Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Temer e a compra de imóveis do amigão Yunes

Amigos para sempre.

A família do presidente Michel Temer (PMDB) é dona de imóveis comprados do empresário José Yunes, investigado na Lava Jato. A informação é de reportagem da revista Veja desta semana, que aponta valor de mais de R$ 18,4 milhões em quatro imóveis.

Segundo a revista, Temer teria comprado dois escritórios, uma casa e o andar de um prédio, todos em áreas nobres de São Paulo, entre 2000 e 2010, quanto era deputado federal.

O imóvel mais valioso seria um andar do prédio Spazio Faria Lima, no Itaim Bibi, que teria sido comprado por R$ 2,2 milhões à Yuny Incorporadora, empresa de Yunes. Atualmente, o imóvel valeria R$ 14 milhões, segundo a revista.

O empresário, que chegou a ocupar cargo de assessor especial da Presidência, é um dos citados da delação da Odebrecht como receptor de propinas destinadas a políticos do PMDB. Ele nega ter recebido valores da Odebrecht.

Ainda de acordo com a Veja, Yunes teria vendido imóveis para Temer meses após os ter adquirido. Em um dos casos, o imóvel foi doado para o filho de Temer, Michelzinho, de 8 anos.Em nota divulgada após a reportagem, o advogado de Yunes, José Luis de Oliveira Lima, informou que “todas as operações são regulares e perfeitamente legais”.

Já a assessoria do Palácio do Planalto afirmou que não irá se manifestar sobre a reportagem. Na matéria, ela afirma apenas que os negócios foram “absolutamente normais”.

(Com Agências)

Cantor Seu Jorge é vítima de racismo

O cantor Seu Jorge foi alvo de um ataque racista em seu perfil no Instagram. Durante uma transmissão ao vivo do artista, um internauta identificado como @hduartescp se referiu a ele como “preto de merda” e disse que “o mundo está infestado de pretos”. Seu Jorge reagiu aos comentários, postando as ofensas na rede social na madrugada deste domingo.

“Esse cara aqui @hduartescp entrou na minha transmissão ao vivo pra destilar o seu venenoso racismo contra minha pessoa me ofendendo de graça sem eu nunca tê-lo visto em toda minha vida! O que vcs acham que eu devo fazer a respeito desse assunto? Alguma sugestão? Só não vale o famoso deixa pra lá!”, questionou a seus seguidores.

O cantor foi incentivado pelos fãs a denunciar o episódio. “Tem que denunciar, buscar seus direitos e mostrar pra seres ‘humanos’ como esses que eles não ficarão impunes e que estão cometendo crime e têm que ser responsabilizados”, disse a internauta @millarecife.

Em um diálogo durante a mesma transmissão, o agressor responde com outra frase racista: “Foda-se. O mundo está infestado de pretos”. Seu Jorge se mostrou indignado e chamou a atenção para o comentário na rede social.

“Mais uma do mocinho @hduartescp pra não dizer depois que nós os negros somos paranoicos e cheios de mimimi!! Esta aí pra todo mundo ver, e olha que ele conseguiu fazer isso a mais de 10.000 km de distância… imagina como deve ser na vizinhança dele, na escola, com os empregados dele no futuro…”, escreveu.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do cantor para saber se ele fará uma denúncia, mas ainda não obteve retorno. (Ag. Estado)

(Com Agências/Foto – Pulo MOska))

Lideranças políticas querem antecipar prazo do troca-troca partidário

A janela partidária, que vai permitir a desfiliação partidária por período determinado sem prejuízo do mandato, tem previsão para ocorrer em março de 2018.

Segundo a imprensa sulista, há uma movimentação entre os líderes partidários de se fechar um acordo para antecipar esse prazo.

O novo prazo setembro ou outubro deste ano, iniciando mais cedo, portanto, o troca-troca de legenda.

