Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Comitiva do Ceará participa da 40º Feira do Artesanato da Vila do Conde, em Portugal

O Ceará representa o Brasil na 40º Feira do Artesanato da Vila do Conde, em Portugal, uma das mais tradicionais da Europa. Uma comitiva do Estado, tendo à frente a primeira-dama do Ceará, Onélia Leite, levou o melhor do artesanato elaborado pelos grupos da Ceart.

Ainda na comitiva cearense, estão o coordenador de Assuntos Internacionais da Secretaria do Turismo de Fortaleza, Luciano Arruda, e, também, o vice-presidente da cooperativa que administra o Mercado Central de Fortaleza, Jocildo Luz. O secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado, Josbertini Clementino, juntou-se à equipe.

Na Vila do Conde, quem recepciona o grupo cearense é a prefeita Elisa Ferraz.

(Foto – Divulgação)

Brasil virou paraíso da agiotagem oficial

131 1

Com o título “Bancários não são descartáveis”, eis artigo do deputado estadual Elmano Freitas (PT). Ele bate duro nos bancos, segmento que mais lucrou nos últimos anos e que pouco tem devolvido para a sociedade. Confira:

Uma categoria de trabalhadores que, nos anos 1980/90, era das mais bem remuneradas no mercado de trabalho brasileiro agora parece mesmo um contingente qualquer de descartáveis. Pelo menos aos olhos dos bancos e dos banqueiros.

Em 1989, o sistema financeiro brasileiro ocupava cerca de 900.000 trabalhadores. Atualmente não chega à metade disso. A clientela e o lucro evidentemente permaneceram crescendo. É que a profunda reestruturação produtiva do setor exponenciou produtividade e o desemprego estrutural.

Os bancos parecem mesmo mandar no mundo e seu poder parece maior ainda em nosso país, verdadeiro paraíso da agiotagem oficial.

Nenhum setor da economia nacional passou por uma tanta “reestruturação produtiva”. Nenhum setor manteve incólume e ininterrupta a altíssima taxa de lucro por tanto tempo.

Mesmo com dois anos seguidos de recessão (2015 e 2016), o balanço dos bancos ostentou a continuidade da obtenção de lucro em meio ao caos da economia e da política. De forma monótona e repetida diferentemente de outros setores econômicos que amargam dificuldades.

Temos realmente um sistema financeiro dos mais sofisticados do mundo, em seu instrumental tecnológico. O mesmo não se pode afirmar sobre sua dinâmica de funcionamento com a sociedade e de sua dinâmica propriamente financeira. Aqui – sabemos todos – habitam as mais altas taxas de juros do planeta!

Então o que justifica, neste cenário, a oferta ampla (vide Bradesco, Caixa e BNB) de Planos de Demissão Voluntária, os “PDVs” de triste memória para os assalariados, justamente no setor que pode e deveria ofertar melhores serviços ao público e criar mais e melhores empregos para os brasileiros?

Os bancos não podem continuar a ser a ponte por onde só correm as águas do rentismo. Há que ter o mínimo de responsabilidade histórica para financiar bons projetos no interesse da retomada do desenvolvimento e da geração de postos de trabalho. Há que atuar reduzindo drasticamente a taxa de juros e a abusividade de cobrança de tarifas.

A tradicional campanha salarial dos bancários brasileiros que começa a se organizar e se concretiza mais fortemente em setembro precisa tratar dos frequentes assaltos aos bancos e, principalmente, do assalto dos bancos à toda sociedade. Terá nosso apoio e de toda a sociedade!

*Elmano Freitas

elmano.freitas@gmail.com

Deputado estadual (PT-CE)

TJCE fará concurso com 460 vagas para cartórios

405 6

Vem aí concurso público com oferta de 460 vagas nos cartórios do Ceará. O certame é para todos os cartórios – Registro Civil, Notas, Tabelionato, Registro de Protesto e Registro de Títulos e Documentos.

A informação é do desembargador Paulo Airton Albuquerque, que foi escolhido na última semana como presidente da comissão responsável pelo certame.

De acordo com o desembargador, o edital, com todos os detalhes, especificações e exigências do concurso, será divulgado no próximo mês.

