Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

O machismo de Wesley Safadão

Com o título “O machismo de Wesley Safadão”, eis artigo do jornalista Ítalo Coriolano, que pode ser conferido no O POVO desta sexta-feira. Aborda declaração do cantor cearense que gerou polêmica. Confira:

Nesta semana, o cantor cearense Wesley Safadão causou polêmica ao afirmar que preferia ter apenas “filhos homens”. Em entrevista à revista Caras, destacou o receio em relação ao “cabra” que fosse namorar sua herdeira. “A gente é homem e a gente sabe”, justificou.

As declarações de Safadão podem ser interpretadas como um desejo de proteção, ciúmes, mas embutem um forte tipo de machismo presente na maioria das famílias brasileiras. Caso os filhos sejam do sexo masculino, são estimulados desde cedo a “pegar geral”. Se forem do sexo feminino, viram figuras intocáveis, reproduzindo uma ideia de fragilidade que atravessa os séculos e acaba influenciando as diferentes relações sociais. O filho pode namorar à vontade, enquanto a filha precisa ser preservada, mesmo que para isso seus desejos tenham que ser oprimidos.

Assim, acaba-se, até inconscientemente, perpetuando a dependência da mulher em relação ao homem e mantendo a sexualidade feminina como um eterno tabu, à mercê do poder masculino.

Não vai ser esse tipo de postura que vai determinar se sua filha irá “ficar”, namorar ou casar com uma boa pessoa. Pelo contrário, pode provocar nela ainda mais insegurança ou até um sentimento de revolta em relação à figura paterna. O que nossos filhos e filhas precisam é de bons exemplos dentro da própria casa.

Se tiverem um modelo respeitável, correto, dificilmente aceitarão menos do que isso na hora de se relacionar. Amor não tem nada a ver com controle exacerbado, mas com generosidade, capaz de transformar as meninas de hoje em senhoras da própria vida, livres, independentes, empoderadas.

Quando Wesley afirma “a gente é homem e a gente sabe”, acaba fazendo exatamente o oposto, dando a entender que seu comportamento em relação às mulheres não é correto, que o “safadão” que carrega no nome artístico é bem mais que uma estratégia de marketing. Talvez o receio do artista seja exatamente que sua filha encontre alguém como ele no decorrer da vida. O que deve ser um tormento.

*Ítalo Coriolano

coriolano@opovo.com.br

Editor do O POVO Online.

Rodrigo Maia vê Ciro adotando a “estratégia violino”

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, não tem demonstrado preocupação com as recentes declarações do presidenciável Ciro Gomes, que soam como falta de afinação com o DEM.

A interlocutores, segundo informa a Veja Online, ele tem dito que Ciro é um adepto da “estratégia violino”: segura com a esquerda e toca com a direita.

Na avaliação de Maia, Ciro sabe que não vai poder mexer na lei trabalhista inteira, ainda que ele bata na reforma.

De qualquer forma, o DEM só vai anunciar para onde vai depois da Copa do Mundo.

Inflação para famílias de menor renda ficou em 1,43% em junho

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que registra a variação de preços para as famílias de menor renda, de um a cinco salários mínimo, fechou o mês de junho com alta de 1,43%, a maior alta para o mês desde os 2,18% de junho de 1995. O resultado é 1 ponto percentual superior à taxa de 0,43% verificada em maio.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é a primeira vez desde janeiro de 2016 que o índice ficou acima de 1,0%. Com o resultado de junho, o INPC passou a acumular alta de 2,57% nos primeiros seis meses do ano, resultado acima dos do 1,12% registrado em igual período do ano passado. Nos últimos 12 meses, o índice ficou em 3,53%, bem acima do 1,76% dos 12 meses anteriores. Em junho de 2017, a taxa havia fechado com deflação (inflação negativa) de 0,30%.

