Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Se eleito, Bolsonaro diz que quer Moro no Supremo

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSC/RJ) concedeu entrevista exclusiva ao jornalista  Claudio Dantas durante viagem, nessa quinta-feira, a Uberlândia (MG).

Durante o bate-papo, de quase duas horas, no trajeto (de carro) de seu apartamento ao aeroporto de Brasília e de lá (de avião) até a cidade mineira, Bolsonaro falou sobre o juiz federal Sérgio Moro e disse que, se eleito, gostaria de ter o magistrado no Supremo. Confira:

Conanda pede que Temer revoque portaria sobre trabalho escravo

Os integrantes do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) aprovaram nesta quinta-feira (18), uma nota de repúdio à portaria do Ministério do Trabalho que altera a conceituação de trabalho escravo e muda as regras para a fiscalização e divulgação da lista com o nome de empregadores que submetam pessoas à condições semelhantes às de escravidão.

Em nota, os conselheiros exigem que o Ministério do Trabalho revogue a Portaria 1.129, publicada na última segunda-feira (16). Para os conselheiros, o ministério “redefiniu ilegalmente o conceito [de trabalho escravo] previsto no Código Penal, alterando-o na sua essência”. Afirmam também que a iniciativa desconsidera a importância de aspectos como a dignidade humana e restringe o conceito de proteção da liberdade, “criando dificuldades administrativas para a prevenção, fiscalização e efetiva libertação de trabalhadores”.

“A referida portaria favoreceu a perversidade da situação laboral que a Lei Penal e seus aplicadores lutam para coibir”, criticam os conselheiros, na nota a que a Agência Brasil teve acesso.

Temer vai assinar decreto que anistia multas do Ibama em até 60%

O presidente Michel Temer vai assinar decreto, que já está pronto para ser publicado, garantindo a conversão de multas ambientais em serviços de recuperação e preservação da natureza. Serão concedidos descontos de 35% na modalidade direta, em que o próprio autuado executa o projeto, e 60% na indireta, quando os recursos custearão grandes programas estruturantes que ainda vão ser selecionados por edital pelos órgãos ambientais federais. A informação é do O Globo.

Há R$ 4,6 bilhões de multas passíveis de conversão, sem contar o eventual desconto que será dado, segundo levantamento preliminar do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Quase R$ 1 bilhão é devido pela Petrobras, que já sinalizou interesse em participar do programa, segundo o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho. A Companhia de Saneamento do Estado do Paraná (Sanepar) está mais adiantada na negociação, formatando projetos para converter suas multas, que somam cerca de R$ 300 milhões, em serviços ambientais.

Dados do Ibama apontam que apenas 5% do valor das multas por ela aplicadas são de fato arrecadadas. Os grandes devedores são os que menos pagam. Em geral, judicializam a sanção aplicada por meio de processo administrativo, alongando a discussão por anos. A ideia da conversão, com o desconto generoso, é aumentar a fatia efetivamente quitada das multas e, ao mesmo tempo, fazer com que o dinheiro seja aplicado em recuperação ambiental. Hoje, 20% dos valores vão para o Fundo Nacional do Meio Ambiente e o resto para o caixa da União.

 

PT quer fazer vaquinha para bancar nova caravana de Lula pelo País

167 1

O PT lançará uma campanha para arrecadar doações para as caravanas do ex-presidente Lula. O esforço é parte de uma mudança na estratégia do partido, que decidiu rever a forma de buscar recursos. Passará a fazer pedidos focados em grandes temas.

A vaquinha será lançada nesta sexta-feira (20), na reunião da Executiva da sigla. Haverá mobilização nas redes a partir da próxima semana, com imagens da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, de líderes petistas e das viagens de Lula. 

*Da Coluna Painel, da Folha, leia aqui.

(Foto – Divulgação)

Megaoperação contra pedofilia prende mais de 100 no País

O número de presos na megaoperação Luz na Infância chegou a 108 na tarde de hoje (20), informou o Ministério da Justiça e Cidadania. Policiais civis de 25 estados cumprem 178 mandados de busca e apreensão relacionados à prática de pedofilia. Ao deparar com material pornográfico de crianças e adolescentes na casa dos suspeitos, os agentes efetuam as prisões, em flagrante.

