Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Museu da Cultura Cearense recebe a exposição “A falta que você faz”

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha apresentará, de 30 de agosto a 29 de setembro, no Museu da Cultura Cearense, do Centro Dragão do Mar, a mostra imersiva “A falta que você faz”. Com fotografias de Marizilda Cruppe e direção artística de Rogério Costa, os retratos e vídeos da instalação contam um pouco da história, dos desafios e angústias de 19 famílias brasileiras que sofrem com o desaparecimento de um familiar, adianta a assessoria de imprensa do evento.

“Mais do que dar visibilidade para o assunto, queremos sensibilizar a população do Ceará para essa problemática que é tão universal”, afirma a chefe da delegação do CICV para Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai, Simone Casabianca-Aeschlimann. “Com esta exposição, que abre ao público em 30 de agosto, Dia Internacional dos Desaparecidos, lembramos que os familiares têm o direito de saber o destino e o paradeiro do seu ente querido”, conta ele.

Produção

Os retratos que compõem a mostra, produzidos ao longo de três anos em visitas às casas dos familiares em diversas cidades brasileiras, como Curitiba, Fortaleza, Maceió, Rio de Janeiro e Sáo Paulo, foram editados em video mapping por Rogério Costa especialmente para o espaço do museu cearense. Assim, o visitante vivencia uma experiência de imersão no drama das personagens.

“Quando se expande o material, você diminui o papel do espectador, que se vê cercado por imagens de grande apelo visual. Você vê a pele das pessoas, ouve seus relatos e sente empatia pelo sofrimento delas”, afirma Marizilda, que acredita no potencial transformador e mobilizador da imagem. “A minha proposta criativa era criar um ambiente imersivo para concentrar o foco nas imagens e criar uma narrativa sensorial que trouxesse o espectador um pouco para esse mundo, para que ele entendesse um pouco essa dor”, complementa Rogerio.

Confira a programação

*Mostra imersiva “A falta que você faz”

30 de agosto a 29 de setembro

Terça a sexta-feira: 9h às 19h (entrada até 18h30)

Sábado e domingo: 14h às 21h (entrada até 20h30)

Local: Museu da Cultura Cearense

*Viver com a ausência: o impacto do desaparecimento de pessoas para as famílias

Mesa-redonda com representantes do CICV e familiares

30 de agosto, 16h

Local: Auditório do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

*Narrativas Visuais Humanitárias

Aula aberta com Marizilda Cruppe, Rogerio Costa e familiares

30 de agosto, 19h

Local: Auditório da Escola Porto Iracema das Artes.

DETALHE – Essa exposição já foi exibida no Museu Nacional em Brasília e no Museu da Imagem e do Som em São Paulo.

DETALHE 2 – Segundo levantamento realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) durante 2017, foram reportados 82.684 casos de desaparecimentos às polícias civis no Brasil.

(Foto – Agência Brasil)

Arrecadação federal chega a R$ 137,7 bi em julho

A arrecadação das receitas federais somou R$ 137,735 bilhões, em julho de 2019, informou hoje (22) a Secretaria da Receita Federal do Ministério da Economia. O crescimento real (descontada a inflação) comparado ao mesmo mês de 2018 chegou a 2,95%. É o maior resultado para o mês desde julho de 2011 (R$ 141,801 bilhões).

Segundo o chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita, Claudemir Malaquias, o resultado do mês foi influenciado por eventos atípicos. O principal motivo foi o aumento da arrecadação de receitas extraordinárias de aproximadamente R$ 3,2 bilhões com Imposto de Renda da Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. De acordo com Malaquias, isso aconteceu devido a reorganizações societárias, em que há incidência dos tributos sobre o ganho de capital com a nova organização societária das empresas. De acordo com a Receita, também houve influência do crescimento da arrecadação de depósitos judiciais.

Nos sete meses do ano, a arrecadação chegou R$ 895,330 bilhões, com aumento real de 1,97%. O valor corrigido pela inflação chegou a R$ 902,506 bilhões, o maior volume arrecadado no período também desde 2014, quando chegou a R$ 905,371 bilhões, em valores corrigidos pela inflação.

As receitas administradas pela Receita Federal (como impostos e contribuições) chegaram a R$ 127,637 bilhões, em julho, com aumento real de 4,15%, e acumularam R$ 854,285 bilhões nos sete meses do ano, alta de 1,6%.

As receitas administradas por outros órgãos (principalmente royalties do petróleo) registraram queda em julho. Essas receitas totalizaram R$ 10,097 bilhões, no mês passado, com retração 10,18% em relação a julho de 2018. De janeiro a julho, o total chegou a R$ 41,045 bilhões, com aumento real de 10,25%, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Segundo Malaquias, a arrecadação segue em crescimento acima do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, mas ainda está abaixo da expansão das despesas. O aumento da arrecadação ajuda o governo a cumprir as metas fiscais.

