Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Faculdade UNINASSAU terá polo em Juazeiro do Norte

A Faculdade UNINASSAU vai iniciar suas atividades acadêmicas em Juazeiro do Norte (Região do Cariri), a partir do semestre 2017.2. A Instituição oferecerá 19 modalidades de cursos dentre graduações convencionais e tecnológicas nas áreas de Exatas, Humanas e Negócios por vestibular programado.

As inscrições podem ser realizadas no site institucional. O sistema disponibiliza o filtro por cidade e o candidato deverá selecionar a unidade preferida para cursar. As formas de ingresso são através de vestibular, Enem, transferência e portador de diploma. A nova unidade está localizada na sede do Colégio São Francisco de Assis (Rua Nossa Senhora do Carmo, S/N, bairro Franciscanos).

Cursos

As oportunidades de ingresso são válidas para os cursos de: Administração, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Ciências Aeronáuticas, Ciências Contábeis, Engenharia de Produção, Gestão Comercial, Gestão da Qualidade, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Financeira, Gestão Hospitalar, Gestão Pública, Letras, Letras – Espanhol, Letras – Inglês, Logística, Marketing, Pedagogia, Processos Gerenciais e Segurança do Trabalho.

SERVIÇO

*Para mais informações os interessados podem entrar em contato através do telefone (85) 3201-2427.

Planalto espalha que Rodrigo Maia não é brasileiro

Interlocutores do Palácio do Planalto têm espalhado que, caso Temer caia, o Brasil terá seu primeiro presidente nascido fora do país, informa a Coluna Radar, da Veja Online.

Isso porque Rodrigo Maia nasceu em Santiago, no Chile, em 1970, quando seu pai, Cesar Maia, vivia no exílio. Maia, no entanto, não é chileno.

Ele foi registrado no consulado do Brasil em Santiago.

Projeto que tornar pública lista de beneficiários do Bolsa Família

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados pode aprovar hoje um projeto de lei que tornará pública a lista de beneficiários do Bolsa Família.

De autoria de Julio Lopes (PP-RJ), a proposta, segundo o colunista Lauro Jardim, do O Globo, obriga o governo a publicar o nome, o CPF dos beneficiários e os valores recebidos.

O projeto, se passar pela comissão, ainda vai ao plenário.

Camilo anuncia edital para aquisição de mais viaturas e estreia participação de secretário no bate-papo

Mais 600 viaturas serão adquiridas pelo governo do Estado. Anunciou, nesta terça-feira, durante bate-papo com internautas, o governador Camilo Santana (PT). Foi através da sua página no Facebook, quando ele informou um edital nesse sentido está sendo costurado.

As viaturas se somarão às 329 viaturas já entregues nessa segunda-feira (10 por Camilo, que aproveitou para estrear a participação de secretários na transmissão. O primeiro foi o titular da Segurança Pública e Defesa social, André Costa.

Segundo o governador, os veículos que deverão compor o quadro de viaturas serão integrados à frota tanto pela compra como por meio de aluguel. “Vamos experimentar essa nova modalidade, que é o aluguel de viaturas. Com isso, vamos reforçar a segurança dos municípios que não foram contemplados com a entrega dos últimos carros”, assegurou.

Reforma Trabalhista – Governistas irão ao Conselho de Ética contra senadoras que impediram a votação

132 1

Eunício tenta acordo.

O senador José Medeiros (PSD-MT) está recolhendo assinaturas de seus colegas parlamentares com o objetivo de ingressar no Conselho de Ética contra as senadoras da oposição que protestam no Plenário do Senado contra a votação da reforma trabalhista. Medeiros diz não ter dúvidas de que houve quebra de decoro por parte das parlamentares, que ocuparam a Mesa do Senado e impediram o presidente da Casa, Eunício Oliveira, de presidir a sessão que analisaria o projeto.

Segundo ele, a representação será oferecida também aos “insufladores” e “mentores intelectuais da baderna”, sem indicar outros nomes. Até o momento, 10 senadores já assinaram a representação. “Isso não é o senador Medeiros. É o corpo do Senado que está se sentindo extremamente atingido, com vergonha alheia desse espetáculo que foi dado aqui para o Brasil e para o mundo, e querem representar para que o Conselho de Ética possa se posicionar”, afirmou o senador.

