Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Projetos podem dividir o Brasil em até 40 Estados

“A aprovação, pela Câmara, do pedido de urgência para votar projetos que convocam dois plebiscitos para que os habitantes do Pará decidam se querem ou não a divisão de seu território em três estados pode dar novo fôlego a uma série de propostas semelhantes que tramitam na Casa. Elas têm o potencial de elevar para 40 o número de estados e territórios brasileiros, atualmente em 26 mais o Distrito Federal, e já mobilizam parlamentares favoráveis e contrários à ideia de recortar ainda mais o território brasileiro.

Os projetos que criam os estados de Carajás (PDC 2300/09) e Tapajós (PDC 731/00) foram apresentados pelos senadores Leomar Quintanilha (PMDB-TO) e Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), respectivamente, e já foram aprovados no Senado. No último dia 14 de abril, eles tiveram a urgência aprovada pelo Plenário da Câmara.

No dia seguinte, o deputado Carlos Brandão (PSDB-MA) cobrou, em discurso no Plenário, a aprovação do PDC 947/01, do ex-deputado Sebastião Madeira (PSDB-MA), que cria o estado do Maranhão do Sul. “Nós já conversamos com os líderes e vamos reforçar a pressão, porque agora abriu-se uma brecha, um espaço para colocar os requerimentos de urgência para os plebiscitos sobre a criação dos estados de Tapajós e de Carajás”, declarou Brandão. “O estado do Maranhão do Sul possui potencial econômico e estrutura sociopolítica para se desenvolver”, disse.

No movimento contrário, de oposição à criação dos estados, o deputado Zenaldo Coutinho (PSDB-PA) promete reativar a Frente Parlamentar de Fortalecimento dos Estados e Municípios e Contra a Criação de Novos Estados, da qual foi presidente, para tentar conter o que chama de “onda separatista” motivada por supostos “interesses econômicos e políticos” das lideranças locais.”

* Da Agência Câmara, leia mais aqui.

Ceará na rota da moeda falsa

“Cerca de 60 policiais federais realizam hoje (14) na capital paulista e em Santo André e Diadema, na Grande São Paulo, a Operação Ventania. O objetivo é desarticular uma organização criminosa que fabricava e distribuía moeda falsa em São Paulo, no Espírito Santo, Rio de Janeiro, na Paraíba, Bahia, no Rio Grande do Norte e Ceará. Foram expedidos 12 mandados de prisão e 12 ordens judiciais de busca e apreensão e ontem (13) a polícia prendeu em flagrante cinco pessoas em Fortaleza.

As investigações tiveram início em outubro de 2009 e mostraram que a quadrilha fabricava e distribuía cerca de R$ 350 mil por mês. Durante a investigação, foram distribuídos R$ 2,5 milhões em moedas falsas.

Os criminosos presos serão indiciados pelos crimes de fabricação moeda falsa, formação de quadrilha e falsidade documental. As penas somadas ultrapassam 12 anos de prisão. Às 11h30 haverá entrevista coletiva sobre o caso na sede da Polícia Federal, em São Paulo, na Rua Hugo D’Antola, nº 95.”

(Com Agências)

LDO 2011 – Pareer preliminar sai na próxima semana

“O relator do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2011 (PLN 4/10), senador Tião Viana (PT-AC), vai apresentar um parecer preliminar à proposta na segunda-feira (17). Até amanhã, o Ministério do Planejamento deve entregar ao relator a lista com as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que comporão as metas e prioridades do governo para o próximo ano. O parecer preliminar deverá indicar a forma de apresentação de emendas ao projeto da LDO (texto da lei e o anexo de metas).

Viana também receberá o valor que o Executivo espera gastar com essas obras. O número é importante porque o projeto da LDO permite que o governo desconte as despesas com o PAC da meta de superávit primário do setor público.

