Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

PGR denuncia Temer por corrupção passiva

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou criminalmente, nesta segunda-feirea, o presidente Michel Temer por corrupção passiva no Caso JBS. A denúncia deu entrada no Supremo Tribunal Federal. O procurador atribui crime a Temer a partir do inquérito da Operação Patmos – investigação desencadeada com base nas delações dos executivos do grupo J&F, que controla a JBS.

Caberá ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, enviar a acusação formal do procurador à Câmara dos Deputados. Esta Casa terá autorizar ou não a abertura do processo contra Temer. São necessários dois terços dos 513 deputados para o acatamento da denúncia.

Crise política

O caso JBS mergulhou o presidente em sua pior crise política. Na noite de 7 de março, Temer recebeu no Palácio do Jaburu o executivo Joesley Batista, que gravou a conversa com o peemedebista. Nela, Joesley admite uma sucessão de crimes, como o pagamento de mesada de R$ 50 mil ao procurador da República Ângelo Goulart em troca de informações privilegiadas da Operação Greenfield, investigação sobre rombo bilionário nos maiores fundos de pensão do País.

A investigação revela os movimentos do homem da mala, Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor especial do presidente. Na noite de 28 de abril, Loures foi flagrado em São Paulo correndo com uma mala de propinas da JBS – 10 mil notas de R$ 50, somando R$ 500 mil. Os investigadores suspeitam que a propina seria destinada a Temer, o que é negado pela defesa do presidente.

(Com Agências)

Governo Temer deixa de lado as denúncias e define novo slogan

Em reunião com as equipes de comunicação de todos os ministérios, o secretário-geral da Presidência da República, Moreira Franco, decidiu, nesta segunda-feira, o novo slogan do programa Avançar, o PAC de Temer: “Eu avanço quando o Brasil Avança”.

A decisão ainda passará pelo crivo final do presidente Michel Temer, mas é quase certo que estampe as próximas campanhas do governo.

A informação é da Veja Online.

Transporte de passageiros pelas empresas aéreas registrou aumento de 2,2% em maio

 

O número de passageiros transportados pelas aéreas registrou um aumento de 2,2% em maio, comparada com o mesmo mês de 2016. Os números foram divulgados hoje (26) pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e se referem ao índice RPK (em passageiros-quilômetros pagos transportados). Foram transportados 7,1 milhões de passageiros pagos em voos domésticos. Esta é terceira alta do indicador após 19 meses consecutivos em queda.

Também foi registrado um crescimento de 2,9% na oferta em assento-quilômetros (ASK) comparado com o mesmo período do ano passado. De acordo com a Anac, “nos cinco primeiros meses do ano, demanda e oferta acumularam alta de 0,5% e queda de 0,5%, respectivamente”.

Ainda de acordo com a Anac, os dados mensais mostram que “no período de 2013 até meados de 2015 houve uma relativa estabilidade no nível de RPK e de ASK no mercado doméstico, ante forte tendência de alta nos anos anteriores. Entre o final de 2015 e fevereiro de 2017 ambos indicadores apresentaram sequências de quedas, a partir de quando retomaram o crescimento.”

Os números também mostram que houve uma diminuição entre a empresa líder no mercado doméstico Latam, e a Gol, segunda colocada. “Em janeiro de 2017, a diferença entre elas diminuiu e aparece estável de março a maio, quando a Gol apresentou 35,1% de participação no RPK doméstico e a Latam obteve 32,4%, representando variações de -4% de -6,1%, respectivamente, na comparação com o mês de maio de 2016”, apontou a Anac.

Quem também apresentou novamente crescimento em sua participação foi a Azul. A empresa alcançou 18,9% no mês de maio. Em seguida aparece a Avianca, que respondeu por 13,1% da demanda doméstica. Os números mostram que a participação das demais empresas “concorrentes das duas líderes foi de 32,5% em maio de 2017, o que representou aumento de 12,3% na comparação com o percentual apurado em igual mês do ano anterior. A Latam e a Gol apresentaram redução em suas demandas (RPK) no mês, de 4,1% e 1,9%, respectivamente. A Avianca e a Azul apresentaram crescimento de 19,6% e 14,1%, respectivamente”, informa a Anac.