Quatro horas após Eunício Oliveira suspender a sessão por tempo indeterminado, parlamentares da oposição continuam ocupando o plenário do Senado e dizem que só vão permitir o início da apreciação da reforma trabalhista depois de um acordo que permita aos senadores votarem em separado as condições de trabalho para grávidas em locais insalubres.

Há pouco, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, determinou o religamento das luzes do Plenário na tentativa, mais uma vez, de retomar o comando da sessão. Desde o início da confusão, ele está reunido em seu gabinete com lideranças da base aliada do governo. Alguns senadores como os petistas Jorge Viana (AC) e Paulo Paim (RS) atuam para intermediar o impasse.

(Agência Brasil)

Procurador pede arquivamento de investigação contra Lula movida por delação de Delcídio

Sob a justificativa de que não é possível comprovar uma citação feita pelo ex-senador e delator Delcídio Amaral ao ex-presidente Lula, o procurador da República Ivan Cláudio Marx pediu o arquivamento de uma investigação aberta contra o ex-presidente. A investigação é para apurar suposta articulação de Lula, junto com membros do Senado Federal, para atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato.
Sobre o assunto

O procurador, na mesma manifestação,  dá a entender que Delcídio citou Lula para obter mais benefícios no acordo de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal, como uma espécie de “barganha” e lembra que Delcídio estava preso antes da delação.

O senador cassado havia dito que foi convidado por Lula para uma reunião com os senadores Edison Lobão (PMDB-MA) e Renan Calheiros (PMDB-AL) no Instituto Lula, em São Paulo, no ano de 2015 e que o objetivo era tentar obstruir o andamento dos casos relacionados à megaoperação. Renan e Lobão negaram ter tratado desse assunto com Lula. Após ouvir os três senadores, o procurador entendeu que não havia elementos de corroboração. Ele não achou necessário ouvir o ex-presidente “em razão de que obviamente não produziria provas contra si próprio”.

“No presente caso, não havendo nenhuma corroboração para a versão apresentada pelo delator, e nem mesmo a possibilidade de buscá-la por outros meios, o arquivamento dos autos é medida que se impõe. No caso, não há que se falar na prática de crime ou de ato de improbidade”, disse Ivan Marx.

O procurador Ivan Marx diz que “não se pode olvidar o interesse do delator em encontrar fatos que o permitissem delatar terceiros, e dentre esses especialmente o ex-presidente Lula, como forma de aumentar seu poder de barganha ante a Procuradoria-Geral da República no seu acordo de delação”.

Citando um outro processo que tramita contra Lula – já na fase de alegações finais -, sobre suposta compra do silêncio de Nestor Cerveró, Marx explica que Delcídio apontou Lula como “chefe do esquema que determinava o pagamento de propinas a Nestor Cerveró com o intuito de que este não firmasse acordo de delação premiada”.

“Nesse referido processo (40755-27.2016.4.01.3400), no qual o MPF logo apresentará alegações finais, Delcídio se encontrava preso antes da delação. A participação de Lula só surgiu através do relato de Delcídio, não tendo sido confirmada por nenhuma outra testemunha ou corréu no processo”, disse Marx sobre este outro processo.

Apesar de dizer que nenhuma pessoa confirmou o conteúdo trazido por Delcídio neste outro caso, o procurador diz que não está “adiantando a responsabilidade ou não do ex-presidente Lula naquele processo, mas apenas demonstrando o quanto a citação de seu nome, ainda que desprovida de provas em determinados casos, pode ter importado para o fechamento do acordo de Delcídio do Amaral, inclusive no que se refere à amplitude dos benefícios recebidos”.

“Assim, a criação de mais um anexo com a implicação do ex-presidente em possíveis crimes era, sim, do interesse de Delcídio. Por isso, sua palavra perde credibilidade”, disse o procurador.

(Com Agências)

Sessão do Senado que vota reforma trabalhista continua paralisada

Mesmo com os microfones desligados e as luzes do plenário apagadas, as senadoras de oposição que ocuparam a Mesa do Senado permanecem no local para tentar impedir a votação da reforma trabalhista. O presidente da Casa, Eunício Oliveira, foi impedido de presidir a sessão que iria analisar a proposta.

O protesto é feito pelas senadoras Gleisi Hoffmann (PT-PR), Fátima Bezerra (PT-RN), Ângela Portela (PT-ES), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Lídice de Mata (PSB-BA), Regina Sousa (PT-PI) e Kátia Abreu (PMDB-TO).

