Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Gilmar Mendes vai procurar colegas do STF para tratar da bomba lançada por Ricardo Janot

O ministro Gilmar Mendes (STF) está participando, neste momento, da sessão de segunda turma do Supremo. Quando acabar, ele procurará seus colegas para tratar sobre a bomba que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, atirou no STF ontem, quando pediu que o ministro seja declarado impedido de julgar os casos de Eike Batista na corte. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

Nas conversas com os colegas, Gilmar apresentará seus argumentos e defenderá regras claras para a atuação dos parentes no tribunal. A mulher do magistrado, Guiomar, atua como advogada no escritório de Sérgio Bermudes, que advoga para Eike.

A representação de Janot está nas mãos de Cármen Lúcia. Ela pode pode tomar uma decisão monocrática ou levá-la à apreciação do plenário. Gente próxima de Gilmar acredita que, dada a pressão, a presidente do Supremo não deverá resolver a parada sozinha.

Cúpula da Arce recebe diretores da Enel

O presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce), Hélio Winston, recebeu, em seu gabinete, nesta tarde de terça-feira, o diretor de Relações Institucionais da Enel na America Latina, Francesco Giorgianni, o diretor da Enel Distribuição Ceará, Jose Nunes, e, ainda, Oswaldo Ferrer e Gustavo Gracia Ribeiro, também gestores da distribuidora. O encontro foi de cortesia e trabalho.

A Enel (antiga Coelce) é uma das concessionárias reguladas pela Arce que iniciou suas atividades no setor em agosto de 1999, após assinatura de Convênio de Cooperação celebrado com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A reunião também contou com a presença do conselheiro Jardson Cruz e dos integrantes da coordenadoria de energia da Arce, Eugênio Bittencourt e Dickson Araújo.

(Foto – Divulgação)

Caso Eike – Rodrigo Janot quer depoimento de Gilmar Mendes

Na arguição de suspeição e impedimento do ministro Gilmar Mendes que encaminhou à presidência do Supremo Tribunal Federal, o procurador-geral da República Rodrigo Janot requereu o depoimento do próprio ministro no caso Eike Batista. Janot requereu que o Pleno da Corte declare “a incompatibilidade” do ministro para atuar no habeas corpus 143.247/RJ e a nulidade “dos atos decisórios por ele praticados” – a mulher de Gilmar trabalha no escritório Sérgio Bermudes, que defende Eike. Gilmar Mendes soltou Eike há dez dias, em decisão liminar.

Acusado de pagar US$ 16,5 milhões em propinas ao ex-governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), o empresário havia sido preso em janeiro, por ordem do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio.

Na arguição, Janot também pede a intimação de Eike Batista “para manifestar-se no caso, em atenção ao princípio constitucional do contraditório e da ampla defesa, já que eventual procedência da presente arguição de impedimento e suspeição afetará sua esfera jurídica, em face da consequente nulidade da medida liminar concedida em seu favor no habeas corpus 143.247/RJ”.

O procurador requereu, ainda, “a oitiva, como testemunhas, de Guiomar Feitosa de Albuquerque Lima Mendes – mulher do ministro – e do advogado Sérgio Bermudes”.

Defesa

Em nota, a assessoria de imprensa do ministro informou que “o HC 143.247 não tem como advogado o escritório Sérgio Bermudes”. “Não há impedimento para atuação do ministro Gilmar Mendes nos termos do artigo 252 do Código de Processo Penal. Cabe lembrar que, no início de abril, o ministro Gilmar negou pedido de soltura do empresário Eike Batista (HC 141.478) e, na oportunidade, não houve questionamento sobre sua atuação no caso”, diz a nota.

(Agência Estado)

Fortaleza será sede do III Fórum Nacional Cultura Infância

“Enquanto estamos lutando no Brasil por 1 ou 2 por cento, existem cidades na França que destinam de 15 a 20 por cento do orçamento local para a cultura e, dentro dessa fatia, há rubricas específicas para a infância”. É o que revela Emídio Sanderson, um dos autores do Plano Estadual Cultura Infância do Ceará e participante do Grupo Nacional Cultura Infância, um coletivo que discute e propõe políticas públicas para a Cultura Infância, a fim de garantir os Direitos Culturais das crianças brasileiras.

