Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Presidente do Banco do Brasil está dando adeus ao cargo

O Banco do Brasil (BB) divulgou hoje (26) um comunicado ao mercado, no qual informa que seu atual presidente, Paulo Caffarelli, será substituído, a partir de 1º de novembro, por Marcelo Labuto. De acordo com a nota, a mudança decorre do pedido de renúncia manifestado por Caffarelli, que assumirá a Cielo.

No mesmo comunicado, o BB informa que a indicação de Labuto – que é servidor de carreira do banco desde 1992 – foi a pedido do presidente Michel Temer. Com 47 anos, Labuto é graduado em administração e com MBA em marketing.

Desde 2016, o futuro presidente do BB atua como vice-presidente de Negócios de Varejo. Antes presidiu a BB Seguridade Participações. Foi também diretor de Seguros, Previdência Aberta e Capitalização; diretor de Empréstimos e Financiamentos; e gerente-geral da Unidade Governança de Entidades Ligadas e da Unidade Parcerias Estratégicas.

Em abril de 2017, Labuto foi nomeado presidente do Conselho de Administração da BB Seguridade Participações; membro do Conselho de Administração do Banco Votorantim; e membro do Conselho de Administração da Cielo.

(Agência Brasil)

TCE integra força-tarefa que promete destravar obras paralisadas

Edilberto Pontes e Dias Toffoli.

O presidente do Tribunais de Contas do Ceará, Edilberto Pontes, integra grupo de presidentes de TCEs de todo o Pais que integrará a força-tarefa sobre obras paralisadas. Ele participou em Brasília, na quinta-feira, de encontro que tratou o assunto e que foi coordenado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli. A informação é da assessoria de imprensa do tribunal, adiantando que o encontro contou ainda com as participações dos ministros Raul Jungmann (Segurança Pública) e Rosielli Soares (Educação).

Levantamento preliminar do TCU aponta que existem 39.894 contratos de obras federais em todo o país, sendo que 14.403 se encontram hoje inacabadas ou estão paralisadas. São obras estruturantes como pontes, estradas e viadutos, e de serviços públicos essenciais como Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Pronto Atendimento, escolas, creches, dentre outros.

No encontro, o ministro da Educação informou que existem hoje 1.160 obras paralisadas só na área de educação. Segundo o TCU, há muitas obras irregulares e inadequadas, mas as principais causas da paralisação são o abandono pelas empresas construtoras, questões ambientais, projetos desatualizados ou inadequados, pendências legais, dentre outros.

Missão

Às Cortes de Contas caberá identificar as obras paralisadas, apontar os motivos da paralisação e contribuir para que as obras sejam retomadas. O presidente do TCE Ceará, conselheiro Edilberto Pontes, informou que na reunião foram discutidas parcerias entre o STF e os Tribunais de Contas dos Estados e o TCU.

“Os impactos para destravar projetos importantes para o País e reduzir o custo Brasil serão significativos. A parceria representa um novo patamar de relacionamento entre as instituições, enfatizando o importante papel do Tribunal de Contas para o desenvolvimento brasileiro”, destaca Edilberto Pontes.

(Foto – TCE)

Propaganda eleitoral gratuita chega ao fim nesta sexta-feira

196 1

A dois dias do segundo turno das eleições, serão exibidos, nesta sexta-feira, os últimos programas do horário eleitoral gratuito no rádio e na TV. Hoje também é o último dia para divulgação de campanha paga na imprensa.

Pelo calendário eleitoral, amanhã, véspera da votação, é o último dia para propaganda eleitoral com alto-falantes ou amplificadores de som, entre 8 e 22 horas.

O prazo é o mesmo para a distribuição de material gráfico, caminhada, carreata, passeata ou para uso de carro de som com músicas ou mensagens de candidatos.

(Com TSE)

Líder ruralista diz que Bolsonaro começa a entender que não governará sem apoio dos partidos

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro.

Líder da frente de ruralistas, a deputada Tereza Cristina (DEM-MS) disse a operadores do mercado financeiro que Jair Bolsonaro está começando a se convencer de que a negociação com parlamentares por nichos, sem os partidos, não vai dar certo. A informação é da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta sexta-feira.