O INPC de junho foi influenciado pelos produtos alimentícios, que tiveram alta de 2,24%, enquanto, no mês anterior, a variação havia sido de apenas 0,29%. Os produtos não alimentícios aumentaram 1,08%, enquanto, em maio, o índice foi de 0,49%.

O maior índice ficou com a região metropolitana de Belo Horizonte, cuja taxa do INPC fechou com alta de 2,12%, influenciada pelo reajuste de 21,70% na energia elétrica, decorrente do reajuste de 18,53% nas tarifas, em vigor desde 28 de maio.

Já o menor o menor índice ficou com a região metropolitana de Belém, cuja alta foi de 0,71%, motivado pelas quedas nos pescados (4,46%) e na refeição fora (1,45%).

O INPC abrange dez regiões metropolitanas do país, além de Brasília e dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís e Aracaju, mas se refere a variação de preços junto às famílias com rendimento monetário de um a cinco salários mínimo.

(Agencia Brasil)

Eusébio vai ganhar mais um empreendimento na área da saúde

Da Coluna O POVO Economia, assinada pela jornalista Neila Fontenele no O POVO desta sexta-feira:

O Eusébio, cidade da Região Metropolitana de Fortaleza, vai receber mais um empreendimento na área de saúde.

A Rede Tradelife vai construir um complexo médico/hospitalar no município, dentro do Polo Tecnológico de Saúde, com investimento de aproximadamente R$ 400 milhões.

O projeto terá 64 mil metros quadrados e a obra deve levar de 24 a 36 meses para ser concluída.

Receita credita R$ 154,4 milhões na conta de quase 100 mil cearenses

A Receita Federal creditou, nesta sexta-feira (6), R$ 154,4 milhões em contas bancárias de 99.857 cearenses. Desse total, 97.531 são declarantes do imposto de renda da pessoa física 2018, totalizando R$ 150,6 milhões, a ser restituídos com correção pela taxa Selic de 2,04%. Para 2.326 declarações restantes, referentes a declarações entregues entre 2017 e 2009, que totalizam R$ 3,742 milhões, o índice de atualização monetária varia entre 9,87% (2017) e 92,09% (2009).

A restituição fica disponível no banco por um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la pela internet, no formulário eletrônico – Pedido de Pagamento e Restituição (Peres), ou diretamente no e-CAC, no link extrato de processamento da Dirpf.

SERVIÇO

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 0800-729-0001 e 0800-729-0088 (deficientes auditivos), para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Cid Gomes: “Empresário escravocrata pode ficar com Bolsonaro”

Cid Gomes, irmão e principal conselheiro do presidenciável Ciro Gomes (PDT), defendeu a atuação do pedetista no evento da Confederação Nacional da Indústria, nesta semana, em Brasília, no qual o pré-candidato foi vaiado ao criticar a reforma trabalhista.

Cid, segundo a Painel, da Folha de S.Paulo desta sexta-feira, afirmou que a vaia disparada contra o irmão foi localizada e partiu do fundo do auditório.

“Ele fez um apelo para que entendam o papel social. Empresa não deveria se preocupar com folha de pagamento, mas com o câmbio. A gente não quer parceria com empresário escravocrata. Esse tipo pode ficar com o Bolsonaro”, concluiu Cid.

(Foto – Agência Brasil)

Inflação da construção civil fica em 0,58% em junho

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) registrou inflação de 0,58% em junho, 0,03 ponto percentual acima do 0,55% registrado em maio, segundo dados divulgados hoje (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esta foi a segunda alta consecutiva do índice, que em junho atingiu o maior patamar no ano.

O Sinapi acumula taxa de inflação de 4,07% em 12 meses, acima dos 3,87% registrados pelo mesmo indicador em maio. Segundo o IBGE, o metro quadrado da construção passou a custar R$ 1.089,46.

A mão de obra ficou 0,61% mais cara no mês passado e passou a custar R$ 530,71 por metro quadrado. Os materiais de construção tiveram alta de preços de 0,56% no mês. O metro quadrado dos materiais passou a custar R$ 558,75.