Pois esse grupo vai estar se reunindo em Fortaleza, de sexta a domingo próximos em clima de III Fórum Nacional Cultura Infância. As discussões, que ocorrerão no Hotel Sonata de Iracema, terão como ponto de partida a iniciativa cearense (Plano Estadual Cultura Infância), que é a única experiência de uma política pública específica dessa área, consistente e formatada no País.

SERVIÇO

*Abertura do evento- ás 19 horas de sexta, prosseguindo no sábado das 8h30min às 12h30min e das 14 horas às 18 horas. No domingo, das 8h30min às 10h30min.

*Mais Informações – (85) 99991 0474

Camilo lançará o programa “Ceará Filmes”

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=qk-xxzcv-jI[/embedyt]

O governador Camilo Santana (PT) vai lançar, às 19 horas desta terça-feira, no Cinema do Dragão do Mar, o Ceará Filmes – Programa Estadual de Desenvolvimento do Audiovisual e da Arte e Cultura Digital. O ato contará com a presença do secretário da Cultura do Estado, Fabiano Piúba, do diretor do Instituto Dragão do Mar, Paulo Linhares, do presidente da Agência Nacional do Cinema (Ancine), Manoel Rangel e de produtores e cineastas.

“O Ceará Filmes busca trabalhar em todos os eixos que compõem a cadeia do setor audiovisual. A ideia é unir as ações já em curso e introduzir novas ações que são demandas históricas do audiovisual cearense”, explica Duarte Dias, coordenador de Política Audiovisual da Secult.

Entre as novidades, ele destaca a criação da Programadora Ceará e da Distribuidora Dragão do Mar, para auxiliar na distribuição da produção cearense, e a criação da “maior rede pública de cinemas do Brasil”, através da construção de 20 salas de cinema no interior do Estado.

Em carta, entidade de advogados criminalistas se queixa de abuso de poder na Lava Jato

Uma entidade formada por 80 advogados divulgou carta pedindo que tribunais “retomem as rédeas da aplicação dos direitos do cidadão” fixados pela Constituição Federal e “coíbam os abusos de poder” que afirmam ocorrer na operação “lava jato”. Segundo a União dos Advogados Criminalistas, o combate à corrupção não pode permitir que aplicadores da lei deixem “um legado de sistemáticas violações ao processo penal brasileiro”. A informação é do site Consultor Jurídico.

O texto é assinado por membros da entidade que se reuniram no Recife para o 2º Seminário de Direito Penal e Processo Penal em Tempos de Lava Jato. Entre os signatários estão Antônio Nabor Bulhões; Alberto Toron; Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay; Fábio Tofic Simantob; e Geraldo Prado (parte deles atua no caso), além de nomes que integram a diretoria da Unacrim, como Carlos Barros, Gustavo Rocha, Yuri Herculano e João Vieira Neto.

Todos defendem melhor regulação da delação premiada, criticam a “banalização da prisão preventiva”, reclamam de prisões antes que condenações transitem em julgado e alegam que a “publicidade opressiva veiculada pela mídia brasileira” interfere na forma como o Judiciário vem julgando a “lava jato”.

Os assinantes da carta demonstram ainda preocupação com “o fenômeno da criminalização do exercício da advocacia por parcela da magistratura, dos órgãos responsáveis pela persecução criminal e dos meios de imprensa, que deve ser visto como um sinal de enfraquecimento de garantias do cidadão e menosprezo ao múnus público das funções do advogado no processo penal”.

  • Confira a íntegra da carta aqui.

VLT de Sobral circula todo grafitado em homenagem a Belchior

O VLT de Sobral está homenageando a memória do cantor Belchior, que nasceu nesse município da Zona Norte do Ceará.

Circula totalmente grafitado com imagens do artista que, inclusive, foi lembrado durante missa de sétimo dia nessa noite de segunda-feira, na Igreja do Cristo Rei, em Fortaleza.