Luizianne Lins: Aumento do imposto sobre combustíveis eleva ainda mais a concentração de renda

A deputada federal Luizianne Lins (PT) usou sua página no Facebook para bater duro no aumento do imposto sobre os combustíveis, medida tomada pelo governo Temer. Par ela, mais um fato que contribuirá para o aumento da concentração de renda no País. Confira: 

O aumento dos impostos dos combustíveis implementado pelo golpista Temer é mais uma medida no sentido de aumentar a concentração de renda em nosso país.

A classe empresarial, embora majoritariamente contra, tem como se proteger, repassando o aumento para os preços dos produtos. O trabalhador não tem como escapar: paga o aumento na hora do consumo.

E o governo se nega a cobrar imposto sobre os lucros, dividendos e as grandes fortunas.

#ForaTemer!
#DiretasJá!

Temer estima que o desembarque do PSDB do seu governo é uma questão de tempo

O presidente Michel Temer (PMDB) vem mantendo contato frequente com o prefeito de São Paulo, João Dória.

Segundo informa a Coluna Radar, da Veja Online, essa0 aproximação, porém, não robusteceu sua fé no tucanato. Pelo contrário. Ele trata o desembarque do PSDB do governo como uma questão de tempo.

O palpite do presidente é que o casamento não dura mais de seis meses.

Poder Judiciário inclui questões sobre direitos da pessoa deficiente em seus concursos

O Poder Judiciário deve incluir, em todo concurso público que promover, questões sobre os direitos de pessoas com deficiência. Desde a edição da Resolução n. 230/2016 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o tema constou em, pelo menos, 15 editais para ingresso nos quadros de pessoal de tribunais federais, estaduais, eleitorais e trabalhistas. A inovação fez aniversário no último dia 22.

Dois órgãos exigiram o assunto ainda em 2016: o Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (SE) e a Fundação de Previdência Complementar do Judiciário (Funpresp-Jud). Neste ano, outros 13 exames preveem o tópico.

Antes, direitos de pessoas com deficiência eram cobrados em provas para áreas específicas. O tema constava em campos como engenharia, serviço social e atendimento ao público. Agora, a matéria surge como tópico básico para todos os cargos, de nível médio e superior, em, ao menos, cinco provas de tribunais a serem aplicadas até o fim do ano.

(Com Agências)

Morre o ex-goleiro Waldir Peres

Morreu neste domingo o ex-goleiro Waldir Peres (66). Ele foi vítima de infarto fulminante em Mogi Mirim (SP), onde estava com a família. Waldir Peres chegou a ser titular da Seleção Brasileira na Copa de 1982.

Nascido em Garça, o arqueiro foi revelado no começo dos anos 70 na Ponte Preta e chegou ao clube do Morumbi em 1973.

Em 11 anos de São Paulo, Waldir fez 617 partidas – segundo jogador com mais atuações na história do clube, atrás apenas de Rogério Ceni – e venceu o Campeonato Brasileiro de 1977 sobre o Atlético-MG nos pênaltis. Além disso, ele faturou três vezes o Campeonato Paulista (1975, 1980 e 1981).

Em 1984, ele saiu do Morumbi e foi para o América-RJ. Antes de encerrar a carreira, em 1989, o goleiro passou por Guarani, Corinthians, Portuguesa, Santa Cruz e Ponte Preta.

(Com Agências)

Sônia Braga ganha prêmio de Melhor Atriz em festival de Madrid

A atriz Sônia Braga venceu, nesse sábado, o Prêmio Platino de Cinema Ibero-Americano para melhor atriz pelo filme “Aquarius”, distinção conhecida em Madrid, capital espanhola. A informação é do Jornal de Notícias.

O filme “Aquarius”, do realizador brasileiro Kléber Mendonça Filho, sobre memória, persistência e vida na cidade, estreou-se em março nos cinemas portugueses e deu a Sônia Braga, de 67 anos, a distinção de representação feminina na edição deste ano dos Prêmios Platino.

O grande vencedor da noite foi o argentino “El ciudadano ilustre”, que conquistou os prêmios de melhor filme, melhor argumento e melhor ator (Oscar Martínez).

