Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Seduc lança edital de mestrado para professores da rede estadual

A Secretaria da Educação do Ceará, em parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), lançou, nesta terça-feira (2), o edital para uma turma exclusiva no curso de Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública. O processo de seleção ofertará 35 vagas para os professores efetivos e detentores de função da rede pública estadual de ensino, que terão a pós-graduação financiada nos termos da Lei n° 16.157 de 26 de dezembro de 2016.

Esta é a segunda pós-graduação ofertada para os professores da rede estadual. No início do ano, foi lançado um edital com 30 vagas para o Mestrado Profissional em Planejamento e Políticas Públicas (Específica para Tecnologia Social – Seduc) da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

O processo seletivo será realizado até as 12 horas do dia 15 de maio, através do site www.mestrado.caedufjf.net. Ao acessar a página, o candidato deverá ler atentamente todas as informações, preencher todos os dados solicitados e finalizar a inscrição, por meio do formulário eletrônico.

A seleção se fará mediante provas de avaliação de competências e conhecimento e atendimento aos requisitos mínimos do edital. Serão realizadas provas objetivas e dissertativas no dia 11 de junho. Além disso, haverá validação do vínculo dos candidatos pelas contratantes. A lista final com os aprovados no processo seletivo 2017 será divulgada a partir do dia 14 de julho. O início das aulas será em 24 de julho.

Mestrado

O Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública tem duração de dois anos, com atividades realizadas em bases modulares, totalizando 50 créditos, que incluem disciplinas obrigatórias, eletivas e defesa da dissertação.

As atividades acontecem em módulos presenciais, previstos para janeiro e julho, e módulos online, oferecidos de março a junho e de agosto a novembro, com duração de 24 meses.

SERVIÇO

*Confira o edital clicando goo.gl/lR4Oh2

Comissão do Senado ouvirá secretário da Receita Federal

O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, vai apresentar aos senadores da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) um diagnóstico sobre os grandes problemas do Sistema Tributário Brasileiro.

A audiência pública está marcada para a próxima terça-feira (9) e será a primeira de uma série sobre o assunto com ministros e autoridades da área econômica, empresários e estudiosos.

O presidente da Comissão, senador Tasso Jeiressati (PSDB–CE), destacou a importância do debate, que também vai contar com os economistas Bernardo Apy e José Roberto Afonso.

(Agência Senado)

Balança comercial tem maior desempenho em abril desde 1989

A balança comercial brasileira teve superávit de US$ 6,969 bilhões em abril. Trata-se do melhor resultado para o mês desde o início da série histórica do governo, em 1989. O saldo positivo supera o recorde de abril de 2016, quando a balança ficou positiva em US$ 4,862 bilhões.

Os dados foram divulgados hoje (2) pelo Ministério do Desenvolvimento, Comércio Exterior e Serviços. De janeiro a abril deste ano, a balança acumula superávit de US$ 21,387 bilhões. O valor também é o maior da história, superando o recorde de US$ 13,2 bilhões registrado de janeiro a abril de 2016.

A balança comercial tem superávit quando as exportações –  vendas do Brasil para parceiros de negócios no exterior – superam as importações, que são as compras do país também no exterior.

No mês de abril, as exportações brasileiras ficaram em US$ 17,686 bilhões, superando os US$ 10,717 bilhões em importações. As exportações cresceram 27,8% em relação a abril de 2016, segundo o critério da média diária, que leva em conta o valor negociado por dia útil. Ante março deste ano, houve alta de 12,5%.

As importações, por sua vez, cresceram 13,3% na comparação com abril do ano passado e subiram 5,8% em relação a março deste ano, também segundo o critério da média diária.

Destaques

Altas de preços impulsionaram as exportações, principalmente de itens básicos e semimanufaturados que cresceram 29,2% e 27,5% ante abril de 2016. Entre os básicos, foram destaque as vendas de minério de ferro (alta de 87,6% na comparação com abril de 2016), petróleo bruto (58,6%), minério de cobre (50,9%), carne suína (34,4%), soja em grão (24,2%) e farelo de soja (15,5%).

Nos semimanufaturados, produtos como óleo de soja (alta de 173,9%), de ferro e aço (55,5%), ferro fundido (46,1%) e açúcar bruto (44,4%) se destacaram. Entre os manufaturados, cujas vendas aumentaram 25,7% ante abril do ano passado, cresceu a exportação de itens como açúcar refinado (139,1%) e veículos de carga (123,3%).

