Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

273 1

O governador reeleito do Piauí, Wellington Dias (PT), é o único presente hoje (14) no fórum, em Brasília, dos nove estados do Nordeste. Ao chegar à reunião, o petista se apresentou como representante do Fórum de Governadores do Nordeste e adiantou que o grupo quer conversar com o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para tratar de uma agenda comum da região

“Alguns pontos avançaram, mas [em] outros não chegamos a um pleno entendimento e, na data que for possível, estamos prontos para o diálogo [com Bolsonaro]”, afirmou Wellington Dias, informando que há uma agenda em curso com o governo do presidente Michel Temer.

O governador reeleito da Bahia, Rui Costa (PT), que está em Israel, enviou seu vice, João Leão (PP). Wellington Dias negou que haja resistência por parte dos governadores ausentes. “Quando recebemos o convite, vários governadores estavam com missões no exterior, outros com compromissos, com dificuldades de alteração [na agenda], então acertamos que eu compareceria.”

Anfitrião do encontro, o governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), também disse que houve um desencontro de agendas. “Sei que cada um tem seus problemas, o Renan Filho [governador reeleito de Alagoas], por exemplo, está em viagem e nos comunicou, mas não tem nada de retaliação. Acho que todos querem se integrar a esse novo modelo de administração.”

Não compareceram ao encontro os governadores eleitos e reeleitos da Bahia, Rui Costa (PT); do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT); do Ceará, Camilo Santana (PT); do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB); da Paraíba, João Azevêdo (PSB); de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD); e de Alagoas, Renan Filho (MDB).

Pauta

No encontro em Brasília , Wellington Dias destacou que o principal ponto da agenda da região é a segurança pública. “O Nordeste responde por pouco mais de 40% dos homicídios no país. É uma situação muito grave para o país e para a nossa região”, afirmou.

Os governadores também têm propostas para combater o desemprego e promover o crescimento da economia, a partir de um política industrial focada no desenvolvimento regional. A questão hídrica também está entre as prioridades.

Norte

O governador eleito do Pará, Helder Barbalho (MDB), chegou ao encontro disposto a deixar claro que a realidade dos estados amazônicos é distinta da vivida por estados do Sudeste e do Sul. Barbalho defendeu que dentro do pacto federativo é fundamental que haja compensação pela Lei Kandir.

“Todos devem contribuir e fazer o seu dever de casa. É necessário que os estados possam ser mais eficientes no gasto público, possam compreender o fortalecimento do desenvolvimento das duas economias para ampliar a sua receita e a sua capacidade de investimento e otimizar a utilização de mão de obra pra não inchar a folha”, disse acrescentando que tais medidas devem ser analisadas paralelamente ao pacto federativo.

Helder Barbalho defendeu ainda que governos federal e estaduais trabalhem em conjunto. “Se o Brasil não der certo, os estados não darão certo. Se os estados não tiverem capacidade de enfrentar os seus desafios, a sobrecarga acabará recaindo sobre o governo federal. Portanto, é hora de buscar caminhos conjuntos. Dissociar o governo federal dos governos estaduais é absolutamente um equívoco”, alertou.

Carta

Ao final do encontro será elaborada uma carta do governadores. Ibaneis Rocha disse o documento será um registro do encontro e não um texto para o governo eleito. Na programação, está prevista a participação dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado Eunício Oliveira (MDB-CE).

(Agência Brasil)

Vice de Bolsonaro diz que defende a privatização da BR Distribuidora e não da Petrobras

1360 1

O vice-presidente eleito, Hamilton Mourão, negou hoje (14), na sua conta do Twitter, que defenda a privatização da Petrobras. Ele esclareceu que é favorável a privatizar a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras.

“Esclarecendo qualquer possível dúvida quanto ao publicado pela imprensa hoje: em videoconferência com investidores reunidos ontem (13) nos EUA informei que o futuro governo estuda a possibilidade de privatizar a BR Distribuidora. Considero a Petrobras empresa patrimônio do Brasil.”

A BR Distribuidora é uma sociedade anônima de capital aberto, com sede na cidade do Rio de Janeiro, subsidiária da Petrobras.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou anteriormente que pensa em privatizar algumas empresas e extinguir outras. Mas não mencionou áreas específicas que podem ser privatizadas.

