Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Ministro do Planejamento diz que PIB será positivo e marca o fim da recessão

O ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, afirmou hoje (31) que o Produto Interno Bruto do Brasil (PIB) – a soma de todas as riquezas produzidas no país – no primeiro trimestre de 2017 será positivo na divulgação de amanhã (1º) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e marcará o fim da recessão. “O PIB amanhã será positivo, e isto é muito importante, porque marca o fim da recessão. A economia brasileira está reagindo e há muitos indicadores que fundamentam isto”, disse Oliveira.

O ministro afirmou que o crescimento deve ser um pouco menor que o medido pelo Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-BR), por divergências de metologia. Divulgado no último dia 15, o indicador apontou para um crescimento de 1,12% no primeiro trimestre de 2017, na comparação com o quatro trimestre de 2016.

O ministro participou de um seminário na Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro, e voltou a defender as reformas propostas pelo governo e, especialmente, a reforma da Previdência em discussão no Congresso Nacional. “A evolução das despesas com previdência do país são insustentáveis, e não são insustentáveis apenas do ponto de vista da previdência, são insustentáveis do ponto de vista das outras despesas do governo federal. A previdência está ocupando todo o espaço disponível e vai avançar cada vez mais.”

Reformas

Oliveira afirmou que o governo não tem um “plano B” para a reforma proposta e afastou a possibilidade de fatiamento de pontos da reforma para facilitar a aprovação. “O governo não discute nenhum plano B”.

Além de defender as reformas, o ministro minimizou o impacto da crise política no cenário fiscal do país. “O que vejo é que as medidas continuam avançando no Congresso, então, não vejo isto afetando a meta fiscal ou as nossas projeções fiscais.”

Ao apresentar as prioridades do governo federal para melhorar as contas públicas e recuperar a economia, Oliveira apontou que a previdência ocupa cerca de 55% das despesas totais deste ano. “Estamos gastando demais com previdência e de menos com investimento. Esta não é a composição adequada para construir o país”, afirmou ele, comparando com os 2,08% que devem ser destinados ao Programa de Aceleração do Crescimento.

Segundo o ministro, o governo vem revisando benefícios como auxílio-doença e Bolsa Família dentro dos critérios legais e vem obtendo cortes de custos significativos. Com o auxílio-doença, o índice de reversão de benefícios concedidos durante mais de dois anos chega a 80%, mas a perspectiva é que o percentual caia para cerca de 50%, já que inicialmente foram analisados os benefícios com maior suspeita.

Dyogo Oliveira destacou ainda medidas tomadas para controlar os custos de compras públicas, melhorar a governança das estatais e reduzir o custeio administrativo.

“Há toda uma programação em curso para reduzir os custos, melhorar a qualidade dos gastos públicos, focalizar os programas e abrir espaço dentro da margem fiscal para que nos próximos anos possamos conviver de maneira adequada com o limite do gasto publico,” disse.

(Agência Brasil)

Sindicato dos Bancários promove nesta sexta-feira o show “Tributo a Belchior e Jerry Adriani”

Nesta sexta-feira, o Sindicato dos Bancários do Ceará promove um Tributo a Belchior e Jerry Adriani. A partir dsa 19h30min, em sua sede, no Centro de Fortaleza. No palco, a Banda Nostalgia e o cantor Edinho Vilas Boas.

A festa integra a programação do III Congresso dos Trabalhadores do Ramo Financeiro do Nordeste.

A produção é do radialista Alexandre Maia.

TCM representado na posse do novo Ministro da Justiça

O conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Hélio Parente, prestigiou, nesta tarde de quarta-feira, em Brasília, a solenidade de posse do novo ministro da Justiça, Torquato Jardim. O ato, tendo à frente Michel Temer, foi dos mais concorridos. Torquato entrou no lugar de Osmar Serraglio, que reassumiu mandato de deputado federal.

Serraglio não compareceu à posse de Jardim. Com o retorno dele à Câmara, o ex-assessor especial de Temer, Rodrigo Rocha Loures, que exercia mandato de deputado federal como suplente de Serraglio, fica sem mandato e perde o direito a foro privilegiado. Com isso, ele passaria a ser julgado na primeira instância do Judiciário.

Rodrigo Rocha Loures foi gravado carregando uma mala com R$ 500 mil que, segundo a Polícia Federal, foi enviada pelo empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, como pagamento de propina. A mala e o dinheiro foram devolvidos.

(Com Agências/Foto – DF Press)

Adélio Sarro vai expor em Fortaleza

Fortaleza receberá, às 19 horas desta quinta-feira, no Hotel Gran Marquise, a exposição “Força, magia e cores do Brasil”, do artista plástico paulista Adélio Sarro, que já rodou os principais centros culturais do mundo.

