Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Cármen Lúcia nega dois habeas corpus em favor de Lula

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, negou na noite de ontem (24) dois pedidos de habeas corpusem favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lula foi condenado, por unanimidade, em segunda instância, pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), a 12 anos e um mês, em regime fechado, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo sobre o triplex localizado no Guarujá (SP).

Os dois pedidos foram apresentados por estudantes de Direito. Em um deles, foi pedida a concessão de liminar “até o esgotamento de todas as possibilidades de recursos da segunda instância”. O outro pedido diz que haveria “eminente ameça de prisão injusta, sem trânsito em julgado, podendo gerar constrangimento irreversível e ilegal (…) sem qualquer prova cabal”.

A argumentação apresentada pela ministra para os pedidos foi similar, tendo por base a justificativa de que “não é atribuição do STF decidir, neste momento, esta questão”.

(Agência Brasil)

Camilo diz em ato petista que Lula foi “o melhor presidente do Brasil”

224 2

Camilo esteve no ato dessa quarta, em São Paulo, em favor de Lula.

O governador Camilo Santana (PT) disse, nesta quinta-feira, ao discursar durante ato do PT nacional, em São Paulo, que Lula foi o melhor presidente que o Brasil já teve. O petista elencou vários benefícios conquistados pelo povo com as gestões lulistas e informou que, quando cumpria agenda no interior cearense, nessa quarta-feira, viu de perto a tristeza da população.

Lula tem sua pré-candidatura a presidente lançada durante encontro da executiva nacional petista, num ato que conta não só com a presença dos governadores da legenda, mas com a participação de parlamentares e lideranças de movimentos sociais.

“Você é a esperança desse povo brasileiro resgatar as grandes conquistas”, pontuou em seu discurso o governador cearense, avisando: “Nada apagará o brilho de Lula.”

Camilo, ainda em sua fala, se disse “impressionado com a resistência, a resiliência e a força de Lula”, transmitindo-lhe “uma palavra de solidariedade”. Ainda pediu aplausos para o “melhor presidente do Brasil”.

(Foto – PT)

Camilo participa em São Paulo de ato que lança pré-candidatura de Lula

Camilo participou também de ato, nessa noite de quarta-feira, pós-julgamento.

O Partido dos Trabalhadores lança, nesta manhã de quinta-feira, em São Paulo, a pré-candidatura de Lula a presidente da República. O ato ocorre um dia depois do petista ter sido condenado a 12 anos e 1 mês de reclusão pelo Tribunal Regional, da 4ª Região, com sede em porto Alegre (RS).

Lula foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em processo da Lava Jato e que diz respeito a um triplex de Guarujá (SP).

Parlamentares, militantes de movimento e governadores petistas como Camilo Santana, do Ceará, participam do encontro, que ganhou também contornos de ato de solidariedade.

*Confira o ato no site do PT Brasil aqui

Confiança do consumidor é a maior desde outubro de 2014, informa FGV

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas, avançou 0,4 ponto de dezembro de 2017 para janeiro de 2018. É a sexta queda consecutiva, com o índice atingindo o maior nível desde outubro de 2014, de 91,3 pontos, ficando 9,5 pontos acima de janeiro do ano passado, em uma escala de 0 a 200 pontos.

O Índice de Situação Atual subiu pelo sexto mês consecutivo, com uma alta de 1,8 ponto, e chegou a 76,6 pontos. A percepção dos consumidores com relação à situação econômica atual foi o que mais contribuiu para a evolução positiva em janeiro. O indicador que mede o grau de satisfação com a economia no momento avançou 2,3 pontos para 85 pontos, e atingiu o nível mais alto desde janeiro de 2015, de 85,8 pontos.

O Índice de Expectativas teve queda de 0,6 ponto percentual e chegou a 97,6 pontos. O resultado de janeiro interrompeu uma sequência de quatro altas consecutivas. O indicador das perspectivas para a situação econômica nos seis meses seguintes recuou 1,1 ponto, para 115,7 pontos. após atingir o maior nível da série em dezembro de 2017 (116,8 pontos).

