Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Mercado reduz estimativa da inflação deste ano pela sexta vez

59 1

O mercado financeiro reduziu a estimativa de inflação este ano, pela sexta vez consecutiva. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que desde a semana passada passou a ficar abaixo do piso da meta, foi reduzida de 2,97% para 2,95%. O limite inferior da meta é 3%, com centro em 4,5%. Essa estimativa é do boletim Focus, uma publicação divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC), com base em estimativas de instituições financeiras para os principais indicadores econômicos.

Para 2018, a estimativa foi reduzida de 4,08% para 4,06%. Essa foi a quinta redução seguida.

Para alcançar a meta, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 8,25% ao ano. Essa taxa vem sendo reduzida pelo Banco Central, que já indicou um corte menor na próxima reunião, em outubro, e o fim gradual do ciclo de reduções.

Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação. Já quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

A expectativa do mercado financeiro para a Selic foi mantida em 7% ao ano, no fim de 2017 e ao final de 2018.

A expectativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país), foi ajustada de 0,68% para 0,70%, neste ano, e de 2,30% para 2,38%, no próximo ano.

(Agência Brasil)

Ministério da Fazenda autoriza o Estado do Ceará a contratar crédito junto ao Banco do Brasil

O ministro da Fazenda, Henrique Meireles, autorizou o Estado do Ceará a contratar operação de crédito junto ao Banco do Brasil no valor de R$ 1.150.000.000,00 (um bilhão e cento e cinquenta milhões) para amortização da dívida pública.

A medida é considerada importante para o equilíbrio financeiro do Estado e manutenção da capacidade de investimento nas áreas: social, de infraestrutura, de educação e saúde.

O presidente do senado, Eunício Oliveira (PMDB) garfante: no que depender do senado, a operação de crédito será aprovada imediatamente.

(Foto – Veja)

Câmara Municipal de Baturité pode votar projeto “Escola sem Partido”

305 1

A Câmara Municipal de Baturité deverá votar, nesta noite de segunda-feira, projeto de lei nº 40/2017 que instituto o projeto Escola Sem Partido nos moldes defendidos nacionalmente pelo presidenciável Jair Bolsonaro.

A sessão será acompanhada por grupo de professores do IFCE de Baturité e de outras unidades como Fortaleza.

O projeto Escola Sem Partido é visto como retrocesso pelos docentes. Estipula deveres para professores e evitaria, como diz, a pregação politico-partidária dentro da sala de aula.

SERVIÇO

*Saiba mais sobre Escola Sem Partido aqui.

Governador costura sociedade entre Porto do Pecém e Porto de Roterdã

Depois da conquista do hub da Air France-KLM-Gol para o aeroporto de Fortaleza, o governador Camilo Santana (PT) envolve-se em outras negociações internacionais em busca de investidores para o Ceará.

A próxima conquista deverá ser a sociedade com o Porto de Roterdã, um dos maiores do mundo. Inicialmente, a negociação era para uma simples parceria, mas o avanço das conversas abriu a possibilidade real da empresa holandesa passar a ser sócia do Porto do Pecém, o que atrairia muitos investidores e, consequentemente, milhares de empregos para os cearenses.

As reuniões entre Ceará e Roterdã continuam a todo vapor, bem como visitas técnicas de ambas as partes. Camilo segue, portanto, trabalhando no plano internacional com parcerias diretas com a Holanda no porto, Alemanha no aeroporto, China na futura refinaria e França no hub aéreo.

Em todas essas articulações, Camilo foi negociar pessoalmente, seguindo a máxima: quem quer vai, quem não quer, manda. Que tudo saia do papel, torcemos.

Tasso Jereissati quer pente-fino nas contas do PSDB e que foram aprovadas por Aécio Neves

O presidente nacional interino do PSDB, senador Tasso Jereissati, mandou passar um pente-fino nos contratos do PSDB nos últimos anos. A informação é do O Globo.

Ele vai fazer uma espécie de auditoria nas contas aprovadas pelo presidente nacional afastado,  Aécio Neves. Aécio virou presidente do partido em 2013.

CasaCor 2017 será apresentada para a imprensa e convidados

A CasaCor 2017, maior evento na área de arquitetura e decoração do Estado, será lançada nesta terça-feira para imprensa e convidados.

Haverá coquetel, a partir das 20 horas, no local onde o evento é instalado: na rua Zuca Acioly, 505, no bairro Manoel Dias Branco.

A CasaCor tem a coordenação da arquiteta Neuma Figueiredo.