(Agência Brasil)

José Guimarães: Lula será candidato e PT não tem Plano B

502 2

O deputado federal José Nobre Guimarães (PT) garante: Lula será o candidato a presidente. “E não trabalhamos com essa história de Plano B!”, avisa. O petista até adianta que a convenção nesse sentido acontecerá no dia 4 de agosto, com registro da candidatura ocorrendo no dia 15 de agosto.

Tudo bem, mas que o PT tem o Fernando Haddad no colete vermelho, tem.

(Foto – Lula Marques)

Se eleito, Ciro vai adotar a política a la Robin Hood na economia

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta sexta-feira:

“Está na hora do rico pagar imposto no Brasil!”, afirma o economista Mauro Benevides Filho, que coordena o plano econômico do presidenciável Ciro Gomes (PDT). Segundo afirma, isso terá que ocorrer porque a classe média e o trabalhador já não aguentam mais o peso da carga tributária.

Dentro dessa lógica, ele informa que, caso Ciro chegue ao Planalto, colocará em prática ajuste fiscal, mas, principalmente, um ajuste na receita. A ordem será ir buscar receita de quem não paga – no caso o andar de cima, que é a classe mais favorecida. “Classe média e trabalhador não terão mais sacrifício”, acentua o economista. Nesse objetivo, propõe a criação de imposto de renda na distribuição de lucros e dividendos, o que daria, de imediato, um saldo de R$ 49 bilhões. Propõe também alteração na alíquota do imposto sobre grandes heranças e doações. Essas medidas e mais outras no plano bancário virão. Exemplo: o enfrentamento no spread bancário (que é a diferença entre custo de captação e aquilo que é emprestado – no Brasil, o mais alto do mundo) e uma mexida no compulsório que bancos têm que repassar para o Banco Central, também muito elevado.

Mauro Filho até vaticina: isso precisa vir porque a herança a ser deixada pelo governo Temer é pesadíssima. Nela, déficit de R$ 140 bilhões em 2019 e um contingente de desempregados que beiram os 14 milhões de brasileiros.

Brasil tem maior queda de investimentos estrangeiros na América Latina e Caribe

Pelo terceiro ano consecutivo, o investimento estrangeiro direto (IED) na América Latina e Caribe caiu, com fluxo total de US$ 161,673 bilhões em 2017, um recuo de 3,6% em relação ao ano anterior. No Brasil, a queda foi maior (-9,7%), com investimentos de US$ 70,685 bilhões, volume US$ 7,5 bilhões menor do que em 2016.

Os números foram divulgados nessa quinta-feira (5) pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), organismo vinculado às Nações Unidas. Em relação ao ano de 2011, a queda nos investimentos soma 20% em toda a região.

Segundo o relatório da Cepal, considerando uma análise de médio prazo, a queda contínua do IED nos últimos oito anos pode ser explicada pelos menores preços dos produtos básicos de exportação, como as commodities agrícolas e minerais, que reduziram significativamente os investimentos nas indústrias extrativas. Além disso, pesou nesse recuo a forte recessão econômica que foi registrada em 2015 e 2016, principalmente no Brasil, país que representa 43,7% do total de IED aplicado em toda a América Latina e Caribe.

“O investimento estrangeiro direto depende, sobretudo, se vai haver ou não oportunidades de novos negócios, se vai haver rentabilidade das operações. E isso no Brasil há ainda uma grande incerteza”, disse Alicia Bárcena, secretária executiva da Cepal. Além disso, o Brasil enfrenta um desafio adicional relacionado à questão fiscal.

Segundo Alicia, o Brasil é um dos países mais endividados da região, com uma cifra de endividamento acima de 60% em relação ao Produto Interno Bruto (PIB – soma de todos os bens e serviços produzidos no país). “Para nós, uma dívida sustentável deveria estar abaixo dos 40% do PIB”. Atualmente, a dívida bruta dos governos no Brasil ultrapassa a cifra dos R$ 5 trilhões, o que representa pouco mais de 75% do PIB.

