Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Presidenciável do Podemos vai expor suas propostas na Fiec

Tendo como cicerone o empresário Alberto Bardawil (TV União), cumprirá agenda em Fortaleza, nesta quarta-feira, o senador Álvaro Dias, o presidenciável do Podemos (antigo PTN).

O principal compromisso dele ocorrerá a partir das 18 horas, na sede da Federação das Indústrias do Ceará, quando participará como convidado do programa “Ideias em Debate “da entidade.

O presidenciável terá a chance de expor o que quer e o que pensa sobre o Brasil.

(Foto  George Gianni)

Movimentos sociais fazem protesto contra a privatização da Eletrobras

Manifestantes fizeram hoje (21), em Brasília, um protesto contra o projeto de privatização da Eletrobras, em discussão no Congresso Nacional.

Segundo os organizadores, cerca de 600 pessoas participaram do ato, na Asa Norte, incluindo trabalhadores que deixaram o escritório para se somar ao protesto em frente ao prédio onde a estatal funciona. A Polícia Militar não calculou o número de manifestantes, limitando-se a informar que houve uma “pequena concentração” que logo se dispersou, sem registro de tumultos.

De acordo com a secretária de Energia da Confederação Nacional dos Urbanitários, Fabíola Latino Antezana, além dos trabalhadores da empresa, o ato reuniu representantes de movimentos populares e de sindicatos representantes de categorias diversas que estão participando do Fórum Alternativo Mundial da Água (Fama).

Procurada, a Eletrobras não comentou a manifestação.

(Agência Brasil)

Temer joga no colo do general a barafunda da intervenção no Rio

Com o título “Jogada de mestre?”, eis artigo da lavra do jornalista Elio Gaspari. Ele avalia a situação em que o governo temer colocou o general responsável por ações da intervenção na segurança do Rio. Confira:

Michel Temer classificou sua decisão de intervir na segurança do Rio como uma “jogada de mestre”. Jogada foi. De mestre, nem pensar. Foi um lance improvisado, irresponsável na origem e perigoso no seu desdobramento. O governo embrulhou a intervenção federal, um ato da administração civil, no verde-oliva das fardas do Exército, quando uma coisa pouco tem a ver com a outra. O resultado da improvisação apareceu quando divulgou-se que a equipe do general Walter Braga Netto estima que são necessários R$ 3,1 bilhões para reequilibrar o orçamento da máquina de segurança do Rio, e o governo acena com R$ 1 bilhão.

Deixando-se de lado a questão das cifras, a cena resulta na colocação do general no papel de administrador discutindo recursos para o desempenho de sua missão. Ganha um fim de semana em Bagdá quem souber de outro caso de general a quem o governo deu uma tarefa mas não disse quais eram os recursos disponíveis.

As informações saídas da reunião de fevereiro que deflagrou a intervenção mostram a barafunda da jogada. Falou-se em mandados de busca, apreensão e capturas coletivos. Em poucas horas suprimiu-se o “capturas”. Em poucos dias, congelou-se a própria ideia. Seguiu-se a proposta de criação de um fundo estatal alimentado por doações privadas. Durante oito anos, as verbas públicas de segurança foram administradas por Sérgio Cabral. Depois dele, veio Luiz Fernando Pezão. Deu no que deu.

No meio da barafunda, veio a execução da vereadora Marielle Franco, libertando demônios que estão dentro da garrafa da sociedade brasileira. A desembargadora Marília Castro Neves disse que “a tal Marielle não era apenas uma ‘lutadora’, ela estava engajada com bandidos. Foi eleita pelo Comando Vermelho e descumpriu ‘compromissos’ assumidos com seus apoiadores”. Agora, a doutora diz que se expressou “de forma precipitada”. Falta definir “precipitada”. O ódio chique não vai tão longe, repete apenas que ela foi eleita com os votos da Zona Sul. E daí?

