Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

TSE manda remover inserção de Haddad com informação falsa sobre Bolsonaro

O ministro Sergio Banhos, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que a campanha do presidenciável do PT, Fernando Haddad, cesse a divulgação de uma propaganda eleitoral segunda a qual o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, teria votado na Câmara dos Deputados contra a criação da Lei Brasileira de Inclusão (LBI), que garante direitos a pessoas com deficiência.

Em representação ao TSE, os advogados de Bolsonaro apresentaram provas de que Bolsonaro votou contra um dos destaques da LBI, acerca de questões de gênero, mas a favor da criação da lei em si.

“Se extraem da propaganda eleitoral impugnada elementos suficientes à configuração da alegada transgressão, porquanto se depreende da propaganda em evidência a publicação de fato sabidamente inverídico (fake news) capaz de desequilibrar a disputa eleitoral, consistente na divulgação de que o candidato representante votou contra a LBI”, argumentou o ministro.

A peça do PT foi ao ar na TV no sábado (13). No dia seguinte, após desmentido do adversário, a campanha de Haddad retirou do Twitter um post que dizia que Bolsonaro havia votado contra a LBI, justificando o ato por estar corrigindo uma informação “imprecisa”.

(Agência Brasil)

Quem precisa conquistar o voto?!

115 1

Com o título “Quem precisa conquistar o voto?!”, eis artigo de Sara Oliveira, jornalista do O POVO. Ela aborda pequenos gestos numa campanha eleitoral que significam muito e muita coisa para o amadurecimento da cidadania. Confira:

De dentro do Pirambu eu via os prédios da Beira Mar. Entre as casas miúdas, sem vaga na garagem ou fachada ornamentada, nas vielas de asfalto e pedras, tinha de Mercedes a carros populares. Todos seguindo os mesmos candidatos. Ouvi muita gente dizer que carreata, hoje em dia, era “brega”. Mas considero que a interrupção do trânsito em um sábado de sol promove um fervor político importante para as urnas.

O caminho que percorremos já estava planejado, traçado e enfeitado minuciosamente com as cores e as bandeiras que tentavam se eleger. Do candidato a deputado mais desconhecido ao presidenciável polêmico e midiático.

Antes de saber por onde seguiríamos, me adiantaram que provavelmente a carreata aconteceria pelos cartões postais da Capital. Se enganaram. As dezenas de carros – além do trem da alegria – percorreram alguns dos bairros mais periféricos de Fortaleza.

É lá onde há precisão, seja de educação, de segurança, de saúde. Seja de música, de animação, de movimento. Ver os contrastes, já tão costumeiros na nossa cidade, me incomodou de novo. Carro chique, carro pobre, gente rica, gente pobre, interesses de ricos e interesses de pobres. Nem todos que compunham a carreata estavam ali pelos mesmos motivos e a maior diferença era mesmo ter ou não ter.

Mas para além de todos os contrastes e incômodos vistos e vividos, algo mexeu ainda mais comigo. Algumas pessoas distribuíam, de dentro de carros, adesivos, “santinhos” e bandeiras. Uma delas, ao chegar perto de um grupo de vizinhos, sem perguntar quem ali queria militar a favor do candidato à frente da carreata, apenas jogou uma bandeira no chão. Na expectativa de que aquele povo, sedento de música e de direitos, corresse para pegá-la. Olhei, esperei ser um erro. Não era.

Um jovem pegou a bandeira e questionou junto ao motorista o porquê da ação. Ouviu algo, sorriu e entregou a peça de campanha para outra moradora. Fiquei me perguntando quem precisa conquistar o voto ou a educação de quem em meio às eleições.

*Sara Oliveira

saraoliveira@opovo.com.br

Jornalista O POVO,

Evangélicos orientam fieis a pedir votos pró-Bolsonaro em redutos do PT

Líder da Sara Nossa Terra e presidente da Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil, o bispo Robson Rodovalho promete mobilizar 5.000 pessoas para pedir votos para Bolsonaro no próximo fim de semana.