(Agência Brasil)

Confiança do comércio atinge maior nível desde julho de 2014

O Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), avançou 0,2 ponto de dezembro de 2017 para janeiro deste ano e chegou a 95,1 pontos. É o maior nível desde julho de 2014 (95,4 pontos).

Onze dos 13 segmentos comerciais pesquisados tiveram aumento no Índice de Confiança. Segundo a FGV, a alta em janeiro foi influenciada pela melhora dos indicadores que medem a satisfação com a situação atual, que vem sendo sustentada por fatores como a inflação baixa, recuperação gradual do mercado de trabalho e evolução da confiança dos consumidores.

O Índice de Situação Atual avançou 2,4 pontos e atingiu 88 pontos. Por outro lado, a confiança dos empresários em relação ao futuro recuou, já que o Índice de Expectativas caiu 2 pontos no mês, chegando a 102,4 pontos.

Segundo a FGV, a queda pontual das expectativas sugere ainda certa cautela em relação aos meses seguintes, mostrando que a recuperação ainda deve continuar ocorrendo de maneira gradual neste primeiro trimestre.

O Indicador de Expectativas com o Total de Pessoal Ocupado no Comércio avançou, segundo a pesquisa da FGV. Neste mês, 19,1% das empresas preveem aumentar o pessoal ocupado e 12,5%, reduzi-lo. A diferença entre as parcelas extremas de resposta é a maior desde novembro de 2014.

(Agência Brasil)

Ciro se submete a cirurgia em Fortaleza

644 1

O pré-candidato a presidente da República, Ciro Gomes (PDT), realizou, na manhã desta quinta-feira (25/01), em Fortaleza, uma cirurgia do septo nasal para corrigir um desvio.

Segundo o próprio Ciro informou em seu Facebook, nada grave, mas que lhe permitirá “maior conforto respiratório”. Ciro deve ficar 10 dias em recuperação.

Tasso recebe grupo de empresários para discutir cenários pós-condenação de Lula

332 1

 

O senador Tasso Jereissati (PSDB) vai expor, nesta quinta-feira, para um grupo de empresários liderado por Beto Studart, o cenário pós-julgamento de Lula e reformas.

O encontro ocorrerá no escritório do tucano, em Fortaleza, e se constitui como o primeiro compromisso dele após férias na Europa.

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Studart, leva esse grupo de empresários e garante para este Blog que o encontro não tratará de sucessão estadual.

“Eu lhe garanto que não trataremos de eleições!”, jura o presidente da Fiec.

(Foto – Divulgação)

É preciso encontrar espaço para o entendimento

Confira o Editorial do O POVO desta quinta-feira:

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, confirmou a sentença de primeira instância – prolatada pelo juiz Sergio Moro – contra o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Os três desembargadores da 8ª turma foram, inclusive, mais rigorosos que a primeira instância na dosimetria da pena. O resultado terá consequência para a realidade política do País, pois está em jogo o futuro do líder político mais bem posicionado nas pesquisas de opinião para a disputa presidencial, detentor de reconhecida projeção internacional, e de grande apelo popular.

O Estado Democrático de Direito tem entre suas balizas o acatamento das decisões tomadas por tribunais de Justiça, mas comporta também a análise crítica de todo o processo, pois ninguém, nem nenhuma instância do poder, está imune a erros. No caso presente, trata-se de um debate que se prolongará, ao que tudo indica.

Assim, a primeira advertência a fazer é que, qualquer contestação à sentença condenatória tem de ser feita estritamente nos marcos legais. A mais, se a mobilização e as manifestações fazem parte de qualquer democracia digna desse nome, há de se cuidar que esses atos políticos não transbordem para a violência ou para a agressão, seja de um lado ou de outro. É inegável que a politização cercou esse processo desde o seu início. É do jogo democrático que esse tipo de reação aconteça entre forças políticas partidárias que se sintam eventualmente atingidas. Mas a transformação de um julgamento dessa importância como um confronto de times numa arena esportiva não faz bem para a democracia brasileira. Às forças políticas nacionais cabe responsabilidade neste momento tão crítico.