No que diz respeito ao transporte de carga e correio embarcados no mercado doméstico, os números da Anac mostram que foi mantida a estabilidade no setor. Entre o começo de 2011 e o fim de 2014, as empresas aéreas carregavam cerca de 45.000 toneladas por mês. “A partir de então, percebe-se uma retração nesse mercado, sendo que em maio de 2017 foram transportadas 37.300 toneladas, o que representou um aumento de 10% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Nos cinco primeiros meses do ano houve uma queda acumulada de 1,8%”, disse a agência.

(Agência Brasil/Foto – Paulo MOska)

Fortaleza será sede do Intercom Nordeste 2017

Fortaleza será sede, nos próximos dias 29 e 30 de junho e 1º de julho, do encontro da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom), regional Nordeste. Vai acontecer no Centro Universitário Estácio. Entre convidados, a presidente da Federação Nacional de Jornalista, Maria José Braga.

O Intercom Nordeste 2017 terá como coordenador local o professor e mestre Valente Júnior. Trata-se de um evento de grande porte, que já conta com mais de dois mil pesquisadores e estudantes inscritos. Hora de discutir situação atual da comunicação nestes tempos de internet.

Programação

*29/06/2017

A partir de 8:00 | Credenciamento

8:00 – 12:00 | Oficinas e minicursos

10:00 – 12:00 | Mesa Temática 1 – Empregabilidade em Comunicação

Palestrantes:

Prof. Pós-Dr. Kleber Nogueira Carrilho, representante do ENSICOM (Seminário sobre o Ensido de Graduação em Comunicação Social) e membro da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom). É Pós-doutor em Sociologia pela Université de Paris V – Descartes, doutor e mestre em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo, especialista em Comunicação e Marketing pela Faculdade Cásper Líbero.

Profa. Dra. Beatriz Schmidt de Araújo, Mestre e Doutora em Comunicação e Cultura e atualmente Gestora Nacional dos Cursos do Eixo Economia Criativa da Universidade Estácio de Sá. Atua principalmente nos campos de comunicação, educação, mídia, recepção e redes sociais, Publicidade e Jornalismo.

Mediadora:

Aline Maria Grego Lins, Doutora em Comunicação e Semiótica, Mestre em Educação e Diretora Regional da Intercom no Nordeste. É professora da Universidade Católica de Pernambuco, onde também integra os Grupos de Pesquisa de Cultura e Mídia Contemporânea, e autora do livro Alfabetização do Olhar.

13:00 – 17:00 | Oficinas e Minicursos

13:00 – 17:00 | Expocom

18:30 – 19:00 | Atividade Cultural

19:00 – 21:30 | Solenidade de abertura – Conferência “Intercom 40 anos: Memórias e Histórias da Comunicação”, com Felipe Pena, jornalista, escritor, psicólogo, Doutor em Literatura pela PUC-Rio, Pós-Doutor pela Université de Paris/Sorbonne III e professor da Universidade Federal Fluminense.

Participação: Profa. Dra. Aline Grego, Diretora Regional da Intercom no Nordeste, e Prof. Me. Francisco Moura Valente Junior, Coordenador do Intercom Nordeste 2017.

*30/06/2017

8:00 – 12:00 | Expocom

8:00 – 10:00 | Divisões temáticas (DT’s)

10:00 – 12:00 | Mesa Temática 2 – Desafios e Oportunidades da Comunicação Contemporânea no Mercado Regional

Palestrantes:

Maria José Braga, jornalista e Presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ).

Ana Celina Bueno, publicitária e Conselheira Fiscal da Federação Nacional das Agências de Propaganda (FENAPRO).

Mediador:

Ismar Capistrano Costa Filho, jornalista, Doutor em Comunicação e coordenador de curso da UFC, milita pela democratização da comunicação, tendo participado da fundação de rádios comunitárias, da organização da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço) e da Conferência Nacional de Comunicação.

14:00 – 20:00 | Expocom

14:00 – 19:00 | Divisões temáticas (DT’s)

13:00 – 18:00 | Intercom Jr.