A ocupação foi criticada por senadores governistas. “Isso é um verdadeiro vexame para o Senado, eu diria até uma vergonha. Nunca aconteceu isso aqui. Eu só posso dizer que estou chocado. Diante disso que aconteceu acho que o presidente está certo. O que nós queremos é votar, tudo se resolve aqui no voto e não dessa maneira”, disse o senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN).

Já o senador Jorge Viana (PT-AC) disse que o impasse se deve à forma com que o governo está conduzindo as reformas no Congresso. “É uma atitude de um grupo de senadoras. É isso que dá esse impasse que o Brasil está vivendo. É claro que não é bom, mas, por outro lado, como é que pode se fazer uma reforma trabalhista sem que o Senado possa alterar um inciso, um artigo de uma lei que é tão importante para todo mundo?”, avaliou.

Luzes do plenário do Senado são apagadas depois de senadoras da oposição impedirem Eunício Oliveira de presidir a sessão de votação da reforma trabalhista
Luzes do plenário do Senado são apagadas depois de senadoras da oposição impedirem Eunício Oliveira de presidir a sessão de votação da reforma trabalhista Antonio Cruz/Agência Brasil

(Agência Brasil)

DETALHE – Há informações de que o governo tenta negociar com as senadoras da oposição para desocuparem a Mesa Diretora no Plenário. Elas querem a votação de uma alteração no texto da reforma, o que pode faze a matéria retornar para a Câmara dos Deputados.

 

Erasmo Carlos fará três shows no Ceará

O cantor Erasmo Carlos , referência do rock brasileiro, fará shows em Iguatu (13/7), Juazeiro do Norte (14/7) e Fortaleza (15/7), nas Unidades do Sesc de cada cidade. O artista chega via projeto Estacionamento da Música, uma realização do Sesc, instituição que integra o Sistema Fecomércio do Ceará.

Erasmo Carlos promete apresentar um novo formato de show intimista, mas sem deixar de interpretar seus maiores sucessos a exemplo de “É Proibido Fumar”, “Sou uma criança não entendo nada”, “Gatinha Manhosa”, “Mulher” e “Sentado à beira do caminho”.

SERVIÇO

*13/7 – Iguatu
Local: Unidade Iguatu do Sesc (Rua Treze de Maio, 1130)
Horário: 21h
Entrada: R$ 20 (comerciário), R$ 30 (conveniado), R$ 40 (usuário)
Informações: (88) 3581.1130
*Vendas 3/7, no setor de Relacionamento com Clientes da Unidade Iguatu do Sesc

*14/7 – Juazeiro do Norte
Local: Unidade Juazeiro do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Horário: 22h
Entrada: R$ 20 (comerciário), R$ 30 (conveniado) e R$ 40 (usuário)
Informações: (88) 3512.3355
*Vendas a partir de 1/7, no setor de Relacionamento com Clientes da Unidade Juazeiro do Sesc,

*15/7 – Fortaleza
Local: Unidade Fortaleza do Sesc (Rua Clarindo de Queiroz, 1740)
Horário: 22h
Entrada: R$ 25 (comerciário), R$ 35 (conveniado), R$ 50 (usuário)
*Vendas a partir de 5/7, no setor de Relacionamento com Clientes da Unidade Fortaleza do Sesc.

IBGE mantém projeção recorde para safra de grãos

As projeções para um recorde na safra de grãos em 2017 continuam aumentando e os últimos números relativos ao Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de junho, divulgados hoje (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estimam que a produção total de cereais, leguminosas e oleaginosas deverá atingir 240,3 milhões de toneladas.

O resultado, além de ser recorde, é 30,1% maior do que o da safra do ano passado, que foi de 184,7 milhões de toneladas. Em relação às projeções de maio, houve um crescimento da produção de 1,7 milhão de toneladas (0,7%). Também as projeções em relação à área plantada cresceram 117,4 mil hectares, o equivalente a 0,2% em relação ao mês anterior.

A estimativa da área a ser colhida subiu 7% atingindo 61 milhões de hectares. Em 2016, a área colhida foi de 57,1 milhões de hectares. São esperados recordes na produção da soja e do milho. As previsões indicam que a safra da soja atinja 114,8 milhões de toneladas, resultado 19,5% maior do que a do ano passado, enquanto a do milho deverá atingir 97,7 milhões de toneladas, crescimento de 53,5%.

