Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Dilma soube do apagão pela internet

201 3

“Ex-ministra de Minas e Energia do governo Luiz Inácio Lula da Silva, a presidenta Dilma Rousseff (PT) só ficou sabendo do apagão que atingiu nesta madrugada o Nordeste do país por volta das 9h30 da manhã, por meio de portais de internet. Foi a presidenta quem ligou para o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e o cobrou informações sobre o caso.

Na sequência, começou a despachar e entrou em contato, por telefone, do gabinete, com especialistas do setor elétrico, relataram fontes do governo ao iG. Logo em seguida, Lobão foi então escalado para dar explicações à imprensa. Antes de conceder uma entrevista coletiva sobre o assunto, ele disse ao iG que até aquele momento o governo ainda buscava as causas do problema.

A informação sobre o problema circulou com bem menos velocidade no governo Dilma, em comparação com o apagão ocorrido em novembro de 2009 em uma área abastecida pela usina de Itaipu, pouco mais de um mês antes de se iniciar o ano eleitoral.

Na época à frente do Palácio do Planalto, Lula convocou imediatamente uma reunião com todos os titulares de todos os ministérios ligados à área e líderes do governo.

Vários ministros, entre eles Lobão e a própria Dilma – então ministra da Casa Civil – passaram boa parte da madrugada reunidos no Palácio do Planalto em busca de uma estratégia para minimizar o impacto negativo da notícia.”

(iG)

Dilma escolhe nomes para setor elétrico

227 2

“A presidente Dilma Rousseff decidiu nomear José da Costa Carvalho Neto para a presidência da Eletrobras. A confirmação deve sair ainda nesta sexta-feira. Carvalho foi presidente-interino da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais).

Outras nomeações para cargos estratégicos do setor elétrico podem sair ainda nesta tarde. As mudanças em curso já estavam previstas, mas foram aceleradas por conta do blecaute que atingiu diversos Estados do Nordeste nesta madrugada. Para a Eletronorte, deve assumir José Antônio Muniz, que deixa o comando da Eletrobras. Ele é ligado ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

O diretor-geral brasileiro da Binacional Itaipu, Jorge Samek, será mantido no cargo. Também pode haver mudanças no comando da Chesf (Companhia Hidro Elétrica do São Francisco), companhia que cuida do abastecimento de energia no Nordeste. A indicação para o cargo ficará nas mãos do PSB.”

(Folha.com)

Eunício fará primeiro discurso como senador na 2ª feira

817 1

O peemedebista com sua mulher, Mônica.

O senador Eunício Oliveira (PMDB) fará, na próxima segunda-feira, seu primeiro pronunciamento. Ele levará ao plenário sua preocupação com o tema reforma política. O parlamentar vai apregoar um novo conjunto de normas que proporcione “o aperfeiçoamento da legislação e o fortalecimento do sistema eleitoral e dos partidos como o fim do voto proporcional para deputados federais e estaduais.

Eunício também defenderá regras mais rígidas para manter a fidelidade partidária, o financiamento público de campanha e o fim da suplência de senador para candidato sem voto.

Ele chega ao Senado com a expectativa de sair presidente da Comissão de Constituição e Justiça, uma das mais importantes da Casa.

SERVIÇO

O discurso, segundo a assessorai do senador, poderá ser acompanhado através da TV ou rádio Senado, e também na internet pelo endereço: www.senado.gov.br

(Foto – Paulo MOska)

Tiririca e mais 17 dizem não ter patrimônio

“A análise das declarações de renda dos novos parlamentares empossados esta semana traz um dado curioso. Entre os deputados eleitos, 18 declararam à Justiça Eleitoral que não possuem bens. A “bancada dos sem patrimônio” é heterogênea, reúne o fenômeno eleitoral Tiririca (PR-SP), a terceira candidata mais votada de São Paulo, Bruna Furlan (PSDB), de 27 anos, o ambientalista Alfredo Sirkis (RJ), um dos fundadores do PV, e Nilton Capixaba (PTB-RO), réu na Justiça Federal de Mato Grosso como um dos pivôs do escândalo dos sanguessugas.

