Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Aécio aproveita estada no Ceará para aprender kite-surf

aecioone

O senador Aécio Neves está com toda a família na Pousada Vila Calango, em Jericoacoara (Litoral Oeste), onde passará o Réveillon. Até o próximo dia 4, ele vai curtir aquele paraíso. Com direito, inclusive, a participar, já nesta tarde de sábado, de curso rápido de kite surf.

Bom lembrar: Aécio, no mais absoluto sigilo, compareceu à sede da Polícia Federal em Brasília, na quinta-feira passada (22), para prestar depoimento no inquérito que tramita no STF, em que o tucano é acusado pelo ex-senador Delcídio do Amaral de atrasar o envio de dados do Banco Rural à CPI para poder “apagar dados bancários comprometedores” e evitar que a apuração sobre fraudes na instituição levasse a nomes de outros políticos do PSDB.

O inquérito está nas mãos do ministro Gilmar Mendes no STF. O conteúdo do depoimento, contrariando o que passou a ser prática na nossa grande imprensa, também não vazou.

 

Mulher do embaixador confessa participação na morte do marido

Françoise de Souza Oliveira, a esposa do embaixador da Grécia no Brasil, Kyriakos Amiridis, confessou a participação na morte do marido, de acordo com O GLOBO. No início da tarde desta sexta-feira, 30, a Polícia Civil do Rio de Janeiro havia pedido sua prisão à Justiça. Segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), além dela, outras três pessoas planejaram o crime: o seu amante, o policial militar Sergio Gomes Moreira Filho – que confessou o assassinato – e dois cúmplices que não tiveram a identidade revelada.

O policial contou em depoimento que houve luta corporal e que ele usou a arma de Amiridis para assassiná-lo. Segundo a Polícia, o diplomata grego foi morto dentro de casa e depois arrastado para o carro. O embaixador estava desaparecido desde a última segunda-feira ,26, e teve o corpo encontrado nesta sexta ,30. O desaparecimento foi comunicado pela própria embaixatriz, que tem uma filha de 10 anos com o marido.

Kyriakos Amiridis trabalhava em Brasília desde janeiro de 2016. Ele também foi cônsul no Rio de Janeiro entre 2001 e 2004. Antes de ir para Brasília, atuou por três anos como diplomata na Líbia.

(Com O Globo)

Sucessão na Câmara – Ciro Gomes estaria incentivando André Figueiredo contra Rodrigo Maia

ADDT804   BSB -  16/9/2015 - CIRO / PDT  -  POLITICA -Ato de filiação de Ciro Gomes no PDT. Ciro Gomes com  André Figueiredo,  na sede do PDT em Brasilia.  FOTO: ANDRE DUSEK/ESTADAO

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tem recebido conselhos de aliados para repetir a estratégia de Eduardo Cunha, que abriu mão do recesso parlamentar para viajar pelos Estados em campanha para a presidência da Câmara.

Maia, no entanto, ainda tem dúvidas. Teme criar um clima de afobação, segundo informa a Coluna Expresso, da Época.

Já André Figueiredo, deputado federal e ex-ministro das Comunicações (Governo Dilma), vem anunciando que é candidato a presidente da Câmara. O que se sabe é que ele quer posar de postulante de oposição principalmente ao esquema do presidente Temer e suas reformas prometidas.

Teria por trás desse desejo de André o dedo do pré-candidato a presidente da República em 2018, Ciro Gomes. Ver o circo pegar fogo contra o Planalto não seria nada mal para o PDT cirista.

(Foto – André Dusek)

Conta luz terá bandeira verde em janeiro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou hoje (30) que a bandeira tarifária para o mês de janeiro será a verde, sem cobrança extra dos consumidores. A decisão é baseada em relatório do Operador Nacional do Sistema (ONS), que aponta que a condição hidrológica está mais favorável.

De janeiro de 2015, quando o sistema de bandeiras tarifárias foi implementado – até fevereiro deste ano, a bandeira se manteve vermelha, primeiramente com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh.

Em março, passou para amarela, com custo extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh; de abril a outubro ficou verde, sem cobrança extra. No mês passado, a bandeira passou para a cor amarela novamente e em dezembro está verde.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a energia de hidrelétricas.

A cor da bandeira em vigor no mês da cobrança é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia elétrica, em função das condições de geração de eletricidade. Por exemplo, quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia.

