Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Com 11 pontos percentuais sobre Serra, Dilma ganha destaque no "El País"

“A vantagem de 11 pontos que Dilma alcançou na última pesquisa Ibope/Globo, divulgada na segunda-feira (16), foi destaque no jornal espanhol El País desta quarta-feira (18). Em sua edição online, a publicação chama a petista de “candidata de Lula” e ressalta a possibilidade de vitória de Dilma no primeiro turno. Atrás da ex-ministra está José Serra, candidato do PSDB à presidência, com 32%, enquanto Dilma tem 43% das intencões de voto. Marina Silva, do PV, aparece com 8%. O jornal também aponta a importância do horário eleitoral no rádio e na TV como “vital em um país com baixo acesso à internet e aos impressos”.

Última pesquisa presidencial

Na pesquisa divulgada na última terça-feira (17), realizada pelo instituto Vox Populi, Dilma amplia a vantagem para 16 pontos e aparece com 45% das intenções de voto, contra 29% do candidato do PSDB, José Serra.”

(Portal Terra)

Eleições 2010 – Aumenta número de telefones grampeados no País

“Em ano eleitoral, cresceu o número de telefones grampeados com autorização judicial. Segundo o CNJ (Conselho Nacional de Justiça), houve um aumento de 65,6% no total de escutas de maio de 2009 para o mesmo mês deste ano, passando de 11.035 para 18.271 aparelhos sob monitoramento. Segundo o balanço, os números de telefones grampeados mantiveram-se constantes em março (18.239), abril (18.102) e maio (18.271) deste ano. Desde que o CNJ começou a fazer esse monitoramento estatístico, em novembro de 2008, os grampos nunca haviam atingido essas marcas. Maio foi o último mês do ano para o qual o CNJ fechou os dados –os de junho e julho ainda são parciais.

O ministro Gilson Dipp, corregedor do CNJ, afirmou que um dos principais motivos para esse crescimento em relação a 2009 é a realização de mais operações policiais neste ano para investigar, principalmente, corrupção, lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e pirataria. Os dados fazem parte da chamada Central Estatísticas de Escutas Telefônicas, criada em 2008 pelo então presidente do CNJ, Gilmar Mendes, em meio a críticas ao que ele chamava de “Estado policialesco” e “espetacularização” das operações policiais.

As estatísticas caíram após a criação da central. Nos seus cinco primeiros meses de vida, houve redução de 12.076 escutas legais, em novembro de 2008, para 10.366, em março de 2009, quando os dados haviam sido divulgados pela última vez. Na época, Dipp afirmou que a diminuição era consequência da uma maior cautela da polícia e dos juízes. Hoje ele diz que, mesmo com o aumento, não se pode dizer que o país vive aquele chamado “Estado policial”. “Mas a criação desse monitoramento foi fundamental para esclarecer dados que haviam sido divulgados pela CPI [dos grampos] em 2008”, declarou Dipp à Folha.

Naquele ano, a CPI apontou, com base em informações das empresas de telefonia, que haviam sido feitas pelo menos 375.633 escutas telefônicas com autorização judicial em 2007. “Constatamos que as empresas telefônicas contabilizavam dados que não deviam ser levados em conta, como pedidos de renovação das escutas”, disse Dipp.”

 (Folha.com)

Dilma e Marina miram Serra que eleva o tom no debate

153 1

No primeiro debate presidencial da internet brasileira, Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PV) acirraram o tom das críticas contra José Serra (PSDB). O tucano, atrás da ex-ministra da Casa Civil nas pesquisas de intenção de voto, concentrou as críticas no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e no petismo. O encontro histórico se deu nesta quarta-feira (18) no TUCA, teatro da PUC-SP.

Dilma e Serra trocaram os ataques mais fortes nos primeiros blocos, quando puderam questionar um ao outro. Terceira colocada nas sondagens, Marina também criticou a petista, mas foi mais dura com o tucano. O presidenciável do PSDB manteve críticas à rival do PT, embora tenha centrado seus ataques mais duros ao partido dela e a ações da gestão instalada no Palácio do Planalto desde 2002.

