Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Custo da construção civil sobe 0,68% em julho, diz IBGE

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), variou 0,68% em julho deste ano. A taxa é superior ao 0,35% registrado no mês anterior. O índice também é maior do que o verificado no mesmo mês do ano passado (0,52%).

O Sinapi funciona como fonte oficial de referência de preços de insumos e de custos de composições de serviços. No ano, o índice acumula taxas de 2,66% no ano e, no acumulado de 12 meses, 4,42%.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, passou para R$ 1.143,65 em julho deste ano.

A maior alta foi observada no custo de mão de obra, que ficou 0,92% mais cara, chegando ao valor de R$ 545,73 por metro quadrado. Já os materiais de construção tiveram inflação de 0,47%, passaram a custar R$ 597,92 por metro quadrado.

(Agência Brasil)

Professor francês da área de imunologia dará aula magna na UFC

E aí, já pensou na possibilidade de nossa proteção contra doenças infecciosas em geral ser uma causa para o aumento de doenças autoimunes e alérgicas? Essa hipótese (chamada hygiene hypothesis) será o tema da aula magna da pós-graduação da Universidade Federal do Ceará, que ocorre na próxima segunda-feira, às 15 horas, no Centro de Convivência do Campus do Pici.

A aula, de acordo com a assessoria de imprensa da UFC, ficará por conta do professor francês Jean-François Bach, renomado pesquisador na área da imunologia. A teoria a ser tratada pelo professor baseia-se na ideia de que a exposição a microrganismos causadores de infecções (como as que afetam a flora intestinal) fortalece o sistema imunológico, enquanto a baixa exposição causa déficit de tolerância nesse sistema, tornando-nos mais suscetíveis a doenças de outra ordem.

Essa foi uma observação feita a partir das mudanças higiênicas dos últimos dois séculos, principalmente com relação ao saneamento das grandes cidades, que passaram a fazer tratamento de água e esgoto e a promover sistemas de limpeza mais eficientes, diminuindo o número de infecções.

Quem é?

O palestrante Jean-François Bach é secretário perpétuo honorário da Academia de Ciências da França e professor emérito da Universidade de Paris Descartes. Com centenas de publicações durante a carreira, entre artigos científicos e livros, Bach é referência no mundo na pesquisa sobre imunologia e patologias.

Doutor em Medicina e Ciências, o pesquisador, premiado internacionalmente, é autor do livro Tratado de imunologia, foi chefe de clínica do Hospital de Paris nos anos 1960 e diretor da pós-graduação em imunologia da Universidade de Paris Descartes.

DETALHE – A aula, que terá tradução simultânea, é uma promoção da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, da Pró-Reitoria de Relações Internacionais e do Programa Institucional de Internacionalização da UFC.

SERVIÇO

*Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação –  (85) 3366 9943.

(Foto – Divulgação)

Presidente do BC – Cenário econômico pede juros baixos

95 1

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, disse hoje (8) que a situação econômica do Brasil pede a manutenção dos juros em um patamar baixo. “Nós achamos que a conjuntura econômica prescreve uma política monetária estimulativa. Ou seja, um juros a baixa taxa estrutural. A evolução do cenário básico e balanço de riscos prescreve um ajuste no estímulo monetário”, ressaltou ao participar do 2º Macro Day, evento promovido pelo Banco BTG Pactual.

Na semana passada, o Comitê de Política Monetária do Banco Central reduziu a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual, deixando a Selic em 6% ao ano.

Novos cortes nos juros vão depender, segundo Campos Neto, da evolução do cenário econômico e dos riscos de crescimento da inflação. “Os próximos da política monetária continuarão dependendo da atividade, do balanço de riscos e das expectativas de inflação”.

O presidente diz acreditar na “consolidação de cenário benigno da inflação permitindo ajuste adicional em grau de estímulo”.

Crescimento

Campos Neto atribuiu o baixo ritmo de crescimento a uma retração mundial nos investimentos, influenciada pela desconfiança no desempenho das economias. “Tem um componente global acontecendo nesse sentido que é a queda de investimento. Parte disso está ligado a questão comercial, parte a perspectiva de crescimento. É um investimento que vem de uma forma geral pelo canal credibilidade”.

O presidente do BC destacou que a frustração nas expectativas de crescimento econômico aconteceram em grande parte pelos países emergentes que, assim como o Brasil, reduziram as perspectivas de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país. “O que o Brasil revisou para baixo de crescimento foi o mesmo que o Chile, a Colômbia e o Peru. Na média, está todo mundo entre 0,7% e 0,8%”.

Como fator positivo, Campos Neto, apontou para o fato de que a maior parte dos países estão com taxas básicas de juros estimulando a circulação dos recursos. “Países que fizeram mais ou menos o dever de casa estão com os juros baixos não tem um apelo inflacionário grande. Nisso, os mercados emergentes são favorecidos pelo fluxo”.

Porém, mesmo com as condições favoráveis, o presidente do BC acredita que há uma seletividade maior na aplicação desse dinheiro por parte dos investidores.