Por outro lado, quanto mais uma denúncia tem o poder de mexer com a sensibilidade política, mais as instâncias públicas responsáveis pelo julgamento devem se apegar aos estritos procedimentos legais, evitando comentários ou atitudes que deem margem a dúvidas sobre a sua imparcialidade. Não se trata de defender esse ou aquele acusado, mas de preservar a correta condução do devido processo legal.

A condenação de Lula e um País dividido

Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quinta-feira:

Independente do resultado de ontem do julgamento do ex-presidente Lula pelos senhores magistrados do Tribunal Regional Federal, da 4ª Região, em Porto Alegre – veio a condenação esperada de Lula – 3X 0, tem-se uma certeza inconteste: o País continua e continuará dividido entre um misto de razão, emoção e paixões.

O que se observou do cenário das últimas horas foi a mesma manifestação pós-condenação do ex-presidente pelo juiz Sergio Moro por crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva. De um lado, os defensores intransigentes, ou não, do petista; de outro, aqueles que um dia saíram às ruas em clima de panelaço, mas acabaram intimidados pelo dia seguinte vislumbrado: a Era Temer.

Os desdobramentos jurídicos, sem dúvida, pós-TRF-4, continuarão, sob o mantra petista de que pleito sem Lula é fraude. Espera-se que, mesmo diante desse quadro complexo politicamente onde Lula acabou, pelo resultado, inelegível, o País, como um todo, possa marchar de espírito desarmado em todos os sentidos. Em nome da jovem democracia brasileira.

Aliás, torcer por isso não é pecado. Nem deixa a cara vermelha.

PT divulga nota e diz que Lula é candidato

O PT nacional divulgou nota sobre a condenação de Lula. Garante que ele é candidato a presidente. Confira:

NÃO NOS RENDEMOS DIANTE DA INJUSTIÇA: LULA É CANDIDATO

O dia 24 de janeiro de 2018 marca o início de mais uma jornada do povo brasileiro em defesa da Democracia e do direito inalienável de votar em Lula para presidente da República. O resultado do julgamento do recurso da defesa de Lula, no TRF-4, com votos claramente combinados dos três desembargadores, configura uma farsa judicial.

Confirma-se o engajamento político-partidário de setores do sistema judicial, orquestrado pela Rede Globo, com o objetivo de tirar Lula do processo eleitoral. São os mesmos setores que promoveram o golpe do impeachment em 2016, e desde então veem dilapidando o patrimônio nacional, entregando nossas riquezas e abrindo mão da soberania nacional, retirando direitos dos trabalhadores e destruindo os programas sociais que beneficiam o povo.

O plano dos golpistas esbarra na força política de Lula, que brota da alma do povo. Esbarra na consciência democrática da grande maioria da sociedade, que não aceita uma condenação sem crime e sem provas, não aceita a manipulação da justiça com fins de perseguição política.

Não vamos aceitar passivamente que a democracia e a vontade da maioria sejam mais uma vez desrespeitadas. Vamos lutar em defesa da democracia em todas as instâncias, na Justiça e principalmente nas ruas.

Vamos confirmar a candidatura de Lula na convenção partidária e registrá-la em 15 de agosto, seguindo rigorosamente o que assegura a Legislação eleitoral. Se pensam que história termina com a decisão de hoje, estão muito enganados, porque não nos rendemos diante da injustiça.

Os partidos de esquerda, os movimentos sociais, os democratas do Brasil, estamos mais unidos do que nunca, fortalecidos pelas jornadas de luta que mobilizaram multidões nos últimos meses.

Hoje é o começo da grande caminhada que, pela vontade do povo, vai levar o companheiro Lula novamente à Presidência da República.

*São Paulo, 24 de janeiro de 2018

Gleisi Hoffmann, Presidenta Nacional do PT.

José Guimarães postou foto falsa e virou piada

O deputado federal José Guimarães virou piada, em Brasília, por uma foto postada na terça-feira (23). O petista compartilhou uma foto de uma “caravana” que estaria a caminho de Porto Alegre para apoiar o ex-presidente Lula.

O problema, segundo informou a Coluna Radar, é que o tal registro é antigo e mostra um comboio de sacoleiros na fronteira do Brasil com o Paraguai.

O engano de Guimarães foi suficiente para virar chacota na Câmara. “Turma do PT é um piada pronta mesmo”, disse um deputado.

