Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Cândido Albuquerque é o novo reitor da UFC

Cândido e Glauco Lobo.

Saiu, no Diário Oficial da União, em edição suplementar, no fim da noite dessa segunda-feira, o ato de nomeação do novo reitor da Universidade Federal do Ceará.

Deu Cândido Albuquerque, que tem como vice-reitor o professor e médico Glauco Lobo. Ex-diretor da Faculdade de Direito da UFC, Cândido foi o terceiro mais votado na consulta à comunidade universitária, com 610 votos, e ficou em segundo na lista elaborado pelo Conselho Universitário, com 9 votos. O mais votado foi Custódio Almeida, o vice-reitor, na consulta ao meio universitário com 7 mil votos e 25 no Consuni.

Essa informação foi divulgada em primeira mão pelo Blog da Política e, depois, confirmada pelo colunista Jocélio Leal.

A lista tríplice fora encaminhada ao MEC em junho último.

Cândido, ao receber a nomeação, assim se manifestou:

“Resgatar o protagonismo dos verdadeiros talentos, mantendo a pluralidade de ideias, será um desafio necessário e urgente”.

Confira o ato de nomeação assinado por Bolsonaro:

Banco do Nordeste tem novo diretor financeiro e de crédito

O Banco do Nordeste vai dar posse, às 9h30 desta terça-feira, ao seu novo diretor financeiro e de crédito. Trata-se do funcionário Antônio Jorge Pontes Guimarães Júnior, que tem experiência em Administração Financeira, Auditoria e Controladoria, Gestão de Negócios, Gestão Empresarial e Negócios Internacionais. A informação é da assessoria de imprensa do BNB.

Antônio Jorge tem 17 anos de atuação no BNB, tendo exercido funções de gestão superior em diversas áreas do Banco, a exemplo de Controles Internos e Gestão de Riscos e Operações Financeiras e de Mercado de Capitais. Comandou ainda, na área negocial, a Superintendência Estadual da Bahia, um dos estados com o maior número de agências na estrutura da empresa e parcela representativa na carteira de crédito da instituição. Por último, vinha à frente da Superintendência de Tecnologia da Informação.

Antônio Jorge Pontes Guimarães Júnior foi designado como novo diretor em reunião do Conselho de Administração do Banco do Nordeste, realizada nesta segunda-feira.

(Foto – BNB)

XII Bienal do Livro – TJ do Ceará expõe e relança obras raras do mundo jurídico

O Conselho Editorial e de Biblioteca do Tribunal de Justiça do Ceará, em parceria com a Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec), participa da XIII edição da Bienal Internacional do Livro, no Centro de Eventos.

A produção editorial do TJCE, composta por 60 livros de escritores cearenses e internacionais, além de revistas lançadas pelo Conselho e pela Esmec, ficará disponibilizada aos visitantes, que poderão folhear os livros, mas não haverá vendas nem doação de exemplares. O estande do tribunal (nº 063), de 15 metros quadrados, fica no Pavilhão Oeste, informa a assessoria de imprensa do Judiciário.

O TJ vem promovendo o resgate histórico de obras raras de autores cearenses e internacionais, assim como a atualização da magistratura cearense a partir da publicação de revistas de doutrina (Themis) e jurisprudência, além do Código de Organização Judiciária do Ceará e do Regimento Interno do Tribunal de Justiça.

(Foto – TJCE)

Grupo Mulheres do Brasil, no Ceará, promove encontro “Portas Abertas”

O Grupo Mulheres do Brasil, núcleo de Fortaleza, promoverá, às 18h30min desta quarta-feira, no Mundo Akar, mais uma edição do “Portas Abertas”. O encontro é o momento para acolher novas integrantes e apresentar os projetos e trabalhos desenvolvidos. O grupo é conhecido por desenvolver ações e trabalhos que colocam em pauta temas sociais.

A ideia é facilitar a identificação das mulheres com os grupos de trabalho e assim direcionar de acordo com a vocação de cada uma. O encontro será realizado no Mundo Akar (Bairro Patriolino Ribeiro).

Composto por representantes de vários segmentos de todo o Brasil, o grupo se reúne mensalmente para discutir e propor ações em temas ligados à educação, empreendedorismo, cota para mulheres e projetos sociais. 

