Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Torre desaba e mata quatro pessoas

“Quatro trabalhadores morreram após caírem de uma torre no limite entre os municípios de Serrita (PE) e Jardim (CE). A torre é da empresa Sade Sul e servia para abrigar linhas de transmissão de energia. De acordo com a Polícia e com médicos que atenderam aos pacientes, outras cinco pessoas ficaram feridas e foram encaminhas a hospitais da região. Os trabalhadores caíram de uma altura de aproximadamente 40 metros.

Os feridos foram atendidos inicialmente no Hospital Santo Antônio, no município de Jardim. Segundo o médico José Marcondes Nelson Filho, que prestou os primeiros socorros às vítimas, todos eles tinham fraturas expostas – de fêmur, braço e clavícula, por exemplo. Alguns tinham traumatismo craniano e muitas escoriações. “Demos toda a assistência até nossa unidade tinha condições de fazer”, ressaltou o médico.

De acordo com José Marcondes, quatro feridos foram identificados como Maurivan de Sousa, 24 anos, natural de Barra de Ouro (TO); Francisco Sousa Filho, 40 anos, natural de Brejo Santo (CE); Emivan Machado de Sousa, 23 anos, de Barra de Ouro (TO) e Antônio Carlos, de Santa Rita (MA). Outro ferido seguiu logo para outra cidade, já que o estado dele era mais grave.

Segundo os policiais militares de Jardim, que foram até o local do acidente, a torre caiu por completo. No início da noite, no Hospital São Vicente, no município de Barbalha, dois feridos passavam por cirurgia. Conforme o médico Carlos Alexandre Lima Linhares, os pacientes tinham politraumatismo e o estado deles era considerado gravíssimo. Outro paciente estava internado em um hospital no Crato.

A empresa Sade Sul tem sede em Taubaté (SP), a 123 quilômetros da capital. Fátima Temer, diretora administrativa e legal da companhia, lamentou a “tragédia” e informou que um diretor de obras da empresa havia embarcado ontem à tarde para Pernambuco a fim de acompanhar de perto o caso.

De acordo com Fátima, não havia ainda informações sobre as causas do acidente. “Mandamos perito para examinar a situação e uma equipe de RH (Recursos Humanos) está lá para dar apoio aos familiares e fornecer todas as providências básicas, mais imediatas para atender às famílias. Estamos todos aqui também muito apreensivos”, contou a diretora.”

(O POVO)

ICID+18 e uma lacuna sobre DNOCS

148 1

O engenheiro Cássio Borges, que integra a Sociedade dos Amigos do Dnocs, manda artigo para o Blog sobre o tema “ICID + 18”. Essa II Conferência Internacional sobre Clima, Sustentabilidade e Desenvolvimento de Regiões Semiáridas, que está se encerrando nesta sexta-feira, no Centro de Convenções, discutiu temas como a Agência Nacional das Águas (ANA). Cássio faz críticas a respeito do tema. Confira:

Assisti à palestra do engenheiro Francisco Lopes Viana, superintendente da Agência Nacional das Águas (ANA), acerca do Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias do Nordeste Setentrional sobre a qual mandei para a mesa, por escrito, uma pergunta. Mas o presidente daquele painel não a levou na devida consideração. Limitou-se em elogiar o texto, lendo para os participantes apenas a sua parte final: “Por que o Governo Federal, em vez de criar uma companhia de economia mista para gerir o projeto, não aproveita o DNOCS, que já tem  larga e comprovada experiência neste assunto?”

Vou tentar reproduzir a minha colocação naquele encontro do ICID realizado no dia 18 de agosto último: “Na minha opinião, o referido projeto somente será  necessário em raras ocasiões quando houver secas prolongadas em nossa região. Citei, por exemplo, que, nos últimos seis anos, temos tido boas chuvas em toda a região nordestina. Em ocasiões como esta, certamente não haveria necessidade do funcionamento do referido projeto, pois todos os açudes estão ou estarão com seus níveis de acumulação pela metade ou acima da média”.