Nas importações, cresceu a compra de combustíveis e lubrificantes (28,5%), bens intermediários (16,5%) e bens de consumo (6,3%). Por outro lado, caiu a aquisição de bens de capital (-5,9%).

(Agência Brasil)

Revendedora é condenada a pagar indenização por vender carro com defeito para cliente

A Vouga Veículos e Peças foi condenada a pagar R$ 8 mil de indenização por danos morais após ter vendido carro com defeito para cliente. A decisão é do juiz Benedito Helder Afonso Ibiapina, titular da 16ª Vara Cível de Fortaleza. “É inegável que o consumidor que faz um financiamento bancário para aquisição de um veículo, ainda que usado, e recebeu esse bem destoante da expectativa que lhe foi gerada pelo revendedor, sofreu dano moral, sendo certo que a frustração e os transtornos sofridos pelo autor na tentativa de fazer valer o investimento que fez e sanar os defeitos do veículo são indubitavelmente passíveis de reparação”, destacou. A informação está no site do TJCE.

Segundo o processo (nº 0001564-71.2011.8.06.0006), em janeiro de 2011, o consumidor comprou o carro (ano 2007/2008) pagando R$ 15.500,00. Relatou que, desde o recebimento do automóvel, este apresentou problemas no motor e na suspensão. Por isso, o levou várias vezes para a revendedora, sem que os defeitos fossem solucionados.

Em abril de 2011, a questão foi levada ao Procon Fortaleza, mas as partes não chegaram a um acordo. Por isso, ele ajuizou ação requerendo a condenação da empresa por danos materiais e morais. Alegou ser o carro seu meio de locomoção e a frustração pela qual passou.

Na contestação, a concessionária argumentou que o cliente não comprovou os fatos constitutivos do seu direito, que não existe ação ou omissão capazes de ter causado danos materiais ao autor, enfatizando que tal pretensão não pode prosperar porque o consumidor queria receber o dinheiro pago pelo veículo e ainda ficar com o bem. Além disso, sustentou não ter sido comprovado que a honra, a dignidade, a intimidade ou qualquer outro direito de personalidade do autor tenham sido atingidos pelos problemas do automóvel.

Quanto aos danos materiais, o magistrado considerou o pedido improcedente, “pois somente o autor poderia provar a ocorrência dos aludidos danos e não consta dos autos essa comprovação”. Desta forma, entendeu não ser razoável que a empresa restituísse o valor do automóvel, uma vez que o cliente tem a posse e vem usufruindo dele desde 2011. “Somente o autor poderia juntar os documentos comprobatórios do que gastou com o veículo em razão dos defeitos existentes no mesmo por ocasião da aquisição, não podendo esse prejuízo ser presumido ou o ônus de prová-lo ser atribuído à requerida”, justificou.

Projeto da Secretaria do Meio Ambiente do Ceará é finalista no Prêmio Nacional da Biodiversidade

Artur Bruno, titular da SEMA, é só felicidade.

O projeto de limpeza e desobstrução do rio Cocó pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado (SEMA) é finalista do Prêmio Nacional de Biodiversidade. A Comissão Julgadora divulgou o resultado no último dia 24/4 e selecionou os 17 trabalhos finalistas para a segunda edição do evento. A premiação foi instituída pela Portaria do Ministério do Meio Ambiente (MMA) número 188, de maio de 2014. A SEMA está entre os dois finalistas na categoria “Órgão Público”.

O prêmio tem como objetivo reconhecer as atividades e projetos do setor público, privado, organizações sociais e profissionais, que se destacam pela contribuição à melhoria do estado de conservação das espécies da biodiversidade brasileira. “Para nós é uma alegria. A limpeza do Cocó já está na sua quarta fase e já conseguimos devolver a navegabilidade do rio, retirando mais de duas toneladas de resíduos. É preciso que a sociedade cearense se engaje nesta luta e vote em nosso projeto, entrando no site do prêmio”, solicitou Artur Bruno, titular da SEMA.

As iniciativas finalistas também concorrerão ao prêmio especial Júri Popular. O vencedor será eleito por meio de votação eletrônica, que começa na terça-feira (02/05), no endereço www.mma.gov.br/biodiversidade/premionacionaldabiodiversidade. A ação de limpeza teve início na Av. Engenheiro Santana Júnior até a Av. Murilo Borges, seguindo pelo canal do São João do Tauape, desde a Av. Raul Barbosa até a BR-116. O trabalho permitiu a navegabilidade de mais de 9km do rio, em trechos que estavam inacessíveis há mais de 20 anos. A limpeza está sendo fundamental para o resgate de parte do ecossistema local.