(Agência Brasil)

Sobral ganha de volta o Museu Madi e conta agora com a Pinacoteca Raimundo Cela

Quem vai a Sobral (Zona Norte) poderá visitar, a partir do próximo dia 3, dois novos equipamentos culturais com jeito e cara de primeiro mundo: o Museu Madi, totalmente restaurado, depois de ter sido inundado, em 2003, pelas águas do rio Acaraú durante fortes chuvas; e a Pinacoteca Raimundo Cela.

A entrega desses equipamentos ocorreu nessa quinta-feira. em ato dos mais concorridos e presidido pelo prefeito Codoveu Aruda (PT). Para o meio artístico sobralense, um belo presente de fim de ano para a cidade.

mad1

Com acervo permanente formado por esculturas, pinturas e desenhos de valor artístico inestimável, os equipamentos passaram por reformas nas estruturas elétricas, físicas e hidráulicas e receberam ainda pintura e sistema de climatização, de monitoramento travas, câmeras e alarmes, para proporcionar maior conforto aos visitantes.

O Museu MADI disponibilizará novamente seu acervo composto por cerca de 100 obras, de 60 artistas de 14 países, que foram doadas ao Município pelos autores das peças. Como o Museu MADI de Sobral, inaugurado pelo então prefeito Cid Gomes, em 2005, em todo o mundo, existem apenas outros quatro na França, Argentina, EUA e Finlândia.

pinacotca2

Já a ‘Pinacoteca de Sobral – Espaço Raimundo Cela’, funciona no Palacete Chagas Barreto, ao lado do Theatro São João, e abriga acervo de renomados pintores e artistas plásticos internacionais, nacionais, estaduais e sobralenses.

Obras de tempos variados (séculos 19 e 20) e arte contemporânea, compõem o acervo que, em sua grande maioria, foi doado pelo premiado cientista Roberto Alves de Lima, por Lucia e Roberto Galvão e artistas autores das demais obras.

(Fotos – Divulgação)

Ato lembra morte de vendedor ambulante no Rio

travesti_raissa_saad

Centenas de pessoas, entre elas diversos moradores de rua, fizeram hoje (30) um ato para homenagear o vendedor ambulante Luiz Carlos Ruas, 54 anos, que morreu na noite de Natal (25), dentro da Estação Pedro II do metrô, no centro de Sâo Paulo, após ser espancado por defender dois moradores de rua. O ato ocorreu na mesma estação onde Ruas foi assassinado.

Para homenageá-lo, as pessoas levaram faixas e flores e as colocaram no local onde Ruas costumava ficar com sua barraquinha para vender refrigerantes e salgados, ao lado da passarela. Também como forma de homenagem, os manifestantes puseram uma faixa onde estava escrito Luiz Carlos Ruas sobre o nome da Estação Pedro II. Eles pretendem encaminhar ao governo de São Paulo um pedido para que o nome da estação seja alterado.

O ato começou dentro da estação, com algumas falas pedindo mais segurança no Metrô – no dia em que Ruas foi morto não havia seguranças no local. Eles também condenaram a violência contra o vendedor ambulante. Enquanto o ato ocorria, a Polícia Militar monitorava o ato do lado de fora, equipada com vários carros.

Por volta das 15h30min, um grupo de manifestantes tentou pular as catracas, mas foi impedido pela segurança do Metrô. Houve um princípio de confusão e empurra-empurra e alguns manifestantes tentaram retirar as muretas de contenção. Outros participantes do ato intervieram e pediram calma. Só então a polícia apareceu e fez um cordão de isolamento para impedir que os manifestantes pudessem ultrapassar as catracas e para permitir que os usuários do Metrô passassem pelo local. Os manifestantes também hostilizaram algumas equipes de reportagem de emissoras de TV.

Os agressores do ambulante, Alípio Rogério Belo dos Santos, de 26 anos, e Ricardo Martins do Nascimento, de 21 anos, foram presos no início da semana e admitiram o crime, mas disseram estar arrependidos e terem agido sob influência de álcool.

Emocionada, Maria de Fátima Ruas, 53 anos, irmã do vendedor ambulante, disse querer justiça. “A família não quer briga. A família quer paz. Que a morte do meu irmão sirva de exemplo para não ter mais essa tragédia”, disse ela, que agradeceu aos manifestantes pela homenagem de hoje. “Agradeço a todos eles pela manifestação, pelo amor e carinho pelo meu irmão.”

Representante da Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de São Paulo, o padre Júlio Lancellotti disse que Ruas morreu vítima de um crime de intolerância, ao proteger dois moradores de rua – uma travesti e um homossexual – que estavam sendo perseguidos pelos dois agressores. “Não foi atacada nenhuma outra pessoa. Eles [agressores] escolheram claramente o alvo. E escolheram e mataram o Luiz porque ele defendeu essas pessoas”, disse o religioso. “O que queremos mostrar é que há um crime de discriminação, de intolerância e de preconceito. O Luiz Carlos Ruas é o símbolo da forma cruel com que se trata essa população”, ressaltou.