O caso que mais chama a atenção é o de Francisco Everardo Oliveira Silva, o palhaço Tiririca. Ele foi acusado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) de omitir dados da sua declaração de bens. O órgão fez a denúncia após reportagem publicada pela revista Veja no ano passado.

Como mostrou o Congresso em Foco, 220 deputados e senadores disseram possuir mais de R$ 1 milhão em bens.

De acordo com a revista Veja, Tiririca não declarou bens por conta de processos trabalhistas e de sua ex-mulher, em trâmite no Ceará. A denúncia acabou não sendo aceita pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). O juiz da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, Aloísio Sérgio Rezende Silveira, considerou que não havia provas de omissão na declaração de bens.

A sentença diz que o acusado juntou cópia de sua declaração de imposto de renda, por meio da qual confirma que não possui bens ou direitos que configurem hipótese de incidência ou valha de base de cálculo para recolhimento de imposto sobre a renda. O juiz explicou que, ainda que bens houvesse, o acusado responderia, quando muito, por sonegação fiscal e não pelo delito de falsidade ideológica para fins eleitorais.

O advogado do palhaço e atual deputado, Ricardo Vita Porto, disse à época que tudo não passou de “um grande exagero”. Segundo ele, não foi cometido nenhum crime eleitoral. “Ele não possui qualquer bem, seja em seu nome ou em nome de terceiros”, afirmou. Mais tarde, porém, disse que “a omissão de bem não configura crime eleitoral”.

Porto afirmou ainda ao jornal O Estado de S. Paulo que os rendimentos de Tiririca não são suficientes para ter qualquer patrimônio. “Humorista não ganha tão bem”, justificou. De acordo com o advogado, houve um acordo com a ex-mulher do candidato “há muito tempo”, mas ele não soube precisar em que consistiria esse acerto.

Máfia das ambulâncias

Apontado pela CPI como um dos líderes do “braço político” do esquema de venda de emendas parlamentares e superfaturamento de ambulâncias, Nilton Capixaba foi acusado de receber R$ 631 mil do esquema, o segundo maior montante dentre todos os congressistas.

Em 2006, o Conselho de Ética da Câmara chegou a pedir a cassação do mandato de Capixaba, mas aquela legislatura acabou antes que o plenário analisasse o o pedido. O deputado classifica as acusações como levianas. “Nilton Capixaba acredita na Justiça e tem certeza de que a população vai saber discernir este momento lamentável da política de Rondônia”, disse a assessoria do petebista ao Congresso em Foco durante a campanha eleitoral. Capixaba voltou à Câmara com a terceira maior votação da bancada de Rondônia. Ele recebeu 52 mil votos.

OS DEZOITO SEM BENS DO CONGRESSO
por ordem alfabética:

1.ALFREDO SIRKIS (PV-RJ)
2.AMAURI TEIXEIRA (PT-BA)
3.ARNALDO JORDY (PPS-PA)
4.AUREO (PRTB-RJ)
5.BRUNA FURLAN (PSDB-SP)
6.DAVI ALCOLUMBRE (DEM-AP)
7.DR. GRILO, (PSL-MG)
8.DR. PAULO CÉSAR (PR-RJ)
9.EVANDRO MILHOMEM (PCdoB-AP)
10.HENRIQUE OLIVEIRA (PR-AM)
11.LINDOMAR GARÇON (PV-RO)
12.LUIZ CARLOS (PSDB-AP)
13.MÁRCIO MARINHO (PRB-BA)
14.MENDONÇA PRADO (DEM-SE)
15.NILTON CAPIXABA (PTB-RO)
16.PASTOR EURICO (PSB-PE)
17.TIRIRICA (PR-SP)
18.VINICIUS GURGEL, PRTB-AP

(Congresso em Foco)

Água no feijão com cheiro de libertação

160 1

O Movimento “Liberdade Já para Battisti” promoverá neste sábado, a partir das 10 horas, a “Feijoada da Liberdade”. A feijoada ocorrerá na quadra do antigo Dert (em frente ao Colégio Farias Brito – rua Barão do Rio Branco) e objetiva recepcionar a caravana cearense que esteve em Brasília se mobilizando em favor da libertação do preso político italiano Cesare Barttisti.