A cerimônia de entrega do prêmio ocorrerá em Brasília, no dia 22 de maio, data em que se comemora o Dia Internacional da Biodiversidade. Na ocasião, serão divulgados os vencedores de cada categoria – sociedade civil, empresas, academia, órgãos públicos, imprensa e Ministério do Meio Ambiente.

Todos os 17 finalistas receberão um certificado e uma viagem a Brasília para participar da solenidade. Os vencedores ganharão o troféu do II Prêmio Nacional de Biodiversidade, feito pelo artista plástico Darlan Rosa, em reconhecimento às ações em prol da biodiversidade. Segundo o diretor do Departamento de Conservação e Manejo de Espécies do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Ugo Vercillo, o prêmio também tem como finalidade chamar a atenção da sociedade brasileira para os projetos, programas e iniciativas que tem levado à melhoria do estado da conservação das espécies.

(Com Site do ICMBIO).

STF manda soltar José Dirceu

José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil, preso preventivamente há 1 ano e 8 meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, teve liberdade concedida pelos ministros da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira.

Por maioria, os ministros entenderam que, como ainda não houve julgamento final do caso, a prisão te temporária deve ser substituída por medidas cautelares alternativas – monitoramento por tornozeleira eletrônica, por exemplo.

O placar do julgamento foi de 3 a 2. Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes votaram pela soltura do ex-ministro. Já Celso de Mello seguiu o relator da Lava-Jato, ministro Edson Fachin, que votou pela manutenção da detenção, alegando perigo à ordem pública. A informação é do site Valor Econômico.

Governador anuncia concurso para 300 vagas de nível médio e superior no Detran

Vem aí concurso público para o Detran do Ceará. O anunciou foi feito nesta terça-feira pelo governador Camilo Santana (PT), durante bate-apo semanal com internautas por meio de sua página no Facebook. Segundo adiantou, serão ofertadas 300 vagas.

O Detran do Ceará não realiza concurso desde 2006. Serão vagas para os cargos de agente de trânsito, agente administrativo, fiscal de transportes e engenheiro de trânsito. Ou seja, vagas para nível médio e superior.

A lei criando os 300 cargos já foi aprovada pela Assembleia Legislativa, bem como o Plano de Cargos e Carreiras do Detran.

O edital, segundo o superintendente do Detran, Igor Pontes, será lançado no segundo semestre.

Leônidas Cristino homenageia na Câmara dos Deputados a memória de Belchior

328 2
O deputado federal Leônidas Cristino (PDT) prestou homenagem à memória do cantor e poeta sobralense Belchior, sepultado nesta terça-feira, no Cemitério Parque da Paz, em Fortaleza. “Belchior teve o reconhecimento da mídia e suas canções foram gravadas por grandes nomes da Música Popular Brasileira como Elis Regina, numa interpretação magistral de  “Como Nossos Pais” e “Velha Roupa Colorida”, Ney Matogrosso, Erasmo e Roberto Carlos, Emílio Santiago e tantos outros”, destacou.
Leônidas Cristino observou que, com o seu talento ímpar, Belchior ocupou a cena artística numa afirmação de crítica ao movimento tropicalista dos baianos Gilberto Gil e Caetano Veloso. Com a ruptura, abriu espaço para o Pessoal do Ceará (Fagner, Ednardo, Rodger, Téti e Amelinha).
“Num momento trágico da história do Brasil, o país acorda para contemplar o legado deste artista, que seduz as novas gerações”, afirmou o parlamentar. Segundo Leônidas, o cantor Belchior rompeu com as grandes gravadoras numa tentativa de produção independente, sem o sucesso esperado.
“Qual um Don Quixote, enfrentou os moinhos de vento do sistema capitalista. Nos últimos anos, Belchior se impôs a uma reclusão quase clandestina, num processo de fuga do qual pouco se sabe e não nos cabe julgar”, complementou o deputado.
Disse ainda o parlamentar pedetista que “o governador do Ceará, Camilo Santana, e o prefeito de Sobral, Ivo Gomes, deram o merecido apoio para uma despedida à altura do valor deste grande cearense”. Lembrou frase de Ciro Gomes sobre o legado do poeta: “O que projeta um homem para imortalidade é o seu verso. E eu não tenho a menor dúvida de que ele conseguiu isso por meio de sua obra”.

