Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

55% não votariam em Doria para presidente

A aprovação à administração do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), caiu quase 10 pontos, segundo levantamento divulgado nesse domingo pelo Instituto Datafolha.

O nome do empresário também foi rejeitado pela maioria dos entrevistados, todos paulistanos, em uma eventual corrida para 2018: 55% disseram que não votariam em Doria para presidente.

O índice de aprovação a Doria desceu 9 pontos, para 32%, o mais baixo desde o começo de sua administração, em janeiro, de acordo com a pesquisa realizada na última semana. O instituto afirma ainda que o prefeito tem 26% de rejeição e 40% de apreciação regular.

(Veja)

Com Tasso na disputa, cenário eleitoral de 2018 muda

Eunício Oliveira vira fiel da balança?

Com o título “Candidatura de Tasso redesenha disputa”, eis ponto de vista de Ítalo Coriolano, editor-adjunto de Conjuntura do O POVO sobre possível postulação tassista ao Governo em 2018. Confira:

Se o senador Tasso Jereissati (PSDB) afirma que disputará o Palácio da Abolição caso a oposição não apresente um nome mais forte, pode-se dar como certa a quarta candidatura do tucano ao Governo do Estado.

Os principais cotados para concorrer à sucessão de Camilo Santana (PT) já enveredam para outros caminhos. Colega de Tasso no Senado, Eunício Oliveira (PMDB), por exemplo, teve a imagem desgastada pela Lava Jato e concentra esforços para conseguir se reeleger.

O deputado estadual Capitão Wagner (PR) tem como prioridade a disputa pela Prefeitura de Fortaleza em 2020, e deverá ser candidato a uma vaga na Câmara Federal, fortalecendo seu nome nacionalmente e criando canais de diálogo em Brasília.

O empresário Geraldo Luciano tem disposição para concorrer ao cargo, mas ainda é um nome muito desconhecido. Representaria o almejado “novo”, mas a empreitada seria uma estratégia arriscada para os planos do PSDB de voltar à Presidência da República.

São necessários palanques fortes no Nordeste, região onde o partido tem histórica dificuldade para obter boa votação. Além disso, o ex-governador cearense conhece como poucos a política local, e se apresenta como único perfil capaz de unificar as siglas de oposição no Ceará. Ou seja, alia experiência com capacidade de agregar. Cenário que traz dificuldades para os planos de Camilo Santana de neutralizar seus adversários e garantir uma reeleição tranquila.

Com Tasso no páreo, tudo que foi traçado pelo petista com vistas a 2018 precisará ser revisto. Restaria, por exemplo, uma aliança com o PMDB de Eunício Oliveira, que começa a ser gestada, mas enfrenta forte resistência de todos os lados. O peemedebista, aliás, se transforma em figura central dentro desse novo contexto. Vira fiel da balança para o futuro das estruturas de poder no Estado.

Receita Federal libera consulta ao quinto lote de restituições nesta segunda-feira

A Receita Federal abre hoje (9), a partir das 9h, as consultas ao quinto lote de restituição de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) de 2017. O lote contempla mais de 2,3 milhões de contribuintes, com a liberação de R$ 2,8 bilhões. O valor será creditado no próximo dia 16. Também será liberada a restituição residual dos exercícios de 2008 a 2016, para mais de 2,4 milhões de contribuintes, no valor total de R$ 3 bilhões.

Desse montante, R$ 99,289 milhões referem-se aos contribuintes com prioridade no recebimento: 22.351 idosos e 2.849 com deficiência física, mental ou doença grave.

Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante a entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphone que facilita a consulta às declarações e à situação cadastral no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer um requerimento pela internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá entrar em contato pessoalmente com qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

SERVIÇO

*Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet, ou ligar para o Receitafone 146.

(Agência Brasil)

Tasso admite disputar o Governo em 2018, dizem aliados

Eleito governador do Ceará em três oportunidades (1986, 1994 e 1998), o senador Tasso Jereissati (PSDB) admitiu a aliados, na última sexta-feira, 6, em reunião reservada, que pode mais uma vez disputar a eleição majoritária no ano que vem. Descartada em outras oportunidades, a possibilidade do ex-governador concorrer pela quarta vez ao Executivo ocorre em meio à indecisão do senador Eunício Oliveira (PMDB) para o ano que vem.

Após movimentações de bastidores indicarem uma aproximação entre o peemedebista e o governador Camilo Santana (PT), a oposição acabou ficando acuada para a disputa contra o petista em 2018.