Segundo o ministério, os detidos são suspeitos de disseminar pornografia infantil e pedofilia na internet e, em alguns casos, eles eram também os responsáveis pela produção do material.

A operação é considerada uma das maiores do mundo no combate à pedofilia e envolve 1,1 mil policiais. O trabalho de investigação durou seis meses, e o número final de presos e mandados cumpridos será divulgado pelo Ministério da Justiça até o fim do dia. As investigações agora vão apontar se os detidos fazem parte de quadrilhas nacionais e internacionais ou agiam sozinhos. Também não foram divulgadas informações consolidadas sobre o perfil das pessoas que foram presas.

Na operação, a Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) contou com o apoio de parceiros nos Estados Unidos e na União Europeia, que colaboraram com a troca de informações e softwares necessários para monitorar os criminosos. Mais de 150 mil arquivos com conteúdo pornográfico de menores de idade foram encontrados pelas investigações.

As informações sobre os suspeitos foram reunidas e encaminhadas pela Senasp às polícias civis dos estados, que têm jurisdição sobre o crime e deram continuidade às investigações. No Amapá e no Piauí, o trabalho não foi concluído a tempo da deflagração da operação, que envolveu os demais estados e o Distrito Federal. O ministro da Justiça, Torquato Jardim, disse que o trabalho continua e mais mandados podem ser emitidos nos próximos dias.

Torquato Jardim concedeu entrevista coletiva na sede da Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro e destacou a importância da cooperação internacional em tecnologia para a segurança pública no Brasil, explicando que os principais crimes que precisam ser combatidos no país são praticados por quadrilhas que têm ligações transnacionais, como os crimes cibernéticos e os de tráfico de drogas, armas e pessoas.

“Nada se passa no espaço exclusivo do território nacional. A integração federativa é fundamental, e a integração internacional não é menos fundamental em tecnologia. Essa é uma tecla [em] que o Ministério da Justiça bate muito”, afirmou o ministro.

(Agência Brasil)

Ah, que saudade da Igreja Católica mais altiva!

Com o título “O amém à ignorância”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. “Tenho saudade da Igreja que luta pelos pobres, que se preocupa com mais vigor com a desigualdade social e que tem opiniões mais fortes em relação aos desmandos políticos do país”, diz o articulista no texto. Confira:

Dia desses me peguei conversando com meu filho mais velho sobre religião. Sempre incentivei em minhas crias a postura do questionamento. E – vou dizer – a cada dia, aumentam as razões para que as pessoas – principalmente os mais jovens – que tenham o mínimo espírito crítico desconfiem das instituições e personagens ligados à religião, nas suas mais diversas manifestações. É bom lembrar que, apesar de manter índices superiores a 50%, as igrejas também entraram no rol de descrédito das instituições brasileiras.

Como católico, tenho que confessar: não tá fácil convencer ninguém. Tenho saudade da Igreja que luta pelos pobres, que se preocupa com mais vigor com a desigualdade social e que tem opiniões mais fortes em relação aos desmandos políticos do país. Acho profundamente lamentável parte dos que se dizem seguidores de Jesus endossarem manifestações contra exposições artísticas em museus ou reclamando de conteúdos publicitários ou televisivos, defendo absurdos inócuos como “escola sem partido” ou “ideologia de gênero”, em nome da “tradição, família e propriedade”, enquanto o país afunda. Paciência tem limite.

Além do que, os debates por aí andam tão acirrados e de baixo nível que fica difícil conversar mantendo uma argumentação razoável. Mais do que isso: retomam polêmicas do século passado, coisas que eu pensava que já haviam sido varridas para o lixo da história. Para onde me viro, vejo pessoas tentando rotular umas às outras, usando diferentes formatos de preconceito e discriminação, num lamaçal de intolerância de onde parece que ninguém consegue sair.

É fácil perceber que, pintado este quadro tosco, há duas consequências que considero graves para as instituições religiosas. A primeira, o afastamento natural de quem possui uma formação libertária e democrática, acostumado a conviver com diferenças. A segunda, tão ruim quanto a anterior, é a aproximação de pessoas que se identificam com este tipo de discurso de quinta categoria. Nesta dinâmica, a onda medieval ganha respaldo institucional.