Acrescentei dizendo que ‘tal empresa seria obviamente deficitária, tendo em vista que a maior parte dos anos  o projeto ficaria ocioso”. Em síntese, foi esta a minha colocação naquele encontro.  

Cássio Borges,

Engenheiro civil e técnico aposentado do DNOCS. 

Festival de Música da FM Universitária com inscrições até 6ª feira

Termina na próxima sexta-feira (27) o prazo de inscrições para o I Festival de Música da Rádio Universitária FM. O evento é a etapa regional do II Festival Nacional de Música da Associação de Rádios Públicas Brasileiras (Arpub). O objetivo do Festival é abrir espaço na programação das rádios públicas brasileiras para a nova produção musical das cinco regiões do país.

Os vencedores da etapa regional do Festival terão suas músicas veiculadas em todas as rádios participantes do evento, além de terem as despesas de passagem e hospedagem pagas pela Arpub para ida à grande festa de premiação do Festival Nacional, em cidade e data ainda a serem definidas. Para se inscrever, basta entregar, na sede da Rádio Universitária FM (Avenida da Universidade, 2910 – Benfica), a ficha de inscrição devidamente preenchida, uma cópia do RG, do CPF e do comprovante de residência.

As músicas, no máximo duas por concorrente inscrito, deverão ser gravadas em dois CDs, entregues, no caso de ser música com letra, com cinco cópias das letras datilografadas ou digitadas e impressas em fonte Times New Roman, corpo 12. Cada música, que deverá ser inédita, deve ter no máximo cinco minutos de duração. As inscrições são gratuitas.

* Para saber mais sobre a etapa nacional do Festival, acesse o site da Arpub.

(Com Assessoria de Imprensa do evento)

Marina admite que pode usar imagem de Lula em campanha

“A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, não descartou a possibilidade de usar a imagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em sua campanha eleitoral. Nesta sexta-feira (20), a senadora participou do 8º Congresso Brasileiro de Jornais, promovido pela Associação Nacional de Jornais no Rio de Janeiro. Perguntada sobre um possível uso do nome de Lula em sua campanha, Marina respondeu: “Eu não sou favorável a reescrever a história. A minha história durante 30 anos esteve junto à história do presidente Lula durante cinco anos como sua ministra. Se a história revela esse ponto de contato, se for necessário colocar, não vejo por que ter que ser aviltado ou escondido. Faz parte da história. Obviamente, terei todo o cuidado de não fazer uso oportunista da imagem de quem quer que seja.”

Marina citou os candidatos adversários ao afirmar que todos tiveram participação no processo democrático do país. “Acredito que todos que lutaram pela democracia estavam imbuídos em valores socialistas, tanto o governador Serra, quanto a ministra Dilma, quanto eu, quanto o Plínio”. Questionada sobre a existência de “oportunismo” na campanha de outros candidatos à Presidência, Marina alegou não estar acompanhando os outros programas. “Não assisti a esses programas. Estou falando da minha postura, não estou me referindo a ninguém”, disse.

Assim como os candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), Marina Silva defendeu a liberdade de imprensa no Congresso. “As ações do governo devem ser transparentes, acompanhadas pelas instituições públicas. A imprensa é uma forma de controle social sobre a ação dos governantes em benefício da sociedade”, disse.”

(Portal G1)

Fortaleza e o pulmão gigante

Na Semana Nacional de Combate ao Fumo, que começa na próxima segunda-feira em todo o Páis, a Sociedade Cearense de Pneumologia promoverá por aqui a Corrida Cearense Contra o Fumo. Vai ser dia 28, na avenida Beira Mar.

Ainda dentro da programação, a entidade apresentará um pulmão gigante inflável (190 metros quadrados), que ficará exposto na Praça do Ferreira nos dias 26 e 27 e, dia 28, na Praia de Iracema. Um pulmão gigante com todas as características de um pulmão do ser humano, dentro do objetivo de mostrar sua importância e como o fumo causa prejuízos.