(Agência Brasil)

Joaquim Levy, o camaleônico

Da Coluna Política, do POVO desta quarta-feira, assinada pelo jornalista Érico Firmo:

Joaquim Levy é um fenômeno na política brasileira. Foi anunciado presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no governo Jair Bolsonaro (PSL). Antes, foi ministro da Fazenda de Dilma Rousseff (PT) ao longo do ano de 2015. Ora, foi justamente o ano em que ocorreram as “pedaladas fiscais” que motivaram o impeachment de Dilma. Vale lembrar: as manobras contábeis também ocorreram, com muito mais intensidade, em anos anteriores. Sobretudo 2014. Porém a ex-presidente só poderia responder a crime de responsabilidade por atos daquele mandato, que começou em 2015. Portanto, as pedaladas que levaram ao impeachment de Dilma foram de 2015. E o ministro da Fazenda daquele ano, o cara que “pedalou”, era o doutor Levy. Como é que esse cara ganha, então, cargo tão importante, no governo imediatamente posterior ao mandato para o qual Dilma havia sido eleita?

Pode-se discutir se as pedaladas eram motivo o bastante para depor Dilma. Eu mesmo discuti isso aqui. Ocorre que, se o Legislativo entendeu que a presidente não poderia ficar no cargo por algo que foi executado por seu ministro da Fazenda, como esse mesmo ministro vira presidente do BNDES? Um banco de desenvolvimento de proporções continentais – na época de dólar em patamar bem mais baixo, chegou a emprestar mais que o triplo do Banco Mundial.

O camaleônico Levy

Ia dizendo que Levy é um fenômeno e, olha, acho que não tem precedentes. Creio que superou até Romero Jucá (MDB-RR). Antes de atuar nos governos de Bolsonaro e Dilma, ele secretário-adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda e economista-chefe do Ministério do Planejamento no segundo governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB). No primeiro governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT), foi secretário do Tesouro Nacional. Depois, foi secretário da Fazenda do Rio de Janeiro no governo Sérgio Cabral Filho (MDB). Esse último, assim como Lula, está preso. Em quando Dilma convidou Levy para ser ministro, ele havia acabado de colaborar com a campanha de Aécio Neves (PSDB).

É impressionante: conseguiu trabalhar nos governos de FHC, Lula, Dilma e, agora, Bolsonaro. Ainda esteve na equipe de Cabral e ajudou Aécio. Sempre nas equipes econômicas, cujas diretrizes foram bastante diferentes. Neste século, só não esteve no governo Michel Temer (MDB) – talvez porque fosse demais indicar o ministro responsável pelas irregularidades que justificaram a chegada do presidente ao cargo.

Uma coisa interessante é que a intenção de Bolsonaro em relação ao banco é “abrir a caixa preta”. A desconfiança é justamente em relação a operações realizadas na era petista. Ora, na parte final desse ciclo, o banco estava sob a gestão de Levy. Que abertura de “caixa preta” se pode esperar conduzida por alguém que pode ser afetado se irregularidades foram descobertas?

Renan Calheiros cresce na disputa pelo comando do Senado em meio a idas e vindas de Bolsonaro

As idas e vindas da equipe de Jair Bolsonaro (PSL) acabaram fortalecendo o lobby em torno da candidatura de Renan Calheiros (MDB-AL) à presidência do Senado. É o que revela a Painel, da Folha de S.Paulo desta quarta-feira.

A articulação extrapolou as fileiras de seu partido e ganhou adesões de veteranos do PSD e do PSDB, por exemplo, além de nomes do Judiciário.

O favoritismo cresce à medida que as oscilações do grupo bolsonarista ampliam a sensação de que a próxima gestão será instável. Renan agora é vendido como o “anteparo de crises”.

(Foto – Agência Senado)

Ciro Gomes reserva espaço na agenda para a diplomação de Cid Gomes

Ciro Gomes já abriu espaço na sua agenda.

Ele vai estar no ato de diplomação dos eleitos, dia 19 de dezembro, no Centro de Eventos. Principalmente para dar o abraço no irmão, o senador eleito Cid Gomes (PDT) e, claro, nos demais companheiros de pedetismo.

Com direito a abraço no governador reeleito Camilo Santana (PT).

(Foto – Facebook)

Geraldo Alckmin – Acabar com a corrupção não resolve o problema do Brasil

Geraldo Alckmin estava à vontade durante a palestra para investidores da XP, há cerca de 15 dias, segundo a Veja Online informa nesta quarta-feira.

