Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Temer cria comitê para articular proteção à primeira infância

Decreto presidencial publicado no Diário Oficial da União de hoje (8) institui o Comitê Intersetorial de Políticas Públicas para a Primeira Infância. O comitê ficará responsável pela articulação das ações do governo destinadas à proteção e à promoção dos direitos da criança durante seus primeiros anos de vida. A secretaria executiva do comitê ficará a cargo do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, cabendo a ele prestar o apoio administrativo e disponibilizar os meios necessários à execução das atividades.

Além de articular as ações setoriais com vistas ao atendimento integral e integrado da criança na primeira infância, o comitê terá, como atribuições, as de fazer acompanhamento das execuções das políticas destinadas a esse público; de atuar em regime de colaboração com unidades federativas e municípios para o “pleno atendimento dos direitos da criança na primeira infância”; bem como “promover o desenvolvimento integral, a prevenção e a proteção contra toda forma de violência contra a criança”.

O comitê será composto também por representantes da Casa Civil; dos ministérios da Educação, da Cultura, da Saúde, do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e dos Direitos Humanos, além do Desenvolvimento Social e Agrário. Também será composto por representantes da sociedade civil indicados pelos conselhos nacionais dos Direitos da Criança e do Adolescente, de Saúde, de Assistência Social, de Educação e pelo Conselho Nacional de Política Cultural.

(Agência Brasil)

Mulher – Fortaleza do hoje e do amanhã

Com o título “Mulher: Fortaleza do hoje e do amanhã”, eis artigo de Carol Bezerra, primeira-dama de Fortaleza. Ela destaca o papel das mulheres que, a cada dia, vem se ampliando na sociedade e destaca ações da gestão da Capital. Confira:

É cada vez mais evidente a centralidade do papel que a mulher conquista em Fortaleza, no Ceará e em todo o País, como ocorre em outras partes do mundo. Somos, não apenas maioria, como diz o Censo do IBGE, mas protagonistas de nosso próprio destino e responsáveis por um papel fundamental à frente de nossas famílias e na sociedade.

Herdamos de nossas mães e avós um legado de conquistas na igualdade de direitos e temos a responsabilidade de avançar em nossos dias. Para além de desempenhar, com o maior amor do mundo, a maternidade, somos companheiras e irmãs, com o dever de contribuir na construção de uma sociedade mais justa e inclusiva.

Em nossa cidade, o prefeito Roberto Cláudio abraça essa causa e, desde o primeiro mandato, institucionalizou o Centro de Referência Francisca Clotilde, que funcionava informalmente. Já foram quase três mil atendimentos, entre 2013 e 2016. Fortaleza também passou a contar com o Plano Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres e realiza, todo mês de novembro, a campanha “Fortaleza diz não à violência contra a mulher”. Além disso, a Casa Abrigo Margarida Alves e várias outras ações intersetoriais promovem a inclusão e o fortalecimento dos direitos da Mulher.

Não há promessa de mundo melhor que não inclua a mulher no papel central de realizar, apoiar e concretizar. Acredito que temos uma capacidade única de imprimir carinho e amor às nossas ações e, assim, fazer a diferença, mesmo no menor dos gestos.

Durante todo este mês, a Prefeitura de Fortaleza tem programação especial, como rodas de conversa, debates, encontros, atividades, espetáculos cênicos e cinematográficos, em toda a Rede Cuca, para a Mulher. Porque mulheres são Fortaleza, de nossas famílias, de nosso futuro, de nossas tradições; mulheres são ternura, doação e amor. Que cada vez mais este Dia Internacional da Mulher seja a data de celebrar vitórias e uma sociedade ainda mais feminina e mais humana.

*Carol Bezerra,

Primeira-Dama de Fortaleza.

Mais de 500 mulheres são agredidas por hora no Brasil, diz pesquisa Datafolha

A cada hora, 503 mulheres sofreram algum tipo de agressão física em 2016, segundo pesquisa do instituto Datafolha encomendada pelo Fórum de Segurança Pública. O estudo, divulgado hoje (8), foi feito com entrevistas presenciais em 130 municípios brasileiros. No total, foram 4,4 milhões de mulheres, 9% da população acima de 16 anos, que relataram ter sido vítimas de socos, chutes, empurrões ou outra forma de violência.

