaminhamento. Em vez de colocarem em votação a emenda original acordada pelo PV, PPS e PDT com as centrais sindicais (pelo mínimo de R$ 560, mas com antecipação de R$ 15 que seriam descontados no aumento do ano que vem), tiraram essa proposta de pauta, substituindo-a pela do DEM, favorável ao aumento imediato para R$ 560 (sem antecipação). O resultado foi que a maioria dos deputados do PV se absteve na votação da emenda, que conseguiu os votos de somente um terço dos pedetistas – estes, já sob intensa pressão palaciana.
 
Para piorar, tanto o DEM quanto o PSDB enfrentaram defecções em suas bancadas. Na votação dos R$ 600 propostos pelo PSDB, a oposição ficou sem o apoio do PV, de dois deputados tucanos (Manoel Salviano, do Ceará, e Berinho Bantim, de Roraima) e de sete parlamentares do DEM: os mineiros Jairo Ataíde e Vitor Penido, que se abstiveram; e ainda Lael Varella (MG), Mandeta (MS), Marcos Montes (MG), Paulo Cesar Quartiero (RR) e Paulo Magalhães (BA), que votaram contra. Na votação dos R$ 560, a maioria do PV se absteve e seis deputados de partidos oposicionistas votaram junto com o governo: Antônio Roberto (PV-MG), Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO), Fábio Ramalho (PV-MG), Jairo Ataide  (DEM-MG), Manoel Salviano  (PSDB-CE) e Vitor Penido  (DEM-MG).
 
Já o governo viu sair de suas hostes sete votos favoráveis aos R$ 600. Eles vieram dos seguintes deputados: Francisco Floriano (PR-RJ), Jair Bolsonaro (PP-RJ), Luiz Argôlo (PP-BA), Oziel Oliveira (PDT-BA), Sérgio Moraes (PTB-RS), Tiririca (PR-SP) e Zoinho (PR-RJ).”

Clique aqui para ver os nomes dos deputados da base que votaram contra o governo
Veja a lista completa de votação da emenda de aumento para R$ 560

(Congresso em Foco)

DETALHE – O deputado federal Eudes Xavier foi o único da bancada federal cearense a votar matéria contra o Governo. Ele disse que não poderia manchar a sua história nem a história do pT, que sempre defendeu os interesses da classe trabalhadora. Eudes foi presidente da Central Única dos Trabalhadores. Agora, é esperar para ver se ele será mesmo tratado como “dissidente” como prometeu a tropa de choque dilmista.

SiSU/UFC – Termina nesta 5ª feira prazo para confirmar nome em lista de espera

“A Pró-Reitoria de Graduação da UFC orienta os candidatos do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) sobre a necessidade de explicitar sua intenção em participar da lista de espera no próprio SiSU, a fim de concorrer a uma vaga em chamada que será realizada a partir do dia 21 próximo, no Campus do Pici. A manifestação de interesse deve ser feita até esta quinta-feira, através do Boletim Individual do candidato no SiSU (sisualuno.mec.gov.br). A Prograd divulgará, ainda nesta semana, em seu site (www.prograd.ufc.br), um edital com o cronograma das chamadas relativas a cada curso.

Os candidatos deverão comparecer em data e hora reservada ao curso onde que se encontra em lista de espera. Haverá chamada nominal, nos moldes das antigas chamadas de classificáveis. A Prograd ainda informa que o candidato que não foi classificado em nenhuma das chamadas do SiSU pode participar das duas listas de espera dos cursos aos quais se inscreveu. Se for classificado apenas na segunda opção, tendo ou não se matriculado, poderá participar da lista de espera de sua primeira opção. ”
 
(Site da UFC)

Liberação de emendas de parlamentares cresce 441% antes da votação do mínimo

123 1

“Nos primeiros 11 dias de fevereiro, às vésperas da votação do valor do novo salário mínimo, o governo pagou R$ 653,7 milhões de gastos autorizados ou ampliados por meio de emendas parlamentares. O ritmo de liberação de verbas públicas nesse período aumentou 441% em relação a janeiro.

Os gastos referem-se a contas pendentes de pagamento do ano passado (os chamados restos a pagar) e equivalem a 7% do saldo deixado até o último dia de governo Luiz Inácio Lula da Silva das despesas que foram objeto de emendas parlamentares.