Em relação a 2016, houve crescimento de 2,3% na área a ser colhida da soja, de 17,7% no milho e 3,6% no arroz. Já as estimativas da produção do milho somam 97,7 milhões de toneladas. Estes três produtos representaram, juntos, 93,5% da estimativa da produção total da safra deste ano e 87,8% da área a ser colhida.

Comparando-se as estimativas de maio e junho, os destaques foram para o amendoim primeira safra (26,2%), cebola (5,7%), batata-inglesa 2ª safra (4,5%), batata-inglesa 3ª safra (2,3%), batata-inglesa 1ª safra (1,6%), milho 2ª safra (1,3%), soja (0,8%), milho 1ª safra (-0,4%), feijão 3ª safra (-1,4%), feijão 2ª safra (-3,9%) e amendoim 2ª safra (-54,3%).

(Agência Brasil)

Filme “Bate Coração” está sendo gravado em Fortaleza

Glauber Filho, o diretor. 

A comédia de costumes “Bate Coração”, novo longa da Estação Luz Filmes, com direção de Glauber Filho e distribuição da Downtown Filmes, já está com gravações em locações de Fortaleza. O trabalho vai até o dia 20 de agosto, segundo o diretor.

“Bate Coração” vai envolver nesse período cerca de 300 pessoas diretamente e mais de 1.000 indiretamente, proporcionando à ​capital cearense uma visibilidade nacional e um período de bastante movimentação, ​com locações sendo feitas em espaços fechados (apartamentos particulares e estabelecimentos comerciais) ​quanto em espaços públicos (praças e ruas).

​ “Trouxemos a experiência de mais de uma década de produções da Estação Luz Filmes para produzir um filme de grande qualidade técnica, mas também com uma narrativa contemporânea e consciente do papel de todos em um tema que pode fazer a diferença na vida de muitas pessoas”, explica Sidney Girão, diretor da Estação Luz Filmes.

Roteiro 

​O filme retrata, de forma leve e engraçada, questões pertinentes à sociedade atual, como o próprio transplante e ​a ​doação d​e órgãos, a dignidade e o respeito às diversidades, os valores de cada cidadão em meio à carreira e a vida de trabalho agitada de hoje em dia. A previsão de estreia: o primeiro semestre de 2018.

 

Decon fiscaliza clubes, bares e parques nesta temporada de férias

Box do órgão também opera no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

O Decon, organismo do Ministério Público do Estado, realiza, neste mês de julho, fiscalizações em parques, clubes e bares cearenses. O objetivo é conferir como vai a segurança dos consumidores que utilizam equipamentos de lazer.

Dos 11 estabelecimentos já vistoriados, 9 foram autuados por irregularidades, como: alvará de funcionamento vencido, venda casada, ausência de registro sanitário ou de certificado do Corpo de Bombeiros. Foram fiscalizados e autuados: Apoema Eco Park, Parks & Games, 5inco Shot Bar, Lupus Bier, Reggae Club, Engenhoca Park, Iate Clube, Ytacaranha Park, BNB Clube. Estão regularizados o Ipark e Country Hall.

Segundo a secretária-executiva do Decon, Ann Celly Sampaio, a fiscalização acontecerá nos estabelecimentos com maior demanda.

SERVIÇO

*Para denunciar, o telefone do setor de fiscalização do Decon é o (85) 3452-4505. Também no site http://sindec.decon.ce.gov.br/sindecatendimentoweb/, ou ainda pessoalmente na sede do órgão, na rua Barão de Aratanha, 100, Centro de Fortaleza, das 8 às 14 horas.

Deputados do PMDB dão entrada na CCJ em voto em separado sobre denúncia contra Temer

Deputados da base aliada ao governo protocolaram hoje (11) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara um voto em separado no processo de denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer. Assinam o documento os 11 integrantes do PMDB que compõem a comissão como titulares ou suplentes.

O voto apresenta argumentos contrários ao parecer proferido ontem (10) pelo deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), que recomendou o prosseguimento da acusação contra Temer no Supremo Tribunal Federal (STF). No relatório alternativo, os governistas apontam a fragilidade das provas apresentadas pela Procuradoria-Geral da República e pedem a inadmissibilidade da denúncia.