Fies 2017 – Inscrições começam nesta terça-feira

A lista de instituições e os cursos ofertados por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) poderá ser consultada a partir de hoje (24), na página eletrônica do Fies Seleção. As inscrições para o segundo semestre de 2017 começam nesta terça-feira (25) e vão até sexta-feira (28) .

No total, 75 mil novas vagas serão oferecidas aos estudantes que procuram financiamento para cursar o ensino superior em instituições de ensino privadas. A relação dos candidatos pré-selecionados será divulgada no dia 31, quando também será aberta a lista de espera.

Apesar das mudanças anunciadas no início do mês no Fies para 2018, neste semestre continuam valendo as regras atuais. Poderão se inscrever os estudantes que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) com média das notas igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero. O candidato também precisa ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

Os estudantes pré-selecionados deverão concluir a inscrição pelo Sistema Informatizado do Fies (SisFies), entre 1º de agosto e 8 de setembro.

A partir de 2018, o Novo Fundo de Financiamento Estudantil será dividido em três modalidades. No total, o programa vai garantir 310 mil vagas, sendo que 100 mil serão ofertadas para estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos a juro zero, incidindo a correção monetária.

(Agência Brasil)

Presidente da Fiec: “Quero trabalho para todos!”

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Studart, encontra-se de férias nos EUA. Mesmo assim, não larga o olhar da realidade do Brasil. Eis um comentário seu que nos chega por meio do WhatsApp:

Por que eu luto

Luto por um Brasil diferente, reto e justo, sem roubo e onde todos se igualem pela riqueza. Quero um país sem fome, com menos intranquilidade pela perda de um emprego, por não levar os filhos à escola. Luto para que não falte comida às mesas de homens decentes, vítimas dos egoístas e desonestos. Não aceito a vergonha de ver corpos enterrados em cemitérios improvisados, nem muito menos gente largada nos corredores de hospitais à espera de um atendimento digno.

Quero trabalho para todos, inovação e educação. Intelectuais ensinando aos nossos jovens o que aprenderam ao longo da vida. Quero que as pessoas sejam felizes e que possam vencer, como eu venci. Desejo todos voltados para o altruísmo “de raça”, “puro-sangue”, verdadeiro.

Luto por uma sociedade que valoriza, respeita e reconhece aquilo que aquinhoamos pelo trabalho e pela luta. Luto de sol a sol. Vamos mudar o Brasil para sempre, fazendo o que é certo e respeitando as pessoas.

Beto Studart.

Rosangela Moro: “Lá em casa sou eu que mando!”

Em entrevista à revista Veja, a advogada paranaense Rosangela Maria Wolff de Quadros Moro conta como a Operação Lava Jato impactou sua vida, sua família e seu marido famoso, o juiz federal Sergio Moro, com quem está casada há dezoito anos. “O que mudou na nossa rotina foi o assédio e o interesse das pessoas”, diz ela. Confira trechos:

RV -Quando a Lava Jato entrou na vida da senhora?

Rosangela Moro – Nunca. A força-tarefa não chegou em casa. Quando o Sergio leva trabalho para casa, ele se tranca no escritório. Na vida dele é claro que a operação acarretou um volume alto de trabalho. Mas o que mudou na nossa rotina foi o assédio e o interesse das pessoas.

RV – O assédio a Moro lhe desperta ciúme?

RM – Sou ciumenta, sim. Mas, se acontecer algo, serei a primeira a saber — e por ele, que me conta tudo. O Sergio é um homem muito certinho, prega bons exemplos, trabalha sempre com a verdade. Uma vez, estávamos em um restaurante e ele recebeu um bilhete com o telefone de uma mulher: “Me liga”, estava escrito. Ele me mostrou e demos risada. Não tenho controle sobre o assédio e os sonhos que as mulheres venham eventualmente a ter com ele. Isso não me preocupa. O que me preocupa é a postura dele em relação a isso. E posso garantir que nunca fui desrespeitada.

RV – Sergio Moro dispõe de tempo para a família?