Montanhista cearense fala sobre Expedição McKinley

O consultor organizacional e montanhista Rosier Alexandre fará palestra aberta ao público nesta segunda-feira, a partir das 19 horas, no auditório da Federçaão das Indústrias do Ceará (Fiec). Na ocasião, ele apresentará fotos e vídeo contendo os momentos mais marcantes da expedição que fez a McKinley, a montanha mais fria da Terra e a mais alta da América do Norte. incluindo algumas tempestades de vento e neve.

Na oportunidade Rosier apresentará detalhes sobre a Expedição McKinley (6.194m), a montanha mais fria da Terra e a mais alta da América do Norte.

Após a palestra, Rosier estará expondo todos os equipamentos utilizados na expedição. Rosier fez essa expedição contando com apoio do Distribuidor Cummins Diesel do Nordeste (www.dcdn.com.br), EIM – Instalações Industriais (www.eim.ind.br), Fiec e SESI www.sfiec.org.br).

Viche! Presidente do TSE compara atentado em Sergipe ao 11 de Setembro

“O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ricardo Lewandowski, afirmou nesta sexta-feira que o atentado ao presidente do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Sergipe, Luís Antonio Mendonça, representa para os magistrados o que o 11 de setembro representou para o mundo. Ele fez referência ao ataque terrorista ao World Trade Center, em Nova Iorque, em 2001, que matou milhares de pessoas.

“Esse atentado corresponde, do ponto de vista simbólico para os magistrados, ao 11 de setembro para o mundo”, afirmou Lewandowski, em encontro de presidentes de TREs (Tribunais Regionais Eleitorais), em Brasília. O presidente do TSE também cobrou reforço na segurança dos juízes, mas afirmou que a Justiça Eleitoral “não se intimidará”. “É um momento de reforçarmos a segurança para todos os magistrados da Justiça brasileira”.

Mendonça sofreu um atentado na manhã do dia 18 de agosto. O carro que levava o magistrado levou cerca de 30 tiros de armas de diferentes calibres, deixando seu motorista em estado grave. O magistrado era esperado no evento desta sexta-feira, mas não compareceu. “A partir desse 18 de agosto, que é o nosso 11 de setembro, temos que mudar a cultura relativa à segurança da magistratura”, concluiu Ricardo Lewandowski.”

(Folha.com)

IBGE – Mais de 27% dos municípios brasileiros declaram "estrangulamento em matéria de drenagem

“Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2008 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada hoje, mostra que 27,4% dos mais de 5,5 mil municípios brasileiros declararam, em 2008, possuir “estrangulamento” em seu sistema de drenagem e ter sofrido inundações e alagamentos nos últimos cinco anos. Segundo o IBGE, “estrangulamento” no sistema de drenagem significa que a rede não suporta o volume de água necessário para impedir uma inundação. De acordo com o técnico do IBGE Rodrigo Pereira, os sistemas de drenagem dos municípios brasileiros não acompanharam o crescimento dessas cidades.

“Muitas das cidades são antigas, então os sistemas de drenagem existentes estão dimensionados para aquele universo da época da construção das edificações, da pavimentação. O que ocorre é que há um crescimento grande do número de habitações. Então, esse sistema de drenagem não foi revisto, não foi redimensionado de forma a absorver essa nova estrutura que foi instalada ao longo do tempo”, disse.

A pesquisa também mostra que o fator de maior risco de inundações no perímetro urbano é a inexistência de infraestrutura de drenagem em algumas áreas. Esse problema foi declarado por 62,6% dos 1.933 municípios que disseram ter áreas de risco de inundações. Já as áreas de baixios sujeitas a inundações figuram como a segunda principal área de risco, como destacado por 56,8% das localidades. Ainda segundo o IBGE, o fator mais agravante para a ocorrência de inundações é a obstrução de bueiros, já que 45,1% dos municípios que sofreram inundações declararam ter esse problema. Outros fatores agravantes são a ocupação desordenada do solo (43,1% dos municípios), obras inadequadas (31,7%), dimensionamento inadequado do projeto de drenagem (30,7%) e lançamento inadequado de resíduos sólidos (30,7%).

