Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

E não faltou aviso para Temer evitar jatinhos de empresários

Auxiliares próximos ao presidente Michel Temer (PMDB) o alertaram diversas sobre os riscos de se pegar caronas em aviões de empresários, desde o dia em que ele passou a ocupar uma sala no Palácio do Planalto. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

Não foram poucas as vezes em que o peemedebista ouviu coisas como “Presidente, vá para onde for, mas de FAB”. Temer parecia obediente. No máximo, vez ou outra, embarcava em jatinhos de aliados políticos, tipo Sandro Mabel e Newton Cardoso.

Não por acaso, quando ignorou a pregação dos assessores, foi para aceitar um favor de Joesley Batista, aquele que iria explodir seu governo seis anos depois do voo que agora ele jamais se esquecerá. Não foi por falta de aviso.

 

“Festa Lá” – Cearenses criam site de festa e eventos

Cinco cearenses desenvolveram um espaço gratuito na internet que reúne as informações sobre os mais diferentes eventos nos quatro cantos do Brasil. O ‘Festa Lá’ ajuda o internauta a pesquisar festas e eventos nas principais cidades brasileiras, que, atualmente, encontram-se descentralizadas em milhares de sites, páginas de redes sociais, perfis de usuários e portais de notícias.

Em operação desde o início de junho de 2017, a ideia surgiu da necessidade – segundo seus criadores – de um espaço onde fosse possível compartilhar em apenas um único ambiente a agenda cultural de cada região e o favoritismo do público em cada cidade.

Diversificação

O site, que ainda está em sua versão ‘beta’, reúne um número impressionante de eventos dos mais diversos segmentos culturais espalhados pelo Brasil e funciona de forma automatizada e colaborativa: o internauta interessado em divulgar festas e eventos poderá sugerir uma inserção no site, depois disso é só esperar a avaliação dos moderadores.

Além disso, robôs de busca do ‘Festa Lá’ fazem uma varredura, periódica, em fontes confiáveis para coletar e organizar as informações de cada região. Dentre os eventos listados, há opções para quem gosta de festas, teatro, baladas e shows. A listagem inclui também os grandes festivais de música até pequenos eventos, além de festivais de cinema, gastronômicos e inusitados. Em Fortaleza, por exemplo, é possível saber mais informações sobre o Samba Brasil, que acontecerá ainda este ano.

O investidor-anjo do ‘Festa Lá’, José Ueides Fechine, acredita na ideia, e defende a confiança da classe empresarial em frentes de inovação e tecnologia. “No nosso país, o investidor típico está mais preocupado em ter um retorno assegurado e principalmente em não perder dinheiro no curto prazo, aplicando a maioria das vezes em renda fixa bem conservadora”, explica.

“Da ótica do empreendedorismo, o Brasil tem empreendedores criativos, porém que estão focados em produtos e serviços convencionais. Estes geralmente estão em busca de retorno rápido do capital empregado principalmente em ideias que já deram certo (como as franquias, por exemplo)”, justifica Ueides.
Interatividade

O ‘Festa Lá’ investiu em interatividade para que os usuários possam acompanhar – em tempo real – os ‘points que estão bombando em cada cidade’. Eventualmente, uma cobertura, nas redes sociais, também estará disponível para que os usuários possam conferir os flashes do local.

Equipe

Movidos pela necessidade de ter em um só lugar informações culturais e de entretenimento confiáveis e atualizadas no Brasil, o grupo uniu forças – cada um em sua área de atuação – para fazer o ‘Festa Lá’ acontecer. Conheça mais sobre os sócios:

*Flávio Neves Carneiro, 27 anos.

Flávio Carneiro é Engenheiro da Computação formado pelo Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFCE). Trabalhou durante 5 anos como servidor público municipal, na Secretaria de Finanças do Município (SEFIN), Câmara Municipal de Fortaleza (CMFOR) e no Instituto de Planejamento de Fortaleza (IPLANFOR) , exercendo atividades de desenvolvimento de sistema, administrador de banco de dados e analista de business intelligence. Tem perfil empreendedor e fascinado pelo ecossistema de startups, sempre buscando criar soluções inovadoras e que impactem a vida das pessoas. É entusiasta por tecnologia e novas formas de inovação.

*Samir Coutinho Costa, 28 anos.