A caravana entregou, por meio da ex-prefeita de Fortaleza, Maria Luiza Fontenele, uma carta assinada por várias personalidades brasileiras e um documento dos advogados (mais de 700 assinaturas) solicitando a libetação imediata de Battisti. A entrega ocorreu no Congreosso Nacional antes que Dilma falasse na abertura dos trabalhos legislativos.

A caravana também fez manifestação na presença do presidente do STF, ministro Cesar Peluso, ocasião em que abriu enorme faixa com a inscrição: “Peluso, a barbárie não passará!” O grupo fez eprotesto também em frente a sede do STF, na Embaixada italian, na UnB e na rodoviária.

Sindicalistas já admitem mínimo abaixo de R$ 580,00

205 2

“Os representantes das centrais sindicais, que se reúnem nesta sexta-feira com ministros para discutir o valor do salário mínimo, já admitem um piso nacional abaixo dos R$ 580. Segundo eles, dependendo dos acordos sobre a correção da tabela do Imposto de Renda (IR) e sobre uma nova política de valorização do mínimo, o valor do piso reivindicado pode baixar.

“Tudo depende do processo de negociação”, afirmou o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique da Silva, um dos sindicalistas presente no encontro. “São três pontos. Se passar pela correção da tabela do IR e pela política de valorização para o mínimo, o terceiro valor do salário mínimo deste ano fica mais fácil de negociar.”

Além da CUT, participam da reunião representantes da Força Sindical, da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), União Geral dos Trabalhadores (UGT) e da Nova Central. Pelo governo federal, estão presentes o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho; o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi.

A reunião ocorre no escritório da Presidência em São Paulo, na Avenida Paulista. Lá, dezenas de militantes dos sindicatos fazem uma manifestação por um salário mínimo maior. A proposta do governo é de R$ 545.

O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, é um dos que integram o protesto. Ele também admite que será difícil que o governo federal ceda e aumente o salário mínimo para R$ 580. “Vai ser complicado”, afirmou ele. “Nós vamos pedir, mas estamos dispostos a negociar”.

(JB Online)

PSOL puxa protesto em Fortaleza contra Hidrelétrica de Belo Monte

O PSOL do Ceará vai realizar, a partir do meio-dia deesta sexta-feira, um ato progtesto contra a construção da hidreelétrica de Belo Monte, no Pará. A concentração ocorrerá em frente a sede da Federação das Indústrias do Estado (Fiec).

Segundo a cúpula do PSOL, essa manifestação faz parte do Dia Nacional de Luta, encabeçado por vários movimentos sociais, em favor da preservação da Amazõnia e contra o avanço do agronegócio naquela região do país. O partido e entidades avaliam que há outras alternativas energéticas para o Brasil.

Nesta sexta-feira, será entregue em Brasília um abaixo-assinado com mais de 500 mil assinaturas pedindo a suspensão do processo de construção de Belo Monte.

STF – Oposição quer acelerar indicação de ministro

“É o presidente da República quem indica os ministros do Supremo Tribunal Federal e os dos tribunais superiores, além de outras autoridades do Judiciário. O trecho da Constituição que determina essa competência (artigo 84), no entanto, não fixa um prazo para que a vaga seja preenchida, e na prática essa substituição pode levar meses. A senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) pretende delimitar esse prazo em 20 dias. Ela anunciou que apresentará uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nesse sentido e já busca as assinaturas necessárias (de pelo menos 27 senadores).

Marisa disse que a ideia de apresentar a proposta surgiu devido à demora do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva em indicar um novo ministro para o Supremo Tribunal Federal. A corte deveria ter 11 ministros, mas uma das cadeiras está vaga desde agosto do ano passado, quando Eros Grau se aposentou. Somente nesta semana a presidente Dilma Rousseff oficializou a indicação de Luiz Fux – e essa nomeação ainda tem de ser aprovada pelo Senado.

A senadora argumenta que colegiados como o do Supremo são compostos por números ímpares de ministros justamente para evitar impasses em casos polêmicos (ou seja, para que não haja empate nas votações, como foi o caso do julgamento sobre a aplicação da Lei da Ficha Limpa). Ela lembra que o vice-presidente do Supremo, ministro Carlos Ayres Britto, teria dito que “esses seis meses de desfalque [com a vaga deixada por Eros Grau] evidenciaram o risco e foram um aprendizado para todos”. E também recorda que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) havia solicitado rapidez na indicação do novo ministro daquela corte.