Os diversos recuos registrados pelo presidenciável do PSL ao longo desta semana foram relevados pelo mercado. A avaliação é a de que ele está flexibilizando promessas porque está em campanha, mas que depois a linha liberal na economia vai reinar.

(Foto – Agência Brasil)

Vice-presidente do Grupo M. Dias Branco não teme o extremismo

Geraldo Luciano, vice-presidente do Grupo M. Dias Branco, o maior do ramo de massas alimentícias da América Latina, não teme o extremismo destas eleições.

Para ele, após o pleito, quem ganhar vai ter que convocar a todos para a luta pró-geração de empregos. Ou seja, o Brasil vai ter mesmo que ficar acima de tudo. E de todos.

(Foto – Divulgação)

Nesta reta final da campanha, Haddad reforça imagem no Nordeste; Bolsonaro permanece em casa

A dois dias do segundo turno, os candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) organizam os últimos detalhes para o domingo (28) de votação, sem deixar de lado a reta final de campanha, cada um a seu estilo.

Haddad chega hoje (26) a João Pessoa, onde fará uma caminhada, e depois seguirá para Salvador, para encontro com artistas e outro corpo a corpo na rua, com concentração no bairro de Ondina. À noite, ele concederá entrevista exclusiva à TVE.

Bolsonaro deve ficar em casa, como fez durante todo segundo turno. Ontem (25), ele concedeu uma longa entrevista coletiva à imprensa nacional e internacional. Nela, respondeu a perguntas sobre política interna, externa e ideologia.

(Agência Brasil)

Tem gente na campanha de Haddad que quer vê-lo disputando em São Paulo em 2020

170 1

Um integrante da coordenação da campanha do candidato a presidente da República pelo PT, Fernando Haddad, já diz abertamente que o petista deve considerar seriamente a possibilidade de disputar, mais uma vez, a prefeitura de São Paulo daqui a dois anos.

A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

De acordo com a Coluna, seria uma estratégia – de eficiência questionável – para manter Haddad forte no cenário político nacional. A prudência sugere, porém, a releitura de um dos ensinamentos mais básicos da política: jamais dispute uma eleição que você não pode perder.

Mas fato é, no QG petista, a turma já jogou a toalha.

(Foto – Agência Brasil)

Ciro Gomes e os embalos da velha política

180 1

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta sexta-feira

Na década dos anos de 1970, o então governador Virgílio Távora, quando voltava de uma viagem, era sempre recebido com festa, no antigo terminal de passageiros do Aeroporto Pinto Martins. Esse mesmo script ainda chegou a ser incorporado na gestão do ex-governador Gonzaga Mota.

Nessa época, estávamos como repórter na Rádio Uirapuru e, ao menor sinal de que “Totó”, como era chamado, regressaria de alguma missão em Brasília ou no Exterior, eramos convocados pela direção da emissora, com direito a esticar para aguardar outro personagem: o então senador Mauro Benevides.

Hoje, às 20 horas, haverá ato do gênero para recepcionar o ex-governador Ciro Gomes, que retorna das férias da Europa.

O tempo passa, o tempo voa, mas a província continua mesma. Ecos de renovação nesse modelito, só se o “Cirão das Massas” abrir o verbo no apoio explícito ao candidato a presidente da República pelo PT, Fernando Haddad. Fora disso, tudo ficará na velha política. Ou no portfólio eleitoral de 2022.

(Foto – Facebook)

Petistas fazem ato em reduto pró-Bolsonaro; Simpatizantes pró-Bolsonaro puxam carreata na terra dos Ferreira Gomes

Apoiadores de Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) no Ceará realizarão, nesta sexta-feira, atos de campanha.

Um grupo ligado a Haddad convocou, pelas redes sociais, apoiadores para o evento “Virada Na Praça Portugal”. A partir das 16 horas, lembrando que esse local foi o principal ponto de manifestações pró-impeachment de Dilma Rousseff e também local de concentração de simpatizantes de Bolsonaro nas últimas semanas.

Também haverá eventos promovidos pelo PT do Ceará. Às 17 horas, o “Bicicleato Haddad 13”, com aglomeração na Praça da AMC, na rua Eusébio de Souza, 505, no bairro de Fátima. Em seguida, às 18 horas, a “Plenária da Vitória”, no Comitê do Povo, que fica na avenida 13 de Maio, número 2072.