Itaipava é acusada de ocultar US$ 70 milhões no Caribe

A Operação Lava Jato investiga o destino de US$ 70 milhões atribuídos aos donos da cervejaria Itaipava em uma conta nas pequenas ilhas de Antígua e Barbuda, no Caribe. Segundo o delator Olívio Rodrigues Júnior, que abria e controlava contas secretas da Odebrecht, o dinheiro foi usado para comprar imóveis no paraíso caribenho.

Olívio, como é conhecido, afirmou que o valor estava escondido em nome da offshore Legacy International, no banco Antigua Overseas Bank (AOB). “Eles, da Cervejaria Itaipava, têm hoje a quantia de US$ 70 milhões, ou US$ 60 (milhões), ou US$ 80 (milhões), não sei especificar o valor, em imóveis dentro da ilha, representado por esses títulos”, afirmou Olívio em delação premiada fechada em dezembro com a Procuradoria-Geral da República.

O objetivo da operação de compra de imóveis, segundo Olívio, era apagar rastros dos pagamentos para políticos e agentes públicos feitos pela Itaipava, em parceria com a Odebrecht, via conta secreta em nome da offshore.

Na época, um contador e os proprietários do Grupo Petrópolis – dona da Itaipava -, Walter Faria, e seu sobrinho Vanuê Faria, tinham sido alvo de uma investigação da Polícia Federal, no Brasil – a Operação Avalanche, em 2008.

A conta Legacy recebeu US$ 99 milhões de dinheiro ilícito da Odebrecht, em 2007 e 2008, como compensações pela venda de reais não contabilizados da cervejaria no Brasil, apontou a delação da Odebrecht.

Em nota, os donos da Itaipava negaram relação com a conta e afirmaram que todas as suas transações estão registradas.

(Com O Estado de S. Paulo)

Justiça Federal estipula fiança de R$ 52 milhões para Eike Batista continuar em prisão domiciliar

O empresário Eike Batista terá de pagar uma fiança no valor de R$ 52 milhões para ter direito a continuar em prisão domiciliar. A decisão foi anunciada hoje (2) pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Em sua decisão, Bretas relaciona o caso de Eike a de outro implicado na Operação Lava Jato, Flávio Godinho. Tido como braço direito do empresário, Godinho teve R$ 52 milhões em bens bloqueados.
O juiz relata que na conta corrente de Eike havia pouco mais de R$ 158 mil, o que, na visão do magistrado, poderia significar ocultação de bens.

“Assim, entendo necessária a decretação de medida cautelar adicional e fixo para o acusado Eike Fuhrken Batista a fiança de R$ 52 milhões, a qual, ao lado das medidas cautelares anteriormente fixadas, substituirá a prisão preventiva inicial. Intime-se pessoalmente o acusado para efetuar, em cinco dias úteis, o recolhimento da fiança arbitrada, certo de que o descumprimento deste prazo, assim como de qualquer das medidas cautelares a que está submetido, acarretará o restabelecimento da prisão preventiva inicialmente decretada”, escreveu Bretas em sua decisão.

Eike está em prisão domiciliar desde a última sexta-feira (28), por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes.

(Agência Brasil)

Dona de cão morto por outros cachorros tem direito a indenização

A dona de um cão morto por outros cachorros tem o direito de ser indenizada. É o que definiu a 24ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, que condenou donos de cães que atacaram e mataram um poodle a indenizar a dona do animal. O montante foi fixado em R$ 7 mil por danos morais e R$ 1,6 mil por danos materiais. A informação é da assessoria de imprensa do TJ de ão Paulo.

A autora conta que seu marido passeava com o cão quando dois animais de grande porte escaparam da casa em que se encontravam e atacaram o cachorro menor. A outra parte alega que o ocorrido foi uma fatalidade, o que ensejaria um valor menor de indenização.

“Não se ignora o fato de a morte trágica de um animal de estimação, ainda mais nas circunstâncias noticiadas nestes autos, poder causar profundo abalo psíquico não apenas aos seus donos, mas também àqueles que compartilhavam mais intimamente de sua companhia”, escreveu em seu voto a relatora do recurso, desembargadora Jonize Sacchi de Oliveira. Os desembargadores Denise Andréa Martins Retamero e Salles Vieira participaram do julgamento. A votação foi unânime.

Beach Park abre seleção para empregos

299 2

O Complexo Turístico Beach Park está com vagas abertas para a Alta Estação. São ofertadas vagas temporárias para Alta Estação e também cargos definitivos, com oportunidades para mais de 20 modalidades.

