Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Parlamentares do PT continuam liderando ranking de influência no Congresso

Gleisi quando esteve em Fortaleza, neste ano, recebida por José Guimarães.

Os senadores do PT continuam liderando, pela quarta semana consecutiva, o FSBinfluênciaCongresso.

Gleisi Hoffmann (PT-PR) permanece na primeira colocação, seguida de Humberto Costa (PT-PE) e de Lindbergh Farias (PT-RJ).

O presidenciável Alvaro Dias (PODE-PR) continua lentamente ganhando posição e já ocupa o quarto lugar.

(Com Radar Veja Online/Foto – paulo MOska)

Reforma da Previdência – Meirelles quer votação em outubro

98 1

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (11), em sua conta no Twitter, que as discussões sobre a reforma da Previdência foram retomadas, e a expectativa é que a proposta seja votada no Congresso Nacional em outubro.

“A nova lei de recuperação judicial é o próximo item da agenda da produtividade e deve ser debatido no Congresso já nas próximas semanas.”

Meirelles afirmou que, após a aprovação da reforma da Previdência, o governo “vai trabalhar na reforma tributária, com objetivo de simplificar o sistema”.

No último dia 9, o presidente Michel Temer reuniu-se com alguns ministros para debater a agenda econômica a ser implementada nos próximos meses. De acordo com o ministro da Fazenda, que foi um dos participantes da reunião, o governo decidiu retomar agora, “com toda ênfase”, a discussão em torno da proposta de reforma da Previdência Social para votação no Congresso Nacional.

(Agência Brasil)

Janot pede arquivamento de investigação sobre Renan, Jucá e Sarney. Ex-presidente da Transpetro reagea

ATUALIZAÇÃO às 20h10min

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) o arquivamento do inquérito aberto na Corte para investigar a suposta tentativa dos senadores Romero Jucá (PMDB-RR) e Renan Calheiros (PMDB-AL) e do ex-senador José Sarney de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato.

Em julho, a Polícia Federal (PF) também solicitou o arquivamento da investigação por insuficiência de provas. A PF entendeu que as conversas gravadas entre os três políticos com o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, não configuraram crime.

Renan, Jucá e Sarney respondem a um inquérito no qual foram acusados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) do crime de embaraço à Lava Jato, por tentarem barrar ou atrapalhar as investigações da operação. Aberto em fevereiro, o inquérito contra os políticos têm como base o acordo de delação premiada de Sérgio Machado e conversas gravadas entre ele e os outros envolvidos.

As gravações foram divulgadas no ano passado, após a retirada do sigilo do conteúdo das delações de Machado. Em uma das conversas, Romero Jucá cita um suposto “acordo nacional” para “estancar a sangria”.

Caberá ao ministro do Supremo Edson Fachin, relator do caso, dar a palavra final sobre o arquivamento do processo.

A decisão tomada hoje pela PGR não tem relação com a denúncia por crime de organização criminosa apresentada na sexta-feira (8) por Janot contra os senadores do PMDB Renan Calheiros (AL),  Romero Jucá (RR), Edison Lobão (MA), Valdir Raupp (RO) e Jader Barbalho (PA), além do ex-senador José Sarney.

A íntegra da denúncia, que ainda não foi divulgada, está relacionada com a delação premiada do ex-diretor da Transpetro, Sérgio Machado.

(Agência Brasil)

Nota

Sobre o pedido da PGR pedindo arquivamento de inquérito que envolve Renan, Jucá e Sarney, este Blog recebeu nota do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Confira:

“A defesa de Sérgio Machado ressalta que, no pedido de arquivamento, o próprio PGR Rodrigo Janot reafirma a validade das provas apresentadas pelo colaborador e a gravidade dos fatos; e que o plano de obstrução só não foi adiante porque veio a público. Além disso, ainda segundo o PGR, os atos praticados só não são puníveis porque não existe o delito de conspiracy no ordenamento jurídico brasileiro.”

Sérgio Machado

 
 

Padre Manzotti: “Mesmo quando não enxergarmos a luz no fim do túnel, não desanimemos”

Com o título “Perseverantes na tribulação”, eis artigo do Padre Reginaldo Manzotti. Eis o que ele nos diz: “Muitas vezes o que falta à nossa oração é a confiança necessária. A fé deve ser confiante, cheia de esperança, mas também paciente.” Confira:

Deus é infinitamente misericordioso. Ele está sempre pronto a nos escutar; por isso, tenhamos certeza de que não é indiferente às situações de nossa vida, muito menos ao nosso sofrimento. Ele não manda as provações, porém, como Pai zeloso, utiliza esses desafios para transmitir lições valiosas, porque nos ama.