A informação é da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta terça-feira.

Os atos terão como foco cidades em que o PT leva vantagem, especialmente no Nordeste. Os fieis serão orientados a ir às ruas para defender valores da família tradicional e a candidatura do capitão reformado.

(Foto -Reuters)

Setor de serviços cresce 1,2% de julho para agosto

O volume do setor de serviços cresceu 1,2% de julho para agosto, após ter recuado 2% de junho para julho. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada hoje (16), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Pela pesquisa, o setor teve crescimento de 1,6% na comparação com agosto do ano passado, mas teve quedas de 0,5% no acumulado do ano e de 0,6% no acumulado de 12 meses.

A receita nominal do segmento cresceu 1,1% de julho para agosto, 4,8% na comparação com agosto do ano passado, 2,2% no acumulado do ano e 2,8% no acumulado de 12 meses.

O crescimento de 1,2% no volume de serviços de julho para agosto foi puxado pelos transportes, serviços auxiliares aos transportes e correios, que tiveram alta de 3,2%.

Também foram registrados aumentos nos segmentos de serviços profissionais, administrativos e complementares (2,2%) e de outros serviços (1%). O estudo registrou queda nos serviços de informação e comunicação (-0,6%) e nos prestados às famílias (-0,8%).

(Agência Brasil)

TSE mantém no ar post que acusa Haddad de defender o incesto

256 1

O ministro Luís Felipe Salomão, substituto no Tribunal Superior Eleitoral, negou pedido para retirar postagens do escritor Olavo de Carvalho de redes sociais. Em decisão dessa segunda-feira (15/10), Salomão afirma que a interferência da Justiça Eleitoral sobre o que é publicado na internet deve respeitar a liberdade de expressão. O pedido foi feito pela campanha do candidato à presidência Fernando Haddad (PT, informa o site Consultor Jurídico.

Em um dos posts, Olavo de Carvalho diz que o candidato defende o incesto em um livro: “Estou lendo um livrinho do Haddad, onde ele defende a tese encantadora de que para implantar o socialismo é preciso derrubar primeiro o tabu do incesto. Kit gay é fichinha. Haddad quer que os meninos comam suas mães”. Na decisão, Salomão diz que, embora a publicação veiculada apresente teor ofensivo ou negativo, exterioriza o pensamento crítico do representado acerca de uma obra de autoria do candidato.

“A liberdade de expressão no campo político-eleitoral abrange não só manifestações, opiniões e ideias majoritárias, socialmente aceitas, elogiosas, concordantes ou neutras, mas também aquelas minoritárias, contrárias às crenças estabelecidas, discordantes, críticas e incômodas”, destacou o ministro.

Em relação à interferência da Justiça em casos como o analisado, o ministro explicou que “não houve transgressão comunicativa, violadora de regras eleitorais ou ofensiva a direitos personalíssimos, e estão agasalhadas pelo exercício legítimo da liberdade de expressão, segundo a Constituição Federal”.

A ação foi ajuizada pelo escritório Aragão e Ferraro. A petição chama a atitude do escritor de “irresponsável diante da popularidade que possui nas redes sociais para circulação de afirmações infundadas, injuriosas e difamatórias que visam, única e exclusivamente, manipular a opinião pública por meio de ilações vazias”.

(Foto – Reprodução de TV)

Dirigente do partido de Bolsonaro no Ceará diz que Cid falou o que já se sabia: o PT é partido de babacas

O presidente regional do PSL, empresário Heitor Freire, afirmou, nesta terça-feira, que a fala de Cid Gomes (PDT) criticando o PT corrobora com o que seu partido e o candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro, já dizem há muito tempo sobre esse partido: “Como ele falou, é um partido de babacas e vai perder sim, porque o povo não aguenta mais ser comandado por um preso, de gente que está na cadeia”. Refere-se ao ex-presidente Lula, réu da Lava Jato, hoje na carceragem da PF de Curitiba (PR).