Podem se candidatar interessados em pleitear as vagas de Consultor (a) de Turismo (Jr); Copeira; Promotor de Marketing; Recepcionista; Recreadora; Atendente; Auxiliar de Cozinha; Barman; Commins; Camareira; Roupeiro; Recepcionista Bíligue; Hostess, Garçom; Monitor (a) de Esporte e Lazer; Mensageiro; Analista Contábil Jr.; Auxiliar Administrativo; Auxiliar de Serviços Gerais; Nutricionista; Supervisor de Infraestrutura; Supervisor de Segurança; e Maitre.

SERVIÇO

*Mais informações sobre as vagas e como se cadastrar para concorrê-las podem ser encontrados no site www.beachpark.com.br/oportunidades.

 

Ceará vai marcar presença na Feira de Móveis de Pernambuco

O Ceará deve participar com caravana da Feira Nacional de Móveis para a Região Norte/Nordeste (Movexpo 2017), que será realizada de 23 a 26 deste mês, no Centro de Convenções do recife (PE). A Movexpo ocorre a cada dois anos e é uma realização do Sindicato das Indústrias de Móveis de Pernambuco.

O evento vai reunir em um só lugar as principais marcas de móveis do Brasil, que vão apresentar novidades e lançamentos em produtos e serviços. Cerca de 150 expositores deverão participar da feira, que ocupará uma área de 25 mil quadrados e deve receber cerca de 20 mil profissionais qualificados.

SERVIÇO

*Interessados em se credenciar para a Movexpo, só acessar o site oficial da feira (www.movexpo.com.br) e clicar no link “Faça seu credenciamento gratuito”.

 

Reforma Trabalhista é desaprovada por 58% da população

Aprovada na Câmara dos Deputados, a reforma trabalhista do presidente Michel Temer, que segue para o Senado, é desaprovada por 58% da população. Apenas 7% são a favor das mudanças na CLT. Pelo menos é o que revela uma pesquisa realizada pelo instituto Ipsos.

O índice de rejeição é maior ainda entre os mais escolarizados – 64% dos entrevistados com curso superior são contrários à medida. A informação é da Veja Online.

A Reforma da Previdência e a Questão Fiscal

Com o título “Debate sobre a Previdência deve ir além da questão fiscal”, eis artigo dos professores Flávio Ataliba e Carlos Alneto Manso sobre tema dos mais políticos. Replicamos da Folha desta terça-feira. Confira:

O enfrentamento da questão fiscal é a principal motivação para a reforma da Previdência apresentada pelo governo: argumenta-se que, sem aporte contínuo de recursos, essa despesa se tornará insustentável.

Embora esse argumento esteja correto, havendo números consistentes para corroborá-lo, concentrar a discussão exclusivamente nesse ponto, negligenciando outros aspectos, pode gerar importantes efeitos adversos e comprometer melhorias quando do desenho da concessão de benefícios.

Assim, é preciso atenção a diversos fatores de risco, como as distorções geradas no mercado de trabalho, as quais contribuiriam para a elevação da evasão do sistema e da informalidade, capazes até de impedir ganhos futuros de produtividade.

Também são preocupantes os impactos negativos sobre a poupança agregada –por conseguinte, sobre crescimento econômico–, uma vez que a proposta exigirá níveis maiores de transferências de quem tem maior propensão a poupar para inativos, que poupam menos. Ademais, é necessário observar os efeitos sobre os incentivos à educação, dada a perda real de renda das famílias. Certamente, o complexo debate em torno da Previdência precisará de consistentes análises sobre esses e outros efeitos.

Dessa forma, mesmo com a aprovação da proposta do governo, de forma integral ou não, as discussões deverão continuar. Porém, será imprescindível que elas não se restrinjam à sustentabilidade fiscal do sistema.
Um melhor desenho previdenciário para o país deverá estar no centro das análises, e esse desafio não poderia ser maior, uma vez que diversos itens estão envolvidos. A concessão de benefícios não só influencia o padrão de vida das pessoas mais velhas mas também o bem-estar da população.

De uma forma geral, para os indivíduos e as famílias, o principal objetivo nesse sentido é estabelecer um padrão de consumo durante toda a vida e, eventualmente, servir como seguro, garantindo renda diante uma eventualidade.

Para o governo, por sua vez, a Previdência pode ser vista como um mecanismo de redistribuição de renda e um instrumento capaz de promover a eficiência e o crescimento econômico, especialmente por meio do melhor funcionamento no mercado de trabalho e de uma eficiente acumulação de ativos.