Pedro Almodóvar, com “Julieta”, levou para casa o troféu de melhor realizador.

Os prêmios Platino, apresentados como os “Óscares latinos”, cumpriram hoje a quarta edição e têm por objetivo distinguir a produção ibero-americana.

 

Para FHC, o Governo Temer já era

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso admitiu ao cantor e compositor Gilberto Gil que acredita que Michel Temer já era. É o que informa a Coluna Radar, da revista Veja.

Segundo a nota, a declaração foi feita pelo tucano ao artista baiano em conversa recente.

FHC jamais confiou na estabilidade da “pinguela”, como apelidou o governo Temer, afirma a coluna.

Jair Bolsonaro aprova dois projetos em 26 anos de Congresso Nacional

576 3

Pré-candidato à Presidência da República em 2018 e um dos políticos mais bem colocados em pesquisas de intenção de voto, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) mudou sua atuação parlamentar ao longo de 26 anos no Congresso Nacional. Quando chegou a Brasília, no início da década de 1990, seu foco era atender aos interesses de militares, sua primeira base eleitoral. Nos últimos anos, porém, ele ampliou suas propostas para a área de segurança pública, uma das mais vulneráveis do País e de maior apelo nas urnas, informa o jornal Estado de São Paulo.

Assumidamente conservador, Bolsonaro busca novas parcelas do eleitorado. Ele já se banhou no Rio Jordão, em Israel, critica discussões sobre questões de gênero, sexualidade e direitos humanos e reverbera na internet suas polêmicas em página oficial com mais de 4,4 milhões de seguidores. Pelas redes sociais, grupos se pulverizam em apoio à sua candidatura no próximo ano (mais informações na página A5).

Bolsonaro, que é capitão da reserva do Exército, afirmou ao Estado que foi eleito inicialmente por um “segmento basicamente militar”, mas seguiu para outros campos. “Todos nós evoluímos”, disse.

Levantamento feito pelo Estado/Broadcast revela o perfil desse parlamentar que almeja chegar ao Palácio do Planalto no dia 1.º de janeiro de 2019. Em quase três décadas na Câmara dos Deputados, Bolsonaro apresentou 171 projetos de lei, de lei complementar, de decreto de legislativo e propostas de emenda à Constituição (PECs).

No primeiro mandato, entre 1991 e 1995, foram 17 projetos de interesse de militares, ante apenas dois na área de segurança pública. Na atual legislatura, iniciada em 2015 e com término previsto em 2019, já são nove propostas para a segurança e somente três para o setor militar. Entre 2011 e 2015, na legislatura passada, o deputado apresentou 13 propostas na área de segurança, ante duas militares.

As duas áreas representam 56,7% (97) das propostas legislativas de Bolsonaro – são 53 projetos para militares (32%) e 44 para segurança pública (25%). Nenhum, porém, foi aprovado.

Apenas três projetos foram ligados a temas econômicos – entre eles o que propõe autorizar a dedução do Imposto de Renda das despesas comprovadamente efetuadas com empregados domésticos – e dez na área de saúde – como o que determina a proibição do aborto em casos de estupro. Para educação foi somente uma proposta, apresentada no primeiro mandato, a fim de conceder desconto progressivo em taxas e mensalidades escolares para famílias de militares com mais de um filho.

Aprovação

Até hoje, o deputado teve aprovados dois projetos. Viraram lei uma proposta que estendia o benefício de isenção do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) para bens de informática e outro que autorizava o uso da chamada “pílula do câncer” – a fosfoetanolamina sintética. A primeira emenda de sua autoria, aprovada em 2015, determina a impressão de votos das urnas eletrônicas (mais informações na página A7).

Para o professor de Ciência Política da USP José Álvaro Moisés, o número de projetos apresentados por Bolsonaro revelam uma boa atividade parlamentar – média de 6,5 propostas por ano. “Não é pouco, mostra que ele é um deputado ativo. Mas a aprovação de apenas dois projetos revela que o que ele está propondo não é acolhido na instituição”, disse. A primeira emenda de autoria do deputado, aprovada em 2015, determina a impressão de votos das urnas eletrônicas.