19:00 – 20:00 | Atividades culturais e lançamento/divulgação de publicações científicas

*1º/07/2017

8:00 – 10:30 | Intercom Jr.

10:30 – 12:30 | Mesa Temática 3 – Produção e Consumo de Conteúdo Transmídia em Tempos de Comunicação Pós-Digital

Palestrantes:

Prof. Me. W. Gabriel de Oliveira, especialista em Novas Tecnologias e Educação, Consultor de Marketing Digital e Digital Branding, com certificação Google Adwords, e professor de Marketing, Inteligência de Mercado, Planejamento Estratégico e E-commerce.

Prof. Dr. Juliano Domingues, jornalista, cientista social, Mestre e Doutor em Ciência Política e estudou análise de tomada de decisão na University of California, em Los Angeles. Atualmente coordena o Programa de Pós-Graduação em Indústrias Criativas da Universidade católica de Pernambuco e desenvolve pesquisa de pós-doutorado vinculado ao Centro de Estudos Avançados em Democracia Digital da Universidade Federal da Bahia.

Mediador:

Evandro Cavalcante Ferreira Gomes, Prof. Me. do Centro Universitário Estácio do Ceará nas áreas de Administração, Marketing, Jornalismo, Publicidade e Novas Tecnologias Digitais. Na pós-graduação é professor do curso de Comunicação e Marketing em Mídias Digitais, área em que atua com foco no Marketing Digital, Marketing Esportivo e Economia Criativa.

13:30 – 17:00 | Intercom Jr.

17:00 – 20:00 | Solenidade de encerramento / Premiação Expocom.

Quando um programa de educação tem continuidade

Com o título “Tecendo a manhã da educação”, eis artigo de Sofia Lerche, pesquisadora do CNPq e professora da Uece, destacando os 10 anos do Programa de Alfabetização na Idade Certa (PAIC), do governo estadual. “Os resultados de hoje são fruto de um longo processo de maturação, em que se construiu uma robusta rede de colaboração e uma mobilização pela educação”, diz a pesquisadora. Confira:

Em “Tecendo a Manhã”, o poeta João Cabral de Melo Neto descreve o movimento do nascer ao clarear do dia, tecido pelos gritos de galos que, em sintonia não planejada, constroem a manhã. Para além da magistral arquitetura do verso, o texto comporta uma analogia com o processo de cooperação humana, contribuindo para refletir sobre este elemento estratégico ao sucesso de uma política pública.

O que explica o fato de que algumas boas iniciativas permanecem e outras não? No fim dos anos noventa, Judith Tendler, pesquisadora norte-americana recentemente falecida, estudou programas dos governos Tasso Jereissati e Ciro Gomes. Em “Bom governo nos trópicos” (2002), a autora credita o sucesso dos mesmos ao compromisso e reconhecimento dos agentes públicos, bem como à descentralização de ações públicas. Com Lúcio Alcântara, boas práticas tiveram continuidade e aliaram-se à “gestão por resultados”, estratégia de validação de avanços necessários durante a vigência de um acordo com o Banco Mundial.

Tais condições, aliadas à cooperação financeira e técnica entre o Estado e os Municípios, criaram condições propícias a outras ações. Uma delas foi a criação do Comitê Cearense pela Eliminação do Analfabetismo Escolar, iniciativa conjunta da Assembleia Legislativa (capitaneada pelo então deputado Ivo Gomes), Secretaria de Educação e Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), à qual se somaram inúmeros outros parceiros.

Inspirado nas boas práticas de gestão iniciadas em Sobral, o relatório do trabalho desenvolvido pelo Comitê (2006) mostrou um caminho a percorrer. O que vem depois, é bem conhecido de todos: o Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic), ícone da política educacional do Ceará.

Ao comemorar, com razão, dez anos desta bem-sucedida política, é oportuno lembrar que os resultados de hoje são fruto de um longo processo de maturação, em que se construiu uma robusta rede de colaboração e uma mobilização pela educação. O Paic é motivo de orgulho e deixou importante legado. Mas é preciso ter humildade. Tal como nos dizia o escultor de palavras pernambucano, “um galo sozinho não tece uma manhã: ele precisará sempre de outros galos. De um que apanhe esse grito que ele e o lance a outro (…) para que a manhã, desde uma teia tênue se vá tecendo, entre todos os galos”. Governos passam, princípios permanecem. A manhã da educação, apenas começa a entretecer-se. Luz balão.