Belchior entrou para a galeria dos inesquecíveis da MPB.

(Foto – Facebook)

Por uma modelo de economia que leve em conta as pessoas

125 1

Com o título “Desenvolvimento humano”, eis artigo do deputado federal Ariosto Holanda (PDT). Ele bate na tecla de que o País precisa discutir um modelo de desenvolvimento que tenha como base uma economia que leve em conta as pessoas. Confira:

O Brasil enfrenta nesse momento um desafio difícil de superar, “o de criar trabalho para milhões de brasileiros”. Ao dizer que o crescimento econômico, com base no aumento do PIB, irá resolver o problema, o governo esquece que o avanço tecnológico está ditando as normas e que o Brasil tem milhões de analfabetos funcionais.

As inovações tecnológicas, com base na robótica e automação, que os complexos industriais e agroindustriais estão adotando para controlar seus processos produtivos, e com isso aumentar sua produtividade, estão provocando o surgimento de indústrias e agronegócios sem trabalhadores. Os investimentos produtivos tendem a subtrair os empregos pela substituição de homens por máquinas. Isso que está ocorrendo no mundo é irreversível.

O que fazer? Temos de discutir um modelo de desenvolvimento que tenha como base uma economia que leve em conta as pessoas. O caminho das pequenas empresas deve ser perseguido. São elas que empregam e distribuem renda. Que política o governo adotou em relação a esse segmento? Outra política seria a de criar um programa de extensão envolvendo as universidades e os institutos tecnológicos para transferência de conhecimento para a população.

O Nordeste tem dois milhões de pequenos produtores sem assistência técnica. O que não podemos é aceitar como indicadores de desenvolvimento apenas números que tratam de balança comercial, PNB, PIB, quilômetros de estradas e outros, sem considerar por trás de tudo isso o homem com justiça social, direito à educação, saúde, habitação, emprego e outros bens sociais.

Não devemos confundir crescimento econômico com desenvolvimento humano. O crescimento está preocupado com os valores relacionados com a riqueza. Já o desenvolvimento está focado nos indicadores sociais traduzidos pelo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), referentes a educação, saúde e renda.

O objetivo do desenvolvimento deve ter o homem como ponto de partida, observando, sobretudo, a sua cultura e seu meio, e seu direito, enquanto cidadão, à educação e trabalho. A qualificação profissional e a geração de trabalho são, atualmente, os principais desafios para a promoção da cidadania dos milhões de excluídos. Como diz o professor Ignacy Sachs: “…não é aceitável que os progressos financeiros e econômicos sejam realizados à custa do desemprego ou subemprego estruturais, que resultam em exclusão social e pobreza”.

Ariosto Holanda

dep.ariostoholanda@camara.leg.br

Deputado federal (PDT)

Projeto Dom Hélder deve beneficiar cerca de 10 mil famílias no Ceará

O diretor-executivo da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), o cearense José Maria Pimenta, anuncia: neste ano, o Projeto Dom Hélder Câmara, de apoio a pequenas comunidades, deverá atender no Nordeste cerca de 60 ml famílias. No Ceará, esse número deve chegar a 10 mil famílias.

O Projeto Dom Helder Câmara é um acordo de empréstimo entre o Governo Brasileiro, via Ministério do Desenvolvimento Agrário, e o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrário/FIDA.

Neste sentido, centenas de agricultores(as) familiares e (as) assentados (as) da reforma agrária, de acordo com Pimenta, são beneficiados pelo Projeto que incentiva a promoção de ações que possibilitem a melhoria de vida no campo por meio de apoio à produção e comercialização.

Presença de João Doria esgota ingressos para evento da Câmara do Comércio Brasil-EUA

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), foi o último confirmado como palestrante em um evento da Câmara Americana de Comércio Brasil-Estados Unidos na semana passada. A Amcham reunirá investidores brasileiros e americanos na semana que vem, informa a Veja Online.

Após a confirmação do tucano, que falará de São Paulo como “alvo de investimento para Wall Street”, os ingressos se esgotaram em menos de cinco dias.