As agressões verbais e morais, como xingamentos e humilhações, atingiram 22% da população feminina. Ao longo do ano passado, 29% das mulheres passaram por algum tipo de violência, física ou moral. Entre as pretas (expressão usada pelo IBGE), o índice sobe para 32,5% e chega a 45% entre as jovens (de 16 a 24 anos).

Foram vítimas de ameaças com armas de fogo ou com facas 4% – 1,9 milhão de mulheres. Espancamentos e estrangulamentos vitimaram 3%, o que representa 1,4 milhão de mulheres, enquanto 257 mil, 1% do total, chegaram a ser baleadas.

A cada três brasileiros, incluídos homens e mulheres, dois presenciaram algum tipo de agressão a mulheres em 2016, desde violência física direta, a assédio, ameaças e humilhações. O percentual é de 73% entre as pessoas pretas e 60% entre as brancas.

Companheiros e conhecidos

A maior parte dos agressores, segundo os relatos das mulheres, era conhecida (61%). Os cônjugues, namorados e companheiros aparecem como responsáveis em 19% dos casos. Os ex-companheiros representam 16% dos agressores. A própria casa das vítimas recebeu o maior percentual de citações como local da violência (43%). Entre as mulheres entre 35 e 44 anos, 38% das agressões partiram dos namorados ou cônjugues.

Sobre as reações após a violência, 52% disseram não ter feito nada após a agressão, 13% procuraram ajuda da família, 12% buscaram apoio de amigos e 11% foram a uma delegacia da mulher. Entre as mais jovens (16 a 24 anos), o índice das que não fizeram nada após a agressão é de 59%.

O assédio atingiu 40% das mulheres no último ano. Entre as mais jovens (16 a 24 anos), o percentual chega a 70%, sendo que 68% ouviram comentários desrespeitosos quando estavam na rua. O índice é de 52% entre a população feminina entre 25 e 34 anos. Nesse grupo, 47% foram assediados na rua, 19% no ambiente de trabalho e 15% no transporte público.

(Agência Brasil)

André Figueiredo será reconduzido à função de vice-presidente nacional do PDT

 

Ciro e André Figueiredo.

O deputado federal André Figueiredo vai ser reconduzido à função de vice-presidente nacional do PDT. Isso ocorrerá no próximo dia 18, em Brasília, durante a convenção nacional do partido.

No mesmo ato, Carlos Lupi emplacará mais um mandato à frente da legenda que, segundo Figueiredo, disputará mesmo a presidência da República em 2018.

“Ciro Gomes é o nosso candidato. Isso já está resolvido. Queremos, até lá, buscar um arco de aliança política”, acrescenta André Figueiredo.

(Foto – André Dusek)

Corte de Paris conclui audiência sobre caso de Maluf e decisão sairá em maio

A Corte de Apelações de Paris concluiu nesta terça-feira (7/3) audiência de recurso apresentado pelo deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) contra condenação a três anos de prisão na França. Em 2016, ele foi responsabilizado por lavagem de dinheiro em grupo organizado entre 1996 a 2005, junto com sua mulher, Sylvia, e seu filho, Flávio Maluf. Apesar do encerramento dos trabalhos, o colegiado só deve decidir oficialmente em maio ou junho, segundo a defesa.

O julgamento começou na segunda (6/3), com a presença da jurista Ada Pellegrini Grinover. Ela assinou um parecer sobre o caso e falou sobre Direito Comparado, com base em teses brasileiras e francesas.

Ada, com 83 anos, venceu em 2015 o Prêmio Jabuti, na área do Direito, e participou da reforma do Código de Processo Penal e do Código de Defesa do Consumidor, foi coautora da Lei de Interceptações Telefônicas, da Lei de Ação Civil Pública e da Lei do Mandado de Segurança.

Maluf não viajou a Paris – se deixar o Brasil, pode ser preso. Ele foi representado pelo advogado Antoine Korkmaz, e os advogados brasileiros Ricardo Tosto e Jorge Nemr acompanharam a audiência.

(Site Consultor Jurídico/Foto – Carta Capital)

Fotógrafa cearense emplaca trabalho em comercial de empresa fundada por Jéssica Alba

A cearense Emilly Gama, fotógrafa e videomaker, tem seu trabalho apresentado no novo comercial da empresa americana The Honest Company, fundada pela atriz norte-americana Jéssica Alba. A campanha traz várias cenas de nascimento, um momento inesquecível na vida de uma família. São belas cenas de partos humanizados.