Segundo o senador, o calendário previsto será cumprido. “Vamos votar o relatório final na comissão no dia 1º de julho. Aí ficará a cargo da Mesa do Congresso definir a data de votação do projeto na sessão conjunta”, disse. Os trabalhos do Congresso no primeiro semestre terminam no dia 17 de julho.”

(Agência Câmara)

Tma Jr. será alvo de inquérito

“A Polícia Federal deve abrir na próxima semana inquérito para investigar o suposto envolvimento do secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, com o chinês Li Kwon Kwen, o Paulo Li, acusado de contrabando de celulares, entre outros crimes.

Mas a situação do secretário pode se complicar a partir de um dos inquéritos já abertos com base na Operação Wei Jin. Na investigação, mantida em sigilo até o momento, a polícia descobriu fortes indícios de fraudes em processos de regularização de chineses clandestinos no Brasil.

Pela versão oficial, Tuma Júnior entrou de férias por 30 dias para se defender das acusações. Mas, pela decisão do Ministério da Justiça e do Planalto, ele não volta ao cargo.

O governo considera que a proximidade com Paulo Li tornou insustentável a permanência, na Secretaria Nacional de Justiça, de Tuma, alvo de investigação em três frentes: inquérito a ser aberto na PF, investigação interna da Controladoria-Geral da União e na Comissão de Ética.”

(GLobo)

Presidente do STF defende férias de 60 dias para magistrados

“O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, defendeu a manutenção de um dos mais polêmicos privilégios dos juízes brasileiros: férias de 60 dias por ano. Segundo o ministro, o descanso extra é necessário porque os magistrados não têm hora certa para trabalhar e alguns acabam morrendo cedo de problemas cardíacos.

A afirmação foi feita em uma audiência realizada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, na última quarta-feira. Peluso também prestou apoio ao foro especial para autoridades.”

(Globo Online)

Subsecretário dos Direitos Humanos da Presidência despacha em Fortaleza

O subsecretário da Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República, Rogério Sottile, está emm Fortaleza. Aqui, ele fecha parcerias com a secretária municipal dos Direitos Humanos, Glória Diógenes.

Entre essas parcerias, apoio para ações de apoio a criança e adolescente em situação de risco.

Fortaleza é uma das oito Capitais do País que tem uma pasta na área dos Direitos Humanos.

Ex-presidente da Femig vai comandar a CNI

Robson Andrade, Wânia Dummar e Armando Monteiro.

O ex-presidente da Federação das indústrias do Estado de Minas (Femig), Robson Andrade, foi eleito, nesta quarta-feira, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Ele foi eleito em chapa única e substituirá o deputado federal Armando Nogueira (PTB-PE).

O Ceará marcou presença com o voto e a presença de Roberto Macedo, presidente da Fiec, e Jorge Parente, ex-presidente da Fiec que, na CNI, responde pela coordenação da Comissão de Responsabilidade Social da entidade. Wânia Dummar, que responde pela Comissão de Responsabilidade Social da Fiec, comemora a vitória de Robson Andrade.

(Foto – Paulo Moska)

CNBB vê chavismo em plano de direitos humanos

“A discussão do Programa Nacional de Direitos Humanos foi o tema de maior tensão na 48.ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que se encerra amanhã em Brasília, por causa da oposição de um grupo de participantes. Eles consideram o texto uma “inspiração bolivariana”, com a intenção de cercear a democracia, utilizando para isso a censura à imprensa.

“Há uma inspiração inegável nos modelos bolivarianos da Venezuela, Bolívia e Equador, cujos governos pregam a democracia participativa de grupos de pressão, inibem o Legislativo e o Judiciário e negam valores transcendentes”, afirmou o arcebispo da Paraíba, d. Aldo Pagotto, que brigou no plenário da reunião pela aprovação de uma declaração mais dura sobre o programa.