Este tipo de pessoa de veia retrógrada varia seu comportamento entre o despreparo intelectual e a má-fé, pois é incapaz de realizar uma exegese – se é que sabe o que isso significa – num texto bíblico, apelando para interpretações fundamentalistas para as mais variadas situações do cotidiano. São indivíduos que não conseguem separar fé e razão, ciência e religião. Não enxergam que é prejudicial à sociabilidade humana misturar convicções íntimas com políticas públicas. Atacam quem não consideram “normal” – como se tivessem autoridade divina para determinar o que diabo seria isso – só porque não comungam dos seus pensamentos. Sobra para praticantes de religiões minoritárias, orientações sexuais alternativas, artistas que ousam não se enquadrar na mediocridade e por aí vai.

Pessoalmente, acho a falta de fé um problema. Mas nada é pior do que um ignorante que se acha inteligente só porque acredita em Deus. Temos problemas graves, à sua escolha: ração pra pobre, volta da escravidão e da censura, empoderamento de traficantes, destruição da natureza, precarização do trabalho, destruição da soberania nacional, cortes orçamentários na ciência e na cultura, quebra do estado de direito e da democracia. Quem não enxerga isso, e está mais ocupado em reparar detalhes da vida alheia, está dizendo amém à uma postura cínica, hipócrita e, aqui pra nós, bem longe daquele tal mandamento do “amai-vos uns aos outros”, atualmente talvez esquecido atrás de algum boleto dizimista.

*Demétrio Andrade,

Jornalista e sociólogo.

Jair Bolsonaro ganha apoio da presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará

3059 12

Deputado Eduardo Bolsonaro, Mayra e Jair Bolsonaro.

Além do apoio declarado do deputado federal Cabo Sabino (PR) à sua candidatura a presidente da República em 2018, Jair Bolsonaro (PSC/RJ) ganhou uma outra adesão considerada de peso.

Ele gravou vídeo ao lado da presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, Mayra Pinheiro, ex-PSDB, e que entrou para o grupo dos seus aliados no Estado.

Em nota, o coletivo “Médicos pela Democracia” critica a postura da Presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, Mayra Pinheiro, que, no “Dia do Médico” agradeceu a categoria aos deputados federais Jair e Eduardo Bolsonaro, ambos do PSC-SP. “Nós, Médicos pela Democracia do Ceará, repudiamos esta atitude da Presidente do nosso querido Sindicato dos Médicos, de gloriosa tradição de luta. A Dra. Mayra não soube nos representar dignamente no Dia do Médico”. Leia a nota na íntegra:

A Presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, Mayra Pinheiro, resolveu posar junto e agradecer, no dia do Médico, ao Bolsonaro, que tem explicitado publicamente posições misóginas, racistas, protofascistas, homofóbicas, defendendo torturadores e a cultura do estupro. Os médicos e médicas do Ceará têm que reagir, por um Sindicato democrático.

Nós, Médicos pela Democracia do Ceará, repudiamos esta atitude da Presidente do nosso querido Sindicato dos Médicos, de gloriosa tradição de luta. A Dra. Mayra não soube nos representar dignamente no Dia do Médico. Não concordamos que nosso Sindicato seja atrelado a um partido político e a um candidato a Presidente da República que agride as liberdades democráticas e os direitos humanos no Brasil.

Queremos um sindicato que lute contra a precarização do trabalho médico, que reaja contra o congelamento, por vinte anos, das verbas da Saúde, que defenda o SUS, as Farmácias Populares, que lute por mais recursos para os Hospitais-Escolas, que defenda o direito de que todos tenham acesso aos medicamentos essenciais, que se una na defesa da melhoria da qualidade dos serviços de saúde, do trabalho médico e de todas as categorias de saúde.

Por um Sindicato democrático e que defenda os reais interesses da saúde coletiva, da categoria médica e da convivência harmoniosa com todos os profissionais da àrea da saúde.

*Médicos Pela Democracia.

Ataque a tiros em escola de Goiânia deixa ao menos dois mortos e feridos

Um ataque a tiros em uma escola de Goiânia, em Goiás, deixou ao menos dois mortos e pelo menos quatro feridos na tarde desta sexta-feira. Uma professora Colégio Goyazes acionou o Corpo de Bombeiros. A assessoria dos militares destacou que a mulher pediu socorro relatou que uma pessoa entrou na instituição de ensino e realizou disparos de arma de fogo contra crianças e adolescentes. O atirador era aluno do colégio.

