Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

PIB do Brasil avança 0,2% no segundo trimestre deste ano

A economia brasileira cresceu 0,2% no segundo trimestre, em relação aos três primeiros meses deste ano. É que diz o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou nesta sexta-feira (1º), os dados relativos ao Produto Interno Bruto do País. Em valores correntes, o PIB alcançou R$ 1,639 trilhão.

No primeiro trimestre, a economia avançou 1,0%, interrompendo uma sequência de dois anos de PIB negativo. Na comparação com o segundo trimestre de 2016, o PIB teve variação positiva de 0,3%. Já no acumulado de quatro trimestres, o PIB caiu 1,4% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores. No primeiro semestre de 2017, o PIB apresentou variação nula (0,0%) em relação ao primeiro semestre de 2016.

Pelo lado da oferta, a agropecuária teve variação nula (0,0%), enquanto a indústria caiu 0,5% e serviços cresceram 0,6%. Na indústria, houve queda de 2,0% na construção e de 1,3% na atividade de eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana. A extrativa mineral variou 0,4% e a indústria de transformação manteve-se praticamente estável (0,1%).

Nos serviços, destacaram-se as altas em comércio (1,9%), atividades imobiliárias e outros serviços (0,8%) e atividade de transporte, armazenagem e correio (0,6%). Os serviços de informação caíram 2,0% e as atividades de administração, saúde e educação pública (-0,3%) e de intermediação financeira e seguros (-0,2%) tiveram variações negativas.

*Confira mais no G1 aqui.

Ex-jogador Wilson Piazza está em Fortaleza

O ex-jogador da Seleção Brasileira de Futebol de 1970, Wilson Piazza, está em Fortaleza. Ele chegou nas últimas horas e foi recebido pelo também ex-atleta, Celso Gavião.

Piazza, que preside a Federação Brasileira das Associações de Ex-Atletas Profissionais de Futebol, veio acertar a compra da sede própria da entidade no Estado.

No Estado, Celso Gavião preside a associação.

(Foto – Cidadeverde.com)

Seminário vai debater os 30 Anos do Mudancismo no Ceará

75 1

Da Coluna Vertical, do O POVO desta sexta-feira:

O que foi feito do Ceará nos últimos 30 anos? Como o chamado “mudancismo”, que começa com a posse de Tasso Jereissati, em 1987, e cuja lógica econômica vai marcar as gestões de todos os seus sucessores, incluindo o atual governador, Camilo Santana (PT), alterou o panorama do Estado?

Eis algumas questões que serão discutidas no ciclo de palestras “30 anos do Mudancismo – Modernização Conservadora em Debate”.

A realização é do mandato do deputado estadual Renato Roseno (Psol) e ocorrerá nesta sexta-feira, das 8 às 17 horas, na Assembleia Legislativa. Segundo o parlamentar, a ideia é propor essa reflexão com diversos setores da sociedade cearense ao longo de encontros que, nos próximos meses, também ocorrerão no Interior.

Pelo título do evento, o papo poderá transitar apenas por um viés. E o que ficou de bom desse mudancismo?

(Foto – Arquivo O POVO)

Cervejaria Heineken fecha fábrica no Ceará

A fabricante de bebidas Heineken Brasil iniciou o processo de fechamento da unidade produtora de Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A empresa informa que a decisão se deu após estudos de viabilidade do negócio. Ao todo, 179 empregados faziam parte do quadro de funcionários.

“Além disso, com a nova configuração resultante da recente integração com as operações da Brasil Kirin, a Heineken passa a contar com uma malha fabril mais completa no País, passando de 5 para 15 plantas, incluindo uma localizada no próprio Estado, na cidade de Pacatuba”, justifica.

Na configuração de funcionários da fábrica, 134 eram contratados da própria empresa e outros 45 trabalhavam como terceirizados. “A maioria dos empregados foi desligada, porém alguns foram transferidos. A empresa, todavia, buscará auxiliar na recolocação destes profissionais no mercado, por meio de contratação de uma empresa especializada, e negociou com o Sindicato da categoria um pacote de benefícios a ser pago em razão do fechamento”, disse em nota a companhia.

A previsão é que até dezembro todas as atividades da planta de Horizonte estejam encerradas e o processo de transferência totalmente concluído.

