Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Quebra de sigilo bancário de Temer revela grandes quantias para suas filhas

O presidente Michel Temer tem lá suas razões para ter desistido de levar a público seus dados bancários. Determinada pelo Supremo Tribunal Federal, a quebra de sigilo revela vultosas transferências a suas filhas, inclusive Maristela, a quem a mulher do Coronel Lima prestou serviços.

A informação está na Veja desta semana.

Morre Nelson Pereira dos Santos, um dos precursores do Cinema Novo

Morreu neste sábado o diretor de cinema Nelson Pereira dos Santos (89), um dos precursores do Cinema Novo. Ele estava internado desde a quarta-feira, dia 12, com uma pneumonia, no Hospital Samaritano. Na internação foi constatado um tumor no fígado, já em estágio avançado, que causou a morte do diretor. A informação é do Portal G1.

O corpo deve ser velado na Academia Brasileira de Letras (ABL). Nelson faria 90 anos em outubro. Ele deixa a mulher Ivelise Ferreira, quatro filhos e cinco netos.

Um dos nomes mais importantes do cinema nacional, é diretor de mais de 20 filmes, entre eles clássicos como “Vidas secas” (1963), baseado no livro de Graciliano Ramos; e “Rio 40 graus” (1955), considerada obra inspiradora do Cinema Novo. Em 2006, foi eleito para a ABL, tornando-se o primeiro cineasta a ocupar uma vaga na Academia.

Nascido em 22 de outubro de 1928 em São Paulo, formou-se em direito na USP. Atuou ainda como jornalista, tendo passagens por veículos como Diário da Noite e o Jornal do Brasil.

Partido de Bolsonaro forma diretório no Ceará

1193 1

Ex-deputado federal Pedro Ribeiro e Heitor Freire.

Definida a composição do comando do Partido Social Liberal (PSL) no Ceará. O partido, que vai trabalhar  a candidatura de Jair Bolsonaro à presidência da República, contará com o empresário Heitor Freire como presidente estadual, tendo o ex-deputado federal e ex-presidente do PTB do Ceará, pastor Pedro Ribeiro, como vice-presidente.

Heitor Freire informa que a nova cúpula é variada em termos de representantes. Conta com policiais, médicos, professor, advogado e até com o ex-deputado estadual Francisco Cavalcante, ex-PDT, que ficou famoso por aparecer em programas policiais da tevê local.

Heitor Freire, que chegou a tentar cadeira de vereador nas eleições de 2016 pelo PSC, não se elegendo, busca agora vaga de deputado federal. “Estamos alicerçados na direita e conservadorismo. Buscamos nomes que têm a confiança do povo brasileiro e representam os anseios da sociedade de bem”, diz ele.

(Foto – PSL)

TRF-4 publica decisão que mantém condenação de Dirceu na Lava Jato. Ele tem 12 dias para recorrer

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), com sede em Porto Alegre, publicou no fim da tarde desta sexta-feira (20) a íntegra da decisão, chamada de acórdão, do julgamento dos embargos infringentes do ex-ministro José Dirceu, por um esquema de irregularidades na Diretoria de Serviços da Petrobras. Na quinta-feira (19), os desembargadores da 4ª Seção do Tribunal negaram o recurso e mantiveram o primeiro resultado, que aumentou a pena de Dirceu para 30 anos e 9 meses de prisão por corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro. A informação é do Portal G1;

Com a publicação do acórdão, a defesa tem 10 dias corridos mais dois dias – que não podem cair em fim de semana e feriado – para apresentar o recurso de embargos de declaração sobre os embargos infringentes, que pode ou não ser aceito. O prazo começa a contar a partir da intimação do réu, que ocorreu na noite desta sexta. Sendo assim, os advogados do ex-ministro têm até o dia 2 de maio para entrar com o novo recurso.

O documento também determina que a execução da pena deve ocorrer após o esgotamento dos recursos em segunda instância. “Após o julgamento dos embargos de declaração, iniciar-se-à a execução provisória da pena”, determinou a desembargadora federal Cláudia Cristofani, relatora dos processos da Lava Jato na 4ª Seção.