Deus não faz isso por vingança, mas para fortalecer a nossa fé e assim nos santificar. O sofrimento aproxima-nos de Jesus e é n’Ele que devemos depositar nossa confiança. Para superar esses momentos de tribulação, não concentremos nossa atenção nas dificuldades, e, sim, na presença de Jesus, que disse: “Neste mundo, vocês terão aflições, mas tenham coragem; eu venci o mundo” (Jo 16,33). Ele é nosso parceiro de caminhada, dando-nos força e segurança. Ele é o vencedor da morte que prometeu estar conosco até o fim. Com Ele nos amparando, não há o que temer. Na verdade, toda tribulação traz consigo um estímulo à verdadeira conversão, pois nos leva à perseverança e a uma profunda experiência de Deus. Por isso, não devemos pedir que Ele nos livre delas, mas que nos dê a força necessária para conseguirmos vencê-las.

Muitas vezes o que falta à nossa oração é a confiança necessária. A fé deve ser confiante, cheia de esperança, mas também paciente. É preciso saber esperar o tempo de Deus, que não é o mesmo que o nosso, como ensina o Livro do Eclesiástico: “Sofre as demoras de Deus; dedica-te a Deus, espera com paciência, a fim de que no derradeiro momento tua vida se enriqueça. Aceita tudo o que te acontecer. Na dor permanece firme; na humilhação tem paciência. Pois é pelo fogo que se experimentam o ouro e a prata, e os homens agradáveis a Deus, pelo caminho da humilhação. Põe tua confiança em Deus e ele te salvará” (Eclo 2,3-6).

Mesmo quando não conseguimos enxergar a luz no fim do túnel, não desanimemos. Ela existe. Não cessemos de rezar e esperar no Senhor. A seu tempo, as graças serão concedidas, pois o tempo de Deus não segue os ponteiros do nosso relógio. Mas somos frágeis e, na hora da necessidade, desesperamo-nos e até questionamos o poder de Deus. Felizmente, até isso Ele compreende, porque nos ama como somos e só quer o nosso bem.

Por outro lado, também é preciso que fiquemos atentos, pois, às vezes, esperamos que tudo aconteça como pedimos e Deus nos mostra a solução de outra forma, a qual não entendemos, exatamente porque não estamos atentos aos Seus sinais.

Com certeza, Deus fará a parte d’Ele, mas nós temos que fazer a nossa. Não basta cruzarmos os braços e esperar sentados que as coisas caiam do céu. Devemos lutar e não ter medo de ousar, ser criativo e evitar de todas as formas o desânimo e a apatia.

Lembremo-nos de que a perseverança tudo alcança. Deus é poderoso para realizar muito mais do que pedimos ou imaginamos.

*Padre Reginaldo Manzotti

aimprensa@evangelizarepreciso.com.br

Fundador e presidente da Associação Evangelizar é Preciso e pároco reitor do Santuário Nossa Senhora de Guadalupe, em Curitiba (PR).

“Polícia Federal – A Lei é Para Todos” decepciona nas bilheterias

“Polícia Federal: a Lei é para todos” levou 430 mil pessoas aos cinemas em seu fim de semana de estreia, segundo dados da ComScore.

Em exibição em 743 salas, decepciona em meio a tanta expectativa criada.

Em primeiro ficou outra estreia, a trama de terror “It: a Coisa”, que teve público de 1,2 milhão espectadores. O filme arrecadou R$ 17 milhões.

(Com Agências)

Janot diz ter provas de que Marcelo Miller atuou pró-JBS ainda na condição de procurador

O  procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tem provas de que Marcello Miller, ex-procurador da República, atuou em favor do grupo JBS durante o período em que trabalhou no Ministério Público Federal (MPF). Ao pedir a prisão do ex-procurador, que foi rejeitada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, Janot indicou que e-mails de um escritório de advocacia mostram que Miller auxiliou a empresa no acordo de leniência com o órgão.

Os documentos foram encaminhados à PGR pelo escritório que contratou Miller após ele deixar o MPF. “Há, por exemplo, trocas de e-mails entre Marcello Miller e advogada do mencionado escritório, em época em que ainda ocupava o cargo de procurador da República, com marcações de voos para reuniões, referências e orientações a empresa J&F e inícios de tratativas em benefícios à mencionada empresa”, sustentou Janot.