Em 1975, quando foi assassinado o jornalista Vladimir Herzog, aconteceu coisa semelhante. Ele teria se matado porque tinha problemas psicológicos. Afinal, fizera psicanálise. Se isso fosse pouco, era judeu. Durante o depoimento de sua mãe, tentaram enfiar uma frase segundo a qual ela “sentiu vontade de suicidar-se também”.

Nas manifestações que saudaram a deposição de João Goulart, em 1964, havia jovens que anos depois militariam em organizações armadas de esquerda. Em 1984, no arco político que elegeu Tancredo Neves, havia maganos e políticos que financiaram e defenderam a tortura. Os demônios das garrafas são sempre demônios.

A “jogada de mestre” de Temer jogou no colo do Exército a ruína da segurança do Rio. Passado um mês, vê-se que não se detalhou a missão, e não se calcularam os recursos necessários. Falta dizer como e para quê. Em tempo: num caso de execução malograda e mal planejada, em 1954, passaram-se apenas 37 dias entre o atentado contra Carlos Lacerda, durante o qual morreu o major Rubens Vaz, e a prisão do contratador do crime, Climério Euribes de Almeida. Quem o capturou foi o major Délio Jardim de Matos, que mais tarde chegaria a ministro da Aeronáutica.n

*Elio Gaspari

opiniao@opovo.com.br

Jornalista.

MP reforça grupo de promotores na investigação da morte de Marielle e Anderson

O procurador-geral de Justiça do Rio, Eduardo Gussem, designou hoje (21) um grupo de cinco promotores do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) para auxiliar a 23ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal na apuração do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes dos Santos Santos, na quarta-feira passada (14), no Rio.

A parlamentar estava indo para casa na Tijuca, zona norte, após participar de um encontro de mulheres negras, na Rua dos Inválidos, na Lapa.

O reforço foi solicitado pelo promotor Homero das Neves Freitas Filho, titular da 23ª Promotoria de Justiça, que tem atribuição para atuar junto à Delegacia de Homicídios da Capital, responsável pelo inquérito policial que apura a morte de Marille e de Anderson.

(Agência Brasil)

Confiança do empresário da indústria ficou estável em março

O empresário brasileiro manteve este mês a confiança na economia e nos negócios, mostra o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), divulgado hoje (21) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O indicador permaneceu praticamente estável na comparação com o mês anterior, com a leve variação de 58,8 para 59 pontos. Essa foi a mesma pontuação observada em janeiro, mês em que a confiança chegou ao maior patamar em quase sete anos, segundo a CNI.

Os indicadores da pesquisa variam de 0 a 100 pontos. Quando o Icei está acima de 50 pontos, indica que os empresários estão confiantes. O indicador de março deste ano é 5 pontos superior ao registrado no mesmo período de 2017 e 4,8 pontos superior à média histórica de 54,2 pontos.

Segundo a CNI, assim como no mês anterior, a confiança é maior em grandes empresas, índice que se manteve em 60,4 pontos. Entre as empresas de pequeno porte houve crescimento de 0,7 ponto, tendo o índice passado de 55,9 para 56,6 pontos. As médias empresas apresentaram leve crescimento, de 0,1 ponto, alcançando 58,4 pontos.

Esta edição da pesquisa foi feita entre 1º e 13 de março com 2.824 empresas, sendo 1.112 de pequeno porte, 1.170 médias e 642 grandes.

(Agência Brasil)

Capitão Wagner agora é do Pros

O deputado estadual Capitão Wagner se filiou, nesta manhã de quarta-feira, em Brasília, ao Pros, antigo partido dos Ferreira Gomes, seus adversários políticos. Na legenda, entra como presidente estadual e assumindo a condição de pré-candidato ao Governo do Estado. Com ele, filiou-se também o deputado estadual Roberto Mesquita, que deu adeus ao PSD.