Analista formado pela Estácio, desenvolvedor de software sênior. Atua como coordenador da infraestrutura de TI e gerente de sistemas geográficos do Instituto de Planejamento de Fortaleza.

*Pedro Henrique Araújo de Brito, 25 anos.

É especialista em Engenharia de Software e graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Possui mais de 10 anos de experiência em TI. Atua na implementação e sugestão de melhorias das funcionalidades que compõem o Festa Lá. Hoje, trabalha como Analista na Casa Civil do Ceará.

*Diego Macedo de Almeida, 27 anos.

Bacharel em Sistemas e Mídias Digitais na Universidade Federal do Ceará (UFC) com habilitação em Comunicação em Mídias Digitais. Tem experiência na área de Design Gráfico, Design de Interação, Animação e Jogos Digitais. Atualmente, é servidor público municipal da Prefeitura de Fortaleza, trabalhando como Designer Gráfico no Instituto de Planejamento de Fortaleza (IPLANFOR).

*Miguel Andrade, 44 anos

Especialista em números e especialista em relacionamentos, é também sócio-fundador da M2D Business, que nasceu em 2016 já com mais de 30 anos de experiência em novos negócios através da vasta expertise acumulada por seus sócios.

*José Ueides Fechine, 35 anos (investidor anjo)

Médico Pediatra formado pela UFC, curioso e superconectado, sempre atento a inovações e aos movimentos das redes sociais. Apresenta bastante afinidade com o ambiente web, desde quando elaborava o site da sua turma de faculdade, e está tentando se descolar das alternativas padrões de investimento.

*Daniel Martins de Araujo Filho, 19 anos ( investidor)

Estudante de engenharia civil na unifor.
Socio fundador da Mr.Food alimentos e bebidas. Viu no Festa Lá uma grande oportunidade de unir negócios diferentes em um modelo único

SERVIÇO

*Site ‘Festa Lá’ (http://www.festala.com.br)

No Dia dos Namorados, expectativas de aumento de 3% nas vendas

Um crescimento da ordem de 3% nas vendas. Eis o que estima, para esta semana dos namorados, o presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas, Honório Pinheiro. Um percentual bom para quem flerta há tempos com a crise, diz ele.

Dois segmentos, com certeza, e de acordo com constatação de vários leitores deste Blog, experimentaram boa movimentação, nessa noite de segunda-feira, por conta da data: restaurantes e motéis.

 

Prefeito João Dória quer pagar para moradores de rua deixarem São Paulo

438 7

Essa é mais uma do prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB).

A Secretaria Municipal de Assistência Social está com um programa prontinho que consiste no seguinte objetivo: pagar passagens de volta aos Estados ou cidades de origem a pessoas em situação de rua ou usuários de drogas na capital.

Essa informação foi dada ao Portal UOL, nessa segunda-feira, pelo secretário da pasta, Filipe Sabará.

Ele deixou claro, entretanto, que o programa atenderá apenas quem manifestar o interesse em deixar a cidade, no que terá sua situação avaliada.

DETALHE – Esse programa lembra quadro que o apresentador Gugu Liberato apresentava no SBT: “De volta para minha terra”. Ele mandava de volta pessoas que moravam em situação de rua na Capital paulista principalmente para o Nordeste.

Justiça nega pedido e considera válida ação contra Geddel

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (Governo Temer) faz o que pode para tentar se livrar das muitas complicações em que se meteu. Recentemente, ele foi à Justiça Federal em Brasília alegar a nulidade das buscas e apreensões feitas nos imóveis da excelência, em Salvador, em janeiro. Dançou, segundo informa a Veja Online.

A terceira turma da corte negou o pedido e considerou a ação nos endereços ligados a Geddel para lá de respaldada legalmente.

A propósito, gente próxima ao ex-ministro, vira e mexe, pede a integrantes do Judiciário para que se tenha atenção, digamos, cautela com o caso dele. Até agora, porém, não surtiu efeito.

Patati Patatá com temporada de shows em Fortaleza

Os palhaços Patati Patatá trazem para Fortaleza o novo espetáculo “Sorrir e Brincar”. Será neste mês junho , no Theatro Via Sul. O musical promete ser ótima pedida para a criançada. Mais precisamente nos dias 17, 18, 24 e 25.