Premissas

Segundo o líder da maioria, Lelo Coimbra (PMDB-es), o documento foi elaborado com base em três premissas. A primeira é de que o autor de denúncia, o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, disse no congresso da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), realizado na última semana em São Paulo, que uma “prova satânica” comprovaria a relação de Michel Temer com o ex-assessor Rodrigo Rocha Loures.

Coimbra também disse que o procurador-geral não conseguiu provar que os empresários da JBS tenham obtido vantagens no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) por intermédio do presidente Temer.

“No tocante aos indícios mínimos de corrupção passiva, crime de natureza funcional, a argumentação trazida pela peça acusatória não conseguiu indicar, nem ao menos minimamente, quais seriam os atos funcionais de competência do Presidente da República que pudessem vir a favorecer os interesses de Joesley, o que leva à descaracterização do tipo penal”, diz trecho do documento.

A terceira premissa é que o parecer do relator Zveiter não reflete a posição do PMDB. O líder disse que o parecer favorável era esperado, mas sem a manifestação política do relator.

O deputado Hildo Rocha (PMDB-MA), além de assinar o documento conjunto, também apresentou outro voto em separado contra o parecer de Zveiter.

(Agência Brasil)

Brasil registrou quase 60 milhões de inadimplentes no primeiro semestre

A inadimplência aumentou 0,84%, de janeiro a junho deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, ao passar de 59,1 milhões de pessoas para 59,8 milhões. Apesar da alta, houve queda no ritmo de inadimplência, pois no primeiro semestre de 2016, o total de nomes na lista de devedores era 3,21% maior do que no mesmo período de 2015.

Os dados são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). De acordo coma entidade, entre o final de 2015 e o início do ano passado, a inadimplência crescia com taxas próximas de 5% e agora são consideradas estáveis, embora ainda refletindo “o cenário de desemprego elevado “ e dificuldades que atingem 39,6% da população com idade entre 18 e 95 anos.

Na comparação de junho deste ano com junho do ano passado, foi constatado um recuo de 0,83% no número de devedores em atraso e sobre maio deste ano, houve redução de 0,64%. A pesquisa mostra que o volume de dívidas caiu 5,34%, em junho sobre o mesmo mês em 2016. A queda mais expressiva foi verificada no setor de comunicação (-13,13%). No comércio, o montante foi 4,46% menor; nos bancos, 2,57%, e nos serviços básicos, como água e luz, 1,18%.

No entanto, são os bancos que ainda concentram a maioria das dívidas em atraso (48,54%), seguidos do comércio (20,42%), comunicação (13,81%) e os segmentos de água e luz (7,96%).

Recuperação

Na projeção do presidente da CNDL, Honório Pinheiro, em caso de uma recuperação lenta e gradual da economia e do consumo, o número total de inadimplentes não deve ter grande avanço.  “[O número] deve oscilar em torno dos 60 milhões de negativados ao longo dos próximos meses.”

Mais da metade da população com idade entre 30 e 39 anos (50,44%) tinha algum tipo de pagamento atrasado, em junho deste ano, o que corresponde a 17,2 milhões de pessoas. Na faixa entre 40 e 49 anos, a taxa atingiu 47,79%) e, entre os consumidores de 25 a 29 anos, 46,58%.

Por região

Na Região Sudeste, 25,8 milhões estavam inadimplentes em junho, o equivalente a 39,45% da população adulta. O segundo maior número foi encontrado no Nordeste, 15,7 milhões (39,34%), seguido do Sul, com 7,9 milhões (35,31%), do Norte, com 5,4 milhões (45,98%), e do Centro-Oeste, com 5 milhões (43,32%).

(Agência Brasil)

Gastronomia – Um patrimônio que contribui para o crescimento econômico

Com o título “A força da gastronomia”, eis artigo do superintendente estadual do Sebrae, Joaquim Cartaxo. “Esse patrimônio também contribui para o crescimento econômico e desenvolvimento socioambiental”, defende Cartaxo. Confira:

O patrimônio gastronômico configura-se como um dos elementos determinantes à afirmação identitária de um território, pois a partir dele é possível escrever a história e a miscelânea das diferentes culturas existentes no lugar. Em torno da culinária, reúnem-se utensílios, música, festas, indumentárias, vocabulário e demais elementos que compõe a vivência cotidiana da comunidade.

Esse patrimônio também contribui para o crescimento econômico e desenvolvimento socioambiental, pois possui capacidade de fazer surgir diversos tipos de negócios direta e indiretamente relacionados à gastronomia, gerando emprego e renda.