Produção

A produção que atende o mercado cearense não deve ser afetada com a medida de encerramento das atividades da fábrica de Horizonte. “É importante ressaltar que a companhia continuará produzindo seu portfólio nacional em suas plantas espalhadas pelo território brasileiro e, nesse primeiro momento, as unidades de Pacatuba e Alagoinhas (BA) passarão a abastecer as regiões atendidas por Horizonte”, afirma.

Em maio a Heineken teve a compra da Brasil Kirin autorizada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Com o negócio, avaliado em 664 milhões de euros (R$ 2,2 bilhões à época), a participação da cervejaria holandesa no mercado saltou de 9% para aproximadamente 14%. A negociação também reposicionou a empresa na disputa no segmento, saltando do terceiro para o segundo lugar, atrás apenas da Anheuser-Busch InBev (AB InBev).

(O POVO – Repórter Átila Varela/Foto – Igor de Melo)

MPF quer que 26 políticos cearenses devolvam dinheiro de passagens aéreas por uso irregular

Rodrigo Janot, procurador-geral da República.

Vinte e seis políticos cearenses deverão ser alvo de ações civis do Ministério Público Federal no caso que ficou conhecido como a “farra das passagens”. Embora não haja denúncia criminal contra nenhum deles, a procuradora Sandra Moreira Leite, da Procuradoria da República do Distrito Federal (PR-DF), prepara inquérito civil para ter o ressarcimento dos valores nos casos em que for comprovado o prejuízo ao erário público.

O caso é referente ao uso irregular, por deputados, de recursos disponibilizados pela Câmara dos Deputados para a compra de passagens aéreas, entre os anos de 2007 e 2009. São mais de R$ 3 milhões que podem voltar aos cofres públicos oriundos de bolsos cearenses. Em todo o País, seriam mais de R$ 50 milhões.

Entre os políticos listados pela PR-DF, está o presidente do Senado Eunício Oliveira (PMDB). Ele utilizou a verba para oito voos internacionais e 44 domésticos, totalizando R$ 44.589,77. A reportagem entrou em contato com a assessoria do senador, mas não recebeu resposta, e ele não atendeu às ligações.

O maior valor foi gasto pelo ainda deputado federal Aníbal Gomes (PMDB), que, com 14 voos internacionais e 284 domésticos, usou R$ 217.028,35. Em novembro de 2016, o processo criminal contra ele foi arquivado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, assim como o do deputado federal José Airton (PT), que gastou R$ 155.208,62. Aníbal não atendeu às ligações ontem, mas, na época, negou acusações de vendas de passagens. Já José Airton apenas afirmou que seu caso estava arquivado.

O ex-governador Ciro Gomes (PDT) também está listado. Na época, ele foi acusado de pagar a passagem da sua mãe com o recurso da Câmara, mas explicou que houve uma troca da companhia aérea, que passou seu bilhete com o cartão pessoal e o de sua mãe com o da Casa. A TAM confirmou versão.

Inquérito civil

Dois tipos de processos devem ser abertos: o de ressarcimento e o de improbidade administrativa. No fim do ano passado, lista com cerca de 500 políticos que teriam utilizado a verba para fins privados chegou à Justiça por meio de ações criminais apresentadas pela Procuradoria Regional da República na 1ª Região (PRR1). O número foi desmembrado e apenas 72 políticos sem foro privilegiado foram denunciados criminalmente.

Como o arquivamento do processo criminal não impedia a abertura de processos civis, Sandra Moreira Leite decidiu fazê-lo. Andamento do inquérito, porém, deve levar pelo menos um ano porque é preciso atualizar os valores, excluir eventuais políticos falecidos e abrir todas as ações na Justiça.

Também deverão ser excluídos os que já ressarciram os valores, como é o caso do ex-vereador de Fortaleza João Alfredo (Psol). À época, ele explicou que seu uso não foi indevido porque “não se caracterizava como conduta ilegal à época”, mas “por reconhecer ter sido um erro a utilização deste saldo após o fim do mandato” decidiu fazer o ressarcimento.

O deputado federal Raimundo Matos (PSDB) informou que não recebeu nenhuma comunicação da Câmara sobre o caso. Como nenhum processo civil foi aberto ainda, nenhum político foi notificado. O POVO não conseguiu entrar em contato com os demais nomes citados.

(O POVO – Repórter Letícia Alves)

UFC dobra, em um ano, número de cursos com nota máxima no Guia do estudante

A Universidade Federal do Ceará mais que dobrou o número de cursos avaliados com nota máxima pelo Guia do Estudante (GE) 2018, em comparação com a edição passada. Foram 11 cursos que receberam o selo de cinco estrelas, mais que o dobro dos cinco do ano passado. Ao todo, o guia destacou 72 cursos da UFC, quantidade 33% superior à da última avaliação, quando o número chegou a 54.