Sofia Lerche Vieira

sofialerche@gmail.com

Pesquisadora do CNPq e professora do Programa de Pós-Graduação da Uece

Defensoria Pública do Ceará inaugura escritório em Brasília

Mariana Lobo e Mônica Barroso

A Defensoria Pública do Ceará vai inaugura, ás 19 horas da próxima quarta-feira, um escritório em Brasília para acompanhar as ações e recursos dirigidos aos Tribunais Superiores. Terá como titular a defensora pública Mônica Barroso.

A inauguração desse novo espaço, segundo a titular da Defensoria Pública do Estado, Mariana Logo, representa “a ampliação do acesso à justiça da população mais vulnerável do Ceará, a fim de garantir que os assistidos estejam representados até as últimas instâncias em busca de seus direitos.”

A instalação e manutenção do escritório foi possível com a assinatura de um termo de cooperação técnica, em setembro de 2016, entre Defensoria Pública do Ceará e a de São Paulo, que também compartilhará o espaço.

SERVIÇO

*A sede funcionará no Escritório Venâncio, 2000 (Setor Comercial Sul, Quadra 8, Bloco B60, 3 andar, sala 308 – 311 – Asa Sul, Brasília).

(Foto – Paulo MOska)

Jonas Abib lança livro em comemoração aos 50 anos da Renovação Carismática Católica

A Editora Canção Nova traz mais um lançamento, desta vez em comemoração aos 50 anos da Renovação Carismática Católica (RCC). É o livro “Pentecostes hoje”, do monsenhor Jonas Abib, sacerdote fundador da Comunidade Canção Nova que, há mais de 40 anos, dedica-se à evangelização, a partir da experiência da efusão no Espírito Santo.

“A Renovação Carismática Católica existe para renovar cada um de nós de modo que, posteriormente, possamos levar essa renovação aos outros – para aqueles que estão caídos, machucados, aprisionados pelo pecado – através do batismo no Espírito Santo”, explica monsenhor Jonas no livro.

Em toda a obra, o sacerdote faz referências às passagens bíblicas que explicam a ação da terceira pessoa da Santíssima Trindade, o Espírito Santo. Dessa forma, ele apresenta o que significa a Renovação, isto é, “estarmos cheios do Espírito Santo, que se caracteriza pelos seus frutos: amor, alegria, paz, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, brandura, temperança” (Gl 5,22).

SERVIÇO

*“Pentecostes hoje” está à venda no site loja.cancaonova.com, nas lojas Canção Nova pelo Brasil, pelo televendas (12) 3186-2600 ou por meio do catálogo Porta a Porta.

*Preço: R$ 17,90.

Tudo pronto para o I Chitão de Caucaia

Será aberto, a partir das 18 horas desta terça-feira, o I Chitão de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza). A promoção, da prefeitura deste município, com apoio do Governo do Estado, vai se estender até o dia 2 de julho reunido 35 quadrilhas juninas em dois festivais, shows de forró e barracas de comidas típicas em um ambiente decorado para receber famílias do município e visitantes.

O I Chitão está sendo coordenado pela Secretaria Municipal de Turismo e Cultura. “Caucaia é a segunda maior cidade do Ceará. Não pode ficar de fora do calendário de festas juninas. A cada ano, nós vamos buscar mais parceiros para a festa ser maior e melhor. Ela gera renda e movimenta a cidade”, afirma o prefeito Naumi Amorim.

Treze quadrilhas do município participarão do Festival. A premiação será de R$ 5 mil (cinco mil) para a primeira colocada, de R$ 3 mil (três mil) para a segunda colocada e de R$ 2 mil (dois mil) para a terceira colocada. A premiação será destinada a duas categorias: adulto e infantil.

Shows

Além das quadrilhas, o Chitão terá shows com tradicionais nomes do forró cearense. Na sexta-feira (30/6), subirão ao palco o cantor Toca do Vale e o caucaiense Adauto do Acordeon.