A tendência inicial, pela proposta de alguns bispos, era divulgar uma mensagem mais moderada, restringindo as críticas a alguns pontos condenados pela Igreja, como a defesa do aborto e a união estável de pessoas do mesmo gênero. Os debates levaram a uma versão aceitável para os dois lados, depois da rejeição de um rascunho de declaração considerado brando pelos mais radicais. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

(Agência Estado)

Cearense Raul Araújo assume como ministro do STJ nesta 4ª feira

O Pleno do Superior Tribunal de Justiça (STJ) se reúne nesta quarta-feira para dar posse ao desembargador Raul Araújo Filho na vaga decorrente da aposentadoria do ministro Paulo Gallotti, ocorrida em agosto do ano passado. A cerimônia começa às 17 horas. A nomeação do futuro ministro do Tribunal pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, foi publicada no Diário Oficial da União do último dia 4.

Cearense de Fortaleza, Raul Araújo (50) integrava o Tribunal de Justiça do Ceará. Além de desembargador do TJ, é professor do curso de Direito da Unifor. Antes de compor o TJCE, atuou como advogado, promotor de Justiça das três entrâncias, procurador do estado do Ceará e procurador-geral do estado do Ceará. É especialista em Ordem Jurídica Constitucional, pelo Curso de Mestrado em Direito Público da Faculdade de Direito da UFC, tendo concluído o curso em dezembro de 1985.

CARAVANA

Um grupo de autoridades, juristas, advogados, empresários e amigos de Raul Araújo estarão em Brasília para prestigiar sua posse. O governador Cid Gomes (PSB), o presidente do TJ-CE, desembargador Ernani Barreira, o presidente do TRE-CE, Gerardo Brígido e o presidente do TCE, Teodorico Menezes estão entre as autoridades.

Um cearense em defesa de Belo Monte

Eis artigo de Cássio Borges, engenheiro civil e especialista em recursos hídricos e barragens. Intitulado “Belo Monte e o Dnocs”, ele defende a construção dessa hidrelétrica em plena região amazônica. Confira:

Cerca de 56% da matriz energética brasileira ainda está apoiada no petróleo e seus derivados, fonte altamente poluente, extremamente cara, além de estar instalada num período de esgotamento de suas reservas. Na década de 70, o preço do barril de petróleo era de apenas US$ 2. Atualmente, o preço oscila em US$ 40 e US$ 50, bem distante dos US$ 147,50 atingidos em julho de 2008, antes da crise financeira global, quando todos os países perceberem a necessidade de rever suas matrizes energéticas e implantar uma menos dependente do petróleo.

A construção da Usina de Belo Monte, no Rio Xingu, representa um passo importante para superar crises energéticas como a que castigou o Brasil em 2001, ou como se prognostica: “para evitar o caos energético que se avizinha no horizonte do País.“

A Usina de Belo Monte, no Estado do Pará, terá 11.181 megawatts (MW) de capacidade instalada e toda a energia gerada será interligada ao sistema energético brasileiro. Sua bacia hidráulica, que já foi de 1.200 km², foi reduzida para apenas 440 km², dos quais 200 km² já são inundados pelas cheias normais do Rio Xingu. Portanto, a Usina de Belo Monte será ao “fio d-água“, não havendo necessidade da construção de reservatórios.

Para que o leitor tenha uma ideia da área que vai ser inundada pela Usina de Belo Monte, fazemos a seguinte comparação: o espelho d´água da Barragem do Castanhão, no Estado do Ceará, quando cheia, inundará uma área de 550 km² tendo submergido uma cidade inteira, além de vilas e povoadas e deslocou, no total, 15 mil pessoas. O que representa 200 km² na imensidão da Floresta Amazônica? O desmatamento de mais de 10 mil km² naquela região, em um único ano, preocupa.

Para nós, nordestinos, a Usina de Belo Monte representa um passo importante no sentido de liberar o Rio São Francisco para que suas águas, no futuro, venham a ser usadas de forma mais intensiva para atender às escassas disponibilidades hídricas de nossa Região. Atualmente, a finalidade principal tem sido para a geração de energia. Esta ideia tem por base a tese de que é mais fácil transportar energia do que água visto que esta última solução exige uma série enorme de obras hidráulicas e elevatórias eletromecânicas com impactos econômicos e sociais de grande magnitude.