O evento contará ainda com a presença de representantes da JP Morgan, XP Investimentos e Fitch, agências que fazem classificação financeira dos países.

Grupo Zenir comemora 30 anos abrindo três lojas

As lojas Zenir comemoram nesta terça-feira 25 anos. O grupo resolveu festejar abrindo três lojas: uma em Caucaia (RMF) e as outras duas nos shoppings RioMar Kennedy e RioMar Fortaleza.

O Grupo Zenir, bom destacar, conta com 50 filiais, dois centros de distribuição e uma frota de 150 caminhões. Além de um garoto-propaganda de peso nacional, no caso o Ratinho.

Rodrigo Janot tem filha que trabalha como advogada da OAS

Esta postagem é do Blog do Reinaldo Azevedo, da Veja Online. Ele informa que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também devia se declarar impedido de atuar em qualquer questão ligadas à OAS. Confira:

Pois é…

Qual é o principal risco que corre aquele que apela a instrumentos de exceção e à leitura oblíqua da lei? Ora, acabar vítima de sua própria concepção de mundo.

Rodrigo Janot, segundo Rodrigo Janot (mas não só ele), tem de se declarar impedido de atuar em qualquer questão que diga respeito à OAS. As petições, inclusive, que foram encaminhadas ao Supremo e que digam respeito à empreiteira têm de ir para o lixo. Acordo de leniência? Nem pensar!

E por quê?

É simples! Leticia Ladeira Monteiro de Barros, filha de Janot, é advogada da OAS. Pois é…

Ao arrepio do Código de Processo Penal, o doutor resolveu apresentar uma petição ao Supremo acusando a suspeição do ministro Gilmar Mendes, do STF, em questões que digam respeito a Eike Bastista. O empresário é cliente, na área cível, do escritório de Sérgio Bermudes, onde trabalha a advogada Guiomar Mendes, mulher do ministro.

Situações distintas

Não! Doutora Guiomar não é advogada de Eike. Não atua em nenhum caso relativo a Eike. Não tem nenhuma relação cliente-advogado com Eike. Mais: o escritório não defende o empresário na área criminal. Não há nada no Código de Processo Penal que leve ao impedimento de Gilmar Mendes.

Segundo Janot, no entanto, parte ao menos dos honorários que Guiomar recebe teriam origem em Eike, já que ele é cliente do escritório. É um despropósito!

Já o impedimento do procurador-geral, no que diz respeito à OAS, é claro. Vejam estes dados de um processo do Cade:

CONSELHO ADMINISTRATIVO DE DEFESA ECONÔMICA

SUPERINTENDÊNCIA-GERAL

EDITAIS DE 12 DE MAIO DE 2016

Nos termos do art. 53, § 2º, da Lei nº 12.529/2011, dá-se publicidade ao seguinte ato de concentração: Ato de Concentração nº 08700.003604/2016-06. Requerentes: OAS Infraestrutura S.A., Construtora OAS Ltda. e SPE Credores.

Advogados: Olavo Zago Chinaglia, LETICIA LADEIRA MONTEIRO DE BARROS e outros.

Natureza da operação: aquisição de participação societária.

Setor econômico envolvido: concessionárias de rodovias, aeroportos e transporte ferroviário

(CNAEs 4912-4/02, 5221-4/00 e 5240-1/01).

Retomo
Guiomar não é advogada de Eike, mas Letícia é advogada da OAS. Não obstante, o sr. procurador-geral nunca se viu impedido de atuar no caso. E de maneira um tanto estranha, é preciso convir. Até hoje, a gente não sabe por quer ele anulou a primeira delação de Léo Pinheiro, um dos sócios da empreiteira. E igualmente não se sabe como a negociação para uma nova delação foi retomada.

Ah, sim: segundo os critérios do doutor para avaliar os rendimentos de Guiomar como advogada, será preciso convir que, então, parte dos honorários de Letícia vem de uma empresa investigada por seu pai, envolvida, segundo confessam seus diretores, em falcatruas das grossas.