O GE é uma publicação da Editora Abril que analisa os cursos de graduação das universidades e faculdades brasileiras. A edição de 2018, que traz estes dados, será lançada no dia 16 de outubro.

Os 11 cursos que alcançaram cinco estrelas (conceito excelente) pelo GE são: Ciência da Computação (bacharelado), Ciências Biológicas (bacharelado e licenciatura), Design de Moda (bacharelado), Enfermagem (bacharelado), Engenharia Ambiental e Sanitária (bacharelado), Filosofia (licenciatura), Física (licenciatura), Geografia (bacharelado e licenciatura), História (licenciatura).

Além destes, 43 cursos obtiveram quatro estrelas (conceito ótimo), sete a mais que na edição anterior, e outros 18 tiveram nota 3 (conceito bom), cinco a mais que no ano passado.

Os cursos avaliados pelo GE em todo o Brasil são analisados por mais de 3 mil professores, a partir de questionários previamente preenchidos voluntariamente pelos coordenadores de cada curso. Cada especialista pode avaliar até 35 cursos da região em que mora, desde que não integre a própria universidade.

A seguir, a avaliação de cada curso (como se trata de pesquisa nacional, a apresentação dos nomes dos cursos citados pelo GE não adota necessariamente o nome oficial do curso da UFC):

Cinco estrelas

Ciência da Computação (bacharelado), Ciências Biológicas (bacharelado e licenciatura), Design de Moda (bacharelado), Enfermagem (bacharelado), Engenharia Ambiental e Sanitária (bacharelado), Filosofia (licenciatura), Física (licenciatura), Geografia (bacharelado e licenciatura), História (licenciatura).

Quatro estrelas

Agronomia (bacharelado), Arquitetura e Urbanismo (bacharelado), Biblioteconomia (bacharelado), Biotecnologia e Bioquímica (bacharelado), Ciências Atuariais (bacharelado), Ciências Contábeis (bacharelado), Ciências Econômicas (bacharelado), Ciências Sociais (bacharelado), Dança (bacharelado e licenciatura), Direito (bacharelado), Ecologia (bacharelado), Engenharia Civil (bacharelado), Engenharia de Alimentos (bacharelado), Engenharia de Pesca (bacharelado), Engenharia de Produção (bacharelado), Engenharia Elétrica (bacharelado), Engenharia Mecânica (bacharelado), Engenharia Química (bacharelado), Estatística (bacharelado), Farmácia (bacharelado), Filosofia (bacharelado), Física (bacharelado), Fisioterapia (bacharelado), Geologia (bacharelado), Letras (licenciatura), Matemática (bacharelado e licenciatura), Medicina (bacharelado), Oceanografia (bacharelado), Odontologia (bacharelado), Pedagogia (licenciatura), Psicologia (bacharelado), Química (bacharelado e licenciatura), Secretariado Executivo (bacharelado), Teatro (licenciatura), Zootecnia (bacharelado), Engenharia de Software (bacharelado), Sistemas de Informação (bacharelado), Ciências Econômicas (bacharelado) e Odontologia (bacharelado).

Três estrelas

Administração (bacharelado), Cinema e Audiovisual (bacharelado), Comunicação em Mídias Digitais (bacharelado), Design (bacharelado), Educação Física (bacharelado), Educação Física (licenciatura), Engenharia de Energia (bacharelado), Engenharia de Petróleo (bacharelado), Engenharia Metalúrgica (bacharelado), Gastronomia (bacharelado), Jornalismo (bacharelado), Música (licenciatura), Publicidade e Propaganda (bacharelado), Engenharia da Computação (bacharelado), Engenharia Elétrica (bacharelado), Medicina (bacharelado), Música (licenciatura) e Psicologia (bacharelado).

SERVIÇO

*Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC – (85) 3366 7331.

Irmãos Joesley e Wesley Batista entregam à PGR novos anexos da delação premiada

A Procuradoria Geral da República (PGR) recebeu dos irmãos Joesley e Wesley Batista anexos que complementam a delação premiada assinada em maio com a PGR e homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A informação foi confirmada ao GLOBO pela defesa dos irmãos e executivos do grupo J&F, proprietário da JBS, que aderiram à colaboração.