No nosso entendimento, no caso da Usina de Belo Monte, devem prevalecer os interesses maiores do povo brasileiro que será o grande beneficiado pela construção desse empreendimento, desde que a população atingida seja devidamente esclarecida e compensada. A justiça social entende assim.

A propósito, o Ceará possui o maior potencial para geração de energia eólica do Brasil, “o equivalente a seis usinas de Itaipu“, mas enfrenta sérios desafios tendo em vista ações de órgãos públicos fiscalizadores e concedentes. Temos conhecimento que os investidores – a maioria estrangeiros & estão preferindo fazer este tipo de investimento em outros estados menos exigentes.

borgescassio@hotmail.com <!–

–>

Cearense ganha aval para integrar Conselho Nacional do Ministério Público

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 294 votos a 4 e 2 abstenções, a indicação do advogado cearense Luiz Moreira Gomes Júnior para a vaga que cabe a essa Casa legislativa preencher no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Luiz Moreira Gomes Júnior se formou em Direito pela Universidade Federal do Ceará (1996) e possui mestrado em Filosofia e doutorado em Direito, ambos pela Universidade Federal de Minas Gerais.

O atual conselheiro indicado pela Câmara, Francisco Maurício Rabelo Albuquerque Silva, não pode ser reconduzido porque já exerceu dois mandatos, o máximo permitido pela Constituição.”

(Agência Câmara)

Rede Globo adere à lei que amplia licença maternidade

 

A atriz Juliana Paes, que se encontra no primeiro trimestre de gravidez, será a primeira mãe famosa da TV Globo a poder dar atenção exclusiva a seu filho por seis meses, como recomendam a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pedriatria (SBP). A Rede Globo decidiu aderir ao Programa Empresa Cidadã, previsto na Lei 11.770/08, que ampliou o benfício. Trabalham na emissora cerca de três mil mulheres e aproximadamente 100 dão à luz por ano.

Essa lei é resultao de projeto de autoria da senadora Patrícai Saboya (PDT) em parceria com a Sociedade Brasileria de Pediatria (SBP).

(Coluna Anselmo Gois – O Globo)

Ceará participa em Brasília do XVI Congresso Eucarístico Nacional

Várias caravanas de leigos e religiosos do Ceará participam do XVI Congresso Eucarístico Nacional, em Brasília. Esse grupo é liderado pelo padre Francsico Apolônio, da Igreja de Santa Luzia, em Fortaleza.

O XVI Congresso Eucarístico Nacional, que tem como tema “O pão da unidade dos discípulos e missionários” e o lema “Fica conosco, Senhor!”, começa nesta quinta-feira e vai se estender até domingo.

(Foto – Paulo Moska)

Corregedoria da PF quer abertura de inquérito para investigar Tuma Júnior

 

“A Polícia Federal divulgou nota à imprensa nesta terça-feira, 11, a respeito das denúncias envolvendo o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, divulgadas há uma semana pelo O Estado de S.Paulo. Segundo a nota, a Corregedoria Regional da Polícia Federal em São Paulo deu parecer favorável à abertura de inquérito.

Entretanto, segundo a PF, as provas – no caso, as gravações de conversas telefônicas entre Tuma Júnior e Li Kwok Kwen, apontado como um dos chefes da máfia chinesa em São Paulo – estão sob segredo de Justiça, e a Polícia Federal depende de autorização judicial para uso do material visando à instauração de inquérito policial.