(Agência Brasil)

Artigo – “Pai é quem ama e cuida”

Com o título “Pai é quem ama e cuida”, eis artigo de José Expedito da Silva, jornalista e apresentador da Rádio Canção Nova. “Ao contrário do que muitas pessoas pensam, pai não é somente quem nos gerou. A figura paterna pode ser representada pelo tio ou avô que nos criou, e até mesmo pelo padrasto.” Confira:

Somos do tempo em que não são raros os casos de casais que se apaixonam, têm filhos e terminam o relacionamento, alegando que o amor entre os dois chegou ao fim e que é melhor cada um seguir a sua vida. E, ao encerrar essa “sociedade”, pais e mães nem sempre avaliam as consequências da separação para seus filhos antes de começarem uma nova relação.

Surge assim, a “paternidade afetiva”: o novo parceiro da mãe, que geralmente fica com a criança, acaba por se tornar um verdadeiro pai no dia a dia desse novo núcleo familiar. O mesmo pode ocorrer com o pai separado, que acaba assumindo outro relacionamento também com filhos ou filhas.

O caminho mais comum e natural, porém, é que o avô passe a ser a figura paterna na vida de muitas crianças, assumindo em muitos casos até responsabilidades financeiras, tarefas de levar e buscar na escola, além dos compromissos de lazer e passeios.

Para a criança o avô/pai é uma referência de estabilidade e segurança, aquele “porto seguro” nos momentos difíceis, de turbulência, em seu novo modo de vida. Para o avô, que assume a “paternidade afetiva”, é uma experiência de vida muito gratificante porque, além da sensação de estar proporcionando o melhor para seus netos, a recompensa é certa. Todo o carinho, atenção e cuidados dispensados retornam em pequenos gestos de amor puro e sincero daquela frágil criança. Tudo isso renova suas forças e inspira iniciativas empreendedoras, para garantir que essa nova etapa da paternidade possa ser cumprida com a mesma dignidade da primeira.

A experiência comprova que os avós que recebem essa nova incumbência são mais felizes e realizados, porque acabam ganhando uma nova chance de educar, de maneira menos repressiva, sem repetir eventuais erros que tenham cometido na educação de seus próprios filhos. São mais tolerantes e compreensivos, mesmo quando têm que repreender ou corrigir algum comportamento errôneo da criança.

Essa cumplicidade maior entre os avós e seus netos muitas vezes é mal compreendida e interpretada como uma proteção danosa à boa educação. Porém, se for impregnada de amor, paz, justiça e verdade, certamente será benéfica, porque oferecerá um espaço para o crescimento e amadurecimento da criança, amenizando e até curando possíveis traumas decorrentes da separação dos pais. Mais do que presença física, toda criança quer e precisa da “paternidade afetiva”, presença amorosa e protetora que comunica o amor de Deus, o Pai das Misericórdias.

Nesse Dia dos Pais, queremos abraçar com profunda gratidão a todos aqueles que, por laços biológicos ou afetivos, assumem plenamente a paternidade!

*José Expedito da Silva,

Jornalista e apresentador do Jornal Café da Manhã, pela Rádio Canção Nova.

(Foto – Canção Nova)

Deputados parabenizam Narcélio Limaverde por seus 88 anos

Ícone do radiojornalismo cearense, Narcélio Limaverde ganhou homenagem, nesta quinta-feira, durante sessão da Assembleia Legislativa. Partiu dos parlamentares que destacaram seus 88 anos de vida e 65 anos de profissão. Narcélio apresenta programa matinal na FM Assembleia.

“Desde 1954, quando trabalhava na Ceará Rádio Clube, a PRE-9, e era chamado de ‘locutor dos brotinhos’,passando pela TV Ceará e tornando-se o primeiro apresentador de TV do Estado, ele é referência. Uma referência para nossa história”, destacou Acrísio Sena (PT).

Bom lembrar que Narcélio também foi deputado estadual. Em 1986, foi o mais votado, com 36.468 sufrágios e ainda concorreu como vice de Paes de Andrade à Prefeitura de Fortaleza.

(Foto – C. Holanda)

TSE julga improcedente ação de candidatura de Bolsonaro contra Haddad

Haddad durante campanha presidencial com Camilo.

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou hoje (8), por unanimidade, improcedente uma ação de investigação judicial eleitoral (Aije) que havia sido aberta no ano passado pela candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) contra o candidato do PT, Fernando Haddad, e o então governador da Paraíba, Ricardo Coutinho.

Na ação, a defesa de Bolsonaro alegava que Coutinho utilizou o jornal A União, veículo oficial do estado, para promover a candidatura de Haddad. Foram anexadas matérias jornalísticas, por exemplo, sobre declarações do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) acerca dos nordestinos, o que teria o objetivo de denegrir a candidatura do pai, segundo os advogados do PSL.

O ministro do TSE Jorge Mussi, relator da ação, considerou, porém, insuficientes as provas anexadas aos autos para comprovar qualquer favorecimento a Haddad ou prejuízo a Bolsonaro. Todos os demais seis ministros da Corte Eleitoral acompanharam o relator.

