Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Governadores abrem nova ofensiva contra governo Temer

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta terça-feira:

Os governadores vão arranjar uma nova briga contra o Governo Temer no que diz respeito a recursos não repassados pela União. Dessa vez, a reclamação diz respeito à política de repasses da Desvinculação das Receitas da União (DRU), um determinante para que o governo possa organizar as contas e controlar a inflação.

Em Brasília, o Colégio de Procuradores-Gerais dos Estados abriu a discussão, que conta com a participação de Juvêncio Viana, o titular da PGE do Ceará. O objetivo é entrar com ação no STF para reaver recursos.

“A União utiliza muito as contribuições sociais, majora excessivamente, não repassa o justo e quanto aos impostos vai segurando, não fazendo a mesma majoração, no que os Estados perdem”, explica Juvêncio. Ele destaca que essa luta se compara ao episódio do Programa de Regularização de Ativos no Exterior (Sistema de Repatriação) ganho pelos Estados.

Sobre quanto o Ceará perde com valores não repassados da DRU, o procurador-geral disse que o montante é alto, mas está sendo fechado pela Sefaz.

(Foto – Veja)

Fortaleza é a 4ª pior cidade do País em serviços de telecomunicações

Fortaleza foi o quarto pior município do País no ranking “Cidades Amigas” quando se trata da oferta de serviços de telecomunicações. O relatório foi elaborado pela consultoria Teleco e também avaliou a falta de políticas que estimulem e facilitem a instalação de infraestrutura à expansão da internet.

A Capital cearense ficou em 97º lugar na lista de 100 cidades do Brasil, à frente apenas de Contagem (MG), São Paulo e Brasília. Fortaleza subiu três posições no ranking. No ano passado, a Cidade permanecia na última colocação.

A mais bem colocada entre as capitais é o Rio de Janeiro, figurando em 8º lugar. São Luís (15ª), Recife (20ª) e Salvador (28ª) são as melhores do Nordeste. O município de Caucaia também aparece na lista, à frente de Fortaleza, em 79º lugar. As cidades mais bem posicionadas no País são Uberlândia (MG), Várzea Grande (MT), Rio Branco (AC), São José dos Campos (SP) e Guarulhos (SP).

Pelo relatório da Teleco, os entraves de Fortaleza são as restrições, a burocracia e o prazo para a implantação das chamadas Estações Rádio Base (ERBs). No primeiro ponto (restrições), o documento destaca a proibição de utilização de rooftop (telhado) em quaisquer imóveis e edificações, além de anuência de todos os vizinhos confrontantes. Outro ponto abordado pelo documento é a exigência de estudos e laudos para o uso.

Dentre as recomendações estão acordo com a legislação federal, estabelecimento de processos centralizados e objetivo que propicie a obtenção de autorizações em prazos inferiores há dois meses e que também não imponha custos adicionais ao da tramitação do processo.

A burocracia, inclusive, pode emperrar projetos. É o que afirma Edson Almeida, professor de Engenharia de Telecomunicações do Departamento de Telemática do Instituto Federal do Ceará (IFCE). Ele cita exemplo de uma empresa que solicita a instalação de uma estrutura na região próxima ao Aeroporto de Fortaleza.

“Se você instala numa região onde há aeronaves, precisa de uma licença da Aeronáutica, outra da Anatel e requer também uma da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Seuma). São três licenças. E documento da Aeronáutica demanda um ano para sair. A consequência é o aumento de tempo da burocracia”, ressalta.

Contudo a legislação deve proteger a população para que as empresas não instalem os equipamentos em qualquer estrutura. “Elas não podem exigir uma legislação aberta que contemple a instalação de antenas em locais específicos, como áreas de preservação ambiental, maternidades, asilos, entre outros”, argumenta.

Com relação à internet Wi-Fi, a situação não irá ter alterações ao longo dos próximos anos. “A Cidade é um exemplo de hub, mas não se preparou para ter fibra óptica. Somos pontos de saída de cabos submarinos, mas a questão estrutural não permite que popularize isso”, afirma o especialista.

Para Fortaleza ser integrada, a Prefeitura teria de desembolsar quantias vultosas para investir em um sistema. “A Prefeitura não tem backbone (rede de transporte). Teria de desenvolver uma rede instalada como é hoje o Cinturão Digital do Estado. Assumiria outros custos como tráfego de dados e provedor”, garante. No entanto, o volume de recursos é da ordem de R$ 1 bilhão por ano para a manutenção.