A entrega ocorreu no início da noite desta quinta-feira, segundo a defesa. Fontes da PGR dizem que o prazo estabelecido é até esta quinta-feira. Os delatores tinham 120 dias para entregar o material que complementa a colaboração premiada.

Na segunda-feira, a defesa pediu para que o prazo fosse prorrogado, o que contou com o aval do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no dia seguinte. A decisão é do ministro Edson Fachin, relator do caso no STF. Até a noite desta quinta, o magistrado ainda não havia tomado uma decisão a respeito.

Os advogados dos Batista e dos executivos do grupo adotaram como estratégia esperar por uma decisão de Fachin, antes de protocolar os documentos. A decisão adotada foi entregar a complementação da delação e, em caso de prorrogação do prazo, aportar mais material.

*Confira a íntegra aqui.

 

Ministério da Integração divulga nota descartando privatização da água do São Franscico

O Ministério da Integração Nacional, por meio de sua Assessoria de Comunicação Social, divulgou nota, nesta quinta-feira, para esclarecer parceria que quer fazer com o setor privado para gerir as águas do projeto da transposição. Confira a nota:

Sobre “Os estudos de parceria para a Operação do Projeto de Integração do Rio São Francisco”, o Ministério da Integração Nacional vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

1. A ideia de realizar uma parceria com a iniciativa privada para a operação do Projeto de Integração do Rio São Francisco foi divulgada em outubro do ano passado;

2. Não é correta a interpretação de que esses estudos visem a privatização das águas do Rio São Francisco;

3. O objetivo do estudo de Parceria, que está sendo conduzido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), é o de reduzir os custos de operação do projeto – hoje arcados pelo Governo Federal e em torno de R$ 500 milhões por ano. Essa redução de custos, caso os estudos indiquem sua viabilidade, deve ser repassado aos moradores dos estados favorecidos pelo Projeto;

4. É importante destacar que em 2005, foram assinados convênios entre o governo federal e governadores dos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte – diretamente beneficiados pelo Projeto. Nestes acordos foram estabelecidos os direitos e deveres de cada um dos entes da federação envolvidos no Projeto de Integração do São Francisco. Portanto, as regras de operação e custeio da operação do Projeto foram negociados e acertados entre o governo federal e os governos estaduais. Qualquer interpretação diferente dessa não corresponde à realidade;

5. Entre as regras acordadas estão as quantidades mínimas de água a ser entregue a cada estado, bem como o pagamento por essa entrega;

6. O Ministério da Integração está atuando de forma diligente para proporcionar segurança hídrica a cerca de 12 milhões de pessoas de quatro estados, que estão sendo duramente castigados pela seca ao longo dos últimos 6 anos;

HISTÓRICO

Em outubro do ano passado, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, iniciou as negociações para discutir uma parceria com o setor privado para a operação do Projeto.

Depois de debater o tema com a diretora da Área de Energia, Gestão Pública e Socioambiental, Saneamento e Transportes do BNDES, Marilene Ramos, o ministro enviou ofício solicitando ao banco uma avaliação econômica e financeira. Na mesma ocasião, um documento foi encaminhado ao secretário do Programa de Parcerias de Investimentos, Wellington Moreira Franco. A previsão é de que o modelo e o formato estejam finalizados em 2018

Atualmente, os custos de operação dos canais do Projeto de Transposição do São Francisco estão estimados em R$ 500 milhões por ano. Esse custo é integralmente assumido pelo Governo Federal.

O objetivo do Ministério da Integração é o de buscar a forma mais racional e econômica de operar os dois canais do projeto.

Reafirmamos que os ganhos, caso sejam identificados pelos estudos de parceria que estão sob a responsabilidade do BNDES, serão repassados aos consumidores de água dos quatro estados atendidos pelo projeto.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco é composto por dois eixos: Leste e Norte. Com 217 quilômetros de canais, o Eixo Leste foi inaugurado em março de 2017 para garantir abastecimento a cerca de 4,5 milhões de pessoas em 168 municípios nos estados de Pernambuco e da Paraíba. Hoje, o Eixo Leste já garante mais qualidade de vida a quase 1 milhão de habitantes em 31 municípios.