Na sexta-feira (8), Fachin negou pedido de Janot para que Miller fosse preso por entender que ainda não há indícios para justificar a medida em relação ao ex-procurador, acusado por Janot de fazer “jogo duplo”em favor da JBS durante o período em que estava no Ministério Público Federal (MPF), antes de pedir demissão para integrar um escritório de advocacia que prestou serviços ao grupo empresarial.

Em nota, a defesa de Miller informou que o ex-procurador “nunca atuou como intermediário entre o grupo J&F ou qualquer empresa e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot ou qualquer outro membro do Ministério Público Federal”

(Agência Brssil)

MPF denuncia Lula por corrupção passiva na Operação Zelotes. PT vê arbitrariedade

ATUALIZAÇÃO – 19h47min

Uma nova denúncia contra Lula foi apresentada pelo Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF). Agora é oriunda da Operação Zelotes, informa o Portal G1.

A denúncia é por corrupção passiva e aponta que o ex-presidente da República teria editado uma Medida Provisória para favorecer o setor automotivo em troca de recebimento de propina. Também foi denunciado o então chefe de gabinete de Lula, Gilberto Carvalho.

Segundo os investigadores, os participantes do esquema prometeram R$ 6 milhões para Lula e Carvalho. O dinheiro, de acordo com as investigações, era para custear campanhas eleitorais do Partido dos Trabalhadores.

O PT Nacional mandou uma nota oficial sobre o tema para o Blog. Confira:

Nota Oficial

O Ministério Público Federal segue firme em sua estratégia para condenar Lula a qualquer custo. Agora o ex-presidente é acusado pelos procuradores federais de editar uma Medida Provisória para beneficiar o setor automotivo, uma proposta que tramitou no Congresso Nacional e foi aprovada por parlamentares da base e da oposição ao governo Lula.

Essa decisão dos procuradores federais apenas reforça o caráter arbitrário e persecutório das denúncias contra Lula ao longo dos últimos anos, que visam macular o legado de seu governo, que foi aprovado pela maioria da população brasileira. O PT se solidariza com o ex-presidente e se coloca ao seu lado para manter viva a memória dos governos de Lula para o País.

*Gleisi Hoffmann,

presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores.

Avião com Joesley e Saud segue para Brasília

O  avião da Polícia Federal com os executivos Joesley Batista e Ricardo Saud, do grupo J&F, deixou há pouco o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com destino a Brasília, onde os dois serão levados para a Superintendência da Polícia Federal.

Joesley Batista e Ricardo Saud saíram, às 10h35, da Superintendência da Polícia Federal (PF) na capital paulista. Eles deixaram o prédio por uma saída reservada, na região da Lapa, onde passaram a noite na carceragem. Os executivos não estavam algemados, foram levados em dois veículos, acompanhados por forte escolta, para o Aeroporto de Congonhas.

As prisões temporárias dos executivos foram expedidas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, que acolheu o pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

De acordo com Rodrigo Janot, um áudio de quatro horas de uma conversa dos executivos da J&F, que mencionavam o ex-procurador da República Marcelo Miller, aponta que eles omitiram informações da Procuradoria-Geral da República durante as negociações do acordo de delação premiada.

Com a decisão judicial, agentes da Polícia Federal cumprem cinco mandados de busca e apreensão, sendo quatro em São Paulo e um no Rio de Janeiro, na Operação Bocca, relacionada à prisão de Joesley e Saud. O nome da operação, Bocca, refere-se a “Bocca della Verità”, cuja característica é seu papel como detector de mentiras. “Desde a Idade Média, acredita-se que se alguém contar uma mentira com a mão na boca da escultura, ela se fecharia ‘mordendo’ a mão do mentiroso”, diz nota da PF.

Janot também apresentou pedido de prisão temporária de Miller, mas o ministro Fachin rejeitou argumentando que não há indício suficiente.

Os advogados de Marcello Miller afirmaram que o ex-procurador recebeu com tranquilidade o pedido de buscas no seu apartamento e colaborou, apresentando tudo o que foi solicitado. Ele “ressalta que continua à disposição, como sempre esteve e sempre estará, para prestar qualquer esclarecimento necessário e auxiliar a investigação no restabelecimento da verdade”, afirmam os defensores André Perecmanis e Paulo Klein.