Questionado por Dilma logo no início sobre uma suposta tentativa do Democratas, partido aliado dos tucanos, de barrar na Justiça o programa estudantil Prouni, Serra atacou. “Isso foi há muitos anos e não tem nada a ver com minha posição. Se tivesse, você estaria contra a Lei de Responsabilidade Fiscal, o Fundef. O que o PT já aprontou em matéria de quanto pior melhor não é brincadeira. Em matéria de quanto pior melhor, o PT é campeão”.

Ao responder sobre vazamento de dados do Enem, Dilma também usou tom agressivo. “Acho um verdadeiro absurdo um candidato a presidente da República vir aqui e dizer que o Enem está sendo desmoralizado porque uma gráfica investigada pela Polícia Federal vazou os dados”, disse. Em sua réplica, Serra acusou o governo federal pelo incidente e aproveitou para se referir à quebra de sigilo do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, e a atribuiu à campanha da petista.

Marina começou o debate criticando a área educacional do governo de São Paulo, comandado por Serra até março deste ano. “Mesmo como 20 anos de governo do PSDB, temos graves problemas na área da educação de São Paulo. Estados ricos como São Paulo e Rio de Janeiro não têm nenhuma justificativa para não terem uma posição vanguarda em relação a isso”, afirmou ela, que extrapolou o tempo para muitas respostas.

Ao ver o confronto entre os rivais, a candidata do PV, que semanas atrás pareceu acuada no debate da TV Bandeirantes, ironizou. “Começa aqui um clima de quase pugilato.” Em seguida, mirou Serra e sua “?favela virtual” exibida no horário eleitoral gratuito. Dilma sorriu, a plateia riu e o tucano cruzou os braços pela primeira vez enquanto ouvia.

FHC em pauta

Ao contrário do debate da semana retrasada, o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) não se limitou a críticas da candidata governista. Dilma, Serra e Marina fizeram referência ao período, ampliando uma discussão que antes se limitava ao legado e às falhas do governo Lula e às trajetórias dos principais presidenciáveis. Após os comentários do tucano sobre supostos equívocos do PT, Dilma fez mea culpa.

Ao ouvir a petista acusar estagnação econômica no governo FHC, Serra rebateu sem se estender sobre o legado do ex-presidente tucano. “Você fica tão ligada para trás, seu espelho retrovisor é tão grande. É maior que o parabrisas. Você não olha para a frente”, disse. Em seguida, Marina alfinetou o tucano. “Ainda que se negue o debate sobre o passado, o passado é um fantasma”, afirmou.

Pouco depois, questionada por um internauta, Dilma afirmou que ?a estabilidade do real foi uma conquista do governo Fernando Henrique”. Em parte. “Herdamos um país com alta inflação. A consolidação é uma conquista nossa. Tivemos todo o trabalho de estabilizar o país”, disse.

A petista concluiu as referências a FHC atacando o apagão de 2001. “Acredito que deve ser aberto o capital da Infraero para permitir mais investimentos. Nós podemos acender a luz hoje. Antes havia racionamento de oito meses. Tinha de se usar sistemas especiais para garantir a segurança dos aeroportos”, disse.”

(Portal Uol)

MJ inclui Ceará no monitoramento das ações contra tráfico de pessoas

“O Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Justiça (SNJ), inicia nesta quinta-feira (19) visitas de acompanhamento das ações dos Núcleos de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Postos Avançados em todo o Brasil. Técnicos do MJ visitarão os seis núcleos e quatro postos instalados nos estados do Acre, Bahia, Ceará, Goiás, Pará, Pernambuco e Rio de Janeiro.

O objetivo é acompanhar a execução dos quase R$ 2 milhões investidos no combate ao crime desde 2008.

Além do acompanhamento da execução dos recursos repassados às unidades conveniadas, também será feita avaliação do trabalho de formação da rede de atendimento às vítimas; da mobilização e sensibilização da comunidade em relação à temática; e da participação do governo local na subsistência e incorporação do trabalho realizado por estes núcleos e postos às políticas e programas locais.”