(Agência Brasil)

MPF cobra do governo explicações sobre veto a projetos com temática LGBT

230 2
O Ministério Público Federal abriu inquérito para apurar o veto do presidente Jair Bolsonaro a projetos audiovisuais com temática LGBT em edital publicado pela Ancine. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

Os procuradores expediram ofícios ao Ministério da Cidadania e à Ancine requisitando informações, em até 10 dias, sobre a suspensão do edital. Também pedem explicações sobre a decisão de o governo não aprovar projetos audiovisuais relacionados a temáticas LGBT.

Bolsonaro vetou nominalmente três produções com a temática gay selecionadas no edital publicado em março de 2018.

O processo de seleção, que já se encontrava em sua fase final, foi suspenso por ato do Ministério da Cidadania.

 (Foto – Agência Brasil)

Cantora e atriz cearense transforma tema de tese em oficina e show

A cantora e atriz cearense Joana Angélica participará em Fortaleza de uma série de atividades culturais em torno da temática de sua tese de doutorado, próximo de conclusão, na Universidade Nova de Lisboa, em Portugal, sobre “Narrativas de Ofício de Artistas Idosos Institucionalizados”.

Nos dias 13 e 14 de setembro, na Caixa Cultural. ela ministra oficina e ainda fará show, dia 15 de setembro, no Cineteatro São Luiz.

Nessa pesquisa, as narrativas de ofícios dos artistas do “Retiro dos Artistas”, no Brasil, e na “Casa do Artista”, em Lisboa, são investigadas e avaliadas quanto à relevância na formação de aprendizes, numa garantia da perpetuação de cada saber. Seu ponto de partida é a experiência da partilha de saberes dos “Mestres da Cultura Popular” no Ceará e os “Mestres do Mundo” do Laboratório Alice, do professor Boaventura de Sousa Santos, catedrático jubilado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.

Joana tem apresentado a sua tese em congressos na Europa, o que lhe rendeu um convite do próprio Boaventura para trabalhar no Laboratório Alice, onde se mapeia os “Mestres do Mundo”. No Ceará, Joana Angélica quer fazer contatos para realçar memórias sobre as narrativas de ofício de pessoas idosas, desdobramento do seu estudo. “Inquieta-me o desejo de dialogar sobre isso pelas falas separadas pelo mar, mas tão próximas ao mesmo tempo”. Na sua programação, já está confirmada uma oficina sobre o tema da sua tese, nos dias 13 e 14 de setembro, na Caixa Cultural. E um show marcado para dia 12 de setembro no Cine São Luiz, já que Joana Angélica é cantora profissional.

SERVIÇO

*Mais informações: whats +351 960 289 111.

Fortaleza ganha primeira loja própria da Natura

A Natura vai inaugurar sua primeira loja própria em Fortaleza. Será neste sábado, a partir das 10 horas, no Shopping RioMar Papicu. O novo ponto faz parte da estratégia multicanal da empresa, que busca atender todos os perfis de clientes em diferentes ocasiões de compra.

A loja já apresenta o novo conceito, inaugurado em maio e em junho, em Salvador e Recife, respectivamente, que traz a tecnologia a serviço da experiência do consumidor e permite maior interação com os produtos e com a história da marca.

“Essa é a quarta loja que inauguramos no Nordeste e as expectativas são muito grandes. Queremos fortalecer a nossa presença na região para levar a melhor experiência de compra para os nossos consumidores”, afirma Paula Andrade, diretora de Varejo da Natura.

No espaço, a tecnologia está a serviço do cliente em um ambiente que valoriza a jornada do consumidor, que tem a oportunidade de vivenciar uma experiência virtual de Ekos, conectando-se às comunidades extrativistas da Natura com um óculos de realidade virtual, experimentar vários looks num espelho virtual para maquiagem e fazer uma avaliação exclusiva de diagnóstico de pele para indicação da melhor solução de hidratação. Para facilitar a experiência do pagamento, ele também poderá ser feito por sistema mobile, trazendo uma experiência de compra mais dinâmica e fluida.

A loja está segmentada em três ilhas principais, que permitem maior experimentação de produtos icônicos da Natura e conhecimento dos ingredientes da biodiversidade. A primeira ilha, com produtos de cuidados pessoais, traz a linha Ekos, que é 100% vegana e conta com mais de 90% de ingredientes naturais da biodiversidade brasileira.

(Foto – Divulgação)

Vem aí o Seminário Futura Trends 2019

Tudo pronto para o IX Seminário Futura Trends. Nesta edição, o tema central será “Felicidade, trabalho e qualidade de vida: a arquitetura psicológica do sucesso”. O evento terá como palco o Teatro RioMar Papicu e ocorrerá no dia 28 de agosto, das 13 horas às 19 horas.

