Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Mulher invade altar e derruba Padre Marcelo Rossi

Após furar o esquema de segurança, uma mulher invadiu o palco e derrubou o padre Marcelo Rossi durante celebração neste domingo, 14. Era o fim do acampamento “Por Hoje Não” (PHN), voltado para jovens, em Cachoeira Paulista, interior de São Paulo, neste domingo, 14. Cinquenta mil pessoas ouviam Rossi durante a missa.

A missa era transmitida ao vivo pela internet. As imagens mostram a ministração do religioso quando, de repente, uma mulher de blusa branca vai em direção do padre e o empurra. Ele cai do palco, enquanto a mulher aparece sorrindo. A câmera muda de posição e mostra os fiéis atônitos.

A mulher, de 40 anos, tem transtornos mentais, conforme a caravana da qual ela participava afirmou ao G1. De acordo com a Polícia Militar, a mulher foi retirada do espaço e levada à delegacia. O registro do caso está sendo feito pela equipe da Canção Nova, organizadora do evento. Após o incidente, o padre retornou ao palco e se negou a abrir um Boletim de Ocorrência (B.O.) contra a agressora.

(Com POVO Online)

STF – Juízes auxiliares negociam reajuste salarial

Os 27 juízes auxiliares que atuam nos gabinetes dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) estão insatisfeitos com seus vencimentos. A informação é do jornal O Globo deste domingo.

Há meses eles negociam com os ministros a quantidade de diárias a que têm direito e o aumento do valor delas. Hoje, cada juiz embolsa, no máximo, R$ 4.200 mensais desses extras.

O objetivo é conseguir o mesmo benefício pago aos procuradores requisitados pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) — que podem ganhar até R$ 12.442,90 em diárias por mês.

Se os juízes auxiliares conseguirem o aumento pleiteado, na prática ganharão mais do que seus chefes diretos. Os vencimentos dos ministros do STF, que estabelece o teto do funcionalismo, é de R$ 39.293,32.

(Foto – STF)

Ecos 2020 – TSE propõe voto distrital para vereador

222 1

Um grupo de trabalho coordenado pelo vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, propõe mudar radicalmente a forma de eleger vereadores no ano que vem. Em documento entregue no mês passado para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o tribunal defende adotar, já em 2020, o sistema distrital misto em cidades com mais de 200 mil habitantes. A ideia é separar os município em distritos, que elegeriam seus representantes isoladamente.

O modelo distrital misto, inspirado no sistema adotado na Alemanha, prevê a divisão dos Estados e municípios em distritos eleitorais – dessa forma, os candidatos a vereador em um bairro da zona sul de São Paulo, por exemplo, seriam diferentes daqueles dos eleitores de um bairro na zona norte. A divisão de cada cidade em distritos seria feita pelo próprio TSE, que convocaria audiência pública com representantes dos partidos políticos para definir os critérios e os limites de cada um.

Questionado, o TSE não informou até a conclusão desta edição sobre previsão para a audiência nem sobre estudos envolvendo a divisão das cidades em distritos. Um dos receios é de que a definição dos limites geográficos de cada região beneficie candidatos e leve a distorções no resultado das eleições – nos Estados Unidos, a polêmica chegou à Suprema Corte, que concluiu que não cabe ao tribunal decidir sobre a divisão dos mapas.

No sistema proposto pelo grupo de trabalho do TSE, metade das cadeiras na Câmara Municipal, assembleias legislativas e da Câmara dos Deputados seria definida conforme o voto distrital – ou seja, o voto nos candidatos de cada região. A outra metade seria eleita pelo chamado voto em legenda, em lista fechada, em que os candidatos de cada partido são informados em uma lista predeterminada, que já definiriam a ordem em que as vagas serão preenchidas. Neste caso, o eleitor escolhe uma lista, e não um candidato.

‘Difícil’

Rodrigo Maia, no entanto, disse ao Estado que vê a mudança no sistema eleitoral como difícil de ser aprovada a tempo de valer para o ano que vem. “É uma proposta muito boa. Não sei se tem voto (para passar no Congresso), porque mudar o sistema eleitoral é difícil”, afirmou.