Leia abaixo a íntegra do texto:

NOTA À IMPRENSA

Sobre os recentes fatos veiculados pela imprensa envolvendo o nome do Secretário Nacional de Justiça em investigações da Polícia Federal, esta instituição esclarece que:

1. Em 2007, durante as investigações da Operação Persona, que visou desarticular esquema fraudulento de comércio exterior de serviços e equipamentos de alta tecnologia para redes corporativas, internet e telecomunicações, foram obtidos indícios de possível corrupção de um policial federal envolvido em esquema de cobrança ilegal de valores para emissão de passaportes na Superintendência da Polícia Federal em São Paulo;

2. Em agosto de 2008, foi então iniciada a Operação Trovão com o fim de investigar eventual crime contra a Administração Pública, cometidos pelo policial acima mencionado. Dos dados obtidos na interceptação telefônica desta Operação foi identificado outro policial federal que estava cedido à Secretaria Nacional de Justiça, suspeito de também participar do esquema de cobrança ilegal na emissão de passaportes. O referido policial havia chefiado o setor de passaportes da Policia Federal em São Paulo por quase dez anos;

3. Posteriormente, a Operação Trovão resultou em duas novas investigações. A primeira, com o objetivo de apurar contrabando de aparelhos telefônicos celulares falsificados envolvendo uma organização criminosa liderada por cidadão chinês residente em São Paulo, que foi denominada Operação Wen Jin (IPL 14-0594/09). A segunda, para investigar outro grupo criminoso envolvido com violações de sigilo telefônicos sem autorização legal, da qual supostamente faria parte um policial federal aposentado – Operação Linha Cruzada (IPL 14-0593/09);

4. Dessas duas operações (WEI JIN e LINHA CRUZADA) resultaram outros dois novos inquéritos. O primeiro, n. 5-0738/2009, visando investigar fraudes na obtenção de visto de permanência de estrangeiros no Brasil, praticadas pelo mesmo cidadão chinês e seu filho. O segundo, n. 5-0737/2009, para investigar crime de advocacia administrativa por parte do policial federal cedido à Secretaria Nacional de Justiça;

5. Nas investigações acima citadas, a Polícia Federal utilizou, entre outras, a técnica de interceptação de comunicações telefônicas dos investigados, autorizada judicialmente e sob estrita observância da lei, produzindo quinzenalmente relatórios circunstanciados ao Juízo competente;

6. O Secretário Nacional de Justiça não fazia parte do rol dos investigados nem teve suas linhas telefônicas interceptadas;

7. No entanto, durante o monitoramento dos investigados, foram registrados frequentes diálogos telefônicos entre estes e o Secretário Nacional de Justiça;

8. Após a deflagração da operação Wei Jin, em setembro de 2009, o Secretário Nacional de Justiça procurou espontaneamente a Polícia Federal e prestou declarações sobre suas relações com o cidadão chinês investigado, que havia sido preso preventivamente. O termo de declarações não foi juntado ao inquérito da operação Wei Jin por não ter relação direta com os fatos apurados naquele procedimento;

9. A análise do conjunto de indícios existentes contra o Secretário Nacional de Justiça nas investigações foi concluída pela Corregedoria Regional da Polícia Federal em São Paulo em fevereiro de 2010, com parecer favorável à instauração de inquérito policial;

10. Os diversos indícios sobre o possível envolvimento do Secretário Nacional de Justiça constam de diferentes procedimentos, todos sob segredo de Justiça. Dessa forma, a Polícia Federal depende de autorização judicial para uso do material visando à instauração de inquérito policial específico para apurar a prática, em tese, de crime contra a Administração Pública.”

(Agênca Estado)

Operação conjunta desarticula esquema de desvio de recursos no Paraná

“Em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU), a Receita Federal do Brasil e o Ministério Público Federal, a Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (11) a Operação Parceria, para desarticular um esquema criminoso de desvio de recursos públicos federais praticados por meio da entidade privada Centro Integrado de Apoio Profissional (Ciap), estabelecida no Paraná. A entidade, que é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), vinha agindo em parceria com prefeituras em áreas como saúde, educação e ação social.