A dupla, que encanta crianças por todo o Brasil, apresentará canções já conhecidas do seu repertório como “Dança do Macaco” e “Lôro e Ronco da Vovó” e clássicos do universo infantil, como “Tindolelê”, “Piuí Abacaxi” e “Ursinho Pimpão”, além de composições de outros autores.

SERVIÇO

*Datas -17,18, 24 e 25 deste mês de junho.

*Horário: Sábado, às 14 e 16 horas, e Domingo,  às 14 e 16 horas.

*Ingressos – Plateia Inferior R$50,00 inteira/R$ 25,00 meia e Plateia Superior R$ 40,00 inteira/ R$ 20,00 meia

*Pontos de venda: Bilheteria do Theatro Via Sul e no site ingresso rápido ( www.ingressorapido.com.br

*Classificação indicativa: Livre

*Mais Informações – 30991299.

(Foto – Divulgação)

Chapada do Araripe abriga um dos maiores projetos eólicos da América Latina

A Casa dos Ventos, que completa, em 2017, dez anos como uma das pioneiras e maiores investidoras no desenvolvimento de projetos eólicos no Brasil, inaugurou na última sexta-feira, 9, Ventos do Araripe III. Trata-se de um dos maiores complexos eólicos da América Latina, localizado no alto da Chapada do Araripe, na fronteira entre os estados de Pernambuco e Piauí.

Com investimento de R$1,8 bilhão, o complexo eólico é composto por 14 parques, nove no Piauí e cinco em Pernambuco, 156 aerogeradores e potência instalada de 359 MW – energia suficiente para abastecer 400 mil casas. “A entrada em operação de Ventos do Araripe III, não só consolida a Chapada do Araripe como um dos maiores polos de geração eólica do mundo, como celebra um ciclo de investimento de 1GW em dois Estados muito importantes para a companhia”, afirma Mário Araripe, presidente e fundador da Casa dos Ventos.

Para se ter uma dimensão de Ventos do Araripe III, sua capacidade instalada é maior do que a de todos os parques eólicos inaugurados em 2016 em países como África do Sul, Grã-Bretanha e México. “Identificamos um recurso eólico singular na Chapada do Araripe, que nos permitiu gerar energia renovável a baixo custo, com impactos ambientais mitigados e ganhos sociais para as comunidades envolvidas”, afirma Araripe.

Empregos

O Complexo Ventos do Araripe III foi responsável pela geração de aproximadamente 1.500 empregos diretos, com prioridade para mão de obra local. Além disso, cerca de 70 famílias de Simões (PI) e Araripina (PE) tornaram-se parceiras da Casa dos Ventos arrendando suas propriedades para instalação dos aerogeradores – modelo permite que recebam mensalmente uma quantia calculada a partir da energia gerada –, ao todo, mais de R$ 5 milhões serão pagos anualmente aos moradores locais com propriedades arrendadas para o complexo eólico.

No entanto, os benefícios com a instalação do empreendimento vão além das oportunidades de trabalho e remuneração aos proprietários pelo arrendamento de suas áreas. “Investimos cerca de R$ 5 milhões em projetos sociais para atender as principais carências das comunidades, incluindo a construção de uma escola municipal, quadra poliesportiva e desenvolvimento de programas de melhoria de acesso a água e saneamento”, explica Araripe.

Alô, senhores políticos!! Transposição e Transnordestina continuam como objetos de desejo

197 1

A Comissão de Obras Inacabadas do Senado finalizou o mapeamento de projetos financiados pela União e que não foram concluídos desde a criação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), em 2007.

São 22 mil obras inconclusas. Nelas, duas do interesse direto do Ceará: a Transposição do rio São Francisco, que vive impasse jurídico; e a Ferrovia Transnordestina, que interessa diretamente ao Complexo Industrial e Portuário do Pecém, pois fundamental no escoamento de produção.

Continuar apelar à classe política para que continue pressionando o governo federal por solução, pelo viso, a única saída.

Comentarista da GloboNews falará sobre o pós-julgamento da chapa Dilma-Temer

O projeto Ideias em debate, da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), receberá, às 19 horas desta segunda-feira, a jornalista Cristiana Lôbo, comentarista de Política da GloboNews.

Hora de falar sobre o cenário pós-julgamento da chapa Dilma-Temer, que garantiu a absolvição do presidente Michel Temer.