(Foto – Divulgação)

Conta de luz fica mais cara neste mês de outubro

98 1

Com o início do mês de outubro, a conta de luz ficará mais cara. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mudou a bandeira tarifária das contas de luz, que passou a ser a vermelha patamar 2. A tarifa é a mais cara do modelo e representa a cobrança de taxa extra de R$ 3,50 a cada 100 Quilowatt-hora (kWh) consumidos.

Em setembro, a bandeira tarifária das contas de luz foi a amarela, com taxa extra de R$ 2 para cada 100 kWh de energia consumidos. A tarifa extra mais alta a partir deste mês se deve à necessidade de operar mais usinas térmicas, cujo custo de produção da energia é mais alto que a da produzida nas hidrelétricas. A mudança foi anunciada pela Aneel na última sexta-feira, 29.

É a primeira vez que o patamar 2 é acionado, desde que a bandeira vermelha passou a contar com duas graduações, em janeiro de 2016. A decisão foi tomada devido à baixa vazão das hidrelétricas, porque as chuvas em setembro ficaram abaixo da média. Segundo o relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS), a situação dos reservatórios das usinas hidrelétricas alcançou níveis preocupantes.

A agência reguladora aponta que ainda não há risco de desabastecimento de energia, mas alerta para a importância de os consumidores intensificarem o uso consciente e combater o desperdício de energia elétrica.

O que fazer para economizar

Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos; não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar-condicionado; evitar deixar a porta da geladeira aberta sem necessidade ou colocar alimentos quentes nela; retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências e utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo são ações que podem contribuir para evitar o desperdício e também o peso das mudanças no bolso.

(Agência Brasil)

54% dos brasileiros querem ver Lula preso, diz Datafolha

257 11

Um total de 54% dos entrevistados de pesquisa Datafolha divulgada, nesta segunda-feira, pela Folha de São Paulo, quer ver o ex-presidente Lula preso.

Os entrevistados avaliam que fatos apurados pela Operação Lava Jato são suficientes para esse tipo de medida.

Por outro lado, 40% acham que não há motivo para a prisão de Lula, que governou o País entre 2003 e 2010. Também 5% não quiseram opinar.

89% dos brasileiros querem Temer processado e afastado do governo, diz Datafolha

90 4

A grande maioria dos brasileiros quer ver o presidente Michel Temer processado e investigado, diz uma nova pesquisa do Datafolha divulgada nesta segunda-feira pelo jornal Folha de S. Paulo. Segundo o levantamento, 89% são favoráveis a que a Câmara autorize a abertura de processo contra ele por organização criminosa e obstrução de justiça.

Apenas 7% dos entrevistados são contrários à aprovação da denúncia, que implicaria no afastamento de Temer por até seis meses, caso a decisão da Câmara fosse aceita pelo Supremo. O Datafolha ouviu 2.772 pessoas em 194 cidades, nos dias 27 e 28 de setembro, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Michel Temer (PMDB) é acusado de liderar um esquema do seu partido que teria recebido ao menos R$ 587 milhões de propina. Além disso, ele teria dado aval à compra do silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso no Paraná, pela JBS.

A gestão Michel Temer (PMDB) atingiu a maior reprovação já registrada pelo Datafolha desde o início da redemocratização no país: apenas 5% de aprovação. As informações são de reportagem de Marco Rodrigo Almeida na Folha de S.Paulo.

(Brasil 247)

Programa de Apoio às Residências em Saúde no Ceará oferta 641 vagas

O Programa de Apoio às Residências em Saúde do Ceará (ARES) recebe inscrições, até 8 de outubro próximo, para seu processo de seleção unificada destinado a médicos formados ou formandos em Medicina e demais profissionais de saúde. Ao todo, são oferecidas 641 vagas em instituições do Ceará, entre elas o Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) e a Maternidade-Escola Assis Chateaubriand (MEAC), do Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Ceará, filiado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). As vagas são destinadas a profissionais de todo o Brasil.

O edital para a Residência Multiprofissional e Uniprofissional da Saúde conta com 59 vagas, distribuídas no HUWC e na MEAC. O processo contempla os cursos de Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Serviço Social e Terapia Ocupacional. Já para a Residência Médica, são 41 especialidades. Podem participar médicos formados ou formandos em Medicina, cursando o último semestre e com conclusão (colação de grau) prevista para até, no máximo, 28 de fevereiro de 2018.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente no portal do Programa de Apoio às Residências em Saúde (www.resmedceara.ufc.br), com o preenchimento e o envio on-line do formulário de inscrição.