(Site do MJ)

Escritora cearense ganha o Brasil

A escritora Socorro Acioli acaba de ter dois livros seus selecionados para o Programa Nacional Biblioteca da Escola, do Ministério da Educação: “A bailarina fantasma” e “Inventário de Segredos”, ambos publicados pela Editora Biruta. A seleção foi realizada por um comitê de especialistas em literatura.

Além desses livros da cearense, foram selecionados trabalhos de Lygia Fagundes Telles, Jorge Amado, Luis Fernando Veríssimo, Ariano Suassuna, Rachel de Queiroz, Marina Colassanti entre outros grandes nomes da literatura brasileira.

O MEC realizará a compra de aproximadamente trinta mil exemplares de cada título para distribuição nacional.

VAMOS NÓS – Parabéns, Socorro Acioli. E ganhe o Brasil!

Presidente do TRE de Sergipe sofre atentado

 “O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), desembargador Luiz Antonônio Araújo Mendonça, sofreu um atentado na manhã desta quarta-feira. Quatro homens em um Honda Civic prata dispararam cerca de 30 tiros contra o carro em que se encontrava o magistrado, na zona sul de Aracaju. Atingido por um disparo no ombro, o desembargador foi encaminhado para um hospital da capital. Ele passa bem e não corre risco de vida.

Já o motorista de Luiz Mendonça, um cabo da polícia identificado como Jailton, morreu após ser atingido pelos disparos. De acordo com a Polícia Militar de Sergipe, o desembargador foi vítima de um atentado.”

(Folha.com)

Serra é xingado e vaiado por estudantes em São Paulo

“O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, foi vaiado e xingado por estudantes da PUC na chegada ao teatro do Tuca, em São Paulo, para o debate promovido pelo jornal Folha de S. Paulo e pelo portal UOL.

Os alunos chamaram o candidato tucano de “sem-vergonha, hipocondríaco e safado”, além de protestar pela atuação da polícia durante uma greve da Universidade de São Paulo (USP) em sua gestão à frente do governo de São Paulo, quando a tropa entrou no campus.

Já na chegada de Dilma Rousseff (PT), um estudante perguntou à candidata se “a festa da democracia vai ser openbar”. “Quero entrada VIP”, continuou o estudante.

Marina Silva, candidata do PV, chegou ao Tuca instantes antes da hora marcada para o início do debate.”

(JB Online)

Pré-sal é tema de seminário

“O Ministério de Minas e Energia (MME), a Escola da Advocacia-Geral da União (AGU), a Agência Nacional do Petróleo (ANP) e a Universidade de Brasília (UnB) promovem hoje (18) o 1º Seminário Brasileiro do Pré-Sal. O evento ocorre no auditório do MME.

Participam da cerimônia o ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, o diretor-geral da ANP, Haroldo Lima e o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim.

Durante três dias, especialistas do setor público e privado vão debater o papel e as competências dos órgãos ambientais na exploração do pré-sal, os modelos e questões contratuais, a cessão onerosa de direitos, o contrato de partilha para a exploração do pré-sal e a exclusividade da operação pela Petrobras, entre outros assuntos.

Na abertura dos trabalhos, Márcio Zimmermann vai traçar um panorama do setor petrolífero brasileiro.”

(Agência Brasil)

Presidenciáveis debatem nesta 4ª feira

“Os três candidatos à frente nas pesquisas de opinião se enfrentam hoje no primeiro debate on-line entre presidenciáveis, promovido pela Folha e pelo UOL a partir das 10h30, em São Paulo.
A expectativa nas campanhas é que o encontro seja tenso, refletindo o momento da campanha após o início do horário eleitoral gratuito. Com transmissão ao vivo pela internet, o evento terá a participação de Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV).

Foram convidados os presidenciáveis com 10% ou mais das intenções de voto segundo a última pesquisa Datafolha. Por essa regra, o candidato Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), que não pontuou, não participará. Com apenas três candidatos, o debate Folha/UOL permitirá mais oportunidades de embate direto entre os favoritos à sucessão de Lula.