A conversa será com o empresariado que anda preocupado com a crise política que atinge diretamente a questão econômica.

MPF tenta manter decisão que impede descontos do consignado acima do limite legal

O Ministério Público Federal (MPF) entrou com recurso para que volte a ter validade a decisão liminar da Justiça Federal no Ceará, que determinou a suspensão dos descontos de parcelas de empréstimos consignados que extrapolem a margem de 35% do valor dos rendimentos de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). O recurso será julgado pela Primeira Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), informa a assessoria de imprensa do MPF do Ceará.

Em abril deste ano, o MPF no Ceará propôs ação civil pública perante a 8ª Vara da Justiça Federal naquele estado, para que o INSS e 14 instituições financeiras suspendessem os descontos de parcelas de empréstimos consignados que extrapolassem a margem consignável de benefícios previdenciários ou assistenciais. O limite estabelecido pela Lei nº 10.820/2003 e pela Lei nº 13.172/2015 é de 35% dos rendimentos líquidos. A suspensão proposta, inclusive, seria válida para todo o país.

O pedido do MPF fundamentou-se na informação – fornecida pelo próprio INSS – de que mais de 20 milhões de beneficiários apresentam descontos em folha de pagamento, totalizando uma dívida junto às instituições financeiras que ultrapassa 100 bilhões de reais. Esse dado demonstra o estado de vulnerabilidade em que se encontram milhões de famílias brasileiras e aponta o potencial colapso da economia no país.

Na ação, o MPF alegou que, embora o INSS afirme respeitar esse teto, foram constatadas, em inquérito civil público, diversas situações de beneficiários que estariam com o contracheque quase todo comprometido por empréstimos consignados. Isso só estaria ocorrendo devido ao repasse de informações sigilosas dos beneficiários pelo INSS às instituições financeiras e pela ausência de fiscalização contratual por parte da Previdência.

A ação incluiu um pedido de tutela de urgência, ou seja, uma decisão provisória que concede o pedido feito na ação, antes do seu julgamento. O juiz acatou o pedido e, por meio de uma liminar, ordenou que o INSS suspendesse imediatamente quaisquer descontos referentes a empréstimos consignados acima do limite de 35% do valor da renda mensal. Ele também determinou que as instituições financeiras suspendessem eventuais restrições cadastrais dos titulares de benefícios previdenciários e que suspendessem os débitos decorrentes de inadimplência dos empréstimos tomados acima da margem consignável.

Recursos

O Banco do Brasil recorreu da decisão da Justiça Federal no Ceará, por meio de um agravo de instrumento interposto no TRF5. O relator do caso na Primeira Turma do Tribunal – desembargador federal convocado Leonardo Resende Martins – concedeu efeito suspensivo ao recurso, ou seja, interrompeu a validade da tutela de urgência deferida pelo juiz de primeiro grau enquanto tramita o recurso do banco.

O MPF recorreu da decisão do relator, por meio de um agravo interno, requerendo a reconsideração da decisão, para que seja mantida a liminar concedida no primeiro grau. Caso o relator do processo não acolha o pedido, caberá à Primeira Turma do Tribunal julgar o pedido do Ministério Público Federal.

O desembargador federal alegou que os aposentados e pensionistas, além dos empréstimos consignados, estariam tomando empréstimos por outras vias, em contratos sobre os quais o INSS não teria nenhum controle, já que não estão sujeitos a consignação em folha. Ademais, ainda que o INSS tenha, por equívoco, autorizado consignações superiores ao limite legal, não seria o caso de suspender a cobrança da parcela da dívida acima desse percentual, nem de impedir que o banco credor tomasse as providências necessárias para o recebimento do seu crédito. Afinal, o beneficiário obteve vantagem na obtenção do empréstimo, inclusive com juros mais favoráveis.

Para o MPF, embora não se possa desconsiderar essa vantagem, isso não pode levar cegamente à conclusão de que o beneficiário deve arcar com o pagamento das prestações, ainda que não estejam integralmente submetidas ao regime de consignação. Esse entendimento é contrário ao princípio da dignidade humana, e a intenção de se criar uma margem consignável foi justamente evitar que os beneficiários da Previdência Social sejam privados de recursos básicos para a própria subsistência. Por isso, os descontos que extrapolam os limites legais devem ser eliminados.