No acórdão publicado nesta sexta, consta que os embargos infringentes foram reconhecidos parcialmente, o que significa que a relatora do processo optou por analisar apenas uma parte do pedido da defesa, e dentre aquilo que foi julgado os votos foram todos negativos aos pedidos de Dirceu.

O julgamento dos embargos infringentes foi realizado na quinta, pela 4ª Seção do TRF-4, que une os desembargadores da 7ª e da 8ª Turmas. A decisão negativa foi unânime, tomada pela desembargadora federal Cláudia Cristofani, e acompanhada integralmente pelos desembargadores Leandro Paulsen, Salise Sanchotene, Victor Laus, Márcio Rocha, além do juiz federal Nivaldo Brunoni, que substitui o desembargador João Pedro Gebran Neto, que está de férias.

Por decisão do próprio TRF-4, Dirceu pode ser preso assim que acabarem os recursos no Tribunal Federal.

A defesa solicitava o recálculo da pena, alegando que deveria ser desconsiderada a questão dos antecedentes do ex-ministro. Também pedia que a reparação do dano, ou seja, a multa a ser paga pelo réu, fosse deliberada pela 12ª Vara de Execução, em Curitiba, que é o órgão de execução penal, e não pelo TRF-4. Todos os pedidos foram negados.

O ex-ministro foi condenado a 20 anos e 10 meses de prisão pela 13ª Vara Criminal de Curitiba. Na segunda instância, a pena foi aumentada em quase 10 anos, atingindo 30 anos, 9 meses e 11 dias – a segunda mais alta dentro da Operação Lava Jato até o momento. A primeira é a que foi aplicada ao ex-diretor da Petrobras Renato Duque: 43 anos de prisão.

Na quarta-feira (18), o ministro do STF Dias Toffoli negou liminar em que defesa de José Dirceu solicitava que ele não voltasse para a prisão mesmo após concluídos os recursos. Em sua decisão, Toffoli afirmou que não poderia decidir sobre esse pedido sozinho e encaminhou a decisão final à Segunda Turma, composta por cinco ministros, que deverá analisar a matéria.

Mega-Sena – Aposta do Distrito Federal fatura sozinha R$ 9,3 milhões

Uma aposta de Brasília (DF) faturou sozinha R$ 9.349.630,55 no concurso 2.033 da Mega-Sena, realizado na noite dessa sexta-feira (20) em Governador Valadares (MG).

Confira as dezenas sorteadas: 10 – 18 – 33 – 38 – 40 – 43.

A quina teve 27 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 81.258,67. Outras 3.644 apostas acertaram a quadra; cada uma receberá R$ 860,11.

O próximo sorteio, do concurso 2.034, será na quarta-feira (25). O prêmio estimado é de R$ 3 milhões.

 

“Eu não teria prendido o Lula”, diz ex-ministro do STF

No programa de Roberto D’Avila que vai ao ar nesta sexta-feira, às 21h30min, na Globonews, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Ayres Britto, foi perguntado sobre a prisão de Lula.

Britto, hoje muito próximo da presidenciável Marina Silva, da Rede, de acordo com o jornalista Lauro Jardim, do O Globo, que teve acesso à gravação, respondeu assim:

— Pois, é… Eu não teria prendido o Lula.

MP abre inquérito contra Geraldo Alckmin

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) abriu um inquérito para investigar o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), por improbidade administrativa.

Assinado pelos promotores Otávio Ferreira Garcia, Nelson Luis Sampaio de Andrade e Marcelo Camargo Milani, o inquérito vai apurar se houve o pagamento, pelo grupo Norberto Odebrecht, de “vantagem indevida ao ex-governador Geraldo Alckmin, com a participação de Adhemar César Ribeiro [cunhado de Alckmin] e de Marcos Antonio Monteiro [que coordenou financeiramente a campanha de Alckmin], a título de caixa 2, sem regular declaração à Justiça Eleitoral”. A suspeita é que Alckmin tenha deixado de declarar R$ 2 milhões para a Justiça Eleitoral na campanha de 2010 e R$ 8,3 milhões na campanha de 2014.