Para o presidente da Câmara, o sistema atual vem gerando uma pulverização do quadro político, o que atrapalha a “governabilidade e a relação do Executivo com o Legislativo” pelo número excessivo de partidos.

As críticas ao atual sistema são endossadas por Barroso, que assumirá o comando do tribunal em 2020. Para o ministro, o Brasil precisa de uma reforma política capaz de baratear o custo das eleições e facilitar a governabilidade. “O sistema atual não está sendo bom para o País”, disse Barroso ao Estado.

A adoção do distrital misto encontra resistência entre parlamentares – para entrar em vigor em 2020, seria necessário aprovar as mudanças até o fim de setembro, um ano antes das próximas eleições. “Teríamos dois meses apenas, é impossível chegar a um acordo”, afirmou o presidente do Solidariedade, deputado Paulinho da Força (SP). O debate ainda dividiria as atenções no Congresso com as articulações em torno da reforma da Previdência.

(O Estado de São Paulo)

Fortal 2018 – Confira o roteiro dos blocos da micareta

Tudo pronto para o Fortal 2019.

A organização já definiu a ordem da passagem dos blocos no corredor da folia da Cidade Fortal, o que ocorrerá no período de 25 a 28 deste mês de julho. Confira a ordem de apresentação dos blocos:

*Quinta-feira (25)

· 20h – Bloco Oba – Saulo Fernandes
· 20h45 – Bloco Bagunça – Harmonia do Samba
· 21h30 – Bloco Vambora – Bell Marques, Rafa e Pipo Marques

*Sexta-feira (26)

· 20h30 – Bloco Largadinho – Alinne Rosa
· 21h15 – Bloco Eh Loco – Saia Rodada e Gustavo Miotto
· 22h – Bloco Siriguella – Bell Marques

*Sábado (27)

· 20h – Bloco Eh Loco – Léo Santana
· 20h45 – Bloco Siriguella – Bell Marques
· 21h30 – Bloco Village – Ivete Sangalo

*Domingo (28)

· 19h30 – Bloco Siriguella – Bell Marques
· 20h15 – Bloco Village – Ivette Sangalo
· 21h – Bloco Vai Safadão – Wesley Safadão

(Foto – Divulgação)

UFC abre concurso para professor da Casa de Cultura Francesa

Estão abertas as inscrições do concurso para professor da Casa de Cultura Francesa da Universidade Federal do Ceará. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de julho, de forma presencial ou por procuração, na secretaria da Coordenadoria Geral das Casas de Cultura Estrangeira (Avenida da Universidade, 2683, Benfica), das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas, informa a assessoria de imprensa da Instituição.

Podem concorrer candidatos com graduação em Letras, na modalidade licenciatura plena, com habilitação em Língua Francesa. A vaga é para jornada de trabalho de 40 horas semanais com dedicação exclusiva.

SERVIÇO

*Mais detalhes do concurso podem ser consultados no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas: http://www.progep.ufc.br/edital-111-2019/.

*Divisão de Concursos e Provimento da PROGEP – (85) 3366 7407.

(Foto – Evilázio Bezerra)

 

Reforma da Previdência – Rodrigo Maia não tem receio de perder votos até a votação do segundo turno

200 2

“Acredito o seguinte: se o plenário deu 379 votos sem governo com força para fazer pressão nos deputados pedindo apoio, pedindo voto – porque não há um governo de coalizão –, eu não vejo muitos riscos de a gente perder votos até a primeira semana de agosto”, disse o presidente da Câmara dos Deputados, Ronivaldo Maia (DEM/RJ), em entrevista à TV Globo, nesse sábado. Ele não teme perder votos até a votação do segundo turno da matéria.

No período de recesso, que vai de 18 a 31 de julho, os deputados costumam voltar para os seus estados de origem e, em contato com as suas bases, podem virar alvo de críticas por seus posicionamentos no plenário e, assim, mudar de ideia.

O texto-base passou em primeiro turno com um placar expressivo de 379 votos a 131. Parlamentares da oposição, porém, apostam na pressão de eleitores durante o recesso parlamentar para a virada de votos e uma eventual derrubada ou modificação da proposta.