Ressalte-se o valor inestimável desse patrimônio para o turismo. Vários lugares no mundo têm sua gastronomia como principal atrativo turístico. Um exemplo é o Peru, que atrai cada vez mais turistas interessados em sua gastronomia. Não é à toa que no ano passado o país ganhou o World Travel Awards, o Oscar do turismo, na categoria Melhor Destino Gastronômico do Mundo.

A Secretaria do Turismo do Ceará informa que a alimentação está entre os principais gastos dos turistas que visitam o Estado, superando até mesmo as despesas com hospedagem. De 2010 a 2015, os gastos dos turistas com alimentação injetaram na economia estadual cerca de R$ 6,7 bilhões.

Por isso, é fundamental para um destino turístico valorizar o seu patrimônio gastronômico. Este processo passa pelo conhecimento e valorização dos seus principais insumos e das receitas tradicionais, que são a base para o desenvolvimento desta gastronomia; pelo reconhecimento das ideias e trabalho dos profissionais que atuam nesse segmento, em especial os chefes de cozinha, pois são eles, dominando técnicas e conhecimentos, que colaboram para difundir a identidade do lugar em forma de saberes e sabores. E passa ainda pela qualificação dos estabelecimentos de alimentação, desde a manipulação adequada dos alimentos até o atendimento.

*Joaquim Cartaxo 

cartaxojoaquim@bol.com.br

Arquiteto urbanista e superintendente do Sebrae/Ceará.

UVA ganhará Restaurante Universitário na próxima sexta-feira

A partir desta terça-feira, o Restaurante Universitário da Universidade Estadual Vale do Acaraú (RU/UVA) entrará em funcionamento em fase de teste e estará aberto no horário das 11h30min às 14 horas (almoço) e das 18 às 19h30min (jantar). O RU será inaugurado oficialmente na próxima sexta-feira, 14, às 12 horas, quando o governador Camilo Santana (PT) e o reitor Fabianno Cavalcante de Carvalho farão a entrega do novo equipamento à comunidade acadêmica da UVA.

O acesso será a partir da identificação biométrica dos usuários, que pagarão pela refeição os seguintes valores: R$2,50 (estudante); R$6,00 (funcionários técnicos-administrativos) e R$8,18 (professores). Os usuários que ainda não fizeram o cadastramento biométrico deverão fazê-lo na Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE), no campus Betânia.

Localizado no campus Betânia, próximo à Praça do Mestre, o RU atenderá a comunidade acadêmica – alunos, professores e funcionários – com 1.800 refeições diárias, sendo 800 no almoço e 800 no jantar. As 200 refeições diárias, referente ao café da manhã, terão início a partir da implantação da Residência Universitária (REU), e será servida somente aos alunos cadastrados como residentes. O cardápio da semana está disponível no sítio eletrônico da UVA, em www.uvanet.br.

(Foto – Arquivo)

Ceará apresenta melhor desempenho na produção industrial registrada em maio no País

O crescimento de 0,8% na produção industrial em maio, reflete expansão no parque fabril em 10 dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou hoje (11) os dados regionalizados da produção. Segundo a Pesquisa Industrial Mensal Regional, o crescimento que se refere aos dados dessazonalizados teve como principal destaque o estado do Ceará, onde a expansão chegou a 5,9%, representando 5,1 pontos percentuais acima do crescimento médio nacional da indústria e já divulgado na semana passada pelo IBGE, com índice de 0,8%.

Em seguida vem a Bahia, cuja expansão, não menos significativa, chegou a 3,6% e o Pará, com 3,1%. O Ceará foi a segunda expansão consecutiva, acumulando em abril e maio alta de 7,3%; enquanto a Bahia reverteu a queda de 0,7% registrado no mês de abril. O estado do Pará eliminou parte da perda de 7,5% acumulada entre fevereiro e abril deste ano.

No Rio Grande do Sul e em São Paulo a expansão foi 2,5%; em Santa Catarina (1,4%); no Paraná (1,4%); e na Região Nordeste (1,3%);  todos com resultados foram acima da média nacional da indústria.

Com resultados positivos ficaram ainda Goiás, que registrou o mesmo avanço de 0,8% do crescimento da indústria para a totalidade do país; e Pernambuco, que apresentou resultado praticamente estável ao crescer apenas 0,1%.