Outro dado da pesquisa é que os municípios estão preferindo a drenagem superficial das ruas (por meio de canaletas) do que a drenagem subterrânea (considerada ideal). O número de ruas apenas com drenagem superficial aumentou no país, de 2000 para 2008. A porcentagem de municípios com drenagem superficial subiu de 80,4% em 2000 para 94% em 2008. Já aqueles com drenagem subterrânea baixou de 85,2% para 76,4% no mesmo período. Além disso, o estudo mostra que apenas 12,7% dos 5.256 municípios que possuem manejo de águas pluviais também possuem dispositivos para amortecer a vazão de águas de chuvas.”

(JB Online)

Lewandowski abre encontro do Colégio de Presidentes de TRE's

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lewandowski, abre hoje, às 9h30, os debates do segundo dia do 50º Encontro de Presidentes de Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). O encontro, que começou ontem (19) e vai até amanhã (21), é realizado no Naoum Plaza Hotel em Brasília.

Entre os temas em discussão estão a logística de segurança para as eleições, a exigência da apresentação do título de eleitor no dia da votação, a prestação de contas e a Lei da Ficha Limpa. A reunião também servirá para a troca de experiências sobre o trabalho desenvolvido nos estados.

Depois de Lewandowski, o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Mozart Valadares Pires, falará sobre a parceria entre a AMB e o TSE na campanha Eleições Limpas – Não Vendo Meu Voto, lançada no início deste mês.”

(Agência Brasil)

DETALHE – O presidente do TRE do Ceará, desembargador Luís Gerardo Brígido, está entre os participantes do encontro.

Petrobras confirma capacitalização em setembro

“A estatal brasileira Petrobras ainda não definiu a data da capitalização, mas confirmou que a operação sera feita em setembro. A informação foi dada, quarta-feira (18), pelo gerente de Relações com Investidores da Petrobras, Alexandre Quintão. “Não tem data pré-definida, só que sera em setembro”, afirmou durante reunião com Associação dos Analistas e Profissionais de Investimentos do Mercado de Capitais (Apimec).

A estatal vai aumentar seu capital para dar conta dos compromissos assumidos com a União pela exploração de áreas no pré-sal, em regime de cessão onerosa. O valor da capitalização dependerá da definição do preço a ser pago pelo barril de petróleo extraído do pré-sal. Duas certificadoras especializadas estudam o valor.

Durante a reunião com a Apimec, a Petrobras também informou que apenas 2,5% das obras de construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) foram concluídas até hoje. De acordo com a empresa, chuvas foram responsáveis pelo atraso nas obras que, apesar disso, estão dentro do cronograma. Iniciado em 2006, o Comperj está em fase de terraplanagem e montagem de unidades de produção.”

(Agência Brasil)

Em carta a presidenciáveis, Teles defendem reformas

“O presidente da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), Antonio Carlos Valente, apresentou nesta quinta-feira a “Carta do Guarujá”, com o título “O Brasil que queremos para 2011-2014″.

Ela contém sugestões das empresas do setor, que serão apresentadas aos candidatos à Presidência da República e aos governos estaduais. Uma das preocupações é com a possibilidade do fim da terceirização da mão-de-obra.

Na carta, Valente lembra que, por minuto, há no país cinco novos usuários de TV por assinatura, 25 novos acessos a banda larga e 220 novos clientes de todos os serviços da área.

São fundamentais e inadiáveis para o setor, segundo ele, o compromisso com a implementação das reformas Política e Previdenciária, Trabalhista e Tributária.

Os empresários também defenderam a estabilidade do marco legal e regulatório das telecomunicações. Para eles, a convergência tecnológica, que traria mais modernização, deve se desenvolver nesse contexto.”

(Globo.com)

Ibope – Só fato novo muda curso da eleição presidencial

“A 45 dias das eleições presidenciais, apenas um fato novo, fora de controle, poderá mudar o rumo da campanha. Sem esta virada, a tendência é que a candidata do PT, Dilma Rousseff, saia vitoriosa no primeiro turno, em 3 de outubro, como apontam pesquisas recentes de intenção de voto. A avaliação é da diretora-executiva do Ibope, Marcia Cavallari.