Longe do conforto – e da fiscalização alheia – da máquina pública, o tucano proferiu uma tese defendida por uma penca de políticos, que não a repetem para evitar pedradas gratuitas. Para Alckmin, a corrupção é um gravíssimo problema moral, e nada mais.

Segundo ele, caso o Brasil consiga por fim às falcatruas sistêmicas, dará um passo histórico, mas não será suficiente para alterar em nada o patamar econômico do país.

O ex-governador defende que só as reformas estruturantes e a competência administrativa devolverão o Brasil aos trilhos do crescimento consistente.

(Foto – Reprodução de TV)

Prefeitura negocia show de Anitta no Réveillon do Aterro da Praia de Iracema

1701 20

Dentro de 10 dias, a Prefeitura de Fortaleza estará divulgando a lista das atrações do Réveillon 2019 que, tradicionalmente, promove no Aterro da Praia de Iracema. A informação é de fonte do Paço, adiantando que há conversações com artistas nacionais de peso. Entre eles, Anitta. No entanto, a fonte adianta que ainda não foi batido o martelo em se tratando do contrato e dos valores.

O Réveillon terá, nesta edição, 17 minutos de show pirotécnico e também prestigiará a prata da casa, segundo a fonte, com um outro detalhe: o vencedor do I Festival de Música que a Prefeitura promove terá direito a se apresentar no evento.

A expectativa da Prefeitura é de atrair mais de um milhão de pessoas para o aterro. Já o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), no Ceará, Eliseu Barros, estima que, por conta da festa, o setor deverá registrar quase 100% de ocupação de leitos.

(Foto – Divulgação)

Bolsonaro vai criar o Ministério da Cidadania, diz Onyx Lorenzoni

O governo de Jair Bolsonaro vai criar o Ministério da Cidadania. A informação foi dada, nesta quarta-feira, pelo futuro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também coordenador da equipe de transição. O “martelo está batido” para a criação dessa pasta, disse Lorenzoni, em entrevista à Rádio Gaúcha.

Ele explicou que a nova pasta cuidará das áreas de desenvolvimento social, direitos humanos e políticas de combate às drogas – atualmente o governo federal tem o ministério do Desenvolvimento Social e o ministério dos Direitos Humanos.

Lorenzoni declarou, ainda na entrevista, que parte do Ministério do Trabalho poderá ficar com a nova estrutura, mas que o modelo será analisado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro. “O Ministério do Trabalho ficará junto com a ‘Produção’ ou vai para um outro ministério chamado de Cidadania, que aí tem lá o Desenvolvimento Social, os Direitos Humanos”, disse o ministro.

“Esse martelo está batido… Ele vai cuidar dos direitos humanos, do desenvolvimento social e vai trazer a Senad [Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas]… E ele vem para trabalhar com recuperação de drogados”, completou.

Nas discussões sobre a estrutura do novo governo, chegou a se especular a fusão das pastas de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social sob o nome de Ministério da Família, com o senador Magno Malta (PR-ES) entre os cotados para ser ministro.

A pasta do Desenvolvimento Social, por exemplo, é responsável pelo programa Bolsa Família e por outras iniciativas na área social, como os programas Progredir e Criança Feliz.

(Foto – Agência Brasil)

Posse de Bolsonaro está confirmada para as 15 horas de 1º de janeiro, informa Eunício

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), confirmou que a solenidade de posse do presidente eleito Jair Bolsonaro foi antecipada em duas horas e ocorrerá às 15 hoeA, em 1º de janeiro. Segundo ele, a mudança foi para atender a um pedido do próprio Bolsonaro.

A cerimônia está sendo organizada por uma equipe multidisciplinar com integrantes do Congresso Nacional, da Presidência da República e do Ministério das Relações Exteriores. Há solenidades nos três locais.

Orçamento

Eunício disse ainda que pretende se reunir com os integrantes da área econômica do governo eleito. De acordo com ele, na pauta está a possibilidade de mudanças na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2019.

O senador afirmou que está à disposição para colaborar com a nova equipe. Segundo ele, é importante que o governo eleito tenha ciência do orçamento que vai implementar.

(Agência Senado)

Enem 2018 – Gabarito oficial das provas será divulgado nesta quarta-feira

O gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 será divulgado nesta quarta-feira (14), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Os cadernos de prova também serão disponibilizados. A informação é do Portal G1.