Os feridos — uma menina e três meninos — têm entre 12 e 13 anos. Os bombeiros informaram que o atirador tem 14. Segundo a Polícia Civil, ele é filho de um major da Polícia Militar.

A escola fica no bairro Conjunto Riviera. Os bombeiros enviaram cinco viaturas de resgate e um helicóptero para o local. A vítima em estado mais grave já foi resgatada pela aeronave e levada à Hospital de Urgências da cidade. As demais foram encaminhadas à mesma unidade de saúde.

(Jornal Extra)

Privatização vai trazer mais eficiência e dinamismo para a Eletrobras, defende ministro

O ministro de Minas e Energia em exercício, Paulo Pedrosa, defendeu que a privatização da Eletrobras vai elevar o nível de eficiência e trazer dinamismo à empresa. Pedrosa participou hoje (20) de workshop de energia promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista.

Segundo o ministro, o objetivo do governo não é arrecadar com a venda, mas possibilitar a competição da empresa em um setor elétrico hoje altamente competitivo. “O antigo modelo esgotou. As estatais estão em situação dificílima. A Eletrobras perdeu R$ 175 bilhões em 13 anos. A Eletrobras não tem investido, a sua participação no setor caminha para ser irrelevante”, disse ele.

A Eletrobras ainda é a maior elétrica do Brasil, responsável por 32% da geração e quase metade das linhas de transmissão do sistema integrado, que transfere energia de uma região para outra do país. Para Pedrosa, o sucesso do leilão das quatro usinas hidrelétricas operadas pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), realizado no mês passado, trouxe otimismo. “Sem esse leilão da Cemig, não teríamos a condição de avançar também na Eletrobras”, disse.

O ministro afirmou que a incapacidade de o governo federal injetar recursos na empresa reduz o seu poder de competição. Além disso, de acordo com ele, esgotou-se a capacidade do país de financiamento pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) de 0,5% para a geração de energia.

Quanto à tarifa de energia aos consumidores, Pedrosa admitiu a possibilidade de aumento. “Mas não adianta ter energia barata e encargos enormes pagos por fora. Teremos um preço justo, transparente, da energia”, afirmou.

Segundo ele, o modelo de cotas ilude a sociedade, pois apresenta a cota a baixo preço, que pode ser encarecido devido ao risco hidrológico associado.

(Agência Brasil)

Portaria de Temer envergonha o País, diz presidente da CUT do Ceará

Com o título “Escravidão completa circo de horrores do golpe”, eis artigo do presidente da CUT do Ceará, Will Pereira. Ele bate duro na portaria do Ministério do Trabalho que flexibiliza relações de trabalho e impede a divulgação do ranking de empresas que exploram trabalhadores. Confira:

O circo de horrores parece não ter fim. Sem pudor algum, o governo golpista segue, dia a dia, comandando o País sob a égide de uma troca de favores mesquinha e injusta em benefício não de uma nação inteira, mas de um governante. O mesmo que alcançou o poder de forma ilegítima e que segue afogado em sua própria impopularidade e por denúncias de crimes de toda sorte. No mais recente ataque dos inúmeros que nos assolam cotidianamente, foi divulgada, na última segunda-feira (16), a portaria nº 1129/2017 do Ministério do Trabalho. Ela modifica o conceito de trabalho escravo e traz novas regras sobre a publicação da “Lista Suja”.

Para nós, que fazemos a Central Única dos Trabalhadores, a referida portaria é mais um benefício concedido à bancada ruralista e a setores como o têxtil e da construção civil, que têm forte incidência de trabalho análogo à escravidão no País. Pela legislação vigente, uma situação de trabalho forçado, ou servidão por dívida, ou condições degradantes, ou jornada exaustiva já é o bastante para que se identifique o conceito de escravidão contemporânea. Essa medida, repugnante, nada mais é que a tentativa de se reduzir esse conceito.

A precarização das condições de trabalho no Brasil segue veloz desde que o golpe parlamentar se consolidou em 2016. Modificar o conceito de trabalho escravo hoje fere gravemente os direitos respaldados pela legislação brasileira e pelas Convenções 29 e 105 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), ratificadas pelo Brasil. Tanto que o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério Público Federal (MPF) já anunciaram que vão recomendar a revogação imediata da portaria.