Capitão Wagner estava no PR e, há várias semanas, negociava um partido para acomodar seus interesses políticos: disputar o Governo e apoiar, sem problemas, o presidenciável Jair Bolsonaro. Havia algumas restrições da parte de tucanos cearenses, que trabalharão pelo presidenciável Geraldo Alckmin.

O ato de filiação, num gabinete da Câmara dos Deputados, foi prestigiado por dirigentes nacionais do Pros. Capitão Wagner deve aproveitar estada em Brasília para conversar com o senador tucano Tasso Jereissati acerca do cenário político-eleitora no Estado. O vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, então presidente de honra do PR, está também em Brasília, mas não oficializou seu ingresso no Pros.

(Foto – Divulgação)

FCDL comemora descentralização das agências do Ministério do Trabalho no Estado

O presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas, Freitas Cordeiro, conferiu no Maranguape Shopping Mall a inauguração da agência do Ministério do Trabalho nesse local.

Com direito a conversar com o ministro Helton Yomura ( Trabalho), que esteve no ato, tendo ao seu lado o superintendente estadual do Trabalho, Fábio Zech, o presidente da Fecomércio, Luiz Gastão, o vice-presidente da Fecomércio,  Maurício Filizola, o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB), a presidente da CDL de Maranguape, Norma Suely, o empresário Jackson Girão e o prefeito João Paulo Xerez (PHS).

Freitas Cordeiro destacou no ato o processo de descentralização dos serviços que a SRT/CE vem promovendo no Estado.

(Foto – Divulgação)

TRF-4 marca para o dia 26 julgamento do recurso de Lula

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) marcou para a próxima segunda-feira (26) o julgamento do embargo de declaração da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra sua condenação a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP).

A data foi divulgada no andamento processual na internet. O tribunal não divulgou se haverá esquema especial de segurança, mas confirmou que a sessão não será transmitida ao vivo.

O embargo de declaração é um tipo de recurso que não tem previsão de modificar uma decisão, mas somente esclarecer obscuridades ou ambiguidades do texto do acórdão, que é a sentença proferida por um órgão colegiado, como é o caso do TRF4.

Em tese, trata-se do último recurso disponível a Lula na segunda instância da Justiça Federal. Confirmada a condenação, o ex-presidente pode ter sua prisão determinada pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Em janeiro, o três desembargadores que compõem a 8ª Turma do TRF4 – João Gebran Neto, Leandro Paulsen, Victor Laus – confirmaram a condenação que havia sido imposta por Moro contra Lula e ainda aumentaram a pena de 9 anos e 6 meses para 12 anos e 1 mês de prisão em regime inicialmente fechado.

(Agência Brasil)

A hora e a vez da indústria da inovação

353 1

Com o titulo “Pequenos negócios 4.0”, eis artigo do superintendente do Sebrae do Ceará, arquiteto e urbanista Joaquim Cartaxo. Ele comemora decisão governamental de dar apoio à chamada indústria 4.0, com linhas de crédito do BNDES, Finep e Basa. Confira:

Na última semana, o Governo Federal anunciou, durante o Fórum Econômico Mundial, em São Paulo, um conjunto de medidas para estimular a “indústria 4.0”, incluindo a disponibilidade imediata de linhas de crédito de mais de R$ 10 bilhões do BNDES, Finep e Banco da Amazônia (Basa). A “indústria 4.0” é aquela que aplica inovações tecnológicas aos processos de produção, tornando-os eficientes, autônomos, customizáveis com base em Sistemas Cyber-Físicos, Internet das Coisas, Internet dos Serviços.

A ideia anunciada é incentivar a modernização do parque industrial brasileiro, projetos de inovação, adoção ou geração de novas tecnologias como internet das coisas, inteligência artificial, automação, big data, conectividade.

A notícia em si é positiva, mas é preciso garantir que esses recursos não fiquem concentrados no Sul e Sudeste, nem em um pequeno grupo de grandes empresas. Tais recursos precisam chegar a outras regiões, como o Nordeste brasileiro, e, principalmente, beneficiar a base das empresas industriais, majoritariamente constituída por micro e pequenas empresas.