Outro lado

Por meio de nota, a assessoria do ex-governador informou que “vê a investigação de natureza civil com tranquilidade e está à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos. Não apenas por ter total consciência da correção de seus atos, como também por ter se posicionado publicamente contra o foro privilegiado”, diz a nota. “Registre-se que os fatos relatados já estão sendo tratados pela Justiça Eleitoral, conforme determinou o Superior Tribunal de Justiça”.

A assessoria de imprensa da Odebrecht informou que “está colaborando com a Justiça no Brasil e nos países em que atua”.

“[A Odebrecht] Já reconheceu os seus erros, pediu desculpas públicas, assinou um acordo de leniência com as autoridades do Brasil, Estados Unidos, Suíça, República Dominicana, Equador, Panamá e Guatemala, e está comprometida a combater e não tolerar a corrupção em quaisquer de suas formas”, disse a construtora.

(Agência Brasil)

Exposição envolve comunidades do entorno do Porto do Pecém

Porto do Pecém, em São Gonçalo do Amarante.

Será aberta, na próxima segunda-feira, a I Exposição Fotográfica do Projeto Pesca, uma das oficinas promovidas com as comunidades de Taíba, Pecém e Cumbuco, pelo Programa de Educação Ambiental (PEA) do Porto do Pecém.

A mostra das fotos captadas pelos alunos estará disponível para visitação no Bloco de Utilidades (BUS) do porto até o dia 27 de abril e é aberta ao público.

O projeto, dividido em quatro módulos (fotografia, audiovisual, roteiro e produção documental), está em sua primeira turma e é composta por 15 alunos.

142 agentes públicos forma expulsos no primeiro trimestre deste ano

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) contabilizou, no primeiro trimestre, 142 expulsões de agentes públicos por atuarem de forma contrária ao previsto no Regime Jurídico dos Servidores (Lei 8112/90). Segundo o órgão, o número é o mais alto para o período de janeiro a março, desde que teve início a série histórica, em 2003.

Foram ao todo 120 demissões aplicadas em funcionários efetivos; 18 contra aposentados; e quatro contra ocupantes de cargos em comissão. Esses números não consideram as demissões aplicadas contra empregados de empresas estatais.

Os dados constam do levantamento mensal da CGU, divulgado hoje (20).

A corrupção foi o principal motivo para as expulsões, com 89 casos, o que corresponde a 63% do total. Em segundo lugar, com 44 casos foram os afastamentos por abandono de cargo, inassiduidade ou acumulação ilícita de cargos. Entre as demais razões de afastamento estão as por negligência e por participação em gerência ou administração de sociedade privada.

Por meio de nota, a CGU informou que entre os atos relacionados à corrupção estão “valimento do cargo para lograr proveito pessoal; recebimento de propina ou vantagens indevidas; utilização de recursos materiais da repartição em serviços ou atividades particulares; improbidade administrativa; lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional”.

Ao todo já foram 6.857 expulsões de servidores desde 2003. Desse total, 5.715 foram demitidos; 568 tiveram a aposentadoria cassada; e 574 foram afastados de suas funções comissionadas. As unidades federativas com maior número de punições foram o Rio de Janeiro, com 1.241 expulsões; o Distrito Federal, com 804, e São Paulo, com 745.

A pasta com maior quantidade de expulsões foi o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), seguido pelos ministérios da Educação (MEC) e da Justiça (MJ).

(Agência Brasil)

Temer vai ocupar cadeia nacional de rádio e tv nesta sexta-feira

O presidente Michel Temer vai falar, em cadeia nacional de rádio e tevê que vai ao ar, a partir das 20 horas desta sexta-feira, e pedir a união dos brasileiros.

Segundo o jornalista Lauro Jardim, colunista do O Globo, o presidente, num dos trechos da gravação de cinco minutos, feita ontem na biblioteca do Palácio da Alvorada, conclama:

“É hora de nos unirmos para não perder o que foi conquistado. A fala ocorre um dia antes da data em que se comemora Tiradentes.

UFC abre inscrições para Mestrado em Tradução

Estão abertas, até dia 30 de abril próximo, as inscrições para o Mestrado em Estudos da Tradução da Universidade Federal do Ceará. São ofertadas 20 vagas, com inscrições devendo ser feitas somente por email.