– Mas Lula esperou o fim das eleições e deixou a decisão para sua sucessora, prejudicando as atividades do Supremo – criticou Marisa.”

(Agência Senado)

Chesf pode ser multada

260 1

O Operador Nacional do Sistema, a Companhia Hidroelétrica do Vale do São Francisco (Chesf), está responsável pelo fornecimento de energia no Nordeste, e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vão se reunir na próxima terça-feira, no Rio de Janeiro. O encontro ocorrerá na sede da ONS e terá como pauta discutir as causas que levaram ao blecaute.

Segundo Resolução nº 63/2004 da Aneel, a Chesf poderá ser multada no valor correspondente a 1% do faturamento ou sobre o valor estimado de energia produzida nos últimos 12 meses por causa do apagão ocorrido nesta madrugada.

(Com Folha de Pernambuco Online)

MEC divulga segunda chamada do Sisu

“O Ministério da Educação divulgou, nesta sexta-feira (4), a segunda chamada do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) 2011.

Veja se você foi selecionado:

 

A matrícula para os aprovados deve ser feita diretamente nas instituições nos dias 8 e 9 de fevereiro. Veja o calendário:

Segunda chamada

Resultado 4 de fevereiro
Matrícula dos candidatos selecionados 8 e 9 de fevereiro

Há mais uma chamada e a lista de espera. Se o candidato foi aprovado em sua primeira opção na primeira chamada, foi automaticamente retirado do sistema, fazendo ou não sua matrícula na instituição. Ou seja: ele não poderá participar das outras chamadas do Sisu. Na segunda chamada, a norma continua: quem foi aprovado em primeira opção não participa nem da terceira chamada, nem da lista de espera.

Veja o calendário da próxima chamada e da lista de espera:

Terceira chamada

Resultado 13 de fevereiro
Matrícula dos candidatos selecionados 15 e 16 de fevereiro

Lista de espera

Declaração de interesse em participar da lista 13 a 17 de fevereiro

(Portal Uol)

Escolha de Dilma para Furnas amplia força política do grupo de Sarney

139 1

“Em mais uma demonstração pública de afirmação de sua autoridade e da animosidade que marca a relação entre os partidos da base aliada, a presidente Dilma Rousseff confirmou ontem a escolha do engenheiro Flávio Decat para presidir Furnas Centrais Elétricas. Dilma tinha a intenção de levar Decat para a Eletrobrás, mas a crise política vivida por Furnas, com a circulação de dossiês e acusações mútuas entre petistas e peemedebistas, foi decisiva para fazê-la mudar a escolha.

Dois nomes são agora cotados para o comando da Eletrobrás: o do ex-presidente da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), José da Costa, e o do secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann. O atual presidente da Eletrobrás, José Antonio Muniz Filho, deverá ser deslocado para a presidência da Eletronorte, cargo que já ocupou.

A montagem da cúpula do setor elétrico demonstra, mais uma vez, a força do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no atual governo.

Flávio Decat, que ultimamente estava no Grupo Energia, do setor privado, tem o apoio de Sarney e do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Sarney elegeu-se para a presidência do Senado pela quarta vez na terça-feira. Muniz Filho, que agora deverá ir para a Eletronorte, também é afilhado de Sarney.

A escolha de Decat para a presidência de Furnas teve três objetivos: além da afirmação da autoridade presidencial e de fazer mais um agrado ao grupo do senador José Sarney, serviu de punição ao deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), padrinho do atual presidente de Furnas, Carlos Nadalutti Filho.

Dilma mostrou a Cunha que só negociará com o PMDB como um todo, deixando de atender pleitos solitários. Na crise de Furnas, a presidente optou por ignorar o PMDB da Câmara, ao mesmo tempo em que fortaleceu o bancada do partido no Senado e seus líderes.”