Maia pretende iniciar a análise em segundo turno em 6 de agosto. Na avaliação dele, é possível concluir a votação no dia 8, e enviar o texto ao Senado no dia 9 de agosto.

O texto, que mexe nas regras de aposentadoria, foi aprovado em primeiro turno na noite de sexta-feira (12) e, horas depois, teve a redação final ratificada pela comissão especial. Entre outros pontos, a proposta prevê idade mínima de aposentadoria de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens.

(Com Portal G1/Foto – Agência Brasil)

The Intercept Brasil – Deltan montou plano para lucrar com fama da Lava Jato

1178 62

O procurador Deltan Dallagnol teria planejado ficar rico às custas da fama e do prestígio da Operação Lava Jato, que prendeu o ex-presidente Lula e permitiu a ascensão de um governo de natureza neofascista, quebrou o setor de engenharia e desempregou milhões de brasileiros, segundo opositores. Informa o site Brasil 247, baseado em novas conversas da Vaza Jato, revelados neste domingo, numa parceria entre The Intercept Brasil e Folha de S. Paulo.

“Em um chat sobre o tema criado no fim de 2018, Deltan e um colega da Lava Jato discutiram a constituição de uma empresa na qual eles não apareceriam formalmente como sócios, para evitar questionamentos legais e críticas. A justificativa da iniciativa foi apresentada por Deltan em um diálogo com a mulher dele. “Vamos organizar congressos e eventos e lucrar, ok? É um bom jeito de aproveitar nosso networking e visibilidade’, escreveu”, aponta a reportagem de Flavio Ferreira, Leandro Demori e Amanda Audi.

“Os procuradores cogitaram ainda uma estratégia para criar um instituto e obter elevados cachês. ‘Se fizéssemos algo sem fins lucrativos e pagássemos valores altos de palestras pra nós, escaparíamos das críticas, mas teria que ver o quanto perderíamos em termos monetários’, comentou Deltan no grupo com o integrante da força-tarefa. A realização de parcerias com uma firma organizadora de formaturas e outras duas empresas de eventos também foi debatida nessa conversa. A lei proíbe que procuradores gerenciem empresas e permite que essas autoridades apenas sejam sócios ou acionistas de companhias”, aponta ainda o texto.

Reação

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) promete não dar sossego ao procurador Deltan Dallagnol, que aparece neste domingo em reportagem da Folha e do Intercept discutindo a criação de uma empresa de palestras para ficar rico com a fama da Lava Jato.

“Na época quando eu e @wadih_damous denunciamos os incautos acharam exagero. Afinal de contas, ele só queria promover a cidadania e o combate a corrupção. E agora ?? #VazaJato Voltaremos ao CNMP para que toda verdade seja esclarecida e possamos saber quanto e como ele recebeu”, escreveu Pimenta.

(Foto – Agência Brasil)

Bolsonaro vai à reunião do Mercosul em clima de vapt-vupt

O presidente Jair Bolsonaro vai à Argentina na próxima quarta-feira.

Ali, participara de reunião do Mercosul, mas deverá ter permanência rápida, segundo informa a Veja Online.

Ele, no entanto, ainda nesta sexta-feira, segundo a área de comunicação do Palácio do Planalto, dará uma entrevista ao jornal Clarín, desse País.

(Foto – Agência Brasil)

Produção industrial recua em sete estados; Ceará apresenta queda

A produção industrial recuou em oito dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na passagem de abril para maio deste ano, acompanhando o recuo de 0,2% da indústria nacional no período. Segundo a Pesquisa Industrial Mensal, divulgada hoje (12), a maior queda foi observada no Espírito Santo (-2,2%).

Outros estados com queda na produção foram Rio Grande do Sul (-1,4%), Santa Catarina (-1,3%), Minas Gerais (-1%), Ceará (-0,9%), Mato Grosso (-0,7%) e Pernambuco (-0,6%) a seguir. A Região Nordeste, que tem a produção industrial de seus nove estados calculada em conjunto, recuou 0,9%.