Seguem as vagas ofertadas em Residência Multiprofissional e Uniprofissional da Saúde nas unidades do Complexo Hospitalar da UFC:

1 Residência Integrada Multiprofissional em Atenção Hospitalar à Saúde (Resmulti):
– Hospital Universitário Walter Cantídio
1.1 Assistência em Diabetes: Enfermagem (4), Fisioterapia (2), Nutrição (4);
1.2 Assistência em Onco-hematologia: Enfermagem (2), Farmácia (1), Psicologia (1);
1.3 Assistência em Saúde Mental: Enfermagem (1), Nutrição (1), Psicologia (1), Serviço Social (1), Terapia Ocupacional (1);
1.4 Assistência em Terapia Intensiva: Enfermagem (2), Farmácia (3), Fisioterapia (3);
1.5 Assistência em Transplante: Enfermagem (2), Farmácia (3), Fisioterapia (1), Nutrição (2), Psicologia (2), Serviço Social (3);

– Maternidade-Escola Assis Chateaubriand
1.6 Assistência em Saúde da Mulher e da Criança: Enfermagem (3), Farmácia (4), Fisioterapia (1), Nutrição (2), Serviço Social (1);

2 Residência em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (Resbuco):
– Hospital Universitário Walter Cantídio
2.1 Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial: Odontologia (2);

3 Residência em Enfermagem Obstétrica (Resenfo):
– Maternidade-Escola Assis Chateaubriand
3.1 Enfermagem Obstétrica: Enfermagem (6).

SERVIÇO

*Os editais para a Residência Médica e para a Residência Multiprofissional e Uniprofissional da Saúde podem ser consultados no portal do ARES aqui.

Obrigar trabalhador a cantar o hino nacional como punição gera indenização

Obrigar um funcionário a cantar o hino nacional como forma de punição por atraso gera indenização por danos morais. Com esse entendimento, a 5ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou uma empresa do setor de café a indenizar um vendedor, considerando que foi imposta ao trabalhador uma atividade alheia àquelas para as quais foi admitido e sequer relevante para sua função. A informação é do site consultor Jurídico.

O auxiliar de vendedor considerava humilhante cantar o hino em frente aos colegas e disse que era motivo de chacota quando errava a letra. O Tribunal Regional do Trabalho, com base na prova oral, confirmou essa versão dos fatos. Uma das testemunhas disse que o viu cantar o hino com outro colega, também atrasado, e outra afirmou que a prática, já suspensa, foi instituída por um supervisor e admirador do hino, que escolhia os mais atrasados ou com menor desempenho para “puxar” o canto.

Citando casos semelhantes envolvendo a mesma empresa, o TRT entendeu que não se tratava da exaltação de um símbolo nacional, mas da “utilização de um suposto respeito cívico apenas para punir os empregados”. Concluindo pela ilicitude do ato, a corte deferiu indenização de R$ 3 mil.

No recurso ao TST, a empresa argumentou que cantar o hino nacional “não pode ser considerado como circunstância de trabalho degradante”. Mas, para o relator, ministro Brito Pereira, a exposição do trabalhador a situação degradante, obrigando a praticar uma atividade alheia à que desempenhava, configurou assédio moral.

Brasil entra com recurso na OMC contra decisão sobre subsídios à indústria

A Organização Mundial do Comércio (OMC) informou que o Brasil entrou com recurso contra decisão do organismo internacional questionando subsídios à indústria nacional, entre eles os estímulos ao programa Inovar-Auto. O relatório da OMC sobre a decisão foi divulgado no dia 30 de agosto. O processo contra os subsídios brasileiros foi iniciado pela União Europeia e Japão. Segundo comunicado no site da OMC, os recursos à entidade devem ter base na lei, trazendo, por exemplo, interpretação de dispositivos legais, e não podem rediscutir questões já estabelecidas pelo painel que analisou o caso.

Cada recurso é avaliado por três membros de uma comissão permanente de análise de apelações. Geralmente, essa comissão tem até três meses para concluir seu relatório. A OMC divulgará nos próximos dias os detalhes dos argumentos apresentados pelo Brasil.

O governo brasileiro trabalha em uma nova política automotiva para substituir o Inovar-Auto, batizada de Rota 2030. O novo programa, que entra em vigor em janeiro de 2018, deverá conceder estímulos iguais à indústria nacional e a importadores, a fim de não suscitar questionamentos na OMC.

(Agência Brasil)

Correios em clima de mutirão neste fim de semana para entregar cargas postais

Os Correios realizarão, novamente, neste sábado e domingo, mutirões para colocar em dia a carga de objetos postais. No momento, 84,42% dos empregados em todo o país (91.651) estão trabalhando normalmente. A informação é da assessoria de imprensa da empresa.