Lula é condenado no TRF-4 e ainda tem pena aumentada

340 2

Os três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal, da 4ª Região, votaram, nesta quarta (24), pela condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do tríplex.

Eles confirmaram a sentença do juiz federal Sergio Moro, mas votaram por aumentar a pena imposta para 12 anos e um mês de prisão.

Na primeira instância, Moro havia condenado o ex-presidente a nove anos e seis meses de prisão.

(Com Portal Uol)

 

Aviso aos leitores do Blog

155 2

Amigos leitores deste Blog:

 Informamos que, até a próxima quarta-feira, estaremos fora do ar.

O objetivo é a necessidade de promovermos migração para uma nova plataforma, com garantias de melhor segurança de procedimentos e manutenção.

Confiança na indústria avança 0,5 ponto em janeiro, diz FGV

A prévia de janeiro deste ano do Índice de Confiança da Indústria, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), cresceu 0,5 ponto na comparação com o resultado consolidado de dezembro. Na prévia, o indicador chegou a 99,9 pontos, em uma escala de 0 a 200 pontos.

Caso o resultado da prévia se confirme no consolidado do mês, esta será a sétima alta consecutiva do indicador, que atingirá o maior patamar desde setembro de 2013 (101,7 pontos).

Foi verificado aumento na confiança em relação ao momento presente, medida pelo Índice da Situação Atual, que avançou 2,3 pontos e chegou a 100,8 pontos. Em relação ao futuro, os empresários da indústria estão menos confiantes. O Índice de Expectativas caiu 1,3 ponto e chegou a 99 pontos.

O resultado preliminar de janeiro indica alta de 0,1 ponto percentual no Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (Nuci), para 74,8%, o maior desde dezembro de 2015 (75%).

Para a prévia de janeiro de 2018 foram consultadas 791 empresas entre os dias 2 e 18 deste mês. O resultado final da pesquisa será divulgado na próxima segunda-feira (29).

(Agência Brasil)

A Batalha de Porto Alegre

219 3

Com o título “A Batalha de Porto Alegre”, eis artigo de Rui Martinho Rodrigues, historiador. Ele aborda o !Fla-Flu” em que se tornou o julgamento do ex-presidente Lula, que ocorrerá na próxima quarta-feira, no TRF-4, na Capital gaúcha Confira: 

Aparecido Fernando de Brinkerhoff Torelly (1895 – 1971), o Barão de Itararé”, ridicularizava o resultado do confronto entre rebeldes e legalistas que se posicionaram em Itararé, na divisa entre São Paulo e Paraná. Contingentes numerosos lutariam ali, em 1930. Seria a maior batalha da América do Sul, segundo se anunciava. Um acordo entre os comandantes garantindo o emprego e as patentes selou a vitória dos rebeldes. A batalha incruenta ganhou o barão autonomeado, na pessoa do jornalista crítico.

Porto Alegre, a semelhança de Itararé, segundo se anuncia, será palco de importante batalha no dia vinte e quatro próximo vindouro. Militantes importados do Paraguai, Uruguai e Argentina virão reforçar os ativistas nacionais, seguindo o exemplo da importação de índios do Paraguai, para fortalecer a causa dos seus pares do Paraná; e trazidos do Pará, para ajudar em luta da mesma espécie no Ceará. O outro lado também se mobiliza desfraldando o verde e amarelo. O confronto se anuncia para depois do fato consumado. Os votos dos desembargadores já estão prontos, a ação judicial não irá terminar na data marcada, seja qual for a decisão da câmara criminal que julgará o ex-presidente Lula no TRF-4.

A mobilização de “efetivos” estrangeiros (como terá sido o financiamento disso?) denota fraqueza do contingente nacional. Trata-se de um jogo de aparências, mais evidente do que o de Itararé. O ânimo combativo das partes não há de ir além do que se viu em 2013.

A grande batalha dificilmente terá mais do que algumas latas de lixo incendiadas, alguns carros e vitrines danificados, além de alguns disparos de balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo, se tanto.