A operação visa cumprir 40 mandados de busca e apreensão e 14 mandatos de prisões temporárias expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal de Curitiba, abrangendo empresas e residências dos investigados, nos Estados do Paraná, São Paulo, Goiás, Maranhão e Pará. A execução das ordens judiciais envolve efetivo de 160 policias federais, 35 servidores da CGU e 40 servidores da Receita Federal, além de agentes penitenciários federais que auxiliaram na custódia dos presos.

Investigações feitas conjuntamente pela CGU, PF, MPF e Receita Federal, revelaram que a entidade, utilizando os benefícios que a condição de Oscip proporciona, recebeu mais de R$ 1 bilhão nos últimos cinco anos, dos quais, estima-se que cerca de R$ 300 milhões tenham sido desviados para pessoas e empresas ligadas à entidade.”

(Site da CGU)

Brasileiro deixa 98,6% da renda nos supermercados

“O consumidor brasileiro deixou 98,6% do salário nos caixas dos supermercados no ano passado. Segundo os dados da Associação Paulista de Supermercados (Apas), as famílias gastaram, em média, R$ 1.663, enquanto a renda foi de R$ 1.686.

O resultado chama a atenção, mas demonstra um dado positivo. “O consumidor está aprendendo a trabalhar melhor o bolso, a questão do crédito”, explicou o Martinho Paiva. Isso porque o cenário hoje é bem diferente do encontrado em 2006, quando o consumidor gastou 3% mais do que ganhava. “Havia pouca oferta de bens de consumo e facilidade de crédito.” As finanças começaram a se equilibrar em 2008. “A tendência de 2010 é manter esse equilíbrio.”

A pesquisa foi feita em 8.200 lares brasileiros. A média de idas aos supermercados por mês é de cinco vezes, com gasto de R$ 24,50 por compra. Além disso, há as despesas em padarias, açougue, farmácias, etc. São 11,4 idas a esses tipos de estabelecimentos, com gasto de R$ 4,90 por compra.

A maior parte do carrinho (72%) vai para os alimentos. Outros 16% são dedicados a produtos de higiene pessoal, 6% para as bebidas e 5% para produtos de limpeza. O estudo mostrou ainda que o consumidor não é fiel a um único ponto de venda. Cerca de 84% das casas usam mais de três canais de compra (supermercado, varejo, porta a porta, etc).”

(Diário de São Paulo)

Greve na SPU completa um mês

Os servidores da Secretaria do Patrimônio da União, em todo o País, incluindo o departamento do Ceará, completam um mês de greve. A luta da categoria é por reestruturação do seu plano de cargos, carreiras e vencimentos, que continua parado no Ministério do Planejamento.

Nesta terça-feira, lideranças do movimento voltam a negociar com o Ministério do Planejamento, em Brasília. Pelo Ceará, participa a lider sindical Rosângela Azevedo.

IBGE – Nível de emprego na indústria aumenta 0,7% em março

“O nível de emprego na indústria aumentou 0,7% em março, na comparação com fevereiro, terceira alta mensal consecutiva, informou nesta terça-feira o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em relação a igual período em 2009, houve alta de 2,4%, a maior desde agosto de 2008. No primeiro trimestre deste ano, o emprego industrial acumulou alta de 0,7%.

Já o valor da folha de pagamento dos trabalhadores da indústria cresceu 1,2% em relação a fevereiro. Na comparação com março de 2009, verificou-se aumento de 5,6%, o maior desde os 7,7% registrados em setembro de 2008. No primeiro trimestre, a elevação chegou a 3,3%.

Investimento estrangeiro na indústria atinge menor nível desde 2005
Emprego formal na construção civil atinge nível recorde em março
Emprego industrial cresce abaixo da média e cede espaço a serviços

Na comparação com igual mês em 2009, o emprego industrial subiu em todos os 14 locais pesquisados, com as principais contribuições vindo de São Paulo (2,7%), da região Nordeste (3,5%) e do Rio Grande do Sul (3,2%).