Não há um horário marcado para a divulgação do material. Os candidatos deverão acessar o portal do Inep ou o aplicativo oficial do Enem. Assim que o gabarito estiver disponível, o G1 irá reproduzi-lo.

É importante lembrar que o número de acertos não representa necessariamente a nota final. Na correção do Enem, é usado um método chamado Teoria de Resposta ao Item (TRI) – modelo estatístico que leva em conta a dificuldade de cada pergunta e busca avaliar o desempenho do candidato em determinada área de conhecimento.

As notas individuais serão divulgadas no dia 18 de janeiro de 2019.

Bondinho de Ubajara será reativado em dezembro, garante Setur

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira:

A Secretaria do Turismo do Estado confirma para este colunista a entrega do Bondinho de Ubajara para o fim de dezembro próximo. Arialdo Pinho, titular da pasta, destaca: “É uma das principais obras do Prodetur no Polo Ibiapaba”.

O investimento, da ordem de R$ 9,8 milhões, não se resume a manutenção, mas, principalmente, de acordo com o titular da Setur, na modernização do equipamento.

“O bondinho está recebendo obras de renovação das cabines, recuperação da estrutura metálica da estação superior, modernização das estruturas e equipamentos eletrônicos e mecânicos, recuperação da coberta da estação inferior, construção de banheiros nas estações superior e inferior, reforma da estrutura de apoio existente na estação superior e urbanização da estação superior com construção de mirante com rampas de acesso e escadaria”, destaca o secretário.

Bom lembrar: a ordem de serviço para essa obra data de agosto de 2017. Uma verdadeira doce espera para quem sonha em reativar o turismo na Ibiapaba, sem dúvida.

(Fotos – Divulgação)

Sítio de Atibaia – Lula vai deixar prisão para prestar depoimento

331 1

Nesta quarta-feira, 14, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) deixará, pela primeira vez, desde que foi preso no dia 7 de abril, a sala especial que ocupa na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde cumpre pena de 12 anos e um mês de reclusão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do triplex do Guarujá. A informação é do Estadão.

Lula vai ser ouvido em outra ação penal, a do sítio de Atibaia (SP), em que é réu pelos mesmos crimes – segundo a força-tarefa da Lava Jato, o ex-presidente teria sido contemplado com propina de R$ 1,02 milhão, parte desse valor supostamente repassado pela Odebrecht e OAS por meio de obras de reforma e melhorias na propriedade rural. O petista vai prestar depoimento no prédio da Justiça Federal em Curitiba.

Pela primeira vez, também, a Lava Jato não vai ter o mais emblemático duelo que já produziu, Lula e Sérgio Moro frente a frente. O magistrado vai pedir exoneração da carreira que segue há 22 anos para assumir, em janeiro, o superministério da Justiça e da Segurança Pública do governo Bolsonaro. Na prática, ele já se desligou da Lava Jato e da toga. Em duas audiências anteriores, Moro interrogou o petista, no caso do triplex do Guarujá e em um terceiro processo, o da compra de um apartamento em São Bernardo do Campo e de um terreno que, segundo a acusação do Ministério Público Federal, seria destinado ao Instituto Lula.

Nesta quarta, quem vai interrogar o ex-presidente será a juíza Gabriela Hardt, substituta da 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba, sucessora de Moro. Nos últimos dias, ela já tomou os depoimentos de outros réus da ação do sítio de Atibaia, como dos empreiteiros Marcelo e Emílio Odebrecht, delatores da Lava Jato.

Lideranças do PT e movimentos sociais vão acompanhar o novo depoimento do ex-presidente. O partido que Lula fundou nos anos 1980 afirma que ele é um ‘preso político’, após ser condenado em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), por unanimidade.

(Foto – Agência Brasil)

El Niño em 57% de chances de atingir o Ceará em 2019, diz Funceme

806 1

No trimestre de março, abril e maio de 2019 as chances de ocorrência de El Niño são estimadas em 57%. Os meses compõem, junto a fevereiro, a quadra chuvosa, principal período de precipitações no Ceará. El Niño é comumente relacionado a períodos de seca no Estado. De 1950 até 2017, o fenômeno ocorreu no trimestre em questão em 15 dos anos: 11 foram de seca, três foram de neutralidade e apenas um foi chuvoso. Ou seja, 73% dos anos de El Niño implicaram em estiagem no Ceará.

