Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Confiança do comércio sobe e atinge maior patamar desde março de 2014

O Índice de Confiança do Comércio (Icom), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 6,9 pontos de outubro para novembro e chegou a 99,4 pontos, em uma escala de zero a 200. Esse é o maior valor do indicador desde março de 2014 (101,9).

A alta atingiu empresários de dez dos 13 segmentos comerciais pesquisados pela FGV. O Índice de Situação Atual, que mede a satisfação com o momento presente, subiu 5,1 pontos, indo para 93,3.

Já o Índice de Expectativas, que mede a confiança do empresariado no futuro, cresceu 8,4 pontos e chegou a 105,5, o maior valor desde setembro de 2012 (106 pontos).

Argumentação

De acordo com o pesquisador da FGV Rodolpho Tobler, o resultado sugere que “o pior pode ter ficado para trás. A alta expressiva de novembro confirma a recuperação da confiança do setor, um resultado que parece ter sido influenciado principalmente pela melhora das expectativas com o encerramento do período eleitoral”.

Segundo ele, novos avanços da confiança dependerão da continuidade da recuperação do mercado de trabalho e da redução adicional da incerteza.

A FGV explicou que o desconforto do empresariado tem diminuído em relação à redução das reclamações de demanda insuficiente.

Em julho, 37% das empresas relatavam a demanda como limitação à melhora dos negócios; em novembro, esse número foi de 27,5%, o menor valor desde janeiro de 2015 (26,3%).

(Agência Brasil)

Projeto que tramita o Senado põe em risco o piso dos professores

O Sindifort, entidade representativa dos servidores e empregados públicos de Fortaleza, está preocupado com o Projeto de Lei 409/16, que tramita no Senado.

A matéria põe em risco o piso salarial dos professores e de outras categorias, como agentes de saúde, de acordo com a entidade.

Se aprovado, este projeto de lei condicionará a correção dos valores dos pisos salariais à taxa de crescimento das receitas dos Estados, municípios e União.

Hoje o piso dos professores é reajustado de acordo com o índice de crescimento do valor mínimo por aluno ao ano do Fundeb.

*Confira o projeto aqui.

Petrobras anuncia crescimento de 8% na produção de petróleo e gás natural

A produção da Petrobras e parceiros atingiu, em outubro, 3,34 milhões de barris de óleo equivalente por dia (petróleo e gás natural), o que significa um crescimento de 8% em relação a setembro. Deste total, 3,18 milhões de barris foram extraídos em campos nacionais.

As informações foram divulgadas pela Petrobras, que atribuiu o aumento da produção à entrada em operação da FPSO P-69 (unidade flutuante de produção, estocagem e transferência de petróleo e gás natural), no módulo Extremo Sul do campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos.

A P-69 é uma das quatro plataformas que a Petrobras pretende colocar em operação ainda este ano no pré-sal da Bacia de Santos. Todas as unidades são da própria empresa e juntas vão adicionar 600 mil barris por dia de capacidade de produção de petróleo ao país.

Petróleo e gás

A Petrobras informou que, em outubro, a sua produção total de petróleo e gás, incluindo líquidos de gás natural (LGN), foi de 2,66 milhões de barris de óleo equivalente por dia, sendo 2,54 milhões produzidos no Brasil e 119 mil no exterior.

Também contribuiu para o crescimento de 8% o término das paradas programadas para manutenção das plataformas P-57, no campo de Jubarte, P-52, no campo de Roncador, e P-25 e P-31, no campo de Albacora, na Bacia de Campos.

A Petrobras garantiu que manterá o seu compromisso com a meta de produção divulgada no Plano de Negócios e Gestão 2018-2022, tendo em vista o ramp-up (fase inicial) de produção das plataformas que já iniciaram operação esse ano, como as plataformas P-74 e P-75, no campo de Búzios; FPSO Cidade de Campos, no campo de Tartaruga Verde; e a própria P-69, no campo de Lula.