Apesar desse cenário, houve uma reversão parcial das quedas em 2017 em função do crescimento de 1,3% do PIB na América Latina e Caribe, além da subida nos preços do petróleo e de metais. Esse aumento dos preços, avalia a Cepal, fez com que se recuperasse a rentabilidade do investimento, após vários anos de queda, o que também impulsionou o reinvestimento dos lucros, mas ainda foi insuficiente para a recuperação do IED nas indústrias extrativas.

Enquanto em 2016 a grande maioria dos países da região registraram quedas nas entradas de IED, em 2017 os investimentos estrangeiros diretos subiram na maioria deles, mas o recuo na média geral se deu por causa das quedas no Chile (-48%) e no México (-8,8%), além do próprio Brasil (-9,7%).

Na contramão entre as principais economias da região, a Argentina registrou ampliação de IED em 253%, entre 2016 e 2017, somando uma corrente de investimentos de mais de US$ 11,5 bilhões.

(Agência Brasil)

Dólar tem dia de forte alta e fecha a R$ 3,9344

O dólar fechou hoje (05) no maior patamar desde março de 2006, com a moeda norte-americana subindo 0,55%, cotada a R$ 3,9344. Durante o dia, o dólar chegou a valer R$ 3,9416. A cotação acompanhou o temor dos investidores com o prazo de amanhã (06) anunciado pelo Estados Unidos para início da taxação dos produtos da China, contando com uma eventual retaliação dos chineses.

A divulgação da ata da última reunião do Federal Reserve (banco central norte-americano) aumentou o temor dos investidores, pois o documento sinaliza que pode haver uma nova alta de juros no mercado local. A posição do Banco Central, que não realizou na semana nenhum leilão extraordinário de swaps cambiais (venda futura da moeda norte-americana), também colaborou com a valorização da moeda no pregão de hoje.

(Agência Brasil)

Assembleia Legislativa aprova 2.500 vagas para professores e 700 para agentes penitenciários

A Assembleia Legislativa aprovou, nesta quinta-feira, três mensagens que haviam sido encaminhadas pelo Governo do Ceará. São elas: o projeto que autoriza a realização de concurso público destinado ao provimento de cargos de docentes da rede pública estadual foi um dos aprovados. A informação é da assessoria de imprensa do Poder Legislativo.

O processo de seleção se destina à contratação de 2.500 professores, com o edital sendo lançado ainda neste mês. De acordo com o projeto de lei, os cargos criados devem suprir as carências de docentes nas disciplinas/áreas do Ensino Médio das Escolas da rede estadual.

Ainda na área da Educação, foi aprovada a mensagem que atualiza e aperfeiçoa a legislação pertinente ao processo de escolha e indicação dos diretores das Escolas Estaduais de Educação Profissional, visando agilizar os procedimentos das seleções públicas, diminuindo, assim, seu custo.

Agentes penitenciários

A outra mensagem aprovada trata da criação de 700 vagas para agentes penitenciários. Quando criadas, essas vagas vão receber o cadastro de reserva do último concurso para agente, iniciado em outubro do ano passado. Ao todo, o processo seletivo teve mais de 76 mil inscritos, e 1.000 tomaram posse nas unidades prisionais do Estado.

Contas de 2017

Também foram aprovadas as contas apresentadas pelo Governo do Ceará, alusivas ao exercício de 2017, seguindo parecer prévio do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

TJ do Ceará divulga gabarito preliminar de prova objetiva do concurso para juiz substituto

O gabarito preliminar do modelo padrão da prova objetiva, aplicada no último domingo (1º/07), do concurso para juiz substituto do Tribunal de Justiça do Ceará, foi publicado nessa terça-feira (03/07). As respostas podem ser consultadas no Edital nº 10, disponibilizado no Diário da Justiça. A informação é da assessoria de imprensa do TJCE.