Relativamente aos sistemas previdenciários, eles podem ser classificados, em sua estrutura básica, como de repartição e capitalização. No primeiro caso, há transferência de renda, mediada pelo Estado, entre gerações de ativos e inativos; no segundo, o indivíduo forma sua própria poupança ao longo do ciclo laboral. Os efeitos na economia decorrem da preponderância de cada um desses sistemas e, logicamente, de seus riscos associados.

No Brasil, prevalecem os sistemas de repartição, porém deve ser mais bem avaliada a adoção de sistemas multipilares, nos quais se possa separar a parte previdenciária da assistencial, deixando mais claras suas fontes de financiamento. Outra possibilidade a ser considerada é a expansão do sistema capitalizado, pela sua importância para a formação de poupança de longo prazo.

Naturalmente, qualquer sugestão de reforma ao sistema previdenciário necessita ser acompanhada de correta mensuração dos impactos gerais e de ampla avaliação dos riscos envolvidos, e o objetivo principal deve ser sempre o fortalecimento do vínculo entre contribuições e benefícios. O debate atual precisa evoluir nessa direção.

*Flávio Atailba, professor e presidente do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) e Carlos manso, também professor.

SBPC – Encontro Regional será aberto no Crato

O titular da Secitece é o ex-senador Inácio Arruda (PCdoB).

Será aberta às 19 horas desta terça-feira, no Centro de Convenções do Cariri, no município do Crato, a Reunião Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Cerca de três participantes estão escritos no evento, que vai se estender até sábado na Universidade Regional do Cariri (URCA).

O encontro tem apoio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior e contará com autoridades e representantes das mais importantes instituições de fomento à pesquisa do Brasil. A Funcap firmará acordo de cooperação com a Capes na ocasião.

Com o tema “Território, Biodiversidade, Cultura, Ciência e Desenvolvimento”, a reunião da SBPC irá contar com 17 conferências que discutirão, entre outros temas, meio ambiente, políticas científicas, inovação e educação. Entre as conferências, discussões sobre “Por que o Cariri necessita e merece mais dados de satélites?”, Resíduos sólidos, gestão e planejamento ambiental em regiões metropolitanas”, “Tecnologias geradas pela Embrapa Semiárido”, “2017-2018: Biênio da matemática Brasil”, e “A situação da CT&I no Brasil”.

Uece reabre inscrições para Vestibular 2017.2

A Universidade Estadual do Ceará reabriu as inscrições para o Vestibular 2017.2 até o próximo dia 8, exclusivamente pela internet. Estão sendo oferecidas 1.642 vagas, das quais 1.239 são para os cursos de Fortaleza e 403 vagas para as Unidades da Uece no Interior do Estado, localizadas nos municípios de Quixadá, Limoeiro do Norte, Itapipoca, Iguatu e Crateús.

A taxa de inscrição no valor de R$ 130 poderá ser paga na rede bancária ou nos estabelecimentos por ela credenciados, através de boleto bancário emitido via internet, até o dia 8 de maio, com vencimento no dia 9. Ao candidato será atribuída total responsabilidade pelo correto preenchimento dos campos da ficha eletrônica de inscrição e do boleto bancário.

As provas da 1ª Fase do certame serão aplicadas no dia 11 de junho (domingo), das 9 às 13 horas, com uma Prova de Conhecimentos Gerais de múltipla escolha: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Geografia, História, Matemática, Física, Química e Biologia.  A 2ª Fase acontecerá nos dias 02 e 03 de julho, respectivamente (domingo e segunda-feira), com a realização de quatro Provas: uma de Redação e três Específicas, de acordo com o curso de opção do candidato.

SERVIÇO

*Veja o comunicado e o novo cronograma.

*Mais informações – 85 3101.9710 ou 3101.9711.

Ignácio de Loyola Brandão destacou a Bienal do Ceará

Com o título “Cada pessoa, um livro. O mundo, uma biblioteca”, eis artigo de Ignácio de Loyola Brandão, escritor e colunista da Folha. Ele escreveu sobre a Bienal Internacional do Livro do Ceará, destacando como bom exemplo a Bienal Fora da Bienal. Confira:

Literatura te tira do tiro da rua e te tira do tiro da viatura, frase em muros de Fortaleza

No fim da tarde de sábado passado, a van que me levava para Cuca Jangurussu, extrema periferia de Fortaleza, passou pela Vila do Mar, Pirambu, onde presenciei Daniel Galera sendo “batizado” – ou seja, enfiado no mar – pelos surfistas e jovens leitores ao terminar sua apresentação de literatura para uma plateia inteira dentro da água. “Entrar no mar para conversar sobre literatura foi a experiência vivida pelo escritor em programação da Bienal Fora da Bienal. Galera conversou com surfistas e nadadores no Pirambu sobre a relação entre o mar e a literatura”, escreveu a repórter Maria Parente no jornal O Povo, em matéria de grande destaque. Livros e escritores foram as estrelas aqui por 10 dias.