Sobral

Já os apoiadores de Bolsonaro no Ceará vão promover com a presença de um dos principais apoiadores do candidato no Estado, o deputado federal eleito Capitão Wagner (Pros), carreata em Sobral (Zona Norte). Bom lembrar que Sobral é a terra dos Ferreira Gomes, ligados ao PDT e que apostaram em Ciro Gomes para presidente. Ciro derrotou Haddad e Bolsonaro no Estado.

A concentração para essa carreata está marcada para as 17 horas, no Centro de Convenções de Sobral, que fica na avenida Dr. Arimatéia Monte e Silva, 300, no bairro Campo dos Velhos.

É hora de repactuar o Brasil

113 1

Com o título “É hora de repactua o Brasil”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira:

A eleição que chega a suas 48 horas derradeiras não é como qualquer outra. Em nossa curta vida pública desde a redemocratização, o Brasil jamais se viu cindido como agora.

Grave, o momento requer de todos um gesto enfático de compromisso com os princípios mais básicos do nosso regime democrático, tais como o respeito a minorias e à liberdade de expressão, dois faróis da “Constituição Cidadã” que seguem como instrumento crucial contra o obscurantismo.

A par disso, cumpre afastar de imediato qualquer ameaça ao conjunto de valores que tem guiado o amadurecimento do Brasil nos últimos 30 anos. Desde Fernando Collor, em 1991, até Dilma Rousseff, em 2016, o País vem trilhando um acidentado caminho de aprendizado coletivo no curso do qual coleciona mais acertos que erros.

Quem quer que vença o pleito neste domingo terá como desafio primordial esboçar um gesto de distensão no ambiente convulsionado de agora. Ao novo presidente, seja Jair Bolsonaro (PSL), seja Fernando Haddad (PT), caberá reconduzir o País aos trilhos de uma pacificação.

Não se trata de esvaziado apelo de paz, mas de esforço concreto para que o governo que suceda ao de Michel Temer (MDB) se constitua de pessoas cuja preocupação maior seja incluir e não afastar as parcelas do eleitorado que tenham escolhido o postulante adversário.

A cizânia desmedida precisa encontrar termo a partir deste domingo, de maneira que a recomposição do tecido social se faça sem traumas. Para tanto, os sinais emitidos pelo mandatário da nação serão importantes.É hora de temperança e não de mais afronta; de integrar, não segregar.

Numa eleição já excessivamente marcada por disseminação de notícias fraudulentas, violência física e verbal e ameaças de toda sorte, é tarefa urgente do ganhador oferecer um aceno franco e falar ao País sem o ranço da disputa acirrada de 2018.

Jornal quase centenário, O POVO reafirma seu histórico compromisso com a democracia e rechaça qualquer hipótese de aventura autoritária, renovando a sua missão inarredável não apenas de sentinela da imprensa livre, mas de voz contrária a toda tirania. Aqui, não transigimos com flertes a regimes de força. Isto não mudará depois de domingo.

(Editorial do O POVO)

Ministro do STF concede prisão domiciliar a mães presas por tráfico de drogas

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu ontem (24) conceder prisão domiciliar para ao menos dez mulheres com filhos pequenos que haviam tido seus pedidos de liberdade negados por instâncias inferiores. Nove dessas mães tinham sido presas por envolvimento com tráfico de drogas.

Lewandowski é relator do habeas corpus coletivo concedido pelo STF, em fevereiro deste ano, a todas as mulheres presas preventivamente que estejam grávidas ou tenham filhos de até 12 anos de idade.

Apesar da decisão do STF, muitos magistrados locais justificavam a não aplicação da medida pelo fato da presa ter sido flagrada com drogas. Ao reverter as decisões, Lewandowski escreveu que o envolvimento com tráfico não afasta a determinação do Supremo ou revoga os direitos da mulher de cuidar de seus filhos.