(Agência Brasil)

Evangélicos querem Marco Feliciano no futuro Ministério da Cidadania

Na reunião com Jair Bolsonaro, nessa terça (27), integrantes da Frente Evangélica indicaram o deputado federal Marco Feliciano (Podemos-SP) para o Ministério da Cidadania. A pasta englobaria Direitos Humanos, Cultura, Esportes e Desenvolvimento Social.

A informação é da Coluna Painel, da Folha de SPaulo desta quarta-feira.

Na semana passada, os evangélicos vetaram o nome de Mozart Neves Ramos para o Ministério da Educação. A bancada disse a aliados de Jair Bolsonaro que o diretor do Instituto Ayrton Senna era contra o projeto “Escola sem Partido”, plataforma defendida pelo presidente eleito e pelos religiosos.

*Confira frases polêmicas de Marco Feliciano aqui.

(Foto – Bruno Rocha, da Folhapress)

Jair Bolsonaro cumpre agenda em Brasília e no Rio

O presidente eleito Jair Bolsonaro passa parte do dia hoje (28) em Brasília e depois retorna à tarde para o Rio de Janeiro. Ele toma café da manhã com correligionários na Granja do Torto.

A expectativa é que Bolsonaro anuncie o nome do ministro do Meio Ambiente. Por enquanto, 16 titulares da equipe ministerial foram definidos. O presidente eleito indicou que seu governo deverá ter 20 ministérios. Atualmente são 29. Bolsonaro terá reuniões com integrantes da equipe de transição, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), e deverá receber parlamentares. Não foram divulgados detalhes da agenda.

A decisão de reduzir os ministérios foi tomada pelo presidente eleito ainda durante a campanha como forma de enxugar custos. Segundo ele, a disposição é de unificar pastas com temas afins. Ontem (27), foi sinalizada a criação do Ministério da Cidadania, que reunirá os projetos da área social. Não foi detalhado como ocorrerá.

Para o Meio Ambiente, Bolsonaro tem afirmado que vai escolher um nome que tenha trânsito com o Ministério da Agricultura, com a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS), que assumirá a pasta.

De acordo com o presidente eleito, o futuro ministro do Meio Ambiente deve acabar com a “indústria de multas [ambientais]” e tratar com mais rigor a atuação das organizações não governamentais (ONGs).

Agenda

Ao retornar para o Rio, o presidente eleito se prepara para uma série de compromissos até sábado (1º). Amanhã (29) logo cedo, ele se reúne com o chefe do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton. De acordo com Bolsonaro, será uma “conversa produtiva e positiva em prol de nossas nações”.

Bolton incluiu a passagem pelo Rio de Janeiro antes de seguir para Buenos Aires, na Argentina, onde participa da Cúpula do G20 (que reúne as maiores economias mundiais).

A previsão é que tratem de relações comerciais e de segurança, assim como a eventual presença do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na posse em 1º de janeiro de 2019.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente eleito, está nos Estados Unidos para uma série de reuniões com autoridades norte-americanas.

(Agência Brasil)

Eunício Oliveira vende sua parte na Corpvs Segurança

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira:

Depois de vender a Confederal, uma das maiores empresas do ramo de transporte de valores do Pais, com sede em Brasília, o senador Eunício Oliveira (MDB) resolveu vender agora sua parte noutra empresa de peso no Nordeste.

Foi negociada a Corpvs Segurança, com sede em Fortaleza e filiais em Pernambuco e São Paulo. A transação foi consolidada nas últimas semanas e a parte do emedebista acabou adquirida por seus sócios, os irmãos Gaudêncio Lucena e Carlos Guálter. Os valores da transação não foram divulgados.

Segundo a imprensa sulista, a Confederal, vendida em julho deste ano para a multinacional espanhola Prosegur, teria envolvido a bagatela de US$ 150 milhões. Assessores de Eunício não falam em números.

Bem, e o senador, que não foi reeleito, o que vai fazer? Ele já avisou que deverá continuar na política. Em fevereiro, inclusive, reassumirá o comando do MDB cearense. Pelo visto, com direito a viver de rendas.

(Foto – Arquivo)

Assessor de Trump vê “oportunidade histórica” com eleição de Bolsonaro

Trump está satisfeito com a vitória de Bolsonaro.