A mãe cearense, Milena Josino, aparece em trabalho de parto, dando a luz ao seu primeiro filho, Rafael, fruto de sua união com seu marido Lino Josino.

Emilly Gama trabalha como fotógrafa e videomaker profissional de parto e família em Fortaleza. Tem formação em Cinema pela Universidade Federal do Ceará.

DETALHE – O parto foi acompanhado pela Equipe do Bem Viver, com a médica obstetra Liduina Rocha e com a doula Krys Rodrigues, da equipe Maiêutica.

PSOL pede que Supremo descriminalize aborto feito até terceiro mês de gravidez

O embrião ou o feto não possuem status de pessoa constitucional, conforme já estabelecido pelo Supremo Tribunal Federal, e por isso eles só têm proteção infraconstitucional. Mas essa garantia não pode ser desproporcional, e deve respeitar dignidade da pessoa humana e a cidadania das mulheres, e a promoção de não discriminação.

É o que pede o PSOL, em conjunto com o Anis – Instituto de Bioética, que ajuizaram nesta terça-feira (7/3) Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental no Supremo para pedir que o aborto feito nas 12 primeiras semanas de gestação não seja considerado crime.

Na peça, assinada pelas advogadas Luciana Genro, Luciana Boiteux, Gabriela Rondon e Sinara Gumieri, o partido alega que a proibição do aborto não impede a prática. De acordo com a Pesquisa Nacional do Aborto 2016, 503 mil mulheres interromperam voluntariamente a gravidez no país em 2015.

Os estratos mais penalizados são as pobres, nordestinas, indígenas e negras, diz a legenda. Aquele mesmo levantamento indica que 18% das nordestinas já praticaram aborto, contra 11% das moradoras da região Sudeste. Além disso, 15% das índias e negras já interromperam a gestação, contra 9% das brancas. Como a prática é proibida, essas mulheres acabam recorrendo a métodos perigosos, que colocam suas vidas em risco, afirma o PSOL, ressaltando que isso não ocorre com as mais ricas, que têm acesso a clínicas de alto padrão.

Nos julgamentos da Ação Direta de Inconstitucionalidade 3.510 (na qual o STF autorizou pesquisas com células-tronco embrionárias), da ADPF 54 (na qual o Supremo permitiu a interrupção da gestação de anencéfalo) e do Habeas Corpus 124.306 (no qual a 1ª Turma soltou funcionários de uma clínica clandestina), o STF concluiu que o embrião ou o feto não possuem estatuto de pessoa constitucional, pois isso somente é reconhecido após o nascimento com vida. Assim, eles não têm direito às garantias fixadas na Constituição.

Só que a proibição do aborto é desproporcional, e entra em conflito com os direitos fundamentais das mulheres, destacam as advogadas do PSOL. Segundo elas, a criminalização da interrupção da gravidez viola a dignidade humana e a cidadania das gestantes, ao mesmo tempo que as discrimina. Isso porque o embrião ou feto são colocados em pé de igualdade com as mulheres, mesmo sem serem pessoas constitucionais. Com isso, as mulheres perdem autonomia sobre seus projetos de vida.

“Não importam as concepções de bem íntimas a cada mulher; direito ao aborto é condição para a plenitude de um projeto de vida. Projeto de vida é ter condições sociais e políticas para dar sentido à própria existência, em respeito à ordem constitucional vigente:100 o respeito aos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres é um núcleo essencial do projeto de vida para as mulheres. Mesmo que, por convicções privadas, uma mulher não venha a realizar um aborto, a oferta descriminalizada do serviço de saúde é um ato de neutralidade do Estado em questões morais.101 A gravidez coercitiva, isto é, a ‘maternidade compulsória’, nos termos de Siegel, representa um regime injusto de controle punitivo com potenciais efeitos disruptivos ao projeto de vida das mulheres”.

Uma vez que a proibição é ineficaz em coibir o aborto, o Estado brasileiro, em última instância, acaba sendo conivente com as práticas semelhantes às de uma tortura às quais as mulheres se submetem para interromper a gestação, opina a legenda.

Temer diz que quem reclama da reforma da Previdência são os que ganham acima do teto

O presidente Michel Temer afirmou, nessa terça-feira, que quem critica a reforma da Previdência são os que ganham acima do teto da Previdência. “Quem reclama é quem ganha muito mais, quem está muito acima desses tetos”, disse em reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), também conhecida como “Conselhão”. O presidente aproveitou para pedir apoio à proposta de emenda à Constituição que estabelece novas regras para concessão da aposentadoria no Brasil.