Os dados, levantados pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), foram repassados pelo meteorologista do órgão David Ferran. O El Niño, conforme explica Ferran, é caracterizado pelo aumento da temperatura das águas superficiais do Oceano Pacífico. “Não está dito que teremos El Niño nesses meses. Há também 41% de chances do Pacífico ficar neutro, e 2% de acontecer a La Niña (fenômeno favorável às chuvas cearenses). Mas, dado o cenário hoje, pode-se dizer que a chance de chuva na categoria abaixo da média é maior do que acima da média, em função de ter mais chance de ter El Niño”, detalha.

O meteorologista explica que as condições do Oceano Atlântico Tropical também têm interferência nas chuvas que molham o Estado na quadra específica. “Quanto mais quentes são as temperaturas do Atlântico Sul Tropical em relação ao Tropical Norte, mais chuvas. Entretanto, essas temperaturas se definem mais para o fim de janeiro, quando a Funceme divulga a previsão do período chuvoso de 2019”, adianta.

Os números, após seis anos de chuvas abaixo da média e de um 2018 com precipitações que não superaram as médias históricas, se juntam ao novo atraso, de pelo menos mais seis meses, na chegada das águas Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf) ao Ceará. Como O POVO noticiou ontem, o vazamento em um dique na última estação de bombeamento do Eixo Norte deverá fazer com que o fornecimento de água pelo São Francisco só chegue no fim o primeiro semestre de 2019.

De acordo com o Portal Hidrológico do Ceará, os reservatórios cearenses estão atualmente com 11,88% da capacidade. Ontem, 25,8% dos 155 açudes do Estado estavam secos (15) ou em volume morto (25) ? o que acontece quando só com bombas flutuantes é possível captar os metros cúbicos do que resta de água.

O Castanhão está com 5,2% de seu volume. O açude, o maior do Estado, começou a quadra chuvosa com 2,26% de seu volume e chegou a 8,7%, em maio ? quando recomeçou a reduzir.

As bacias hidrográficas do Coreaú (67,22%) e do Litoral (62,25%) são as em melhores condições. Já as de Sertões de Crateús (6,53%) e do Alto Jaguaribe (6,9%) são as com menor volume de água.

Em dezembro, janeiro e fevereiro, há 80% de chances de haver El Niño. Ferran explica que, no entanto, o fenômeno neste período não pode ser diretamente relacionado à seca no Ceará.

(O POVO – Repórter Domitila Andrade/Foto – Mateus Dantas)

Editorial do O POVO aborda o 4º adiamento da chegada das águas da Transposição do São Francisco

216 1

Com o titulo “Transposição das águas: 4º adiamento”, eis o Editorial do O POVO desta quarta-feira:

O Ceará acaba de registrar um novo golpe em sua expectativa de receber as águas do São Francisco até o começo do ano: um vazamento em um dique, na última estação de bombeamento do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf) – o EBI 3 -, adiou em mais um semestre esse sonho. A luta, agora é para que as obras sejam retomadas até fevereiro próximo e sejam concluídas no final do primeiro semestre. Nada está garantido. Tudo isso, tendo como quadro de fundo a ameaça – ainda não afastada – de uma nova eclosão do fenômeno El Niño, responsável por estiagens no Nordeste.
Trata-se do quarto adiamento do prazo de conclusão desse pequeno trecho.

Ainda em setembro passado, O POVO publicava que a última previsão era para o fim do ano. Na ocasião, o Governo do Estado acabava de solicitar ao Governo Federal uma adição complementar de R$ 100 milhões para conclusão do eixo principal do Cinturão das Águas do Ceará (CAC). As informações sobre o novo incidente de agora ocuparam o tempo da reunião da Câmara Temática Água e Desenvolvimento (CT Água), anteontem. O encontro, que contou com participação de representantes do Ministério da Integração e da Agência Nacional das Águas (ANA), foi realizado na Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece).

A estação de bombeamento do Eixo Norte (EBI 3) começou a realizar seus primeiros testes em junho último. O equipamento faz o bombeamento da água para o reservatório de Mangueiras (em Salgueiro-PE). A partir daí, esta segue por meio da gravidade até Negreiros (também em Salgueiro) e Milagres (Penaforte) e daí a Jati. Assim que a estação prosseguir com o bombeamento, será preciso esperar que os reservatórios encham até o abastecimento chegar ao Ceará. Ou seja, é necessário que o Jati encha até o mínimo operacional para liberar vazão para o Cinturão das Águas. O preocupante é que o problema técnico surgido com o transbordamento do dique ainda carece de uma forma adequada de solução (que não está definida). Assim, resta torcer para que ela seja encontrada a tempo de assegurar o novo prazo de conclusão: julho de 2019.