E noto que o caso de Janot é bem complicado, né? Afinal, ele não é um procurador qualquer. É nada menos que o chefe do Ministério Público Federal. Assim, não tem como abrir mão do caso. Ele tem mesmo, dada essa informação, é de renunciar à PGR.

Mas, Reinaldo, existe o impedimento de membros do Ministério Público Federal? Sim. Está no Artigo 258 do Código de Processo Penal:

“Os órgãos do Ministério Público não funcionarão nos processos em que o juiz ou qualquer das partes for seu cônjuge, ou parente, consanguíneo ou afim, em linha reta ou colateral, até o terceiro grau, inclusive, e a eles se estendem, no que lhes for aplicável, as prescrições relativas à suspeição e aos impedimentos dos juízes.

Acho que isso mata a questão, não?

Desta vez, o voo do tuiuiú foi mais desengonçado do que de hábito.

Mesmo aprovando reformas, Temer não abrirá mão da ciranda de impostos

Com o título “Justiça tributária já!”, eis artigo do professor e economista Lauro Chaves Neto, que pode ser conferido no O POVO desta terça-feira. Ele prevê que, mesmo com aprovação das reformas, o governo Temer não poderá abrir mão dessa ciranda de impostos reinante no País. Confira:

Os tributos consomem quase 35% de toda a renda brasileira, patamar superado por alguns países bem mais ricos e desenvolvidos do norte da Europa. Se é óbvio que os brasileiros pagam muito para custear o Governo, isso não significa, entretanto, que os serviços públicos sejam satisfatórios.

Nas três esferas de Governo, as despesas somam mais que 40% do PIB; além disso, muitas áreas, como a saúde e a infraestrutura, ainda são subfinanciadas. Desde a nova matriz econômica de Dilma e Mantega, o endividamento público teve um crescimento vertiginoso; mesmo que as reformas sejam aprovadas, a possibilidade de o setor público abrir mão de receitas é quase nula.

Não elevar a carga tributária total deve ser uma condição inegociável na busca de um sistema tributário que ajude a reduzir a desigualdade entre ricos e pobres. A tributação precisa ser mais justa considerando a capacidade de pagamento dos contribuintes, simplificando o complicado e oneroso emaranhado burocrático para as empresas e promovendo a fusão dos múltiplos tributos sobre as vendas.

Menos de 20% dos nossos tributos se originam da taxação direta de lucros e salários, enquanto que países como México e Chile apresentam valores acima de 30%. Metade da arrecadação tem origem na tributação do consumo; esse valor varia de 30% na Europa a 15% nos EUA. Não será suficiente apenas reduzir o número de tributos indiretos, embutidos nos preços e pagos igualmente por todos os consumidores. Deve-se depender menos deles e mais de tributos que aumentem conforme a remuneração recebida. Uma profunda revisão nos incentivos, desonerações, tributações sobre o patrimônio, heranças e doações é essencial.

Deve existir tributação dos dividendos distribuídos, já que se tributa apenas o lucro, enquanto nos EUA e na Europa há imposto sobre o lucro e a sua distribuição em uma soma de até 50%. A alíquota máxima de 27,5% para o IRPF é baixa para os padrões internacionais, países com níveis de desenvolvimento equivalente ao Brasil cobram entre 30% e 40% para os rendimentos mais elevados, algo que vai atingir apenas os 5% mais ricos.

A sociedade precisa, além de serviços de qualidade, da garantia, ou pelo menos da expectativa, de que o governo não permanecerá na sua trajetória de arrecadador insaciável de recursos.

Lauro Chaves Neto

lchavesneto@uol.com.brPresidente do Conselho Regional de Economia, consultor, professor da Uece e doutor em Desenvolvimento Regional.

Secretário de Camilo comanda em Brasília encontro sobre Sistema Único da Assistência Social

O secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado, Josbertini Clementino, está presidindo, nesta terça-feira, em Brasília, o III Encontro Nacional do Fórum Nacional dos Secretários (as) de Estado da Assistência Social.

O encontro reúne os secretário de todos os estados brasileiros e conta ainda com a presença do ministro do Desenvolvimento Social, Omar Terra.