O encontro realizado no escritório do empresário, na Capital, reuniu diversos nomes da oposição, como os deputados federais Moses Rodrigues (PMDB), Genecias Noronha (SD), Domingos Neto (PSD) e Cabo Sabino (PR), além dos deputados estaduais Capitão Wagner (PR) e Carlos Matos (PSDB). O vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, também participou das conversas.

“Ele vinha mais resistente, mas agora já admite (a candidatura). Porque uma pessoa desse tamanho (político) não pode ficar sem ser candidato”, disse Genecias Noronha. Um “apelo” das lideranças para que ele desse uma “cota de sacrifício pelo Estado” acabou “sensibilizando” o senador, disse o deputado.

“(Tasso) é um nome capaz de tirar o Estado da situação caótica em que ele se encontra. Em nenhum momento ele rechaçou a possibilidade (de candidatura), ficou de analisar”, disse um dos pré-candidatos ao governo em 2018, Capitão Wagner (PR).

O POVO procurou a assessoria do senador Tasso Jereissati através do telefone celular e do WhatsApp, mas não houve retorno até o fechamento da página.

Oposição

O encontro, que envolveu os principais nomes da oposição no Estado, não teve a participação do senador Eunício Oliveira (PMDB), que estava em viagem oficial para a Rússia.

O senador ainda não se decidiu se vai sair na chapa do governador Camilo Santana (PT) ou pela oposição, que pode ser encabeçada por Tasso ou pelo deputado estadual Capitão Wagner (PR).

O POVO apurou que na reunião de sexta-feira, 6, o senador Tasso prometeu pressionar o presidente do Senado sobre definições para o ano que vem.

O objetivo do tucano é dar um prazo para Eunício Oliveira se decidir sobre quem vai apoiar para o Governo do Estado.

(O POVO – Repórter Wagner Mendes/Foto – Divulgação)

Prefeituras podem aderir a parcelamento de débitos previdenciários até o fim deste mês

Os Estados, o Distrito Federal e os Municípios terão até o dia 31 deste mês de outubro para aderirem ao parcelamento dos débitos previdenciários junto à Receita Federal do Brasil (RBF). Além disso, a Receita ampliou a redução das multas de mora, de ofício e isoladas para 40%.

As informações constam na Instrução Normativa 1.750/2017 – decorrente da conversão da Medida Provisória 778/2017 na Lei 13.485/2017 – publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 6 de outubro.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) – que lutou para a ampliação do prazo e da redução das multas – destaca que três a cada quatro Municípios têm dívidas com a Previdência, e a soma desse débito pode chegar a R$ 75 bilhões.

*Confira a Instrução Normativa 1.750 aqui.

Sérgio Machado está escrevendo um livro

285 1

Ex-grampeador-geral da República, título que lhe foi roubado pelo empresário Joesley Batista, o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, está escrevendo um livro.

A informação é do colunista Lauro Jardim, do O Globo.

Sérgio já teria procurado ao menos um jornalista para auxiliá-lo na tarefa.

Lula bate Doria (por pouco), Bolsonaro e Alckmin em São Bernardo

Levantamento inédito do Instituto Paraná Pesquisas mostra que o ex-presidente Lula lidera as intenções de voto em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo e um de seus redutos eleitorais.

A surpresa é o excepcional desempenho de João Doria, num empate técnico com o ex-presidente, segundo informa a Coluna Radar.

Veja abaixo as duas simulações feitas pelo instituto.

Simulação eleitoral com João Doria:
Lula – 27,7%
João Doria – 23,1%
Jair Bolsonaro – 9,9%
Marina Silva – 9%
Joaquim Barbosa – 6,2%
Ciro Gomes – 4,8%
Alvaro Dias – 2,7%

Não sabe – 3,8%
Nenhum – 12,7%

Simulação com Geraldo Alckmin:

Lula – 28%
Geraldo Alckmin – 14,9%
Jair Bolsonaro – 12,7%
Marina Silva – 10%
Joaquim Barbosa – 7,4%
Ciro Gomes – 5,3%
Alvaro Dias – 3,3%

Não sabe – 3,7%
Nenhum – 14,7%

Alô, Temer! Cadê a nomeação da lista do TRE do Ceará?

Temer escolherá o nome da lista tríplice.

O advogado Pedro Teixeira Cavalcante, que concorre à vaga de jurista suplente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), esteve em Brasília.

Ali, tentou se informar sobre a lista tríplice já encaminhada ao Presidente da República e quando a definição do escolhido virá à tona.

Além dele, estão como candidatos à vaga Reginaldo Castelo Branco e Davi Sombra Peixoto.