Às vésperas de se reunir com o presidente eleito, Jair Bolsonaro, no Rio de Janeiro, o assessor de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton, classificou a vitória do político brasileiro como uma “oportunidade histórica” para as relações com o Brasil.

O encontro entre os dois está agendado para amanhã (29) pela manhã. Bolton lembrou que o presidente norte-americano, Donald Trump, foi o primeiro líder estrangeiro a parabenizar Bolsonaro pela eleição.

“Meu encontro com o presidente eleito Bolsonaro é um resultado da ligação do presidente [Donald] Trump para parabenizá-lo na própria noite da eleição [em 28 de outubro]”, disse Bolton, em entrevista coletiva na Casa Branca. “Eles [Trump e Bolsonaro] tiveram uma ligação telefônica realmente extraordinária, e acredito que desenvolveram uma relação pessoal, ainda que remotamente.”

Relações podem ter novo nível

Segundo Bolton, Trump e Bolsonaro podem levar a relação bilateral a um novo nível. “Encaramos como uma oportunidade histórica para que o Brasil e os Estados Unidos trabalhem juntos em uma série de áreas, como economia, segurança e outras.”

O assessor norte-americano afirmou também que deve ouvir “quais são as prioridades do presidente eleito, tentar responder a elas” e repassar as “opiniões do presidente Trump” para que, quando Bolsonaro chegar ao poder, em janeiro, “os dois líderes possam começar a trabalhar com parte do trabalho feito”.

Há, ainda, a expectativa de que Bolton e Bolsonaro conversem sobre uma possível estratégia regional sobre as crises na Venezuela e a relação com Cuba.

Os dois também debaterão “uma estratégia regional para lidar com a influência política e econômica da China” na América Latina, sobre a qual os Estados Unidos aumentaram as críticas.

De acordo com a Agência EFE, é possível também que ambos ainda mencionem possibilidades de expansão das relações de comércio, investimento e negócios entre EUA e Brasil, além de alternativas para aperfeiçoar a segurança energética regional.

Bolton incluiu o Rio de Janeiro na visita à América do Sul, uma vez que participa da Cúpula de Líderes do G20, em Buenos Aires, com a presença de Trump.

(Agência Brasil com EFE)

Renan é absolvido em processo de improbidade administrativa

A segunda instância da Justiça Federal em Brasília decidiu, nessa terça-feira (27), absolver o senador Renan Calheiros (MDB-AL) da acusação de improbidade administrativa no caso envolvendo a jornalista Mônica Veloso. A decisão foi anunciada pela assessoria do parlamentar.

Em novembro do ano passado, a justiça de primeira instância condenou Calheiros à perda do mandato e a suspensão dos direitos políticos por oito anos em função do processo. Nesta terça-feira, ao julgar o recurso da defesa, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) entendeu que o processo na esfera cível não tem mais sentido porque o senador foi absolvido na parte criminal pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em setembro.

Renan foi acusado de desviar recursos da verba indenizatória de seu gabinete para pagar pensão alimentícia de uma filha que teve fora do casamento com a jornalista Mônica Veloso.

Por meio de sua assessoria, o senador declarou que a decisão do TRF fez Justiça. “Não há reparos para essa perseguição, essa tentativa de me tornar suspeito e investigado, mesmo quando não há prova alguma e eu sequer conheço as pessoas que me citam. São várias as ações arquivadas contra mim por falta de provas. E acredito que todas serão”, diz a nota.

(Agência Brasil)

Partido Novo divulga nota repudiando reajuste dos magistrados

Este Blog recebeu a seguinte nota do Partido Novo:

O Partido Novo lamenta a decisão do presidente Michel Temer de sancionar o projeto de lei que concede aumento de salário aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Assim como o Senado, o presidente ignora a grande mobilização popular, traduzida na petição online – encabeçada pelo NOVO – com quase 3 milhões de assinaturas e no estudo realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, que demonstrou que 89% dos brasileiros são contra a medida.