Hora e meia depois, contornando toda a cidade por avenidas marginais, cheguei a Jangurussu (a palavra significa enxame de abelhas) e fiquei assombrado ao penetrar nos equipamentos do Cuca, Centro Urbano de Cultura, Arte, Ciência e Esportes. A noite tinha caído e um cheiro forte de vegetação dominava a atmosfera. Em um campo de areia, dois times disputavam futebol social. Outro grupo esperava a vez. Há dias, disse meu guia Daniel Mamede, diretor de Promoção de Direitos no Instituto Cuca, que você passa aqui às 3 da manhã e tem garoto jogando. Assim, fogem das ruas. Na quadra do ginásio de esportes, surdos-mudos treinavam futsal. Na concha acústica, a garotada disputava um campeonato de xadrez. Os degraus da arquibancada, pichados ou com grafites. De instante a instante, damos com frases pelos muros, as mais recorrentes assinadas por Remido: Literatura te tira do tiro da rua. E Literatura te tira do tiro da viatura.

Os degraus e as paredes são nossas páginas de livros, me disse Mamede. Logo à frente, uma frase que nosso prefeito Doria, rei da selfie, adoraria apagar: No país onde roubar é arte, pichar é crime. Difícil imaginar que esse bairro, criado em cima de um lixão insalubre, atmosfera infecta, de onde a população tirava o sustento, era dos mais violentos e atrasados do Brasil. Nascer ali, era crescer para a marginalidade, avançar para a morte precoce. Em 2015, 292 adolescentes foram mortos na cidade. Hoje, o lixão sumiu, os jovens estão deixando de ser “mulas” de traficantes, a busca por aprendizado é a determinante. Esporte, arte, literatura e projetos sociais estão alterando o panorama.

A Rede Cuca é formada por gigantescos equipamentos montados pela prefeitura de Fortaleza. Criados numa gestão, tiveram continuidade na seguinte, mesmo sendo o eleito da oposição. Isso é governar. Isso é ser gestor. Neles, há atendimento psicossocial, encontros com escritores, aulas de artes cênicas, economia criativa, audiovisual, informática básica, teatro, fotojornalismo, dança, fotografia, música, canto, animação, línguas, basquete, vôlei, futebol de areia, jiu-jítsu, capoeira, projetos de educação integral e inclusiva. Frequentadíssimos, os Cucas não param, agitam o tempo todo, promovem, ensinam, são “clubes” sem carteirinha, sem crachás nem catracas na entrada. Os Fóruns de Jovens determinam a política do que e como fazer. Ali, estive por quase três horas e falei sobre livros e literatura. O que é tudo isso? A Bienal Fora da Bienal, segmento da Bienal Internacional do Livro do Ceará, em sua 12.ª edição. Brilhante ideia, nascida há cerca de uns oito anos.

A Bienal em si não existe apenas dentro do gigantesco Centro de Convenções da cidade, que teve todos os seus espaços ocupados por palestras e debates durante dez dias. Foram cerca de 150 escritores de variados calibres se revezando com mestres do saber, oficineiros, músicos, repentistas, turma do cordel, bandas, danças, vídeo, teatro, o que, no balanço de público, deu mais de 600 mil visitantes, todos os dias entre 9 da manhã e 10 da noite. E houve no meio enorme problema com ônibus sendo incendiados em guerra de facções, assustando a população.

A Bienal Fora da Bienal tem sido a fórmula bem-sucedida para incluir, envolver a cidade e as cidades próximas na questão livro, formação de leitor. Está aí a sugestão para a FLIP, que tem sofrido críticas por conservar a comunidade de Paraty “fora” do evento. Além de Galera falando no ar e dos meus encontros no Cuca, tivemos Walter Hugo Mãe maravilhado ao visitar aldeias indígenas. O ator Gero Camilo foi à Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes, em Aquiraz, antiga capital do Estado. Posso dizer que essa Bienal esteve ligada à recente Correntes d’Escritas da Póvoa de Varzim, Portugal. Vieram direto para cá Tony Tcheka e Manuel Casqueiro, de Guiné-Bissau, Rosalina Tavares, de Cabo Verde, Carlos Subuhana, de Moçambique, e Ondjaki, de Angola, que se reuniram na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Unilab, para discutir oralidades escritas em língua portuguesa. Agito por todos os lados, de todos os tipos.