SERVIÇO

*Mundo Akar – Rua: Felipe Nery, 1000 – Patriolino Ribeiro – Auditório Luz

*Mais Informações – (85) 99256.0128.

XII Bienal do Livro – No Dia Mundial da Fotografia, um livro bem cearense sobre o tema

Hoje é o Dia Mundial da Fotografia.

Na XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, que acontece até o dia 25 no Centro de Eventos, a data será lembrada.

No estande Fotofestival Solar, em frente ao Café Literário, haverá o  lançamento da obra “História da fotografia no Ceará no Século XIX”, do colecionador e memorialista Ary Bezerra Leite.

A partir das 19h30min.

(Foto – O POVO)

Grupo J. Macedo fecha fábrica de massas em Maceió

450 1

O Grupo J.Macêdo informou, em nota, nesta segunda-feira, que encerrou suas atividades na fábrica de massas situada em Maceió (AL), mais precisamente no bairro de Jaraguá. De acordo com a empresa, a decisão foi baseada em estudos técnicos e financeiros.

“Por um lado, uma conjuntura econômica desafiadora e, por outro, a constatação de que o uso mais racional da infraestrutura e a distribuição das operações para outras plantas permitirão ganhos de produtividade e competitividade para a empresa”, revelou.

de acordo com o grupo, o fechamento da fábrica não afetará o atendimento ao mercado e a empresa garantirá a regularidade e a qualidade do fornecimento, durante e após o processo de transferência das operações.

“Mesmo tendo a J.Macêdo empenhado reiterados esforços, implementando uma gestão rigorosa, focada na excelência operacional e na otimização de custos, a conclusão foi de que a manutenção da planta não é mais viável economicamente. A companhia vai minimizar o impacto da decisão nos colaboradores oferecendo suporte a eles e suas famílias, em linha com os Valores Essenciais da empresa e com o Respeito pelas Pessoas que marcam a trajetória de quase 80 anos da J.Macêdo”, disse a empresa.

A J. Macêdo é considerada líder de mercado nos segmentos de farinha de trigo doméstica e de misturas para bolos, além de ser a segunda maior empresa nacional de massas alimentícias e a fabricante líder em vendas na cidade de São Paulo. Na lista das marcas da companhias, estão: Dona Benta, Petybon, Brandini, Madremassas, Favorita, Familiar, Paraíba, Águia, Boa Sorte, Sol e Branca de Neve.

(Com O POVO Online)

Transferência do Coaf par ao BC deve sair publicada no DOU desta terça-feira

126 1

Deve sair no Diário Oficial da União desta terça-feira uma Medida Provisória transferindo o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Banco Central, informou Jorge Oliveira, ministro da Secretaria Geral da Presidência, onde está o texto assinado pelo ministro Paulo Guedes. É o que revela o Portal G1 nesta segunda-feira.

O Coaf, vinculado ao Ministério da Economia, é uma unidade de inteligência financeira do governo federal que atua principalmente na prevenção e no combate à lavagem de dinheiro.

O primeiro reflexo da mudança do Coaf para o Banco Central é que os funcionários passam a ser funcionários de carreira do BC. Com isso, o atual presidente do órgão, Roberto Leonel, terá que sair do cargo. Ele atuou na Receita Federal do Paraná e era um nome de confiança do ministro da Justiça, Sérgio Moro, que o levou para Brasília. No início do governo Bolsonaro, o Coaf ficava no Ministério da Justiça, mas foi para a Economia após votação no Congresso em maio.

Artigo – “Agora é lei: Fortaleza terá dentista na UTI”

Com o título “Agora é lei: Fortaleza terá dentista na UTI”, eis artigo do vereador Dr. Porto (PRTB). Ele aborda projeto de sua autoria, que foi sancionado pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT). Confira:

A capital do estado agora tem uma lei que torna obrigatória a presença de profissionais dentistas nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de hospitais públicos e conveniados. A Lei n° 10.901, de minha autoria (Lei Portinho), foi sancionada no mês de junho passado pelo Prefeito Roberto Cláudio. Vitória para a saúde pública municipal, é demanda que acatei das entidades representativas da Odontologia da cidade. No que implica a iniciativa? Melhoria na qualidade dos cuidados, maior aproximação com o paciente – tratamento humanizado, mais saúde e esperança de vida, ganhos para todos.