Até lá, é preciso tomar medidas cautelares, tais como: aumentar a racionalização do uso e limitação da água de irrigação, ainda mais, além da redução do consumo humano e para a indústria. Sem esquecer, é claro, a convocação da bancada cearense, de forma suprapartidária, para reforçar junto à equipe do novo governo federal a manutenção das verbas necessárias para a conclusão da obra. Trata-se de um passo pequeno diante dos benefícios que as águas acarretarão no cotidiano de uma população tão sofrida e digna de um horizonte melhor de vida.

(Editorial do O POVO)

Delegação cearense na rota do Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia

Uma delegação de médicos e empresários do ramo da traumatologia seguiu, nas últimas horas, para São Paulo com o objetivo de conferir as novidades, cursos e feiras do 50º Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia, que ocorrerá de quinta a sábado.

Da área empresarial, embarcaram os irmãos Carlos Filho e Paulo Neto, executivos da Ortocárdio, um dos maiores fornecedores de equipamentos e material ortopédico do Estado.

“Vamos conferir novidades da nossa área, num congresso dos mais importantes do setor da ortopedia”, disse Carlos Neto para o Blog, confiante nas perspectivas da economia para 2019.

(Foto – Paulo MOska)

Ministério do Trabalho realiza mais de 150 mil fiscalizações entre janeiro e agosto deste ano

O Ministério do Trabalho realizou, entre janeiro e agosto deste ano, um total de 150.520 fiscalizações para verificação do cumprimento das normas trabalhistas e de segurança e saúde no trabalho. A informação é da assessoria de imprensa do órgão, adiantando que o Departamento de Segurança e Saúde da Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) alcançou 37.572.251 trabalhadores pelas ações de fiscalização da pasta no período.

As auditorias do MT analisaram 1.145 acidentes ou doenças relacionadas ao trabalho e executaram outras 26.797 ações fiscais para prevenção de acidentes e doenças do trabalho, além de propiciar a inserção de 85.909 aprendizes e 29.748 pessoas com deficiências no mercado de trabalho sob ação fiscal.

Os dados da SIT mostram ainda que ocorreu o afastamento de 576 crianças ou adolescentes das piores formas de trabalho infantil e que 69.336 empregados foram encontrados pela fiscalização sem o devido registro em carteira.

O ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, destaca que esses números demonstram a importância do trabalho de fiscalização realizado pelo órgão. “O Painel facilita a qualquer cidadão brasileiro o acesso às informações sobre Inspeção do Trabalho, de maneira que a sociedade conheça a importância da fiscalização para a garantia dos direitos trabalhistas conquistados”, afirma.

SERVIÇO

*Os dados constam do Painel de Informações e Estatísticas da Inspeção do Trabalho, disponível no link https://sit.trabalho.gov.br/radar/.

Capef promove seminário sobre cenários da economia

A Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (CAPEF) realizará, nos dias 26 e 27 deste mês de novembro, o XXV Seminário de Investimentos e Benefícios. O evento ocupará espaços no auditório do Banco do Nordeste, no bairro Passaré, em Fortaleza. O cenário econômico e as perspectivas da economia e do segmento previdenciário são o tema central.

Realizado anualmente desde 1994, o encontro, segundo a assessoria de imprensa da Capef, reunirá especialistas de instituições financeiras renomadas do País, profissionais de investimentos do BNB e da Capef, além de fundos de pensão da região e participantes dos planos administrados pela entidade. Um representante da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) está entre convidados.

SERVIÇO

*Para participar do evento, inscrição gratuita clicando aqui.

Fortaleza será sede da maior feira de logística de transportes do País

Fortaleza vai ser da Feira Nacional de Logística, a Expolog 2018 .

O encontro ocorrerá nos dias 28 e 29 deste mês de novembro, no Centro de Eventos, e terá como tema central “Intermodalidade e a Conexão Global no Brasil Pós-Paralisação”.

Um dos conferencistas confirmados é o secretário especial do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República, Adalberto Santos de Vasconcelos, que abordará “Os Desafios da Infraestrutura Nacional”.

(Foto – Reprodução de Youtube)