Não bastasse a imagem vexatória que o ilegítimo Michel Temer representa do nosso País a cada aparição fora de nossas fronteiras, segue nos envergonhando e atacando diante de organismos internacionais. A própria Organização das Nações Unidas (ONU) já defendeu, oficialmente, a manutenção do atual conceito de trabalho escravo vigente no Brasil – apontado por ela como referência no combate ao trabalho escravo para a comunidade internacional. E até isso Michel Temer nos quer usurpar. Logo ele, que é referência para quem?

*Wil Pereira

presidencia@cutceara.org.br
Presidente da Central Única dos Trabalhadores no Ceará (CUT-CE).

Em Brasília, prefeito agiliza projetos com apoio de Danilo Forte

Danilo e o prefeito RC.

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, é aguardado de Brasília nesta sexta-feira. Isso, depois de ter circulado, com apoio do deputado federal Danilo Forte (PSB), pelo Ministério das Cidades.

Ali, o prefeito deixou pleito relacionado a BRT (sistema de transporte de ônibus especiais), que deve contemplar os terminais do Conjunto Ceará e Parangaba.

O ministro Bruno Morais sinalizou com a liberação para essa intervenção com o valor de R$ 25 milhões.

VAMOS NÓS – Nessas horas, para um prefeito que é do PDT, oposição a Temer, ajuda ter um deputado da base oficial para chamar de seu.

Preço do botijão de gás leva prévia da inflação oficial a 0,3% em outubro, diz IBGE

Pressionada pela terceira alta consecutiva no preço do gás de botijão, a prévia da inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), fechou o mês de outubro com variação de preços de 0,34%. Em relação a setembro, o índice subiu 0,23 ponto percentual.

Divulgado hoje (20), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA-15 fechou o acumulado no ano (janeiro-outubro) em 2,25%, resultado que chega a ser 3,86 pontos percentuais inferior aos 6,11% do mesmo período do ano passado.

Este é o menor acumulado para um mês de outubro desde os 2,22% de 2006. Nos últimos doze meses, o índice ficou em 2,71%, resultado acima dos 2,56% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em outubro de 2016, o IPCA-15 havia sido de 0,19%.

Botijão de gás

A alta foi pressionada pelos preços dos combustíveis, em especial o gás de botijão, que fechou outubro com alta de 5,72%. Foi o terceiro aumento consecutivo e a maior alta desde outubro de 2015. O impacto do gás de botijão no IPCA-15 deste mês foi de 0,07 ponto percentual.

O gás de cozinha impactou a alta de 5,36% dos combustíveis domésticos, que influenciaram o grupo habitação, que fechou o mês com elevação de 0,66%.

Segundo o IBGE, a influência da habitação na medição geral ficou abaixo dos transportes (impacto de 0,11 ponto percentual), afetado também pelos reajustes nos combustíveis. A gasolina teve alta de 1,45% entre setembro e outubro, mesmo com a leve desaceleração em relação período anterior, quando a taxa foi de 3,76%. Pesou ainda o aumento de 7,35% nas passagens aéreas.

O grupo dos alimentos fechou outubro com deflação (inflação negativa) de 0,15%. A nova queda foi menor que a de -0,94% de setembro. Contribuíram para a baixa nos preços o alho (-9,88%), o feijão-carioca (-5,95%), o açúcar cristal (-3,63%) e o leite longa vida (-3,52%). Enquanto isso, tiveram alta no período as carnes (0,54%) e frutas (1,40%) tiveram alta no período.

Nos índices regionais, a região metropolitana de Curitiba teve a maior alta nos preços (0,66%), seguido por Salvador (0,64%). Por outro lado, as quedas mais intensas ocorreram na regiões metropolitanas do Rio de Janeiro (-0,08%) e do Recife (-0,07%).

Com a mesma metodologia do IPCA (indicador que mede a inflação oficial do país), o IPCA-15 tem periodicidade diferente: vai da segunda metade do mês anterior à primeira metade do mês de referência. Ele diz respeito à variação dos preços para as famílias de um a 40 salários mínimos, e abrange as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e Goiânia.

(Agência Brasil)

Camilo, Ciro e um silêncio nada inocente

185 1

Nas rodas políticas locais um mote é alvo de comentários: o silêncio dos aliados depois que o governador Camilo Santana (PT) acabou desmentindo Ciro Gomes (PDT).