(Estadão)

Piso salarial dos agentes de saúde e endemias volta à pauta da Câmara

209 2

Depois de ter conseguido acrescentar uma emenda na Constituição Federal, com reconhecimento aos agentes de saúde e de combate às endemias, o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) trabalha novamente para fazer valer o direito ao piso salarial e ao plano de carreira das duas categorias.

Como a relatora Fátima Bezerra não concluiu o seu parecer sobre o tema na legislatura passada, Gomes de Matos requereu nessa quinta-feira, junto à mesa diretora da Câmara dos Deputados, a criação de Comissão Especial que voltará a analisar tanto a Emenda Constitucional nº 63 como a Emenda Constitucional nº 51.

O tucano observaou que os agentes de saúde e agentes de endemias são os únicos profissionais, dentre os que reivindicam a criação de um piso salarial, que possuem a Emenda Constitucional 63, promulgada em 04 de fevereiro de 2010, que ampara de fato e de direto o piso e o plano de carreira.

Apagão atinge Ceará e parte do Nordeste

269 2

Vários estados do Nordeste sofreram um apagão de grandes proporções, das 23 horas desta quinta-feira até 1 hora desta sexta-feira. Atingiu boa parte do Ceará e estados do Nordeste como Rio Grande do Norte, Pernambuco, Bahia e Sergipe, segundo relatos via twitter.

Em Fortaleza, bairros como Varjora, Aldeota, Meireles, Conjunto Ceará, Benfica e Luciano Cavalcante assim como Lagoa Redonda, Cidade dos Funcionárioas, Cambeba e Barra do Ceará sofreram apagão. 

Em Juazeiro do Norte e Limoeiro do Norte, o quadro foi de apagão, segundo relato de internautas.

As primeiras informações oficiais, veiculadas ainda durante a madrugada desta sexta-feira, dão conta de que o problema pode ter ocorrido na geração de energia elétrica de responsabilidade do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Farmácia Popular oferecerá gratuitamente remédios contra diabetes e hipertensão

200 2

“O programa Aqui Tem Farmácia Popular vai oferecer medicamentos contra hipertensão e diabetes de graça. Atualmente, o governo paga 90% do valor desses medicamentos e o cidadão tinha de arcar com o restante. Com a medida anunciada nesta quinta-feira, 3, pelo governo, os remédios passam a ser distribuídos gratuitamente.

As 15 mil farmácias e drogarias privadas conveniadas ao programa têm até o dia 14 de fevereiro para se adaptar à medida. Qualquer brasileiro pode ter acesso aos medicamentos desde que apresente um documento com foto, o CPF e a receita médica.

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 900 mil hipertensos e diabéticos devem ser beneficiados com a medida. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse que a oferta gratuita desses remédios só foi possível graças a um acordo negociado entre o governo e o setor farmacêutico.

O programa oferece ainda remédios subsidiados para mais cinco doenças: asma, rinite, Mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma, além de fraldas geriátricas. No total, são 24 tipos de medicamentos. ”

(Agência Brasil) 

Bancos estimam crescimento de 4,6% do PIB

“O crescimento do Produto Interno Bruto no ano de 2011 deve ficar em 4,6%, segundo dados de fevereiro divulgados nesta quinta-feira pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban). O número é 0,1% superior do que o previsto em dezembro do ano de 2010.

Na pesquisa foram ouvidos 33 consultores entre os dias 27 de janeiro a 1º de fevereiro. Segundo a expectativa deles, a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve ficar em 5,5% no ano, 0,3% maior do que o estimado em dezembro. “Temos um cenário de crescimento, de pressão inflacionária, de melhora comercial”, disse Rubens Sardenberg, economista-chefe da Febraban.

A taxa Selic deve fechar o ano no patamar de 12,25% ao ano, 1 ponto superior a taxa atual e igual ao previsto em dezembro. Em 2012, a taxa básica de juro, segundo os bancos, terá queda e ficará em 11% ao ano.

O patamar esperado para o dólar ficou estável ante a pesquisa de dezembro, em R$ 1,75 para o final deste ano e R$ 1,80 para o final de 2012. As reservas cambiais também tiveram alta em sua expectativa, passando para US$ 308,5 bilhões. “O Banco Central vai continuar sua política de segurar o real, comprando dólares”.