Sete estados tiveram aumento na taxa, com destaque para o Pará, que teve uma alta recorde de 59,1%, devido à retomada do setor extrativo mineral no estado. Outros locais com alta foram o Rio de Janeiro (8,8%), Goiás (1,6%), o Amazonas (1,2%), a Bahia (1,1%), o Paraná (0,7%) e São Paulo (0,1%).

Outras comparações

Na comparação com maio do ano passado, 12 dos 15 locais pesquisados tiveram alta, com destaques para os três estados do Sul: Paraná (27,8%), Rio Grande do Sul (19,9%) e Santa Catarina (19,3%). Entre os três locais com queda, o recuo mais intenso foi no Espírito Santo (-17,4%).

No acumulado do ano, oito locais tiveram alta, com destaque também para os três estados do Sul: Paraná (10,4%), Rio Grande do Sul (8,8%) e Santa Catarina (6,1%). Sete locais tiveram queda, a maior delas no Espírito Santo (-11,8%).

No acumulado de 12 meses, oito locais pesquisados tiveram altas, com destaque, mais uma vez para Rio Grande do Sul (9,2%), Paraná (6,3%) e Santa Catarina (5%). Dos sete locais em queda, o maior recuo foi observado no Espírito Santo (-4,1%).

(Agência Brasil)

XXI Festival Eleazar de Carvalho – Tenor americano fará recital nesta sexta-feira

O tenor Marcelo Okay fará apresentação, a partir das 20 horas desta sexta-feira, no Teatro Celina Queiroz, da Universidade de Fortaleza.

O espetáculo integra a programação de recitais do XXI Festival Eleazar de Carvalho, que segue até o próximo dia 21 com concertos diários.

Com Okay, estarão no palco os pianistas Paul Rutman (EUA) e a brasileira Sônia Muniz de Carvalho, que acompanhará ao piano o tenor.

SERVIÇO

*Entrada franca.

(Foto – Divulgação)

MDR terá R$ 1,28 bi para Minha Casa, Minha Vida e continuidade de obras da Transposição

O Ministério do Desenvolvimento Regional recebeu hoje (12) um aporte federal de R$ 1,28 bilhão para garantir a continuidade das obras do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), do Projeto de Integração do Rio São Francisco e, também, de outros empreendimentos que vão reforçar a oferta hídrica em Alagoas, Ceará e Pernambuco. A portaria do Ministério da Economia, que abre Orçamento Fiscal para o crédito suplementar, foi publicada no Diário Oficial da União.

A maior parcela do recurso, R$ 1 bilhão, será destinada ao MCMV, possibilitando a retomada de obras paralisadas, a autorização de 17 mil unidades habitacionais contratadas em 2018 e, ainda, a contratação de 36 mil novas moradias. Segundo o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, o crédito será fundamental para geração de emprego e renda em diversas localidades do País. “Para cada R$ 1 milhão de investimentos no programa habitacional, são gerados cerca de 40 postos de trabalho diretos e indiretos. Ou seja, teremos em torno de 40 mil empregos”, destacou.

Segurança hídrica

Outros R$ 45 milhões serão utilizados na pré-operação do Eixo Leste Projeto de Integração do São Francisco. Desde 2017, o trecho tem assegurado o abastecimento regular de mais de um milhão de pessoas em Pernambuco e na Paraíba.

O empreendimento é composto por dois eixos de transferência de água. O outro eixo – o Norte – está em fase final de execução, com 97% de avanço físico. Os serviços deverão serão concluídos neste segundo semestre e, com isso, as águas do Velho Chico avançarão rumo aos estados do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Ramal do Agreste

Mais R$ 115 milhões serão aplicados pelo MDR no Ramal do Agreste, localizado no interior de Pernambuco. Em pleno andamento e com 2.600 profissionais contratados, o ramal permitirá que água do Eixo Leste chegue até mais de 2,2 milhões de pessoas na região pernambucana. Neste ano, o Governo Federal já destinou R$ 290 milhões ao empreendimento.