“Tão importante quanto você fazer um gol, é não tomar um gol. Eu trabalho muitas vezes para que certos projetos não sejam aprovados”, disse o deputado. Assim, “tão importante quanto apresentar propostas, é rejeitá-las”. “Uma enorme contribuição”, segundo o deputado, foi o combate ao chamado “kit gay”, material didático contra a homofobia vetado na gestão petista da presidente cassada Dilma Rousseff, em 2011.

Voltado à disputa presidencial, Bolsonaro tem usado justamente esses temas nas redes sociais, onde sua popularidade se mostra em alta. Um exemplo foi um post seu sobre o kit, publicado em 10 de janeiro deste ano, que alcançou 38 milhões de internautas e o vídeo teve 8,3 milhões de visualizações.

Questionado se a falta de diversidade em suas propostas poderia prejudicá-lo na corrida presidencial, o deputado nega. “A Dilma (Rousseff) apresentou algum projeto na vida dela? O (prefeito João) Doria apresentou algum projeto? Não tem nada a ver uma coisa com a outra”, afirmou Bolsonaro.

Urca divulga nota informando que resultado final do seu vestibular sofrerá atraso

A Universidade Regional do Cariri (Urca) divulgou, neste sábado, para a imprensa a seguinte nota:

Nota de Esclarecimento

A Comissão Executiva do Vestibular (CEV) e a Administração Superior da Universidade Regional do Cariri (URCA) comunicam aos interessados e à comunidade em geral que devido aos problemas técnicos de ruptura da fibra ótica da empresa que fornece os serviços de internet e redes, o RESULTADO FINAL do Processo Seletivo Unificado 2017.2 URCA será divulgado nas próximas 48hs através do endereço eletrônico www.cev.urca.br/vestibular Crato, CE, 22 de julho de 2017.

Comissão Executiva do Vestibular (CEV)

Gabinete da Reitoria da URCA

Parque do Cocó – Concurso Nacional de Ideias prossegue com inscrições

As inscrições para o Concurso de Ideias para o Parque do Cocó continuam abertas até o dia 11 de setembro. Arquitetos e urbanistas de todo o Brasil podem participar. Os detalhes do cocurso podem ser verificados no site da Secretaria do Meio Ambiente (www.sema.gov.ce.br) ou www.concursoparquedococo.com.br.

A Secretaria do Meio Ambiente (Sema), com a consultoria técnica do Departamento do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-CE), instituiu o Concurso Público Nacional de Ideias de Urbanismo, Paisagismo e Arquitetura para o Parque Estadual do Cocó, em Fortaleza, Ceará, obedecidas às leis e decretos municipais para elaboração das ideias, bem como à Lei nº 12.378/2010, que regulamenta a profissão de arquiteto e urbanista e demais legislações pertinentes.

As propostas apresentadas no certame deverão contribuir para promoção da inclusão social, da educação ambiental, da acessibilidade, da mobilidade urbana e da democratização do espaço público, oferecendo espaços de circulação, convivência, contemplação, lazer, educação, de práticas esportivas e serviços para a população.

Cronograma

*Inscrições

Até 11 de setembro de 2017

*Consultas

05 de julho de 2017 a 11 de setembro de 2017

*Respostas às consultas

12 de julho de 2017 a 18 de setembro de 2017

*Envio dos projetos

18 de julho de 2017 a 18 de setembro de 2017

*Julgamento

21 de setembro de 2017 a 23 de setembro de 2017

*Divulgação do resultado oficial

02 de outubro de 2017

*Prazo para recursos e impugnações

03 de outubro de 2017 a 09 de outubro de 2017

*Homologação

10 de outubro de 2017

*Evento de premiação

25 de outubro de 2017

*Exposição dos trabalhos

25 de outubro de 2017 a 22 de dezembro de 2017.