O Eixo Norte é composto por três etapas e vai beneficiar 7,1 milhões de pessoas, em 223 cidades, incluindo a região metropolitana de Fortaleza. A previsão é de que a água chegue ao Ceará no primeiro trimestre de 2018 e à capital do estado até o fim do segundo trimestre. As etapas 2N e 3N estão com 99,5% e 98,40% de execução respectivamente. A etapa 1N, que havia sido interrompida em decorrência da paralisação do serviço prestado pela empresa responsável pela obra, foi licitada, retomada e está em pleno andamento, apresentando 92,47% de execução física.

Vale ressaltar que responsabilidade pela distribuição da água, que já chega pelas estruturas da obra, é do estado beneficiário. Cada governo local tem a prerrogativa de estudar e implementar as intervenções necessárias para a chegada da água nos municípios e nas torneiras das casas da população.

*Ministério da Integração Nacional.

André Fufuca quer votar reforma política na próxima semana

109 1

O presidente em exercício da Câmara dos Deputados, André Fufuca (PP-MA), reafirmou hoje (31) que colocará as propostas de reforma político-eleitoral em votação na próxima semana, mesmo com a possibilidade de esvaziamento da Casa por causa do feriado de 7 de Setembro.

Em meio a divergências e falta de consenso entre as lideranças partidárias, Fufuca disse que convocará sessões deliberativas para segunda, terça e quarta-feira, antes do feriado. “Eu acredito que o Congresso não irá se furtar de apresentar e defender a questão da reforma política. Eu acredito que ela será votada.”

Duas propostas de emenda à Constituição que tratam de mudanças nas regras eleitorais aguardam análise do plenário da Câmara. Uma delas prevê a adoção do sistema majoritário de votação para cargos de deputados em 2018 e 2020, e o voto distrital misto a partir de 2022, além da criação de um fundo público de financiamento de campanhas.

A outra proposta prevê o fim das coligações partidárias nas eleições proporcionais a partir do ano que vem e a adoção de uma cláusula de desempenho para que os partidos tenham acesso aos recursos do Fundo Partidário e do tempo de propaganda eleitoral no rádio e na televisão.

Denúncia

Questionado sobre a possibilidade da chegada de uma nova denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer, enquanto estiver no comando da Câmara, o deputado respondeu que seguirá o regimento interno da Casa.

“A gente respeita rigorosamente o regimento. Não há segredo, se a denúncia for feita enquanto estiver na interinidade, nós daremos prosseguimento no que diz o regimento da Casa”, disse Fufuca.

De acordo com a Constituição Federal, caberá à Câmara analisar se deve ou não autorizar o prosseguimento da acusação perante a Justiça. Fufuca minimizou a expectativa em torno do tema e afirmou que não há risco de paralisação dos trabalhos da Câmara no caso de apresentação da segunda acusação contra Temer.

“A gente não está com expectativa de paralisação (…) Aí [ a denúncia] é uma situação hipotética, a Casa geralmente não trabalha em cima de hipóteses, fato concreto que temos para semana que vem a reforma política e nós iremos trabalhar em cima dela”, afirmou o deputado.

(Agência Brasil)

Secretários estaduais e dirigentes culturais do País lançam manifesto “Quero Cultura”

O Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes de Cultura dos Estados, presidido pelo secretário da Cultura do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba, e o Fórum dos Secretários e Gestores de Cultura das Capitais e Municípios Associados estiveram reunidos, pela primeira vez.

Foi no começo desta semana, em Brasília, na Biblioteca Nacional, ocasião em que avaliarão os rumos e o futuro da política cultural do País. Do encontro, saiu um manifesto intitulado  “Quero Cultura”, que foi entregue ao ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão.

No documento, queixas, propostas e sugestões para o enfrentamento de graves problemas no setor cultural, entre os quais a situação financeira. Há cobrança politica permanente na área e que respeite diferenças e tenha espírito democrático.

(Foto – Secult)

Maioria do Supremo é pelo ensino religioso não confessional; sessão foi suspensa

 

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (31) placar de 3 votos a 2 a favor do reconhecimento de que o ensino religioso nas escolas públicas deve ser de natureza não confessional, com a proibição de admissão de professores que atuem como representantes de confissões religiosas. Após os votos, a sessão foi suspensa e será retomada no dia 20 de setembro.

Até o momento, os ministros Luiz Fux e Rosa Weber acompanharam o relator, ministro Luís Roberto Barroso, para dar interpretação conforme a Constituição e declarar que o ensino religioso nas escolas públicas de todo o país deve ser de forma não confessional.

Alexandre de Moraes e Edson Fachin votaram a favor do ensino confessional nas escolas por entenderem que os estados podem estabelecer como será ministrado a matéria, mas de forma facultativa para os estudantes, conforme determina a lei de diretrizes da educação.