Segundo a Confederação Nacional das Indústrias (CNI), em todos os estados da Região Nordeste, o número de pequenos negócios ultrapassa os 90% do total de indústrias existentes. No Ceará, das mais de 14 mil empresas industriais existentes, de acordo com os dados da CNI, 93,5% são micro ou pequenas empresas. Vale lembrar que o setor industrial é responsável por mais de 21% do emprego formal do estado.

Outro fator que distingue as pequenas empresas é a excepcional capacidade delas de implementar inovações. Diferentemente das grandes empresas, as pequenas são mais ágeis no processo de implementação de mudanças. Com acesso às linhas de créditos anunciadas, os pequenos negócios terão a oportunidade de alcançar resultados mais rápidos no desenvolvimento de soluções tecnológicas e servir de exemplo “indústria 4.0” para outras empresas.

*Joaquim Cartaxo

cartaxojoaquim@bol.com.br

Arquiteto urbanista e superintendente do Sebrae – Ceará.

Ciro é condenado a indenizar vice-prefeito de João Pessoa

1896 4

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) foi condenado a pagar R$ 20 mil de indenização ao vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior (MDB), por tê-lo chamado de “semianalfabeto, picareta e desqualificado” em entrevista à Rede TV em 2015. A informação é do Estadão.

Na ocasião, Ciro comentava as especulações de que o então deputado federal assumiria o Ministério da Saúde no governo Dilma Rousseff. O emedebista disse na ação que perdeu a vaga de ministro após os ataques.

Ciro justificou ter falado “no calor das emoções típicas do meio político”. Na decisão, o juiz Luís Miranda rebateu: “Cautela e comedimento nas palavras são atemporais”.

Alunos da UFC criam jogo que ensina a criançada a entender o fenômeno da chuva

919 1

Um grupo de alunos do curso de Sistemas e Mídias Digitais, da Universidade Federal do Ceará, acaba de criar um jogo digital que tem por objetivo ensinar a criançada, a partir de 6 anos, sobre o fenômeno da chuva. O trabalho, que durou seis meses de 2017, foi realizado por Robson Oliveira (19), Carlos Abreu (32), Mayara Apoliano (24) e Elane Sousa (32).

Segundo Robson Oliveira, a ideia surgiu com o objetivo de melhorar o aprendizado das crianças e o entendimento sobre chuvas, por meio de um aplicativo que idealizado a partir  da cadeira Cognição e Tecnologias Digitais, sob a orientação do professor José Aires.

Para a criança ter melhor entendimento, o aplicativo apresenta uma linguagem acessível e adequada, com letras inclusive, em maiúsculo para melhor compreensão . Há uma narrativa a partir de um personagem principal que é a borboleta, apoiada por um mestre, no caso uma joaninha que repassa seus conhecimentos sobre a chuva. Há também mapa explicando as fases do processo.

A aplicação digital está disponível no site simulaacao.com.br , também elaborado pelo grupo. O uso desse aplicativo foi pensado, segundo os alunos, para que as escolas possam acessá-lo a partir dos seus laboratórios de informática. “É mais um instrumento para que o professor, em sala de aula, possa explicar para as crianças o fenômeno da chuva – da evaporação até a formação das nuvens”, explica Robson.

Esse jogo digital também aborda o orvalho e a geada, este último fenômeno que ocorre mais em regiões mais frias do País.

SERVIÇO

*Aplicativo gratuito, com acesso pelo simulaacao.com.br

FGV – Economia brasileira cresce 0,9% no primeiro trimestre finalizado em janeiro

A economia brasileira teve um crescimento de 0,9% no trimestre finalizado em janeiro deste ano, na comparação com o trimestre anterior (encerrado em outubro de 2017).