Sarro conta com uma obra que abrange mais de 5 mil pinturas e 130 esculturas monumentais de concreto.

Ali, a mostra permanecerá até 31 de julho. Durante o horário comercial.

SERVIÇO

*Mais sobre Adélio Sarro aqui.

MEC adia para 16 de junho o prazo para renovação dos contratos do Fies

O prazo para renovação dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que terminaria nesta quarta-feira, 31, foi adiado para o dia 16 de junho. Cerca de 1,28 milhão de estudantes devem realizar o aditamento neste semestre. Até a manhã desta quarta-feira, 1,05 milhão de contratos tinham sido renovados.

Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC), o prazo foi prorrogado “para que nenhum estudante seja prejudicado”.

O aditamento dever ser feito no Sistema Informatizado do Fies (SisFies). Durante a manhã de hoje, o sistema estava fora do ar. Em nota, o MEC informou que o sistema enfrenta problemas técnicos e voltará a funcionar na próxima quinta-feira, 1º , às 18h. Segundo o ministério, nenhum estudante será prejudicado.

Os contratos do Fies devem ser renovados a cada semestre. O pedido de aditamento é feito inicialmente pelas faculdades e, em seguida, os estudantes devem validar as informações inseridas pelas instituições no SisFies.

No caso de aditamento não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante precisa levar a documentação comprobatória ao agente financeiro (Banco do Brasil ou Caixa) para finalizar a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir da validação do estudante no sistema.

(Agência Brasil)

Mulher de Cunha entra com recurso contra confisco de R$ 640 mil

Mulher do ex-deputado federal Eduardo Cunha, a jornalista Cláudia Cruz entrou, nesta quarta-feria, com recurso contra o confisco de sua conta na Suíça. A medida foi decretada pelo juiz federal Sérgio Moro, que decretou o arresto de 176,67 mil francos suíços (cerca de R$ 640 mil). Esse confisco faz parte da mesma sentença em que Moro absolveu Cláudia

A medida foi tomada na mesma sentença em que Moro absolveu Cláudia dos crimes de lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas.

O montante está depositado na Kopec, conta bancária que ela mantinha secretamente na Suíça.

(Veja Online)

Jair Bolsonaro quer incluir Enéas entre heróis da Pátria

O deputado federal e presidenciável pelo PSC, Jair Bolsonaro, apresentou um projeto de lei para que Enéas Ferreira Carneiro (aquele, do “Meu nome é Enéééas”) seja incluído no livro de heróis da pátria. A informação é do colunista Lauro Jardim, do O Globo.

Atualmente, são heróis da pátria, entre outros, Tiradentes, Zumbi dos Palmares, Marechal Deodoro e Dom Pedro.

CCJ do Senado aprova PEC das eleições diretas

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece eleições diretas caso a Presidência da República fique vaga até o terceiro ano do mandato foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiçla(CCJ), do senado. A matéria vai agora para o Plenário e será votada no dia em que o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB), colocá-la em pauta.

O texto original da PEC, de autoria do senador Reguffe (sem partido -DF) foi aprovada por unanimidade. Após ser votada no Plenário, a matéria vai para a Câmara dos Deputados, presisidida por Rodrigo Maia (DEM-RJ), onde deve seguir o mesmo rito.

Como as duas casas são presididas por parlamentares aliados do presidente Michel Temer (PMDB), o texto deve demorar a ir em votação, e parlamentares da oposição terão de articular medidas para ela entrar logo na pauta. Se for aprovada pelo Congresso Nacional, a PEC levará a uma nova eleição se Temer vir a renunciar ou for afastado do cargo.

(Com Agências)

Presidente de Instituto de Pesquisa diz ser impossível Lula ganhar com 46,5% de rejeição

176 2

E os nordestinos nunca votaram em FHC?

Nordeste e os eleitores menos escolarizados são o grande suporte da candidatura do ex-presidente Lula hoje. Nos estados nordestinos, o petista tem 41% de intenções de voto. Entre os eleitores com ensino fundamental, ele chega a 34%. No total do Brasil, Lula aparece com 25,8% (17% no Sul, 19,1% no Sudeste e 26,7% no Norte/Centro-Oeste).

No levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas, o ex-presidente Lula aparece também com 46,5% de rejeição. Trata-se de um número altíssimo e, na melhor das hipóteses, estável (no levantamento anterior, Lula aparecia com 45%).