“Você não está ensinando religiosamente aquele que se inscreveu numa determinada fé se você descreve dessa, daquela ou da outra. Isso pode ser inclusive dado como história das religiões, mas não é ensino religioso”, argumentou Moraes.

A ação da PGR foi proposta em 2010 pela então vice-procuradora Débora Duprat. Segundo entendimento da procuradoria, o ensino religioso só pode ser oferecido se o conteúdo programático da disciplina consistir na exposição “das doutrinas, práticas, histórias e dimensão social das diferentes religiões”, sem que o professor privilegie nenhum credo.

Para a procuradora, o ensino religioso no país aponta para a adoção do “ensino da religião católica”, fato que afronta o princípio constitucional da laicidade. O ensino religioso está previsto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e no Decreto 7.107/2010, acordo assinado entre o Brasil e o Vaticano para o ensino do tema.

Outro lado

Na sessão de quarta-feira (30), o advogado Fernando Neves, representante da Conferência  Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), defendeu a obrigatoriedade do ensino religioso por estar previsto na Constituição. Além disso, Neves argumentou que o poder público não pode impedir o cidadão de ter a opção de aprofundar os conceitos sobre sua fé.

“O ensino religioso não é catequese, não é proselitismo. É aprofundamento daquele que já escolheu aquela fé, por si ou por sua família. Os alunos são livres para frequentar”, argumentou.

A advogada-geral da União, Grace Mendonça, defendeu também o ensino religioso nas escolas públicas no formato atual. Para ela, ao prever expressamente a disciplina, a Constituição obriga o Estado a oferecê-la. Gracie argumentou que a oferta da disciplina nas escolas públicas fortalece a democracia, tornando-a mais inclusiva.

(Agênia Brasil/Foto – STF)

BNB promoverá o I Encontro de Entidades Públicas de Previdência do Ceará

Marcos Holanda preside o BNB.

Mais de R$ 1,8 bilhão é o valor aplicado pelas entidades públicas gestoras dos Regimes Próprios de Previdência Social no Ceará. Atento a essa situação, o Banco do Nordeste realizará nesta sexta-feira, a partir das 8 horas, o I Encontro das Entidades Públicas de Previdência do Ceará. O evento, segundo a assessoria de imprensa do BNB, acontecerá na sede do banco (Bairro Passaré) e reunirá gestores municipais de regimes próprios de Previdência e fundações públicas.

O diretor de Ativos de Terceiros, Max Bezerra, e executivos do BNB vão apresentar produtos e soluções dos fundos de investimento para rentabilizar os recursos previdenciários administrados por cada entidade. O economista-chefe do BNB, Luiz Alberto Esteves, participa do último painel, sobre o cenário econômico do Nordeste e do Ceará. Compõem a programação do encontro painéis com os temas Consultoria Atuarial e Fundos de Investimento.

Conforme o diretor de Ativos de Terceiros do Banco do Nordeste, Max Bezerra, o evento tem o objetivo de apresentar aos institutos de previdência dos municípios e fundações suporte a tomada de decisões e a disponibilização de fundos de investimento competitivos. “Dessa forma, esperamos contribuir para ampliar a rentabilidade dos recursos previdenciários dos municípios”, ressaltou.

Petrobras reajusta preço da gasolina em 4,2% nas refinarias

66 1

A Petrobras vai aumentar o preço da gasolina em 4,2% nas refinarias de todo o país a partir de amanhã (1º), no maior reajuste desde a implantação da nova política de preços há dois meses. Ontem (30), ela já havia anunciado para hoje (31) um aumento de 0,5%.

As informações constam da página da Petrobras na Internet, onde é anunciado, ainda, um aumento de 0,8% para o óleo diesel também para o dia 1º. Ontem, a empresa havia divulgado para diesel uma majoração de 2,5% a partir de hoje

Embora a Petrobras não fale sobre o assunto, a alta está diretamente ligada aos aumentos da cotação da gasolina em decorrência da tempestade Harvey, que vem devastando os estados do Texas e de Louisiana, nos Estados Unidos.

Com o aumento que passará a vigorar a partir de amanhã, o preço da gasolina acumula alta nos últimos quatro dias (20 de agosto a 1º de setembro) de 4,7% e o óleo diesel de 4,2%.