“Os conteúdos das reportagens impugnadas não revelam a nítida intenção de denegrir a imagem do candidato Jair Bolsonaro. Também não podem ser considerados difamatórios, tampouco inverídicos, estando nos limites estritos da liberdade de imprensa”, disse Mussi.

Ele também considerou que um vídeo anexado aos autos, no qual então governador da Paraíba aparece fazendo discurso que seria favorável a Haddad, não foi capaz de provar abuso de autoridade. “O vídeo mostra-se insuficiente por suporte probatório à alegação da parte autora”, disse Mussi.

(Agencia Brasil/Foto – Divulgação)

Tasso diz que reforma da Previdência não resolve tudo, mas abre boas perspectivas para a economia do País

O senador Tasso Jereissati (PSDB) promete apresentar, sem mudanças, seu relatório sobre a reforma da Previdência, até o fim deste mês.

Ele adianta que pretende ouvir, em audiências públicas, representantes do governo e dos trabalhadores e deixa claro, em vídeo que divulga em suas redes sociais: a matéria será um importante passo para que o Brasil possa melhorar seu cenário econômico.

Deixa claro ainda ser a favor da inclusão de Estados e municípios na proposta.

O primeiro turno da votação da matéria no plenário do Senado está previsto para o início de setembro.

FGTS – Trabalhador já pode cancelar crédito automático do benefício na Caixa

Os trabalhadores com conta poupança na Caixa Econômica Federal que não quiserem o crédito automático do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já podem solicitar o cancelamento pela internet. O prazo para pedir o cancelamento vai até 30 de abril de 2020.

A solicitação do trabalhador para cancelar o crédito automático em conta poupança está disponível no site fgts.caixa.gov.br desde a última segunda-feira (05), e nos demais canais de atendimento, a partir de 12 de agosto de 2019. No site, o trabalhador pode visualizar o valor a receber, a data do saque e quais canais de atendimento estão disponíveis. A Caixa também criou uma central de atendimento com número 0800 724 2019.

As informações constam de circular da Caixa publicada na edição de hoje (8) do Diário Oficial da União.

De acordo com a circular, a Caixa terá até 60 dias para processar o pedido de cancelamento. O estorno do crédito automático poderá ser realizado caso os valores depositados, provenientes da conta vinculada do FGTS, não tenham sido sacados da conta poupança.

A Caixa Econômica Federal inicia, em setembro, o pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os repasses serão feitos até 31 de março de 2020, conforme a data de nascimento dos beneficiários.

O valor será depositado automaticamente em conta poupança, no dia 13 de setembro, para pessoas nascidas em janeiro, fevereiro, março e abril, que têm conta poupança na Caixa.

Aqueles com data de aniversário em maio, junho, julho e agosto, recebem a partir do dia 27 de setembro de 2019. Para trabalhadores nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro, o pagamento será feito a partir do dia 9 de outubrode 2019.

De acordo com a Caixa, o crédito automático só será realizado para quem abriu conta poupança até o dia 24 de julho de 2019.

O pagamento aos não correntistas da Caixa seguirá o seguinte cronograma:

Tabela do PIS para não correntistas

Os saques de até R$ 100 poderão ser realizados em casas lotéricas, com apresentação de documento de identidade original com foto e número do CPF. Será feita a leitura da digital no momento do saque.

Para quem possui cartão Cidadão e senha, o saque poderá ser feito nos terminais de autoatendimento, em unidades lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui. O trabalhador também poderá procurar atendimento nas agências da Caixa. Os valores poderão ser transferidos para outro banco, com pagamento de tarifa.

(Agência Brasil)

Artigo – “Justiça que tarda é justiça que falha”

Com o título “Justiça que tarda é justiça que falha”, eis artigo de Thiago Emanuel Alexandrino de Oliveira, advogado. “No mundo globalizado, no qual as tecnologias estão à mão de todas as esferas sociais e profissionais, a demora para o provimento de uma decisão judicial é quase inaceitável. Não se pode mais aceitar que direitos sejam negados em razão da morosidade”, diz o articulista. Confira:

É notório que o Brasil vem passando por mudanças drásticas em diversas esferas sociais e políticas. No entanto, nenhuma mudança pode ser implementada sem o respeito aos ditames do Estado Democrático de Direito, um dos pilares da Constituição Federal de 1988.

Nesse cenário de mudanças, reformas na legislação a serem implementadas, oscilação do mercado financeiro etc, são muitos os desafios que as profissões passam. À advocacia, prevalece um dos grandes calcanhares de aquiles, a morosidade do sistema de justiça. No Ceará essa realidade foi evidenciada pelo último relatório do Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que mostrou o Judiciário cearense como o mais moroso do país.

Muito embora seja a advocacia essencial à administração da justiça, para os profissionais da classe, atuar ante essa realidade representa um desafio diário angustiante. No Dia do Advogado é preciso pedir por uma Justiça mais célere e efetiva, pois o nosso compromisso é com a efetivação de direitos. Justiça que tarda é justiça que falha! Em um país no qual a carga tributária é uma das maiores do mundo, ao cidadão que arca com esses custos, fica a sensação de ausência do Estado frente à morosidade pela qual se precisa passar sempre que se busca ter um direito garantido.