Obras executadas pelos governos estaduais com apoio financeiro do MDR, como o Canal do Sertão Alagoano e o Cinturão das Águas do Ceará, também serão contempladas. Elas vão receber R$ 60 milhões cada.

(Foto – Arquivo)

Rubens Lima – “Farol da instrumentalização dos direitos”

Com o título “Farol da instrumentalização de direitos”, eis artigo de Rubens Lima, candidato ao cargo de defensor-público geral do Ceará, com pleito em outubro. Ele destaca a luta contra desigualdades e por garantias constitucionais. Confira:

A Defensoria Pública há muito deixou de ser confundida com a mera prestação de assistência jurídica; para além disso, tornou-se verdadeiro farol da instrumentalização de direitos da Constituição Federal, atuando, inclusive, como ombudsman da sociedade.

Assegurar o amplo acesso à justiça é garantir o regime constitucional como o conhecemos, possibilitando que os direitos e garantias amplamente assegurados não se tornem letra morta, destituídos de efetividade.

No contexto brasileiro, a Defensoria Pública é instituição que contribui, decisivamente, para aclarar o papel vinculante do texto programático da Constituição de 1988. Isso porque, ao ser porta de entrada para o acesso à justiça, vindica, judicial e extrajudicialmente, pela implementação do vasto rol de direitos e garantias constitucionais, não somente no tempo político/econômico, mas sobretudo no tempo reclamado pela sociedade, cumprindo, nesses termos, também o papel de verdadeiro amicus democratiae.

À obviedade, a cidadania da população passa, necessariamente, pela concretude da efetivação desses direitos, sendo justamente naquela instituição cidadã onde desaguam um sem número de postulações. Estas, da forma mais vasta e complexa possível, evidenciam, a partir de uma infinidade de demandas, a natureza desigual da sociedade contemporânea.

Desigualdade essa que, para ser aplacada, dada a gravidade dos números – 26,5% e 7,4% da população brasileira, respectivamente, está em situação de pobreza e de extrema pobreza de acordo com o IBGE – deveria passar pela ampla e irrestrita disponibilização do acesso à justiça, a partir da instalação da Defensoria Pública em todas as comarcas do País, nos termos do que determina o art. 98 do ADCT da CF/88, que tem como termo final o ano de 2022 (EC n° 80/2014).

A imposição constitucional é alicerce fundamental para que a Defensoria Pública, incumbida da instrumentalização da concretização de direitos, um dos sustentáculos do estado democrático, logre dispor de todos os meios para cumprir seu mister, diretamente relacionado à consecução dos objetivos da República brasileira.

*Rubens Lima,

Candidato ao cargo de defensor-público geral do Ceará.

(Foto – Divulgação)

Ministério da Economia reduz pevisão de alta do PIB 2019

113 2

O governo reduziu a expectativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, de 1,6% para 0,81%. Anunciou, nesta sexta-feira, o Ministério da Economia, adiantando que, para 2020, a previsão de crescimento do PIB caiu de 2,5% para 2,2%. Já a previsão de inflação para 2019 foi revisada de 4,1% para 3,8%. A informação é do Portal G1.

O Ministério da Economia fixou como meta central deste ano para a inflação o patamar de 4,25%, e o intervalo de tolerância do sistema de metas com variaçaõ de 2,75% a 5,75%.

As previsões divulgadas ficaram próximas as do último relatório Focus divulgado pelo Banco Central (BC). O relatório, feito com base em informações de analistas do mercado financeiro, prevê um crescimento de 0,82% para o PIB de 2019 e uma inflação de 3,8%.

Segundo o documento divulgado pelo Ministério da Economia, indicadores mensais disponíveis para o segundo trimestre de 2019 indicam que a recuperação econômica continua lenta.

Enquanto o Novo procura nome em São Paulo, Geraldo Luciano vai sedimentando espaço por aqui

120 2

Em São Paulo, o Partido Novo contratou a consultoria Exec, que recruta executivos de alto escalão para empresas.

O presidente nacional da legenda, João Amoêdo, quer arranjar um nome para disputar a prefeitura da Capital paulista.

Por aqui, isso não é problema, segundo membros do Novo, pois Geraldo Luciano é reconhecido como bom executivo.