RM – Como temos duas crianças, assim que ele chega em casa, elas passam a ser o centro das atenções. Não ficamos falando da força-tarefa. A gente se senta e assiste a um filme. No fim de semana, vimos Fragmentado, um filme em que o protagonista tem várias personalidades. O máximo que o Sergio faz é trancar-se no escritório que tem em casa e ficar lá trabalhando. Mas nada do que ele faz ali resvala na sala, para as crianças.

RV – Em alguns relacionamentos, sempre há um que manda e o outro que obedece. Isso acontece na sua casa?

RM – Lá em casa, sou eu que mando. As rédeas estão comigo.

FMI rebaixa crescimento econômico da América Latina e Caribe

O Fundo Monetário Internacional (FMI) rebaixou levemente o crescimento econômico da América Latina e Caribe para 2017 e 2018 e vinculou a recuperação da atividade econômica à saída de Brasil e Argentina da recessão. É o que indica a atualização que o FMI apresentou hoje (24), em Kuala Lumpur, do relatório Perspectivas da Economia Mundial, publicado em abril passado.

“A América Latina continua lutando contra um crescimento menor comparado com o resto e rebaixamos as perspectivas para a região durante os dois próximos anos”, disse o diretor de Pesquisa do FMI, Maurice Obstfeld, durante a apresentação na Malásia transmitida ao vivo pela internet.

O FMI calcula que América Latina e Caribe crescerão em conjunto 1% em 2017 e 1,9% em 2018, cálculo que é 0,1% inferior, em ambos os casos, ao previsto há três meses.

O FMI eleva para 0,3% o crescimento econômico do Brasil este ano e rebaixa para 1,3% em 2018, em ambos os casos em comparação com as previsões de abril.

(Agência Brasil)

Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara ganha certificação de “Excelência”

O governador Camilo Santana(PT) vai conferir, agora pela manhã, a entrega da Certificação de Acreditado com Excelência concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) ao Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara (HGWA), da rede pública de saúde do Ceará.

O título homologa requisitos de segurança e gestão integrada até o nível de excelência gerencial. A solenidade acontece na sede da unidade, no bairro Messejana, em Fortaleza. O HGWA dá suporte e continuidade de tratamento aos pacientes atendidos nas emergências e pronto-atendimentos da rede. A unidade alcançou o nível III de certificação, tornando-se o segundo do Governo a conquistar o título máximo (o primeiro foi o Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte).

Conceito

Acreditação Hospitalar é uma certificação de qualidade, exclusiva para instituições de Saúde. O Sistema de Acreditação é uma metodologia reconhecida pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo concedida pela Organização Nacional de Acreditação. Esta certificação tem o objetivo de comprovar a segurança no gerenciamento de processos, tanto assistenciais como administrativos, reforçando a credibilidade, a confiança e a sustentabilidade da instituição, visando sempre a uma assistência segura e de qualidade para população.

(Foto – Rodrigo Carvalho)

Ônibus com turistas argentinos é alvo de assalto

112 1

A Polícia ainda não conseguiu prender grupo armado que atacou um ônibus que conduzia, nesse domingo, para o Aeroporto Internacional Pinto Martins, turistas argentinos. A ação criminosa se registrou, no percurso entre o município de Itarema (211 quilômetros de Fortaleza) e o Pinto Martins.

O grupo, segundo informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), interceptou o ônibus em Itapipoca (a 138 quilômetros de Fortaleza), na rodovia estadual CE 085. Após anunciar o assalto, os criminosos levaram relógios, celulares e dinheiro dos turistas.

Um boletim de ocorrência foi feito no posto avançado da Polícia Civil instalado no Aeroporto Internacional Pinto Martins. A Delegacia de Proteção ao Turismo (Deprotur) está responsável pelas investigações.

Temer e a compra de imóveis do amigão Yunes

Amigos para sempre.

A família do presidente Michel Temer (PMDB) é dona de imóveis comprados do empresário José Yunes, investigado na Lava Jato. A informação é de reportagem da revista Veja desta semana, que aponta valor de mais de R$ 18,4 milhões em quatro imóveis.

Segundo a revista, Temer teria comprado dois escritórios, uma casa e o andar de um prédio, todos em áreas nobres de São Paulo, entre 2000 e 2010, quanto era deputado federal.