“Não há razões para suspeitar que a mãe que trafica é indiferente ou irresponsável para o exercício da guarda dos filhos, nem para, por meio desta presunção, deixar de efetivar direitos garantidos na legislação nacional e supranacional”, escreveu o ministro. “Ademais, a concepção de que a mãe que trafica põe sua prole em risco e, por este motivo, não é digna da prisão domiciliar, não encontra amparo legal e é dissonante do ideal encampado quando da concessão do habeas corpus coletivo”.

O presidente da Segunda Turma do STF, Ricardo Lewandowski, durante sessão plenária para julgamento de recurso que questiona a liberdade concedida a José Dirceu, e inquérito contra o senador Aécio Neves, entre outros processos.

Dados

Por meio de ofício anexado ao processo em 29 de agosto, o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) informou ter identificado 14.750 mulheres que poderiam ser beneficiadas pelo habeas corpus coletivo. Em documento anterior, de maio, o órgão do Ministério da Justiça havia informado, no entanto, que apenas 4% das possíveis beneficiárias tinham a liberdade concedida.

O Coletivo de Advocacia em Direitos Humanos, que atua como amicus curiae (amigo da Corte) no processo, apresentou estudo no qual aponta que das 2.554 mulheres que poderiam ter sido beneficiadas no estado de São Paulo, somente 1.229 deixaram o cárcere. No Rio de Janeiro, seriam 56 libertadas de um universo de 217 elegíveis, enquanto em Pernambuco, seriam 47 soltas, de 111 que poderiam ser beneficiadas.

Justificativas

Entre as razões para negar a aplicação do habeas corpus coletivo concedido pelo Supremo, juízes locais alegam que as mães não são capazes de provar serem indispensáveis para o cuidado dos filhos, por terem outros parentes que podem ficar com eles. Outra justificativa é de que elas seriam má influência para os filhos, por terem cometido crime.

O Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD) argumenta que não cabe a magistrados locais, em apreciação sumária, afastar a guarda de crianças ou impedir cuidados maternos, desobedecendo o habeas corpus coletivo do Supremo com argumentos moralistas.

Lewandowski deu 15 dias para os interessados se manifestarem no processo, incluindo a Defensoria Pública da União (DPU), as defensorias estaduais e os Tribunais de Justiça dos estados. Em seguida, ele deu prazo para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste, antes de proferir decisão “sobre medidas apropriadas para efetivação da ordem concedida neste habeas corpus coletivo”.

(Agencia Brasil)

Datafolha: Jair Bolsonaro, 56%; Fernando Haddad, 44%

Candidatos à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Saiu pesquisa do Datafolha sobre a disputa presidencial, que foi contratada pelo jornal Folha de S.Paulo e TV Globo. Confira:

Jair Bolsonaro (PSL) – 56%

Fernando Haddad (pT) – 44%.

Houve redução da diferença entre os dois, em uma semana, de seis pontos percentuais. Uma queda de 18 para 12 pontos percentuais, de acordo com a pesquisa feita nesta quarta e quinta-feira com 9.173 eleitores de 341 cidades.

Os detalhes devem ser divulgados no Jornal Nacional, da Globo.

(Com Rede CBN)

Caixa Econômica financia 13º para micro, pequenas e médias empresas

A CAIXA abriu linhas de crédito especiais para as empresas financiarem o pagamento do 13º salário de seus empregados. As operações são destinadas a empresas com faturamento fiscal anual de até R$ 30 milhões. O banco destinou R$ 5,7 bilhões no período para as operações.

Segundo o diretor de Clientes e Canais da CAIXA, Júlio Volpp, o banco oferece linhas de crédito com taxas de juros competitivas em relação ao mercado, para financiamento não só do 13º salário, como também do capital de giro para despesas diversas.

“Além do 13º, os recursos podem ser usados para pagamento de férias, impostos ou para equilibrar o fluxo de caixa e os estoques, conforme a necessidade de cada empresa. Oferecemos acesso ao crédito e soluções financeiras para manutenção dos empregos e geração de renda. Nosso objetivo é ter o melhor pacote de valor para as empresas, promovendo a gestão financeira”, disse Volpp.