Neymar acerta com o PSG

Neymar vai mesmo se transferir para o Paris Saint-Germain (PSG). O atacante, que atualmente está no Barcelona, já acertou contrato com clube parisiense e receberá cerca de € 30 milhões anuais (aproximadamente R$ 110 milhões por ano). Ele até já avisou para alguns amigos de clube que deixará os catalães nesta temporada. A informação é do portal de notícias Espn Brasil.
Para que a negociação seja concluída, Neymar e PSG precisam passar por algumas etapas complicadas. Por conta do valor estratosférico da transferência – cerca de 220 milhões de euros, a maior da história- o clube precisa ter cautela para não esbarrar na nova política de contratações da FIFA e sofrer com sanções.
Segundo a lei, um clube só poderá gastar € 5 milhões além do que arrecada em um ano e € 30 milhões em três. A medida foi tomada para que os times não façam gastos maiores do que podem pagar.
Portanto, para que o PSG não corra riscos de ser punido, deve vender atletas. O problema é que o clube contratou os laterais Daniel Alves e Yuri Berchiche, o que poderia fazer com que a aquisição de Neymar fosse questionada.

Lula passa por check-up em São Paulo

O ex-presidente Lula fez check-up neste sábado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Internou-se bem cedo para ser submetido à bateria de exames anual. A informação é do colunista Lauro Jardim, do O Globo.

Marcado para fevereiro, o check-up foi remarcado diversas vezes. Lula, que teve um câncer em 2011, está ok de saúde. Se depender dos exames, Lula disputa a Presidência da República no ano que vem.

Agora, falta combinar com o TRF-4, a quem cabe confirmar a sentença de Sérgio Moro.

Ex-marido de Luiza Brunet dispara contra Lei Maria da Penha: “Leizinha vagabunda!”

184 1

Condenado pelo crime de lesão corporal contra Luiza Brunet, o empresário Lírio Parisotto, ex-marido da modelo e atriz, criticou a Lei Maria da Penha, durante um encontro com dois deputados federais em um restaurante de São Paulo. “Leizinha vagabunda é essa tal da Maria da Penha. Vocês tinham de revogá-la”, disse o empresário, depois de elogiar a reforma trabalhista e garantir que apoia as duras medidas propostas pelo governo. A informação é da Revista Veja.

A declaração de Parisotto vem pouco menos de dois meses depois de ele ser condenado pela Justiça de São Paulo a cumprir prisão em regime aberto por dois anos e um ano de prestação de serviço à comunidade pelo crime de lesão corporal conta a ex-mulher. A decisão é da juíza Elaine Cristina Monteiro Cavalcanti, com base no artigo 129 do Código Penal. Parisotto foi acusado de agredir a atriz em 21 de maio do ano passado, em Nova York (EUA), após uma discussão. Brunet tornou o caso público em julho do mesmo ano.

Após a decisão, Luiza Brunet escreveu um post em que se disse realizada pelo funcionamento da justiça. “Difícil dizer o que sinto. Mas é um dia que me deixa realizada, com o coração pacificado e uma sensação de ter ido no caminho certo. Não foi fácil me expor e conviver com as marcas dessa violência. Mas há algo maior. Este dia dia não é só meu – que atravessei esse doloroso caminho pessoal até aqui e precisei romper tantos medos. É um momento muito maior pelo que significa para tantas mulheres na mesma condição. Não existe aqui a Luiza. Existem mulheres. Existe a minha imensa felicidade pelo funcionamento da justiça. Dessa incrível Lei Maria da Penha. Não se calem mulheres. Vamos mudar essa situação. Não acaba aqui. Vocês me inspiraram sempre com seu apoio e sua força. E o que tenho a dizer se resume a uma palavra: gratidão. #CoragemPraMudar #NãoSeCale #UnidasSempre #Gratidão”, escreveu a modelo.