Entre os setores, houve avanço nas contratações em 15 dos 18 ramos industriais. As maiores contribuições vieram das produções de alimentos e bebidas (2,5%), máquinas e equipamentos (4,5%), têxtil (6,2%), calçados e couro (5,2%), produtos de metal (4,2%) e meios de transporte (3,1%).

Por outro lado, madeira (-9,2%), refino de petróleo e produção de álcool (-3,4%) e vestuário (-0,6%) apontaram os resultados negativos neste mês.

O número de horas pagas aumentou 1% em março, de acordo com o IBGE. Em relação ao mesmo mês de 2009, houve alta de 3,7%. Já nos três primeiros meses de 2010, foi constatada elevação de 1,8%.

Em relação a março de 2009, o número de horas pagas registrou avanço nas 14 regiões avaliadas, e em 15 dos 18 ramos. Em termos setoriais, as principais contribuições vieram das indústrias de alimentos e bebidas (3,7%), meios de transporte (8,8%), máquinas e equipamentos (6,4%), calçados e couro (6,2%), minerais não metálicos (6,4%) e têxtil (7%).”

(Folha Online)

Quase 80% dos idosos brasileiros têm menos de 20 dentes. Ceará na lista

“Uma pesquisa da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP mostrou que metade dos brasileiros entre 35 e 45 anos perdeu ao menos 12 dentes e que cerca de 80% dos idosos no País têm menos de 20 dentes. Segundo o estudo, aproximadamente 35% dos idosos que precisam de dentadura não tem acesso a ela.

Os maiores risco de perda dentária estão no interior do Mato Grosso, e regiões Norte e Nordeste

A pesqusa analisou dados do levantamento mais recente sobre o assunto, o Projeto Saúde Bucal Brasil 2003, publicado pelo Ministério da Saúde em 2004. O levantamento foi feito em 250 municípios de todos os estados e abrangeu 13.471 adultos entre 35 e 44 anos e 5.349 idosos entre 65 e 74 anos. Com as informações, a tese indicou quais fatores tinham relação com a perda dentária em adultos, com a falta de dentaduras e a presença de menos de 20 dentes na boca (edentulismo funcional) em idosos.

“Quem tem menos de 20 dentes não consegue mastigar ou falar de forma eficiente”, explica o dentista Rafael da Silveira Moreira, autor da tese. “E a estética fica comprometida”.

A pesquisa aponta que a média de perda dentária e edentulismo funcional foram maiores entre os habitantes de cidades pequenas, estados onde são extraídos mais dentes por habitante e regiões com menor número de dentistas por habitante. Com essas informações, Silveira elaborou mapas mostrando as áreas do Brasil em que esses fatores de risco estão mais presentes.

Áreas de risco alto para perda dentária estão presentes principalmente no Mato Groso e Pará, no oeste da região Norte, em todos os estados do Nordeste, exceto Pernambuco e Bahia. Também há áreas menores na divisa entre Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.”

* Da Agência USP, leia mais aqui.

Dunga divulga nesta 3ª feira lista dos convocados para a Seleção Brasileira

Nesta terça-feira, a partir das 13 horas, o técnico Dunga estará acabando com um mistério: a convocação dos 23 jogadores que vestirão, mês que vem, a camisa da Seleção do Brasil na Copa da África do Sul. Será que Dunga vai convocar Ronaldinho Gaúcho, do Milan, e Ganso e Neymar, do Santos? Eis as grandes dúvidas da torcida que quer o Brasil conquistando o hexa. Após a convocação, a CBF vai divulgar quais serão os outros jogadores a compor a lista de 30 enviada para a Fifa – dos quais sete serão cortados.

O time vai se reunir e iniciar a preparação no CT do Caju, em Curitiba (PR). O centro pertence ao Atlético-PR. O Brasil ficará de 21 a 26 de maio no país, e depois viajará para a África do Sul, quando estreará  na Copa dia 15 de junho contra a Coreia do Norte.

(Com Agências)