Uma eleição plebiscitária

132 1

Com o título “Uma eleição plebiscitária”, eis artigo de Josesito Padilha, economista, advogado e presidente do Instituto Liberal do Nordeste (Ilin). No texto, o articulista diz que “o candidato do PSL, ao que tudo indica, será o próximo Presidente do Brasil, não tanto pelos seus próprios méritos, mas em virtude da rejeição maior do candidato petista.” Confira:

Não há dúvidas que esta é uma eleição plebiscitária, muito marcada pelo anti-petismo. O PT foi durante décadas a encarnação das esperanças da esquerda, mas me parece óbvio que a sua imagem como alternativa desejada pelos eleitores está em colapso. A esquerda brasileira, alimentada pela “bolha” formada pela fina flor da “intelligentsia” universitária, encontra-se atualmente perdida no labirinto do seu mundo utópico igualitário. Só enxerga micro-classes, micro-opressões e microagressões, fragmentos sociais construídos e desconstruídos a seu bel-prazer, a partir do pobre imaginário pós-moderno.

Atrelada aos ditames de uma liderança carismática em declínio, a estratégia petista foi a principal responsável pelo seu fraco desempenho eleitoral. O petismo viveu e ainda vive da propagação da ilusão, do fetiche maniqueísta, da deformação factual e do autoengano, envolvendo seus “crentes” em uma prisão intelectual da qual é muito difícil escapar. Com o impeachment e a posterior prisão do seu líder máximo, a militância petista ficou inteiramente aturdida e sem “chão”, no qual firmar sua fé. A velha narrativa, que usa a mentira e a difamação dos adversários como forma principal de manipulação das massas, inculcando nelas o ressentimento, a inveja igualitária, o medo e o terror, como forma de angariar votos e conquistar o poder a todo custo, perdeu a capacidade de convencimento de boa parte da população.

Para grande parcela dos eleitores de Bolsonaro, o desvio ético das lideranças petistas e a sua responsabilidade pela estruturação do mecanismo mais sofisticado de exploração e extração de patrimônio público já montado no país é algo inquestionável. Com efeito, há pelo menos 12 anos que o PT mente sistematicamente sobre o “mensalão” e o seu sucedâneo, o chamado “petrolão”, e, agora, nesta campanha de 2018, continua a negar sistematicamente o seu passado corruptor, arremetendo contra todas as instituições, num vitimismo hipócrita e farsesco. O resultado dessa tática errônea e errática é que o candidato do PSL, ao que tudo indica, será o próximo Presidente do Brasil, não tanto pelos seus próprios méritos, mas em virtude da rejeição maior do candidato petista.

*Josesito Padilha

josesitojr@uol.com.br

Economista, advogado e presidente do Instituto Liberal do Nordeste (Ilin).

Fortaleza é sede da maior feira do setor óptico do Norte e Nordeste

A maior feira do setor óptico no Norte e Nordeste ocorrerá em Fortaleza, nesta sexta e sábado, no Centro de Eventos. Trata-se da XV Fenóptica, que apresentará para seus participantes e convidados uma série de palestras sobre temas relevantes para o segmento, além da exposição de marcas famosas e desfile dos últimos lançamentos de óculos, o Ceará Fashion Glasses.

A feira é realizada e organizada pelo Sindióptica do Ceará (Sindicato do Comércio Varejista de Material Óptico, Fotográfico e Cinematográfico do Estado), em parceria com a Afenóptica.

A presidente do Sindióptica do Ceará, Auris Muniz, explica que a XV Fenóptica não é apenas uma feira de negócios. “Envolve o conhecimento e a evolução do setor óptico. Temos um processo continuado em todos os âmbitos desde o processo técnico, passando pelo científico até o marketing e o empreendedorismo”, explica. A feira conta com o apoio da CDL de Fortaleza e Fecomércio-CE, e a parceria da Latam e Alcon. A feira conta com o apoio da CDL de Fortaleza e Fecomércio-CE, e a parceria da Latam e Alcon.