No mundo globalizado, no qual as tecnologias estão à mão de todas as esferas sociais e profissionais, a demora para o provimento de uma decisão judicial é quase inaceitável. Não se pode mais aceitar que direitos sejam negados em razão da morosidade.

De certo temos o Judiciário mais barato do país, conforme lembrou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, em visita ao Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) no último dia 26 de julho. Há de se reconhecer ainda que, mesmo com dificuldades financeiras, iniciativas tem sido tentadas pela administração do Judiciário, mas os esforços precisam ser imuídos de forma ainda mais valente.

Se temos a justiça mais barata do país que peçamos mais recursos para traduzir as falhas em decisões céleres em prol da sociedade. No Dia do Advogado, a advocacia não pode calar-se. É preciso cobrar, pedir e exigir medidas que efetivem e garantam o acesso à Justiça, pois sem a menor dúvida, justiça que tarda é justiça que falha.

*Thiago Emanuel Alexandrino de Oliveira,

Advogado.

(Foto – Divulgação)

Bolsonaro chama Coronel Ustra de “herói nacional”

O presidente Jair Bolsonaro classificou, nesta quinta-feira (8), o coronel Brilhante Ustra, chefe do DOI-Codi durante a ditadura militar, de “herói nacional”. A informação é do Portal G1, adiantando que Ustra morreu em 2015, aos 83 anos. O DOI-Codi era o órgão de repressão política no período do governo militar.

Entre 29 de setembro de 1970 a 23 de janeiro de 1974, período em que o coronel esteve à frente do DOI-Codi, foram registradas ao menos 45 mortes e desaparecimentos forçados, de acordo com relatório elaborado pela Comissão Nacional da Verdade, que apurou casos de tortura e sumiço de presos políticos durante os governos militares.

Na saída da residência oficial do Palácio do Alvorada, Bolsonaro falou com jornalistas sobre um almoço marcado para esta quinta com a viúva de Ustra, Maria Joseíta Silva Brilhante Ustra.

“Tem um coração enorme. Eu sou apaixonado por ela. Não tive muito contato, mas tive alguns contatos com o marido dela enquanto estava vivo. Um herói nacional que evitou que o Brasil caísse naquilo que a esquerda hoje em dia quer”, afirmou o presidente.

Ustra também foi o primeiro militar brasileiro a responder por um processo de tortura durante a ditadura.

Em outubro de 2008, o juiz Gustavo Santini Teodoro, da 23ª Vara Cível central, em São Paulo, julgou procedente o pedido dos autores da ação, que buscava que a Justiça apontasse Ustra como responsável por crimes de tortura.

(Foto  Agência Brasil)

Inflação de julho – 0,19%, é a menor para ao mês em cinco anos, diz pesquisa

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país, ficou em 0,19% em julho. A taxa é superior ao 0,01% de junho, mas inferior ao 0,33% de julho de 2018. Essa é a inflação mais baixa para o mês desde 2014 (0,01%). O dado foi divulgado hoje (8), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O IPCA acumula 2,42% no ano e 3,33% em 12 meses, abaixo, portanto, da meta do Banco Central, que é de 4,25%.

Os gastos com habitação, que tiveram alta de preços de 1,20%, foram os principais responsáveis pela inflação de 0,19% de julho. A energia elétrica, com alta de 4,48% foi o item que mais pesou no grupo.

O custo da energia ficou mais caro por conta da bandeira amarela e de reajustes em concessionárias de São Paulo, Curitiba e Porto Alegre. Também ficou mais cara para o consumidor a tarifa de água e esgoto (0,73%).

As deflações (quedas de preços) dos transportes, de 0,17%, e do vestuário, de 0,52%, evitaram que a inflação de julho fosse mais alta. Na deflação dos transportes, os combustíveis tiveram um impacto importante, com queda de preços de 2,79%.

A gasolina, por exemplo, recuou 2,80%. No vestuário, o principal destaque foram as roupas femininas que passaram a custar 1,39% menos. Os alimentos tiveram inflação de apenas 0,01%.

(Agência Brasil)

Bolsonaro: Novo procurador geral não deve ter “radicalismo” nem “estrelismo”

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (8) que o novo procurador-geral da República não deve tratar as questões sob sua alçada com “radicalismo” e deve atuar “sem estrelismo”. “Esperamos ter um procurador que trate a questão ambiental, por exemplo, sem radicalismo. O Brasil está há seis anos tentando fazer o linhão [de energia] Manuas – Boa Vista [e não consegue], em grande parte pelo problema ambiental”, disse, ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã de hoje (8).

A expectativa é que o sucessor de Raquel Dodge na Procuradoria-Geral da República (PGR) seja anunciado até a próxima segunda-feira (12). O mandato de Dodge termina em 18 de setembro e a indicação do novo procurador-geral compete ao presidente. Tradicionalmente, a escolha é feita entre os três candidatos mais votados por procuradores do Ministério Público Federal (MPF) que encaminham uma lista tríplice enviada ao chefe do Executivo. O presidente pode ou não acatar as indicações.