É o vice-presidente de Investimentos e Consultoria do Grupo M.Dias Branco.

(Foto – Divulgação)

INSS inicia pente-fino dos benefícios

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) iniciou nesta sexta-feira, 12, o pente-fino dos benefícios previdenciários, com a publicação da autorização para a revisão publicada no Diário Oficial da União. Na quinta-feira, o governo publicou a lei que viabiliza o orçamento extra para o pagamento de bônus a peritos e servidores que atuarem no pente-fino, o que permitiu o início da revisão.

Segundo o presidente do instituto, Renato Vieira, serão analisados três milhões de benefícios com indícios de irregularidades apontadas pelos órgãos de controle — Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria-Geral da União (CGU). Também serão verificados os requerimentos iniciais e os pedidos de revisão de benefícios mais recentes, cujos prazos legais para conclusão tenham expirado até 18 de janeiro de 2019.

Sem perícia

Essa primeira fase do pente-fino vai atingir apenas os benefícios que são analisados de forma administrativa pelos servidores do INSS. Para eles, já começará a ser computado o bônus no valor de R$ 57,50 por cada processo concluído que ultrapassar uma cota mínima exigida.

Neste primeiro momento, ainda não serão revistos os benefícios que exigem perícia médica. Os benefícios por incapacidade (auxílio-doença e aposentadoria por invalidez) ainda dependem das mudanças feitas nos sistemas do INSS. Os peritos vão receber R$ 61,72 por cada exame realizado (mínimo de quatro perícias extras por dia e máximo de 15).

A convocação dos segurados será feita prioritariamente por caixa eletrônico, mas também há a possibilidade de envio de cartas aos segurados. “Além de combater fraudes, esse pente-fino tem o objetivo de nos ajudar a identificar nossas vulnerabilidades para que outros casos de irregularidades não surjam”, explicou o presidente do INSS.

Entre os benefícios que estão na mira do instituto estão os pagamentos que continuam sendo feitos mesmo com a suspeita de morte do beneficiário, e também benefícios assistenciais, como o BPC/Loas, que são direcionados a idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência de baixa renda (rendimento de até 25% do salário mínimo por integrante da família, ou seja, R$ 249,50 per capita), e que podem estar sendo recebidos por pessoas acima da faixa de renda permitida.

(Jornal Extra)

Senador cearense quer proibir fumo nos estádios de futebol

315 2

Tramitando no Senado um projeto de lei de autoria do senador Eduardo Girão (Pode).

O parlamentar quer proibir o fumo em grandes eventos esportivos (estádios, arenas e ginásio). A matéria, inclusive, já teve aprovação na Comissão de Assuntos Sociais da Casa.

Para o senador Eduardo Girão, não é possível associar o esporte a práticas e hábitos nocivos à saúde da população. “O uso de cigarros em locais de eventos esportivos é de uma incoerência absurda, visto que há uma clara associação entre a prática esportiva e hábitos de vida saudável”, conclui.

Tabagismo

Em recente pesquisa (2018), o Instituto Nacional de Câncer (Inca), alertou que 428 pessoas morrem por dia no Brasil por causa do tabagismo, muitas dessas por serem fumantes passivas. Ao todo, 156.216 mortes poderiam ser evitadas todos os anos caso o uso do tabaco fosse eliminado.

Além disso, segundo a Agência Brasil de Notícias os custos do SUS com as doenças relacionadas ao fumo são da ordem de 57 bilhões, enquanto a arrecadação fica na faixa de apenas 13 bilhões. Portanto recaem sobre as costas do país cerca de R$ 44 bilhões.

(Foto – Alex Gomes)

Brasil atrapalhava planos dos EUA para a América do Suil, diz ex-embaixador

138 1

O governo dos Estados Unidos acompanhava com bastante atenção — e preocupação — as iniciativas do governo brasileiro de criar um bloco político forte e coeso na América do Sul. Especialmente na forma como a Construtora Odebrecht havia se tornado parceira do governo nesses planos. Quem conta é o ex-embaixador dos EUA no Brasil, Thomas Shannon, que ficou no posto entre 2010 e 2013.