(Agência Brasil)

Jijoca de Jericoacoara terá show de LC Galetto e Glayco Sales

Nesta terça-feira, a partir das 18h30min, dois jornalistas vão contar coisinhas do cotidiano que são engraçadas e que ninguém nem percebe. O show ocupará espaços no Núcleo de Arte e Cultura NAEC), de Jijoca de Jericoacoar (Litoral Oeste) e colocará frente a frente LC Galetto e Glayco Sales.

A iniciativa é da Secretaria de Cultura do Estado (lei número 13.811, de 16 de agosto de 2006), com apoio cultural da ENEL e da Prefeitura Municipal.

SERVIÇO

*Entrada franca.

(Foto – Arquivo)

Setor hoteleiro cearense se deu bem no feriadão do 7 de Setembro

O setor hoteleiro cearense experimentou bons resultados no que diz respeito a taxa de ocupação no feriadão do 7 de Setembro.

Foi o que disse, nesta segunda-feira, o presidente do Sindihoteis/CE e vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hoteis (Abih), Manuel Cardoso Linhares.

A taxa superou, em alguns estabelecimentos, os 90%, o que chegou como importante reforço para o segmento que, apesar da crise, vem experimentando certo aquecimento no Estado.

(Foto – Paulo MOska)

Igreja Mundial quer comprar o Canal Rural de Joesley Batista

O empresário Joesley Batista, que está preso, já recebeu quatro ofertas para vender o seu Canal Rural. Uma delas partiu da Igreja Mundial, do apóstolo Valdemiro Santiago.

Seja quem for o comprador, a transação deve render aproximadamente R$ 80 milhões ao empresário-delator.

Mas o comando da emissora está trabalhando internamente para que o patrão não feche negócio com a igreja.

(Foto – Divulgação)

Os direitos humanos onde a terra treme

Com o título “Lá, onde a terra treme”, eis artigo do ex-presidente da OAB/CE e ex-secretário estadual da Justiça e Cidadania, Hélio Leitão. Ele destaca avanços do sistema interamericano de proteção dos direitos humanos. Confira:

Participei, recentemente, na Costa Rica, do XXXV Curso Interdisciplinar em Direitos Humanos, que teve por eixo principal o tema “Gestões Institucionais Transparentes e Luta Contra a Corrupção – um enfoque a partir dos direitos humanos”, uma iniciativa do Instituto Interamericano de Direitos Humanos (IIDH), organismo criado pela Corte Interamericana de Direitos Humanos em convênio com a República da Costa Rica.

Não seria aqui o espaço para dizer do que aprendi nesta jornada de estudos e reflexão. Quero, todavia, partilhar da minha surpresa, grata, bem de ver, ao constatar o quão avançados em termos de articulação da sociedade civil e abertura à jurisdição internacional estão os demais países que compõem, ao lado do Brasil, o sistema interamericano de proteção dos direitos humanos.

Experiências como a da CICIG – Comissão Internacional Contra a Impunidade na Guatemala, voltada para o combate à corrupção, e o GIEI – Grupo Interdisciplinar Independente de Peritos, instituído para investigar o desaparecimento de 43 estudantes mexicanos em Iguala, pequena cidade do Estado de Guerrero, dão bem a nota disso. Além de outras, muitas outras iniciativas reveladoras de que a luta pela afirmação dos direitos humanos há de transcender as fronteiras nacionais.

A começar pela própria Costa Rica, país em que foi subscrita a Convenção Americana Sobre Direitos Humanos e serve de sede à Corte Interamericana de Direitos Humanos, é exemplo palpitante de compromisso com a causa do respeito à dignidade humana.

Sua história recente fala por si. Desde a insólita decisão tomada nos idos de 1948 pelo presidente Pepe Ferrer, hoje ícone nacional, de que o país não mais dispusesse de um exército (os gastos militares foram canalizados para a educação e saúde), a que se somam décadas de estabilidade política desde então. O pequeno país atravessou os anos 1960 a 1980 em mar de almirante, quando na América Latina, aqui inclusive, irrompiam ditaduras militares.

Tudo a contrastar um pouco, até mesmo servindo de blague, com os frequentes abalos sísmicos que recorrentemente, em maior ou menor escala, atingem aquele país, um país “sísmico”, segundo os costarricenses.

Enquanto as placas tectônicas se movem sob os pés de seus habitantes, a Costa Rica, com todos os problemas de um país pequeno e pobre, segue na construção de uma sociedade mais justa e que respeita os direitos humanos, credenciando-se, assim, como referência regional.

*Hélio Leitão

helioleitao@hlpadvogados.com.br

Advogado.