Bolsonaro sinalizou que tem cinco nomes cotados, o que inclui a recondução de Dodge ao cargo. Na lista do MPF, estão os subprocuradores Mário Bonsaglia, Luiza Frischeisen e Blal Dalloul. O indicado deverá passar ainda por uma sabatina na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) do Senado e ter o nome aprovado pelo plenário da Casa.

Antecipando mais um critério que está sendo considerado para sua escolha, o presidente disse que o chefe do MPF não deve atuar com “estrelismo”. “Não quero alguém que traga para si os holofotes. Em todos os meios têm gente que trabalha com estrelismo”, disse.

Assim como defende um posicionamento equilibrado em relação às questões ambientais, Bolsonaro também espera que o ocupante do posto não interfira em questões relativas às minorias. “Que não atrapalhe a questão de minorias. Acabaram de ver índios aqui querendo progredir, ser como nós somos. Mas, como estão enquadrados nas minorias, o MP, sei que tem suas câmaras, muita independência. A gente conta que o futuro chefe do MP trabalhe nesse sentido, junto aos seus pares, para evitar essa forma xiita de tratar as minorias”, disse.

O tratamento direcionado a assuntos referentes às Forças Armadas também tende a influenciar a decisão de Bolsonaro. “Muitas vezes o MP interfere em questões nossas [dos militares]. Até houve decisão do MP federal dizendo que os alunos dos colégios militares não têm que obedecer o critério de corte de cabelo. Vai se meter nisso? Os colégios militares estão dando certo, não só do Exército como das policias militares. Vai se meter nisso aí?”, disse.

Previdência

Um dia depois da conclusão da votação da reforma de Previdência na Câmara, Jair Bolsonaro elogiou a atuação do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) na condução dos trabalhos e parabenizou parlamentares “pela responsabilidade de votar o tema que traz, de certa forma, algum prejuízo político para cada algum deles”. “Mas o futuro do Brasil é que está em jogo”, completou.

A expectativa do governo é que a mesma proposta que saiu da Câmara seja aprovada no Senado até setembro, para ir a sanção. Segundo Bolsonaro, “se a equipe econômica julgar necessária”, eventuais mudanças – como a inclusão de estados e municípios na reforma e a instituição do sistema de capitalização – podem fazer parte de uma proposta alternativa.

(Agência Brasil)

Gilmar Mendes concede liminar barrando investigação contra Glenn Greenwald

122 2

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, concedeu na noite de ontem (7) uma liminar (decisão provisória) para impedir que o jornalista norte-americano Glenn Greenwald, responsável pelo site The Intercept Brasil, seja investigado ou responsabilizado por receber, obter ou publicar informações.

O pedido de liminar havia sido feito pelo partido Rede Sustentabilidade. Desde junho, o Intercept tem publicado mensagens trocadas por autoridades da República. Glenn afirma ter obtido o material de uma fonte anônima.

Na decisão, Gilmar escreveu ser “corolário imediato da liberdade de expressão o direito de obter, produzir e divulgar fatos e notícias por quaisquer meios. O sigilo constitucional da fonte jornalística (art. 5º, inciso XIV, da CF) impossibilita que o Estado utilize medidas coercivas para constranger a atuação profissional e devassar a forma de recepção e transmissão daquilo que é trazido a conhecimento público”.

Para o ministro, apesar de a Polícia Federal e outros órgãos não terem confirmado a existência de investigações contra o jornalista, “nenhum desses órgãos descartou a possibilidade futura de abertura”, motivo pelo qual resolveu conceder a liminar.

“A própria maneira escamoteada e automatizada como vêm se desenvolvendo atos inquisitivos sobre a movimentação financeira dos cidadãos confirma que a demora na concessão da tutela pleiteada nesta ação traduz-se em perigo de dano irreparável às garantias individuais do jornalista”, escreveu Gilmar Mendes.

(Agência Brasil)

Instituições de ensino superior do Ceará anunciam paralisação contra corte de verbas

Servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) vão paralisar as atividades na próxima terça-feira, 13, que ficou acertada como o Dia da Greve Nacional pela Educação. O ato tem caráter nacional.

Em Fortaleza, haverá concentração na Praça da Gentilândia, a partir das 8 horas, com trabalhadores saindo em caminhada rumo ao Centro, passando pelo INSS, com protestos contra a reforma da Previdência, já aprovada em segundo turno pela Câmara dos Deputados.

O foco prioritário é a defesa das universidades e dos institutos federais contra os cortes de recursos por meio de contingenciamentos, que chegam a colocar em risco o próprio funcionamento das instituições, dizem os servidores.

Haverá também protesto contra o programa “Future-se”, do MEC, com o qual, diz a categoria, o governo pretende lançar o ensino superior  em pretensos captadores de recursos, guiados pela lógica de mercado e comprometendo ensino, pesquisa e extensão.