Furto ao Banco Central – Justiça suspende execução de pena a ré pelo crime de organização criminosa

O Supremo Tribunal Federal, quando julgou a Ação Penal 470, o processo do mensalão, estabeleceu que o conceito de “organização criminosa” foi criado pelas leis 12.683/2012 e 12.850/2013, que não podem retroagir para prejudicar réus. Foi esse o entendimento usado pela juíza Maria Izabel Gomes Sant’Anna, da 12ª Vara Federal do Ceará, para suspender a execução provisória da pena de uma condenada por crime de lavagem de dinheiro, com crime antecedente de organização criminosa, por ausência de tipificação na época dos fatos.

Ela foi acusada de participar, em 2005, do furto ao Banco Central em Fortaleza. “A suspensão evita o cumprimento antecipado de pena por fato considerado atípico, situação esta odiosa e que deve ser evitada a qualquer custo diante do enorme prejuízo que causaria a parte atingida”, disse a juíza.

A ré foi condenada em primeira instância a 13 anos e quatro meses de prisão. O juiz autor da sentença disse que, embora ainda não houvesse lei que criminalizasse a organização criminosa, crime considerado por ele antecedente ao da lavagem, a Convenção de Palermo, da ONU, ratificada pelo Brasil, supriria essa lacuna.

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região manteve a condenação ao analisar a apelação, mas reduziu a pena. Inadmitidos recursos especial e extraordinário, a defesa protocolou agravo no Superior Tribunal de Justiça que ainda está pendente de julgamento. Nesse meio tempo foi expedido mandado de prisão citando decisão do STF que permitiu a execução antecipada da pena de prisão depois da decisão de segunda instância. Ela chegou a passar oito dias na prisão, mas teve a liberdade restituída pela juíza até que o recurso seja julgado em definitivo pelo STJ.

O advogado Rogério Feitosa Mota defendeu a condenada. Ele lembrou que corréus no caso foram beneficiados por trancamento de ação penal pelo TRF-5 por atipicidade da conduta. Citando esse fato, defendeu que sua cliente poderia ser prejudicada caso continuasse presa e que era preciso esperar o STJ se posicionar sobre o caso.

(Consultor Jurídico)

Halleluya 2017 – Quando a fé supera a chuva

O Halleluya se encerrará neste domingo, no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), no bairro Castelão. A festa que nunca termina, promoção da Comunidade Católica Shalom, vem atraindo milhares de jovens e suas famílias desde a última quarta-feira.

Nesse período, muitas conversões, louvores e exemplos de fé como este dado pelo coordenador-geral do Shalom, Moisés Azevedo. Mesmo sob forte chuva, ele não deixou de orar e transmitir a palavra de Jesus Cristo. Foi um momento que emocionou a todos em clima de CEU.

(Foto – Fernando Maia)

Cresce número de brasileiros que dizem pagar impostos

Pesquisa nacional da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e do Instituto Ipsos divulgada na capital fluminense revela que 79% dos brasileiros consultados reconhecem pagar impostos. Esse é o maior nível registrado na série histórica da sondagem, iniciada em 2007, quando o número atingiu 45%. De acordo com a pesquisa, oito em cada dez pessoas atualmente reconhecem pagar impostos.

A sondagem foi feita entre os dias 1º e 13 de maio, com amostra de 1.200 entrevistados no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Salvador, Recife, Porto Alegre, Belo Horizonte, Florianópolis e em mais 64 municípios brasileiros.

O gerente de economia da Fecomércio-RJ, Christian Travassos, disse à Agência Brasil que a percepção é crescente no país quanto ao pagamento de impostos. “São dez anos de pesquisa e, a cada ano, a gente percebe uma consciência maior”. Ele destacou que dois fatores contribuem para isso. O primeiro é a informação. “O brasileiro passou a discutir temas como esses nas redes sociais. Hoje as pessoas estão mais bem informadas sobre o que impacta no seu dia a dia”.

O segundo fator é o maior acesso da população a bens, como veículos e imóveis. “Tem mais brasileiros hoje que pagam impostos como o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e Imposto de Renda”, disse o economista.

(Agência Brasil)