Entre os agraciados com direito a voto na definição do novo salário mínimo, destaca-se o deputado Paulinho Pereira da Silva (PDT-SP), presidente da Força Sindical. Ele teve R$ 2 milhões liberados para ações de orientação profissional e intermediação de mão de obra em São Paulo. Apesar de integrar a base governista, Paulinho não defendeu o valor do mínimo de R$ 545, fixado pelo governo.”

 (Estadão)

CNJ suspende posse de ministros do TST

“O conselheiro Jorge Hélio Chaves de Oliveira, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), decidiu nesta quarta-feira (16/02) suspender cautelarmente a posse dos ministros eleitos para a direção Tribunal Superior do Trabalho (TST), para o período de 2011 a 2012. Nesse intervalo, a presidência do tribunal seria exercida pelo ministro João Orestes Dalazen, que antes ocupou dois cargos de direção. Dessa forma, ele entraria no terceiro mandato em cargo de direção, o que contraria o artigo 102 da Lei Orgânica da Magistratura (Loman).

“Tendo em vista a presença da fumaça do bom direito e o perigo da demora, estou determinando a suspensão da posse da nova diretoria do TST”, afirmou o conselheiro. O caso será discutido na próxima sessão plenária do CNJ, marcada para o dia 1º de março, quando os conselheiros analisarão o mérito da questão. Jorge Hélio destacou que o Supremo Tribunal Federal e o próprio Conselho Nacional de Justiça têm precedente reafirmando que os magistrados não podem exercer mais de dois mandatos em cargo de direção. Dalazen foi corregedor e vice-presidente do TST.

Em sua decisão, o conselheiro justificou que o perigo da demora está “consubstanciado na ocorrência de possível dano irreparável decorrente da posse da nova Diretoria do TST, designada para o dia 2 de março vindouro.” Até o julgamento definitivo pelo plenário do CNJ, os atuais dirigentes do TST devem continuar no cargo. Os 27 ministros do TST têm um prazo de cinco dias para se manifestarem sobre o assunto.

O pedido de providência foi ajuizado pela Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho (Anamatra) junto à Corregedoria Nacional de Justiça. A ministra Eliana Calmon, atual corregedora, encaminhou o processo ao Conselho.”

 (Com CNJ)

Câmara aprova mínimo de R$ 545,00

193 3

Depois de sete horas, a Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira, em votação simbólica, a proposta do governo federal de elevar o salário mínimo para R$ 545 neste ano. O relatório de Vicentinho (PT-SP) foi aprovado pela metade mais um dos parlamentares.

O resultado deu a primeira vitória na Casa para a presidente Dilma Rousseff.

A proposta do governo para reajuste do mínimo até 2015 tem como base para os reajustes o índice da inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) dos dois anos anteriores.

(Com TV Câmara)

DETALHE -Ainda há destaques sendo votados que podem alterar o valor do mínimo. Governistas não apostam em mudança.

Empresário confirma que deu carona em seu jatinho para Cid Gomes

169 1

“O empresário Alexandre Grendene, dono da indústria de calçados Gredene, confirmou nesta quarta-feira que o governador do Ceará Cid Gomes (PSB) viajou de férias para Miami, nos Estados Unidos, em seu jato particular no mês passado.

Ele disse que havia vaga e deu carona ao governador e sua mulher, Maria Célia Habib Moura. Ainda com a barba que deixou crescer durante as férias, Cid disse que não tem satisfação a dar sobre sua privacidade durante das férias, entre 19 e 29 de janeiro desse ano.

Com três fábricas no Ceará, a maior delas em Sobral, terra de Cid, a Grendene recebe incentivos fiscais do governo estadual e contibuiu com as duas campanhas eleitorais de Cid para o governo (2006 e 2010).”

(Globo Online)

Agripino Maia é o novo presidente do DEM

“Integrantes do DEM chegaram a um acordo no início da noite de hoje (16) e indicaram o senador Agripino Maia (RN) como o próximo presidente do partido. Após reunião da cúpula do partido em Brasília ficou decidido que haverá apenas uma chapa com o nome de Maia no dia da convenção do partido, prevista para o próximo dia 15 de março.

A vitória do senador é creditada ao grupo do atual presidente Rodrigo Maia (RJ) que ficará com a maioria dos cargos na Executiva do partido. Rodrigo também deve assumir um cargo de “realce” ainda a ser definido.

Desde o final do ano passado, o grupo de Rodrigo disputava a indicação da presidência com o grupo do presidente de honra Jorge Bornhausen aliado do prefeito de São Paulo Gilberto Kassab.