No levantamento do instituto divulgado há três dias, Dilma tem 11 pontos percentuais de vantagem sobre seu principal adversário, José Serra (PSDB), e, computados apenas os votos válidos “excluídos brancos, nulos e indecisos”, ela venceria com 51%, enquanto Serra contaria com 38% neste cálculo.

“Se nada acontecer, e avaliando as tendências até o momento, as chances dela ganhar no primeiro turno são muito grandes”, disse Marcia. “Não exime que na reta final da campanha aconteça algum fato que possa trazer um impacto grande nas campanhas”, avalia. “A gente está entrando numa fase da campanha que é a fase onde nenhum dos candidatos pode ser pego de surpresa.”

Na hipótese de a “surpresa” se resumir a uma acusação de Serra contra Dilma ou contra o petismo, é preciso que venha bem fundamentada, caso contrário dificilmente terá o efeito desejado.

Segundo a executiva do Ibope, o eleitor precisa ter certeza que a denúncia é verdadeira, fundamentada e com provas. “Se ficar só no discurso, o eleitor já tem este filtro de falar que isso faz parte do jogo, de um ficar atacando o outro. A gente vê ao longo das campanhas que o eleitor não gosta.”

Outros ingredientes podem afetar a intenção de voto do eleitor. O horário eleitoral gratuito no rádio e na TV, as inserções na mídia, que tiveram início esta semana, e os debates terão impacto na campanha.

Com esses programas, o eleitor vai começar a comparar os candidatos de uma forma mais direta porque vai receber informações de todos ao mesmo tempo. Podem favorecer ou desmerecer os concorrentes.

Para procurar reverter o cenário, diz a executiva do Ibope, Serra poderia potencializar seu grau de experiência e sua trajetória política e reforçar que tem condições de exercer a continuidade das políticas públicas que são bem avaliadas pela população, mesmo sendo de oposição.

Serra já tem um terço dos votos daqueles que consideram o governo Lula como bom e 19% daqueles que veem a gestão federal como ótima, segundo dados do Ibope. A aprovação ao governo Lula chega a 78%.”

(Reuters)

Serra usa imagem de Lula em seu programa na TV

193 1

“No segundo dia do horário eleitoral gratuito para os candidatos à Presidência da República, José Serra (PSDB) assumiu de vez a tentativa de ligar-se à figura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, contra quem disputou a eleição de 2002 e cuja candidata, hoje, é a ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff (PT).

“Serra e Lula. Dois homens de história”, disse a narração logo no início da propaganda do presidenciável tucano, enquanto era exibida uma imagem de arquivo com ambos se cumprimentando.

Pouco depois, foi a vez de Dilma ser criticada. “Serra. A vivência que a Dilma não tem”. A campanha ex-ministra, por sua vez, repetiu a propaganda que já havia sido usada no primeiro dia de horário eleitoral gratuito.

A estratégia de colar no presidente vem um dia depois da realização do debate Folha/UOL, onde Serra fez diversas críticas ao governo petista e trocou ataques com a Dilma, e reflete a dificuldade do tucano de encontrar um discurso que o permita subir nas pesquisas de preferência do eleitorado.”

(POrtal Uol)

PAC Saneamento – Apenas 12% das obras foram concluídas

226 2

“Enquanto os debates sobre quem investiu mais esquentam a campanha ao Palácio do Planalto, levantamento realizado pelo Contas Abertas sobre o andamento das obras de saneamento previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) mostra que a situação ainda está longe da ideal. Das 8.509 ações planejadas no programa para o período 2007-2010 e pós 2010, somente 1.058 (12%) foram concluídas até abril deste ano. Os dados estão nos 27 relatórios estaduais elaborados pelo comitê gestor do PAC, divulgados em junho.

Mais de 2,6 mil obras de saneamento estão em execução, o equivalente a 31% do total, enquanto 269 estão em processo licitatório. A maioria, 3.595 (42%), no entanto, está no estágio classificado como “ação preparatória”, ou seja, ainda em fase de estudo ou licenciamento. O restante, 960, está “em contratação”. Entre as obras espalhadas por todo o país, de diferentes dimensões, estão as de ampliação do sistema de abastecimento de água e esgotamento sanitário, saneamento rural e em áreas indígenas e quilombolas, drenagem, melhorias sanitárias domiciliares e em escolas.