Os números da Febraban para o crédito neste ano são, segundo Sardenberg, mais otimistas que os do Banco central. As operações totais terão, para a instituição, crescimento de 18% em 2011, 0,2% maior que o previsto em dezembro. Para as pessoas físicas, o crescimento do crédito deve ficar 17%, 0,3% maior que o de dezembro, e especificamente para compra de veículo de 17%, 0,1% maior que o previsto em dezembro.

“Não tivemos um impacto muito grande das expectativas. Estamos positivos na expansão do crédito”. O patamar esperado para taxa de inadimplência do final do ano teve uma queda de 0,1 ponto ante dezembro, indo para 4,5%.

A balança comercial tem expectativa de saldo US$ 9,3 bilhões no fim do ano, ante US$ 7,8 bilhões que constavam no relatório de dezembro. “É uma resposta ao cenário externo mais favorável. Isso será derivado, principalmente, do aumento das exportações”, disse Sardenberg, citando a valorização das matérias primas que o País exporta.

Ainda nas expectativas dos bancos estavam o aumento de 5,1% da produção industrial, alta de 5,9% do Índice Geral de Preços (IGP), crescimento do PIB americano em 2,9% e o risco Brasil em 181,3 pontos.”

(Portal Terra)

Mudanças Confiança contrata executivo para expandir negócios

631 3

Jarbas Studart e o diretor Luis Carlos Correa.

O grupo Mudanças Confiança, o mairo do setor de mudanças e transportes do Brasil e que tem matriz em Fortaleza, acaba de contratar novo executivo. Trata-se de Jarbas Studart, que, até bem pouco tempo, era superintendente da Unimed Fortaleza.

Studart, que já passou pela Xerox do Brasil e Telemar, segundo o diretor Luis Carlos Coelho, é “sangue novo” chegando ao grupo, que iniciou suas atividades em 19665 sob o comando do ex-deputado federal falecido Otacílio Correa.

Hoje Mudanças Confiança conta com escritório em todas as Capitais do País. Jarbas Studart chega para responder pela diretoria de Relacionamento e Novos Negócios. A meta é expansão não somente da rede, mas atingir novos nichos de mercado.

(Foto – Paulo MOska)

Punição para militares da ditadura

420 7

Com o título “Los hermanos argentinos”, eis artigo do jornalista Messias Pontes faz uma pregação para que no Brasil haja também punição de militares e abertura de documentos da época da ditadura. Confira:

O imperialismo, em especial o norte-americano, é intrinsecamente mau. Historicamente vive a pregar a cizânia em todo o mundo, se alimentando dos conflitos e fomentando a guerra onde pode e acha conveniente aos seus interesses. Quem manda nos Estados é a indústria bélica. Por isso quando não podem invadir um país, corrompem lideranças políticas, militares e judiciárias.

O exemplo mais recente foi o golpe de Estado em Honduras com a conivência do judiciário e de setores do legislativo daquele país centro-americano, quando os militares golpistas seqüestraram o presidente Manuel Zelaya na madrugada de 28 de junho de 2009 e o deportaram ainda de pijama. Tudo maquinado por Washington. Os colonistas e demais jornalistas amestrados defenderam o golpe e condenaram a corajosa posição assumida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva que condenou e denunciou o golpe, e não reconheceu o novo governo eleito num processo fraudulento.

De há muito o imperialismo prega a competição entre nós e nossos hermanos argentinos e tenta nos levar a acreditar que o nosso vizinho é o pior dos inimigos, e que é no “irmão” do Norte que devemos buscar apoio para enfraquecer nosso vizinho.

Esse quadro começou a mudar com a chegada do ex-metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República em 1º de janeiro de 2003. Forjado na luta sindical, Lula sabia muito bem quem eram seus amigos e os adversários e inimigos. Com essa percepção, tratou de fortalecer os laços com os países sul-americanos, notadamente com los hermanos argentinos. A única rivalidade admitida é no campo dos esportes, principalmente no futebol. Aí é “gostoso” ganhar dos nossos vizinhos.