“Um quilômetro de fibra óptica subterrânea custa R$ 90 mil e a partir daí puxar pontos de internet. Não se aplica à Fortaleza, mas sim para cidades pequenas”, assegura. O paliativo, segundo Edson, seria instalar o sistema em áreas com grande tráfego de turistas, como mercados, rodoviárias, Aeroporto de Fortaleza e região da Praia de Iracema.

Apesar de aprovada em 2015, muitos municípios continuam com leis antigas. O ranking da Teleco apurou que as autorizações para instalação de Estações Rádio Base duram em média seis meses e apenas um município (Uberlândia) atende ao prazo de dois meses.
DESDE MAIO DE 2017

Aprovada em maio de 2017, a Lei das Antenas de Fortaleza (nº 230/2017) dispõe sobre os padrões urbanísticos e ambientais para a instalação de infraestrutura de suporte para recepção de rádio, televisão, telefonia, telecomunicação em geral e outros sistemas transmissores ou receptores de radiação eletromagnética não ionizantes.

A Prefeitura de Fortaleza lançou, no mês de maio deste ano, projeto que garante a instalação de Wi-Fi gratuito em 60 praças públicas. A parceira do órgão é com a empresa cearense Mob Telecom. Esta foi a primeira a se instalar pelo Parqfor.

(O POVO – Repórter Átila Varela)

PT quer barrar apoio de Camilo a Ciro Gomes

867 2

Na véspera da nova rodada de pesquisa Datafolha que mostrou liderança de Lula na corrida ao Planalto, o PT lançou ofensiva de olho na costura de apoios nos estados. Na prática, a diretriz da legenda, que condiciona as alianças locais à candidatura do petista, cria dificuldade à proximidade do governador Camilo Santana (PT) com o pré-candidato do PDT à Presidência Ciro Gomes.

A resolução do PT também mira no apoio de PSB e PCdoB, dois partidos que vêm sendo procurados por Ciro na tentativa de ganhar musculatura para as eleições. A estratégia da sigla tenta frustrar as investidas do pedetista em direção ao PSB. O ex-ministro aparece em 3º lugar no Datafolha nos cenários sem Lula, em empate técnico com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB).

Divulgada no sábado em Minas Gerais, um dia depois de o PT lançar nacionalmente a pré-candidatura de Lula – Camilo foi o único governador petista que não participou da programação –, a resolução fixa “a primazia do projeto nacional (pré-campanha de Lula) sobre as disputas regionais”.

O documento estabelece ainda que “qualquer definição de candidaturas e política de aliança nos estados terá que ser submetida antecipadamente à Comissão Executiva Nacional (CEN)”. Prestes a assumir o comando do PT em Fortaleza, Deodato Ramalho avalia que a nova diretriz “causa um constrangimento” e “vai gerar um debate no partido” no Ceará.

“A política nacional dá a diretriz”, considera o dirigente. “Nós tivemos alguns momentos em que, isoladamente, houve flexibilização. Mas o tempo tem mostrado que não podemos mais ter isso. Do contrário acabamos nos transformando num PMDB.” Sobre o virtual apoio de Camilo a Ciro nas eleições, o petista admitiu que se trata de “situação delicada”.

Ainda presidente da legenda na capital cearense (o mandato expira dia 22 deste mês, quando cede a cadeira a Deodato), o vereador Acrísio Sena diverge do colega de agremiação. Para ele, “sob hipótese nenhuma o partido vai desconsiderar os governos, principalmente no Nordeste”.

De acordo com Sena, a orientação do PT também tem de levar em conta a reeleição dos governadores. “Não pode fazer isso (ignorar os cenários nos estados). Sabemos do prejuízo (para o partido), mas precisamos pensar nas especificidades”, defendeu. “Acho que a manutenção da candidatura do Lula não pode ser uma camisa de força para as realidades estaduais nem para o governador Camilo Santana.”

O governador do Estado não tem participado dos atos do PT de lançamento da candidatura de Lula. No Ceará, dois fins de semana atrás, enquanto a legenda anunciava o nome do ex-presidente na disputa, o chefe do Executivo estadual cumpria agenda com os irmãos Ferreira Gomes na região do Cariri. Na última sexta-feira, o petista faltou a evento nacional de anúncio de Lula, em Minas – Camilo participou de agenda ao lado de recém-aliado Genecias Noronha (SD), em Russas.