Todos os candidatos, além de submeter o Projeto de Pesquisa, terão que fazer uma apresentação oral do Projeto a uma banca.

SERVIÇO

*Mais informações em: www.ppgpoet.ufc.br ou (85) 3366.7912.

Lava Jato – Sérgio Cabral vira réu pela 23ª vez

O ex-governador Sérgio Cabral virou réu pela 23ª vez na Lava Jato, informa o Portal G1. A Justiça Federal do Rio aceitou nesta sexta-feira (20) as duas denúncias oferecidas pelo Ministério Público Federal referentes à “Operação Pão Nosso”, deflagrada mês passado. Segundo o MPF, a operação revelou “ramificação” da organização supostamente chefiada pelo ex-governador em contratos da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). Estima-se que o dano causado à Seap seja de R$ 23,4 milhões.

Além de Cabral, outras 24 pessoas também foram denunciadas por corrupção ativa, passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Nessa denúncia, Cabral é acusado de cometer corrupção passiva por, segundo o MPF, ter aceitado promessa de recebimento de R$ 1 milhão ofertado pelo então secretário da Seap, César Rubens, e pelo ex-subsecretário Marcos Lips, em relação ao esquema envolvendo a comida dos presos.

As investigações começaram a partir de irregularidades no projeto Pão-Escola, que tem como objetivo a ressocialização dos detentos. A empresa Induspan foi contratada para executar o projeto, mas o contrato foi rescindido porque havia desequilíbrio financeiro.

Os procuradores frisam que o então secretário renovou o fornecimento de refeições para os presídios com a empresa Induspan, do denunciado Carlos Felipe Paiva, apesar de ressalvas do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que apontou irregularidades.

Além de Cabral, também viraram réus:

César Rubens Monteiro de Carvalho
Marcos Vinícius Silva Lips
Sandro Alex Lahmann
Wilson Carlos Cordeiro da Silva Carvalho
Sérgio Castro de Oliveira (Serjão)
Marcelo Luiz Santos Martins
Carlos Mateus Martins
Ary Filho
Jaime Luiz Martins
João do Carmo Monteiro Martins
Carlos Felipe da Costa Almeida de Paiva Nascimento
Sérgio Roberto Pinto da Silva
Gabriela Paolla Marcello Barreiros
Ivan Ângelo Labanca Filho
Willian Antonio de Souza
Katia dos Reis Mouta
Wedson Gedeão de Farias
Maria do Carmo Nogueira de Farias
Mônica Sá Herdem
Evandro Gonzalez Lima
Delisa de Sá Herdem Lima
Felipe Herdem Lima
Marcos Alexandre Ferreira Tavares
Carla dos Santos Braga.

Emprego formal cresce 0,15% em março

O emprego formal no Brasil cresceu em março. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado hoje (20), pelo Ministério do Trabalho houve acréscimo de 56.151 postos de trabalho, com aumento de 0,15% em relação ao saldo de fevereiro.

Esse resultado decorreu de 1,340 milhão de admissões e de 1,284 milhão de desligamentos. No acumulado do ano, houve crescimento de 204.064 empregos, representando expansão de 0,54%, nos dados com ajustes.

Nos últimos 12 meses, o acréscimo chegou a 223.367 postos de trabalho, correspondente ao 0,59% de crescimento.

(Agência Brasil)

Presidenciável do PCdoB agenda visita ao Ceará. Terá encontro com a cúpula do PT?

A presidenciável Manuela d’Ávila (PCdoB) voltará ao Ceará até junho próximo. A ordem é reafirmar sua luta contra retirada de direitos da classe trabalhadora.

Não se sabe ainda se terá uma conversa boa com a cúpula local do PT. Principalmente depois que ela, ao lado de Guilherme Boulos, apareceu ao lado de Lula, em São Bernardo do Campo. No ato, o petista qualificou os dois como lideranças de futuro.

 

Oi diz que investiu mais de R$ 121,2 milhões em 2017 no Ceará

A Oi informa ter investido mais de R$ 121,2 milhões no Ceará em 2017. Segundo a assessoria de imprensa dessa empresa de telefonia, isso representou um aumento de 17% em relação a igual período de 2016. No País, o investimento total foi de R$ 5,6 bilhões, registrando aumento de 18,3% em relação ao ano anterior, sendo que a maior parte dos recursos foi aplicado na modernização da infraestrutura e expansão da capacidade de rede, na expansão do 4G e dos serviços de TI.