Para felicidade nossa e de nossos vizinhos, a ex-ministra Dilma Rousseff derrotou o candidato da direita, o tucano José Serra, que já havia se comprometido com o imperialismo a detonar o MERCOSUL, voltando a se alinhar automaticamente ao Estados Unidos como fizeram os militares golpistas e principalmente o Coisa Ruim (FHC) nos seus desgovernos. A submissão era tamanha que ele nada fazia sem antes consultar o presidente Bill Clinton, e assistiu calado ao seu ministro das Relações Exteriores, Celso Lafer, tirar os sapatos em diversos aeroportos estadunidenses.
Em sua primeira viagem internacional, a presidenta Dilma Rousseff fez questão de priorizar a Argentina, também governada por uma valorosa mulher – Cristina Kirchner. Nossa Presidenta poderia ter ido primeiro a Washington, até porque recebeu convite do presidente Barack Obama.

Mas preferiu seguir a correta política de integração regional do ex-presidente Lula.
E para satisfação dos democratas dos dois países, Dilma fez questão de se encontrar com as mães e avós da Plaza de Mayo, cujos filhos e netos foram assassinados ou desapareceram durante a sangrenta ditadura militar naquele país. Com isso, ela explicitou o seu desejo de aprofundar o debate em torno das violações aos direitos humanos durante a ditadura militar.

É oportuno lembrar que os argentinos fizeram o seu dever de casa no tocante à apuração e punição dos violadores dos direitos humanos. O ex-ditador, general Jorge Videla, responsável pela prisão ilegal, tortura e morte de milhares de resistentes à feroz ditadura, foi condenado à prisão perpétua. Outros militares e civis acusados de violação aos direitos humanos, igualmente foram punidos.

No encontro com as avós e mães da Plaza de Mayo, Dilma Rousseff ouviu pedidos para que o Brasil também punisse os criminosos fardados ou não que cometeram monstruosos crimes, inclusive desaparecendo com os corpos das vítimas e escondendo os documentos oficiais do período. Ainda hoje 144 famílias esperam receber o corpo de seus ente queridos para dar-lhes uma sepultura digna. Aliás, o Brasil já foi punido pela Corte Interamericana de Direitos Humanos por não ter punido os torturadores e assassinos fardados.

Os democratas brasileiros esperam que a presidenta Dilma obrigue os militares a entregarem os documentos pertencentes ao Estado e digam onde enterraram os corpos daqueles que foram mortos sobre tortura. Ela deve tudo fazer para que a Comissão da Verdade seja instalada. Para tanto conta com o apoio da esmagadora maioria dos brasileiros e até mesmo de considerável número de jovens oficiais do Exército aglutinados no grupo denominado Capitanismo.

Outras viagens da presidenta Dilma serão realizadas ao país vizinho e na agenda bilateral está a maior integração, principalmente do setor automotivo e da cadeia do petróleo, além da sempre oportuna defesa dos direitos humanos. Há ainda um possível acordo para vendas conjuntas em terceiros mercados. Essa amizade com los hermanos argentinos deve não só ser mantida, mas principalmente fortalecida.

Messias Pontes,

Jornalista e ex-preso político.

Governo quer cortar recursos do PAC 2 obras sem comprometer discurso oficial

192 1

“O governo trabalha numa fórmula que lhe permita reduzir os investimentos na segunda fase do PAC 2 sem que isso comprometa o discurso de Dilma Rousseff – em mais de uma ocasião, a presidente afirmou taxativamente que os recursos do programa escapariam do contingenciamento orçamentário a ser anunciado neste mês pela equipe econômica.

Uma das manobras em estudo no Planalto é o atraso deliberado no cronograma de obras pontuais. Com isso, o governo faria caixa durante alguns meses, contribuindo para o esforço fiscal necessário ao cumprimento da meta de superavit primário de 3,1% do PIB.”

 (Folha Online)

Dilma quer baixar o preço dos remédios para diabetes e hipertensão

154 1

“Governo e representantes da indústria farmacêutica se reúnem hoje para discutir como baixar o preço dos remédios para hipertensão e diabetes dados à população nas farmácias populares. Dilma Rousseff vai comandar a reunião.

O governo quer descontos de mais de 50% nos preços. Argumenta que o preço menor será compensado pelo aumento no volume. A indústria vai ouvir, mas reagirá reclamando dos impostos sobre o setor.”

(Veja Online)