Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Câmara pagará R$ 1.300 ao mês por TV a cabo da casa de Rodrigo Maia

A Câmara dos Deputados abriu uma licitação pela qual vai contratar serviço de TV a cabo para a residência oficial da presidência. O pacote é robusto. A empresa vencedora deverá oferecer três pontos de TV ao redor da casa. Cada um deles conterá 140 canais, incluídos, pelo menos, 40 em HD.

Rodrigo Maia e família poderão assistir a emissoras da TV aberta, notícias nacionais e internacionais, documentários;,filmes, programas educativos e culturais, além de esportes, uma das paixões do deputado fluminense.

A Câmara está disposta a desembolsar até R$ 1.300,00 por mês, equivalente a R$ 15.600 reais ao ano, pelo conforto.

A saudade do Professor Paulo Mosânio

A Universidade Federal do Ceará comunica e lamenta o falecimento, nessa segunda-feira (9), do professoir Paulo Mosânio Teixeira Duarte, do Departamento de Letras Vernáculas (DLV). O velório está sendo realizado na Funerária Ternura (Rua Padre Valdevino, 2255, Aldeota), onde, à tarde, haverá missa de corpo presente.

O sepultamento está marcado para as 17h30min, no Cemitério Parque da Paz (Av. Juscelino Kubitschek, 4454, Passaré).

Paulo Mosânio Teixeira Duarte era professor titular no Departamento de Letras Vernáculas. Possuía graduação em Letras pela Universidade Federal do Ceará (1982), mestrado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (1990) e doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1991). É autor de vários livros e artigos nas áreas de linguística e língua portuguesa, notadamente no campo da morfologia.

Texto que propoe autonomia do BC deve substituir 22 projetos que tramitam no Congresso

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anuncia que o governo está elaborando uma proposta que deve ser submetida aos líderes da casa. O texto quer substituir os 22 textos que tramitam sobre a autonomia do Banco Central. “A gente está mudando o texto e, ajustado com o BC, a gente vai apresentar um texto para ser discutido com os líderes para ver se a gente tem condição de aprovar”, adianta Maia.

O BC é responsável por todo o sistema financeiro de um país, responsável por emitir a moeda local e ficar a taxa básica de juros, por exemplo.

No Brasil, o presidente do Banco Central tem status de ministro. Quem escolhe e quem tem poder de demissão sob o presidente do BC é o presidente da República. Os críticos desse modelo alegam que neste formato a liderança da entidade fica exposta a interferências políticas nas decisões monetárias.

Fortaleza será sede de Congresso Luso-Brasileiro de Direito do Trabalho

Desembargadora federal Roseli Alencar e juiz Paulo Botelho.

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST, Brito Pereira, abrirá o Congresso Luso-Brasileiro de Direito do Trabalho dia 10 de maio próximo, no Gran Mareiro Hotel. O convite partiu da desembargadora federal Roseli Alencar (TRT-7) e do juiz do trabalho Paulo Botelho.

Os dois estão em Brasília divulgando o encontro e fechando alguns convidados para o congresso que abordará principalmente a recente reforma trabalhista implementada pelo governo de Michel Temer.

De acordo com a desembargadora federal Roseli Alencar, o encontro vai se estender até o dia 11 de maio, devendo cotar com a participação de 600 pessoas.

(Foto – Paulo MOska)

Inflação oficial fica em 0,09% em março

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país, foi de 0,09% em março. A taxa é menor que as observadas em fevereiro (0,32%) e em março de 2017 (0,25%). Esse é o menor percentual para meses de março desde a implantação do Plano Real, em 1994.

O IPCA acumula inflação de 0,70% no ano e de 2,68% em 12 meses. Os dados foram divulgados hoje (10), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os principais responsáveis pelo recuo da taxa de fevereiro para março foram os transportes, com deflação (queda de preços) de 0,25%, e a comunicação (deflação de 0,33%).

Os gastos com saúde e cuidados pessoais evitaram uma queda maior do IPCA, já que esse o grupo de despesas registrou inflação de 0,48% no mês.

Outros grupos com inflação foram habitação (0,19%), vestuário (0,33%), alimentação e bebidas (0,07%), educação (0,28%), despesas pessoais (0,05%) e artigos de residência (0,08%).