No sábado (1º/7), o show será do cantor Felipão. Haverá em seguida apresentação da cantora Vanessa Barros, natural de Caucaia, e da banda Brasas do Sertão. Encerrando a agenda de shows, o domingo (2/7) será animado por Forró Real e Matheus Bill.

SERVIÇO

*Cras Sede, antigo CSU – Rua José de Pontes, s/n, no Açude.

Maracanaú e Caucaia receberão o projeto “Galera do DNIT”

O Ceará vai receber, na próxima quinta-feira, a “Galera do DNIT”. Trata-se de um projeto coordenação pela área de Engenharia de Trânsito do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes, em Brasília, que tem como principal objetivo educar as crianças para o trânsito e torná-las fatores multiplicadores das ações realizadas. Mais de 2.200 crianças já participaram do projeto itinerante Galera do DNIT no primeiro semestre deste ano, segundo a coordenação geral.

Realizado em escolas públicas localizadas até um quilômetro de distância das rodovias federais, onde há movimento grande de veículos e comunidades ao redor, a iniciativa já passou pelas cidades de Florianópolis (SC), Belo Horizonte (MG), Cuiabá (MT) e Araguaína (TO). Nela, os alunos aprendem a teoria e prática sobre a importância da gentileza no trânsito, noções de sinalização e de comportamento seguro.

Na área externa de cada uma das escolas, é instalado um circuito de trânsito onde as crianças percorrem todo o caminho como pedestres e ciclistas, enquanto aprendem, na prática, as principais formas de sinalização. Também faz parte das brincadeiras um jogo de tabuleiro gigante, que traz diversas situações de segurança e risco no trânsito.

DETALHE – No Ceará, o projeto passará pelos municípios de Maracanaú e Caucaia.

(Foto – Divulgação)

Intenção de consumo das famílias caiu 0,7%

A Intenção de Consumo das Famílias, medida pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), caiu 0,7% na passagem de maio para junho deste ano, chegando a 77,1 pontos. Apesar disso, o indicador teve aumento de 12,3% na comparação com junho de 2016, segundo dados divulgados hoje (26).

O indicador é calculado com base em uma escala de zero a 200 pontos, em que a pontuação abaixo de 100 mostra que o consumidor está insatisfeito.

Na comparação com maio, quatro dos sete componentes da Intenção de Consumo tiveram queda: a avaliação das pessoas em relação ao seu emprego atual (-1,2%), à perspectiva profissional (-2,3%), à renda atual (-1,7%) e às compras a prazo (-0,9%).

Por outro lado, tiveram aumento as avaliações dos consumidores em relação ao seu nível de consumo atual (2,8%), a perspectiva de consumo (0,6%) e ao momento para a compra de bens duráveis (0,2%).

Em relação a junho do ano passado, houve crescimento nos sete componentes: emprego atual (7,9%), perspectiva profissional (3,9%), renda atual (6,5%), compra a prazo (8,7%), consumo atual (23,2%), perspectiva de consumo (30,8%) e momento para duráveis (23,2%).

“A gente acredita que o fundo do poço já passou, mas as famílias estão muito cautelosas, muito moderadas. Elas mantêm um consumo baixo e sua confiança, por mais que esteja melhor, em relação ao mesmo período do ano passado, ela continua abaixo dos 100 pontos”, disse o economista da CNC, Bruno Fernandes.

(Agência Brasil)

Dívida pública federal registrou aumento em maio

A Dívida Pública Federal – que inclui o endividamento interno e externo do Brasil – aumentou em maio. O estoque da dívida subiu 0,26%, passando de R$ 3,244 trilhões, em abril, para R$ 3,253 trilhões, em maio, informou hoje (26) a Secretaria do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda.

A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi), que é a parte da dívida pública que pode ser paga em reais, teve seu estoque ampliado em 0,22%, ao passar de R$ 3,123 trilhões para R$ 3,130 trilhões, devido aos gastos com juros, no valor de R$ 25,67 bilhões, compensados pelo resgate líquido, no valor de R$ 18,74 bilhões.