Cid Gomes afirmou, durante ato pró-Haddad nessa noite de segunda-feira, no Marina Park Hotel, que os petistas deviam fazer mea culpa por conta de “muita besteira” que fizeram no País. O ato fora organizado pelo governador Camilo Santana (PT).

Heitor Freire aproveitou para bater em Cid Gomes e o qualificou como “um oportunista” , que sempre esteve na esquerda. “Ele é sim um petista enrustido, que daqui a pouco vai ser desmascarado”. O dirigente do PSL gostou da fala de Cid, que “quer dar uma de bonzinho”, mas deixou claro que a hora do PT está chegando e que o País quer mudança.

Ele acredita que muitos dos votos pró-Ciro Gomes deverão migrar para Bolsonaro. “Vejo a fala do Cid de forma positiva, mesmo não gostando dele, mas mostra o que nós cidadãos de bem já dizíamos há muito tempo”, completou Freire.

DETALHE – O PSL inaugura nesta terça-feira, às 19 horas, em ponto da avenida Antoniuo Sales, 855, o comitê central pró-Bolsonaro.

Morre o jornalista Gil Gomes

Morreu, nesta terça-feira, em São Paulo, o jornalista e radialista Gil Gomes (78). O ex-repórter policial passou mal na segunda-feira (15) e foi encaminhado desacordado ao Hospital São Paulo, na zona sul da capital paulista, mas não resistiu. A informação foi confirmada pela família do jornalista, informa o site R7.com.

De acordo com a família, a morte de Gil foi comunicada pelos médicos no início da manhã. A causa não foi divulgada. Gil era portador de Parkinson e desde 2005 lutava para combater a doença degenerativa que o fez perder o equilíbrio, além de ter dificuldades de se mover e sofrer com tremores.

O jornalista era casado com Eliana Izzo, sua segunda mulher, com quem teve duas filhas — Flávia e Nathalie. Antes dela, Gil ficou por 14 anos com a escritora Ana Vitória Vieira Monteiro. Juntos, eles tiveram três filhos: Daniel, Vilma e Guilherme — que morreu ainda jovem vítima de uma hepatite C. O jornalista também deixou quatro netos.

Estilo próprio

Gil Gomes se tornou um dos grandes nomes do rádio e da televisão brasileira por seu trabalho no jornalismo investigativo. O ex-repórter iniciou sua carreira na extinta Rádio Marconi, na década de 1960. Entre os anos 1991 e 1997, Gil conquistou o grande público na televisão ao integrar o time de repórteres do extinto Aqui Agora, programa do SBT.

Na ocasião, ele chamou a atenção por conta da linguagem popular e da dramatização que fazia para narrar as reportagens sobre crimes. As aparições de Gil eram marcadas com um gesto característico que ele fazia com a mão. Em 1999, o ex-repórter participou da Escolinha do Barulho, da RecordTV e também comandou um programa na Rádio Tupi.

Guimarães: Crítica de Cid ao PT foi ato de “desrespeito” ao governador. Ele fala em separação

“Foi  um ato de desrespeito ao governador Camilo Santana (PT)”, disse, nesta terça-feira, em entrevista ao programa O POVO no Rádio, apresentado pelo jornalista Luiz Viana na Rádio O POVO/CBN, o deputado federal José Nobre Guimarães (PT) ao comentar críticas do senador eleito Cid Gomes (PDT) ao PT. Guimarães integra a coordenação da campanha de Haddad no Estado.

Durante ato de lançamento da campanha de segundo turno pró-Fernando Haddad, nessa noite de segunda-feira, no Marina Park Hotel, Cid cobrou mea culpa dos petistas, pois o partido “fez muita besteira”, no que acabou criando clima para a ascensão de Jair Bolsonaro, postulante a presidente pelo PSL.