O tema principal do fórum é o planejamento das ações da assistência social diante do novo cenário econômico e o fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social (Suas). O encontro se encerra nesta quarta-feira quando sera eleita a nova diretoria do fórum.

Justiça mantém cassação do mandato do ex-jogador Jardel

Os desembargadores do Órgão Especial (OE) do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, em sessão realizada nessa segunda-feira, mantiveram a cassação e negaram os pedidos do ex-deputado Mário Jardel para que o processo administrativo disciplinar contra ele fosse anulado. O ex-deputado requereu nulidade de todos os atos já formulados no ano passado quando do andamento do processo de cassação. Entre eles, a anulação do Processo Administrativo Disciplinar (PAD), o direito ao interrogatório, entre outros.

Na ocasião, a decisão do OE determinava a oportunização do interrogatório do então Deputado Estadual antes do encaminhamento do PAD à Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul como pressuposto para a validade do procedimento e da eventual cassação. A informação é do site do TJ gaúcho.

Decisão

Segundo a desembargadora relatora do processo, Catarina Rita Krieger Martins, a Mesa Diretora da Assembleia acatou e cumpriu a contento com o que havia sido determinado pela Justiça, tendo oportunizado a realização do interrogatório de Jardel após o término de sua licença para tratamento de saúde e antes de dar continuidade aos demais atos processuais e à decisão pela cassação do mandato.

A magistrada também destacou que foram realizadas, no mínimo, 19 tentativas de intimação do então deputado estadual, tanto em seu endereço residencial quanto em seu gabinete parlamentar, todas infrutíferas e certificadas nos autos do PAD. Além disso, houve a publicação de edital de intimação, por parte da Assembleia Legislativa, em grandes jornais de circulação do RS e de Fortaleza convocando para o depoimento no PAD.

Assim, a magistrada manteve o conteúdo da decisão liminar, já anteriormente determinada pelo Órgão Especial do TJRS, afirmando não haver nenhuma irregularidade na tramitação do PAD e cassação do mandato.

Na decisão, também ficou determinada multa por litigância de má-fé (hipótese em que alguém se utiliza do processo a fim de obter vantagem ilícita, tumultua os atos processuais, provoca incidentes infundados ou altera intencionalmente a verdade dos fatos) no valor de 10 salários mínimos. O voto foi acompanhado pela maioria dos desembargadores do Órgão Especial.

Lula vai se encontrar com militantes após depoimento

Após prestar depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, nesta quarta-feira, em Curitiba, o ex-presidente Lula deverá sair da Justiça Federal rumo aos braços da companheirada que o esperará do lado de fora. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

Gilberto Carvalho, ex-ministro lulista, espalhou entre petistas a programação completa da Frente Brasil Popular, um conglomerado de movimentos de esquerda, para a terça e a quarta-feira na capital paranaense.

A previsão é que Lula se encontre com correligionários e militantes por volta das 18 horas, no Centro da cidade. O objetivo, lógico, é tentar transformar o depoimento em um mega-ato político.

Não faltará plateia. Um dos maiores fornecedores de militantes para o evento será o MST de Quedas do Iguaçu, que, segundo uma investigação da Polícia Civil, mantinha uma espécie de milícia na região. No ano passado, parte do líderes da entidade foi presa durante a Operação Castra.

José Guimarães: “Seria bom se (depoimento de Lula) pudesse ser transmitido ao vivo”

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=T5fbnZmKGqU[/embedyt]

O líder da minoria na Câmara dos Deputados, José Nobre Guimarães (PT), disse, nesta terça-feira, que aguarda com “normalidade” o depoimento de Lula ao juiz federal Sérgio Mora. Lula é alvo de cinco ações penais decorrentes da Operação Lava Jato.

O depoimento dele ocorrerá nesta quarta-feira, em Curitiba (PR), e, de acordo com o Guimarães, seria bom se pudesse ser transmitido ao vivo.