O imóvel mais valioso seria um andar do prédio Spazio Faria Lima, no Itaim Bibi, que teria sido comprado por R$ 2,2 milhões à Yuny Incorporadora, empresa de Yunes. Atualmente, o imóvel valeria R$ 14 milhões, segundo a revista.

O empresário, que chegou a ocupar cargo de assessor especial da Presidência, é um dos citados da delação da Odebrecht como receptor de propinas destinadas a políticos do PMDB. Ele nega ter recebido valores da Odebrecht.

Ainda de acordo com a Veja, Yunes teria vendido imóveis para Temer meses após os ter adquirido. Em um dos casos, o imóvel foi doado para o filho de Temer, Michelzinho, de 8 anos.Em nota divulgada após a reportagem, o advogado de Yunes, José Luis de Oliveira Lima, informou que “todas as operações são regulares e perfeitamente legais”.

Já a assessoria do Palácio do Planalto afirmou que não irá se manifestar sobre a reportagem. Na matéria, ela afirma apenas que os negócios foram “absolutamente normais”.

(Com Agências)

Cantor Seu Jorge é vítima de racismo

O cantor Seu Jorge foi alvo de um ataque racista em seu perfil no Instagram. Durante uma transmissão ao vivo do artista, um internauta identificado como @hduartescp se referiu a ele como “preto de merda” e disse que “o mundo está infestado de pretos”. Seu Jorge reagiu aos comentários, postando as ofensas na rede social na madrugada deste domingo.

“Esse cara aqui @hduartescp entrou na minha transmissão ao vivo pra destilar o seu venenoso racismo contra minha pessoa me ofendendo de graça sem eu nunca tê-lo visto em toda minha vida! O que vcs acham que eu devo fazer a respeito desse assunto? Alguma sugestão? Só não vale o famoso deixa pra lá!”, questionou a seus seguidores.

O cantor foi incentivado pelos fãs a denunciar o episódio. “Tem que denunciar, buscar seus direitos e mostrar pra seres ‘humanos’ como esses que eles não ficarão impunes e que estão cometendo crime e têm que ser responsabilizados”, disse a internauta @millarecife.

Em um diálogo durante a mesma transmissão, o agressor responde com outra frase racista: “Foda-se. O mundo está infestado de pretos”. Seu Jorge se mostrou indignado e chamou a atenção para o comentário na rede social.

“Mais uma do mocinho @hduartescp pra não dizer depois que nós os negros somos paranoicos e cheios de mimimi!! Esta aí pra todo mundo ver, e olha que ele conseguiu fazer isso a mais de 10.000 km de distância… imagina como deve ser na vizinhança dele, na escola, com os empregados dele no futuro…”, escreveu.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do cantor para saber se ele fará uma denúncia, mas ainda não obteve retorno. (Ag. Estado)

(Com Agências/Foto – Pulo MOska))

Lideranças políticas querem antecipar prazo do troca-troca partidário

A janela partidária, que vai permitir a desfiliação partidária por período determinado sem prejuízo do mandato, tem previsão para ocorrer em março de 2018.

Segundo a imprensa sulista, há uma movimentação entre os líderes partidários de se fechar um acordo para antecipar esse prazo.

O novo prazo setembro ou outubro deste ano, iniciando mais cedo, portanto, o troca-troca de legenda.

Luizianne Lins: Aumento do imposto sobre combustíveis eleva ainda mais a concentração de renda

A deputada federal Luizianne Lins (PT) usou sua página no Facebook para bater duro no aumento do imposto sobre os combustíveis, medida tomada pelo governo Temer. Par ela, mais um fato que contribuirá para o aumento da concentração de renda no País. Confira: 

O aumento dos impostos dos combustíveis implementado pelo golpista Temer é mais uma medida no sentido de aumentar a concentração de renda em nosso país.

A classe empresarial, embora majoritariamente contra, tem como se proteger, repassando o aumento para os preços dos produtos. O trabalhador não tem como escapar: paga o aumento na hora do consumo.

E o governo se nega a cobrar imposto sobre os lucros, dividendos e as grandes fortunas.

#ForaTemer!
#DiretasJá!

Temer estima que o desembarque do PSDB do seu governo é uma questão de tempo

O presidente Michel Temer (PMDB) vem mantendo contato frequente com o prefeito de São Paulo, João Dória.