Conforme o referido Edital, por questões de segurança, foram aplicadas provas diferenciadas quanto à ordem da numeração das questões.

O interessado poderá utilizar o modelo das provas e os gabaritos padrões para a verificação preliminar das respostas, disponíveis na referida página eletrônica. O requerimento de vista da folha de respostas, do gabarito específico e do caderno deverá ser feito até 23h59min de 5 de julho (horário de Brasília), pelo aplicativo disponibilizado no site do Cespe.

A sessão pública de distribuição dos recursos ocorrerá em 9 de julho, às 14 horas, no Plenário Conselheiro Bernardo Machado da Costa Dória, na sede do TJCE, em Fortaleza. O julgamento dos recursos será realizado no dia 27 de julho, às 9 horas, no mesmo local.

São oferecidas 50 vagas para o cargo de juiz substituto, incluindo três reservadas a pessoas com deficiência e dez para candidatos negros. O concurso está sendo executado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). O presidente da Comissão Examinadora é o desembargador Washington Araújo, vice-presidente do TJCE.

SERVIÇO

*O documento poderá ser acessado em www.cespe.unb.br.

*O edital, com o resultado final da prova objetiva seletiva e a convocação para as provas escritas discursivas, será publicado no Diário da Justiça e em www.cespe.unb.br na data provável de 1º de agosto deste ano.

Cagece recebe R$ 164,7 milhões do BNB para melhorias dos sistemas de água e esgoto da RMF

576 1

O Banco do Nordeste concedeu crédito de R$ 164,7 milhões para a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), por meio do Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Nordeste (FNE). O montante será utilizado em melhorias dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário para os municípios de Fortaleza, Maracanaú e Pacoti. O investimento total é de R$ 235 milhões, dos quais R$ 70,6 milhões serão custeados com recursos próprios da Cagece. A informação é da assessoria de imprensa do BNB.

“Com essa parceria com o Governo do Estado, vamos beneficiar quase três milhões de pessoas. Nosso objetivo é contribuir para a maior cobertura possível no Ceará porque sabemos que saneamento é a base para garantir não só saúde, mas também desenvolvimento”, afirmou o diretor de Planejamento do BNB, Perpétuo Socorro Cajazeiras, durante a solenidade de assinatura, realizada nesta quinta-feira, no Palácio da Abolição, sede do Governo do Ceará. A cerimônia contou com a participação do senador Eunício Oliveira.

As obras consistem em melhorias nos sistemas de abastecimento, esgotamento sanitário, elaboração de estudos para ampliação dos serviços, reforma, mecanização e substituição de trechos da rede, além de aquisição de equipamentos para melhorias na Estação de Pré-Condicionamento de Esgoto (EPC). Também estão previstos investimentos para gestão de cadastro georreferenciado, readequação de estação de tratamento de esgoto e aquisição de equipamentos e veículos.

O governador Camilo Santana, destacou a importância da parceria. “Investir em saneamento é investir em saúde e qualidade de vida para as pessoas. Por isso, o Governo do Ceará, por meio da Cagece, dedicou-se tanto a esse projeto, buscando apoio do Banco do Nordeste para financiamento, a fim de garantir a ampliação do acesso a esses serviços nos municípios da Região Metropolitana de Fortaleza”, ressaltou.

Representaram ainda o Banco do Nordeste os diretores de Administração, Cláudio Luiz Freire Lima, e de Controle e Risco, Nicola Moreira Miccione. Também estiveram presentes o diretor-presidente da Cagece, Neuri Freitas, os prefeitos das cidades beneficiadas e autoridades locais.

(Foto – Arquivo)

Ministro do Trabalho pede demissão após ser alvo de operação da Polícia Federal

O ministro do Trabalho, Helton Yomura (PTB), pediu demissão do cargo nesta quinta-feira (5), informou, em nota, a Presidência da República. Alvo da Operação Registro Espúrio, da Polícia Federal, Yomura foi afastado do cargo nesta quinta por determinação do Supremo Tribunal Federal. As informações são do Portal G1.