(Agência Brasil)

PF realiza operação que envolve aliados de Eunicio Oliveira

Um grupo empresarial cearense é investigado pela Polícia Federal por suposto esquema de pagamento de propinas a políticos. Nesta terça-feira, 10, a PF deflagrou a Operação Tira-Teima para o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão expedidos pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), em São Paulo, Goiânia e Fortaleza.

De acordo com a Agência Estado, os alvos seriam ligados ao senador Eunício Oliveira (MDB), presidente do Congresso Nacional, que, no entanto, não seria o alvo da operação. Quarenta policiais federais cumprem os mandados de busca e apreensão nesta manhã. A operação é decorrente da delação do ex-diretor de Relações Institucionais da Hypermarcas, Nelson Mello.

Em nota, a PF diz que “a finalidade das medidas é buscar documentos e outros elementos de aprofundamento da investigação, considerando a notícia de doações de campanha abalizadas através de contratos fictícios”.

O POVO Online tentou contatar a assessoria de imprensa do senador Eunício Oliveira, mas as ligações não foram atendidas.

(O POVO Online)

Outro lado

O senador Eunício Oliveira, por meio de sua assessoria, informa que não foi alvo da Operação Tira Teima. Também não teve pessoas ou empresas ligadas a ele como alvo, ou sequer abordadas, na ação realizada na manhã desta terça-feira (10/04.)

PF preocupada com visita dos parentes a Lula

358 2

A Polícia Federal em Curitiba (PR) está preocupada com a visita dos parentes do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, marcada para esta quarta-feira, dia oficial de visitação aos presos.

Segundo informa o jornalista Lauro Jardim, colunista do O Globo, a inquietação diz respeito à segurança dos familiares do ex-presidente.

Amarílio Macedo diz que Brasil está polarizado pelo ódio

O Brasil está polarizado pelo ódio. Isso não leva a lugar nenhum”, diz o empresário Amarílio Macedo (Grupo J. Macedo).

Ele não assinou, aliás, notas da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) ou da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apoiando a prisão, em segunda instância, que pegou o ex-presidente Lula.

(Foto – Divulgação)

Neta criada por avós pode incluí-los como dependentes em plano de saúde

A existência de incontroversa paternidade socioafetiva entre avós e neta após a morte dos pais biológicos permite a equiparação com genitores, por analogia, para fins de inclusão como dependentes em plano de saúde.

Esse foi o entendimento aplicado pela 7ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal ao manter sentença que obrigou um plano de saúde a aceitar os avós como dependentes da neta. Na ação, a servidora do Tribunal de Contas da União contou que foi criada pelos avós desde a morte de seus pais, quando tinha apenas quatro anos.

Após a condenação em primeira instância, o plano de saúde recorreu alegando que seu regulamento geral não prevê a inclusão dos avós na condição de dependentes. Por isso, pediu a reforma da sentença.

Bispos do Ceará participam da 56ª Assembleia Geral da CNBB

Todos os bispos cearenses embarcaram, nas últimas horas, na rota de Aparecida (SP) onde, a partir desta quarta-feiura, terá início a 56ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

O arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio de Aparecido Tose, que comemora 19 anos de pastoreio na Capital cearense, em conversa com o Blog, adiantou a pauta desse encontro.

Neste ano, a formação dos presbíteros será a prioridade, a partir do novo cenário do País e de acordo com orientações de documento do Vaticano.

Na caravana os bispos de Itapipoca, Dom Cavuto; e de Tianguá, dom Francisco Edmilson e bispos eméritos como Dom José Haring, de Quixadá.

O encontro da CNBB vai se estender até o próximo dia 20.

(Foto e Vídeo – Paulo MOska)

Fraport enfrenta greve… no aeroporto de Frankfurt

Centenas de voos não decolaram e nem aterrissaram nesta terça-feira (10) no aeroporto de Frankfurt, o maior da Alemanha, devido à greve convocada pelo sindicato de serviços alemão Verdi para pressionar a negociação de novo acordo coletivo. As interrupções afetaram outros aeroportos e os serviços de trens, especialmente no estado da Renânia do Norte-Westfalia.

Em várias cidades como Dortmund, Colônia, Duisburg e Essen, os serviços ferroviários e de metrô foram reduzidos, além das linhas de ônibus urbanos.

Fraport, a empresa que administra o aeroporto de Frankfurt, estima que a greve impedirá o funcionamento de cerca de 660 voos com saída ou chegada à cidade, o que afeta aproximadamente 76,4 mil passageiros.