Fortaleza terá a IX Marcha Pela Vida e Contra o Aborto

743 1

O Movimento pela Vida e Não Violência (Movida) realizará neste sábado, a partir das 15 horas, a IX Marcha pela Vida e Contra o Aborto. O evento, que neste ano aborda o
tema “A vida não tem defeito”, ocorrerá no aterro da Praia de Iracema. A iniciativa, que faz parte do Calendário Anual de Eventos de Fortaleza, reunirá pessoas que defendem o direito à vida desde a concepção e que são contrárias ao aborto.

Os vereadores Michel Lins (PPS), Jorge Pinheiro (PSDC), Priscila Costa (PRTB) e Márcio Martins confirmam presença nessa marcha, bem como o padre Antônio Furtado, da
Comunidade Católica Shalom, e Tiba Camargo, da Comunidade Canção Nova e membro
do Movimento Nacional Juntos pela Vida.

Atrações

O cantor Totô, da Banda Expresso HG, a banda Misericórdia em Canção, a cantora Ticiana de Paula, Lucas Mel e Chico Pessoa são as atrações do evento.

Apoios

A IX Marcha pela Vida Contra o Aborto conta com o apoio de entidades como o
Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), Fórum Arquidiocesano dos Movimentos Eclesiais
e Comunidades Novas (FAMEC), Arquidiocese de Fortaleza, Obra Lumen de
Evangelização, Comunidade Católica Shalom, Rádio Shalom AM, Centro Humanitário de
Amparo à Maternidade (CHAMA), Federação Espírita do Ceará (FEEC), Ordem dos
Ministros Evangélicos do Ceará (ORMECE), Renovação Carismática Católica de
Fortaleza (RCC) e outras instituições, grupos e movimentos.

Adísia Sá é atração no “Viver Mais” da TV Ceará

A jornalista Adísia Sá (87), ombudsman emérita do O POVO, é a convidada especial do programa “Viver Mais”, apresentado por Ian Gomes na TV Cerá.

Será neste sábado, a partir das 8 horas, quando a querida professora falará não só de momentos de sua vida, mas, também, de muitos bastidores de quem exercita o jornalismo com maestria.

VAMOS NÓS – Por sinal, um programa de qualidade, descontraído e bem elaborado.

Cearense é nomeado defensor-público junto ao TRF-5ª Região

O cearense Dinarte da Páscoa é o novo defensor-público regional junto ao Tribunal Regional Federal, da 5ª Região, com sede no Recife (PE).

Por ele, passarão as reivindicações e pleitos dos mais variados e que digam respeito aos direitos da cidadania.

VAMOS NÓS – Dinarte, conhecemos, é competente e, acima de tudo, comprometido com a causa.

(Foto – Balada In)

Custo da construção subiu 0,27% em setembro, diz IBGE

O custo do metro quadrado (m²) na construção, registrado pelo Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), fechou o mês de setembro com alta de 0,27%, ficando 0,04 ponto percentual acima da taxa do mês anterior de 0,23%. Os dados foram divulgados hoje (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O indicador acumulado no ano foi de 2,98% e o acumulado nos últimos doze meses ficou em 4,25%, apenas 0,01 ponto percentual maior que os 4,24% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. Em setembro de 2016, o índice foi 0,26%.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, em setembro, foi de 1.057,99, sendo 539,52 relativos aos materiais utilizados e 518,47 provenientes do gasto com mão de obra. Em agosto, o custo havia fechado em R$ 1.055,18. Segundo o IBGE, pesou na elevação o dissídio coletivo do setor da construção civil no Pará, o que aumentou as despesas com mão de obra no estado.

O Pará foi a região que teve a maior taxa de variação do país em setembro (1,47%), segundo o pesquisador do IBGE Augusto Oliveira. “Na variação de mão de obra observamos aumento significativo apenas no estado do Pará, onde tivemos dissídio coletivo. É um estado que tem pouco impacto no índice nacional. Como vínhamos registrando um maior número de dissídios nos outros meses, essa foi a taxa mais baixa dos últimos seis meses”, disse.

No índice nacional, teve maior impacto a variação do custo dos materiais, outro componente do Sinapi. O motivo foi o aumento de preços nos estados do Acre, Bahia, Distrito Federal, Ceará e Maranhão, que, em sua maioria, registraram alta nas despesas com o segmento relacionado ao cimento.

Com alta na parcela dos materiais em 4 estados, e com a variação captada na mão de obra no estado do Pará, consequência de reajuste salarial de acordo coletivo, a Região Norte apresentou a maior variação regional em setembro, 0,66%.