O presidenciável havia dito que o secretário do Planejamento do Estado, Maia Júnior, era da cota do PSDB de Tasso Jereissati.

Camilo garantiu que Maia era da sua cota pessoal.

(Foto – PDT)

 

PIB sinaliza crescimento de 0,2% em agosto, diz FGV

O Produto Interno Bruto do Brasil (PIB – a soma de todos os bens e serviços produzidos) teve crescimento de 0,2% em agosto, comparado com julho. A informação é do Monitor do PIB, divulgado hoje (20) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV).

No trimestre móvel encerrado em agosto, o crescimento foi de 0,6%, em comparação ao trimestre imediatamente anterior, de acordo com a série ajustada sazonalmente. Em ambas as comparações, os resultados apontam para a terceira variação positiva consecutiva do indicador.

Em termos monetários, o PIB acumulado em 2017 até o mês de agosto, em valores correntes, alcançou a cifra aproximada de R$ 4,368 trilhões.

Na avaliação do coordenador do Monitor PIB-FGV, Caludio Considera, em agosto a economia continuou a crescer devido “não só ao bom desempenho da agropecuária, mas também de segmentos que, apesar de ainda continuarem em níveis muito baixos, já começaram a mostrar sinais de melhora”. Segundo o economista, este é o caso da construção civil e o da formação bruta de capital fixo “que são fundamentais para uma recuperação mais consistente da economia a médio e longo prazo”.

Na comparação com o mesmo período do ano anterior, o PIB apresentou crescimento de 1,1%, no trimestre móvel encerrado em agosto. Os destaques foram os desempenhos da agropecuária (+12%), da indústria extrativa mineral (+3,5%), da indústria de transformação (+1,9%), do comércio (+3,5%) e dos transportes (+2,9%).

Apesar da tendência ascendente, a construção ainda se encontra em retração (-6%). Já os serviços de informação apresentaram taxas mais negativas desde o trimestre findo em maio de 2017, chegando a 3,6% no trimestre encerado em agosto. Já na com o mesmo mês do ano anterior, o PIB apresentou crescimento de 2% no mês de agosto, o quarto mês positivo consecutivo.

Consumo das famílias

O consumo das famílias apresentou crescimento de 1,8% no trimestre móvel findo em agosto, comparativamente ao mesmo trimestre em 2016; esta é a terceira variação positiva do componente após registrar 28 trimestres móveis consecutivos de queda em relação ao ano anterior, com aceleração do crescimento de todos os segmentos de bens de consumo: o de bens não duráveis cresceu 1,3%, o de semiduráveis, 9%, e o de duráveis, 9,3%. A única taxa negativa foi a de consumo de serviços, que ao fechar em queda de 0,5%, contribuiu com -0,3 ponto percentual para o resultado total do consumo das famílias.

Formação de capital

Embora todos os componentes da formação bruta de capital fixo (FBCF) terem apresentado melhora com relação às taxas divulgadas no trimestre móvel até julho, o indicador fechou o trimestre móvel de junho e agosto com retração de 3%, comparativamente ao mesmo trimestre do ano passado.

O componente de máquinas e equipamentos continua na trajetória de crescimento (+5,1%), contribuindo com 1,8 ponto percentual para a melhora do indicador. Já o componente de construção, apesar de ainda muito negativo (-8,5%), está em trajetória ascendente pelo terceiro mês consecutivo; o mesmo ocorre com o componente de outros que apresentou queda de -4,5% no trimestre móvel até agosto após ter apresentado retração de 6% no 2º trimestre do ano.

A FGV ressalta o fato de que a taxa de investimento (FBCF sobre o PIB) a preços constantes fechou agosto com sinais nítidos de melhora, ao atingir 18,3%. Seu ápice foi em outubro de 2013 (24,3%), mas vinha declinando sistematicamente até o início de 2017.

Crescimento das exportações

Outro avanço significativo e que sinaliza o processo de recuperação da economia diz respeito às exportações, que apresentaram crescimento de 7,3% no trimestre móvel de junho a agosto, comparativamente ao mesmo trimestre de 2016. O destaque positivo se deve aos desempenhos da exportação dos produtos da agropecuária (+20,8%), da indústria extrativa mineral (+27,7%) e da de bens de consumo duráveis (+38,3%).