De acordo com o presidente, pessoas que ganham salário mínimo não sofrerão impacto com a reforma. “63% dos brasileiros terão aposentadoria integral porque ganham um salário mínimo, lamento dizê-lo.

Quem pode insurgir-se é um grupo de 27%, 37%. […] Nós estamos preocupados com o futuro daqueles que vão receber pensão”, disse Temer a um grupo de representantes de diversos setores da sociedade, incluindo empresários, trabalhadores e outros integrantes que compõe o Conselhão.

Tasso foi avalista da nomeação do novo reitor da Unilab

228 2

Da Coluna Vertical, do O POVO desta quarta-feira:

A escolha de Anastácio de Queiroz, médico e professor da Universidade Federal do Ceará, para reitor pro tempore da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), foi divulgada pelo MEC como técnica.

Anastácio tem experiência não só na docência, mas também na área da gestão e pesquisa. Ele foi secretário estadual da Saúde de 1995 a 2002, época em que tocou a construção do Hospital Waldemar Alcântara. Como pesquisador, tem especializações em Medicina Tropical pela Universidade de Virgínia, em Charlottesville, nos EUA, e em Doenças Infecciosas pela Universidade de Miami. Além de doutorado em Farmacologia pela UFC.

A escolha, no entanto, tem DNA tucano. O aval foi do senador Tasso Jereissati, com quem Anastácio trabalhou.

Camilo pressiona em Brasília por retomada das obras da Transposição do rio São Francisco

O governador Camilo Santana (PT) está em Brasília, nesta quarta-feira, onde cumprirá agenda em alguns ministérios. Mas ele quer principalmente ser recebido pelo titular da Integração Nacional, Hélder Barbalho, e se inteirar da realidade sobre a conclusão das obras da transposição do rio São Francisco, no trecho Norte, que beneficiará o Ceará.

O Ministério da Integração Nacional vive impasse. Na nova concorrência, desclassificou a vencedora e convocou a segunda colocada, mas veio recurso judicial e tudo parou.

Camilo está preocupado, pois o Ceará vive situação de reservas hídricas precárias e precisa das água do São Francisco.

Nessa noite de terça-feira, ainda em Brasília, o governador foi recebido em audiência pelo presidente do Congresso Nacional, o senador Eunício Oliveira. Deixou as divergências políticas de lado e pediu apoio pró-celeridade nas obras da transposição.

Mega Sena pode pagar R$ 58 milhões nesta quarta-feira

A Mega-Sena sorteará, às 20 horas desta quarta-feira, o prêmio acumulado de R$ 58 milhões do concurso 1.910. O sorteio será realizado na praça Prefeito João Zelante, em Serra Negra (SP), onde está estacionado o Caminhão da Sorte. O apostador que quiser aplicar o prêmio na Poupança da CAIXA receberá um rendimento mensal de R$ 307 mil. Se preferir investir em bens, o ganhador poderá adquirir 23 franquias de marcas consolidadas no mercado ou 11 mansões à beira mar.

A aposta mínima na Mega-Sena é de R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer lotérica do país. Clientes com acesso ao Internet Banking CAIXA podem fazer suas apostas na Mega-Sena pelo computador pessoal, tablet ou smartphone. Basta ter conta corrente no banco e ser maior de 18 anos. O serviço funciona das 8 às 22 horas (horário de Brasília), exceto em dias de sorteio (quarta-feira e sábado), quando as apostas se encerram às 19 horas, retornando às 21 horas para o concurso seguinte.

Tudo pelo Ceará – Camilo Santana se encontra com Eunício Oliveira em Brasília

267 1

O governador Camilo Santana (PT) foi recebido, em audiência nesta noite de terça-feira, em Brasília, pelo presidente do Congresso Nacional, o senador Eunício Oliveira (PMDB). Foi o primeiro encontro dos dois depois que Camilo derrotou o peemedebista no embate pelo comando do governo cearense.

Na agenda, segundo a assessoria de imprensa do governador, os dois trataram de projetos relacionados ao combate à seca, infraestrutura, mobilidade urbana e questões da área da saúde, além de pedidos de empréstimos do interesse do Estado e que precisam do aval do Senado.