No Ceará, a Oi adianta ter implantado 145 novos sites de telefonia móvel (150% a mais que em 2016) e que 510 sites foram ampliados ou modernizados. Além disso, a empresa diz que expandiu em 85% o número de acessos para o serviço de banda larga fixa com a implantação de 7,4 mil novas portas.

A Oi informa ter aumentado o número de cidades com cobertura de 4G em 2017 e agora oferece o serviço em 59 cidades: Fortaleza, Acaraú, Acopiara, Amontada, Aracati, Beberibe, Bela Cruz, Boa Viagem, Brejo Santo, Camocim, Canindé, Cascavel, Caucaia, Crateús, Crato, Granja, Guaraciaba do Norte, Horizonte, Icó, Iguatu, Ipu, Ipueiras, Itaitinga, Itapajé, Itapipoca, Itarema, Jaguaribe, Jaguaruana, Juazeiro do Norte, Lavras da Mangabeira, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Maranguape, Massapê, Mauriti, Missão Velha, Mombaça, Morada Nova, Nova Russas, Pacajus, Pacatuba, Paracuru, Paraipaba, Parambu, Pedra Branca, Pentecoste, Quixadá, Quixeramobim, Russas, Santa Quitéria, São Benedito, São Gonçalo do Amarante, Sobral, Tauá, Tianguá, Trairi, Ubajara, Várzea Alegre e Viçosa do Ceará.

A política tem o excesso e o Estado precisa ter o limite

Com o título “A política tem o excesso e o Estado precisa ter o limite”, eis artigo do jornalista Guálter George, que pode ser conferido no O POVO desta sexta-feira.

Do debate político que se faz hoje anda meio difícil esperar algo que indique opção de qualquer dos lados nele envolvidos por uma linha propositiva. Há um jogo sendo jogado, os agrupamentos partidários preparam-se para a etapa oficial, aquela da campanha, das candidaturas, do voto etc e ninguém se sente estimulado a medir os passos a serem dados. A ordem parece ser “avançar”, sempre. Este é um aspecto do momento que vivemos, porém, há um outro de igual importância e que pode garantir o equilíbrio das coisas e sustentar a situação dentro de um limite que espante desequilíbrios e tensões fabricadas.

Feito o preâmbulo, discuta-se a crise das últimas horas e dias envolvendo um vídeo veiculado pela TV Al Jazeera, que tem sede no Qatar e busca audiência em países do Oriente Médio, no qual a senadora Gleisi Hoffman, presidente nacional do PT, denuncia o que considera prisão ilegal do ex-presidente Luiz Inácio Lula, para ela “um preso político”, reclama que o processo foi direcionado e levou a uma condenação sem provas. Como a própria disse ontem, durante entrevista ao jornalista Luiz Viana, em seu programa matinal da rádio O POVO/CBN, nada além do que há dito em suas manifestações à imprensa nacional e internacional, diferenciando-se, no caso, apenas o apelo específico à comunidade sob influência da emissora para que apoiasse a mobilização em defesa de Lula, inclusive argumentando ter sido um governante preocupado com a região de uma maneira que nenhum outro, até então, o fora no Brasil.

Voltemos, neste ponto, à história lá do momento político caracterizado pela necessidade de demarcar territórios, aproveitar oportunidades e constranger adversários sempre que a oportunidade surgir. É o que pode explicar a atitude de políticos como a senadora Ana Amélia (PP-RS) ou do deputado Major Olímpio (PSL-SP), que transformaram a entrevista da petista a uma emissora árabe em ameaça à segurança nacional, viram naquelas declarações uma espécie de convite ao terrorismo para agir no Brasil, enfim, criaram uma versão que convém aos seus objetivos no contexto de uma disputa de poder.

Neste sentido, repita-se, tudo faz parte do jogo e um script político está sendo obedecido.