A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, disse, com outras palavras, que para prender o ex-presidente será preciso passar por cima de cadáveres. O coronel Chico Heráclito, respondendo a um fiscal eleitoral dizia: o senhor só fará fraude eleitoral passando por cima do meu cadáver, teria respondido “tu lá tem cadáver!”. Aplicam-se as mesmas palavras ao discurso da senadora: ela ainda não tem cadáver.

Está torcendo que apareça um ou mais. Não parece, todavia, que tal coisa seja provável.

*Rui Martinho Rodrigues

rui.martinho@terra.com.br

Historiador.

 

Projeto quer proibir cobrança de multas em fatura que vencer em feriado ou fim de semana

Um projeto que proíbe a cobrança de multa em faturas com data de vencimento em fins de semana e feriados, quando o pagamento for feito no primeiro dia útil subsequente, será analisado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), a partir de fevereiro.

A Lei 7.089/1983 já veda a cobrança, pelos bancos e instituições financeiras, de juros de mora nessas situações.

O projeto de lei da Câmara (PLC) 171/2015, do deputado Augusto Carvalho (SD-DF), quer alterar essa lei para incluir também a proibição da cobrança de multa. O texto, que está pronto para entrar na pauta da CAE após o recesso, tem parecer favorável da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).

Fortaleza depende de nós

125 2

Com o título “Fortaleza depende de nós”, eis artigo de Fausto Nilo, arquiteto e urbanista e coordenador do Plano Mestre Urbanístico de Fortaleza. Ele aposta numa cidade de futuro e sem tantas desigualdades. Confira:

Um dia Fortaleza poderá assegurar a habitabilidade de todos seus cidadãos, de qualquer padrão de renda, faixa etária ou estilo de vida.

Aqui, cerca de três milhões e meio de pessoas residirão de forma digna, em vizinhanças seguras, conectadas ao resto da cidade e baseadas em habitações de custos acessíveis. Desaparecerão os “bunkers” do crime e em seu lugar surgirá uma intensa matriz de intercâmbio e inovação. A natureza e a herança cultural edificada serão preservadas e se completará o tecido urbano com lugares convenientemente acessíveis e conectados. As orlas serão limpas, as orlas de lagoas urbanizadas e as demais centralidades serão reconhecidas como lugares de todos. Nesse futuro os idosos serão em maior número e a cidade se antecipará para dar-lhes o conforto merecido.

Há 22 anos daqui, Fortaleza já terá conhecido as formas preferíveis de produzir lugares de habitação, comércio, indústria, serviços, educação, instituições, hospitais, lugares de inovação, de entretenimento e de esportes. Com a utilização de critérios claros e transparentes teremos realizado um processo simples, gradativo, justo e igualitário de rearranjar o solo para abrigar as gerações que estão por vir. Tudo isto se refletirá em distribuição sistemática de benefícios econômicos, sociais e ambientais, sem promover nenhum fator de desestímulo aos bons negócios e à indispensável colaboração dos empreendedores imobiliários.

Em nossa futura Cidade viajaremos muito menos para trabalhar ou ir à escola. A Cidade já terá reduzido sua motorização e os projetos de tráfego serão viáveis e sincronizados com a produção de novos estoques habitacionais. Um plano abrangente terá sido implementado para incrementar o acesso físico de todos a tudo, de maneira gradativa e monitorado pela própria população. As áreas de estação do transporte público serão identificáveis como clusters de empregos e focos de vizinhanças, com todas as facilidades típicas e acessíveis por uma caminhada máxima de cinco minutos. A essas melhorias deverão ser acrescidos os projetos de adaptação de assentamentos precários existentes, suas conectividades adequadas e a eliminação gradativa das situações de riscos e das irregularidades fundiárias. Para obter tudo isto Fortaleza entenderá que as viabilidades econômicas e as parcerias construtivas entre setores públicos e privados serão eficientes mas deverão ter seus propósitos e resultados compartilhados, de forma transparente, rigorosamente eficiente, justa, legal e legível a todos.

Se consideramos a redução dos vazios urbanos disponíveis e os prognósticos de crescimento populacional podemos concluir que a construção da Cidade Compacta e Sustentável se dará por reurbanizações sobre o tecido existente. A essa altura a cidade já terá assimilado essa prática vencedora utilizada em cerca de 160 cidades do mundo e terá conquistado o clima de confiança entre os setores público e privado, indispensável ao êxito da mudança.