Ao sancionar o reajuste dos salários dos ministros do STF, o presidente Michel Temer e ministros do Supremo argumentam que a medida será amenizada com o fim do auxílio-moradia, pago indiscriminadamente a mais de 17 mil integrantes do Poder Judiciário.

No entanto, enquanto o aumento custará R$ 717 milhões, o auxílio a juízes federais custa cerca de R$ 333 milhões.

Além da conta não fechar, mais uma vez a classe dos privilegiados de Brasília simplesmente ignora as contas públicas do país, que sofrerão um impacto de R$ 4 bilhões anuais, além do efeito cascata nas já caóticas finanças dos estados e municípios.

Partido Novo.

CNJ julgará em dezembro Sergio Moro

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) deve julgar no dia 11 de dezembro a situação dos procedimentos disciplinares que foram abertos contra ex-juiz Sergio Moro, futuro ministro da Justiça no governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

São alvo de questionamentos no conselho atos do juiz como decisões envolvendo o habeas corpus concedido pelo desembargador Rogerio Favreto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em julho.

Durante a sessão, os conselheiros devem decidir se os procedimentos serão arquivados diante do pedido de demissão feito por Moro para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública. Com a exoneração, publicada no dia 19 de novembro, Moro não é mais magistrado.

Antigo responsável pelos processos da Operação Lava Jato na 13ª Vara Criminal de Curitiba, Moro nega qualquer irregularidade em sua conduta e diz que a decisão de ingressar no governo eleito ocorreu depois de decisões tomadas por ele na Lava Jato.

(Agência Brasil)

Renan cutuca secretaria a ser criada por Moro

212 1

O senador Renan Calheiros (MDB), recuperando-se de uma pneumonia em casa, cutucou o futuro ministro da Justiça e Segurança Pública de Bolsonaro, Sergio Moro.

Ele criticou, em suas redes sociais, a criação da Secretaria Nacional de Operações Policiais Integradas “sem conversar com o Legislativo”.

Para Renan, uma atitude como “decreto-lei”, forma de “legislação” usada na ditadura, extinguida pela Constituição de 1988 ao dar lugar às “medidas provisórias” que precisam ser submetidas ao Congresso.

(Veja Online/Foto – Agência Brasil)

DPU promove seminário sobre os 30 anos da Constituição Brasileira

A Defensoria Pública da União no Ceará realizará, na próxima sexta-feira, 30, a partir das 14 horas, em seu auditório, o seminário “30 anos de Defensoria Pública na Constituição Federal”. O evento é aberto ao público e as inscrições, limitadas a 50 vagas, são gratuitas e podem ser feitas via formulário virtual (http://bit.ly/Defensoria30Anos).

O encontro reunirá defensores estaduais e federais e outros operadores do Direito para debater a função essencial que cumpre hoje a Defensoria Pública em diferentes níveis. A Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais (Anadef) e a Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (Adpec), apoiam o seminário.

O palestrante principal é Diogo Esteves, defensor público do estado do Rio de Janeiro, com mestrado em Sociologia e Direito. Atuarão como debatedores o defensor público federal Edilson Santana e os defensores do estado do Ceará Bheron Rocha e Ana Mônica Amorim, além da advogada Mariana Urano.

SERVIÇO

*Defensoria Pública da União no Ceará (DPU/CE) – Rua Costa Barros, 1227 – Aldeota

*Mais informações: 3474.8791, imprensa.ce@dpu.def.br

(Foto – Divulgação)

Sobral conquista 127 premiações na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

3028 5

Prefeito Ivo Gomes (PDT) é só alegria.

A Secretaria da Educação de Sobral foi premiada na 14ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep 2018) pelo destaque alcançado pelos estudantes e professores na competição. No total, foram conquistadas 126 premiações, sendo uma medalha de ouro, duas de prata, 13 de bronze, 103 menções honrosas, quatro professores e três escolas premiadas. Os resultados foram divulgados pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), informa a assessoria de imprensa da Prefeitura de Sobral (Zona Norte).