Embora lidere as intenções de voto, com 25,8%, o presidente do Paraná Pesquisas Murilo Hidalgo diz que é “impossível vencer uma eleição com essa rejeição. Ou ele baixa isso ou não tem condição nenhuma de ganhar o segundo turno de uma disputa presidencial”.

No cenário sem Lula, o primeiro lugar disparado fica com Jair Bolsonaro. O deputado chega aos 17%. E, com Lula ou sem Lula, João Doria tem o dobro das intenções de voto de Geraldo Alckmin, atingindo de 12 a 13%, enquanto Alckmin oscila nos 6%.

(Veja Online)

Marco Aurélio será relator dos processo contra Aécio Neves no Supremo Tribunal Federal

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, será o relator do inquérito contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) aberto a partir da deleção premiada da JBS. A escolha do ministro foi definida nesta quarta-feira, após sorteio eletrônico realizado pelo sistema do STF. Ontem, o antigo relator da investigação, ministro Edson Fachin, determinou a separação dos inquéritos contra Aécio e contra o presidente Michel Temer (PMDB).

O senador está afastado do exercício do mandato por decisão de Fachin. Como novo relator do caso, caberá a Marco Aurélio decidir sobre.o recurso da Procuradoria Geral da República que pediu a prisão preventiva de Aécio, assim como o pedido da defesa do senador para que ele possa retomar a atividade parlamentar.

Segundo Marco Aurélio, os recursos envolvidos nos inquéritos de Aécio devem ser levados ao plenário, mas o ministro não deu prazo de quando isso deve ocorrer.

(Com Portal Uol)

 

Cearense representará o Brasil no Mundial de Balé de Orlando

A cearense Natália Alves (16) vai representar o Brasil, no período de 18 a 24 de junho próximo, em Orlando (EUA), no World Ballet Competition. Voltado para o balé clássico, o certame tem como objetivo incentivar a excelência na arte da dança. Reunirá bailarinos de mais de 20 países, de idades entre 9 e 24 anos.
Natália, que foi aprovada nesse concurso, viajará no próximo dia 15. Aos 4 anos, ela iniciou o balé clássico na Escola de Dança Madiana Romcy, onde até hoje faz suas aulas com a diretora e professora Madiana Romcy. Ela vem se preparando na Escola de Ballet Goretti Quintela, onde também recebe  todo apoio e dicas dos professores Douglas Motta e Everardo Freitas.
Para ser aceito e participar desta competição, o bailarino tem que enviar dois vídeos de apresentações de variações de solos clássicos. Tudo é analisado por júri especializado. Natália considera que, participar desse concurso, já é uma grande vitória.
(Foto – Divulgação)

Número de empresas com contas em atraso cresceu em abril

Dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) indicam que o número de empresas com contas em atraso e registradas nos cadastros de devedores cresceu 4,30% em abril, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Foi a menor variação para o mês de abril desde 2011. Na comparação com o mês anterior a alta foi de 0,75%.

Segundo os dados, a Região Nordeste lidera o crescimento da inadimplência entre as empresas, com aumento de 5,59% em abril na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Em seguida, aparecem as regiões Sudeste (4,43%), Norte (4,39%), Centro-oeste (3,51%) e Sul (1,93%).

“O recuo da atividade econômica tem refletido em queda do faturamento das empresas e na capacidade dos empresários honrarem seus compromissos e manterem um bom fluxo de caixa. Mas por outro lado, os índices vêm crescendo em um ritmo menor, em decorrência da maior restrição ao crédito e da menor propensão a investir. Com menos custos e menos tomada de crédito, consequentemente, há menos endividamento”, disse o presidente da CNDL, Honório Pinheiro.

No indicador dívidas em atraso o crescimento também foi o menor já observado para os meses de abril desde o ano de 2011: alta de 1,99% na comparação anual. Na comparação mensal, na passagem de março para abril, a variação positiva foi de 0,41%.

Entre os segmentos devedores, as altas mais expressivas ficaram com os ramos de serviços (7,31%) e indústrias (3,90%), seguidos pelas empresas que atuam no setor de comércio (3,12%). O segmento de agricultura foi o único a apresentar queda na quantidade de empresas com contas em atraso (- 1,57%).

Já o setor credor,que apresentou o maior crescimento das dívidas de pessoas jurídicas, são as empresas do ramo do comércio (8,29%), seguidas das indústrias (7,10%), serviços, que engloba bancos e financeiras (0,19%). O único segmento a apresentar queda foi o de agricultura (-16,80%).