É Fortaleza partindo na frente e celebrando tempo novo.

A Revista Brasileira de Odontologia informa que o atendimento odontológico a pacientes hospitalizados portadores de enfermidades sistêmicas contribui efetivamente para a sua recuperação. A magnitude da Odontologia Hospitalar na manutenção da saúde bucal dos pacientes nesse complexo ambiente hospitalar que é a UTI causa melhora no quadro geral do paciente, evitando o aumento da proliferação de fungos e bactérias anaeróbicas e gram-negativas e consequentes infecções e doenças sistêmicas, com risco para a saúde do enfermo.

Nossa lei abre também a possibilidade de contratação de mais profissionais da área. Só temos a ganhar. Afirmo isso porque sou profissional da área há 35 anos, um dos criadores do setor bucomaxilofacial do IJF. A boca é a porta de entrada para maiores infecções e doenças; quanto mais cedo o diagnóstico, maiores as chances de cura. A iniciativa promove ainda maior rotatividade de leitos, as internações são mais rápidas e eficazes.

Digo mais: o protocolo padrão de limpeza bucal na UTI costuma incluir apenas o uso de gazes e antissépticos – em alguns lugares há escovação. Ele é feito pela equipe de enfermagem, que não pode se responsabilizar por intervenções complexas, como raspar tártaro, tratar cáries e outros tipos de restaurações. O dentista faz a diferença, há procedimentos que a enfermagem não pode fazer.

Fortaleza deu largo passo em direção à uma saúde pública de qualidade. No âmbito federal, contudo, sofremos grande retrocesso. No Congresso, o Projeto de Lei nº 34, de 2013, foi vetado pelo presidente da República. Engavetaram a iniciativa que obrigava os hospitais públicos e privados de médio e grande porte a prestarem assistência odontológica a pacientes em regime de internação hospitalar em UTI aos portadores de doenças crônicas e também aos atendidos em regime domiciliar na modalidade home care. Justificativa do veto: o impacto negativo nas receitas da saúde pública, ignorando-se totalmente a economia diária de algo em trono da R$ 2.800,00 e a redução de 60% das infecções que a iniciativa proporciona aos pacientes. “Saúde não é custo, é direito”, informa o Conselho Federal de Odontologia (CFO).

Viva nós! Temos dentistas na UTI em Fortaleza, sempre partindo na frente, dando exemplo.

*Dr. Porto,

jbportim@gmail.com

Vereador, presidente da Comissão de Saúde e Seguridade Social e vice-líder do prefeito na Câmara Municipal.

 

Teatro da Praia – Em cartaz, peça sobre Frei Tito

Prossegue, até o próximo dia 14 de setembro, no Teatro da Praia, a peça “Frei Titro – Vida, Paixão e Morte”. O texto é do ator, diretor e teatrólogo Ricardo Guilherme.

Uma boa oportunidade para muitos conhecerem a vida de um religioso que acabou perdendo a vida por lutar contra o regime militar.

*Sobre Frei Tito confira aqui.

Secretário do Meio Ambiente do Ceará lança livro na Bienal do Ceará

O secretário do Meio Ambiente do Ceará, Artur Bruno, lançará, às 16 horas desta segunda-feira, na XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, no Centro de Eventos, sua mais nova publicação: “Meio Ambiente – começo e fim”.

Trata-se de uma coletânea com artigos que publicou na imprensa local, abordando sempre a questão do meio ambiente, problemas, necessidades e avanços.

O livro e autor serão apresentados pelo presidente da Comissão do Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, Acrísio Sena (PT).

ProUni – Não matriculados tem até esta segunda-feira para pedir bolsas remanescentes

O prazo para alunos não matriculados em uma instituição de ensino superior concorrerem a uma das bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni) acaba nesta segunda-feira (19). Os estudantes interessados devem fazer as solicitações pelo site do ProUni. Os candidatos matriculados podem se inscrever até 30 de setembro.

O prazo terminaria na última sexta-feira (16), mas foi prorrogado devido a uma instabilidade no portal. Após identificar indícios de sabotagem no sistema, o Ministério da Educação (MEC) acionou a Polícia Federal (PF).