O ex-senador Marco Maciel (PE) assumirá o comando do Conselho Político do partido. E o deputado Marcos Montes (MG) a Secretaria Geral.

A presidência da Fundação continuará nas mãos do ex-deputado José Carlos Aleluia (BA), do grupo de Rodrigo.

“Ganhamos e não tripudiamos com ninguém. Mas não dava para conviver com a tese de que está no partido mas quer fundar outro”, disse ao blog o deputado Ronaldo Caiado (GO).

Segundo ele, o partido buscará uma aproximação com as entidades de classe para ganhar uma visão menos elitista e mais popular.

“Nossa atuação será mais junto à população e menos congressual. Temos que tirar o partido do 26 andar [do Congresso, sede do partido], do [restaurante] Piantella e ir para as ruas”.

(Blog do Noblat)

Réu do Mensalão presidirá CCJ da Câmara

152 1

O deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), réu no processo do mensalão que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), será o presidente neste ano da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. Essa é a principal comissão temática da Câmara. A decisão foi anunciada na tarde desta quarta-feira pelo líder do PT, Paulo Teixeira (PT-SP). João Paulo derrotou o deputado Ricardo Berzoini (PT-SP), ex-dirigente nacional petista. Ficou certo que Berzoini aceitou presidir a CCJ no próximo ano.

A bancada do PT na Câmara acabou adotando método semelhante aos dos petistas do Senado, que dividiram o mandato de dois anos na Mesa Diretora da Casa entre Marta Suplicy (SP) e José Pimentel (CE) , pois não conseguiram um consenso em torno de um único nome.

No caso da Câmara, o mandato de presidente da CCJ é mesmo de um ano e Berzoini aceitou ocupar a comissão no próximo ano, já que, por ter eleito a maior bancada, o PT continua com direito à primeira escolha nas comissões temáticas.

“Não teve vitória ou derrota. Berzoini poderia ir para a Comissão de Finanças e Tributação, mas optou pelo gesto que adensa a bancada”, disse João Paulo.

(Com Globo Online)

Desemprego atinge 10% das pessoas acima de 18 anos

“Cerca de 10% da população brasileira economicamente ativa que vive nas áreas urbanas e tem mais de 18 anos está desempregada, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (16) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Assim como as demais pesquisas que tratam de trabalho no País, o Ipea considerou como desempregadas as pessoas que declararam não ter exercido qualquer atividade remunerada, mas que procuraram emprego na semana de referência da pesquisa.

Já os ocupados foram definidos como aqueles que declararam ter exercido atividade remunerada na semana anterior à entrevista, ou estado temporariamente afastados da mesma. Foram classificadas como inativas as pessoas que declararam ter trabalhado apenas realizando atividades não remuneradas no próprio domicílio (afazeres domésticos, tarefas em cultivo, pesca ou criação de animais destinados à própria alimentação, ou construção destinada ao próprio uso dos moradores) ou não ter trabalhado nem procurado trabalho na semana de referência.

O trabalho do Ipea faz parte do Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS), que é voltado para que o Estado e a sociedade avaliem e implementem políticas e estratégias. O levantamento foi realizado ao longo do segundo semestre do ano passado, com 2.773 pessoas de todos os Estados do Brasil.

INATIVOS

Entre os inativos (que são 29% do total pesquisado), o Ipea detectou que pelo menos 31,3% nunca procuraram emprego, com 88% deste grupo sendo composto por mulheres. “Pode-se dizer que isso é esperado, uma vez que elas ainda costumam participar menos do mercado de trabalho que os homens. Ainda assim, o fato de a proporção de mulheres que nunca procuraram trabalho aumentar com a idade é sintoma de que a atual geração participa mais do mercado de trabalho do que as gerações anteriores”, explicaram os técnicos do instituto no documento distribuído à imprensa. Além disso, segundo o relatório, as mulheres, em média, estão há mais tempo na inatividade que os homens.

Entre os homens, ocorre o inverso em relação à idade. Isto é, quase todas as pessoas que nunca procuraram emprego estão entre os mais jovens. “A hipótese mais comum para explicar tal fenômeno é que os homens mais jovens estariam se dedicando mais aos estudos”, diz o instituto.