Mercado financeiro eleva projeção do PIB e reduz inflação

O mercado financeiro voltou a reduzir a projeção para a inflação e aumentar a estimativa para o crescimento da economia este ano. De acordo com o boletim Focus, uma publicação divulgada toda segunda-feira no site do Banco Central (BC), a expectativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país), foi ajustada de 0,5% para 0,6% este ano, no terceiro aumento consecutivo. Para 2018, a estimativa de crescimento passou de 2% para 2,1%.

A estimativa do mercado financeiro para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 3,38% para 3,14% este ano, na terceira redução seguida. Para 2018, a projeção do IPCA foi reduzida de 4,18% para 4,15%, no segundo ajuste consecutivo.

As estimativas para os dois anos permanecem abaixo do centro da meta de 4,50%, que deve ser perseguida pelo BC. Essa meta tem ainda um intervalo de tolerância entre 3% e 6%.

Para alcançar a meta, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 8,25% ao ano.

Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação. Já quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

A expectativa do mercado financeiro para a Selic foi reduzida de 7,25% para 7% ao ano, no fim de 2017, e de 7,50% para 7,25% ao ano, ao final de 2018.

(Agência Brasil)

Campanha quer atualizar cartão de vacinação

Começa hoje a Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação, que tem como público-alvo a população de crianças e adolescentes com até 14 anos. A ação prosseguirá até o próximo dia 22 de setembro, tendo o sábado, 16, como o dia de mobilização nacional.

A estratégia é resgatar a população não vacinada ou com esquemas de vacinação incompletos, tanto na infância como na adolescência, visando melhorar as coberturas vacinais e assim manter controladas, eliminadas ou erradicadas as doenças imunopreveníveis no Brasil.

Para tanto, serão oferecidas as vacinas da rotina previstas no Calendário Nacional de Vacinação. São 14 tipos diferentes de medicamentos voltados para as crianças e cinco para os adolescentes.

A orientação é que esses grupos sejam levados aos postos de saúde munidos da caderneta de vacinação, para que os profissionais possam avaliar se há alguma dose que não foi administrada ou em atraso, completando o esquema vacinal para cada medicamento preconizado pelo Programa Nacional de Imunização. Como a vacinação será de forma seletiva para a população alvo, não há meta a ser alcançada.

A multivacinação é uma estratégia que a CGPNI adota desde 2012 com a finalidade de atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes. Em 2015, no Ceará, 401.959 crianças de 0 a 5 anos incompletos, nos 184 municípios, atualizaram as cadernetas. Desse total, 238.998 foram vacinadas e receberam 187.924 doses das vacinas oferecidas. No ano passado, 252.606 crianças na mesma faixa etária foram aos postos e 124.818 foram vacinadas.

(O POVO – Repórter Thiago Paiva)

Advogado de Joesley acusa Janot de deslealdade

O empresário Joesley Batista e o executivo Ricardo Saud contrataram Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, para atuar como advogado junto ao Supremo Tribunal Federal. Fará dupla com Pierpaolo Bottini. A informação é do colunista Lauro Jardim, do O Globo.

Kakay já entra em campo partindo para cima do procurador-geral da República, Rodrigo Janot:

— Não pode o Doutor Janot agir com deslealdade e insinuar que o acordo de delação foi descumprido. Esse é mais um elemento forte que levará à falta de credibilidade e à descrença no instituto da delação.

Joesley e Saud são, aliás, os dois primeiros clientes delatores de Kakay.

Funaro diz que Temer recebeu R$ 20 milhões em propina de dono da Gol

157 1

O operador financeiro Lúcio Bolonha Funaro acusou o presidente Michel Temer de receber propina de R$ 20 milhões de Henrique Constantino, um dos fundadores da Gol Linhas Aéreas (Gol). Seria em troca de apoio ao projeto de abertura do setor aéreo ao capital estrangeiro. As informações são do jornal O Globo.
Segundo o delator, em novo trecho da sua delação premiada, a propina foi paga em horas de voo na campanha eleitoral de 2014.
Durante o processo de impeachment da ex-presidente Dilma, no ano passado, a Câmara aprovou medida provisória que permitia 100% do controle acionário de empresas aéreas brasileiras pelo capital externo. De acordo com o Globo, por se tratar de fato relacionado ao exercício do mandato, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, poderá incluir as informações na nova denúncia que pretende apresentar contra Temer.
(Com o Congresso em Foco/Foto – Folhapress)