Vagas remanescentes

As vagas remanescentes são mais uma chance para quem não foi contemplado na primeira e segunda chamadas, além da lista de espera. A disponibilidade dessas vagas, voltadas para o segundo semestre do ano, ocorre por desistência dos candidatos pré-selecionados ou por falta de documentação.

Podem concorrer às bolsas remanescentes brasileiros sem diploma de curso superior e que tenham participado de qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com nota superior a 450 pontos e que não tenha zerado a prova de redação.

Os professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e que não tenham participado do Enem, podem se inscrever às bolsas de estudo em cursos de licenciatura.

Quem for selecionado deverá comparecer à instituição de ensino nos dois dias úteis subsequentes ao da inscrição para comprovar as informações prestadas. Caso a ocupação não seja confirmada, a bolsa volta a ficar disponível no sistema.

(Agência Brasil)

Livro de Raimundo Girão Barroso será relançado nesta segunda-feira na UFC

Será lançada nesta segunda-feira, às 17 horas, na reitoria da Universidade Federal do Ceará, a quinta edição de Pequena História do Ceará. Trata-se do livro de Raimundo Girão Barroso. A reedição é uma iniciativa do Instituto Myra Eliane (IME), em parceria com a UFC, e tem o objetivo de resgatar a cultura e a memória histórica de personalidades cearenses.

Essa quinta edição marca os 66 anos da obra publicada originalmente em 1953 e traz relatos de fatos que aconteceram no Estado. O livro traz prefácio do empresário e presidente do Instituto Myra Eliane, Igor Queiroz Barroso, e um posfácio do professor e reitor da UFC, Henry Campos.

Publicação

O livro compreende nove títulos que agrupam diversos capítulos. Os títulos correspondem aos seguintes temas: Primórdios da Colonização; A Formação Étnica e Social; A Formação Econômica; A Formação Político-Administrativa; Política Cearense no Império e na Regência; A Política Cearense no Segundo Reinado; A Política Cearense na República; A Formação Espiritual; e Evolução e Desenvolvimento do Ceará Atual.

Senado pode votar nesta semana a MP da Liberdade Econômica

O Senado pode votar nesta semana a Medida Provisória nº 881/19 – a MP da Liberdade Econômica. A proposta passou pela Câmara dos Deputados e deve chegar ao plenário do Senado nesta terça-feira, segundo lideranças do governo. A Casa tem até o dia 27 de agosto para passar por apreciação. A MP traz mudanças nos direitos dos trabalhadores e alterações nas regras para abertura de empresas.

A MP está em vigor desde 30 de abril, quando foi publicada no Diário Oficial da União, mas, por se tratar de uma medida provisória, é preciso receber aval do Congresso para continuar valendo. Na Câmara, o texto foi aprovado, por 345 parlamentares contra 76, na madrugada quarta-feira (14/8). Durante a tarde seguinte, a Casa rejeitou os destaques (propostas de mudança) apresentados. Relembre o que muda com a MP.

O texto busca reduzir a burocracia para os negócios da iniciativa privada, ao estabelecer garantias para o livre mercado e prever isenção de alvarás e licenças para startups, entre outras medidas. A proposição também estabelece alterações na Consolidação das Leis do Trabalho e permitirá o trabalho aos domingos, com folga a cada quatro semanas, sem aval do sindicato por acordo coletivo. Continua depois da publicidade

Na avaliação do Planalto, as mudanças devem gerar 3,7 milhões de empregos em 10 anos.

A mudança trabalhista gerou controvérsias e divide parlamentares. Enquanto alguns defendem a matéria, dizendo que o texto moderniza a economia nacional, outros apontam a perda de direitos dos trabalhadores por meio da medida.

(Com Correio Braziliense)

Empresários da construção civil do Ceará solicitam liberação de R$ 1 bi do Minha Casa Minha Vida

230 1

O coordenador da bancada federal cearense, deputado Domingos Neto (PSD), e o presidente do Sindicato das Construtoras do Estado do Ceará (Sinduscon), André Montenegro, solicitaram a liberação de R$ 1 bilhão para o programa Minha Casa Minha Vida do Estado. O apelo foi feito ao ministro da Integração Nacional, Gustavo Canuto, durante audiência em Brasília.