Deputado federal e integrante do grupo que discute estratégia eleitoral no partido, José Guimarães é categórico: “Temos dois compromissos, apoiar o Lula e apoiar o Camilo. Tudo o mais está em discussão ainda”.

Questionado sobre a posição do partido caso Camilo se declare favorável a Ciro, Guimarães brincou: “Enquanto tiver o ‘caso’, não vamos discutir”.

O POVO procurou o Governo do Estado, que, por meio de assessoria, informou que Camilo ainda não está tratando de eleições. A reportagem tentou contato com a presidência estadual do PT, mas não obteve retorno até o fechamento desta página.

(O POVO – Repórter Henrique Araújo)

PT divulga que Papa mandou um rosário de presente para Lula

O ex-presidente Lula teria recebido um presente ontem do Vaticano, segundo o PT. Preso desde 7 de abril, Lula ganhou de presente um rosário do papa Francisco. O objeto teria sido entregue na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba. A PF nega o fato.

Ainda de acordo com o PT, o rosário teria sido enviado pelo advogado argentino Juan Grabois, consultor do Pontifício Conselho Justiça e Paz da Santa Sé. Segundo o UOL, Grabois foi barrado pela PF “por não ser um sacerdote consagrado”.

(Com Agências)

UFC inscreve para professor efetivo

A Universidade Federal do Ceará inscreve, até o dia 10 de julho próximo, para processo seletivo destinado ao preenchimento de três vagas de professor efetivo para os campi em Fortaleza e Sobral.

A informação é da assessoria de imprensa da UFC, adiantando as oportunidades:

– Uma vaga para o Centro de Humanidades, no Departamento de Literatura, no setor de estudo “Literatura Brasileira”;

– Uma vaga para a Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem (FFOE), no Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas, no setor de estudo “Bioquímica Clínica”;

– Uma vaga para a Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, no Departamento de Administração (FEAAC), no setor de estudo “Administração Geral”.

Os selecionados para as três vagas devem ter título de doutor e cumprirão jornada de 40 horas semanais de trabalho, em regime de dedicação exclusiva, com remuneração de R$ 9.585,67.

Icapuí já se prepara para seu XII Festival da Lagosta

1434 1

Vem aí o XII Festival da Lagosta.

A programação, que reúne gastronomia, arte e cultura, acontecerá de sexta a domingo próximos, a partir das 19 horas. Nas praias de Barreira e Redonda, em Icapuí (Litoral Oeste).

Os apreciadores do crustáceio poderão aproveitar degustações da iguaria em clima de apresentações musicais de artistas locais, como Os Alfazemas, Cacimba de Aluá, o guitarrista Mimi Rocha e a cantora Daniella Campelo, que marcou geração no forró à frente da Banda Styllus.

Campanha de vacinação contra a gripe H1N1 termina nesta sexta-feira

A campanha de vacinação contra a gripe será encerrada na próxima sexta-feira (15) em todo o país. Dados do Ministério da Saúde mostram que 13 milhões de pessoas que fazem parte do público-alvo ainda precisam ser imunizadas. A expectativa da pasta é vacinar 54,4 milhões de pessoas até o final da campanha.

Devem receber a dose crianças de 6 meses a menores de 5 anos, idosos a partir de 60 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também devem ser imunizadas. Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle de doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar os postos em que estão registrados.

Cobertura

Até 7 de junho, foram vacinadas 41,2 milhões de pessoas contra a gripe. O público com maior cobertura é o de puérperas (86,7%), seguido pelos idosos (86,6%), professores (85,4%) e indígenas (81,7%). Entre os trabalhadores de saúde, a cobertura ficou em 79,7,6% e gestantes 62%. O grupo com menor índice de vacinação foram as crianças, entre seis meses e cinco anos, a cobertura é de apenas 57,5%.

(Agência Brasil)

Aeroporto de Fortaleza em clima de São João

No saguão do aeroporto de Fortaleza, a Prefeitura de Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza), está divulgando, com grupo tocando forró pé-de-serra, seu São João. Mas as principais atrações são cantores sertanejos, de pagode e do forró elétrico.

No próximo dia 16, por exemplo, será a vez do show de Luan Santana. Já no dia 21, na programação,a dupla Matheus e Kauan.