As três escolas premiadas na Obmep 2018 foram: Colégio Sobralense Maria Dorilene Arruda Aragão (Santo Antônio); Escola Maria José Santos Ferreira Gomes (Dom José); e Escola José Inácio Gomes Parente (distrito de Jordão). E os quatro professores premiados, que receberão um diploma de homenagem e livro de apoio à formação matemática: Francisco Brito Azevedo, Jaqueline de Sousa Ferreira, Francisco do Carmo Silva e Luciano Epifânio Fernandes.

Criada em 2005 com o objetivo de popularizar o ensino da Matemática entre estudantes do ensino fundamental e médio, a Obmep registrou este ano um novo recorde de escolas inscritas com um total de 54.498 instituições, abrangendo 99,44% dos municípios de todo o país. O número total de inscritos foi de 18.237.996 estudantes do ensino fundamental e médio, oriundos de 48.970 escolas públicas e 5.528 escolas particulares.

SERVIÇO

*Confira os resultados da OBMEP 2018 aqui.

Contas externas têm saldo positivo de US$ 329 milhões em outubro

As contas externas brasileiras apresentaram resultado positivo em outubro. O superávit em transações correntes, que são compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do país com outras nações, chegou a US$ 329 milhões, segundo dados divulgados hoje (27) pelo Banco Central (BC). No mesmo mês do ano passado foi registrado déficit de US$ 686 milhões. De janeiro a outubro, houve déficit nas contas externas, que chegou a US$ 11,333 bilhões.

Entre os componentes das transações correntes está a balança comercial (exportações e importações de mercadorias), que apresentou superávit de US$ 5,448 bilhões no mês passado e de US$ 43,799 bilhões, de janeiro a outubro.

A conta renda primária (lucros e dividendos, pagamentos de juros e salários) ficou negativa em US$ 2,281 bilhões no mês, e em US$ 29,309 bilhões de janeiro a outubro. A conta de renda secundária (renda gerada em uma economia e distribuída para outra, como doações e remessas de dólares, sem contrapartida de serviços ou bens) teve resultado positivo de US$ 304 milhões no mês e US$ 2,140 bilhões em dez meses.

A conta de serviços (viagens internacionais, transporte, aluguel de investimentos, entre outros) apresentou saldo negativo de US$ 3,142 bilhões em outubro, e de US$ 27,963 bilhões nos dez meses do ano.

Investimento estrangeiro

Em outubro, o investimento direto no país (IDP) chegou a US$ 10,382 bilhões a acumulou US$ 67,508 bilhões, em dez meses. Quando o país registra saldo negativo em transações correntes, precisa cobrir o déficit com investimentos ou empréstimos no exterior.

A melhor forma de financiamento do saldo negativo é o IDP, porque recursos são aplicados no setor produtivo.

(Agência Brasil)

Presidente da Abih nacional receberá o Troféu Habib Ary, a mais alta comenda da rede hoteleira cearense

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, o cearense Manuel Cardoso Linhares, vai receber, às 19 horas do próximo dia 14, durante solenidade no Hotel Praia Centro, o Troféu Habib Ary. Trata-se da mais alta comenda do ramo hoteleiro do Estado.

O evento, sob coordenação de Eliseu Barros, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Ceará (ABIH-CE), contará com a presença de convidados e autoridades. O evento também marcará a tradicional festa de fim de ano da entidade.

(Foto – Paulo MOska)

Custo da construção civil sobe 0,26% em novembro

O Índice Nacional de Custo da Construção–M (INCC-M), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou inflação de 0,26% em novembro. Apesar da alta de preços, a inflação é menor que a de outubro (0,33%).

O INCC-M acumula inflação de 3,83% no ano e de 3,98% em 12 meses, segundo dados divulgados hoje (27), no Rio de Janeiro, pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Em novembro, a inflação foi puxada principalmente pelos materiais e equipamentos, que tiveram alta de preços de 0,63%.

Os serviços ficaram 0,32% mais caros. Já a mão de obra não teve variação de preços de outubro para novembro.