Há grupos se digladiando pelo poder e este é um aspecto natural de uma democracia, até quando excessos acontecem, desde que existam forças institucionais agindo de modo simultâneo para garantir o equilíbrio social necessário. Contexto em que gera alguma preocupação a notícia de um primeiro movimento do Ministério Público Federal no sentido de dar guarida ao temor dos parlamentares oposicionistas e investigar o teor teoricamente ameaçador ao País da entrevista da senadora à emissora árabe. Gleisi, de fato, reproduziu naquela entrevista os termos de um discurso que está presente o tempo todo às suas manifestações de defesa de Lula e ataque aos responsáveis por sua condenação, ou seja, a diferença que há no caso se relaciona apenas ao veículo emissor e ao público ao qual está direcionado.

Uma injustiça evidente com a TV e seu amplo público de alcance mundial. Sem discutir o mérito das críticas da senadora e dirigente petista é exagerado concluir que suas declarações à Al Jazeera busquem chamar o terrorismo a entrar no movimento do Lula Livre. Um excesso que cabe no mundo da disputa política, com alguma naturalidade, mas que fica meio perdido quando acolhido no campo da institucionalidade onde atua, de maneira indispensável, o Ministério Público.

*Guálter George

gualter@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.

Polícia Federal anuncia concurso para 500 vagas

A Polícia Federal vai realizar concurso público ainda neste ano. O órgão foi autorizou nesta sexta-feira (20) a realizar o certame para um total de 500 vagas em cargos de nível superior. A portaria nº 8.380 foi publicada no “Diário Oficial da União”. Serão ofertadas vagas na seguinte distribuição de cargos:

-180 vagas para agente
-150 vagas de delegado
-80 vagas para escrivão
-60 vagas para perito criminal
-30 vagas para papiloscopista

Os salários de agente, escrivão e papiloscopista são em torno de R$ 12,5 mil. Para perito e delegado, as remunerações são de cerca de R$ 23 mil. O prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições para o concurso público será de até seis meses, contado a partir da publicação da portaria, ou seja, até 20 de outubro.

Os inscritos são avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, exame de aptidão física, exame médico, avaliação psicológica, prova prática de digitação (apenas escrivão), avaliação de títulos, prova oral (apenas delegado) e curso de formação profissional, na Academia Nacional de Polícia, em Brasília.

Requisitos

Para delegado, os candidatos devem ter nível superior em direito. Para perito, o edital definirá em quais áreas de graduação serão aceitas as inscrições. Para escrivão, agente e papiloscopista, quem tem nível superior em qualquer área pode se inscrever.

SERVIÇO

*Veja mais detalhes no site da PF aqui.

38ª Feira da Moda de Fortaleza começa nesta segunda-feira

Manuel e Mana Holanda.

O 38ª Festival de Moda de Fortaleza ( FMF), a ser realizado de 23 a 25 de abril próximo, no Maraponga Mart Moda, vai reunir cerca de 250 marcas que lançarão coleções de inverno com ações promocionais e muitos desfiles. À frente do evento, Manuel e Mana Holanda, que prometem surpresas para o mercado.

A programação da FMF 2018, cujo tema é “Faça sua Moda”, está bem diversificada. Confira:

FMF 2018

23/04

8h – Desfile Café com Moda (Arena de Desfile)

12h – Mega Desfile (Shopping)

19h – Desfile Haquette (exclusivo para convidados, na Arena de Desfile)

24/04

8h – Desfile Café com Moda (Arena de Desfile)

10h- Desfile Cepid – moda inclusiva

12h – Mega desfile (Shopping)

15h30 – Espaço Estar Bem (Lounge)

A Importância das relações Intra e Interpessoais no mercado de trabalho. Com Alessandra Schiarantolla (Mundo Akar).

16h30 – Espaço Estar Bem (Lounge)

Desperte o seu guru! Com Juliana Melo

18h30 – Moda com Gastronomia (Restaurante Panela).

25/04

12h – Mega desfile (Shopping)

15h – Mega desfile (Shopping)

*programação sujeita à alteração.

Festival da Moda de Fortaleza (FMF 2018)

Data: 23 a 25 de abril

Local: Shopping Maraponga Mart Moda (Rua Francisco Glicério, 590 – Fortaleza/CE).