Entre os quatro estados com resultados negativos ficaram o Amazonas, cuja indústria registrou a maior retração: de -3,6%, intensificando a queda de 0,6% verificada no mês anterior. As demais taxas negativas foram assinaladas no Espírito Santo (-1,9%), Rio de Janeiro (-1,6%) e em Minas Gerais (-0,2%).

Acumulado no ano

Os dados do IBGE indicam, por outro lado, que o crescimento de 0,5% acumulado pelo indústria nos primeiros cinco meses do ano (janeiro-maio) reflete expansões em 10 dos 15 locais pesquisados, frente a igual período do ano passado.

Os avanços mais acentuados foram assinalados pelo Rio de Janeiro, que ao avançar 4,6%, chegou a registrar crescimento 4,1 pontos percentuais acima da média nacional; Santa Catarina (4,3%); Espírito Santo (3,4%); e Paraná (3,1%).

Em Minas Gerais o crescimento foi 2,1%; no Amazonas e no Rio Grande do Sul (1,9%); em Goiás (1,5%); e em Pernambuco (1,3%) – todos com resultados estão acima da taxa média do país de 0,5%. Já o Pará registrou expansão de 0,2%.

Segundo o IBGE, nesses locais, o maior dinamismo foi “particularmente influenciado por fatores relacionados à expansão na fabricação de bens de capital (em especial aqueles voltados para o setor agrícola e de construção); de bens intermediários (minérios de ferro, petróleo, celulose, siderurgia e derivados da extração da soja); de bens de consumo duráveis (automóveis e eletrodomésticos da “linha marrom”); e de bens de consumo semi-duráveis e não duráveis (calçados, produtos têxteis e vestuário).

Por outro lado, a Bahia, ao fechar os primeiros cinco meses com queda de 6,6% em seu parque fabril, apontou o recuo mais elevado no índice acumulado do ano, chegando a ficar 7,1 pontos percentuais abaixo do crescimento médio nacional do período.

A queda expressiva foi pressionada, principalmente, pelo comportamento negativo vindo dos setores de metalurgia (barras, perfis e vergalhões de cobre e de ligas de cobre) e de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (óleo diesel, naftas para petroquímica e gasolina automotiva).

Os demais resultados negativos foram registrados na Região Nordeste (-1,6%),  no Mato Grosso (-1,4%),  em São Paulo (-0,6%) e  no Ceará (-0,2%).

Indústria Cearense

Os dados divulgados pelo IBGE indicam, ainda, que o expressivo crescimento de 5,9% verificado na indústria cearense de abril para maio foi impulsionado principalmente pelos setores de petróleo, vestuário e calçados.

O expressivo resultado acontece depois de o estado ter atingido em novembro do ano passado o patamar mais baixo de produção da série histórica: de -28,6%. A indústria cearense já havia mostrado recuperação no mês de abril (1,3%), o que levou o crescimento de maio fechar os dois últimos meses com avanço de 7,3%.

(Agência Brasil)

Justiça libera atuação no mercado de Fortaleza de mais cinco motoristas do Uber

O Tribunal de Justiça do Ceará,  por meio do desembargador Luiz Evaldo Gonçalves Leite, determinou que o poder público municipal está impedido de praticar qualquer ato ou medida repressiva que impeça cinco motoristas de desempenharem livremente o transporte privado individual através do aplicativo Uber. Em caso de descumprimento, fixou multa diária de R$ 1 mil. A informação é da assessoria de imprensa do TJCE.

De acordo com o processo, os motoristas ajuizaram ação requerendo liminar para que o poder público municipal se abstivesse de praticar quaisquer atos que barrasse a atividade. Alegaram que realizam transporte privado individual, o que os difere dos taxistas, que têm como atividade o transporte público individual.

O pedido, no entanto, foi negado pelo Juízo da 13ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Buscando a reforma da decisão, os motoristas interpuseram agravo de instrumento (nº 0624982-94.2017.8.06.0000) no TJCE.

Ao apreciar o caso, o desembargador Luiz Evaldo Gonçalves reformou a decisão. O magistrado lembrou que o posicionamento não abrange o mérito do assunto, pois trata-se de uma decisão precária. No entanto, destacou que “a despeito da ausência de regulamentação da referida atividade, deve prevalecer a liberdade da iniciativa privada, de modo que o serviço de transporte privado por meio do aplicativo UBER não pode sofrer restrições ou sanções por parte do Poder Público, como se ilícito fosse”, disse.