O sonho é viável, teve o custo de seus componentes devidamente estimado e foi compartilhado em audiências públicas envolvendo 8.000 cidadãos. Sua elaboração foi concretizada sob a liderança do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor). O conhecimento organizado dos dados disponíveis, com especial destaque para as teses acadêmicas e relatórios urbanísticos já elaborados sobre a Cidade associados com análises urbanas de todas as consequências dos planos que Fortaleza já elaborou, foram decisivos na qualidade do resultado. O sonho é viável e só depende de nós.

Fausto Nilo

faustonilo@faustonilo.com.br

Arquiteto urbanista, coordenador do do Plano Mestre Urbanístico – Fortaleza 2040.

Ciro diz torcer para que Lula não seja condenado

215 1

Pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, o ex-ministro Ciro Gomes afirmou, em sua página no Facebook, que vai torcer para que a Justiça brasileira reconheça a inocência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em julgamento em segunda instância marcado para quarta-feira, 24, no 4º Tribunal Regional Federal (TRF-4), em Porto Alegre.

Embora tenha dito que “é definitivamente constrangedor e inexplicável que nenhum quadro relevante do PSDB esteja preso apesar de fartas e robustas evidências de seu orgânico e ancestral envolvimento em corrupção”, ele negou que haja uma conspiração política no Judiciário contra Lula.

O ex-ministro afirmou que imaginar algum tipo de complô “ofende a inteligência média do País”. Disse ainda que “a consequência inevitável desta constatação teria desdobramentos tão graves que a um democrata e republicano só restaria a insurgência revolucionária”. Como argumento, ele lembrou que vários membros do MDB estão presos, como o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e os ex-ministros Geddel Vieira Lima e Henrique Alves. Ressaltou que o próprio presidente Michel Temer foi chamado pela Justiça a responder por supostos atos de corrupção, em referência às duas denúncias da Procuradoria-Geral da República (PGR) que foram arquivadas em 2017 pela Câmara dos Deputados.

“O que quero dizer nesta hora crítica é que, apesar de seus graves problemas, a Justiça brasileira ainda deve merecer o respeito institucional da nação. O oposto é a baderna, a anarquia e, evidentemente, a violência”, escreveu Ciro, acrescentando em seguida que espera que o tribunal compreenda “a transcendência de sua decisão”.

O ex-ministro, que também foi ex-governador do Ceará e foi candidato a presidente em 1998 e 2002, tem se posicionado como um nome de centro-esquerda. Portanto, a participação ou não de Lula na disputa terá influência na sua campanha.

Julgamento

A 8.ª Turma Criminal do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) vai julgar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima quarta-feira, 24. Os desembargadores João Pedro Gebran Neto, Leandro Paulsen e Victor Luis dos Santos Laus vão decidir se mantêm a condenação ou absolvem o petista.

Caso Triplex

Em julho do ano passado, Lula foi condenado pelo juiz federal Sergio Moro a nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso triplex.

(Agência Estado)

Mercado financeiro mantém em 3,95% projeção da inflação para este ano

O mercado financeiro manteve a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – a inflação oficial do país – em 3,95% para este ano, a mesma estimada na semana passada. A projeção consta do boletim Focus, publicação divulgada nesta segunda-feira (22) no site do Banco Central (BC) com projeções para os principais indicadores econômicos. Há quatro semanas, a expectativa estava levemente superior, em 3,96% para 2018.

A estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, também foi mantida para 2018 em 2,7%. Há quatro semanas, o índice era inferior, 2,68%.

Para 2019, no entanto, houve um aumento na projeção do PIB, que passou de 2,8%, na semana passada, para 2,99% no boletim divulgado hoje. A estimativa para a inflação foi mantida em 4,25%.

boletim Focus é divulgado todo início de semana e traz a média das expectativas de bancos, instituições financeiras, consultorias e empresas sobre os principais indicadores relacionados à economia brasileira, como os diversos índices de inflação, o PIB, a taxa de câmbio e a taxa básica de juros da economia, a Selic.

(Agência Brasil)