Ainda de acordo com a pesquisa do Ipea, 57,4% dos inativos não aceitariam oferta de emprego por vários motivos. Além disso, mais de 40% podem se encaixar de alguma forma na situação de “desempregado oculto pelo desalento”. Ou seja, a pessoa gostaria de trabalhar, mas vários fatores a desanimam ou mesmo a impedem de procurar esse objetivo. Isso mostra, conforme o Ipea, que os inativos não são todos iguais. “Sabe-se que nem todos os inativos não estão procurando emprego porque não querem trabalhar”.

Conforme o levantamento, a proporção de mulheres inativas que aceitariam uma proposta de trabalho é maior que a dos homens (47% contra 32%). Os resultados da pesquisa mostram que quanto mais tempo a pessoa está inativa, menos ela tende a querer sair dessa situação. O Ipea identificou também que 65,5% dos inativos com pelo menos segundo grau incompleto aceitaria uma proposta de emprego, contra apenas 36% daqueles com no máximo o primeiro grau completo.”

(Agência Estado)

Lula prometeu encerrar "quarentena" em março

135 1

“O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu, nesta quarta-feira, à imprensa carioca que voltará a falar de política só depois de 8 de março, quando termina o período que chamou de “quarentena”. “Primeiro eu tenho que desencarnar”, disse Lula. Por causa do tempo de silêncio estabelecido, o ex-presidente não quis fazer comentários sobre o novo salário mínimo.

No hotel Copacabana Palace, zona sul do Rio de Janeiro, Lula se reuniu com economistas da Fundação Getulio Vargas (FGV) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), além da economista Maria da Conceição Tavares, pela qual o ex-presidente demonstrou consideração. “Eu tenho um apreço muito grande pela Maria da Conceição. Não pude vê-la quando era presidente e agora tenho disponibilidade”. Lula referiu-se também ao compositor Chico Buarque de Hollanda, que, segundo ele, foi “um grande amigo, esteve junto em todos os momentos, nas horas boas e nas difíceis”.

Hoje à noite, o ex-presidente jantará com o governador Sergio Cabral. Lula não confirmou se irá ao Rio de Janeiro para assistir ao desfile das escolas de samba no Carnaval neste ano. “Eu tenho vontade de vir para o Carnaval. Mas vai depender das circunstâncias”, disse. Uma das circunstâncias seria a evolução do estado de saúde do ex-vice-presidente José Alencar, que recebeu a visita de Lula, nesta terça-feira, em São Paulo. Lula disse ter consciência de que a situação de Alencar é grave. “A gente está torcendo. Sou um cristão e tenho muita fé”, disse ele em relação à possibilidade de recuperação do amigo.”

(Portal Terra)

Governo Dilma cancela mais de 2.500 anistias concedidas por FHC e Lula

128 1

“O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, cancelou a condição de anistiado político de 2.530 cabos da Força Aérea Brasileira (FAB) cujos processos foram aprovados no final do governo Fernando Henrique Cardoso e nos primeiros anos da gestão de Luiz Inácio Lula da Silva.

A portaria, também assinada pelo advogado-geral da União substituto, Fernando Faria, determina a revisão das reparações econômicas pagas a esses cabos.

Os militares recebiam, até então, prestação mensal com direito também a retroativos, que são os atrasados acumulados em milhões de reais.

As anistias foram concedidas com base numa portaria, a 1.104, de 1964, que limita o tempo de permanência do militar na força. Os cabos alegaram, porém, que foram afastados por perseguição política a Comissão de Anistia entendeu que se trava de um ato de exceção.

A decisão publicada no Diário Oficial desta quarta-feira prevê a criação de um Grupo de Trabalho Interministerial que fará a revisão de cada uma dessas anistias. Esse grupo, com nove pessoas, será composto por representantes do Ministério da Justiça e da Controladoria Geral da União (CGU).”

(Globo Online)

Ibef-CE comemora 25 anos discutindo o País

O diretor-presidente da Trevisan Escola de Negócios, Antoninho Marmo Trevisan, estará em Fortaleza no próximo dia 23. Na agenda dele, palestra sobre o tema “Conjuntura econômica brasileira: desafios e oportunidades”.

A palestra, a ser ministrada a partir das 19h30min, no Hotel Gran Marquise, faz parte das comemoraçoes dos 25 anos do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças,(Ibef), regional Ceará.