“Esses recursos foram aprovados pelo Congresso Nacional, pela Comissão de Orçamento quando da votação do PLN 4 (Projeto de lei do Congresso Nacional), mas ainda está pendente a liberação do limite para o Ministério”, informa Domingos Neto.

Segundo André Montenegro, o Minha Casa Minha Vida é responsável por dois terços da construção civil cearense e emprega cerca de 25 mil pessoas. “O programa é uma das ações mais inteligentes, jurídica e tecnicamente, além de um instrumento de efetivação do direito à moradia digna”, destaca Montenegro. O ministro prometeu avaliar o cenário.

“O setor reconhece o trabalho do deputado Domingos Neto, que realiza o verdadeiro papel de um deputado ao atender aos interesses do seu Estado e ao apelo do setor da construção civil do Ceará, para pleitear os pagamentos das obras do Minha Casa Minha Vida. O atraso do pagamento para o programa é ruim, pois gera desemprego e também frustração nas pessoas que estão aguardando a casa própria”, acentua André Montenegro.

(Foto – Sinduscon/CE)

Artigo – “Dois Brasis”

727 1

Com o título “Dois Brasis”, eis artigo do empresário e presidente do Cidadania do Ceará, Alexandre Pereira. Ele aborda o tema da desigualdade social e regional deste País, que mais parece a Nação dos banqueiros. Confira:

A renda familiar, recurso obtido pelo conjunto de residentes mediante a remuneração de sua força de trabalho, é o fator básico de equilíbrio social. Manter níveis aceitáveis de empregabilidade é, para qualquer país, a maneira mais concreta e imediata de garantir um ambiente de segurança entre as pessoas e a crença geral nos rumos da economia de mercado.

Mas renda só não basta. As pessoas – nas diversas camadas da classe média, sobretudo – precisam de boas condições de crédito (prazos maiores a taxas menores) para ter acesso a bens de consumo duráveis (veículos, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, mobiliário, entre outros), honrar suas despesas mais onerosas (material escolar, combustível, supermercado, por exemplo) e se dar o direito a um justo conforto com acesso a itens de lazer e cultura.

O crédito compra o futuro. Antecipa expectativas. Acelera o crescimento econômico ao ampliar a base de consumo. Injeta na sociedade uma confiança justificada no país quando devolve aos que trabalham de modo mais imediato os resultados de seu esforço. Daí ser tão importante o “preço do dinheiro”, isto é, o que cobram os bancos pelo que emprestam e, principalmente, a justa diferença entre o valor com que o sistema financeiro remunera seu depósito e sua poupança e, por outro lado, o preço que cobra de você quando lhe oferece crédito – o spread que, no Brasil, está entre os mais elevados do mundo.

É como se houvesse dois brasis: em um, vivemos uma prolongada conjuntura de estagnação econômica, em que cerca de 13 milhões de assalariados aguardam retornar ao mercado de trabalho e, de outro, o Brasil dos banqueiros, onde as quatro maiores instituições financeiras obtiveram, nessa mesma quadra difícil da economia, um lucro de 20,4 bilhões de reais no segundo trimestre, de abril a junho – valor superior em 21,3% ao mesmo período do ano anterior, igualmente difícil.

É uma inversão de valores. O sistema financeiro, que deveria servir ao desenvolvimento da produção e a ampliação da base de consumo, é que se nutre das forças, conjunturalmente exauridas, do país ao obter lucros exorbitantes, descolados da realidade do país num cenário que reclama a contribuição de todos.

*Alexandre Pereira,

Empresário e Presidente do Cidadania 23 no Ceará

Cinemas têm até janeiro para garantir acessibilidade a surdos e cegos, decide Ancine

A partir do dia 1º de janeiro de 2020, todas as salas de cinema do país serão obrigadas, sob pena de multa, a oferecer aparelhos de acessibilidade para deficientes visuais e auditivos. A determinação está na Instrução Normativa 128/2016, da Agência Nacional do Cinema (Ancine). Até o dia 16 de setembro deste ano, os exibidores precisam ter atingido a meta de 35% das salas dos grandes complexos e 30% das salas dos grupos menores.