A estimativa é do Monitor do PIB (Produto Interno Bruto, a soma de todas as riquezas produzidas no país), da Fundação Getulio Vargas (FGV), que busca antecipar o desempenho do PIB, divulgado trimestralmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com o trimestre encerrado em janeiro de 2017, o PIB avançou 2,2%, segundo a FGV. O destaque foi o crescimento das atividades de agropecuária (8,2%), transformação (6,1%), comércio (4,6%) e transporte (2,9%). O crescimento da agropecuária foi influenciado pela alta de 26% da pecuária. A agricultura, por sua vez, teve queda de 1,9%.

Ainda na comparação com o trimestre encerrado em janeiro de 2017, pela ótica da demanda, o consumo das famílias aumentou 2,7% e a formação bruta de capital fixo (investimentos) avançou 4,4%. A taxa de investimento sobre o PIB ficou em 17,7%.

No comércio externo, as exportações cresceram 1,9%, mas as importações tiveram uma alta ainda maior (7,6%).

No acumulado de 12 meses, o PIB teve alta de 1,2%. Considerando-se apenas janeiro deste ano, houve uma queda de 0,3% na comparação com dezembro de 2017.

(Agência Brasil)

Petrobras lança aplicativo para explicar sobre reajuste dos combustíveis

A Petrobras lançou nessa terça (20) um site que pretende tirar dúvidas do consumidor sobre o preço final da gasolina. A informação é da assessoria de imprensa da estatal.

No endereço www.petrobras.com.br/gasolina, a companhia explica questões discutidas em redes sociais, como a composição do custo e a política de preços em vigor.

Ex-deputado do Paraná é encontrado morto em hotel de Brasília

O secretário de representação do Paraná em Brasília, Luciano Pizzatto, morreu na madrugada de hoje (21) no quarto de um hotel em Brasília. Não há, até o momento, informações sobre o motivo da morte. Pizzatto foi deputado federal por cinco mandatos, entre 1991 e 2013, pelos partidos PMDB, PRN, PFL e DEM, e deputado estadual, pelo PMDB, entre 1989 e 1991.

De acordo com assessores do governo do Paraná, o ex-deputado sofreu um mal súbito na madrugada desta quarta-feira (21). Pizzatto teria um histórico de problemas cardíacos e de diabetes.

Como chefe do escritório do governo estadual em Brasília, ele tinha, entre suas atribuições, o contato com parlamentares e autoridades do Poder Executivo. Nos últimos dias, estava acompanhando a vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti (PP), nas agendas pela cidade, o que incluía participações no 8º Fórum Mundial da Água e no Seminário Internacional da Primeira Infância.

Pizzato nasceu no dia 23 de março de 1957 em Curitiba. Ele é formado em engenharia florestal pela Universidade Federal do Paraná.

(Agência Brasil)

Enem 2018 – Prova de Exatas terá 30 minutos a mais

Neste ano, os candidatos que participarão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terão 30 minutos a mais para fazer a prova do segundo dia, que reúne conteúdos de ciências da natureza e matemática. Segundo o edital da prova, publicado hoje (21) no Diário Oficial da União, os estudantes terão cinco horas para fazer a prova no segundo dia e cinco horas e meia no primeiro dia.

Assim como em 2017, neste ano as provas do Enem serão realizadas em dois domingos seguidos: nos dias 4 e 11 de novembro. A estrutura da prova também não mudou: no primeiro dia serão aplicadas as provas de Redação, Linguagens e ciências humanas, com duração de cinco horas e meia, e no segundo dia, as provas de ciências da natureza e matemática, com cinco horas de duração.

As inscrições deverão ser feitas das 10 horas do dia 7 de maio às 23h59min de 18 de maio deste ano. A taxa de inscrição foi mantida em R$ 82,00. O pagamento deve ser feito entre os dias 7 e 23 de maio.