Para José Guimarães, que não compareceu ao evento por se encontrar em Brasília, o gesto de Cid Gomes foi “inoportuno” e “além da conta”, pois críticas entre parceiros deveriam ser feitas dentro do âmbito dos partidos e não publicamente.

Guimarães lamentou a postura de Cid, mas lamentou mais ainda a situação criada em torno do governador Camilo Santana, no que chegou a acentuar: “Separação se faz com respeito!” O petista deixou transparecer que a relação do seu partido com os Ferreira Gomes não estaria mais em condição estável.

(Foto – Rodrigo Carvalho)

Brasil X Argentina – Um amistoso das Árabias

Tite é o técnico da Canarinho.

As seleções de futebol do Brasil e da Argentina se enfrentam hoje (16), às 15h, em jogo amistoso no Estádio King Abdullah, em Jidá, na Arábia Saudita. A ausência de Messi, no entanto, não diminuirá a importância do jogo, já que o time argentino terá em campo as presenças de craques como os atacantes Dybala e Di Maria. Assim, os sauditas poderão apreciar o melhor do principal clássico do futebol sul-americano.

Para o camisa 10 do Brasil, o craque Neymar, mesmo sendo um jogo amistoso, Brasil e Argentina sempre fazem grandes jogos em função da forte rivalidade em campo.

“O que você espera é que seja um jogão. Da nossa parte, a gente vai entrar para vencer. A gente gosta de vencer. Mas, quando se fala de Brasil e Argentina, é um clássico, eles vão querer vencer também. A gente quer fazer nosso papel e está trabalhando”, disse.

A ausência de Messi, na partida desta terça-feira, foi lamentada pelo atacante brasileiro. “Para quem é amante de futebol, ter Messi fora de um jogo como esse é ruim, mas para nós, é bom”.

Apesar da ausência do craque do Barcelona, Neymar ressaltou que a Argentina dispõe de excelentes jogadores o que torna a partida entre as duas equipes cheia de expectativa de um bom jogo.

“Sempre ressaltamos a qualidade da Argentina, dos jogadores que existem na Seleção Argentina. Hoje, a Argentina está com Dybala, que é um jogador que gosto muito. É um jogo muito difícil, mas temos de fazer nosso papel”, disse Neymar.

(Agência Brasil)

Ziraldo apresenta melhora e médicos intensificam tratamento fisioterápico

O cartunista e escritor Ziraldo, 85 anos, internado desde o dia 26 do mês passado no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, zona sul do Rio, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico, está com o estado de saúde melhorando gradativamente e os médicos intensificaram o tratamento fisioterápico.

De acordo com o boletim médico divulgado ontem (15), “o paciente apresentou boa evolução clínica e foi transferido para a unidade semi-intensiva no dia 30, e seu estado de saúde segue estável.

Nas redes sociais, o Menino Maluquinho, mais conhecido personagem criado pelo cartunista, lançou recentemente a corrente Melhora Ziraldo.

Criado nos anos 1980, o personagem deu origem a um livro infantil campeão de vendas e a um filme de grande sucesso nos cinemas do país. O livro foi traduzido para o inglês, espanhol, basco, alemão e o italiano e teve adaptações para o cinema, teatro e televisão.

(Agência Brasil)

Advogados pró-Bolsonaro lançam manifesto reagindo contra colegas que preferem Haddad

Advogados que apoiam o candidato a presidente da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, lançaram um manifesto em sua defesa, para se contrapor ao divulgado antes por colegas que preferem Fernando Haddad (PT). Esse movimento em favor do postulante petista ficou conhecido como #EleNão Jurídico.

O documento dos advogados pró-Bolsonaro rejeita “qualquer solução fora da Constituição de 1988, fora dos princípios básicos que regem o Estado Constitucional”.