Presidente do BC escala seu "time"

“O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, encaminhou à presidenta da República, Dilma Rousseff, a indicação de novos diretores da instituição.  Segundo nota divulgada hoje (16) pelo BC, foram indicados Altamir Lopes, 58 anos, para ocupar o cargo de diretor de Administração, e Sidnei Corrêa Marques, 57 anos, para diretor de Liquidações e Controle de Operações de Crédito Rural.

Altamir Lopes é formado em economia e atualmente chefia o Departamento Econômico do Banco Central. Formado em ciências contábeis, Sidnei Corrêa Marques chefia o Departamento de Monitoramento do Sistema Financeiro e de Gestão da Informação. Os nomes ainda terão de ser submetidos à aprovação do Senado.

De acordo com a nota do BC, “após oito anos no cargo, Antonio Gustavo Matos do Vale deixa, a pedido, a Diretoria de Liquidações e Controle de Operações de Crédito Rural e, após três anos no cargo, Alvir Alberto Hoffmann deixa, também a pedido, a Diretoria de Fiscalização”. “Ambos permanecerão na diretoria colegiada do Banco Central até que os novos nomes sejam apreciados pelo Senado”, diz o BC. A Diretoria de Fiscalização será assumida pelo atual diretor de Administração, Anthero de Moraes Meirelles.”

Temer: PMDB vota unido pelo mínimo de R$ 545,00

168 1

“O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), afirmou hoje (16) que o seu partido vai votar unido a favor da proposta de reajuste do salário mínimo para R$ 545. Segundo ele, o número de votos de peemedebistas favoráveis à matéria pode até surpreender. “O partido está fechado, é provável que se ultrapassem mais de 60 votos do PMDB. Vai ser até uma surpresa”, previu.

Temer ainda afirmou que não acredita que haja uma fragmentação da base governista na votação na Câmara, marcada para hoje à tarde. “Pode ter até um ou outro voto contrário, mas isso não fragmenta. Tenho a convicção de que a maioria vai votar nos R$ 545”. O vice-presidente voltou a destacar que, com base em cálculos do governo, não é possível conceder um aumento maior do que os R$ 545 propostos pelo Executivo nem mesmo chegar aos R$ 560 como querem as centrais sindicais e alguns partidos de oposição.

“Pelos cálculos, a cada R$ 1 de aumento, são quase R$ 300 milhões a mais nas despesas da Previdência Social”, destacou. Os parlamentares do partido estão reunidos para acertar os últimos detalhes da votação.

(Agência Brasil)

O estrangeirismo ataca na área imobiliária

215 2

Eis artigo intitulado “Compra de imóveis: atrativos para inglês ver”, que Thomaz Assumpção, presidente da Urban Systemas, manda direto de São Paulo para este Blog. Ele aborda estratégia de imobiliárias em vender seus produtos usando expressões em inglês. Confira:

Em tempos de economia racional, muito se fala em compra consciente. É necessário analisar bem qualquer produto e a real necessidade de possuí-lo a fim de evitar aquisições por impulso que deixam o consumidor com um rombo na conta e um bem sem uso. Mas na hora de comprar um imóvel essa realidade é infinitamente mais preocupante.

A economia nacional ainda em desenvolvimento permite que o brasileiro compre, em média, apenas dois imóveis ao longo a vida. Portanto, assinar um contrato de compra e venda de uma casa ou apartamento deve ser uma decisão baseada no máximo de informações possível.

Infelizmente, as ofertas do mercado imobiliário ainda estão na pré-história. Na hora de vender, incorporadoras, construtoras ou imobiliárias tentam captar a atenção do consumidor com deflagradores emocionais que podem levar a compras precipitadas e malsucedidas.

Uma novidade que envereda por esse caminho é o uso de estrangeirismos para batizar novos conceitos nos empreendimentos. Salão de festas, sala de ginástica e piscina estão no limbo imobiliário. O mercado atual abusa do inglês para nomear diferenciais com o objetivo de conquistar o comprador. Prédio bom é o que tem “fitness”, “gourmet lounge”, além de “child care” e “pet care”, creches para crianças e animais de estimação. Mas o pior é que, na tentativa de oferecer um empreendimento mais atrativo que o do concorrente, as empresas passaram a usar expressões idiomáticas que não existem na gramática inglesa.

Um edifício residencial na região nobre do Itaim Bibi, zona oeste de São Paulo, vende ?style homes?no lugar de apartamentos. A zona de lazer é “top”: conta com “dance hall” (o bom e velho salão de festas), “smart control, stand alone” (controle remoto para luz e ar-condicionado) e “personal line” (decorador).