Outras categorias de trabalhadores devem participar das manifestações e paralisações, como já ocorreu com as adesões aos dias 15 e 30 de maio deste ano.

(Foto – Divulgação)

Cine Ceará 2019 – Sai a lista dos membros do júri das mostras competitivas


Juri de Longa: Ricardo Acosta, María Paula Lorgia, Paulo Mendonça, Patricia Martin e Marco Muhletaler

O Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema 2019, divulgou a lista dos integrantes do júri das três mostras competitivas da 29ª edição, que acontecerá de 30 de agosto a 6 de setembro, no Cineteatro São Luiz, em Fortaleza. As mostras, segundo a assessoria de imprensa do festival, são: Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem, Competitiva Brasileira de Curta-metragem e Olhar do Ceará.

Da competitiva de longa concorrem sete filmes inéditos no Brasil. Serão agraciados com o Troféu Mucuripe os vencedores nas categorias de Melhor Longa-metragem, Direção, Fotografia, Montagem, Roteiro, Som, Trilha Sonora Original, Direção de Arte, Ator e Atriz. O júri será composto por Paulo Mendonça (Brasil), Patricia Martin (Argentina), Marco Muhletarler (Peru), María Paula Lorgia (Colômbia) e Ricardo Acosta (Cuba).

Doze filmes de seis estados estão na Mostra Competitiva Brasileira de Curta-Metragem e vão concorrer ao troféu Mucuripe nas categorias de Melhor Curta-metragem, Direção, Roteiro e Produção Cearense. A missão de escolher para quem vai cada prêmio será de Simone Mesquita (RJ), Jair Silva (SP), Danilo Carvalho (PI), Diego Cañizal (Espanha) e Suzana Costa (CE).

A Mostra Olhar do Ceará, que este ano tem o diferencial de contar também com longas-metragens, é composta por 20 produções cearenses, das quais, 17 são curtas. Com isso, tanto o melhor curta como o melhor longa vão ser premiados com o Troféu Mucuripe. Estão no júri desta mostra Suyene Correia Santos (SE), Luana Sampaio (CE) e Isabela Cribari (PE).

QUEM É QUEM NO JURI DAS MOSTRAS

*Júri de longas

Maria Paula Lorgia (COLÔMBIA) – Mestra em Estudos e Artes Mediais e especializada em Estudos de Cinema Documental na Universidade The New School em Nova York. É realizadora e produtora audiovisual, com ampla experiência em pesquisa, curadoria e programação de cinema. Participou como júri em diversos festivais na América Latina e Europa. É assessora de programação da Cineteca Distrital de Bogotá, na Colômbia.

Ricardo Acosta (CUBA) – Editor chefe, consultor de roteiro e consultor criativo, trabalha há mais de 25 anos na indústria cinematográfica. Estudou cinema e trabalhou no Instituto Cubano de Arte e Indústria Cinematográficos de Havana. Residindo no Canadá desde 1993, já recebeu o Emmy e os prêmios Genie e Gemini da Academia Canadense de Cinema e TV. Montou filmes premiados de diretores como Naomi Klein, Mark Grieco e Angad Bhalla.

Marco Muhletarler (PERU) – Formado em Ciências e Artes da Comunicação na Pontifícia Universidade Católica do Peru, é Mestre em Gestão Cultural pela Universidade de Barcelona – Espanha. É diretor de teatro e atualmente dirige o Festival de Cinema de Lima e o Centro Cultural da Universidade Católica do Peru.

Patricia Martín (ARGENTINA) – Graduada em Ciência Política, com especialização em Relações Internacionais pela Sophia University de Tokio. É especialista em gestão de conteúdo, tem experiência em curadoria de projetos de transferência artística e cultural, além de produção de mostras e festivais de cinema e distribuição internacional de conteúdo audiovisual. É sócia da empresa Habanero Film Sales, distribuidora sediada no Brasil que atua como agente de vendas internacionais de cinema latino-americano e caribenho para o mercado mundial.

Paulo Mendonça (BRASIL) – Roteirista, produtor e diretor de cinema, teatrólogo e compositor. É administrador de empresas com especialização em informática e longa experiência no mercado financeiro e de capitais. Dirigiu o Canal Brasil de 2004 a 2018. Em duas ocasiões distintas foi membro do Conselho Superior de Cinema, assim como por dois mandatos consecutivos membro do Comitê Gestor do FSA – Fundo Setorial do Audiovisual da ANCINE – Agência Nacional de Cinema e membro do Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta.

*Júri de Curtas

Jair Silva (SP / BRASIL) – Formado em publicidade na UNAMA em Belém do Pará, estudou cinema na Escola Darcy Ribeiro (RJ). Começou no mercado de distribuição na Imovision como assistente de programação e entrou na Vitrine Filmes em 2013, como gerente de programação. Trabalhou a programação Vitrine/Esfera durante a parceria das duas distribuidoras em 2014. Desde 2016 é gerente da área de cinema na O2 PLAY.