(Foto – Reprodução de TV)

Gleisi Hoffmann cai nas mãos de Cármen Lúcia

391 1

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, deve se preparar para o pior.

Segundo informa a Veja Online, a ministra Cármen Lúcia (STF) herdou do ministro Dias Toffoli, hoje presidente do Supremo, a relatoria do inquérito que investiga o desvio de R$ 100 milhões do Ministério do Planejamento durante a gestão Paulo Bernardo, marido da petista.

Para a Polícia Federal, Paulo Bernardo e Gleisi embolsaram uma parte desse dinheiro.

Não há um petista no mundo que prefira estar mãos de Cármen do que nas de Toffoli.

(Foto – Agência PT)

Caso Dandara – Mais um acusado senta no banco de réus

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta terça-feira:

O Caso Dandara prossegue no âmbito judicial. Dos acusados, cinco já foram julgados no dias 6 de abril deste ano e todos foram condenados. Dois deles ainda estão foragidos e a Polícia Civil, nada de encontrá-los. Um outro acusado, no caso Júlio César Braga da Costa, preso, que estava com recurso em tramitação no TJCE contra a decisão de pronúncia e por isso ainda não havia sido julgado, perdeu na Justiça. O recurso dele baixou para o juízo de origem e agora saiu a data do julgamento, marcado pela juíza Danielle Ponte de Arruda Pinheiro para o dia 23 deste mês, no Fórum Clóvis Beviláqua.

Bom lembrar, o crime contra a travesti Dandara ocorreu dia 15 de fevereiro de 2017, por volta das 19 horas, no bairro Bom Jardim, e teve repercussão até internacional em razão da crueldade. Na época, causou comoção, pois praticado por 12 homens, sendo oito maiores e quatro menores que já receberam medidas socioeducativas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente.

A acusação será patrocinada pelo mesmo promotor que já atua no caso, Marcus Renan Palácio.

(Foto – Mariana Parente)

Presídio: estupro de menor

Com o título “Presídio: estupro de menor”, eis o Editorial do O POVO desta terça-feira. Confira:

A notícia de estupro de uma adolescente de 13 anos, no Centro de Execução Penal e Integração Social Vasco Damasceno Weyne (Cepis), antiga CPPL 5, em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, no último sábado, chocou a opinião pública e suscita indagações sobre o nível de segurança oferecida aos visitantes dos presídios cearenses. O crime ocorreu no horário de visita, entre 9h e 16h e só foi descoberto quando a mãe da menina sentiu sua falta e mobilizou agentes do presídio para procurá-la. Quando foi localizada, o estupro já havia sido consumado. O caso está em segredo de Justiça, depois de ser registrado como estupro de vulnerável na Delegacia Metropolitana de Eusébio.

Constatou-se que a vítima foi sequestrada por um interno, que foi identificado e transferido para outro presídio por correr risco de vida ao quebrar uma espécie de código informal entre os próprios presos: de considerar a visita de familiares e amigos um momento de grande respeito. O que importa, entretanto, é a gravidade de um caso como esse ter chances de acontecer num ambiente que deveria ser o mais cercado de medidas preventivas de segurança. Se houve essa falha é porque a eficácia desses controles tem um grave furo. Evidentemente, essa correção tem de ser feita. Contudo, a forma mais equivocada de fazê-lo seria restringindo os direitos e garantias oferecidas aos presos e seus familiares pela legislação carcerária. Deve-se, sim, ver o que falhou no sistema de segurança das visitas, pois se pôde haver um caso inimaginável de sequestro e estupro de um vulnerável, dentro de um presídio, poderia haver até assassinatos de visitantes. E isso é inaceitável.

De acordo com a Lei 7.210/1984 de Execução Penal no artigo 41 – Constituem direitos do preso: (…) “X – visita do cônjuge, da companheira, de parentes e amigos em dias determinados”. Isso é fundamental para a ressocialização do condenado, o que é o objetivo principal da pena. Por esse critério, o preso não deve romper seus contatos com o mundo exterior, nem ter cortadas as relações afetivas que o unem aos familiares e amigos, permitindo-lhe cultivar a expectativa de um dia poder voltar a se inserir na vida da comunidade.