Nos encontros promovidos pelas emissoras de TV, a Lei Eleitoral impõe a participação de todos os concorrentes cujos partidos têm representação no Congresso.
O debate será no Tuca (teatro da PUC-SP), em São Paulo, às 10h30, onde foi promovido ontem o primeiro debate on-line com candidatos ao governo de São Paulo.”

(Folha Online)

DETALHE – O portal O POVO Online transmitirá o debate.

Ministro vem inaugurar escola modelo em Tamboril

“O ministro da Educação, Fernando Haddad, agenda presença amanhã na cidade de Tamboril, região dos Inhamuns. Ali, atendendo a convite do prefeito Jeová Mota (PT), vai inaugurar a Escola Profissionalizante Engenheiro Antônio Mota Filho. O estabelecimento, com 12 salas de aula e área total ampla, oferecerá ensino médio e cursos profissionalizantes para 500 jovens da região, em regime integral.

Ou seja, dentro da nova concepção definida pelo MEC é apontada como a primeira desse modelo a entrar em atividade, de acordo com a pasta. Detalhe: o nome dado à escola é uma homenagem ao irmão do prefeito, que morreu em acidente automobilístico em dezembro de 2006.”

(Coluna Vertical, do O POVO)

A propaganda eleitoral e os presidenciáveis

Para alguns marqueteiros o primeiro dia da campanha de José Serra, postulante do PSDB/DEM, na televisão não foi lá essas coisas. Destacou mais o aspecto da saúde e reforçou aquela de que sairá Lula e entrará o Zé, no caso o tucano. Mostrou-se sem discurso e derrapante no convencimento. Deve vir mudança nessa área.

Mas a propaganda de Dilma Rousseff ficou mais com cara de propaganda de Lula. Era Lula tendo sua trajetória política contada, era Lula como o “Salvador” que deixa o “País das Maravilhas”, enquanto Dilma nos pareceu mais a fada madrinha do filme Shrek, com maquiagem das mais retocadas.

Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda (PSOL), com pouco tempo na propaganda, bem que tentaram passar o discurso. Ela bateu na tecla do meio ambiente, enquanto Plínio até contou com quadro onde sósias de Dilma e Serra aparecem brigando num ringue.

Enfim, estamos apenas começando esse show de rádio e TV. Aguardemos as próximas emoções.

Lula critica Tasso e reitera apoio a refinaria e estaleiro

“Em visita a Petrolina (PE) na manhã de ontem, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) partiu para o ataque contra o senador pelo Ceará e candidato à reeleição Tasso Jereissati (PSDB). Para o presidente, Tasso deve sentir “frustração” por não ter feito a transposição das águas do rio São Francisco. “Em vez de falar mal, ele podia ir lá ver o canal. O canal que ele não teve coragem de fazer”, disparou. Quanto à liderança do senador nas pesquisas de intenção de voto, Lula disse que isso “não significa que ganhe as eleições”. No Ceará, Lula apoia Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT) para o Senado.

Lula foi ao interior de Pernambuco para acompanhar o andamento das obras da ferrovia Transnordestina, acompanhado pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e para assinar a ordem de serviço para a construção do trecho que ligará as cidades de Salgueiro (PE) e Missão Velha (CE).

Ainda no aeroporto de Petrolina, Lula concedeu uma entrevista a jornalistas de rádios do Nordeste, entre elas a rádio O POVO/CBN. Durante a entrevista, que durou aproximadamente uma hora, o presidente disse que virá ao Ceará “fazer um pouquinho de campanha” para o governador e candidato a reeleição, Cid Gomes (PSB), prometeu a construção de um “grande” estaleiro para o Estado, a conclusão da Transnordestina, e garantiu que a siderúrgica e a refinaria “estão saindo”. “Eu quero estar vivo pra participar da inauguração”, disse.