A operação investiga uma suposta organização criminosa integrada por políticos e servidores que teria atuado para cometer fraudes na concessão de registros sindicais pelo Ministério do Trabalho.

Helton Yomura foi à sede da Polícia Federal em Brasília nesta quinta-feira para ser submetido a interrogatório. Ele optou por ficar calado diante das perguntas feitas pelos investigadores.

Em nota, a defesa de Yomura afirmou que ele não cometeu nenhum ato ilícito e que “nega veementemente qualquer imputação de crime ou irregularidade”.

Na carta de demissão enviada ao presidente Michel Temer (veja reprodução mais abaixo), à qual o G1 teve acesso, Yomura afirmou: “Estou ciente de que jamais pratiquei ou compactuei com qualquer ilicitude ou irregularidade nos cargos que ocupei no Ministério do Trabalho”.

(Foto – Agência Brasil)

Brasil registrou queda de 9,7% nos investimentos estrangeiros em 2017, diz Cepal

Pelo terceiro ano consecutivo, o investimento estrangeiro direto (IED) na América Latina e Caribe caiu, com fluxo total de US$ 161,673 bilhões em 2017, um recuo de 3,6% em relação ao ano anterior. No Brasil, a queda foi maior (-9,7%), com investimentos de US$ 70,685 bilhões, volume US$ 7,5 bilhões menor do que em 2016.

Os números foram divulgados hoje (5) pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), organismo vinculado às Nações Unidas. Em relação ao ano de 2011, a queda nos investimentos soma 20% em toda a região.

Segundo o relatório da Cepal, considerando uma análise de médio prazo, a queda contínua do IED nos últimos oito anos pode ser explicada pelos menores preços dos produtos básicos de exportação, como as commodities agrícolas e minerais, que reduziram significativamente os investimentos nas indústrias extrativas. Além disso, pesou nesse recuo a forte recessão econômica que foi registrada em 2015 e 2016, principalmente no Brasil, país que representa 43,7% do total de IED aplicado em toda a América Latina e Caribe.

“O investimento estrangeiro direto depende, sobretudo, se vai haver ou não oportunidades de novos negócios, se vai haver rentabilidade das operações. E isso no Brasil há ainda uma grande incerteza”, disse Alicia Bárcena, secretária executiva da Cepal. Além disso, o Brasil enfrenta um desafio adicional relacionado à questão fiscal.

Endividamento do Brasil

Segundo Alicia, o Brasil é um dos países mais endividados da região, com uma cifra de endividamento acima de 60% em relação ao Produto Interno Bruto (PIB – soma de todos os bens e serviços produzidos no país). “Para nós, uma dívida sustentável deveria estar abaixo dos 40% do PIB”. Atualmente, a dívida bruta dos governos no Brasil ultrapassa a cifra dos R$ 5 trilhões, o que representa pouco mais de 75% do PIB.

Apesar desse cenário, houve uma reversão parcial das quedas em 2017 em função do crescimento de 1,3% do PIB na América Latina e Caribe, além da subida nos preços do petróleo e de metais. Esse aumento dos preços, avalia a Cepal, fez com que se recuperasse a rentabilidade do investimento, após vários anos de queda, o que também impulsionou o reinvestimento dos lucros, mas ainda foi insuficiente para a recuperação do IED nas indústrias extrativas.

Maiores quedas

Enquanto em 2016 a grande maioria dos países da região registraram quedas nas entradas de IED, em 2017 os investimentos estrangeiros diretos subiram na maioria deles, mas o recuo na média geral se deu por causa das quedas no Chile (-48%) e no México (-8,8%), além do próprio Brasil (-9,7%).

Na contramão entre as principais economias da região, a Argentina registrou ampliação de IED em 253%, entre 2016 e 2017, somando uma corrente de investimentos de mais de US$ 11,5 bilhões.

(Agência Brasil)

Ciro diz que São Paulo é “o centro da crise brasileira e o centro para a saída da crise”.