Segundo o secretário-executivo da Ancine, João Pinho, o dia 16 de junho foi o primeiro prazo para o cumprimento das metas, com a exigência de 15% das salas de grandes complexos oferecendo os recursos de legendagem, legendagem descritiva, audiodescrição e Língua Brasileira de Sinais (Libras) para quem solicitar.

“Agora a gente entrou efetivamente na segunda fase, que é monitoramento do cumprimento em si. Ainda tem um pouco de orientação, mas já começa com a fiscalização pelos complexos. Estamos acompanhando semanalmente pelos sistemas internos da agência e de acordo com o plano de fiscalização, que envolve visitas técnicas quando necessário. Estamos divulgando a lista dos cinemas que se declaram acessíveis”.

Segundo o último levantamento feito pela agência, divulgado no fim de junho, a meta de 15% havia sido cumprida. A lista das salas com os recursos pode ser consultada na internet e o próximo levantamento deve ser divulgado no início de setembro.

Pinho explica que as exigências de acessibilidade para o setor de cinema no Brasil começaram em 2014, com a obrigatoriedade de todos os filmes produzidos com recursos públicos oferecerem os recursos para audiência de cegos e surdos. E desde 16 de junho todos os filmes, inclusive estrangeiros, já estavam adaptados.

“Se a gente colocasse a obrigatoriedade logo, o exibidor não ia ter conteúdo acessível para oferecer ao público alvo. Isso era para criar um estoque de filmes e também de séries, porque vamos começar isso depois para a TV. Então a gente já teve 100% dos filmes nacionais, agora 100% dos filmes de qualquer nacionalidade e em 1º de janeiro 100% dos cinemas”.

O secretário explica que não há dados sobre a utilização dos recursos de acessibilidade nas salas, mas para o ano que vem o sistema da Ancine que contabiliza a bilheteria dos cinemas do país vai trazer essa informação. Além disso, ele destaca que duas câmaras técnicas montadas dentro da agência, uma sobre acessibilidade e outra com os exibidores, acompanha a implementação das medidas para avaliar a eficácia e qualidade dos serviços oferecidos.

“Tem as duas câmaras técnicas para dar o feedback, como melhorar o equipamento, aumentar o número de equipamentos disponíveis se tiver muita demanda, legenda em libras malfeita, por exemplo. Daí teremos que fazer campanhas para melhorar essas coisas”.

Segundo Pinho, o Brasil é pioneiro na área, sendo o único país que exige exibição cinematográfica com língua de sinais. “Temos recebidos feedbacks qualitativos, muito emocionantes, de pessoas com deficiência que nunca tinham ido ao cinema na vida, pessoas que nunca viram ou asistiam filme sem entender. A gente vê que está impactando positivamente a vida dessas pessoas”, explicou.

Saiba mais

Minalba ganha ação na Justiça contra a Danone

A água mineral Minalba, do Grupo Edson Queiroz, conseguiu reverter na Justiça decisão até então desfavorável em ação impetrada pela concorrente francesa Danone que pedia a retirada da informação “PH Alcalino” nos rótulos das garrafas e publicidade da marca brasileira. A sentença proferida era contrária aos interesses da Minalba. Em segundo grau, contudo, saiu acórdão proferido pelo desembargador Ricardo Negrão, da 2ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo, favorável à empresa cearense.

Em 2017, a Danone havia representado em desfavor da Minalba no Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR). A alegativa, entre outros termos, era de que o uso do termo “PH alcalino” não havia sustentação na comunidade científica e, portanto, não poderia ser utilizado. Argumento desfeito pela decisão.

No acórdão, o desembargador informou que há estudos associando a alcalinidade da água com os benefícios à saúde, podendo assim ser utilizado pela água mineral Minalba como um atributo de qualidade. “Ao contrário do que afirma a autora [Danone], há, sim, diversos estudos científicos comprovando a influência da alcalinidade da água sobre a saúde das pessoas”, afirma. “Se há estudos científicos feitos embasando a associação feita pela Minalba em seus anúncios publicitários, não se pode creditar a pecha de propaganda enganosa”, afirma Ricardo Negrão.