(Vídeo – Paulo MOska)

Festival Vida & Arte terá Dream Team do Passinho

“O bicho vai pegar!”. Quem garante é Rafael Mike, 38, sobre a apresentação do Dream Team do Passinho no Festival Vida&Arte, marcada para o dia 24 de junho, às 17 horas, no Centro de Eventos do Ceará (Palco Belchior). Nascido no Rio de Janeiro e criado em Nova Iguaçu, Rafael é cantor, compositor, diretor musical e, no segundo semestre de 2017, tornou-se notícia ao inserir a batida funk na gravação de As Caravanas, faixa-título do mais recente álbum de Chico Buarque.

Ao lado de Lellêzinha, Diogo Breguete, Pablinho e Hiltinho, Rafael Mike tornou-se mais um porta-voz das periferias ao mostrar para as quebradas do País e do mundo um estilo único de dança, que surge intimamente atrelado ao funk carioca; no currículo, o grupo – que possui o CD Aperta o Play (2015) – foi um dos destaques de eventos como o Rock in Rio e as Paralimpíadas Rio 2016. É assim, esbanjando estilo, que surgiu o ‘fenômeno’ Dream Team do Passinho.

“Depois da Batalha do Passinho (do qual foi criador, em Nova Iguaçu), fomos contratados por um dos patrocinadores para fazer a onda Todo Mundo Aperta o Play. Deu tão certo que viramos um grupo! Eu produzi, junto com o Pedro Breder, da Hitmaker, essa versão funk e os outros integrantes fizeram uma coreografia alucinante. O clipe foi um sucesso! Foi inesquecível ver o mundo inteiro dançando e fazendo o passinho… Recebemos vídeos do EUA, Espanha, México e até do Japão!”, relembra.

O Dream Team do Passinho aposta no estilo denominado de ‘pop-funk’. “O funk já é pop, ele já está em todas as camadas sociais. O que acontece com o pop-funk é que ele ganha um revestimento e bebe de fontes mais reconhecidamente populares, ganhando possibilidades de produção cada vez mais radiofônicas, ainda mais fazendo fusões com estilos já bem conhecidos como o sertanejo, o rap…”, explica Rafael.

Perguntado sobre o atual estouro do funk pós década de 1990, Rafael sinaliza ainda para a questão do preconceito com o estilo: “Ele torna-se realmente muito potente com a internet e a nova geração de artistas. Existe muito preconceito, mas o funk segue com os dois pés no peito dos preconceituosos, destravando as portas antes cheias de ressalvas. O mercado teve que se render e se reinventar”.

De referências, o Dream Team do Passinho passeia por nomes como o ‘rei do pop’ Michael Jackson – fato este que desencadeou, inclusive, a turnê Dream Team do Passinho Canta e Dança Jackson Five. Outros expoentes da música, porém, também surgem como base para o quinteto. “Eu cresci escutando George Benson, Phil Collins, Jorge Ben, minha irmã e minha tia escutavam Emílio Santiago e Aguinaldo Timóteo… Escutei esses negões muitos anos! (risos) Eu amo Alcione!”, revela Rafael.

Quanto ao show que irão trazer a Fortaleza, a expectativa é bem grande. “Vai ser maravilhoso!!! Nosso show vai ter músicas nossas como De Ladin e Oi Sumido, e também grandes hits do funk. Não vai faltar Beleza Pura (Caetano Veloso), nosso mais recente lançamento. Trocar essa energia em Fortaleza vai ser surreal!”. Só vem!

SERVIÇO

*Centro de Eventos do Ceará – Avenida Washington Soares, 999 – Edson Queiroz)

*Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) – válido para toda a programação do dia no evento (o acesso às atrações está sujeito à lotação dos espaços onde elas se apresentarão) Vendas antecipadas: na portaria do jornal O POVO (Avenida Aguanambi, 282 – Joaquim Távora), lojas JEF (shoppings Iguatemi Fortaleza e RioMar Fortaleza) e pelo site www.festivalvidaearte.com.br

*Programação: www.festivalvidaearte.com.br

(Foto – Divulgação)

Crítico de Gilmar Mendes vem dar palestra em Fortaleza

A Escola Superior da Magistratura do Ceará vai promover nesta sexta-feira (15), às 14 horas, em seu auditório, a palestra “STF: Vanguarda Ilusionista”, com o jurista Conrado Hübner Mendes. O evento é aberto ao público.

Conrado é doutor em Direito pela Universidade de Edimburgo (Escócia) e em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP). É também professor de Direito Constitucional na Faculdade de Direito da USP e articulista do jornal Folha de São Paulo.