Simone Mesquita (RJ / BRASIL) – Doutora em artes visuais, mestra pela Escola Internacional de Cine e TV de Santo Antônio de Los Baños, em Cuba e arqueóloga. Trabalhou em 2013 como consultora do programa “Bom Dia Arqueologia”. Com 13 episódios esta foi a primeira série sobre o assunto realizada no Brasil. Dirigiu o curta “Delírio” (2015) e os longas “Cuba entre Sol e Luz” (2018) e “Dias na Antártica” (2019). Atualmente realiza a segunda temporada da série “Bom Dia Arqueologia”.

Daniel Cañizal (ESPANHA) – Roteirista e analista de roteiros residente em Bogotá – Colômbia. É licenciado em Ciência da Informação, diplomado em roteiro pela ECAM e formado em Produção pela Escola Internacional de Cine e TV (EICTV) de Santo Antônio de Los Baños, em Cuba. Roteirizou o filme colombiano ‘’A Pedra’’, que teve estreia mundial no Festival de Cinema Ibero-americano de Huelva, na Espanha. O longa foi premiado no Festival de Bogotá Audiovisual Market 2018 como melhor filme de ficção e no Festival de Brasília com o prêmio do público. Já analisou mais de 1000 roteiros nos últimos 10 anos.

Danilo Carvalho (PI / BRASIL) – Realizador, técnico de som direto, desenhista de som, professor, músico e artista visual. Cursou música na Universidade Estadual do Ceará (UECE). Tem sido responsável pela captação de som direto em diversos filmes de longa e curta-metragem, documentários brasileiros e de diversos países. Entre eles, “Praia do Futuro”, de Karim Aïnouz, “Tatuagem”, de Hilton Lacerda, “Che, Memórias de um ano secreto”, de Margarita Hernández, “Os últimos cangaceiros”, de Wolney Oliveira, e “AGT”, de Marcelo Rosembaum. Foi várias vezes premiado com o seu curta “Supermemórias” (2010), que dirigiu e fez o desenho de som.

Suzana Costa (CE / BRASIL) – Socióloga, especialista em História da Cultura, é restauradora de obras raras em papel e empreendedora cultural na área do audiovisual. Diretora de projetos da empresa Baião de Dois Filmes, produtora com 15 anos de atuação no mercado audiovisual cearense. Desenvolve, desde 2015, os projetos de conteúdo da Baião de Dois Filmes. É presidente da Câmara Setorial do Audiovisual do Ceará (CSA), da Agência de Desenvolvimento do Ceará.

*Júri Olhar do Ceará

Suyene Correia Santos (SE / BRASIL) – Jornalista e crítica de cinema, Mestre em Comunicação pela UFS e especialista em Jornalismo Cultural pela Universidade Tiradentes (UNIT). Foi professora substituta do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal de Sergipe (UFS), repórter do Caderno de Variedades do Jornal da Cidade (SE) e criou o blog Bangalô Cult. Membro da ABRACCINE, foi jurada em festivais como Festival Ibero-americano de Cinema de Sergipe, 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e 45º Festival de Cinema de Gramado (2017). Tem críticas publicadas nas coletâneas “100 Melhores Filmes Brasileiros” (2016), “Documentário Brasileiro – 100 Filmes Essenciais” (2017) e “Animação Brasileira- 100 Filmes Essenciais” (2018). Apresenta o programa de rádio Bangalô Cult na Jubileu FM 105, 9 MHZ e ministra oficinas e cursos livres na área de cinema.

Luana Sampaio (CE / BRASIL) – Cineasta formada pela Universidade Federal do Ceará (UFC), possui especialização curta em Creative Arts pela Deakin University e é mestranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação pela UFC. Tem experiência em realização audiovisual em filmes de curta-metragem e peças publicitárias, nos quais atua especialmente nas funções de direção, produção e edição. É membro da Golden Key International Honour Society.

Isabela Cribari (PE / BRASIL) – Há mais de 20 anos trabalha com a imagem e a palavra, com o cinema, a fotografia e a psicanálise. Nesse percurso, produziu mais de 100 filmes, assinou direções e roteiros que ganharam vários prêmios nacionais e internacionais, e participou de exposições de fotografias. Lecionou na Escola de Realização Audiovisual do Dragão do Mar, de onde foi também foi consultora. Já produziu muitos filmes para televisão (TV Cultura, Discovery, CNN, TV Escola) e foi também Diretora de Cultura da Fundação Joaquim Nabuco (2003 a 2011).

(Fotos – Divulgação)

FPM – Primeiro repasse de agosto sai nesta sexta-feira

O primeiro repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) deste mês de agosto será creditado nas contas das prefeituras a partir desta sexta-feira. O montante é da ordem de R$ 3,9 bilhões. Esse valor já está descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) lembra que esse repasse, geralmente, é considerado o maior do mês, mas alerta para possíveis variações nas demais transferências. Por isso, sugere cautela na gestão dos recursos.

Em valores brutos, incluindo o Fundeb, o montante repassado chega a R$ 4, 9 bilhões. De acordo com os dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o primeiro decêndio de agosto de 2019, comparado com mesmo período do ano anterior, apresentou crescimento de 16,62%.