A Danone também havia alegado que a queda de seu faturamento decorreu da utilização da expressão “pH alcalino” nos anúncios de Minalba e que o consumidor a leva em consideração ao escolher a água mineral que comprará. Na decisão, o Desembargador rechaçou a argumentação da empresa francesa. “O que fica claro, aqui, é que a Danone perdeu importante fatia de mercado para a recorrente e, agora, busca a todo custo eliminar a concorrência”, conclui o magistrado.

DETALHE -O escritório parceiro que representa os interesses da Minalba neste processo é o Siqueira Castro.

(Foto – Arquivo)

Mercado estima crescimento da economia e inflação baixa para este ano

O mercado financeiro aumentou a projeção para o crescimento da economia e reduziu a estimativa de inflação para este ano. Segundo o boletim Focus, pesquisa divulgada todas as semanas pelo Banco Central (BC), a previsão para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – foi ajustada de 0,81% para 0,83% neste ano.

Segundo a pesquisa, a previsão para 2020 também subiu, ao passar de 2,1% para 2,2%. Para 2021 e 2022 não houve alteração nas estimativas: 2,5%.

Inflação

A estimativa de inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 3,76% para 3,71%. Não houve alteração nas estimativas para os anos seguintes: 3,90%, em 2020, 3,75%, em 2021, e 3,5%, em 2022.

A meta de inflação, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é 4,25% em 2019, 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,5% em 2022, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6%. Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic, a finalidade é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Para o mercado financeiro, ao final de 2019 a Selic estará em 5% ao ano. Para o final de 2020, a estimativa permanece em 5,5% ao ano. No fim de 2021 e 2022, a previsão segue em 7% ao ano.

Dólar

A previsão para a cotação do dólar ao fim deste ano subiu de R$ 3,75 para R$ 3,78 e, para 2020, de R$ 3,80 para R$ 3,81.

(Agência Brasil)

Fortaleza terá novos cursos básicos de Antroposofia e de Medicina Antroposófica

353 3

O III Curso Básico de Antroposofia de Fortaleza, a ser iniciado em fevereiro, será divulgado nesta segunda-feira, às 19 horas, na Escola Waldorf Micael, pelo médico Paulo Tavares, da Associação Brasileira de Medicina Antroposófica (ABMA-DF), que profere palestra gratuita sobre o tema “O homem atual. O vazio interior e o apelo sensorial”.

Paulo Tavares informa que, além de iniciar III Curso Básico no próximo ano, a ABMA-CE irá ministrar em outubro um curso de educação continuada do básico sobre o tema “Psicologia sob a ótica da antroposofia”. Psicólogos que têm cursado o Básico demonstraram interesse em aprofundar o saber na contribuição da antroposofia na sua área de conhecimento e foram atendidos pelos médico da ABMA-DF que preparou um módulo de educação continuada específico sobre o tema. O curso básico é uma exigência para ter acesso à formação em Medicina Antroposófica, pré-requisito para os médicos, dentistas, enfermeiros e veterinários, os chamados prescritores.

Em novembro, nos dias 9 e 10, será iniciado o II Curso de Medicina Antroposófica em Fortaleza, informa Paulo Tavares. A ideia, segundo ele, é de fortalecer a Regional da ABMA no Ceará, prosseguir com os cursos e fazer um ambulatório de dois em dois meses – didático para atender os médicos em formação com as práticas ambulatoriais e social, para atender pessoas carentes.

O Curso Básico é destinado a todas as pessoas que buscam o caminho do autodesenvolvimento – para profissionais da saúde e educação interessados em aperfeiçoar sua prática e ampliar a arte de cuidar de si e do outro. A médica Débora Costa, da ABMA Ceará, informa que podem ser inscritos médico, enfermeiro, odontólogo, nutricionista, farmacêutico, fisioterapeuta, veterinário, psicólogo, pedagogo, agrônomo, economista, jornalistas e outros.

Antroposofia?

A Antroposofia, do grego “conhecimento do ser humano”, foi introduzida no início do século XX pelo austríaco Rudolf Steiner. É caracterizada como um método de conhecimento da natureza do ser humano e do universo, que amplia o conhecimento obtido pelo método científico convencional, que respeita, bem como a sua aplicação em praticamente todas as áreas da vida humana.

SERVIÇO

*A escola fica na rua Doutor Deoplisto Feitosa, 10 e as inscrições podem ser feitas pelo (85) 99731-6366.

(Foto – Divulgação)