É autor do livro “Constitutional Courts and Deliberative Democracy” (2013), que recebeu o Prêmio Victor Nunes Leal, da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP). É Embaixador-Cientista da Fundação Alexander von Humboldt.Cientista da Fundação Alexander von Humboldt.

DETALHE – Recentemente, Conrado escreveu artigo na revista Época intitulado “Um juiz de princípios: Com críticas ao ministro Gilmar Mendes, do STF. “Decisões de Gilmar são previsíveis, mas essa previsibilidade não tem relação com segurança jurídica, como se pede a um bom juiz”, disse.

Datena pode disputar o senado em São Paulo

José Luiz Datena,  vice-líder na corrida pelo Senado por São Paulo, com 26%, ainda não sabe se vai concorrer. É o que informa a Veja Online.

Caso tope a corrida pelo DEM, o apresentador terá que rescindir seu contrato com a Band no fim deste mês e pagar uma pesada multa rescisória.

“Enquanto me colocarem nas pesquisas eu vou ficando…”, disse Datena, recentemente, a um interlocutor.

(Foto – Divulgação)

Copa da Rússia – Vendas ainda são tímidas, diz a CNC

Enquanto na Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil, 50,1% das famílias do país demonstraram interesse em comprar itens relacionados com o Mundial de futebol, este ano, com os jogos marcados para a Rússia e o Brasil passando por dificuldades políticas e econômicas, o percentual caiu para 24%.

Os dados são da pesquisa que a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgou hoje (11). O levantamento foi feito com 18 mil consumidores de todas as capitais do país e indica que os produtos mais procurados serão os alimentos e bebidas, com 9,9% de intenção de compra.

No Saara, comércio popular no centro do Rio, lojas exibem o verde e amarelo da Seleção Brasileira (Agência Brasil/Fernando Frazão)
Do total, 7,5% pretendem comprar peças de vestuário masculino, feminino e infantil, e 4,3% devem adquirir aparelhos de televisão. Em 2014, esses mesmos itens tiveram intenção de compra de 21,5%, 14,3% e 13,3%, respectivamente.

O chefe da Divisão Econômica da CNC, Fabio Bentes, disse que como a Copa é no exterior e as condições de consumo são menos favoráveis este ano, isso é decisivo para influenciar negativamente na intenção de compra das famílias.

“Naturalmente, além do menor envolvimento da população com o próximo Mundial, as condições de consumo em 2018 ainda se encontram menos favoráveis do que há quatro anos. A despeito de o país já ter deixado para trás o processo recessivo, a recuperação da economia e do consumo segue lenta e sujeita a oscilações”, comentou.

A CNC lembra que, no trimestre encerrado em abril de 2014, a taxa de desemprego no Brasil era de 7,1% da população economicamente ativa, contra os 12,9% de agora. E a taxa média de juros cobrada dos consumidores está em 55% ao ano, quando era de 47,9% antes do Mundial no Brasil.

Alimentos e bebidas

Entre as capitais, São Luís apresentou as maiores intenções de consumo de alimentos e bebidas, com 30,7%, enquanto em Boa Vista 23,3% dos consumidores pretendem comprar vestuário e em Manaus 12,6% devem adquirir televisores. O gasto médio para 51,6% deve ficar em torno de R$ 200 e 39,2% declararam intenções de consumir mais de R$ 300 com produtos relacionados à Copa do Mundo 2018.

A maior parte dos consumidores pretende comprar em lojas físicas (83,8%) e pagar à vista (63,6%). Quanto ao local de consumo de alimentos e bebidas, 53,2% pretendem ficar em casa e 18,8% farão o consumo em bares e restaurantes.

No comércio popular do Rio de Janeiro, apesar do esforço da Sociedade de Amigos das Adjacências da Rua da Alfândega (Saara) em enfeitar as ruas e lojas com produtos em verde e amarelo, as vendas ainda não empolgaram o consumidor.

A esperança dos lojistas é que o desempenho da Seleção Brasileira alavanque as vendas com o desenrolar da competição, que começa nesta quinta-feira (14), com o jogo Rússia x Arábia Saudita. O primeiro jogo do Brasil é no domingo (17), às 15h, contra a Suíça. A Copa terminará no dia 15 de julho.