Em passagem por Bauru (SP), nesta quinta-feira, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) voltou a destacar a importância do estado de São Paulo para a retomada do crescimento do país. Entrevistado pela TV Preve, dessa cidade, o pré-candidato disse que o estado “é, a um só tempo, o centro da crise brasileira e o centro para a saída da crise”.

“É aqui que está a ciência, a tecnologia do país. É aqui que está o empreendedorismo de várias vocações. Portanto, nós precisamos agitar São Paulo porque o Brasil, mais uma vez, está precisando de São Paulo”, enfatizou o presidenciável.

Ciro, que já foi ministro da Fazenda no governo Itamar Franco, tem defendido que a geração de empregos no Brasil deve ser pensada a partir da realidade de cada estado.“A construção civil, por exemplo, só ela já matou nos últimos anos em São Paulo quase 400 mil empregos”.

De acordo com o presidenciável, “obra parada é o que não falta para todo lado, porque se retirou os mecanismos de financiamento, de infraestrutura do Brasil”. “Enquanto nossa gente está obrigada a viver no biscate, como se chama lá no Nordeste”.

Reforma da selvageria

Ciro Gomes tem criticado a reforma trabalhista aprovada pelo governo Michel Temer em 2017. Segundo ele, a nova lei é uma selvageria com o trabalhador. Ele ressalta, porém, que não é preciso ter medo de modernizar as leis trabalhistas, no entanto é preciso fazer uma reforma justa, moderna, e que leve em consideração as relações saudáveis entre empregado e patrão.

(Com  Rádio Mais)

Cine Ceará e Cogerh lançam concurso de vídeos realizados em aparelho celular

906 1

A Companha de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado (Cogerh) e o Cine Ceará fecharam uma parceria importante para continuar fomentando o debate sobre escassez dos recursos hídricos no Estado.

Isso virá através de edital que oferece um prêmio de R$ 3 mil para vídeos realizados em aparelho celular, de até três minutos, tratando to tema . É o projeto “Cada Gota Conta”.

Os vídeos devem focar na importância da preservação da água, informa o organizador do festival, Volney Oliveira.

Ministro do Trabalho presta depoimento na sede da PF

Alvo da 3ª fase da Operação Registro Espúrio, deflagrada hoje (5), pela Polícia Federal (PF), o ministro do Trabalho, Helton Yomura, prestou depoimento na superintendência do órgão, em Brasília. Yomura apresentou-se acompanhado por seu advogado por volta das 10h30min. E depôs por cerca de 1 hora. Como as investigações correm em sigilo, a PF não confirmou detalhes da operação.

Em nota, a corporação explicou apenas que a nova fase da operação Registro Espúrio tem o objetivo de combater uma organização criminosa que atuava na concessão fraudulenta de registros sindicais no Ministério do Trabalho.

Dez mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a pedido da Polícia Federal e da Procuradoria-Geral da República estão sendo cumpridos em Brasília e no Rio de Janeiro.

Em nota, o advogado do ministro, César Caputo Guimarães, confirmou que, em função das investigações, Yomura está suspenso de suas funções no ministério e que todas as medidas jurídicas cabíveis estão sendo adotadas para reverter tal medida, determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Sobre as suspeitas que recaem sobre o ministério, a defesa afirma que o ministro “adotou rigorosas providências institucionais para a garantia do interesse público”, entre elas, a exoneração imediata de todos os servidores sob investigação, abertura de sindicância e processos administrativos para averiguação dos fatos e suspensão de todos os atos que pudessem provocar repercussões no âmbito da investigação.

“Tendo a certeza de não ter cometido nenhum ato ilícito e que suas ações correspondem a uma política de valorização dos trabalhadores e das instituições, o ministro Helton Yomura, mesmo não sabendo de que atos está sendo acusado, nega veementemente qualquer imputação de crime ou irregularidade”, acrescenta a nota da defesa.

(Agência Brasil)