Ainda segundo o desembargador, “a competência do poder público municipal de fixar normas de passageiros não o autoriza a proibir tal atividade, indistintamente, como vem ocorrendo na espécie”.

Fortaleza será sede do Congresso de Radiodifusão do Norte e Nordeste

Fortaleza será sede, no período de 4 a 6 de setembro deste ano, do Congresso de Radiodifusão do Norte e Nordeste. A promoção é da Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACERT).

O encontro terá como tema central “Inteligência Criativa Para a Geração de Negócios da Comunicação”, e acontecerá no salão de convenções do Hotel Praia Centro.

Na programação, palestras, workshop, painéis, debates, feira de negócios, além da mostra que contemplará o Prêmio Aboio de Comunicação.

Senado deve concluir nesta terça-feira a votação da Reforma Trabalhista

Nesta última semana de trabalho antes do recesso parlamentar, que começa na semana que vem, o governo terá uma prova de fogo nesta terça-feira (11). É que o Senado espera concluir hoje a votação da reforma trabalhista – PLC 38/2017. A expectativa é de um placar bastante apertado. Para aprovar o texto são necessários, pelo menos, 41 votos dos 81 senadores.

Em meio à análise pelos deputados da denúncia contra o presidente Michel Temer por crime de corrupção passiva, apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, já disse que a votação estará na pauta do dia, independentemente do que acontecer na Câmara.

Próximos passos

Oliveira já deu por encerrada as discussões da matéria no plenário na última quinta-feira (6), portanto, na sessão deliberativa de hoje, marcada para as 11h, os líderes de partidos e de blocos partidários poderão apenas orientar suas bancadas para aprovar ou rejeitar o projeto. Não haverá discursos de senadores que não são líderes. Em seguida, a votação será feita nominalmente com divulgação do resultado no painel eletrônico.

Se aprovado o texto principal, os senadores vão analisar as emendas apresentas em plenário. As que receberam parecer contrário deverão ser votadas em globo, ou seja, todas juntas de uma vez e, provavelmente, em votação simbólica. Todas têm parecer pela rejeição. Depois é a vez das emendas destacadas seguirem para votação em separado pelos partidos ou blocos partidários. A votação de cada destaque também poderá ser encaminhada pelas lideranças.

Caso os senadores confirmem o texto sem mudanças, o projeto seguirá para sanção presidencial no dia seguinte. Se reprovado, o texto é arquivado.

A proposta

A proposição a ser analisada prevê, além da supremacia do negociado sobre o legislado, o fim da assistência obrigatória do sindicato na extinção e na homologação do contrato de trabalho. Além disso, extingue a contribuição sindical obrigatória de um dia de salário dos trabalhadores.

Há também mudanças nas férias, que poderão ser parceladas em até três vezes no ano e regras para o trabalho remoto, também conhecido como home office. Para o patrão que não registrar o empregado, a multa foi elevada e pode chegar a R$ 3 mil. Atualmente, a multa é de um salário-mínimo regional.

Vetos

Para acelerar a tramitação da proposta todas as 864 emendas apresentadas pelos senadores foram rejeitadas nas comissões de Assuntos Econômicos, Assuntos Sociais e de Constituição e Justiça. Em seus pareceres o senador Ricardo Ferraço, que relatou a matéria nas duas primeiras comissões, ressaltou o acordo firmado com o presidente Michel Temer para que ele vete seis pontos polêmicos da reforma inseridos pelos deputados para que os temas sejam reapresentados via medida provisória ou projeto de lei.

Um desses pontos é o que aborda o trabalho da gestante e da lactante em ambiente insalubre. O texto prevê que a trabalhadora gestante deverá ser afastada automaticamente, durante toda a gestação, apenas das atividades consideradas insalubres em grau máximo. Para atividades insalubres de graus médio ou mínimo, a trabalhadora só será afastada a pedido médico.

Em relação ao trabalho intermitente, o relator recomenda veto aos dispositivos que regulamentam a prática. Neste tipo de trabalho, são alternados períodos de prestação de serviços e de inatividade, determinados em horas, dias ou meses, independentemente do tipo de atividade do empregado e do empregador. Segundo ele, o melhor seria regulamentar por medida provisória, estabelecendo os setores em que a modalidade pode ocorrer.

(Agência Brasil)