Este mês todos as regiões apresentaram taxas positivas, conforme a seguir: 0,39% (Nordeste), 0,10% (Sudeste), 0,19% (Sul) e 0,34% (Centro-Oeste).

Os custos regionais, por metro quadrado, foram para: R$ 1.059,63 (Norte); R$ 982,83 (Nordeste); R$ 1.104,79 (Sudeste); R$ 1.100,68 (Sul) e R$ 1.061,59 (Centro-Oeste).

(Agência Brasil)

Temer vetará emenda que censura internet nas eleições

O presidente Michel Temer decidiu vetar a emenda do deputado Áureo (SD/RJ) que permitia a censura na internet durante o período eleitoral. A emenda foi aprovada na madrugada de ontem pelo Congresso na reforma política.

A informação é do colunista Lauro Jardim, do O Globo.

O anúncio oficial será feito hoje à tarde. Mais cedo, Áureo, vendo a péssima repercussão do seu intento autoritário, já dissera que pediria a Temer que vetasse sua emenda.

Vale por todas as medalhas

253 4

Gostaria de compartilhar com nossos leitores esta alegria: meu filho Vinícius assina artigo no O POVO desta sexta-feira. Aborda a homenagem que receberemos hoje, às 19 horas, na Câmara Municipal de Fortaleza: a Medalha Boticário Ferreira. Só o texto dele já valeu todas as homenagens. Confira: 

A maioria das pessoas que ouvem falar no nome “Eliomar de Lima” pensa em um profissional competente, sério e cheio de credibilidade. A história construída em mais de 30 anos de profissão não impede qualquer um de tecer esses elogios ao jornalista. E é por isso que, desde já, eu peço perdão pelo que vou falar neste texto. Não vou conseguir falar muito do “Eliomar profissional”: aquele que tem uma coluna diária no jornal, aquele que acorda de madrugada para ir ao aeroporto e aquele que sempre está sedento por informação “sem preconceito”.

A imagem que eu construí desse tal jornalista por algum tempo não é lá muito vinculada à profissão. Eliomar de Lima é, antes de tudo, meu pai. Antes mesmo de eu tomar conhecimento sobre tudo o que ele fazia todos os dias com o seu papel e a sua caneta para tomar as anotações, essa relação familiar já havia sido estabelecida desde o momento em que vim ao mundo, antes mesmo de eu abrir meus olhos pela primeira vez. E, quando abri, pude ver o ser humano espetacular, carinhoso, sorridente e esforçado que é o meu pai.

Quando criança, todas as vezes em que meu pai chegava em casa e entrava pela porta da frente, eu não enxergava ali um jornalista, um profissional, mesmo ele estando trajado em suas roupas sociais e com a caneta no bolso da camisa. Eu só via meu pai (ou meu “papai”, como eu ainda o chamei por um bom tempo) e, por muitos anos, essa imagem persistiu praticamente inalterada.

Hoje, porém, eu posso dizer com firmeza que ela foi incrementada. Consigo enxergar o jornalista, o repórter, o caçador de notícias, aquele que tem o olhar apurado para o que acontece ao seu redor. Não só o olhar: a língua afiada para comunicar, os ouvidos dispostos a ouvir e as mãos e os dedos sempre prontos para digitar e disseminar a informação que ele tanto batalhou para conseguir e pela qual sempre batalha.

Nesta sexta, ele será premiado com uma medalha, mas bem que ele merecia duas. Uma pelo lado jornalista, que ele já vai receber. A outra, por ser o pai que é e vai continuar sendo. Sempre.

*Vinícius França

limaviniciusfranca@gmail.com

Estudante universitário e filho do jornalista Eliomar de Lima

Metade dos brasileiros está com financiamento ou empréstimo atrasado, diz SPC Brasil

Levantamento aponta que 50% dos consumidores brasileiros atrasaram as parcelas de empréstimos ou financiamentos no mês de agosto. Desse total, 34% tiveram atrasos ao longo do contrato e 16% estavam com parcelas pendentes no mês. Os dados foram divulgados hoje (6) pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas.

Entre os entrevistados, 42% recorreram a pelo menos uma forma de crédito em agosto, ante 58% que não fez compras a prazo ou empréstimo. Segundo a pesquisa, 14% contraíram algum empréstimo e têm parcelas a pagar; 18% têm pendentes parcelas de financiamentos.

Nas lojas, considerando apenas quem tentou fazer compra parcelada, 63% tiveram o crédito negado, sendo o motivo principal a inadimplência (24%), seguida por renda insuficiente (11%). A tomada de empréstimos e financiamentos é vista como difícil ou muito difícil por 44% dos consumidores. Para 18%, não é nem fácil nem difícil e, para 15%, fácil ou muito fácil.