Segundo informa a Coluna Radar, da Veja Online, essa0 aproximação, porém, não robusteceu sua fé no tucanato. Pelo contrário. Ele trata o desembarque do PSDB do governo como uma questão de tempo.

O palpite do presidente é que o casamento não dura mais de seis meses.

Poder Judiciário inclui questões sobre direitos da pessoa deficiente em seus concursos

O Poder Judiciário deve incluir, em todo concurso público que promover, questões sobre os direitos de pessoas com deficiência. Desde a edição da Resolução n. 230/2016 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o tema constou em, pelo menos, 15 editais para ingresso nos quadros de pessoal de tribunais federais, estaduais, eleitorais e trabalhistas. A inovação fez aniversário no último dia 22.

Dois órgãos exigiram o assunto ainda em 2016: o Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (SE) e a Fundação de Previdência Complementar do Judiciário (Funpresp-Jud). Neste ano, outros 13 exames preveem o tópico.

Antes, direitos de pessoas com deficiência eram cobrados em provas para áreas específicas. O tema constava em campos como engenharia, serviço social e atendimento ao público. Agora, a matéria surge como tópico básico para todos os cargos, de nível médio e superior, em, ao menos, cinco provas de tribunais a serem aplicadas até o fim do ano.

(Com Agências)

Morre o ex-goleiro Waldir Peres

Morreu neste domingo o ex-goleiro Waldir Peres (66). Ele foi vítima de infarto fulminante em Mogi Mirim (SP), onde estava com a família. Waldir Peres chegou a ser titular da Seleção Brasileira na Copa de 1982.

Nascido em Garça, o arqueiro foi revelado no começo dos anos 70 na Ponte Preta e chegou ao clube do Morumbi em 1973.

Em 11 anos de São Paulo, Waldir fez 617 partidas – segundo jogador com mais atuações na história do clube, atrás apenas de Rogério Ceni – e venceu o Campeonato Brasileiro de 1977 sobre o Atlético-MG nos pênaltis. Além disso, ele faturou três vezes o Campeonato Paulista (1975, 1980 e 1981).

Em 1984, ele saiu do Morumbi e foi para o América-RJ. Antes de encerrar a carreira, em 1989, o goleiro passou por Guarani, Corinthians, Portuguesa, Santa Cruz e Ponte Preta.

(Com Agências)

Sônia Braga ganha prêmio de Melhor Atriz em festival de Madrid

A atriz Sônia Braga venceu, nesse sábado, o Prêmio Platino de Cinema Ibero-Americano para melhor atriz pelo filme “Aquarius”, distinção conhecida em Madrid, capital espanhola. A informação é do Jornal de Notícias.

O filme “Aquarius”, do realizador brasileiro Kléber Mendonça Filho, sobre memória, persistência e vida na cidade, estreou-se em março nos cinemas portugueses e deu a Sônia Braga, de 67 anos, a distinção de representação feminina na edição deste ano dos Prêmios Platino.

O grande vencedor da noite foi o argentino “El ciudadano ilustre”, que conquistou os prêmios de melhor filme, melhor argumento e melhor ator (Oscar Martínez).

Pedro Almodóvar, com “Julieta”, levou para casa o troféu de melhor realizador.

Os prêmios Platino, apresentados como os “Óscares latinos”, cumpriram hoje a quarta edição e têm por objetivo distinguir a produção ibero-americana.

 

Para FHC, o Governo Temer já era

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso admitiu ao cantor e compositor Gilberto Gil que acredita que Michel Temer já era. É o que informa a Coluna Radar, da revista Veja.

Segundo a nota, a declaração foi feita pelo tucano ao artista baiano em conversa recente.

FHC jamais confiou na estabilidade da “pinguela”, como apelidou o governo Temer, afirma a coluna.

Jair Bolsonaro aprova dois projetos em 26 anos de Congresso Nacional

583 3

Pré-candidato à Presidência da República em 2018 e um dos políticos mais bem colocados em pesquisas de intenção de voto, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) mudou sua atuação parlamentar ao longo de 26 anos no Congresso Nacional. Quando chegou a Brasília, no início da década de 1990, seu foco era atender aos interesses de militares, sua primeira base eleitoral. Nos últimos anos, porém, ele ampliou suas propostas para a área de segurança pública, uma das mais vulneráveis do País e de maior apelo nas urnas, informa o jornal Estado de São Paulo.