Uma porta-voz do sindicato Verdi afirmou que, nesta manhã, cerca de mil empregados do aeroporto participaram da greve.O sindicato estima que o número de participantes deverá duplicar ao longo do dia.

A companhia aérea alemã Lufthansa cancelou 800 voos em Frankfurt e nos aeroportos de Munique, Colônia e Bremen, que também participam da greve. Segundo Verdi, apoiam a greve funcionários dos serviços de preparação de aviões e de extinção de incêndios, assim como do serviço de controle do tráfego aéreo.

O sindicato reivindica aumento salarial de 6% para cerca de 2,3 milhões de empregados do setor público na Alemanha. A negociação do acordo coletivo começou no fim de fevereiro e os patrões ainda não apresentaram uma proposta. A próxima rodada de negociações está marcada para os próximos dias 15 e 16 de abril.

(Agência Brasil)

Temer dá posse a novos ministros nesta terça-feira

O presidente Michel Temer dará posse hoje (10) a nove ministros, no Palácio do Planalto. A reforma ministerial foi necessária, já que os ministros que pretendem disputar as eleições deste ano precisavam deixar o governo, na chamada desincompatibilização. A posse coletiva ocorrerá às 15 horas.Tomam posse Eduardo Guardia (Fazenda), Rossieli Soares da Silva (Educação), Alberto Beltrame (Desenvolvimento Social), Marcos Jorge (Indústria, Comércio Exterior e Serviços), Esteves Colnago (Planejamento), Leandro Cruz Fróes da Silva (Esporte), Vinicius Lummertz (Turismo), Antônio de Pádua de Deus (Integração Nacional) e Moreira Franco (Minas e Energia).

Dyogo Oliveira, que deixou o Ministério do Planejamento para assumir o BNDES, e Moreira Franco são os únicos que deixaram o ministério mas que continuam no governo. Temer, no entanto, ainda não definiu quem ocupará a Secretaria-Geral da Presidência da República no lugar de Moreira Franco.

A maioria dos ex-ministros retoma os mandatos na Câmara dos Deputados e concorrerá à reeleição para o cargo, mas alguns decidiram, pela primeira vez, buscar uma vaga no Senado, que desta vez terá renovação de dois terços dos parlamentares, cujo mandato é de oito anos.

(Agência Brasil)

Ciro quer trégua entre coxinhas e mortadelas

O candidato à presidência da república pelo PDT e ex-ministro da Fazenda ,Ciro Gomes, propôs uma trégua entre diferentes vertentes do pensamento político e econômico no Brasil como o caminho para se superar o conturbado momento pelo qual passa o País. “Ou o Brasil se reúne com olhares distintos num amplo e generoso debate, ou temo muito pelo horizonte da nossa nação nos próximos tempos e não vamos achar o caminho”, apontou. Para o ex-ministro, o País tem perdido muito tempo e energia com a polarização que surgiu a partir do impeachment de Dilma Rousseff (PT). “O Brasil, complexo como é, não cabe na polarização entre coxinhas e mortadelas. Tenho convicção de que, se o Brasil celebrar um grande diálogo, vira esse jogo”, declarou o presidenciável.

A iniciativa privada terá um papel importante durante seu governo, explicou Ciro, mas o candidato salientou que é necessário um “projeto de nação” para que o Brasil tenha um salto de produtividade. “A iniciativa privada já provou sua extraordinária virtude para promoção do progresso humano. Ainda assim, sozinha, ela não é capaz de resolver os problemas”, explicou.

“Precisamos refletir um pouco: o Brasil não cresce, pois está ancorado em níveis ridículos de Formação Bruta de Capital Fixo próprio. No melhor momento, chegamos a 17% do PIB, isso não sustenta crescimento”, disse, sinalizando que o Estado deverá atuar, durante seu eventual governo, para incentivar o investimento em maquinário produtivo e reforçar o processo de industrialização.

Reformas macroeconômicas não serão deixadas de lado em seu governo, explicou Ciro. “Nosso partido, o PDT, não tem medo de reforma. Temos compromisso com reformas”, afirmou, lembrando da importância de se reformar a Previdência Social. “Não é essa reforma do presidente, Michel Temer, a reforma proposta por Temer é puxadinho”, declarou. Ciro ainda afirmou que, diante do atual quadro de gastos previdenciários elevados, o primeiro ano de governo do próximo presidente irá “implodir” com dificuldades fiscais.