Para que pudessem receber visitas de menores, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) foi acrescentado pela Lei 12.962, de 08/04/2014 com §4º do art.19, no qual está previsto que será garantida a convivência da criança e do adolescente com mãe ou pai privado de liberdade, por meio de visitas periódicas. O que falta é assegurar sua realização sem riscos para os visitantes e sem violação de sua dignidade humana pelos sistemas de segurança dos presídios.

(Editorial do O POVO)

UFC divulga nota alertando sobre necessidade de se preservar conquistas democráticas

O reitor da Universidade Federal do Ceará, Henry Campos, aproveitando este Dia do Professor, divulgou nota alertando sobre a necessidade de se lutar pela democracia e liberdades no País. Confira:
Há o tempo de celebrar e também o de refletir e de agir.
Hoje, a Universidade Federal do Ceará comemora mais um resultado brilhante no ENADE: dos 51 cursos avaliados na última edição do exame, 34 obtiveram conceito de excelência, 15 com nota 5 e 19 com nota 4. Essa é uma aferição isenta, prestigiosa, que orgulhosamente exibimos à sociedade como testemunho do alto nível dos nossos alunos, bem assim da seriedade, competência e compromisso institucional com que atuam nossos mestres, as coordenações dos cursos, os diretores de unidades acadêmicas e a Pró-Reitoria de Graduação.
Em anos recentes, a UFC logrou avançar celeremente, conquistando novos territórios para expandir sua ação transformadora, enquanto investia na qualidade e se tornava ainda mais includente e democrática. Neste 15 de outubro, Dia do Professor, cabe uma reflexão sobre as estratégias que nos permitirão, no futuro próximo, preservar conquistas.
Vivemos dias de sobressaltos e todos os que exercitam o discernimento percebem que, de diferentes maneiras, em diferentes cenários, a memória nacional está sendo incinerada. Na voragem do descaso e da desinformação, apagam-se os traços da história, tanto aquela do Brasil embrionário quanto a de um passado recente, quando as liberdades democráticas foram suprimidas para dar lugar a uma longa era de medo.
No momento em que a nação brasileira expressa, pelo voto, sua vontade soberana, cabe lembrar que essa liberdade de que hoje desfrutamos foi uma vitória arduamente conquistada e precisa ser preservada a todo custo. Como educadores, cabe-nos um posicionamento firme para que as instituições federais de ensino superior se mantenham como lócus do saber e da liberdade.
Sejam quais forem os matizes dos dias vindouros, precisamos alimentar uma visão crítica da sociedade, sempre alertas para jamais retrocedermos aos tempos do obscurantismo. Somente assim nos habilitaremos a honrar nossa missão, que é formar as novas gerações e gerar o conhecimento com que se constrói o desenvolvimento social e econômico.
*Henry Campos
Reitor da Universidade Federal do Ceará.
(Foto – Davi Pinheiro/UFC)

SBT é condenado a indenizar a desembargador Luiz Zveiter

Veicular notícias de forma sensacionalista, sem prova do conteúdo, configura abuso da liberdade de informação jornalística, propiciando ao ofendido pedir reparação dos danos causados. Assim entendeu a juíza Ana Paula Pontes Cardoso, da 46ª Vara Cível do Rio de Janeiro, ao condenar o SBT, o jornalista e o editor a indenizarem em R$ 100 mil o desembargador Luiz Zveiter, ex-presidente do TJ-RJ, informa o site Consultor Jurídico.

De acordo com a juíza, o SBT não produziu prova de que o desembargador participou do “escândalo dos precatórios” no estado, conforme noticiado em novembro de 2017. Segundo a magistrada, ainda que tenha retirado do ar o link que dava acesso à reportagem, “sua veiculação comprovadamente ocorreu, tendo faltado cautela aos réus”.