Assumidamente conservador, Bolsonaro busca novas parcelas do eleitorado. Ele já se banhou no Rio Jordão, em Israel, critica discussões sobre questões de gênero, sexualidade e direitos humanos e reverbera na internet suas polêmicas em página oficial com mais de 4,4 milhões de seguidores. Pelas redes sociais, grupos se pulverizam em apoio à sua candidatura no próximo ano (mais informações na página A5).

Bolsonaro, que é capitão da reserva do Exército, afirmou ao Estado que foi eleito inicialmente por um “segmento basicamente militar”, mas seguiu para outros campos. “Todos nós evoluímos”, disse.

Levantamento feito pelo Estado/Broadcast revela o perfil desse parlamentar que almeja chegar ao Palácio do Planalto no dia 1.º de janeiro de 2019. Em quase três décadas na Câmara dos Deputados, Bolsonaro apresentou 171 projetos de lei, de lei complementar, de decreto de legislativo e propostas de emenda à Constituição (PECs).

No primeiro mandato, entre 1991 e 1995, foram 17 projetos de interesse de militares, ante apenas dois na área de segurança pública. Na atual legislatura, iniciada em 2015 e com término previsto em 2019, já são nove propostas para a segurança e somente três para o setor militar. Entre 2011 e 2015, na legislatura passada, o deputado apresentou 13 propostas na área de segurança, ante duas militares.

As duas áreas representam 56,7% (97) das propostas legislativas de Bolsonaro – são 53 projetos para militares (32%) e 44 para segurança pública (25%). Nenhum, porém, foi aprovado.

Apenas três projetos foram ligados a temas econômicos – entre eles o que propõe autorizar a dedução do Imposto de Renda das despesas comprovadamente efetuadas com empregados domésticos – e dez na área de saúde – como o que determina a proibição do aborto em casos de estupro. Para educação foi somente uma proposta, apresentada no primeiro mandato, a fim de conceder desconto progressivo em taxas e mensalidades escolares para famílias de militares com mais de um filho.

Aprovação

Até hoje, o deputado teve aprovados dois projetos. Viraram lei uma proposta que estendia o benefício de isenção do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) para bens de informática e outro que autorizava o uso da chamada “pílula do câncer” – a fosfoetanolamina sintética. A primeira emenda de sua autoria, aprovada em 2015, determina a impressão de votos das urnas eletrônicas (mais informações na página A7).

Para o professor de Ciência Política da USP José Álvaro Moisés, o número de projetos apresentados por Bolsonaro revelam uma boa atividade parlamentar – média de 6,5 propostas por ano. “Não é pouco, mostra que ele é um deputado ativo. Mas a aprovação de apenas dois projetos revela que o que ele está propondo não é acolhido na instituição”, disse. A primeira emenda de autoria do deputado, aprovada em 2015, determina a impressão de votos das urnas eletrônicas.

“Tão importante quanto você fazer um gol, é não tomar um gol. Eu trabalho muitas vezes para que certos projetos não sejam aprovados”, disse o deputado. Assim, “tão importante quanto apresentar propostas, é rejeitá-las”. “Uma enorme contribuição”, segundo o deputado, foi o combate ao chamado “kit gay”, material didático contra a homofobia vetado na gestão petista da presidente cassada Dilma Rousseff, em 2011.

Voltado à disputa presidencial, Bolsonaro tem usado justamente esses temas nas redes sociais, onde sua popularidade se mostra em alta. Um exemplo foi um post seu sobre o kit, publicado em 10 de janeiro deste ano, que alcançou 38 milhões de internautas e o vídeo teve 8,3 milhões de visualizações.

Questionado se a falta de diversidade em suas propostas poderia prejudicá-lo na corrida presidencial, o deputado nega. “A Dilma (Rousseff) apresentou algum projeto na vida dela? O (prefeito João) Doria apresentou algum projeto? Não tem nada a ver uma coisa com a outra”, afirmou Bolsonaro.