Bom destacar que Camilo Santana iniciou a semana conversando com adversário político, no caso Eunício, sempre lembrado como pré-candidato ao Governo em 2018, seguido mesma agenda encerrada no fim de semana. No último sábado, o petista prestigiou a posse do ex-governador Lúcio Alcântara como presidente do Instituto do Ceará. Lúcio comanda o PR que, na Assembleia Legislativa, integra bloco de oposição ao governador.

Na prática, Camilo demonstra algo mais: tem fôlego e estômago para dialogar com todo tipo de segmento, não excluindo, no caso, nem mesmo seus adversários políticos.

(Foto – Agência Senado)

Osmar Serraglio garante permanência do diretor-geral da PF

O novo ministro da Justiça, Osmar Serraglio, voltou a dizer que o Diretor-Geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, continua no cargo. Após tomar posse no Palácio do Planalto, Serraglio disse esperar que “ninguém se envolva” na lista que está sendo preparada pelo Procurador-Geral da República (PGR), Rodrigo Janot, com pedidos de abertura de inquéritos relativos à Operação Lava Jato.

“Eu pelo menos não adentrei na possibilidade de envolvimento mais claro e, portanto, não posso ter opinião agora. Eu espero que ninguém se envolva”, disse o ministro, ao ser perguntado se tem alguma preocupação com a nova lista da Lava Jato .

Serraglio também comentou o atual cenário interno do PMDB na Câmara em relação a quando foi indicado ao cargo. “As coisas já mudaram todas. É só você conferir lá dentro da bancada, você vai ver que hoje eles estão unânimes com a gente”, disse, em referência à bancada mineira do partido, que inicialmente se opunha à sua nomeação.

Itamaraty

Também empossado, o novo ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, disse que inicia os trabalhos já nesta quarta-feira (8), durante visita à Argentina. Ele informou que se reunirá com os chanceleres de Paraguai, Uruguai e Argentina sobre a convergência de interesses do Mercosul com os países pertencentes à Aliança do Pacífico.

Questionado se é a favor da aplicação de uma cláusula democrática no Mercosul contra a Venezuela, o que pode resultar na suspensão do país do bloco, o novo chanceler brasileiro respondeu: “Um país que tem preso político não é um país democrático”.

Já sobre uma possível transferência da Câmara de Comércio Exterior (Camex) de volta para o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), o novo ministro disse que a decisão cabe ao presidente Michel Temer. “Pedi ao presidente e ao ministro Marcos Pereira que desse um tempo para que nós pudéssemos fazer uma transição tranquila. O que é importante é que haja uma transição tranquila. Na Camex hoje, sobretudo na secretaria-executiva, já convivem muito bem servidores do Ministério das Relações Exteriores e do próprio MDIC. A localização topográfica dela para mim pouco importa, o que importa é o trabalho”, disse.

(Agência Brasil)

MPF é contra concessão de habeas corpus para Eike Batista

O Ministério Público Federal (MPF) se manifestou contra a libertação do empresário Eike Batista, do ex-subsecretário-adjunto de Comunicação do Estado do Rio, Francisco de Assis Neto, e de Carlos Bezerra, citado como operador financeiro do ex-governador Sérgio Cabral. A posição do MPF contra a concessão de habeas corpus aos três foi informada nesta terça-feira (7) ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2).

Os habeas corpus serão julgados pela Justiça Federal nesta quarta-feira (8) e o MPF refutou a libertação provisória e medidas alternativas à prisão por considerar que elas não neutralizariam os riscos que a liberdade dos réus oferece ao atual estágio das investigações da força-tarefa da Lava Jato. Para os procuradores, as prisões preventivas de Eike, Assis Neto e Bezerra continuam necessárias para garantir a ordem pública e a aplicação da lei penal.

“Não se pode vincular a gravíssima crise no estado exclusivamente à corrupção no governo, mas desconsiderar essa relação é impossível. A população sofre, de forma pública e notória, os efeitos de um governo de incúria, cujo líder máximo acumulou, no mínimo, US$ 100 milhões”, dizem os procuradores regionais Silvana Batini, Mônica de Ré, Carlos Aguiar e Andréa Bayão nos pareceres. “A resposta imediata da Justiça no encarceramento dos principais membros da organização é forma de preservar a dignidade da Justiça e também garantir a ordem pública, hoje seriamente ameaçada.” As informações foram divulgadas pela assessoria do MPF.