Com relação ao estoque da Dívida Pública Federal Externa, captada do mercado internacional, houve aumento de 1,31% sobre o saldo apurado em abril, encerrando maio em R$ 122,87 bilhões (US$ 37,88 bilhões). “A variação ocorreu principalmente devido à desvalorização do real frente às principais moedas que compõem o estoque da dívida externa”, diz relatório do Tesouro.

A variação do endividamento do Tesouro pode ocorrer por meio da oferta de títulos públicos em leilões pela internet (Tesouro Direto) ou pela emissão direta. A variação pode ocorrer também pela assinatura de contratos de empréstimo. Neste caso, o Tesouro toma empréstimo de uma instituição ou de um banco de fomento, destinado a financiar o desenvolvimento de uma determinada região. Já a redução do endividamento se dá, por exemplo, pelo resgate de títulos.

De acordo com o Plano Anual de Financiamento (PAF), a dívida pública poderá fechar este ano entre R$ 3,45 trilhões e R$ 3,65 trilhões.

(Agência Brasil)

Polícia Federal vive boom de pedidos de aposentadoria

Depois do governo Temer anunciar a Reforma da Previdência e, consequentemente, o endurecimento das regras de aposentadoria, o número de policiais federais que deu a entrada no benefício aumentou assustadoramente. A informação é da Veja Online.

Segundo dados da Federação Nacional dos Policiais Federais, de dezembro de 2016 a junho deste ano foram feitas 307 solicitações. Para se ter uma ideia do crescimento, nos anos anteriores, a média anual de pedidos girava em torno de 100.

“Estamos perdendo profissionais experientes e de setores estratégicos, comprometendo o trabalho da polícia como um todo”, diz presidente da Fenapef, Luis Boudens.

PIS/Pasep – Abono pode ser sacado até sexta-feira

Até a próxima sexta-feira, 30, estará disponível na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil mais de R$ 1,083 bilhão em abono dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) relativo ao ano-base 2015.

O abono é destinado a trabalhadores e servidores públicos que tenham cumprido pelo menos 30 dias de trabalho em 2015. Cada um pode ter até R$ 937 a receber, o valor de um salário mínimo. No entanto, 1,83 milhão de pessoas ainda não foram reclamar os recursos.

Caso o valor não seja sacado até o prazo final, será destinado ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Para receber qualquer quantia, é necessário que os trabalhadores tenham tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

(Agência Brasil)

Dandara vive entre nós

Com o título “Dandara vive entre nós”, eis artigo da jornalista Iana Soares, que pode ser conferido no O POVO desta segunda-feira. Ela apregoa a luta contra preconceitos. Confira:

Dandara não conseguiu ir à Parada da Diversidade Sexual que aconteceu ontem, em Fortaleza. Foi xingada, apedrejada, torturada e assassinada com tiros, aos 42 anos, no dia 15 de fevereiro. Vivemos em uma cidade onde pessoas escolhem quem deve morrer a partir do gênero ou da orientação sexual. Há quem diga que a morte de Dandara é uma exceção ou aponte como fato isolado, mas é o ápice de gestos cotidianos que violentam a vida de gays, lésbicas, bissexuais, transgêneros, travestis, não-binários e de todo aquele que não cabe na caixinha da heterossexualidade.

Há alguns dias, os jornalistas Thaís Jorge e Gleison Oliveira, do Globoesporte.com, publicaram uma reportagem sobre a relação de pessoas LGBT com o esporte, narrando tanto casos de homofobia, como também de empoderamento (glo.bo/2rNndY6). Uma das protagonistas da matéria era a Lívia Soares, atleta de taekwondo e minha irmã. Na entrevista, ela diz que não está aqui para ser tolerada, mas para existir. E ela existe de mil maneiras incríveis: luta, faz filmes, fotografa, arrasa na bicicleta, toca pandeiro, namora, dança de um jeito bonito, sonha e é lésbica enquanto faz tudo isso e muito mais.

Nos comentários, mais de 50 pessoas se dedicaram a espalhar ódio. O cotidiano das pessoas LGBT é permeado de ofensas diretas e indiretas, em gestos e palavras de desconhecidos e pessoas próximas. Admiro a coragem da Lívia, que transforma o mundo, apesar dos que insistem na violência. Afirmar a diversidade é uma luta de todos. É necessário questionar a piada homofóbica, o olhar atravessado, as ironias constantes. Silenciar é também uma agressão.