(Agência Brasil)

Procuradores querem que associação và à Justiça contra Gilmar Mendes

Integrantes da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) querem entrar com uma ação contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal. Há contrariedade com as críticas do magistrado à categoria. A direção da entidade fará consulta aos associados antes de iniciar a ofensiva judicial, informa a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta segunda-feira.

A enquete direcionada aos cerca de 1.300 filiados da ANPR deve ser realizada em agosto. A entidade espera obter autorização para ingressar com ação civil contra o ministro —neste caso, o julgamento caberia à primeira instância da Justiça.

Se for levada adiante, a ofensiva da ANPR tem potencial para deteriorar as relações entre procuradores e o Supremo. Gilmar Mendes pode ser o mais enfático, mas não é o único ministro da corte a criticar não só a conduta como também os métodos de investigadores.

Funcionários da Eletrobras iniciam paralisação de 72 horas contra privatização

Os funcionários da Eletrobras iniciaram nesta segunda-feira, 11, uma paralisação de 72 horas contra a privatização da companhia e a venda das distribuidoras de energia do grupo. Os eletricitários pedem ainda a saída do atual presidente da Eletrobras, Wilson Pinto Jr.

Os empregados querem o afastamento do executivo por estar, segundo eles, tomando atitudes que vão contra o interesse da companhia e depreciando a imagem da mesma junto à sociedade.

Ferreira Jr. vem se esforçando para vender as seis distribuidoras deficitárias da companhia e as 70 Sociedades de Propósito Especial (SPEs) selecionadas nos segmentos de transmissão e energia eólica, além de promover a capitalização da Eletrobras que vai diluir a participação do governo no capital da empresa.

(Veja)

Sisu 2018 – Lista de vagas está disponível e inscrições já começam nesta terça-feira

Os estudantes que querem concorrer a um lugar no ensino superior em instituições públicas podem consultar as vagas disponíveis no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). É possível fazer consultas por curso, por instituição de ensino e por município. As inscrições para o segundo semestre começam amanhã (12) e vão até o dia 15. Neste processo seletivo, o Sisu vai oferecer 57.271 vagas em 68 instituições públicas de ensino superior, segundo o Ministério da Educação.

Pode concorrer às vagas quem fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2017 e obteve nota acima de zero em redação. Todo o processo de inscrição é feito exclusivamente pela internet, na página do Sisu.

Ao ingressar no sistema, o candidato deverá escolher, por ordem de preferência, até duas opções de curso entre as vagas ofertadas. É possível alterar essas opções durante todo o período de inscrição. A última modificação confirmada é a considerada válida.

As vagas serão oferecidas em oito instituições públicas estaduais, uma faculdade pública municipal e 59 instituições públicas federais, com dois centros de educação tecnológica, 27 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e 30 universidades.

O resultado da chamada regular está previsto para o dia 18 de junho. O período de matrícula vai de 22 até 28 de junho e o prazo para participar da lista de espera é de 22 a 27 de junho.

(Agência Brasil)

Por que nenhum presidenciável consegue se viabilizar como alternativa a Lula?

Com o título “No cenário, a pergunta que o Datafolha não responde”, eis artigo do jornalista Guálter George, editor de Política do O POVO. Para ele, um fato: mesmo na cadeia, Lula, continua em alta e nenhum outro presidenciável conseguiu se viabilizar como alternativa ao petista. Confira:

É desafiador traçar um cenário mais definitivo sobre a campanha eleitoral que teremos no Brasil em 2018, a partir da principal informação embutida na pesquisa do Instituto Datafolha que teve os números apresentados ontem: aquele que lidera a intenção de votos de hoje da população, Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, dificilmente estará com seu rosto na urna eletrônica quando o esperado 7 de outubro chegar. Sem ele, abre-se uma grande interrogação que a estratégia meio suicida assumida pelo partido torna impossível formular uma resposta que sirva para agora.

A ausência de Lula, somada à pouca disposição petista de discutir neste momento quem seria o herdeiro natural de sua força eleitoral, reafirmada na pesquisa inclusive em relação à capacidade de transferência de voto, alimenta um quadro futuro que é de incerteza absoluta. Jair Bolsonaro (PSL), Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB) e os vários outros pré-candidatos com performances avaliadas pelo Instituto encontram dificuldades reais para avançarem em seus projetos eleitorais, apesar da inviabilidade jurídica quase inevitável de quem segue à frente na intenção de escolha da população. Mesmo preso, apesar de condenado.