O procurador regional da República Francisco Chaves Neto, autor do recurso, argumenta ainda que o risco é todo da instituição financeira que deixou de observar o limite de endividamento do cliente. “Se o banco já sabia que havia antes um empréstimo consignado com desconto em folha, seria o caso simplesmente de não mais permitir a concessão de um crédito que a outra parte não teria como pagar, sem prejuízo à sua capacidade de subsistência”. Para ele, a ação civil pública tem o objetivo de proteger uma massa de beneficiários da Previdência Social, formada, em sua maioria, por idosos. Portanto, o risco da operação deve recair na própria instituição financeira, e não no mutuário, que é parte vulnerável na relação.

Carmen Lúcia receberá governadores para mediar acordo pró-Transposição

A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, vai mediar amanhã uma negociação entre os governadores de Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte com o governo federal para tentar se chegar a um acordo sobre a retomada das obras do Eixo Norte da transposição do Rio São Francisco. A informação é do colunista Lauro Jardim, do O Globo.

Atualmente, existe uma guerra de liminares no STF em torno da obra.

Dono da ideia, o ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, pediu ajuda ao presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (PMDB), para conseguir o encontro com Cármen. Os quatro governadores foram convidados.

A dúvida é se, na frente de Cármen, os arqui-inimigos Eunício e Camilo vão se conter.

VAMOS NÓS – O próprio Eunício, em vídeo, garantiu que os interesses do Estado vão superar divergências políticas dele com o governador. Aliás, os dois se encontraram em Brasília recentemente.

Lula lembra o Dia dos Namorados

Em seu Facebook, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva lembrou o Dia dos Namorados. Postou esta foto ao lado de sua falecida Marisa Letícia.

Nesta época, o casal adorava promover festão junino para ministros e parlamentares. Era uma tradição a brincadeira de quadrilhas, sob o ritmo de barracas de comidas e bebidas típicas.

Ainda na postagem, Lula deixou a seguinte frase: “Saudades da eterna namorada. Aproveite seu amor intensamente. Feliz Dia dos Namorados!

(Foto – Ricardo Stuckert)

Mercado financeiro projeto inflação menor para este ano: de 3,90% para 3,71%

O mercado financeiro reduziu a projeção para a inflação e para o crescimento da economia este ano. Segundo o boletim Focus, uma publicação elaborada todas as semanas pelo Banco Central (BC) com base em estimativas de instituições financeiras, a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de 3,90% para 3,71% este ano. Para 2018, a estimativa caiu de 4,40% para 4,37%.

A estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas pelo país, caiu de 0,50% para 0,41% em 2017. Para o próximo ano, a projeção de crescimento da economia passou de 2,40% para 2,30%.

Para as instituições financeiras, a taxa Selic encerrará 2017 e 2018 em 8,5% ao ano. Atualmente, ela está em 10,25% ao ano. A Selic é um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e, consequentemente, a inflação.

Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação.

A projeção para a cotação do dólar permanece em R$ 3,30 ao final deste ano e em R$ 3,40 no fim de 2018.

(Agência Brasil)

ProUni já está com resultado disponível

O resultado da edição do segundo semestre do Programa Universidade para Todos (ProUni) já está disponível na internet. O prazo para se candidatar a uma bolsa do programa terminou na sexta-feira (9) e, até as 12 horas daquele dia, o sistema registrou mais de 370 mil estudantes inscritos e mais de 720 mil inscrições. O estudante pode selecionar até duas opções de curso, entre as 27.237 disponíveis.

Neste processo seletivo, o ProUni oferta 147.492 bolsas em 1.076 instituições privadas de educação superior em todo o país. O número de bolsas oferecidas é 17% maior do que na segunda edição do programa do ano passado. Do total de bolsas, 67.603 são integrais e 79.889, parciais.

O estudante tem até o dia 19 de junho para procurar a instituição de ensino para a qual foi pré-selecionado a fim de comprovar as informações prestadas na inscrição. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação do candidato.