O encontro reunirá nomes como Edgard Stuber, Pedro Calabrez, Manoel Carlos Júnior e Paulo Vieira que darão palestras ao longo do dia sobre os temas “Inovação centrada no ser humano – Empresas felizes atraem e retêm talentos”, “A arquitetura psicológica da felicidade profissional”, “Organizações mais humanas atraem clientes – Experiências em mercados competitivos” e “Fortalecimento da capacidade de gestão e melhoria do clima organizacional”, respectivamente.

Além das palestras, Edgard Stuber e Pedro Calabrez participarão de um painel com as jornalistas do O POVO Ana Naddaf e Neila Fontenele. Estão previstas, também, atrações surpreendentes no decorrer da programação.

Os palestrantes:

Edgar Stuber – pesquisador especializado na resolução de problemas complexos e nos processos de inovação. Desde 2010, assessora e capacita organizações que atuam em diversos setores na geração de valor. É fundador da Stuber Educação Corporativa.

Manoel Carlos Júnior – é consultor de Marketing há mais de 20 anos e criador do método Experiencialize!, que ensina em sete etapas, como as empresas podem criar um relacionamento afetivo com seus clientes .

Paulo Vieira – um dos mais conceituados coaches do Brasil, é presidente da Febracis Coaching Integral Sistêmico. Paulo é criador do curso Método CIS, que já teve mais de 200 turmas. Junto à Febracis, Paulo já impactou cerca de 40 milhões de pessoas pelo mundo, por meio da metodologia do Coaching Integral Sistêmico.

Pedro Calabrez – sócio-Diretor da NeuroVox e pesquisador do Laboratório de Neurociências Clínicas (LiNC) da Escola Paulista de Medicina da Unifesp, onde é membro do Centro de Neuromodulação. Foi criador dos primeiros cursos de neurociências aplicadas aos negócios do Brasil – na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

Programação

13 horas – Abertura das inscrições

13h30min – Abertura do evento com o vice-presidente do O POVO, João Dummar Neto, e o coordenador geral, Nazareno Albuquerque

13h40min – Palestra de abertura: Edgard Stuber PhD
Tema: Inovação centrada no ser humano – Empresas felizes atraem e retêm talentos

14h30min – Palestra: Pedro Calabrez PhD
Tema: A arquitetura psicológica da felicidade profissional

15h30min – Painel sobre o tema com Edgard Stuber e Pedro Calabrez e as jornalistas Ana Naddaf e Neila Fontenele

15h50min – Coffee break

16h15min – Momento surpresa

16h40min – Palestra: Manoel Carlos Júnior
Tema: Organizações mais humanas atraem clientes – Experiências em mercados competitivos

17h15min – Moderação do tema

17h30min – Momento surpresa

17h45min – Palestra: Paulo Vieira PhD
Tema: Fortalecimento da capacidade de gestão e melhoria do clima organizacional

19h30min – Encerramento

*programação sujeita a alterações

SERVIÇO

Teatro RioMar Fortaleza – Rua Desembargador Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)

*O terceiro lote para participar do Seminário está à venda no site seminariofuturatrends.com.br, por R$ 1.100, até o dia 27 de agosto. Após esta data, no dia e local do evento, será possível efetuar inscrição.

Ministério Público de Goiás inscreve para concurso de promotor de justiça

O Ministério Público de Goiás abriu um novo concurso público para o cargo de promotor de Justiça substituto. A remuneração é de R$ 28.884,20. Para concorrer é necessário ter nível superior em direito e comprovação de, no mínimo, três anos de atividade jurídica. As inscrições preliminares são realizadas exclusivamente pela internet, até 20 de setembro. O valor da taxa é de R$ 262.

De acordo com o edital, o certame será regido pela Comissão de concurso, que será composta por dois procuradores de Justiça, dois promotores de Justiça da mais elevada entrância, um representante do Conselho Seccional da OAB-Goiás, e seus respectivos suplentes, e pelo Procurador-Geral de Justiça.

Provas

O concurso será composto por prova de múltipla escolha, com 100 questões das seguintes disciplinas: direito constitucional (15), direito penal e processual penal (30), direitos difusos, coletivos e individuais homogêneos (25), direito civil e processual civil (15), direito administrativo e eleitoral (10), direito tributário e Ministério Público (5).

O candidato aprovado na prova será submetido a três provas subjetivas, que serão compostas de questões teóricas e práticas. Os exames serão aplicados em Goiânia-GO em datas e locais divulgados posteriormente.