Se ainda acha “errado” ou “estranho” a diversidade do desejo, questione que o errado pode ser você. Nesses dias de orgulho LGBT, que devem ser todos os dias, ao ver duas mulheres se beijando no meio da rua, entenda que ali existe uma forma justa de amor. Ao ver dois homens de mãos dadas, celebre a existência do afeto, do respeito. Colorido, o mundo se torna um lugar melhor.

*Iana Soares

ianasoares@opovo.com.br

Jornalista do O POVO

FHC: Doria não mudou nada de São Paulo e só faz sucesso no celular

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sugeriu que o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), faz mais publicidade do seu governo do que ações concretas. Durante uma palestra para convidados do Laboratório Alta, de medicina diagnostica, na capital paulista, sexta-feira últi,a FHC fez uma análise sobre políticos modernos e o uso da tecnologia, e deu a declaração à Folha de S. Paulo.

“Isso aqui está no meu bolso [celular], não está na minha alma. O mundo hoje tem isso aqui na alma. Pega qualquer um. Por que o prefeito de São Paulo está fazendo algum sucesso? Ele [se dedica] para isso o dia inteiro. Ele fez, mudou alguma coisa? Não vi. Mas aqui ele sabe”, disse. FHC, que é presidente de honra do PSDB, afirmou que o partido precisa fazer logo a escolha de quem vai concorrer às eleições de 2018.

Para FHC, essa pessoa tem que ter capacidade de dialogar com o país e as instituições. Nesse sentido, ele defendeu um movimento de centro, como registrado na França com a eleição do presidente Emmanuel Macron, cujas características são a jovialidade e pensamento liberal progressista -algo que possa ser visto em Doria.

“Não estou propondo que seja ele [o candidato], não, mas acho que precisamos mudar de geração. Para poder fazer frente a esse mundo novo, precisamos de outra cabeça, outra geração, pessoas que possam se comunicar com os mais jovens e de maneira mais atualizada.” Em Miami, nos Estados Unidos, onde participou de uma conferência de prefeitos americanos, Doria rebateu a crítica do ex-presidente.

Doria

“Respeito muito o presidente FHC, mas acho que ele está precisando sair um pouco de seu apartamento e visitar São Paulo”, disse.

Temer e Lula

Fernando Henrique criticou a decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de livrar o presidente Michel Temer da cassação da chapa junto com Dilma Rousseff, e disse que o peemedebista poderia antecipar as eleições.

FHC ainda classificou como gravíssimo a possível denúncia por corrupção da Procuradoria-Geral da República contra o presidente, envolvido nas delações da JBS, dos empresários Wesley e Joesley Batista. “Tem uma coisa que é inédita: o procurador-geral da República, baseado na Polícia Federal, se dispõe a mover uma ação contra corrupção contra o presidente da República.

“Isso nunca houve. Uma coisa gravíssima”, afirmou o ex-presidente. Ao falar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, FHC afirmou que só o restará vencer nas urnas, caso não haja condenações na Justiça em razão dos processos movidos contra o petista. “Suponhamos que a Justiça diga que o Lula não fez nada.

Ele é candidato – o único candidato possível do PT. Só resta vencer na urna. Ou então dar golpe. Eu sou contra golpe. Só resta vencer na urna. Só que não tem jeito. Preparemo-nos para isso. Para vencer”, afirmou o ex-presidente.

(Foto – Eduardo Anizelli, da Folhapress)

Mercado financeiro reduz estimativa de crescimento da economia para 0,39%

O mercado financeiro reduziu a projeção para o crescimento da economia, este ano, pela terceira vez seguida. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, desta vez, caiu de 0,40% para 0,39%.

Para 2018, a projeção para o crescimento do PIB foi reduzida pela quinta vez consecutiva, de 2,20% para 2,10%. Essas estimativas são do boletim Focus, uma publicação elaborada todas as semanas pelo Banco Central sobre os principais indicadores econômicos.