“Espera-se, para os próximos meses, que a atividade econômica se mantenha fraca e os empresários permaneçam cautelosos, devido ao cenário de grande incerteza política, o que deve manter o crescimento da inadimplência das empresas em patamares discretos frente à série histórica como um todo”, observou a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

(Agência Brasil)

Horizonte ganhará fábrica da Brilux

508 1

O município de Horizonte (Região Metropolitana de Fortaleza) ganhará uma fábrica da Brilux. Os acertos foram fechados na última semana.

A informação é do ex-prefeito Manuel Gomes (Nezim), hoje atuando como consultor para várias prefeituras da Região Metropolitana.

Manuel Gomes não deu mais detalhes, mas observou que a fábrica vai gerar empregos e, principalmente, renda para Horizonte.

 

Fortaleza participará do Dia da Liberdade de Impostos

Neste dia 1º de junho, o comércio varejista terá grandes descontos em estabelecimentos de 12 Estados e no Distrito Federal. A ação faz parte da 9ª edição do “Dia da Liberdade de Impostos (DLI), comandada pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem
(CDL Jovem) com objetivo de conscientizar sobre a necessidade de se buscar reforma tributária.

Para marcar a data, cerca de mil lojas e 10 shoppings em todo território nacional vão oferecer produtos com até 80% de desconto. Postos de gasolina também vão aderir à ação da CDL Jovem com a venda de 100 mil litros de combustível com cerca de 40% de desconto. Os preços, bem abaixo dos praticados normalmente, equivalem ao valor dos impostos embutidos nos produtos.

Fortaleza

Em Fortaleza, haverá adesão das lojas do Ceará Moda Shopping, situado na avenida Luciano Carneiro, 1400, das 10 às 18 horas. A iniciativa tem o apoio da CDL Jovem de Fortaleza.

Presidente da CNI vem prestigiar a Brasil Stone Fair, a maior feira do granito do País

Beto Studart e Carlos Rubens puxam o Brasil Stone Fair.

O presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson de Andrade, prestigiará, nesta quinta-feira, em Fortaleza, a solenidade de abertura da Brasil Stone Fair. Trata-se da maior feira do granito e mármore do País, que ocupará espaços no Centro de Eventos.

Ele é convidado do presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Studart, e do presidente do Sindicato da Indústria de Mármore e Granitos do Estado, Carlos Rubens.

A Brasil Stone Fair vai se estender até sábado, discutindo em torno do tema “O Novo Caminho das Pedras Naturais”.

Robson de Andrade deve, com certeza, dar coletiva abordando o cenário político e econômico do País. A CNI apoia as reformas trabalhista e previdenciária.

(Foto – Divulgação)

Confiança Empresarial atinge maior nível desde dezembro de 2014

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) avançou 1,2 ponto em maio na comparação com abril (0,0 ponto) e atingiu 86,4 pontos, o maior nível desde os 87,7 pontos de dezembro de 2014. Os dados foram divulgados hoje (31), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV).

Com o resultado de maio, na avaliação do superintendente de Estatísticas Públicas da FGV, Aloisio Campelo Jr., a confiança empresarial manteve a tendência de alta observada desde o início do ano.

“A boa notícia é a redução virtuosa da distância, ainda grande, entre o nível dos indicadores que medem a percepção sobre o presente e os de expectativas. A má notícia é que a maior parte da coleta de dados para o fechamento deste mês já havia sido realizada quando uma nova crise política foi deflagrada no país, em 17 de maio”, disse Campelo Jr. Para ele, “o aumento da incerteza provocado por eventos dessa natureza tende a impactar negativamente as expectativas”.

(Agência Brasil)

Cenários do Brasil – Ex-presidente da Fiec conclama a “não nos deixarmos desanimar e desiludir”

Com o título “Cuidado com as generalizações”, eis artigo do ex-presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Roberto Macedo. Ele analisa a situação política e econômico do Pais e conclama: “Neste momento de extrema turbulência no cenário nacional, é importante não nos deixarmos desanimar e desiludir”. Confira:

Como cidadão, empresário e ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), sou levado a fazer uma reflexão sobre a imagem que a sociedade pode estar tendo do setor produtivo brasileiro, diante de todos os acontecimentos constrangedores envolvendo empresários e membros dos poderes públicos do Executivo, do Legislativo e do Judiciário.

Os recursos da delação e da leniência têm trazido à tona a absoluta promiscuidade entre os interesses privados e públicos. Os depoimentos prestados pelos envolvidos e tornados públicos nos mínimos detalhes das ações de trocas de favores, por meio de negociações ilícitas, deixaram escancaradas as verdades e a longevidade da corrupção no País.

Observa-se que esse desvio de conduta ocorre principalmente entre setores que prestam serviços diretos aos governos e empresas que procuram obter recursos e benefícios financeiros do Estado. Os fatos que estão ocorrendo estão sendo bem identificados e isso, tenho certeza, eliminará os riscos da generalização de que esse tipo de comportamento está presente em todo o setor produtivo.