No prazo de 10 dias corridos após a publicação do resultado das provas subjetivas, os candidatos aprovados e classificados deverão requerer a inscrição definitiva, pessoalmente ou por procuração na Secretaria da Comissão do Concurso, mediante documentos descritos no edital.

Após o deferimento da inscrição, o candidato será submetido também à avaliação psicológica, prova oral, prova de tribuna, prova de títulos e sindicância da vida pregressa. O concurso terá validade de dois anos, contados da homologação, prorrogável uma vez, por igual período.

Reforma da Previdência – Tasso avalia sugestões que podem corrigir “injustiças” do projeto da Câmara

234 1

Tasso Jereissati (PSDB), relator da Reforma da Previdência no Senado, reiterou, nesta manhã de quinta-feira, em entrevista à Rádio Jovem Pan, seu compromisso com a elaboração de um relatório “equilibrado”. Ele disse que, dentro dessa meta, está “ouvindo sugestões, pleitos de todos os segmentos da sociedade”.

Para Tasso, é preciso uma “atenção muito grande e tentar consertar ou minorar eventuais injustiças que possam ter acontecido no texto na Câmara.” Ao longo deste dia, o senador tucano participará, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado, de uma nova série de audiências públicas.

Nesta sexta-feira, Tasso informa que vai entregar na Comissão seu relatório, que será lido oficialmente na próxima quarta-feira, dia 28.

Saneamento básico

Autor do Projeto que moderniza o Marco Regulatório do Saneamento Básico no país, e que já foi aprovado no Senado, Tasso acredita que a Câmara dos Deputados deverá aprovar a matéria ainda neste ano.

“Essa é uma obrigação nossa. Talvez não exista nenhum outro problema tão grave no Brasil, e em alguns pontos eu vou dar maior importância do que a própria reforma da Previdência, porque é uma questão que interfere na saúde, na educação, na produtividade, e até no custo da Previdência”, disse.

(Foto – Agência Brasil)

Bolsonaro não descarta a privatização da Petrobras

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje que não descarta incluir a Petrobras no pacote de privatização do governo. Ele afirmou que, quando a proposta for apresentada, vai estudar a possibilidade.

“Vou ouvir a proposta que vai ser apresentada para mim. Quando chegar para mim, daí eu falo”, disse. “Tudo o governo estuda, estuda privatizar tudo. Vai ter que analisar custo-benefício, o que é bom para o Brasil ou não”, destacou.

O presidente afirmou ainda que conversou com representantes da Petrobras sobre o preço dos combustíveis pago pelos consumidores. “Tem cartel, não tem, o que está acontecendo? Eu quero saber por que diminui o preço na refinaria, que está diminuindo, e na ponta, na bomba, não diminui. O que a gente tem que fazer para esse preço chegar na ponta?”, questionou.

Nova CPMF

Indagado a respeito da criação de um imposto que incidiria sobre transações financeiras, parecido coma antiga CPMF, Bolsonaro disse que vai ouvir a opinião do ministro da Economia, Paulo Guedes. O novo imposto seria incluído na proposta de reforma tributária que o governo encaminhará em breve ao Congresso Nacional.

“Vou ouvir a opinião dele [Guedes]. Se desburocratizar muita coisa, diminuir esse cipoal de impostos, essa burocracia enorme”, disse o presidente ao deixar o Palácio da Alvorada, na manhã de hoje. Em declarações anteriores, Bolsonaro havia dito que não pretendia recriar a tributação. “Eu estou disposto a conversar, não pretendo, falei que não pretendo recriar a CPMF. O que ele [Guedes] complementou? A sociedade que tome decisão a esse respeito”, disse hoje.

Ontem (22), Guedes disse que caberá aos parlamentares decidir pela volta do tributo e explicou que, para que isso ocorra, haverá redução na tributação sobre a folha de pagamentos para estimular o emprego formal.

(Com Agência Brasil)

Artigo: “Acupuntura e SUS – Agulhas que salvam!”

Com o título “Acupuntura e SUS – agulhas que salvam!”, eis artigo de Nilson Leite, professor e coordenador de ensino da Associação Brasileira de Acupuntura para o Nordeste. Ele aborda o avanço da acupuntura, agora acatada pelo Ministério da Saúde. Confira:

Uma agulha e uma semente, desde que aplicadas corretamente, podem curar uma enxaqueca? Sim, isso é possível! Mas, para conseguir esse resultado, é preciso estudo e conhecimento. Os chineses, por exemplo, têm milhares de anos de experiência na promoção da saúde e do bem-estar das pessoas por meio de agulhas. O Brasil também está em posição de destaque. Temos a Associação Brasileira de Acupuntura (ABA), 60 anos de prática da Medicina Tradicional Chinesa em nosso país.