Para a juíza, o caso não trata apenas de mero aborrecimento porque a situação afeta “profundamente o equilíbrio psicológico da pessoa mencionada, causando-lhe duradouro abalo em seu bem estar, revolta e frustrações”. A decisão determinou que SBT retire as reportagens do site e de qualquer outra mídia social, sob pena de multa diária de R$ 1 mil.

De acordo com a reportagem, “o escândalo dos precatórios”, que teria sido feito pelo ex-governador Sérgio Cabral, contou com apoio da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro e do Poder Judiciário. A principal reclamação do desembargador é sobre um trecho em que aparece uma faixa com citação ao “homem forte do Tribunal de Justiça, o ex-presidente Luiz Zveiter”.

Para Zveiter, a reportagem tenta vincular seu nome com supostos favorecimentos, “ligando-o a fatos ocorridos anos após a sua gestão na Presidência do Tribunal de Justiça, procurando associá-lo ao que a matéria rotula como ‘golpe dos precatórios’, sem base em qualquer elemento probatório”.

Além disso, o magistrado apontou no processo que o Sindicato dos Servidores do Judiciário, que formulou a denúncia, enviou carta aos jornalistas reafirmando que o desembargador “não tinha qualquer relação com os fatos noticiados na matéria, de forma que o seu nome e imagem foram nela inseridos de forma tendenciosa e maliciosa”.

Poeta Gylmar Chaves convida: Vamos falar de amor?

Vem aí o espetáculo “Literomusical Vamos falar de amor!”, do escritor Gylmar Chaves. Ocupará o palco do Cineteatro São Luiz no dia 31 deste mês de outubro, com única apresentação em Fortaleza. Em cena, textos, poemas e histórias de amor que versam sobre a construção dos sentimentos e gestos amorosos, desde os tempos mais antigos aos dias atuais, sob a narrativa desse poeta cearense consagrado.

Com Gylmar, no palco, vão estar os multi-instrumentistas Fábio Amaral e Moacir Bedê, que executarão uma trilha sonora original com flauta transversal, baixo e piano elétrico. Serão duas apresentações, a primeira, gratuita, às 9 horas, exclusiva para alunos de escolas públicas e projetos sociais. Às 20 horas, acontece a sessão para o público em geral, com ingressos a R$ 20 e R$ 10, a meia.

O Autor

Gylmar Chaves, autor de 21 obras, traça para o espectador uma espécie de biografia do amor, percorrendo diferentes tempos históricos, sociedades e culturas. Assim, vão surgindo curiosidades arqueológicas, fatos históricos, poemas, grandes romances, personagens.

Feito a música de Chico Buarque, Futuros Amantes, o espetáculo tenta “decifrar o eco de antigas palavras / fragmentos de cartas, poemas / mentiras, retratos / vestígios de estranha civilização”.

Como seria o amor na Antiguidade e na Idade Média? Quais semelhanças, diferenças e contradições inerentes à vivência do afeto desde os primórdios a contemporaneidade? Quais as peculiaridades sociais, históricas e ideológicas construídas em nome do amor nas culturas que regem o Oriente e o Ocidente?

SERVIÇO

*Cineteatro São Luiz (rua Major Facundo, 500 – Centro – Fortaleza.

*Duração – 60 minutos.

(Foto – Divulgação)

Eletrobras reabre programa de demissão voluntária

A Eletrobras reabriu um novo período de inscrições do seu Plano de Demissão Consensual (PDC). Segundo a empresa, o plano implantado simultaneamente nas empresas Eletrobras Cepel, Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica – Eletrobras (CGTEE), Chesf, Eletronuclear, Eletronorte, Amazonas GT, Eletrosul e Furnas, além da própria holding, é mais uma fase do plano estratégico da estatal para reduzir custos com pessoal.