Ao ser questionado pelo jornalista Erivaldo carvalho, editor, colunista do O POVO e apresentador da rádio O POVO/CBN, sobre a demora para conclusão desses projetos, Lula atribuiu aos órgãos de fiscalização as dificuldades para realização das obras. “Fazer uma obra no Brasil não é uma coisa fácil, pela quantidade de órgão que tem hoje pra fiscalizar”. E quando foi provocado a comentar uma declaração de Tasso Jereissati, que teria dito nunca ter bebido uma gota do São Francisco, Lula atacou.

“Eu acho que o senador deve ter frustração, porque ele governou o Estado três vezes (…), e o canal que prometeram a vida inteira, e nunca fizeram, está lá. (…) Eu nunca prometi essas coisas. Nunca fiz campanha prometendo essas coisas. Por isso a nossa oposição fica nervosa”. Sobre o fato de Tasso estar à frente nas pesquisas para o senado, Lula amenizou: “É o começo de campanha, vamos ver o que vai acontecer daqui pra frente”. E acrescentou: “O fato de essas pessoas estarem na frente não significa que ganhem as eleições”.

Refinaria e estaleiro

Lula anunciou, que “possivelmente na próxima sexta-feira seja concluído e anunciado o acordo definitivo da área para Petrobras fazer a refinaria (com capacidade de produção) de 300 mil barris/dia de petróleo. Para o presidente, o Estado do Ceará não pode “em hipótese alguma prescindir de um investimento que ultrapassa US$ 12 bilhões”. Sobre o projeto do estaleiro, ele afirmou já ter solicitado ao presidente da Transpetro, Sérgio Machado, para “achar um lugar para fazer um grande estaleiro no Ceará como foi feito em Pernambuco”.

Na entrevista, o presidente se mostrou confortável. Ao responder ao jornalista da rádio FM Tempo, Lula brincou: “Como eu to falando com a rádio Tempo de Juazeiro do Norte, estou quase conversando diretamente com o padre Cícero”. Sobre o desenvolvimento da região, ele disse: “Em 10 anos, quem vier pro Nordeste não vai conhecer de tão bonito que vai estar”.

BASTIDORES

> A entrevista foi concedida em um pequeno auditório da Infraero de Petrolina, que funciona no segundo piso do aeroporto senador Nilo Coelho. Antes da conversa, o presidente falou alguma coisa no ouvido de assessores, tomou água, café e puxou conversas informais.

> Sem elevador ou rampa, o acesso ao local acabou gerando um momento de constrangimento aos organizadores. Deficiente físico, o radialista Francys Maya, da rádio Voz do Sertão, de Serra Talhada (PE), teve de enfrentar dois lances de escada.

> Líder absoluto na corrida pelo Governo do Estado, com 62% das intenções de voto, segundo o último Datafolha, o governador e candidato à reeleição, Eduardo Campos (PSB), era só sorriso ao lado do presidente Lula.

> Campos ciceroneou Lula na maior parte da agenda do presidente em terras pernambucanas, tendo sempre ao lado seus dois candidatos ao Senado: Humberto Costa (PT) e Armando Monteiro (PTB).

> Lula chegou ao aeroporto às 10 horas. Depois da entrevista, por volta das 11 horas, foi a Salgueiro, onde assinou ordens de serviço da Transnordestina. No fim da tarde, voltou a Petrolina para inaugurar a Escola Técnica Federal de Salgueiro e o campus da Universidade do Vale do São Francisco (Univasf).

> Pequeno, o aeroporto de Salgueiro não tem condições técnicas de receber o avião oficial da Presidência da República. Lula seguiu viagem até lá em uma aeronave da Força Aérea.”

(O POVO)

Vox Populi – Dilma abre diferença de 16 pontos percentuais sobre Serra

“Pesquisa Vox Populi divulgada ontem aponta a candidata do PT à Presidência, Dilma Rouseff, com 16 pontos a frente de José Serra (PSDB). Segundo o levantamento, a petista tem 45% das intenções de votos, enquanto o tucano está com 29%. Como a verde Marina Silva tem 8% das intenções e os demais não atingiram 1%, Dilma venceria no primeiro turno, segundo a pesquisa.