Nesse momento de crise, em que a cultura tem sido sufocada por cortes de orçamentos em todas as esferas, o Ceará dá a demonstração de que o livro é fundamental e por intermédio dele podemos nos desenvolver. Por aqui e outros lugares trocam-se inutilmente secretários, estaduais e municipais, e se paralisa tudo ao sabor de ambições políticas.

Razão tem Affonso Romano de Sant’Anna ao comparar a Bienal do Ceará com a Feira do Livro de Frankfurt, a famosa Buchmesse, em sua grandiosidade. Acrescento a de Guadalajara, no México.

O caderno de programação tinha 60 páginas, cada uma listando 20 acontecimentos. Agora, a cada lugar onde irei, vou usar a camiseta da Bienal com o tema deste ano: Cada Pessoa, um livro. O mundo, uma biblioteca.

Lembrete: Rita Gullo e eu voltamos com o show Solidão no Fundo da Agulha 2, com novas histórias e músicas. Às 20 horas de segunda-feira, no Teatro Sérgio Cardoso, Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista.

*Ignácio de Loyola Brandão.

Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Mulher repudia agressão praticada por policial militar

A deputada estadual Fernanda Pessoa (PR), que preside a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa do Ceará, manda nota para o Blog. O organismo repudia agressão praticada por capitão da PM contra uma mulher no calçadão da Beira Mar, em Fortaleza. Confira:

Nota de repúdio

A Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Mulheres manifesta repudio ao ato de agressão desferido pelo capitão do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) , na noite do último domingo (30\04). Pelo vídeo que circula nas redes sociais e nos meios de comunicação de Fortaleza, é nítido o ato de truculência.

Não podemos tolerar em nossa sociedade atitudes violentas à uma cidadã que apenas informava uma ocorrência de furto. Policiais militares estão a serviço da população, sua função é o de cuidar, amparar e promover a cidadania. Não podemos permitir que profissionais que estão para cuidar da população desrespeite o cidadão, desrespeite a mulher e aja de forma truculenta.

Repudiamos atos de violência e esperamos uma apuração com isenção e que excessos nas condutas de policiais militares sejam coibidos e o respeito ao ser humano seja garantido. Pedimos que a justiça seja feita e o policial seja justamente responsabilizado. Vamos acompanhar o caso.

*Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Mulheres.

Veja o vídeo do caso:

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=J0p5nlmi6Qg[/embedyt]

No Rio, oito veículos incendiados em ataques criminosos

Pelo menos oito veículos foram incendiados na manhã de hoje (2) em vários pontos da cidade. Três ônibus foram queimados por criminosos na rodovia Rio-Petrópolis (BR-040), altura de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Mais dois ônibus foram incendiados na Avenida Brasil, altura de Cordovil, sendo um na pista lateral em direção à zona oeste. Um caminhão foi queimado na pista central, também da Avenida Brasil, em direção à região central da cidade. Mais um ônibus foi totalmente destruído na Avenida Paris, altura da Praça das Nações, em Bonsucesso e o outro na Rua Itabira, no mesmo bairro. Também foi queimado um ônibus na Rua Bulhões Marcial, em Cordovil.

Devido à ação dos criminosos, a Polícia Militar interditou a rodovia Rio-Juiz de Fora, a pista lateral da Avenida Brasil nos dois sentidos, altura de Parada de Lucas, além da interdição total da Linha Vermelha, via expressa que liga a Baixada Fluminense à zona norte do Rio. Outro trecho interditado é a Rua Bulhões Marcial, em Cordovil, subúrbio da cidade. Mais de 3 mil crianças da rede municipal de ensino estão sem aula, em Cordovil, por medida de segurança.

Em nota, a Polícia Militar informou que foi acionada, nesta terça-feira (2), em razão de um intenso confronto entre criminosos na Cidade Alta, em Cordovil, zona norte do Rio. Na ação atuam policiais militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do 16° Batalhão de Polícia Miltar (BPM de Olaria) e do 22°BPM (Maré). Já o Batalhão de Ações com Cães está em Parada de Lucas.

O Batalhão de Policiamento em Vias Expressas, o Batalhão de Polícia de Choque, além do Grupamento Aeromóvel foram acionados em razão de ações criminosas contra coletivos na Avenida Brasil e na Rodovia Washington Luis (BR-040), onde ônibus foram incendiados.

Até o momento, 26 pessoas foram presas e 17 fuzis apreendidos.

(Agência Brasil)