O delegado Rogerio Marques, titular da Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom), no entanto, negou que o crime tenha essa motivação. “Não há nada que leve a um crime de intolerância, que eles tenham agredido por serem homossexuais ou moradores de rua. Por enquanto não. Tem um crime bárbaro de agressão, mas não tem nada que fale que seja por intolerância”, disse ontem (29) o delegado.

(Agência Brasil)

Maluf é um dos maiores gazeteiros da Câmara

tiagolquerioz

Definitivamente Paulo Maluf não é dos parlamentares mais atuantes de Brasília. Em 2016, ele faltou a 41 das 93 sessões realizadas no Plenário da Câmara. Ou seja, em 45% das reuniões, nada da excelência.

Em parte delas (29%) Maluf justificou a ausência para tratamento de saúde ou outros compromissos, mas em 15% (14 sessões) sequer deu explicações por não ter aparecido. Quando a lupa passa pela atuação dele nas comissões da Casa, o que era constrangedor vira uma vergonha.

O deputado integrava a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), a mais importante da Câmara, e o colegiado especial formado para analisar se Dilma Rousseff cometeu crime de responsabilidade.

Num total de 55 agendas das duas comissões, Maluf não marcou presença em 35. Justificou o sumiço em nove delas e ignorou solenemente outras 26, quando não achou necessário dizer por que não apareceu.

(Veja Online/Foto – Tiago Queiroz)

Fundação Oswaldo Cruz quer respeito às eleições da nova cúpula da entidade

A Fundação Oswaldo Cruz divulgou carta endereçada ao presidente Michel Temer. No conteúdo, pede que seja acatada a tradição de ser escolhido para presidir a entidade sempre o nome mais votado. Confira:

Carta ao presidente Michel Temer e à sociedade brasileira

A Fundação Oswaldo Cruz, com 116 anos de dedicação à ciência e saúde em prol da população brasileira, recentemente finalizou um intenso processo democrático, de escolha de candidatos à presidência da instituição, nos termos de seu Estatuto. A taxa de comparecimento às urnas foi de 82,1% (4415 servidores), e apresentou o seguinte resultado: em primeiro lugar, a dra. Nísia Verônica Trindade Lima, que obteve 2.556 votos; em segundo lugar, a dra. Tania Cremonini de Araújo-Jorge, que obteve 1.695 votos.

O resultado da eleição foi homologado pelo Conselho Deliberativo da Fiocruz e encaminhado à Sua Excelência o Ministro de Estado da Saúde Ricardo Barros na expectativa do referendo ao resultado do pleito, e à decisão e nomeação de Nísia Verônica Trindade Lima, vencedora das eleições, como presidente da Fiocruz.

A comunidade da Fiocruz, com apoio de Instituições Científicas Nacionais e Internacionais, espera que a candidata mais votada, com maioria expressiva dos votos, como tem sido a tradição da Fundação, assuma a Presidência da Fiocruz. Devemos preservar o processo de gestão democrática e participativa da Fiocruz, tão duramente conquistado e construído por nossas instituições de ensino e pesquisa e que tem sido fundamental para tornar a Fundação Oswaldo Cruz referência na área de ciência e tecnologia nacional e internacionalmente.

Tal processo, levando-se em consideração a história da Fundação, tem sido decisivo para uma condução equilibrada e eficaz da instituição, o que tem permitido alcançar resultados de destaque na promoção da saúde: a inauguração do Centro Henrique Penna – Protótipos, Biofármacos e Reativos para Diagnósticos, que aumenta o fornecimento de produtos para o SUS; a eleição da pesquisadora Celina Turchi, como uma das dez personalidades do ano na ciência mundial pela revista britânica Nature, por seu trabalho para o estabelecimento da relação entre o vírus zika e a microcefalia em bebês; o registro de teste para zika, dengue e chikungunya, primeiro do país com a chancela da Anvisa; o escalonamento do projeto Eliminar a Dengue (Wolbachia) com mais bairros em Niterói (RJ), entre outros.

O acatamento do nome da dra. Nísia Verônica Trindade Lima como presidente da Fiocruz representa proteger a Fundação, como instituição estratégica de pesquisa, pela sua inegável contribuição para a saúde pública do Brasil. Segundo o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, “a comunidade da Fundação espera que o presidente Michel Temer reflita sobre essa decisão tão séria, que poderá pacificar a instituição, dando tranquilidade para que a Fundação continue desempenhando seu papel em favor da saúde do povo brasileiro”.