O PAC Saneamento é o que concentra a maior quantidade de empreendimentos da principal política de infraestrutura do governo federal: 61% das quase 14 mil previstas até dezembro de 2010 e a partir de 2011. Estão incluídos no levantamento investimentos realizados por órgãos do governo federal, como o Ministério das Cidades e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), estados, municípios e também financiamentos da Caixa Econômica Federal e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

O Distrito Federal é a única unidade federativa onde o percentual de ações concluídas é zero. Das 20 ações previstas no PAC para a capital do país, que concentra um dos mais altos índices de saneamento básico do Brasil, nenhuma foi inaugurada até abril. Completam a lista dos estados com menor percentual de obras concluídas Rio Grande do Norte (1%), Piauí (2%) e Goiás (2%). Na outra ponta – com os maiores índices de empreendimentos finalizados -, destaque para Roraima (48%) e Acre (35%), no Norte, seguido de Mato Grosso do Sul (34%).

* Par ver todos os 27 Estados Clique aqui.

Serra defende liberdade de imprensa e diz que Dilma quer o "controle da mídia"

191 2

“O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, acusou agora à tarde o governo federal de financiar “blogs sujos” que “dão norte do patrulhamento” a jornalistas.Durante discurso no 8º Congresso Brasileiro de Jornais, Serra afirmou que o governo faz “patrulhamentos e perseguições sistemáticas” a jornalistas. “Boa parte desta estratégia não deixa de ser alimentada por recursos públicos, como por exemplo da TV Brasil, que não foi feita para ter audiência, mas para criar empregos na área de jornalismo e servir de instrumento de poder para um partido.”

Serra defendeu que haja regulamentação do direito de resposta depois que o STF julgou a lei de imprensa como inconstitucional. “É uma questão que não deve ficar em aberto porque pode gerar coisa ruim em termos de censura e liberdade de imprensa.”

Em seu discurso, Serra fez críticas diretas à candidata do PT, Dilma Rousseff, e ao PT pode defenderem o “controle da mídia”, que segundo ele, nada mais é do que censura e restrição à liberdade de expressão.

O candidato assinou ao final do pronunciamento da “Declaração de Chapultepec”, documento em defesa da liberdade de expressão elaborado em reunião no México, no qual, por exemplo, está expresso que nenhum meio de comunicação ou jornalista deve ser sancionado por difundir a verdade, criticar ou fazer denúncias contra o poder público.

Após sua palestra, Serra se recusou a responder três perguntas de jornalistas sobre a suposta falta de oposição no Brasil e sobre quais são os blogs sujos a que se referia.Ao ser questionado, respondia: “Alguma outra pergunta?” Só manifestou-se quando um repórter de TV o perguntou sobre seu empenho na defesa da liberdade de expressão.”

(Folha.com)

Candidatura de Jarbas Vasconcelos deixa em dúvidas até amigos históricos

231 1

Arlindo Soares, Nanci e Inocêncio Uchoa.

Em Fortaleza, o cearense Arlindo Soares, que é suplente do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), hoje candidato a governador em Pernambuco e que enfrenta o atual chefe do executivo desse Estado, o socialista Eduardo Campos. Arlindo, acompanhado de sua mulher, Nanci, é hóspede do juiz do trabalho aposentado Inocêncio Uchoa e aqui veio para compromisso social. Com Inocêncio, foi perseguido pelo regime militar de 64. 

Arlindo Soares, em rápida conversa com este Blog, não nos pareceu muito empolgado com o futuro político-eleitoral de Jarbas Vasconcelos. Nas pesquisas, Eduardo Campos lidera com 51 pontos percentuais à frente do peemedebista.

“Eu fui um dos amigos dele que lhe disse para não entrar na disputa. Ele não me ouviu”, disse. Mesmo assim, Arlindo afirmou que, embora difícil, Jarbas faz todo esforço para tentar forçar o segundo turno.

(Foto – Paulo Moska)