Os empregados têm até dia 26 de outubro para aderirem ao plano. Os desligamentos ocorrem em turmas mensais até dezembro. “São elegíveis ao PDC empregados que tenham, no mínimo, dez anos de vínculo empregatício com a empresa, no momento do desligamento; ou anistiados e reintegrados à empresa por meio da Comissão Especial Interministerial de Anistia – Lei nº 8.878/1994 [neste caso não há exigência de tempo mínimo de empresa]”, informou a Eletrobras.

Os candidatos elegíveis somam aproximadamente 2,4 mil empregados. Uma adesão total pode custar R$ 1 bilhão para a Eletrobras. Na primeira fase do plano, 733 empregados aderiram ao desligamento. Segundo a Eletrobras, a medida representou uma economia de R$ 254 milhões anuais.

A Eletrobras disse que reabertura do plano de desligamento se dá pela crescente automação adotada, pela utilização de um sistema de gestão empresarial unificado nas companhias e também pela criação de um Centro de Serviços Compartilhados. “Além disso, a redução de quadro de pessoal busca um alinhamento dos custos da Eletrobras às tarifas, evitando prejuízos operacionais no futuro”, disse a estatal.

(Agência Brasil)

Reforma da Previdência, um projeto que vai para a lata do lixo

Com o título “Um projeto que vai para o lixo”, eis artigo de Raone Saraiva, jornalista do O POVO. Ele dá como certo que a reforma da Previdência não sai neste ano. O abacaxi vai para o futuro presidente. Confira:

Alvo de polêmica desde que foi anunciado, o atual projeto da reforma da Previdência está com os dias contatos. Os últimos esforços do Governo Federal para tentar aprovar a proposta ainda neste ano não vão impedir que o texto siga para o lixo, deixando o desafio para o próximo presidente.

Embora Michel Temer (MDB) tenha dito que seria possível votar a proposta após as eleições, já que deputados e senadores não estariam mais preocupados com a perda de votos em razão da aprovação da reforma, o Congresso Nacional continua dando sinais de desprezo à pauta.

A expectativa do Governo é que, caso Jair Bolsonaro (PSL) vença a corrida presidencial, será mais fácil retirar o projeto da gaveta e levá-lo ao plenário da Câmara dos Deputados. Mera ilusão. Assim como ocorre na esquerda e entre os que estão com Fernando Haddad (PT), o texto também não atrai a simpatia de apoiadores do candidato da direita.

Cotado para ser ministro da Casa Civil no possível governo de Bolsonaro, Onxy Lorenzoni (DEM-RS) chamou a proposta de reforma da Previdência de Temer de “grande porcaria”. Outro importante operador político de Bolsonaro e eleito para o Senado (PSL-SP), Major Olympio batizou o texto de “PEC do Extermínio”.

Diante desse cenário de reprovação ao atual projeto, resta saber se o próximo presidente voltará a discutir o tema, não apenas no Congresso, mas com a população brasileira, algo que ainda não foi feito.

Encontrar alternativas para mudar a Previdência, da forma mais justa possível, será um dos grandes desafios do novo Governo, que vai precisar trabalhar duro para tirar as contas públicas do Brasil do vermelho. Neste ano, só na Previdência, o rombo deverá ser de R$ 192,8 bilhões.

Embora tratem da reforma em seus programas, Bolsonaro e Haddad não discutem o tema com clareza, talvez por receio de perder votos. O candidato do PSL, que promete um projeto “mais consensual”, defende o modelo de capitalização da Previdência. Nesse sistema, o Governo retira os recursos do trabalhador, mas o dinheiro é colocado em um fundo para ser sacado no futuro, com correção. Já o candidato do PT diz apenas que serão adotadas medidas para combater “privilégios previdenciários incompatíveis com a realidade da classe trabalhadora brasileira”.

*Raone Saraiva

raonesaraiva@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.