(Agencia Brasil)

Senai comemora 75 anos

O Serviço Nacional da Indústria (Senai) está comemorando 75 anos de fundação nesta terça-feira. A data é lembrada por seu diretor regional Paulo André Holanda, destacando os serviços de um organismo que atua no campo da educação profissional e na inovação tecnológica.

Dos primeiros cursos ministrados no Ceará – de torneiro mecânico, ajustador mecânico, carpinteiro e desenhista técnico, nas instalações
do Centro Ferroviário Profissional da RVC, até os dias de hoje, o Senai vem mantendo o papel protagonista na concepção de atividades que ampliam a geração de emprego e renda no estado. Também promove serviços de tecnologia e inovação para as indústrias.

Com unidades em Fortaleza (Parangaba, Jacarecanga e Barra do Ceará), Maracanaú, Sobral e Juazeiro do Norte, oferece cursos técnicos, de qualificação profissional, de curta duração e à distância, nas áreas de alimentos e bebidas, automação, mecatrônica, automotiva, construção, eletroeletrônica, energia, gestão, logística, meio ambiente, metalomecânica, refrigeração e climatização,
segurança do trabalho, tecnologia da informação, telecomunicações, têxtil e vestuário.

“Estamos orgulhosos e felizes por estar comandando a instituição nesse período em que completa 75 anos. O Senai é considerado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como uma das principais instituições do hemisfério sul”, destaca Paulo André.

O know-how do Senai, inclusive, superou fronteiras. Vem capacitando em Moçambique. além de ter parcerias em programa de formação
em educação profissional e e tecnológica na área automotiva com a PSA e Mitsubishi e em energias renováveis com a GIZ
(agência alemã) e em energia, com a Enel, na elaboração de centro avançado de treinamento no Senai, destaca Paulo André.

(Foto – Paulo MOska)

13º salário vai além dos números

Com o título “13º salário vai além dos números”, eis artigo da jornalista Beatriz Cavalcante. Ela rebate fake news de que só o Brasil paga esse tipo de benefício para seus trabalhadores. Confira:

Além de comércio aquecido, uma injeção extra de dinheiro entra para os trabalhadores com o 13º salário, cuja primeira parcela deve ser paga até a próxima sexta-feira, 30. Já o limite para o depósito da segunda parcela é 20 de dezembro. O fato é que muitos boatos rondam o benefício.

Ante o quadro de inadimplência, que afeta hoje 62 milhões de brasileiros, a renda extra se faz importante e vem aliviar muitas dívidas ou contas do começo do ano. Quando chega pagamento de matrícula, mensalidade e material escolar, IPVA, IPTU, entre outros.

A estimativa deste ano é que 84,5 milhões de pessoas recebam o 13º salário. Dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). São contabilizados 48,7 milhões de empregados ativos e 35,8 milhões de aposentados e pensionistas. Em valores monetários, esses números se convertem em R$ 211,2 bilhões, sendo R$ 139 bilhões dos ativos. Por pessoa, o valor médio chega a R$ 2.320.

Criada em 1962, por meio da lei 4.090, e regulamentada em 1965, pelo decreto 15.155, a gratificação natalina, também garantida pela Constituição Federal de 1988, nunca foi tão importante em momentos de turbulência financeira. Mais que meros números, o dinheiro que chega aos trabalhadores não fica parado, ele retorna para a economia.

A ideia de acabar com o benefício, se fosse concretizada, traria mais peso à situação econômica do País, já tão castigada pela política e que teve a recuperação segurada pelo ano eleitoral, ante as muitas incertezas.

E não é fácil assim extinguir o 13º. Seriam necessárias leis revogando as previsões legais e emenda constitucional alterando a redação da Constituição Federal. Nem mesmo a reforma trabalhista mexeu na gratificação. O empregador pode até decidir pagar mais, mas nunca menos que um doze avos da remuneração para cada mês trabalhado.

Além disso, as notícias falsas dão conta de que apenas no Brasil é que se paga o benefício. Mas países como Argentina, Espanha, Itália, México, Portugal e Uruguai também possuem 13ª e, na Alemanha, o direito é fruto de negociação coletiva.

*Beatriz Cavalcante

beatrizcavalcante@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.