Nova política de preços começou em junho

A nova política de preços adotada pela Petrobras foi anunciada em 30 de junho. Naquela dia, a estatal informou que os reajustes teriam mais frequência e poderiam até ser diários, dependendo das oscilações do preço do produto no mercado externo.

Aprovadas pela diretoria executiva, as alterações objetivam dar maior autonomia para a área técnica de marketing e comercialização da estatal visando realizar ajustes nos preços, que podem mudar a qualquer momento, desde que os reajustes acumulados por produto estejam, na média Brasil, dentro de uma faixa determinada (-7% a +7%), respeitando a margem estabelecida pelo Gemp (Grupo Executivo de Mercado e Preços).

No entendimento da Petrobras, com a revisão anunciada, a nova política de preços permitiria maior aderência dos preços do mercado doméstico ao mercado internacional no curto prazo e possibilitaria competir de maneira mais ágil e eficiente, recuperando parte do mercado que a empresa vinha perdendo para os derivados importados.

(Agência Brasil)

Presidente da Associação Cearense dos Magistrados defende o auxílio-moradia

195 3

Presidente da Associação Cearense de Magistrados, o juiz estadual Ricardo Alexandre, é a favor da resolução baixada pelo CNJ que assegura até para juiz, que mora em Fortaleza, receba o auxílio-moradia.

“É um direito reconhecido”, diz ele, completando: “Várias outras carreiras recebem.”

VAMOS NÓS – Tudo bem, mas nem tudo que é legal é aceitável.

Deputados apresentam proposta que proíbe indicação política de gestor hospitalar

Os deputados que integram a comissão externa da Câmara destinada a investigar a situação de emergência dos hospitais públicos federais do Rio de Janeiro, apresentaram hoje (31) projeto de lei que proíbe a indicação política para cargos de direção dessas unidades de saúde. De acordo com a proposta, só poderão exercer funções de chefia, direção e assessoramento no Sistema Único de Saúde (SUS) os profissionais que comprovarem “capacidade técnica, independência funcional” e experiência mínima de três anos de atuação nos serviços de saúde.

As regras para nomeação dos ocupantes de cargos de direção dos hospitais federais incluem ainda a proibição de vínculo do candidato a gestor com empresas que prestam serviços ou fornecem produtos para unidades de saúde e a exigência de que este não tenha relação familiar com nenhum integrante do Poder Executivo.

A proposta, que altera a legislação do SUS, estabelece que as unidades tenham uma área independente responsável pela gestão de riscos, controle interno e auditoria dos serviços.

O texto é assinado pelos deputados Hugo Leal (PSB), Jandira Feghali (PCdoB), Celso Pansera (PMDB), Chico d’Angelo (PT), Alexandre Valle (PR) e Delley (PTB), todos do Rio de Janeiro, e o projeto de lei ainda precisa ser analisado pelo plenário da Câmara.

Segundo a coordenadora da comissão externa, Jandira Feghali, a medida visa a impedir o uso político em locais que lidam com vidas humanas: “Fizemos inspeções em diversas unidades nos últimos dois meses e flagramos diretores das unidades sem saber o número de leitos do hospital pelo qual eram responsáveis. Isso é um absurdo. A falta de gestão só agrava a crise que a gente vive lá”, afirma.

Os parlamentares elaboraram a proposta depois de várias visitas aos hospitais federais do estado nos quais encontraram uma série de irregularidades. O grupo deve ainda propor ao governo federal e à justiça outras medidas para resolver a crise dos hospitais.

(Agência Brasil)

PF e Escola Pública de Fortaleza fecham parceria pró-implantação de projeto de Augusto Cury

A Polícia Federal no Ceará e a Escola de Ensino Médio Coronel Professor José Aurélio Câmara assinarão, às 9h30min desta sexta-feira, na rua Jorge Acúrcio, nº 655, no bairro Vila União, um termo de compromisso para a implantação do programa educacional “Escola da Inteligência“, do Instituto Augusto Cury. A informação é da assessoria de imprensa da Corporação.

A parceria da Polícia Federal com o Instituto Augusto Cury surgiu depois de o palestrante conhecer alguns projetos desenvolvidos na Academia Nacional de Polícia como o Grupo de Prevenção ao Uso Indevido de Drogas. Ele colocou a disposição da ANP, sem qualquer custo, o treinamento da Escola da Inteligência e outras palestras de interesse da instituição.