E como inserir essa potência milenar que lida tão bem com a enfermidade instalada, e que, sobremodo, tem utilização formidável (comprovada) na prevenção de uma infinidade de doenças? Como trazê-la ao alcance das pessoas mais simples, e ir na causa do problema e minorar dores, tratar e curar?

É notório que a saúde pública necessita, cada vez mais, de procedimentos eficazes e eficientes. Campanhas de vacinação, de conscientização, programas governamentais e a contratação de profissionais em diversas áreas estão sendo realizadas. Ainda assim, o Sistema Único de Saúde – SUS, não consegue atender as grandes demandas da população.

Entre as abordagens que ganharam força nos últimos anos, a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares – PNPIC, do Ministério da Saúde, é ferramenta destacada – incorporou 29 diferentes procedimentos no serviço público de atenção primária. Entre eles estão Acupuntura, Homeopatia, Medicina Tradicional Chinesa, Plantas Medicinais/Fitoterapia, Arteterapia, Biodança, Meditação, Musicoterapia, Quiropraxia, Reflexoterapia, Reiki, Shantala, Yoga, além doutras práticas homologadas pelo MS.

Entre as Práticas Integrativas a principal é a Acupuntura. Só em 2017 foram realizados 1.143.061 atendimentos de práticas complementares pelo SUS, a grande maioria – 785.347 – realizados por acupunturistas. Evidências científicas mostram os benefícios do tratamento integrado entre medicina convencional e práticas integrativas e complementares.

Pesquisa realizada na cidade de Campinas-SP mostra que, após a inclusão das práticas integrativas, o custo com medicamentos obteve drástica redução, gerando economia para os cofres público, ao mesmo tempo ampliando a capacidade de atendimento da rede de saúde municipal. Além da redução de custos, o tratamento promove efeitos imediatos na saúde do indivíduo e uma rápida recuperação, com menos efeitos colaterais.

O Ceará pode ampliar este tipo de atendimento por meio do SUS. Temos profissionais capacitados, prontos para promover e ensinar Acupuntura aos que atuam na saúde cearense. Em momentos de dificuldades como o que atravessamos, de parcos recursos financeiros, somados à carência de atendimento em algumas regiões mais afastadas, a inserção da Acupuntura Tradicional vai gerar mais saúde para mais gente.

*Nilson Leite

jnilsonfe@gmail.com

Professor e Coordenador de Ensino da Associação Brasileira de Acupuntura para o Nordeste.

Vitral histórico da Sefaz começa a ser restaurado

A Secretaria da Fazenda terá seu vitral totalmente restaurado a partir desta sexta-feira. O trabalho será feito por alunos do Curso de Aperfeiçoamento em Conservação e Restauração de Bens Patrimoniais Móveis e Integrados da Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho, instituição vinculada à Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) e gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM).

Essa é a segunda vez que o painel passará por reforma. Em 1997, na gestão do secretário da Fazenda Ednilton Soárez, o serviço foi realizado por uma empresa especializada, sob supervisão da Secult.

A restauração durará aproximadamente 50 dias, sendo dividida em quatro etapas. Na primeira, a equipe se dedicará à análise do estado de conservação atual e permanente do vitral, passando para a fase de elaboração do mapa de danos. Na terceira etapa, serão realizados procedimentos de higienização das peças, para depois iniciar a execução dos procedimentos metodológicos de recuperação dos componentes que necessitam de intervenção.

 

Todo o trabalho será desenvolvido no próprio local onde está instalado o vitral e nos ateliês da Escola. Os alunos selecionados para o projeto já tiveram uma iniciação em outros cursos ofertados na área de conservação e restauração e demonstram grande vocação e habilidade artística. O processo será coordenado por uma equipe experiente em recuperação de vitrais antigos.

História

O painel foi inaugurado em 1927 com o Palácio da Fazenda (sede da Sefaz). Ele tem seis metros de altura e foi confeccionado pelo italiano Cesare Formenti e seu filho Gastão.

Os dois artistas eram donos do Atelier Formenti, um renomado estúdio do início do século 20, localizado no Rio de Janeiro, responsável pela execução dos vitrais da Catedral Metropolitana de Vitória e do Palácio Tiradentes, sede do Legislativo fluminense.

Prévia da inflação de agosto desacelera em 0,08%

129 1

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), considerado uma prévia da inflação, variou 0,08% em agosto, taxa muito próxima ao 0,09% registrado em julho. No acumulado do ano, o IPCA-15 tem alta de 2,51% e no acumulado de 12 meses a variação é 3,22%, um pouco abaixo dos 3,27% do acumulado nos 12 meses fechados em julho.