Cartão de crédito

O cartão de crédito foi a modalidade mais utilizada, mencionada por 35% dos consumidores. Aparecem em seguida o cartão de loja ou crediário, citado por 13%, o limite do cheque especial (6%), os empréstimos (4%) e os financiamentos (3%).

Entre os usuários do cartão de crédito, 39% notaram aumento do valor da fatura, 26% notaram redução e 31% mantiveram o valor de meses anteriores. O valor médio das faturas em agosto foi R$ 630,59. Os produtos e serviços mais adquiridos foram: 59% alimentos em supermercado, 53% itens de farmácia e remédios, 32% roupas e calçados, 32% combustíveis e 28% bares e restaurantes.

Intenção de gastos

Projetando o orçamento para outubro, a maior parte dos consumidores (59%) pretende cortar gastos, 32% pretendem manter o nível de despesas e 5% querem aumentar os gastos. Entre os que vão diminuir o consumo, 23% mencionaram os altos preços, 17% o desemprego e 8% a redução da renda.

Na lista dos produtos que os consumidores pretendem comprar em outubro estão remédios (23%), roupas, calçados e acessórios (20%), recargas para telefone celular (17%), perfumes e cosméticos (11%), materiais de construção (7%), eletrodomésticos (7%), salão de beleza (6%), artigos de cama, mesa e banho (6%).

(Agência Brasil)

Lei Maria da Penha protege mulher trans vítima de homem trans

Se a finalidade social da Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006) é proteger as mulheres devido às suas peculiares vulnerabilidades, não se pode negar essa garantia a quem se identifica com o gênero feminino, ainda que tenha nascido homem.

Com base nesse entendimento, o desembargador João Ziraldo Maia, da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, concedeu medidas protetivas a uma mulher transgênero contra seu ex-namorado, um homem trans, que a agrediu. Ele não poderá chegar a menos de 200 metros dela e deverá evitar contato pela internet e por aplicativos de mensagem.

Em 30 de maio, a mulher vítima de lesões corporais provocadas pelo ex-namorado passou por exame de corpo de delito para comprovação das agressões. Por meio da Defensoria Pública do Rio de Janeiro, ela pediu medida protetiva, mas o requerimento foi negado pelo juizado de violência contra a mulher.

Na semana seguinte, o homens trans se apresentou à polícia como tendo sido ele o agredido, valendo-se de documentos com o nome feminino, e obteve a proteção da Lei Maria da Penha. A Defensoria, por meio do defensor Manuel Guijarro Sanchez Filho, recorreu dessa decisão, alegando que o ex-namorado só conseguiu a medida protetiva por ter omitido que ele e a mulher são transexuais. Isso foi facilitado pelo fato de os documentos dos dois ainda apontarem seus sexos biológicos.

“A Lei Maria da Penha prevê proteção ampla e irrestrita às mulheres da prática de violência de gênero, sem fazer qualquer tipo de discriminação entre elas, seja com relação à raça, idade, orientação sexual, classe social ou identidade de gênero. Portanto, mulheres transexuais e travestis também estão cobertas pelos seus dispositivos”, argumenta a defensora Leticia Oliveira Furtado, autora de pedido de reconsideração da primeira negativa de concessão de medidas protetivas à mulher trans.

Ao rever a sentença do juizado, o desembargador João Ziraldo Maia afirmou que o Poder Judiciário não pode discriminar quem nasceu com sexo biológico masculino, mas não se identifica com esse gênero.

Segundo Maia, a Lei Maria da Penha protege mulheres, independentemente do sexo biológico delas. O importante, a seu ver, é que elas estejam sujeitas às vulnerabilidades sociais do gênero. Para o magistrado, a vedação ao retrocesso permite uma interpretação extensiva da lei para também alcançar as mulheres trans. Mas, mesmo sem isso, ainda seria possível aplicar as medidas cautelares do Código de Processo Penal, ressaltou.

Mãe contra filha

Em junho, a Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de São Gonçalo (RJ) aceitou pedido da Defensoria Pública do Rio de Janeiro e estabeleceu medidas para proteger uma mulher transgênero de sua mãe.

Segundo o juiz André Luiz Nicolitt, as proteções da Lei Maria da Penha resguardam quem exerce o papel social de mulher, seja biológica, transgênero, transexual ou homem homossexual. E o sujeito ativo da violência doméstica contra elas também pode ser do sexo feminino, já fixou o Superior Tribunal de Justiça, desde que fique caracterizado o vínculo de relação doméstica, familiar ou de afetividade.

(Consultor Jurídico)