Inteligência Multifocal

Com essa medida, a Academia Nacional de Polícia (ANP), da Polícia Federal, sob a supervisão do Grupo de Prevenção ao Uso Indevido de Drogas da PF no Ceará-GPRED, irá utilizar o método do programa da “Escola da Inteligência”, fundamentado na Teoria da Inteligência Multifocal, atualmente atendendo mais de 200 mil alunos em escolas particulares e públicas em todo o país.

A E.E.M Cel. Prof. José Aurélio Câmara foi a primeira escola pública no Nordeste a ser contemplada. Além de Fortaleza, Araraquara (SP), Santa Maria (RS), Manaus (AM) e Planaltina (DF) receberão o projeto.

Potencial eólico do Ceará é tema de reportagem de TV chinesa

208 1

O potencial para o desenvolvimento da energia eólica ainda a ser explorado no Ceará foi tema de reportagem da China Global Television Network (CGTN) America. A CGTN é um canal de notícias 24 horas, da China Central Television (CCTV), com sede em Pequim, formada por  um grupo de seis canais internacionais de televisão multi-idioma de propriedade e operados pela China.

A reportagem do correspondente da CGTN America no Brasil, Paulo Cabral, explorou os parques eólicos da região de Ubajara, ouviu representares da cadeia produtiva, bem como do Governo do Ceará, destacando as vantagens do Estado e que o BRICS New Development Bank está desempenhando um papel ativo no financiamento de energia renovável.

No Ranking

No Brasil, o Ceará está entre os cinco principais geradores de energia a partir do vento, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). O potencial de eficiência do vento para geração de energia no Ceará supera a média mundial e a do próprio País.

O Estado possui um fator de capacidade médio de 47,6%, segundo dados da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), enquanto o Brasil fica com 40,7% e o mundo com 25%. Esse indicador demonstra a capacidade de geração de energia em função da potência instalada e do período de operação.

Hoje, a energia eólica é a segunda principal fonte energética do Ceará, com potência instalada de 1.652 MW, perdendo apenas para a geração termelétrica, que é de 2.152 MW. São 61 parques eólicos em funcionamento e 22 em construção.

Veja a reportagem

SERVIÇO

*Confira a matéria aqui.

Diminui ritmo de matriculas no ensino superior do País

O número de matrículas em instituições de ensino superior subiu de 8,03 milhões em 2015 para 8,05 milhões em 2016, uma diminuição no ritmo de crescimento quando comparado aos últimos anos.

Em 2006, foram 4,94 milhões de matrículas. Em 2010, esse número subiu para 6,4 milhões e, em 2014, para 7,83 milhões. Os dados fazem parte do Censo da Educação Superior divulgado hoje (31) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação.

Essa diminuição no ritmo de crescimento se explica, em parte, pela queda do número de matrículas na rede privada em 2016. Em 2015, foram registradas 6,07 milhões de matrículas nessas entidades, número que caiu para 6,05 milhões em 2016 – uma queda de 0,2%. Já as matrículas nas públicas aumentaram de 1,95 milhão para 1,99 milhão – um crescimento de 1,9%.

Para o ministro da Educação, Mendonça Filho, a crise econômica é a responsável pela queda no número de matrículas na rede privada em 2016.

Iniciativa privada

Das 2.407 instituições de educação superior (IES) brasileiras, 87,7% (2.111) são privadas e 12,3% são públicas (4,45% federais; 5,11% estaduais, e 2,74% municipais).

No geral, há mais instituições de ensino superior privadas do que públicas no Brasil. No entanto, se o recorte abranger apenas universidades esse quadro inverte. São 108 universidades públicas (54,8%) e 89 privadas (45,8%). Além disso, se por um lado as 197 universidades correspondem a apenas 8,2% do total de IES no país, por outro elas representam 53,7% do total de matrículas em cursos de graduação.

A maior fatia de instituições privadas se deve em parte à disponibilização de crédito por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). De acordo com o diretor de Estatísticas Educacionais do Inep, Carlos Moreno, este programa “garante financiamento para 45% dos alunos das instituições privadas”.

Segundo o ministro da Educação, Mendonça Filho, “o Fies significa sustentabilidade, e não rombo [para os cofres públicos]. E teremos uma dotação específica para os mais pobres”, disse ao informar que trabalha com a possibilidade de beneficiar com financiamento 100 mil estudantes em 2018.

As instituições de educação superior (IES) podem ser universidades, centros universitários ou faculdades. Também são consideradas IES os institutos federais e centros federais de tecnologia (as antigas escolas técnicas).

(Agência Brasil)