Outro empreendimento do Panamby, também na zona oeste paulistana, troca o velho apartamento por “living space”. Além da clássica “wash lounge” (lavanderia), tem “garage band”, um estúdio para os moradores ensaiarem com seus instrumentos musicais.

O engraçado é que o público jovem é o alvo desses empreendimentos. Acostumados com a economia mais estável, sem lembranças dos tempos da inflação, brasileiros com menos de 35 anos são os que mais financiam a compra de imóveis: de acordo com Caixa Econômica Federal, atualmente 56,9% dos financiamentos são assinados por eles. Justamente esses jovens são mais conectados a tecnologias que podem ajudar na pesquisa pelo imóvel ideal. É mais fácil para eles encontrar informações concretas e realizar uma análise relacional entre os dados coletados.

Se, na hora de comprar, o consumidor reunir o máximo de informação antes de ceder a estímulos “fashion”, mostrará às empresas que elas só têm a ganhar quando são transparentes e oferecem dados reais que possam valorizar um imóvel. O mercado imobiliário vai ficar mais racional, característica sempre bem-vinda em todo negócio em que grandes somas estão envolvidas.

* Thomaz Assumpção é presidente da Urban Systems, empresa especializada em análise de dados demográficos em mapas digitais para dimensionamento de tendências em mercados e cidades.

Gabrielli expõe planos da Petrobras para empresários

184 2

O presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, está dando palestra, nesta manhã de quata-feira, na Residência Oficial, para o empresariado local. Ele expõe as metas da estatal para o Ceará e, claro, expõe o projeto da Refinaria Premium programada para o Estado.

Gabrielli faz palestra tendo ao lado o governador Cid Gomes e o secretário de Infraestrutura do Estado, Adail Fontenele.

Aepós esse compromisso, ele deverá ter conversa reservad com Cid Gomes para tratar das pendências em torno daz refinaria. A maior delas é a questão do local do empreendimento – em Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), situado em terra indígena.

(Foto – Cláudio Barata)

Faculdade de Medicina da UFC desenvolve colônia de camundongos transgênicos

“A Faculdade de Medicina da UFC, por meio do seu Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Biomedicina do Semiárido, acaba de desenvolver uma colônia de camundongos transgênicos. Coordenado pelo professor Aldo Ângelo Moreira Lima, o INCT foi criado com recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e realiza pesquisas nos eixos de doenças diarreicas, desnutrição e saúde dental; úlcera péptica e câncer gástrico; doenças neurológicas tropicais e sistema nervoso autônomo; e inflamação e motilidade gastrointestinal.

A colônia será coordenada pelo professor Reinaldo Oriá e conta com matrizes reprodutoras dos tipos “apoE knockout” (animais gerados sem o gene que codifica a apolipoproteína E, conhecida como apoE, responsável pelo transporte de colesterol) e “controle selvagem” (animais com genoma completo, incluindo o gene da apoE, que servem para controle genético). Os camundongos knockout (nocaute, em português) são excelentes modelos para estudos de doenças ateroscleróticas, mal de Alzheimer, isquemias cerebrais e traumas cranianos. O motivo é a falta do gene que codifica a apolipoproteína E, essencial para o transporte de colesterol para o fígado, onde seria metabolizado.

Os animais serão usados para avaliar o efeito da apolipoproteína E em testes de desnutrição, desenvolvimento cognitivo e intestinal, além de casos de doença periodontal durante o desenvolvimento pós-natal. Todos esses campos de pesquisa fazem parte das áreas temáticas do Instituto de Biomedicina. O intuito é fornecer, futuramente, animais para vários cursos de pós-graduação e grupos de pesquisa, beneficiando projetos na área biomédica.”

(Com site da UFC)

PAC da Mobilidade investirá R$ 18 bi nas grandes cidades

A presidente Dilma Rousseff lançará nesta quarta-feira, às 11 horas, no Palácio do Planato, em Brasília, o PAC Mobilidade nas Grandes Cidades. Participarão da cerimônia os ministros das Cidades, Mário Negromonte, e do Planejamento, Miriam Belchior.

As maiores cidades brasileiras com problemas de transporte público serão contempladas com lançamento dessa estratégia ooficial. O investimento previsto é de R$ 18 bilhões.

O programa tem como objetivo ampliar a capacidade de locomoção e melhorar a infraestrutura do transporte público coletivo nas maiores cidades do País.

(Com Agências)