Em agosto do ano passado a taxa foi 0,13%. Os dados foram divulgados hoje (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Dos nove grupos pesquisados, quatro apresentaram deflação. Transportes (-0,78%) segue a tendência de queda verificada em julho (-0,44%), assim como Vestuário, com -0,07% depois de -0,19% no mês anterior. Alimentação e bebidas (-0,17%) e saúde e cuidados pessoais (-0,32%) tiveram queda em agosto, após registrarem altas de 0,03% e 0,34%, respectivamente.

 

O destaque das altas foi o grupo habitação, com variação de 1,42%. Artigos de residência subiram 0,82%, comunicação teve alta de 0,44%, despesas pessoais ficaram 0,27% mais caros e o grupo educação teve aumento de 0,07%.

No grupo transportes, o maior impacto foi o preço da gasolina, que caiu 1,88%. O etanol registrou -1,09%, o óleo diesel -1,70% e o gás veicular -0,07%. Já as passagens aéreas apresentaram queda de 15,57%, após as altas de 18,98% em junho e de 18,10% em julho.

O resultado do grupo habitação foi influenciado pelo preço da energia elétrica, que subiu 4,91% em agosto, o sétimo mês seguido de alta, com entrada em vigor da bandeira vermelha, após a bandeira amarela em julho. São Paulo teve a maior alta no item, com 7,51%. O item gás de botijão teve queda de 0,42%, após a redução de 8,17% nas refinarias a partir de 5 de agosto.

A alimentação no domicílio teve queda de 0,45%, influenciada pelo preço do tomate, que caiu 14,79%, da batata-inglesa (-15,09%), das hortaliças e verduras (-6,26%) e do feijão-carioca (-5,61%). As frutas subiram 2,87% e a cebola teve aumento de 15,21%.

Por região, seis das 11 cidades pesquisadas tiveram deflação de julho para agosto. O menor índice foi registrado em Goiânia, com queda de -0,29% no mês, reflexo da queda de 5,63% na gasolina no município. O maior índice de agosto foi na região metropolitana de São Paulo, com inflação de 0,31%, influenciado pela alta na energia elétrica.

O IPCA-15 integra o Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor (SNIPC), que produz índices a partir da coleta de dados em estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços. A diferença para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é o período de coleta, que vai de meados do mês anterior a meados do mês de referência, e a abrangência geográfica. A coleta de dados para a aferição do IPCA-15 de agosto foi feita entre os dias 13 de julho e 13de agosto.

A população-objetivo do IPCA-15 abrange as famílias com rendimentos de 1 a 40 salários mínimos, residentes nas regiões metropolitanas de Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre, no Distrito Federal e no município de Goiânia.

(Agência Brasil)

Nova CPMF – “Se for baixinho, não distorce tanto”, diz Guedes

184 2

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a mencionar a criação de um imposto sobre pagamentos, uma espécie de CPMF, extinta em 1999. A pretensão é incluir o tributo no texto de reforma tributária que o governo está preparando. Na terça-feira à noite, ele afirmou que “pequenininho (o imposto), não machuca”. Nessa quarta-feira (21/8), reforçou que, “se for baixinho, não distorce tanto”.

“O próprio imposto sobre transações foi apoiado no governo Fernando Henrique. Todos os economistas apoiaram, porque tem uma capacidade de tributação muito rápida, muito intensa, põe muito dinheiro no caixa rápido. Se for baixinho, não distorce tanto”, destacou, informou o Correio Braziliense.

Para aplacar as resistências do empresariado, Guedes propôs “uma forte desoneração na folha de pagamento”. Seria uma forma, na análise do ministro, de incentivar o emprego. Ele admitiu que, mesmo o imposto sendo “horroroso”, “vai tentar de toda forma”.

Caso a medida seja apresentada, terá de passar pelo crivo do Congresso. Guedes deu a entender que será responsabilidade dos parlamentares escolher a melhor opção para o desenvolvimento. “Se a classe política achar que as distorções causadas pelo imposto são piores que os 30 milhões de desempregados sem carteira de trabalho, eles decidam. É uma opção difícil”, frisou.Continua depois da publicidade

Analistas do mercado financeiro reagiram mal às declarações de Guedes. Para Roberto Luis Troster, ex-economista chefe da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), esse tipo de imposto é muito ruim, tem um efeito perverso sobre a economia e pode provocar, no médio prazo, elevação da taxa de juros. “O tributo aumenta o custo das transações. Com isso, as instituições acabam segurando o caixa. Com menos circulação de recursos, os juros são jogados para cima”, explicou.

Miguel Ribeiro Oliveira, presidente da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), destacou que o mercado ficou perplexo com a insistência do ministro da Economia. De acordo com ele, a expectativa dos especialistas é de que essa proposta não receba aval do Congresso: “O mercado está reticente. O presidente Bolsonaro já disse que não aprova, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, igualmente declarou que é contra e que não passa na Casa.”