Isenções

A solicitação de isenção da taxa de inscrição deve ser feita entre os dias 2 e 11 de abril. Serão isentos os estudantes que estejam cursando a última série do ensino médio neste ano em escola da rede pública, ou que tenha cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

Também tem isenção o participante que declarar estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal . Neste ano, também são isentos os participantes do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado.

Os participantes isentos da taxa de inscrição que não compareceram nos dias de prova no Enem do ano passado terão que justificar a ausência por meio de atestado médico, documento judicial ou boletim de ocorrência para fazer o Enem 2018 sem pagar a taxa. O prazo para justificar a ausência no Enem do ano passado vai de 2 a 11 de abril.

O participante que não apresentar justificativa de ausência no Enem 2017 ou tiver a justificativa reprovada após o recurso e desejar se inscrever no Enem 2018 deverá pagar o valor da taxa de inscrição.

Segurança

O edital do Enem continua prevendo a realização de revista eletrônica nos locais de prova, por meio do uso de detectores de metais. A novidade deste ano é que os alunos também deverão permitir que os artigos religiosos, como burca e quipá, sejam revistados pelo aplicador das provas. Quem não permitir a revista poderá ser eliminado.

Imprevistos

Segundo o edital deste ano, o participante afetado por problemas logísticos durante a aplicação poderá solicitar reaplicação do exame em até cinco dias úteis após o último dia de aplicação. Os casos serão julgados individualmente pela Comissão de Demandas.

No ano passado, cerca de 3,5 mil estudantes tiveram que refazer as provas em outra data por problemas como falta de energia nos locais do exame.

Direitos Humanos

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) retirou do edital o item que determinava que a redação que desrespeitasse os direitos humanos teria nota zero. No ano passado, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou a suspensão da regra que previa a anulação da redação que violasse os direitos humanos.

Os resultados do Enem poderão ser usados em processos seletivos para vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

(Agência Brasil)

Justiça condena Bradesco a indenizar idosa que teve poupança sacada indevidamente

O Bradesco foi condenado ao ressarcimento dos valores descontados indevidamente da poupança de uma idosa, bem como à indenização por danos morais de R$ 8 mil. A decisão é do juiz José Cavalcante Júnior, respondendo pela 19ª Vara Cível de Fortaleza. “Estão presentes toda as condições necessárias para a responsabilização da demandada, como o ato ilícito, os danos morais à personalidade da autora e os danos patrimoniais relativos aos prejuízos financeiros, bem como o nexo de causalidade”, ressaltou. A informação é da assessoria de imprensa do TJCE.

Segundo os autos (n° 0144937-39.2015.8.06.0001), a cliente conta que, em janeiro de 2014, foi vítima de fraude bancária. Isso porque alguém compareceu ao banco e, sem apresentar identidade ou outro documento de comprovação, sacou R$ 11.114,00 de sua conta, deixando apenas 0,88 centavos. Um ano depois, percebendo que o Bradesco deixou de notificá-la acerca dos rendimentos de sua conta, ela decidiu comparecer à sua agência em Limoeiro do Norte, quando descobriu que os valores tinham sido sacados indevidamente de sua poupança.

Em abril de 2015, afirmando que a assinatura no comprovante de saque era falsa, a consumidora (então com 82 anos) pleiteou, na Justiça, o ressarcimento dos valores indevidamente retirados, bem como à indenização por danos morais. Na contestação, o banco alegou exercício regular de direito na transação realizada, tendo em vista que o saque se deu mediante a utilização do cartão e o uso da senha pessoal.

Bolsonaro quer filiar cinco deputados federais até fim de abril

O presidenciável Jair Bolsonaro trabalha para filiar cinco deputados federais ao PSL até o dia 7 de abril. Também já esboça a plataforma de cada um dos membros da família, informa a Coluna Radar, da Veja Online.