Dos pesquisados, 5% declararam voto branco ou nulo e outros 12% se disseram indecisos. Na pesquisa Vox Populi anterior, publicada em 22 de julho, a candidata petista tinha 41%, contra 33% de Serra e 8% de Marina. Outros 4% declararam votar em branco ou anular e 13% estavam indecisos.

A pesquisa, contratada pelo iG e pela TV Bandeirantes, foi feita entre os dias 7 e 10 de agosto.

O melhor desempenho de Dilma é na região Nordeste e o pior é na região Sudeste. Em Pernambuco, ela teria 66% dos votos, contra 19% de Serra. Já o tucano tem seu melhor desempenho na região Sul. Em São Paulo, Estado que governou até abril, Serra teria 40% dos votos, contra 33% da petista.

Dilma aparece na frente na pesquisa espontânea, com 32% das intenções de voto. Serra está em segundo, com 18%, e Marina Silva
em terceiro, com 5%.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi citado por 3% dos entrevistados. Outros 6% disseram votar nulo ou branco e 34% não sabem em quem votariam.

O Vox Populi entrevistou 3.000 pessoas em 219 municípios de todos os estados, incluindo o Distrito Federal e excluindo Roraima. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 22.956/10. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual para mais ou para menos.

Outros números

Nos últimos dias, as pesquisas dos vários institutos convergiram para uma situação de favoritismo claro da petista Dilma Rousseff, que aparece liderando com folga também no Ibope, Sensus e Datafolha.

Na noite de segunda-feira, o Ibope divulgara pesquisa sobre a disputa presidencial que apontava Dilma Rousseff com 43% das intenções de voto, 11 pontos à frente de José Serra, que registra 32%. Marina Silva (PV) se mantém com 8%. O instituto realizou campo entre 12 e 15 de agosto e ouviu 2.506 eleitores em 174 municípios brasileiros.

TSE – Lei da Ficha Limpa não fere princípio constitucional da anualidade

“O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, por 5 votos a 2, que a Lei da Ficha Limpa não fere o principio constitucional da anualidade. Segundo a norma, qualquer lei que altere o processo eleitoral só deve ser aplicada um ano após entrar em vigor. A decisão é relativa ao caráter preliminar do primeiro caso concreto de inelegibilidade que chegou ao TSE com base na Lei da Ficha Limpa.

As teses divergente e favorável ao argumento da anualidade foram abertas, respectivamente, pelos ministros Marcelo Ribeiro, relator do caso, e Ricardo Lewandowski, presidente da corte. Ribeiro foi seguido apenas pelo ministro Marco Aurélio. Do outro lado, ficaram os ministros Carmen Lúcia, Hamilton Carvalhido, Arnaldo Versiani e Aldir Passarinho Junior.

O caso em análise é do candidato a deputado estadual Francisco das Chagas (PSB-CE), cuja candidatura foi negada pelo tribunal regional eleitoral do estado de acordo com a Lei da Ficha Limpa. Ele foi condenado em 2006 por captação ilícita de sufrágio. A defesa do candidato argumenta que, segundo a lei vigente à época da condenação, Chagas já teria quitado todos os seus débitos com a Justiça Eleitoral.

A questão da retroatividade da lei, prejudicando casos que tinham lei mais branda em vigência à época que foram cometidos, foi o motivo que levou à suspensão do julgamento do mérito da ação na noite de hoje.

O ministro Marcelo Ribeiro votou pela liberação do registro, citando o princípio constitucional que afirma que a lei não pode retroagir para prejudicar o candidato. Já o ministro Arnaldo Versiani votou pela tese de que a inelegibilidade não é uma pena, mas um critério que deve ser verificado na análise do registro do candidato.

Após os votos, a ministra Carmen Lúcia pediu vista dos autos e prometeu trazer o caso novamente a plenário na seção desta quinta-feira (19). Na consulta sobre a retroatividade da norma respondida pelo TSE ainda no primeiro semestre, a corte se posicionou no sentido de que a Lei da Ficha Limpa se aplica mesmo nos casos anteriores à sanção da lei.”