Nessa quarta-feira (21/8), Maia foi diplomático ao comentar a fala do ministro, mas deixou claro que é contra o tributo. “Cada um tem direito a uma posição, e pode ser divergente. O presidente (Bolsonaro) eu sei que continua contra. Mas cada um tem uma opinião do que é importante para melhorar o sistema. Não necessariamente a mesma opinião”, afirmou.

(Foto – Divulgação)

Campanha McDia Feliz ajudará projeto da Associação Peter Pan

A Associação Peter Pan vai abrir, a partir ds 7h30min do próximo sábado, na Praça das Flores (Bairro Aldeota), a campanha McDia Feliz. À frente, a presidente da entidade, Olga Lúcia Freire, e o time de McAmigos que têm feito parte dessa estratégia anual que reforça financeiramente as ações do Peter Pan.

Engajada há 21 anos nessa campanha, a Associação Peter Pan será beneficiada com a venda de tíquetes antecipados, produtos promocionais com a marca McDia Feliz e sanduíches Big Mac nos restaurantes de Fortaleza, Juazeiro do Norte e Sobral neste dia 24 de agosto.

“Essa parceria com o Instituto Ronald McDonald tem sido decisiva para a transformação do câncer infantojuvenil no estado do Ceará. Todo Big Mac vendido será transformado em esperança de futuro. O valor arrecadado viabiliza a conclusão do 2º andar do Centro Pediátrico do Câncer, que inclui 2 centros cirúrgicos, um de médio e outro de grande porte, construção de sala de recuperação com 6 leitos e expansão de 3 leitos de UTIs”, informa Olga Freire.

(Foto – Divulgação)

Brasil tem superlotação carcerária de 166%

O Brasil tem uma taxa de superlotação carcerária de 166%. São 729.949 presos, sendo que existem vagas em presídios para 437.912 pessoas. Os dados são do estudo “Sistema Prisional em Números”, divulgado nesta semana pela comissão do Ministério Público responsável por fazer o controle externo da atividade policial.

A situação mais crítica é na Região Norte, onde a superlotação atingiu a taxa de 200%. A região com a menor taxa é a Sul, com 130%. Os números são todos de 2018.

Considerando apenas as mulheres presas, a situação fica menos grave. A superlotação fica em 109%. Ao todo são 35.176 mulheres presas no Brasil. Já considerando apenas homens, a taxa sobe para 170%.

O levantamento também mostra o cenário da integridade física dos presos. Foram 1.424 presos mortos em presídios em 2018. São Paulo corresponde a um terço disso: 495 mortes.

Foram 23.518 fugas ao todos em 2018. Neste ponto, o pior índice é do Sul: o equivalente a 7,85% dos presos da região fugiram.

(Consultor Jurídico)

PF realiza operação na Companhia Docas de São Paulo com ramificação também em Fortaleza

312 1

A Polícia Federal cumpre 21 mandados de prisão e 24 de busca e apreensão, na manhã desta quinta-feira (22), pela segunda fase da Operação Tritão. Na ação, estão sendo investigadas fraudes em licitações e contratos na Companhia Docas de São Paulo (Codesp), administradora do Porto de Santos (SP). Entre os alvos estão um político, ex-diretores da estatal e empresários. As informações são do Portal G1.

A segunda etapa da operação, denominada Círculo Vicioso, foi deflagrada com o aprofundamento das investigações e com a delação de um dos presos na fase inicial. Foram identificados mais dois contratos, que juntos passam de R$ 100 milhões, com indícios de fraude: um de segurança do porto e outro de fiscalização por drone.

Os mandados de prisão são temporários, válidos por cinco dias. São cumpridos nove em Santos e dois em Guarujá, na Baixada Santista, e outro em Ilhabela. Os demais são em Bragança Paulista e Serra Negra, no interior paulista, em Duque de Caxias (RJ) e em Fortaleza (CE). Há mandados de busca e apreensão para todos os endereços dos alvos.

Fase inicial

A fase inicial da Tritão ocorreu em outubro de 2018, quando o então presidente, dois diretores e um servidor da Codesp, além de três empresários, foram presos por suspeita de corrupção, fraude em licitações e peculato (apropriação de recursos públicos). Na ocasião, três contratos ilícitos firmados com a estatal foram identificados. Todos os investigados foram soltos posteriormente.

Há ainda três mandados de buscas para empresas investigadas na operação. Duas delas tiveram os contratos reincididos pela atual gestão da Codesp, que identificou irregularidades por auditoria interna, e a outra perdeu um pregão eletrônico considerado fraudulento pelos investigadores.