José Pimentel: “Quem ganhou com o julgamento do TSE foi a corrupção e sr. Michel Temer”

185 1

O senador José Pimentel (PT) afirmou, nesta segunda-feira, que quem se saiu bem do julgamento da chapa Dilma-Temer, sexta-feira, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi “a corrupção e o seu Michel Temer”. Lembrado de que a ex-presidente Dilma Rousseff também ganhou com o resultado, pois não teve direitos políticos cassados, o parlamentar preferiu lembrar que ela foi vítima de um “golpe parlamentar”.

Segundo Pimentel, com o resultado do julgamento no TSE, que absolveu Temer, a tendência agora é a crise econômica se agravar no País. “Se nós observarmos as decisões, os inquéritos e o processo político brasileiro, tudo leva a crer que a situação ficará mais crítica. A saída é um novo pacto social por eleições diretas”, apregoou o petista.

Indagado se há clima para eleições diretas, o senador José Pimentel reagiu: “O Brasil tem clima para viver num caos, em que o presidente da República é denunciado no STF, com assessores mais próximos afastados ou presos? Acho que clima pior do que esse é impossível para o Brasil.”

José Pimentel disse que o PT briga por eleições diretas, por considerar essa melhor saída. Perguntado se a entrada do ex-presidente Lula na disputa presidencial de 2018 não seria o maior temor da chamada direita, o senador ironizou: “Quem tem medo dele são aqueles que bateram panelas até ontem e que se diziam moralistas. Esses não aceitam diretas já.”

(Foto – Paulo MOska)

Sisu 2017 – Selecionados na segunda edição têm até terça-feira para se matricular

Os candidatos aprovados na segunda edição de 2017 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm até amanhã (13) para fazer a matrícula nas instituições de ensino. O prazo começou na última sexta-feira (9). A lista dos aprovados está disponível no site do programa.

O candidato selecionado pelo Sisu deve procurar a instituição de ensino em que foi aprovado para verificar o local, horário e procedimentos para a matrícula. O Sisu terá uma única chamada, mas caso não tenha sido selecionado, o estudante pode se inscrever para participar da lista de espera.

A inscrição para a lista de espera está disponível até 19 de junho e a convocação será feita pelas instituições a partir do próximo dia 26. Já os estudantes que queiram fazer transferência de curso precisam buscar informações diretamente nas universidades, uma vez que a regulamentação para esse tipo de procedimento é feita pelas próprias instituições.

O Sisu oferece vagas no ensino superior público com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nesta edição foram ofertadas 51.913 vagas em 1.462 cursos de 63 instituições de ensino, entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais.

(Agência Brasil)

ProUni – Resultado sai nesta segunda-feira

Sai hoje (12) o resultado da edição do segundo semestre do Programa Universidade para Todos (ProUni). O prazo para se candidatar a uma bolsa do programa terminou na sexta-feira (9) e, até as 12 h daquele dia, o sistema registrou mais de 370 mil estudantes inscritos e mais de 720 mil inscrições – pois o estudante pode selecionar até duas opções de curso, entre os 27.237 disponíveis.

O resultado estará disponível na página do programa na internet. Neste processo seletivo, o ProUni oferta 147.492 bolsas em 1.076 instituições privadas de educação superior em todo o país. O número de bolsas oferecidas é 17% maior do que na segunda edição do programa do ano passado. Do total de bolsas, 67.603 são integrais e 79.889, parciais.

O estudante tem até o dia 19 de junho para procurar a instituição de ensino para a qual foi pré-selecionado a fim de comprovar as informações prestadas na inscrição. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação do candidato.

O ProUni é voltado a alunos da rede pública ou bolsistas integrais da rede particular. Para participar, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016, ter obtido o mínimo de 450 pontos na média das notas e não ter zerado a redação. Também estão incluídas as pessoas com deficiência e professores da educação básica em escolas públicas que compõem o quadro de pessoal permanente da instituição.

O processo seletivo será constituído de duas chamadas sucessivas, sendo que a primeira ocorre hoje e a segunda está prevista para 26 de junho. Na segunda chamada, a comprovação das informações deverá ser feita de 26 a 30 de junho.

Para participar da lista de espera, o estudante deverá manifestar seu interesse na página do programa, entre 7 e 10 de julho. A lista estará disponível no sistema, para consulta pelas instituições de educação superior, no dia 13 de julho. Nesse caso, o candidato deverá comparecer à instituição e entregar a documentação no período de 17 a 18 de julho.

(Agência Brasil)