O principal foco de atenção, afirma, eram as relações entre Brasil e Venezuela. “O Brasil identificou o modo como a Venezuela direcionava sua indústria de petróleo de modo a se integrar com o mercado americano. Então, algo precisava ser feito para trazê-la à América do Sul”, conta o diplomata, mencionando a crescente animosidade entre o então presidente venezuelano Hugo Chávez e os Estados Unidos. O pano de fundo era o projeto brasileiro de “construção de uma grande e coesa América do Sul”, diz Shannon, hoje consultor do escritório de advocacia Arnold & Porter.

Shannon falou a jornalistas do site Poder 360, da revista Época e do jornal Miami Herald, dos EUA, parceiros da associação de jornais Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo (ICIJ, na sigla em inglês).

De acordo com o ex-embaixador, as intenções do Brasil ficaram claras com o financiamento do BNDES ao porto de Mariel, em Cuba. A obra foi tocada pela Odebrecht e o banco investiu R$ 624 milhões. Ela colocaria o Brasil como importante ator nas relações internacionais no Caribe, especialmente diante da postura do governo americano na época de manter os embargos a Cuba, mesmo com os sinais de abertura econômica.

Shannon afirma que os EUA acreditavam que o Brasil caminhava para a construção de um bloco internacional coeso de orientação progressista e de esquerda. Isso seria um obstáculo à reanimação da Área de Livre Comércio das Américas, ou Alca, um projeto dos governo dos EUA de criar um bloco comercial com incentivos tarifários, mas que foi rejeitado pelos países latino-americanos.

Car wash

As análises de Shannon abrem mais algumas páginas no capítulo norte-americano da “lava jato”. A Odebrecht assinou um dos maiores acordos de leniência da história com o Departamento de Justiça dos EUA (DoJ). E ele só foi possível graças ao livre trânsito de informações e provas entre os procuradores do DoJ e os procuradores da “lava jato” em Curitiba. Entre as provas, extratos de contas da construtora nos EUA.

O acordo de leniência prevê pagamento de R$ 8,5 bilhões pela empreiteira, dos quais 80% foram enviados ao Brasil — e glosados pelo MPF em Curitiba. Em troca de abrir mão do dinheiro, os EUA exigiram a presença de um “monitor externo de cumprimento do acordo”, para que faça relatórios a cada 120 dias.

Esses relatórios “provavelmente incluem” informações “proprietárias, financeiras, comerciais e concorrenciais sigilosas”, diz o acordo.

O que Shannon conta, portanto, é que o MPF brasileiro ratificou um acordo em que uma empresa brasileira, reconhecida pelo governo americano como importante para os interesses do governo brasileiro, se comprometeu a enviar aos EUA relatórios sobre suas atividades comerciais.

(Site Consultor Jurídico/Foto – Divulgação)

Reforma da Previdência – Guedes fará balanço logo que o segundo turno da matéria seja votado

O ministro da Economia, Paulo Guedes, antes tão falante, entrou na muda desde que se desentendeu publicamente com Rodrigo Maia há um mês. É o que revela o jornalista Lauro Jardim, colunista do O Globo.

Mas o ministro já tem data para voltar a falar — e muito, como é do seu feitio.

Assim que a Câmara votar o segundo turno da reforma da Previdência, Guedes planeja dar uma entrevista coletiva para abordar o país e a economia daqui para frente.

O segundo turno pode ser só ser votado em agosto. Assim, Guedes ficaria mais umas três semanas mudo. Será que aguenta?

(Foto Agência Brasil)

Ator Silvero Pereira será “Cidadão de Fortaleza”

Silvero Pereira, ator, diretor e fundador do Coletivo As Travestidas, vai receber o título de Cidadão de Fortaleza.

A iniciativa é do vereador Ronivaldo Maia (PT).

Natural de Mombaça (Região dos Inhamuns), Silvero se divide, atualmente, entre o Rio de Janeiro e a capital cearense. Ainda não há uma data prevista para a homenagem.

(Com Blog do Maranhão/Foto – Divulgação)