Ciro ainda propôs que seja definido um projeto nacional de desenvolvimento, com metas e objetivos estratégicos claros e bem definidos. “É a lei do menor esforço, quem tem melhor condição de encabeçar e executar um projeto deve ser o escolhido. Parece que temos dificuldades em entender essa dinâmica tão simples no Brasil”, disse.

Neste projeto de nação, explicou, também é preciso ter atenção na condução da economia como um todo, o que pode afetar a taxa de câmbio e, por consequência, o poder de compra dos brasileiros. “Se o dólar valoriza e o poder de consumo cai, pode ser o governo que for, vai ter ‘fora, Amoêdo’ ou ‘fora, Meirelles'”, pontuou.

O candidato do PDT participa de um debate em Porto Alegre com outros cinco pré-candidatos: Henrique Meirelles (MDB), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Flávio Rocha (PRB) e João Amoêdo (Novo). Jair Bolsonaro, pré-candidato pelo PSL, também foi convidado, mas recusou. O debate ocorre em um evento chamado Fórum da Liberdade e é promovido pelo Instituto de Estudos Empresariais, organização de cunho liberal.

(Agência Estado)

Luizianne Lins dá uma de repórter e mostra situação do acampamento pró-Lula em Curitiba

A deputada federal Luizianne Lins (PT) deu uma de repórter deste Blog e, neste vídeo, informou como está o acampamento “Lula Livre” em Curitiba (PR). Na Capital paranaense, o ex-presidente cumpre prisão determinada pelo juiz federal Sergio Moro, sob acusação de lavagem de dinheiro e organização criminosa, resultado do processo sobre o triplex de Guarujá (SP)

Luizianne, professora licenciada do Curso de Comunicação Social da UFC, deu uma geral sobre o acampamento, adiantando que, nesta terça-feira, já estará em Brasília para retomada de atividades legislativas.

Eleitores de Tianguá e Umarim vão às urnas novamente

Os eleitores dos municípios de Tianguá e Umari voltarão às urnas no próximo dia 3 de junho, para escolher o prefeito e o vice. O calendário das eleições suplementares foi aprovado pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, na sessão dessa segunda-feira (9), informa a assessoria de imprensa do TRE.

As Resoluções nº 682 e 684 /2018 fixam a data do pleito e aprovam as instruções para a realização das novas eleições nos municípios de Tianguá e Umari, respectivamente. As convenções partidárias destinadas a deliberar sobre coligações e a escolha de candidatos serão realizadas no período de 28 e 29 de abril. Já os candidatos deverão ser registrados nos Cartórios Eleitorais das Zonas Eleitorais 81ª (Tianguá) e 15ª (Umari, com sede em Icó), até o dia 2 de maio.

As prestações de contas das campanhas eleitorais das eleições suplementares para os cargos de prefeito e de vice-prefeito de Tianguá e Umari estão disciplinadas, respectivamente, nas Resoluções nº 683 e 685/2018, também aprovadas pelos juízes da corte do TRE.

PT do Ceará acerta agenda de mobilizações em defesa de Lula

Dentro do objetivo de manter a militância ativa na pressão contra a prisão do ex-presidente Lula, as direções do PT do Estado e do PT de Fortaleza fecharam uma agenda de mobilização.

Nesta terça-feira, a partir das 18 horas, na sede petista, haverá a Plenária Ceará Quer Lula Livre. Com debates sobre o cenário político-eleitoral do Brasil e do Ceará.

Na quarta-feira, às 16 horas, os petistas realizarão um ato com  a Frente Brasil Popular e Povo Sem Medo na praça da Faculdade de Direito da UFC. Hora de bradar, segundo o partido, pela liberdade de Lula e em defesa da democracia.

Haverá ainda eventos no Facebook: https://www.facebook.com/events/138525683655909/

 

PSD fecha apoio a João Doria em São Paulo

Kassab, Domingos  Neto, João  Doria e Goulart – PSD/PSDB.

O presidente regional do PSD, deputado federal Domingos Neto, participou, nesta segunda-feira, na Capital paulista, do ato em que o ex-prefeito de São Paulo, João Doria, pré-candidato a governador, recebeu o apoio dos pessedistas.

O ato contou com a presença do presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab, e do deputado federal Antonio Goulart (PSD/SP).