(Agência Brasil)

 

STF mantém ação contra Bolsonaro por incitação ao crime de estupro

173 3

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (7) manter a tramitação do processo no qual o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) é acusado de incitação ao crime de estupro. Por unanimidade, o colegiado negou recurso protocolado pela defesa do parlamentar, que alegou falhas na decisão que o tornou réu.

Em junho do ano passado, o STF aceitou uma queixa-crime apresentada pela deputada Maria do Rosário (PT-RS), que o acusou de incitação ao crime de estupro e injúria.

No dia 9 de dezembro de 2014, em discurso no plenário da Câmara, Bolsonaro disse que só não estupraria a deputada Maria do Rosário porque ela não merecia. No dia seguinte, o parlamentar repetiu a declaração em entrevista ao jornal Zero Hora.

Ao julgar o caso, a Primeira Turma entendeu que a manifestação de Bolsonaro teve potencial de incitar homens a prática de crimes conta as mulheres em geral. No entendimento do ministro, o emprego do termo “merece” pelo deputado, confere ao crime de estupro “um prêmio, favor ou uma benesse”, que dependem da vontade do homem.

Defesa

Durante o julgamento, a defesa de Bolsonaro alegou que o parlamentar não incitou a prática do estupro, mas apenas reagiu a ofensas proferidas pela deputada contra as Forças Armadas eme uma cerimônia em homenagem aos direitos humanos.

Para os advogados, o embate entre Maria do Rosário e Bolsonaro ocorreu dentro do Congresso e deve ser protegido pela regra constitucional da imunidade parlamentar, que impede a imputação criminal quanto às suas declarações.

(Agência Brasil)

TCU vai apresentar nova auditoria sobre obras da Ferrovia Transnordestina

Um novo relatório de auditoria das obras da interminável Ferrovia Transnordestina será apresentado, nos próximos dias, pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A informação é do presidente do tribunal, Raimundo Carreiro, em conversa mantida com o coordenador da comissão, o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB).

Carreiro adiantou que a atual direção da concessionária Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), responsável pelo empreendimento, já enviou ao TCU documento com respostas aos questionamentos levantados pelo tribunal.

Para o tucano Raimundo Gomes de Matos, só a partir da apresentação desse relatório, haverá condições de se ter uma projeção sobre problemas e o que poderá ser feito para concluir o projeto.

No Ceará, a Transnordestina deveria ligar o Porto de Pecém ao Porto de Suape, em Pernambuco, além do cerrado do Piauí, no município de Eliseu Martins. Foi promessa ainda do governo Lula para o ano de 2010. Já consumiu R$ 11,2 bilhões dos cofres da União – mais do que o dobro dos R$ 4,5 bilhões previstos inicialmente.

(Foto – Divulgação)

Caso Dandara – Ex-vereador Paulo Diógenes convoca para ato de protesto

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=DvRm659FoD4[/embedyt]

O Movimento LGBT de Fortaleza vai promover um ato de protesto no próximo sábado. Hora de reforçar pregação contra a homofobia e cobrar justiça no caso do assassinato da travesti Dandara dos Santos (42), ocorrido no dia 15 de fevereiro, no bairro Bom Jardim.

O ex-vereador Paulo Diógenes está à frente do movimento, que deverá ocupar a Praça Luíza Távora (Bairro Aldeota) e de lá sair em passeata rumo ao Palácio da Abolição. Para Diógenes, a sociedade precisa reagir contra  homofobia.

Eleições 2018 – Ciro ganha apoio de Caetano Veloso

O nome do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) para a presidência da República em 2018 foi defendido, nessa segunda-feira, por um dos maiores compositores deste País: Caetano Veloso.  A informação está no Blog do Moreno, do O Globo.

Segundo o Blog, Caetano Veloso considerou Ciro “a melhor opção “entre as colocadas para suceder o presidente Michel Temer (PMDB).

“Votei em Ciro Gomes na eleição de 1998: eu não era a favor da reeleição. Agora, sabendo-o possível candidato, penso em voltar a fazê-lo. O discurso de Mangabeira em sua volta ao PDT, que vi na internet, me convenceu”.

Caetano vai de encontro ao que pensa amigos e parceiros como Chico Buarque, que assinou manifesto pela candidatura do ex-presidente Lula.