A CNM explica que esse repasse sofre influência da arrecadação do mês anterior, uma vez que a base de cálculo para o repasse é dos dias 20 a 30 do mês anterior. A transferência também representa quase a metade do valor repassado para o mês de agosto.

SERVIÇO

*Quer saber o valor do primeiro decêndio do seu município? Clique aqui.

Receita abre nesta quinta-feira consulta a lote de restituição do Imposto de Renda

Os contribuintes poderão consultar se estão no terceiro lote de restituição de Imposto de Renda, a partir das 9 horas desta quinta-feira (8). O lote de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.

O crédito bancário para mais de 2,978 milhões contribuintes será realizado no dia 15 de agosto, totalizando o valor de R$ 3,8 bilhões. Desse total, R$ 298,493 milhões são para contribuintes com prioridade: 7.532 idosos acima de 80 anos, 44.062 entre 60 e 79 anos, 6.888 com alguma deficiência física ou mental ou doença grave, e 24.513 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet, ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações e situação cadastral no CPF. Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Os montantes de restituição para cada exercício, e a respectiva taxa Selic aplicada como correção, podem ser acompanhados na tabela a seguir:

(Agência Brasil)

Lava Jato – PF está nas ruas e prende Eike Batista

A Polícia Federal realiza, nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro, mais uma fase da Operação Lava-Jato. O alvo principal é, novamente, o empresário Eike Batista. Ele acaba de ser preso

Segundo o jornalista Lauro Jardim, do O Globo, o juiz Marcelo Bretas determinou a prisão do ex-homem mais rico do Brasil a partir de um pedido do MPF.

Há mandados de busca e apreensão de documentos também autorizados para as casas onde moram os dois filhos mais velhos de Eike, Thor e Olin.

Foi a recém-homologada delação premiada do banqueiro Eduardo Plass a causa da volta de Eike a Bangu.

Em janeiro de 2017, Eike foi preso acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Quatro meses depois, o ministro do STF, Gilmar Mendes, o libertou.

Em julho passado foi condenado a 30 anos de prisão, mas continuava solto.

(Foto – Reprodução)

Recém-graduado pela UFC tem projeto finalista de prêmio nacional de Arquitetura

165 1

O projeto Da Ocupação Se Faz Arquitetura, de Francisco Lucas Costa Silva, está entre os finalistas na categoria Universitários do 6º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel. A informação é da assessoria de imprensa da Instituição.

O projeto, também apresentado pelo autor como trabalho de conclusão de curso (no semestre passado) em Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal do Ceará, foi orientado pela professora Solange Maria de Oliveira Schramm. O resultado final será divulgado no dia 17 de outubro, em São Paulo.

Vazio urbanos

Francisco Lucas explica que o projeto surgiu de sua inquietação com a quantidade de prédios abandonados e subutilizados no Centro de Fortaleza. A partir de leituras críticas, que consideram os “vazios urbanos como espaços possíveis para a atuação do arquiteto e urbanista”, o jovem propôs ocupar esses espaços para o uso da cidade.

“Dessa forma, surge a ideia de ‘ocupar’ esses vazios com funções diversas e públicas, entendendo ocupar como uma reivindicação de direitos”, explica. Assim, em Da Ocupação Se Faz Arquitetura, sugere a intervenção em cinco prédios do Centro da capital cearense, transformando os imóveis abandonados em escola, teatro, abrigo, praça e mirante, e aponta diretrizes para o percurso a ser realizado entre esses edifícios, como a transformação da Rua Major Facundo em uma via compartilhada.

Para a orientadora do trabalho, Solange Schramm, o projeto, “apesar de seu caráter experimental, é muito criterioso quanto à sua viabilidade construtiva”. A classificação de Francisco Lucas no prêmio, na opinião dela, representa o reconhecimento do esforço e do trabalho do jovem. “Trata-se de um tema que considera preocupações fundamentais para se pensar arquitetura e cidade em nossos dias, a exemplo da sustentabilidade e preservação de nosso patrimônio construído, por meio da utilização de edifícios abandonados, mas em ótimo estado de conservação”, afirma.

O Prêmio

Promovido em parceria entre o Instituto Tomie Ohtake e a AkzoNobel, o prêmio tem o objetivo de reconhecer produções arquitetônicas de destaque no Brasil como forma de valorizar projetos inovadores na forma de pensar e construir o espaço social. O prêmio é dividido em duas categorias: Profissionais, destinada a projetos construídos por arquitetos brasileiros ou estrangeiros residentes no Brasil; e Universitários, voltada a projetos (não construídos) que se adequem ao tema “Revitalização, requalificação, renovação” desenvolvidos por estudantes universitários.

Os projetos finalistas serão apresentados em uma exposição no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, e publicados no catálogo do prêmio. Dentre os projetos selecionados na categoria Universitários, um será premiado com estágio remunerado em um escritório de arquitetura. A divulgação dos premiados ocorrerá no dia de abertura da exposição, marcada para 17 de outubro, em São Paulo.

(Foto – UFC)