Para Domingos Neto, uma prova de que o PSDB e o PSD, a partir de várias alianças estaduais, saírem fortalecidos do pleito deste ano.

(Foto – PSD)

Geraldo Luciano troca o PSDB pelo Partido Novo

2377 5

O vice-presidente do M. Dias Branco, Geraldo Luciano, filiou-se ao Partido Novo. O ato aconteceu no último dia 6, sem pompa nem circunstância da parte dessa legenda.

Geraldo, que estava como vice-presidente estadual do PSDB há cerca de cinco meses, ingressou nesse partido sem informar se estaria disposto a postular mandato.

Ele sempre teve seu nome cotado para o Governo quando estava no ninho tucano, mas deixava claro que não teria tal disposição e que aguardaria o desenrolar dos cenários.

Já o presidente regional do Novo, Ivo Silva, diz que a expectativa com o ingresso de Geraldo Luciano na sigla é de que ele dispute o Governo.

A saída de Geraldo Luciano do PSDB teria o objetivo de evitar desgastes futuros à sua imagem, dentro de um contexto onde os tucanos poderão, até o processo eleitoral, enfrentar problemas a partir da situação de algumas de suas lideranças como o senador Aécio Neves, citado no escândalo da JBS.

Auxílio-moradia, a novela continua…

Coordenadora da câmara de conciliação que tenta resolver a controvérsia em torno do auxílio-moradia de juízes e procuradores, a Advocacia-Geral da União avisou magistrados envolvidos com as negociações que espera alcançar um acordo dentro de 60 dias.
Quem chamou a AGU para buscar solução para o problema, a pedido da Associação dos Magistrados Brasileiros, foi o ministro Luiz Fux, relator da ação que questiona a legalidade do auxílio-moradia no Supremo Tribunal Federal.
Se houver acordo, ele terá que ser homologado pelo Supremo Tribunal F.ederal.

Liberdade de imprensa sob ataque

Com o título “Liberdade de imprensa sob ataque”, eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira. Confira e faça algumas reflexões:

Poucas vezes em sua história, o Brasil precisou tanto como agora de uma sociedade equilibrada, considerando-se desde o cidadão mais humilde à sua autoridade de maior responsabilidade pública. É traumático, em qualquer situação, assistir-se ao encarceramento de um ex-presidente da República, especialmente quando se trata de alguém dotado do peso social de Luiz Inácio Lula da Silva.

Mas, independentemente de como se observe a condenação de Lula e sua prisão efetivada antes de ontem, o compromisso coletivo precisa ser de preservação da democracia e da paz social. Por isso, é necessário repudiar com veemência os ataques e ameaças a várias equipes de jornalistas e às próprias empresas de comunicação, por alguns militantes de esquerda, durante as manifestações que se seguiram à notícia da decretação da prisão do ex-presidente.

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) contabilizou pelo menos sete casos de hostilidade e agressões a profissionais de imprensa em São Bernardo do Campo apenas no sábado. Alguns episódios só não resultaram em situações mais graves porque os profissionais foram protegidos por parlamentares da própria esquerda.

Ainda no domingo, em Fortaleza, a sede da TV Verdes Mares foi atacada. Teve as portas de vidro quebradas e os muros, pichados. No sábado, pelo menos três outros ataques a jornalistas já haviam sido registrados.

As investidas contra a imprensa vêm aumentando e não seguem coloração ideológica. Ainda segundo a Abraji, em 2017, uma das principais fontes de hostilidade aos profissionais da comunicação foi justamente o Movimento Brasil Livre (MBL), de orientação à direita.

É injustificável que jornalistas e empresas do setor estejam sob ameaça simplesmente porque adotam linhas editoriais que não satisfazem objetivos de quem contra eles se insurge. Agradar este ou aquele nunca pode ser o caminho correto para o jornalismo, sempre melhor praticado quando desvinculado das paixões e dos interesses.

Claro que essa característica do trabalho jornalístico não o torna imune às críticas quando erra, mas os preocupantes exemplos recentes indicam muito mais do que apenas uma atitude crítica com a cobertura. A aposta na intimidação para fazer calar o pensamento divergente é resultado de um momento profundamente doente pelo qual o País passa. Um em que os valores democráticos parecem ser constantemente relativizados e postos a teste. Sabemos bem para onde esse caminho pode nos levar.