Em todo o país, a rede de atendimento está aberta e todos os serviços, inclusive o SEDEX e o PAC, continuam disponíveis. Apenas os serviços com hora marcada (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária) estão suspensos.

Na última quinta-feira (28), o Tribunal Superior do Trabalho determinou, em decisão liminar, que a greve dos trabalhadores dos Correios é abusiva. Diante disso, os Correios aguardam o retorno dos empregados aos seus postos de trabalho para adotar as providências necessárias para ingressar com dissídio coletivo no TST.

Paralisação

No último dia 22, os Correios e a Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) chegaram a uma proposta de Acordo Coletivo de Trabalho para o biênio 2017/2018, que contemplava reajuste de 3% nos salários e benefícios a partir do mês de janeiro de 2018 e manutenção do ACT 2016/2017.

No entanto, na última terça-feira (26), trabalhadores ligados a essa federação decidiram aderir à paralisação que já havia sido iniciada por outros sindicatos.

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) iniciou a paralisação nas suas bases sindicais no dia 19, antes do fim das negociações.

Fortaleza agora na Série B pode conquistar patrocínio da Caixa Econômica

Com a volta do time do Fortaleza à Série B, surge a possibilidade de o clube conquistar o patrocínio da Caixa Econômica Federal. É o que informa o deputado federal Danilo Forte (PSB) que, neste ano, conseguiu apoio financeiro da Instituição para o Ceará Sporting Club.

Danilo adiantou para a diretoria do “Leão” que vai remarcar reunião com a Caixa e a cúpula do time.

Ele se diz otimista e certo de que o clube cearense deve ganhar o patrocínio.

(Foto – Paulo MOska)

Fora da política, Joaquim Barbosa e Luciano Huck lideram disputa presidencial

O Instituto Ideia Big Data perguntou a 3.000 pessoas em qual nome fora da política eles votariam para presidente.

O ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa, com 34%, e o apresentador global Luciano Huck, com 31%, foram os primeiros.

Huck, aliás, está conversando com vários partidos. Não que vá se candidatar, mas para se informar. Além do DEM, esteve com a Rede, PSDB e PPS.

Governo prorroga prazo do Refis

O prazo de adesão ao programa de renegociação tributária, chamado de Refis, foi prorrogado. Originalmente vencido em 31 de agosto, o prazo para quem quiser aderir agora vai até o dia 31 de outubro.

O parcelamento de dívidas com a União com condições especiais vale tanto para pessoas físicas quanto para jurídicas.

A Medida Provisória foi divulgada no Diário Oficial.

(Veja)

 

Ministério da Saúde repassa R$ 30,4 milhões de verba extra para combate ao Aedes. Ceará na lista

O Ministério da Saúde liberou, neste mês de setembro, R$ 30,4 milhões, referente à segunda parcela de recurso adicional para o combate ao mosquito Aedes aegypti. Ao todo, 3.148 municípios em 20 estados e o Distrito Federal serão beneficiados porque cumpriram critérios para intensificar as medidas de prevenção e combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. A informação é do site da pasta.

Em janeiro de 2017, o Ministério da Saúde repassou R$ 91,2 milhões aos municípios de todos os estados, referente à primeira parcela. No total são R$ 152 milhões ao combate ao Aedes. Já o envio da segunda parcela foi condicionado ao cumprimento de alguns critérios, especialmente a realização do Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), no caso de cidades com mais de dois mil imóveis. Os municípios com menos de dois mil imóveis devem fazer o Levantamento de Índice Amostral (LIA) e o monitoramento por ovitrampa ou larvitrampa nas cidades sem infestação do mosquito. Também estão previstas metodologias alternativas, utilizadas pelas vigilâncias locais para monitorar o nível de infestação do mosquito Aedes.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, destaca a importância desse recurso extra para os municípios. “Não podemos baixar a guarda diante de um vetor responsável por várias enfermidades. Por isso, subsidiamos estados e municípios com um reforço financeiro para a intensificação de ações que visam o controle das doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, principalmente, no verão, período de maior circulação desse vetor”, afirmou o ministro.

Antecipação de verbas

Em decorrência da epidemia de febre amarela, ocorrida nos últimos meses, o Ministério da Saúde antecipou o repasse da segunda parcela do recurso extra para todos os municípios dos estados da Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, totalizando R$ 29,3 milhões. No entanto, alguns municípios da BA, CE, MG e SP terão que restituir ao Fundo Nacional de Saúde os valores recebidos antecipadamente por não terem cumprido os critérios para o recebimento destes recursos. As informações deveriam ser consolidadas pelas secretarias estaduais de saúde e repassadas ao Ministério da Saúde até o dia 30 de junho deste ano.