Por outro lado, a importação apresentou retração de 0,3% na comparação do trimestre móvel com o do ano anterior. “Chama a atenção o desempenho negativo dos produtos agropecuários (-36,9%) e dos bens de capital (-25,6%); e, de destaque positivo, o desempenho dos bens de consumo semiduráveis (+52,1%)”, ressalta a publicação.

(Agência Brasil)

Operação Salvação – Temer exonera oito ministros que votarão contra denúncia na Câmara

Diário Oficial da União publica hoje (20) decretos assinados pelo presidente da República, Michel Temer, com a exoneração de oito ministros de Estado.

Os ministros exonerados têm mandatos de deputados e voltam à Câmara, onde deverão participar da votação, em plenário, prevista para a próxima quarta-feira (25), da segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Temer.

Na Comissão de Constituição e Justiça da Casa, em sessão realizada na última quarta-feira (18), o relatório a favor da inadmissibilidade da denúncia foi aprovado pela maioria dos deputados que integram o colegiado.

Nos decretos de exoneração publicados nesta sexta-feira constam os nomes dos seguintes ministros: Antonio Imbassahy, da Secretaria de Governo; Leonardo Picciani, ministro do Esporte; Ronaldo Nogueira, ministro do Trabalho; Sarney Filho, do Meio Ambiente; Marx Beltrão, do Turismo; Maurício Quintella Lessa, dos Transportes; Mendonça Filho, da Educação; e Bruno Cavalcanti, das Cidades.

(Agência Brasil)

Tasso ameaça deixar comando do PSDB

168 1

O senador Tasso Jereissati deu um ultimato, nessa quinta-feira (19), aos aliados do senador Aécio Neves (PSDB): se o senador mineiro não renunciar definitivamente da presidência do partido até a próxima semana, deixará o comando da sigla. No momento, Tasso é o presidente nacional interino.

Tasso disse que chegou “ao limite” na queda de braço interna no PSDB e que não pretende continuar brigando publicamente com o senador Aécio Neves.

Já o tucano Aécio, que foi pego em gravação pedindo R$ 2 milhões em propina ao empresário Joesley Batista, dono da JBS, é o principal apoiador da manutenção do PSDB na base do presidente Michel Temer (PMDB).

(Com Agências)

Padre Reginaldo Manzotti ganha recepção de pop star no Pinto Martins

O padre Reginaldo Manzotti já está na Capital cearense para comandar mais uma edição de “Evangelizar é Preciso Fortaleza,” que acontecerá neste sábado, no Aterro da Praia de Iracema, a partir das 12 horas.

No desembarque, no fim da tarde dessa quinta-feira, Manzotti, que vinha de São Paulo, ganhou recepção de pop star. Foi das mais movimentadas e concorridas. A Infraero não precisou número dos que estavam no saguão.

Manzotti atendeu a todos carinhosamente aos fieis católicos, tirou selfies e deu autógrafo para quem estava com seu último livro – “Batalha Espiritual entre anjos e demônios”. A assessoria do religioso não divulgou sua programação desta sexta-feira em Fortaleza.

(Com Blog Sagrada Família)

Polícia Federal cumpre 10 mandados em operação relacionada a Petrobras e Odebrecht

A Polícia Federal está cumprindo, nesta manhã de sexta-feira, 10 ordens judiciais da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba. O objetivo, segundo informa o Valor Econômico, é apurar o pagamento de vantagens indevidas a executivos da Petrobras pelo Setor de Operações Estruturadas, o departamento de propinas do Grupo Odebrecht. Em nota, a PF informou que estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, um mandado de condução coercitiva e um de prisão temporária.

São realizadas três intimações determinadas pelo Justiça, com a imposição de outras medidas cautelares, conforme estabelecem os artigos 282 e 319 do Código de Processo Penal.

Conforme as investigações, há indícios concretos de que um grupo de gerentes da Petrobras se uniu para beneficiar a Odebrecht em contratações com a petroleira, mediante o pagamento de valores de forma dissimulada em contas de empresas offshore estabelecidas no exterior. Os investigados responderão pela prática dos crimes de associação criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro. O investigado preso temporariamente será conduzido à carceragem da PF no Paraná.