Os presos, exceto aqueles localizados fora do estado de São Paulo, deverão ser submetidos a audiência de custódia pela manhã na Justiça Federal em Santos. Em seguida, serão encaminhados para a carceragem da Superintendência da Polícia Federal, no bairro Lapa, na capital paulista, para cumprimento da prisão temporária.

Cândido Albuquerque toma posse nesta quinta-feira em Brasília como reitor da UFC

545 10

O professor Cândido Albuquerque tomará posse no cargo de reitor da Universidade Federal do Ceará no fim da tarde desta quinta-feira, em Brasília. Ele entra no lugar de Henry Campos, depois de ter sido nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro num processo de eleição no qual ficou em terceiro na consulta ao meio universitário e em segundo na escolha do Conselho Universitário.

Cândido Albuquerque assume prometendo pluralidade nas discussões na UFC e uma postura técnica como gestor. Na última terça-feira à noite, houve protestos por parte de servidores, docentes e, principalmente, alunos que se concentraram no encontro da avenida da Universidade com a avenida 13 de Maio, em Fortaleza.

O novo reitor da UFC, que estava como diretor da Faculdade de Direito, tem como vice o professor e médico Glauco Lobo e cumprirá mandato de quatro anos.

Mestre em Ordem Jurídica Constitucional pela UFC (2009) e doutor em Educação Brasileira, também pela UFC (2016), Cândido Albuquerque é docente dessa universidade desde 1991, lecionando a disciplina Direito Penal na graduação e na pós-graduação. Foi ainda chefe do Departamento de Direito Público da Faculdade de Direito de 1998 a 2002 e 2008 a 2011 e coordenador do Núcleo de Prática Jurídica da UFC em 2010 e 2011.

Cândido foi também presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Ceará, no triênio 1995-1997, conselheiro Federal da OAB, eleito para o triênio 2013-2015, além de sócio-fundador do escritório Cândido Albuquerque Advogados Associados, sediado em Fortaleza desde 1981, dentre outros cargos.

(Foto – Arquivo)

Sarampo – Vacinação preventiva começa nesta quinta-feira em todo o País

A partir desta quinta-feira (22), as crianças de seis meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo em todo o país. Segundo o Ministério da Saúde, a vacinação é preventiva e deve alcançar 1,4 milhão de crianças, que não receberam a dose extra, chamada de dose zero, além das previstas no Calendário Nacional de Vacinação, aos 12 e 15 meses.

“Assim, além dessa dose que está sendo aplicada agora, os pais e responsáveis devem levar os filhos para tomar a vacina tríplice viral (D1) aos 12 meses de idade (1ª dose); e aos 15 meses (2ªdose) para tomar a vacina tetra viral ou a tríplice viral mais varicela, respeitando-se o intervalo de 30 dias entre as doses”, esclarece o ministério.

A pasta enviará 1,6 milhão de doses a mais para os estados. O objetivo é intensificar a vacinação desse público-alvo, que é mais suscetível a casos graves e óbitos. A medida é uma resposta imediata do ministério devido ao aumento de casos da doença.

(Agência Brasil)

Projeto que amplia posse de armas em propriedade rural é aprovado pela Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados , Rodrigo Maia, durante sessão para análise de emendas à Reforma no plenário da Câmara dos Deputados

O Plenário da Câmara aprovou na noite dessa quarta-feira (21), por 320 votos a 61, o Projeto de Lei 3.715/19, que autoriza a posse de arma em toda a extensão de uma propriedade rural. A medida garante ao dono de uma fazenda, por exemplo, o direito de andar com uma arma de fogo em qualquer parte de sua propriedade. Atualmente, a posse só é permitida na sede.

Durante a votação, os deputados rejeitaram uma emenda que permitiria incluir no projeto de lei um dispositivo que alteraria o Estatuto do Desarmamento para garantir porte de arma ao proprietário rural.

A segurança no campo foi o elemento central durante as discussões do projeto da proposta. Os defensores da proposta argumentaram que os agricultores precisam ter condições de se defender da criminalidade, enquanto os que se posicionavam contra o PL diziam que a medida poderia agravar a violência no campo.

O relator do projeto, deputado Afonso Hamm (PP-RS), disse a proposta tem o apoio do setor rural e que vai beneficiar os pequenos proprietários. “A arma, que nas mãos dos bandidos é uma ameaça à sociedade, nas mãos do cidadão de bem é garantia da paz social, porque ele vai usá-la em defesa da sua vida e de seus familiares”, disse.

O deputado Jorge Solla (PT-BA) disse que a posse estendida vai fomentar ainda mais a violência no campo – seja contra movimentos sociais, índios ou trabalhadores. “Só quem tem a ganhar são as milícias, são os fabricantes de arma, são os que promovem a violência no campo”, disse.

O projeto segue para sanção presidencial.

(Agência Câmara)