A projeção para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu pela quarta vez seguida, ao passar de 3,64% para 3,48%, este ano. Para 2018, a estimativa caiu de 4,33% para 4,30% no terceiro ajuste consecutivo. As projeções permanecem abaixo do centro da meta de inflação, que é 4,5%.

Para as instituições financeiras, a taxa Selic encerrará 2017 e 2018 em 8,5% ao ano. Atualmente, a Selic está em 10,25% ao ano. A Selic é um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e, consequentemente, a inflação. Quando o Copom aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando  o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação.

(Agência Brasil)

MEC divulga resultado da segunda chamada do ProUni

O Ministério da Educação divulgou hoje (26), na internet, o resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os candidatos pré-selecionados nesta edição do segundo semestre de 2017 têm até o próximo dia 30 para apresentar nas instituições de ensino os documentos que comprovem as informações prestadas no momento da inscrição.

Após conferir o resultado do ProUni, o candidato pré-selecionado deve verificar na instituição os horários e o local de comparecimento para apresentar as informações necessárias. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação. A lista com a documentação a ser apresentada está disponível na página do programa.

Aqueles que não foram selecionados em nenhuma das chamadas do ProUni do segundo semestre de 2017 podem ainda participar da lista de espera, de 7 a 10 de julho.

O ProUni seleciona estudantes para receber bolsas de estudo integrais e parciais em instituições particulares de ensino superior com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste processo seletivo, foram ofertadas 147.492 bolsas em 1.076 instituições privadas de educação superior em todo o país.

Puderam se inscrever para concorrer a uma bolsa do ProUni os estudantes que fizeram a prova do Enem de 2016 e obtiveram no mínimo 450 pontos na média das notas do Exame. É preciso, ainda, ter obtido nota na redação que não seja zero.

O programa atende os estudantes que concluíram o ensino médio na rede pública e os que estudaram na rede particular na condição de bolsistas integrais. Podem concorrer a bolsas integrais quem comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Às bolsas parciais de 50%, podem concorrer aqueles com renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos.

(Agência Brasil)

Anvisa pode liberar vacinação em farmácias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está elaborando regulamentação que trata sobre os requisitos mínimos para o funcionamento dos serviços de vacinação no país. A norma já passou por consulta pública e, se aprovada, permitirá que farmácias apliquem vacinas. Entretanto, entidades médicas temem que a resolução possa precarizar o serviço de vacinação e colocar em risco a população.

Segundo a Anvisa, a permissão para farmácias disporem de vacinas está prevista na Lei nº 13.021/2014, que trata sobre o exercício e a fiscalização das atividades farmacêuticas, e, com ela, a regulamentação vigente sobre o controle sanitário para estabelecimentos privados de vacinação, se tornou insuficiente para farmácias e drogarias.

“A fim de diminuir o risco da população brasileira frente ao possível uso e administração inadequados de um medicamento tão peculiar quanto a vacina, principalmente em estabelecimentos que não têm um histórico antigo na prática da vacinação, a Anvisa propõe norma sanitária com requisitos mínimos para a prestação dos serviços de vacinação”, diz a Anvisa, na justificativa da proposta.

Atualmente, além da rede pública, somente clínicas de vacinação podem oferecer o serviço, regulamentadas pela Portaria Conjunta Anvisa/Funasa nº 01/2000.

Entre outras exigências, pela norma atual, a clínica deve ter um médico como responsável técnico pelo estabelecimento. Segundo a presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Isabella Ballalai, essa exigência é muito importante e está sendo retirada da nova proposta. “Ela tira a obrigatoriedade de maca, consultório e médico para atender evento adverso, desde o desmaio até anafilaxia. Isso não é serviço de vacinação, é aplicação de injeção”, disse ela, explicando que o médico especialista em vacinação é importante desde a triagem até o diagnóstico de reação à vacina.

A proposta de regulamentação em análise na Anvisa diz que o estabelecimento deve ter um profissional habilitado e capacitado para o serviço de vacinação. Também prevê que, em caso de intercorrências, ele deve garantir o encaminhamento do paciente ao serviço médico. E as vacinas que não fazem parte do calendário oficial do Programa Nacional de Imunizações deverão ser feitas mediantes prescrição médica.

*Confira na Agência Brasil aqui.