Programação

Dia 25 – 15h às 22h

15h às 22h – Expositores das principais marcas nacionais e internacionais

16h às 16h45 – Palestra “Formação Profissional em Óptica: Experiência do Senac Ceará”

Palestrante: Inaldo Araújo

17h às 17h45 – Palestra “Oportunidades de mercado e portfólio Alcon”

Palestrante: Davi Marques Ibanes

Dia 26 – 15h às 22h

15h30 às 16h30 – Palestra “A importância do afinamento neurológico na refratometria”

Palestrante: Ricardo Yamasaki

17h às 17h45 – Palestra “A importância da óptica oftálmica na saúde visual”

Palestrante: Paulo Fávaro

Dia 27 – 15h às 22h

15h às 16h – Palestra “Terapia visual – Biomagnetismo e photonterapia”

Palestrante: Ricardo Yamasaki

16h30 às 17h15 – Tema “Gestão financeira em empresas do setor óptico”

Palestrante: Franklin Alves Figueira

19h às 20h – Desfile Ceará Fashion Glasses

DETALHE – A XV Fenóptica é destinada a empresários, profissionais do setor óptico e estudantes de todos os níveis de formação (técnico, tecnológico, bacharéis).

SERVIÇO

*Mais informações no site www.fenoptica.com.br ou pelo telefone Informações: (85) 3254-5078.

(Foto – Divulgação)

Gastos com viagens ao exterior caem 30% em setembro

Com a alta do dólar, os gastos de brasileiros em viagens ao exterior continuam em desaceleração. Em setembro, essas despesas chegaram a US$ 1,189 bilhão, com redução de 30,7% em relação a setembro de 2017 (US$ 1,716 bilhão), informou hoje (25) o Banco Central (BC). “As despesas com viagens foram as menores desde maio de 2016”, disse o chefe adjunto do Departamento de Estatísticas do BC, Renato Baldini.

Ele explicou que as despesas com viagens são bastante sensíveis à taxa de câmbio. Com o dólar mais caro, os gastos se reduzem porque os brasileiros adiam viagens ou reduzem o orçamento para as despesas ou até cancelam os planos para ir ao exterior.

Segundo Baldini, a taxa média de câmbio passou de US$ 3,3 em setembro de 2017 para US$ 4,2 em setembro deste ano.

No resultado acumulado de janeiro a setembro também houve queda e os gastos no exterior foram de US$ 13,875 bilhões. No mesmo período de 2017, somaram US$ 14,145 bilhões.

As receitas de estrangeiros no Brasil atingiram US$ 373 milhões em setembro, e US$ 4,513 bilhões nos nove meses de 2018, contra US$ 407 milhões e US$ 4,360 bilhões, em iguais períodos de 2017, respectivamente.

Com os resultados de receitas e despesas, a conta de viagens internacionais ficou negativa em US$ 816 milhões em setembro, e em US$ 9,362 bilhões de janeiro a setembro deste ano. De acordo com o Banco Central, entretanto, houve redução de 37,7% na despesa líquida no mês em relação a setembro de 2017, que foi negativa em US$ 1,309 bilhão.

(Agência Brasil)

General Theophilo e o apoio a Bolsonaro

158 1

O General Theophilo, que apoia Jair o candidato a presidente da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, neste segundo turno, estava ontem, em São Paulo. Reuniões e mais reuniões de quem poderá, inclusive, ocupar posição de destaque no governo do capitão.

Bom destacar que o General disputou o Governo do Ceará pelo PSDB. E tem largo currículo de serviços prestados ao Exército.

(Foto – PSDB)

Datafolha divulga pesquisa nesta quinta-feira

Candidatos à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Nesta quinta-feira, sai pesquisa Datafolha sobre o desempenho dos candidatos a presidente. Será divulgada no Jornal Nacional, da Rede Globo. A pesquisa foi encomendada pela emissora e a Folha de S.Paulo.

No último levantamento, Bolsonaro liderava com 59%, enquanto Haddad estava com 41%.

Mas, no sábado, ainda virão as últimas enquetes do gênero, quando o clima da disputa poderá mudar ou não.

Empresa de Pereiro vai apostar em expansão em 2019

A Nova Fruta Brasil, empresa cearense do ramo da fruticultura, com sede em Pereiro (Região do Cariri), vai apostar em expansão em 2019. É o que garante o diretor comercial João Nogueira.

A expectativa do grupo, completando cinco anos de mercado, é repetir o valor investido neste ano, que ficou na casa dos R$ 3,6 milhões.

Confira a entrevista de João Nogueira à reportagem do Blog