Pré-candidato ao Senado, Flávio, por exemplo, deverá dedicar-se a endurecer a legislação penal, incluindo a redução da maioridade, a autorização para que as forças de segurança não sejam punidas por mortes em conflitos com traficantes e a construção de um presídio federal no Rio.

Ceará tem 94 municípios em clima de crise hídrica, diz ministro

Quixadá - Estiagem no reservatório conhecido como Açude da Pista, que abastecia moradores da comunidade Engano, no distrito de Riacho Verde, em Quixadá, sertão central do Ceará.

O Brasil tem 917 municípios em crise hídrica, informou o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, ao participar do 8° Fórum Mundial da Água. Esse número corresponde aos municípios que estão em situação de emergência por seca ou estiagem até o dia 13 de março.

O ministro destacou que a crise hídrica não é mais um problema somente do Nordeste, onde estão a maioria das cidades. Do total de municípios, 211 estão na Bahia, 196 na Paraíba, 153 no Rio Grande do Norte, 123 em Pernambuco, 94 no Ceará, 40 em Minas Gerais, 38 em Alagoas, 18 no Rio de Janeiro, 17 do Rio Grande do Sul, além de registros em outros estados.

No fórum, o ministro destacou que é preciso fazer investimentos para ampliar e modernizar o sistema de abastecimento do país.

Segundo ele, o país tem cerca de 11% da água doce do planeta, mas a distribuição territorial não é uniforme. “Temos de intensificar a cooperação entre os órgãos governamentais. É importante que os estados estejam integrados, otimizar as estratégias de uso racional”, disse.

Ela acrescentou que também é “determinante” revitalizar o Rio São Francisco, buscar integração entre baciais das regiões do Brasil e investir em saneamento básico. “No momento em que constatamos que a escassez hídrica e a insegurança hídrica não mais se reportam apenas ao Nordeste, é fundamental que as intervenções passem por um diálogo federado”, acrescentou o ministro.

(Agência Brasil)

Telefonia fixa – Número de linhas fecha fevereiro em situação estável

O número de linhas da telefonia fixa fechou o mês de fevereiro praticamente estável quando comparado com janeiro. Os dados divulgados hoje (20) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) mostram que o mês terminou com 40.550.669 linhas em serviço, menos 144.900 do que o registrado em janeiro, quando fechou com 40.695.569 linhas em serviço.

Segundo a Anatel, o valor representou menos que um centésimo na variação percentual. Da mesma forma, nos últimos 12 meses a telefonia fixa apresentou redução de 1.146.444, redução de 0,03%. “Nos últimos 12 meses, as empresas autorizadas apresentaram menos 67.500 linhas, [redução de 0,39%]. Ao mesmo tempo as concessionárias perderam 1.078.944 linhas, [menos 4,40%]”, disse a Anatel.

A maior redução, na comparação com janeiro, ficou com o segmento das concessionárias do serviço. Do total de 23.437.874 linhas fixas registradas pelas autorizadas, houve uma redução de 0,46%, com uma queda de 108.366 linhas.

O Acre foi o único estado a apresentar crescimento no número de linhas. O estado da Região Norte apresentou crescimento de 0,86%, fechando fevereiro com 59.575 linhas, 506 a mais do que o registrado em janeiro. O estado de Alagoas apresentou a maior queda, com redução de 1.226 na comparação com janeiro. O estado fechou fevereiro com 104.672 linhas, redução de 1,16%.

Já as autorizadas, fecharam fevereiro com 17.112.795 de linhas, uma redução de 0,21% quando comparado com o mês anterior e uma diminuição de 36.534 linhas.

Nesse segmento, o estado que apresentou a maior diminuição de linhas foi São Paulo com redução de 0,77%. O estado fechou fevereiro com 5.751.471 linhas, 44.373 a menos do que o registrado em janeiro. Já Roraima apresentou o maior crescimento, de 3,55%, com o acréscimo de 219, as 6.163 registradas em janeiro.

(Agência Brasil)