*Coordenadoria de Comunicação Social da Fiocruz.

Capitão América fecha 2016 líder em bilheterias; o Capitão daqui assusta, mas é derrotado

capitao-america-02

 

Capitão América: Guerra Civil” foi o filme que mais faturou no Brasil em 2016, segundo informações da comScore. O longa, que tem como mote o confronto entre os personagens Capitão América e Homem de Ferro, vendeu R$ 142 milhões em ingressos.

De acordo com a coluna Lauro Jardim, do jornal O Globo, a segunda maior arrecadação no país foi de “Batman vs Superman – A origem da justiça”, com R$ 132,4 milhões. A terceira posição ficou com “Esquadrão Suicida”.

Completam a lista o brasileiro “Os Dez Mandamentos” (R$ 116,8 milhões) e a animação “Procurando Dory” (R$ 113,4 milhões).

capitao-wagner

VAMOS NÓS – Pois é, se o Capitão América ganhou tudo nas telas nacionais, por aqui o Capitão Wagner, que chegou a ser comparado com o Capitão América – com direito a escudo e tudo do super-herói, bem que tentou emplacar nas telas do Paço Municipal. Acabou, no entanto, derrotado pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT).

(Fotos – Divulgação e O Globo)

E aí, vai tentar a sorte na Mega-Sena da Virada?

megaa

As apostas para a Mega-Sena da Virada podem ser feitas até as 14 horas (horário de Brasília) deste sábado (31) em qualquer casa lotérica do país. O prêmio está acumulado em R$ 225 milhões e pode aumentar até a hora do sorteio, previsto para as 21 horas.

O valor do jogo varia de acordo com a quantidade de números escolhidos. A aposta mínima, para quem joga seis números, custa R$ 3,5. O valor aumenta para cada número escolhido. Para jogar 15 números, o máximo possível, o valor da aposta é R$ 17.517,50. No caso do Bolão Caixa, que é a aposta feita em grupo, o valor mínimo é de R$10 nas casas lotéricas.

Desde 2009, quando ocorreu o primeiro concurso da Mega Sena da Virada, 28 brasileiros acertaram as seis dezenas. No primeiro ano, o prêmio de R$ 144,9 milhões foi dividido entre dois vencedores. Em 2015, houve o maior número de vencedores na faixa principal: seis apostadores (três deles do Espírito Santo) dividiram o valor de RS 247 milhões. Até hoje não houve vencedor solitário na primeira faixa de premiação.

Para os que tiram a sorte grande, o prêmio pode ser a garantia de uma vida financeira tranquila. Segundo a Caixa Econômica Federal, os gerentes do banco especializados em atender novos milionários garantem que, fazendo bons investimentos, é possível viver da renda do prêmio, transformando a sorte em segurança financeira. A orientação é que os clientes definam bem seus objetivos antes de gastar, para decidirem, por exemplo, se precisam de mais liquidez ou não, lembrando que quanto menos se tira do montante, maior é o rendimento.

Premiação

A premiação da Mega da Virada é distribuída por três faixas, para quem acerta seis, cinco e quatro números. Se ninguém acertar as seis dezenas, o prêmio é dividido com os que acertaram cinco números. Não havendo acertadores de cinco, o prêmio é rateado entre os que acertaram quatro números.

(Agência Brasil)

PMDB do Ceará divulga vídeo com desejos de bom 2017

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=2gd0qVdaveI[/embedyt]

O PMDB do Ceará está divulgando, em suas redes sociais, um vídeo institucional com desejos de bom 2017 para os cearenses. Nele, aparece o senador Eunício Oliveira que, segundo setores do partido, é o nome certo para a presidência do Senado a partir do próximo ano.

Será que Eunício deixou de lado o desejo de disputar novamente o Governo do Ceará em 2018? Eis a dúvida.

Pezão veta redução do próprio salário já aprovado pela Alerj

Em meio a uma grave crise fiscal, o governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), vetou o projeto de lei de autoria do próprio Poder Executivo que reduzia o salário da cúpula do governo estadual. A medida era uma das principais iniciativas do pacote de austeridade enviado à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) para enfrentar a crise nas contas públicas. Tinha como objetivo ajudar a sanar as contas do governo. Após aprovada em plenário, a redução nos subsídios de autoridades estaduais seguiu para sanção do governador.