(Agência Brasil)

Lula diz que, mesmo sem nível superior, foi o presidente que mais construiu universidades

“Em discurso na inauguração da Univasf, em Salgueiro (PE), o presidente Lula (PT) aproveitou para alfinetar seus opositores. O petista reconheceu que, apesar de não ter dito uma educação formal como seus antecessores, fez mais do que todos eles nessa área. “Como presidente, não tive um ensino superior. Mas fui o presidente que mais construiu universidades e escolas técnicas na história deste País. Desde Dom Pedro até 2002, só haviam construído 140. Em oito anos, eu construí 214”, desdenhou. E ainda afirmou que, em 1998, ainda no governo FHC, “um cidadão” que havia sido reitor da Unicamp fez uma lei proibindo o Executivo de construir instituições superiores. “Tive que mudar essa lei para poder fazer essas escolas”, explicou.

Por conta da Lei Eleitoral, Lula evitou tocar no nome do governador-candidato Eduardo Campos (PSB) durante o evento. O mesmo valeu para os candidatos a senador pela Frente Popular de Pernambuco, Humberto Costa (PT) e Armando Monteiro Neto (PTB).

Mas o presidente não perdeu a oportunidade de provocar a oposição. “Quando vocês virem na televisão alguém falando com ódio, xingando a gente, é porque essa gente que governa há tanto tempo este País está com medo, porque eu posso provar uma coisa: que inteligência não tem nada a ver com quantidade de anos de escolaridade”, bradou.”

(Folha.com)

Ainda em Salgueiro, Lula assinou ainda um pacote deobras relacionadas à Ferrovia Transnordestina. Nele, o primeiro de 11 lotes do ferrovia que ligará o município de Missão Velha (Regão do Cariri) ao Porto do Pecém, que fica em São Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana de Fortaleza). Esse primeiro lote diz respeito ao trecho Missão Velha-Aurora, informa o presidente da Transnordestina Logística Ltda, Tufi aher.

Governo antecipa pagamento da 1ª parcela do 13º salário dos aposentados

“O Diário Oficial da União publica nesta terça-feira, 17, o decreto que antecipa o pagamento de metade do décimo-terceiro salário a aposentados e pensionistas. O decreto assinado na última quinta-feira, 12, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva determina que o pagamento do valor seja pago entre os últimos cinco dias úteis de agosto e os primeiros cinco dias úteis de setembro. Os outros 50% serão pagos em dezembro.

Este é o quarto ano em que se adota a medida, fruto de acordo entre o governo e entidades representativas da categoria. Segundo a Previdência, não tem direito ao décimo-terceiro quem recebe os seguintes benefícios: amparo previdenciário do trabalhador rural, renda mensal vitalícia, amparo assistencial ao idoso e ao deficiente, auxílio suplementar por acidente de trabalho, pensão mensal vitalícia, abono de permanência em serviço, vantagem do servidor aposentado pela autarquia empregadora e salário”.”

(Agência Brasil)

Força Sindical defende que ponto eletrônico faça parte de acordo coletivo

“O presidente da Força Sindical, Miguel Porto, defendeu hoje que a marcação do ponto eletrônico esteja incluída no acordo coletivo de cada empresa. Essa é uma das propostas que a entidade discutirá no fim da tarde com o ministro do Trabalho, Carlos Lupi. O encontro servirá para debater a melhor forma de implementação do ponto eletrônico, além de sanar dúvidas sobre o assunto.

“Uma das propostas é que o sindicato faça acordo com as empresas que tem dificuldade para cumprir a norma. Cada empresa tem o seu horário. A forma como será a marcação do ponto eletrônico poderia estar dentro do acordo coletivo, que seria o mais viável.”

Ele disse ainda que a norma além de disciplinar a marcação das horas trabalhadas poderá evitar fraudes. Segundo a Portaria 1.510, editada pelo Ministério do Trabalho, toda vez que o trabalhador fizer alguma marcação no relógio de ponto será impresso um comprovante de papel.

Além da Força Sindical, devem participar da reunião representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a União Geral dos Trabalhadores (UGT).”

(Agência Brasil)