O descrédito geral na política pode justificar uma parte da situação. No entanto, somente erros de estratégia que precisam ser corrigidos poderão explicar o fato de um pré-candidato na cadeia há dois meses, condenado a mais de 12 anos, resistir como voto preferencial do eleitor. A verdade é que ninguém está conseguindo se viabilizar como opção ou alternativa a Lula.

*Guálter George,

gualter@opovo.com.br

Editor de Política do O POVO. 

Jovem Aprendiz dos Correios encerra inscrições nesta segunda-feira

Termina hoje (11) o prazo para se inscrever no Programa Jovem Aprendiz dos Correios. Estão sendo ofertadas, ao todo, 4.983 vagas em todo o país, além da formação de cadastro reserva.

Para concorrer, o candidato deve ter entre 14 e 22 anos – com exceção para pessoas com deficiência, quando não há limite de idade. Também é preciso estar matriculado na escola e cursando, no mínimo, o 9º ano do ensino fundamental.

A seleção, de acordo com os Correios, será simplificada, realizada por meio da comprovação de requisitos referentes a renda familiar, aprovação escolar, série atual e participação em projetos sociais, a partir de pontuação detalhada no edital.

Mais informações sobre o Programa Jovem Aprendiz, além do edital e do link para inscrições, estão disponíveis no site dos Correios.

(Agência Brasil)

CDL Fortaleza e um balanço pós-greve dos caminhoneiros

Assis Cavalcante preside a CDL Fortaleza.

O comércio de Fortaleza, segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas, registrou, após balanço sobre impactos dos 10 dias da greve dos caminhoneiros, o seguinte quadro: queda de 14% nas vendas no varejo comum e 20% no setor do atacado.

A ordem agora, para recuperar parte do prejuízo, é apostar em promoções. Em agosto,virá uma campanha pró-liquidações.

(Foto – Paulo MOska)

O novo nem sempre vem

Com o título “O Novo nem sempre vem”, eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira.Uma boa reflexão sobre resultados da última pesquisa do Datafolha para presidente Confira:

Uma das lições extraídas da nova rodada de pesquisa de intenção de voto do Datafolha é que, ao menos na política, o novo nem sempre vem. Ou, se vem, talvez não chegue a tempo. A depender da sondagem divulgada ontem, as eleições presidenciais de 2018 devem ser decididas entre políticos experimentados, com trajetória consolidada e currículo variado.

É o caso de Lula (ou alguém indicado por ele), do PT, Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB). A bons quatro meses da votação, são os nomes que surgem mais bem colocados na pesquisa, que mostra liderança do ex-capitão do Exército Jair Bolsonaro (PSL) na hipótese cada vez mais provável de o ex-presidente petista ser barrado pela Justiça Eleitoral.

Os demais, entre os quais se encontram empresários e políticos de primeira viagem cuja postulação é tentativa de capitalizar esse sentimento difuso de busca pela mudança após a Lava Jato, pulverizam-se entre zero e 1% das intenções.

O retrato da pesquisa parece frustrar essa parcela do eleitorado que esperava uma novidade desde os protestos de junho de 2013, passando pelo impeachment e chegando à paralisação dos caminhoneiros. De lá para cá, nenhuma liderança, à direita e à esquerda, demonstrou acúmulo de capital político. Não à toa o alto índice de brancos e nulos revelado pelo Datafolha – algo perto de 25% na pesquisa espontânea. Até houve esse momento no qual um outsider atravessou fulgurante os céus de Brasília, mas foi passageiro e logo se extinguiu. Uma a uma, as estrelas foram sucessivamente se apagando na corrida eleitoral. Primeiro, o apresentador de TV Luciano Huck, que negou por duas vezes que seria pré-candidato ao Planalto. Depois, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa, cuja filiação ao PSB provocou certa comoção no xadrez político e causou um rearranjo nas alianças antes que ele mesmo cuidasse em dizer que não entraria na peleja.

Sem um nome de fora da política, restaram os políticos de fato. Ex-governadores (Alckmin e Ciro) e ex-candidatos (Marina e Lula) que agora disputam a preferência de um eleitorado que anda “pistola”, para usar uma gíria do momento.

O lado bom é que não há chances de um aventureiro tirar proveito desse sentimento de desalento do eleitor, que é real e está precificado no Datafolha no significativo contingente de eleitores que ainda não sabem em quem votar.

O ruim é que, mais uma vez, o establishment mostra-se imune à oxigenação e à formação de novos atores no cenário.