Segundo Pezão, como os deputados rejeitaram a criação da alíquota previdenciária extraordinária de até 30% na folha de pagamentos de servidores ativos e inativos, apenas governador, vice-governador, secretários e subsecretários teriam que suportar reduções em seus subsídios, “o que evidentemente não se coaduna com o espírito inicial da medida, vinculada à observância do princípio da isonomia”, alegou.

A decisão de Pezão em que volta atrás sobre o corte de seu salário foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira, 30. Na justificativa do veto, o governador argumenta ainda que a redução dos salários de dirigentes estaduais tornaria a remuneração da cúpula do Poder Executivo estadual inferior aos ganhos de agentes subordinados, “em verdadeira inversão da hierarquia e correlatos graus de responsabilidades”.

No mesmo veto, Pezão rejeitou ainda emendas que tinham objetivo de reduzir gastos com a frota de veículos oficiais usados pelos órgãos e entidades da administração pública estadual; com a concessão de diárias e traslados a servidores públicos e temporários; e com a utilização de helicópteros oficiais do Estado do Rio de Janeiro.

(Estadão Conteúdo)

A Lava Jato manterá a imprevisibilidade na política em 2017

temer-sono-2

Acoooorrda, Temer!!

Como aconteceu em 2016, a imprevisibilidade voltará a ser a principal marca da política em 2017 com o avanço da Operação Lava Jato. O clima de apreensão em Brasília aumentou no final deste ano com a assinatura do acordo de delação premiada dos executivos da empreiteira Odebrecht.

Pela magnitude dos números em valores e de políticos citados, essa delação coletiva abrirá novas frentes de investigação da Lava Jato. Como já havia um temor entre políticos, essa investigação ainda está muito longe do fim. E vai incluir lideranças de praticamente todos os principais partidos.

Diante disso, o presidente Michel Temer passou a reforçar o seu discurso em defesa das reformas para tentar conseguir ter uma agenda política paralela, que possa dividir o noticiário com a Lava Jato. É com essa agenda congressual que ele tentará se blindar desse ambiente de incertezas para atravessar o ano de 2017.

Ao mesmo tempo, o Palácio do Planalto colocou em pauta a estratégia de separar as contas de campanha de Dilma Rousseff das de Michel Temer na eleição presidencial de 2014. A avaliação no governo é de que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está priorizando esse tema e que, em 2017, o ministro Herman Benjamin apresentará um voto pela condenação da chapa.

A tese da separação das contas é vista como a linha mais segura para evitar que Temer também seja atingido pela ação de cassação.

Há o reconhecimento de que já há muitas irregularidades comprovadas nos gastos da campanha petista de 2014. Por isso, integrantes do governo já ensaiam um discurso político de que a cassação de Temer criaria uma instabilidade muito maior no país, com a incerteza de uma eleição indireta. É um discurso para tentar sensibilizar os ministros de tribunais superiores (do TSE e do STF).

(Blog do Camarotti)

Rede Giraffas sob nova direção

redes-giraffas-20120828-original

Alexandre Guerra vai deixar o comando do Giraffas. Quem assume o posto é o executivo Carlos Guerra, fundador da empresa.

Alexandre seguirá no conselho da companhia e na presidência do Instituto Foodservice Brasil (IFB), assim como na vice-presidência da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

A empresa planeja abrir 38 novas unidades em 2017.

(Veja Online)

Governo Temer reajusta salário de oito categorias

Foram publicadas no Diário Oficial da União desta sexta-feira (30) as medidas provisórias que reajustam os salários de oito categorias de servidores federais cujos acordos foram assinados até maio. Esses reajustes tinham previsão de começar a vigorar em agosto. No entanto, de acordo com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, eles foram postergados como estratégia para garantir o cumprimento da meta fiscal.

Saiba Mais
Categorias que fizeram acordo com governo terão reajuste salarial nesta sexta
Auditores da Receita Federal, peritos médico-previdenciários, auditores fiscais do trabalho, policiais civis e servidores das áreas diplomática e de infraestrutura foram as carreiras beneficiadas.

Segundo o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, os reajustes já estão incluídos na previsão orçamentária de 2017. O impacto estimado pela pasta é de R$ 3,8 bilhões, no ano que vem.

Os reajustes de algumas categorias chegaram a ser enviados pelo governo nos meses anteriores por meio de projetos de lei, mas não foram aprovados pelo Congresso. É o caso dos auditores e analistas tributários da Receita, cujo projeto de lei, encaminhado em março, foi alterado pelos parlamentares e sofreu críticas dos servidores.

(Agência Brasil)