Prévia da inflação é de 0,21%, a menor para abril desde 2006

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) registrou variação de 0,21% em abril, informou hoje (20), no Rio de Janeiro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O indicador mede a inflação do dia 15 de um mês ao dia 15 do mês seguinte e funciona como uma prévia da inflação oficial, medida pelo IPCA.

A variação registrada é a menor para um mês de abril desde 2006 e o acumulado entre janeiro e abril, 1,08%, é o menor desde o início do Plano Real em 1994. O resultado de abril ficou 0,11 ponto percentual acima da taxa de março, acumulando 2,8% em 12 meses.

O grupo Comunicação foi o único que apresentou queda na variação de preços, com -0,15%. As maiores variações foram registradas em Saúde e Cuidados Pessoais (0,69%) e Vestuário (0,43%). Entre as capitais pesquisadas, o Rio de Janeiro teve a maior variação com 0,43% de inflação, enquanto Recife e Goiânia anotaram deflação de -0,07% e -0,1%, respectivamente.

(Agência Brasil)

O POVO divulga nota repudiando ataques de Carlos Vereza ao jornalista Renato Abê

O jornal O POVO divulga, em sua edição desta sexta-feira, nota de repúdio a ataques desferidos pelo ator Carlos Vereza contra jornalista da casa. Confira:

NOTA PÚBLICA

O POVO repudia com veemência a postura do ator Carlos Vereza, que vem desferindo uma série de ataques contra o jornalista Renato Abê desde a publicação de uma entrevista em 15 de abril, quando ele esteve em Fortaleza para apresentar o monólogo Iscariotis – A outra face.

Na conversa com o repórter, dentre outras declarações polêmicas, o ator diz que a vereadora fluminense Marielle Franco, executada com quatro tiros de pistola, foi um “cadáver fabricado”.
Durante o encontro, Vereza tocou diversas vezes no jornalista afirmando ser médium, vendo nele uma “aura petista”. Ao fim, brindou-o com xingamentos e palavras de baixo calão.

Não contente com essa performance, após a publicação, o ator passou a lançar ataques por meio de posts no Facebook contra o repórter, que foi chamado de “patife” e “calhorda”, e também contra O POVO, classificado como “pasquim” e “desonesto”.

Depois, passou a acessar o perfil pessoal do jornalista em redes sociais para ofendê-lo. Em um desses disparates, demonstrou preconceito inaceitável, recomendando ao repórter “ir sem batom” na próxima entrevista.

O POVO reafirma irrestrito apoio a Renato Abê, que reagiu com tranquilidade e profissionalismo aos xingamentos e provocações a que foi submetido durante a entrevista e depois dela. De início, foi oferecido apoio jurídico ao repórter, que considerou não ser necessário.

Com o continuar das agressões torpes ao longo da semana, no entanto, avaliamos importante repor publicamente alguns pontos. Desnecessário comentar a falta de equilíbrio do ator, mas é importante esclarecer as mentiras que ele publica.

Diferentemente do que Vereza afirma, o jornalista não entrou “oportunisticamente” no teatro, enquanto a produção montava o cenário da peça. A entrevista havia sido marcada com a própria assessoria de imprensa da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult), sendo explicado que a conversa teria como tema questões políticas, assunto que o ator costuma abordar.

Também é mentirosa a afirmação de que o jornal não tenha divulgado a peça Iscariotis. O monólogo ocupou toda a capa do Vida & Arte Guia do dia 12/4, tendo sido o grande destaque da edição. Na própria entrevista, é feita menção à peça e ao local da apresentação.

Também não procede a afirmação que o jornalista passou a “plantar notas” em veículos de esquerda para se autopromover. A entrevista foi publicada nas redes sociais do O POVO, como boa parte das matérias do jornal, tendo obtido grande repercussão.

De tudo isso, uma coisa Vereza não questionou: o conteúdo publicado pelo O POVO. Falou mal do profissional e do que imagina que tenha sido o processo de agendamento e divulgação, mas não pode negar a precisa reprodução do que disse, inclusive com a íntegra no online. Talvez tenha sido exatamente isso que o tenha incomodado.

*A entrevista com o ator Carlos Vereza está disponível aqui.

*A matéria do O POVO sobre a peça leia aqui.