Está se tornando comum dizer que as pessoas são desonestas por natureza. O combate a esse tipo de generalização é uma das principais atitudes que podemos tomar. Agindo nesse sentido, estamos contribuindo para a redução da intolerância e abrindo espaço para a busca de saídas pelo diálogo.

Todos esses acontecimentos colocam a sociedade em um estado de choque e de incerteza quanto aos caminhos possíveis para levar o nosso País novamente ao processo de desenvolvimento consistente e ético. Nós, brasileiros, temos a responsabilidade de fazer uma análise criteriosa dos atuais membros do Congresso Nacional e promover uma renovação significativa com novos deputados e senadores, que sejam capazes de gerar leis rigorosas voltadas para acabar definitivamente com o sentimento de impunidade reinante em todos os níveis.

A instabilidade política que estamos vivenciando tem afetado de forma danosa a economia como um todo, prejudicando sobretudo as empresas, que são os motores dessa economia, e, como consequência, tirando-lhes as condições de gerar empregos, gerar e recolher impostos necessários para que o Estado cumpra o seu papel de promover as melhorias na educação, na saúde, na infraestrutura e nos demais serviços públicos.

Neste momento de extrema turbulência no cenário nacional, é importante que não nos deixarmos desanimar e desiludir. Pelo contrário, temos de acreditar em nós mesmos e na nossa capacidade de reagir e participar de diálogos construtivos, propondo soluções para nos tornarmos uma nação que nos dê orgulho de nela viver e por ela trabalhar intensamente.

*Roberto Macêdo

roberto@pmacedo.com.br

Empresário.

Hub da Latam – Governo reforça contatos em São Paulo

O secretário do Desenvolvimento Econômico do Ceará, César Ribeiro, terá reunião, nesta quarta-feira, em São Paulo, com diretores da Latam. Hora de conferir o clima na empresa em se tratando de hub para o Nordeste.

A Latam não desistiu do investimento e Fortaleza ganhou maior força, na briga que trava com Natal (RN) e Recife (PE), a partir da conquista, em leilão, do Aeroporto Internacional Pinto Martins pela alemã Fraport.

Além de contatos já mantidos pelo governador Camilo Santana (PT) com  a cúpula da empresa, o prefeito Roberto Cláudio entrou no circuito. Ele garante que a Prefeitura está à disposição para intervir, junto com a nova administradora do aeroporto, nas ações de promoção de Fortaleza como destino turístico ou mesmo como Hub turístico.

Justiça liberta o ex-governador Agnelo Queiroz

O desembargador Néviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, decidiu hoje (31) libertar o ex-governador do Distrito Federal (DF), Agnelo Queiroz, que foi preso temporariamente na semana passada durante a Operação Panatenaico, da Polícia Federal.

Agnelo é suspeito de participar de esquemas de superfaturamento em diversas obras no DF, incluindo a reconstrução do Estádio Mané Garrincha para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, cujas fraudes teriam acarretado prejuízo de R$ 1,3 bilhão aos cofres públicos.

Segundo o advogado do político, Paulo Guimarães, o ex-governador já deixou a carceragem da PF e está em casa. Ele deve se pronunciar sobre o caso ainda nesta quarta-feira. Guimarães confirmou que a decisão beneficiou também o empresário Fernando Queiroz, proprietário da Via Engenharia, e Nilson Martoreli, ex-presidente da Novacap, estatal de obras do DF.

O desembargador Néviton Guedes acatou o argumento da defesa de que a prisão temporária de cinco dias, prorrogáveis por mais cindo, que havia sido autorizada pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, deveria durar somente enquanto a PF cumpria diligências para coleta de provas, já realizadas.

Outro ex-governador do DF, José Roberto Arruda, e o ex-vice-governador Tadeu Filippelli continuam presos, bem como Jorge Luiz Salomão, Sérgio Lúcio Silva de Andrade e Afrânio Roberto de Souza Filho, apontados como intermediários no pagamento de propinas. O ex-secretário da Copa do DF Francisco Cláudio Monteiro também permanece preso.

Todos teriam participado de esquemas de desvios de recursos de obras no DF, detalhados em delações premiadas de executivos da empreiteira Andrade Gutierrez, que integrava o consórcio de reconstrução do Mané Garrincha, junto com a Via Engenharia.

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 155 milhões de reais dos envolvidos, suspeitos também de fraudar licitações para a construção do BRT Sul de Brasília e de obras no entorno do estádio.

(Agência Brasil)