Sobre a proposta de reforma da Previdência do governo Temer, com votações previstas para esta terça e quarta-feira na comissão especial da Câmara, o parlamentar afirmou que deve ser aprovada. Mas lembrou que a grande batalha contra essa medida ocorrerá no plenário.

FGTS – Começa sexta-feira saque de contas inativas para nascidos em junho, julho e agosto

Começa na próxima sexta-feira (12) o pagamento das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para trabalhadores nascidos nos meses de junho, julho e agosto. Com o novo lote, 7,6 milhões de pessoas estarão aptas a sacar quase R$ 11 bilhões e terão parte do fim de semana para comparecer à Caixa Econômica Federal, que funcionará em regime de plantão.

Ontem (8), o banco divulgou um balanço dos valores que já foram pagos. Até a semana passada, R$ 16,6 bilhões foram resgatados por cerca de 10,6 milhões de cidadãos desde o início do calendário, no dia 10 de março. Ao todo, 30,2 milhões de trabalhadores devem resgatar pouco mais de R$ 43 bilhões, segundo estimativas do governo.

Os R$ 10,8 bilhões disponíveis no terceiro lote equivalem a 25% dos recursos disponíveis para pagamentos de todos os lotes. Além de atendimento exclusivo para as contas inativas neste sábado (13), as unidades da Caixa vão abrir mais cedo na sexta, na próxima segunda (15) e terça-feira (16).

Para as agências que já abrem rotineiramente às 9h, o atendimento será das 8h até uma hora a mais do que o normal. As demais cidades vão contar com bancos abertos duas horas mais cedo nesses três dias. No sábado, 2.100 agências do banco funcionarão em regime de plantão, das 9 às 15 horas, para saques, solução de dúvidas e demais providências, como emissão da senha do Cartão do Cidadão.

Nem todo mundo, porém, é obrigado a comparecer a uma agência da Caixa para receber os recursos. Pouco mais de 3 milhões de pessoas terão os valores depositados automaticamente em suas contas da Caixa. Os trabalhadores que têm o Cartão do Cidadão e até R$ 3 mil a receber poderão ter acesso aos valores também por meio de lotéricas, caixas eletrônicos e correspondentes Caixa Aqui.

Para o trabalhador que for resgatar contas com saldos superiores a R$ 3 mil, é recomendado que compareça ao banco portando documento de identificação, Carteira de Trabalho ou alguma comprovação de rescisão do contrato. Para os valores acima de R$ 10 mil, é obrigatória a apresentação desses documentos.

Quem pode sacar

Pode fazer o saque quem teve contratos de trabalho encerrados até 31 de dezembro de 2015. O pagamento das 49,6 milhões de contas inativas tem seguido um calendário específico, que leva em conta o mês de aniversário do trabalhador. No mês que vem, poderão fazer o saque os nascidos em setembro, outubro e novembro. O mesmo ocorrerá a partir de julho, quando poderá sacar quem nasceu em dezembro.

Independentemente das próximas datas e dos lotes anteriores, a data limite para saque de todos os trabalhadores é 31 de julho, de acordo com a Caixa.

Direito ao saque

O trabalhador que ainda não sabe se tem dinheiro a receber pode acessar o site sobre as contas inativas. Lá, ele pode verificar o valor a receber, a data do saque e os canais disponíveis para pagamento.

(Agência Brasil)

Orquestra Sinfônica da Uece acompanhará tenor José Carreras durante show em Fortaleza

208 1

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=xhR0ATJjfwo[/embedyt]

A Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará (Osuece), que tem a direção do maestro Alfredo Barros, vai acompanhar o tenor espanhol José Carreras no show que ele fará, no próximo dia 27, a partir das 22 horas, no Centro de Eventos.

Sob a regência do maestro David Gimenez, esta apresentação encerra a turnê A Life in Music, anunciada pelo tenor como a última de sua carreira. Antes de Fortaleza, José Carreras se apresentará em São Paulo (dias 19 e 21) e Rio (dia 24).

Caberá ao maestro Alfredo Barros preparar até lá a orquestra que, por sinal, prova ter músicos e repertório de qualidade. Já pensou se tivesse mais apoio oficial?