Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Ciro Gomes: “Não tem vontade de ser candidato se Lula for!”

Ex-ministro do governo de Luiz Inácio Lula da Silva e ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT-CE) torce para que Lula não concorra novamente ao Planalto. Para Ciro, seria um “desserviço” ao Brasil uma eventual nova candidatura de Lula. O pedetista diz que não gostaria de concorrer contra o ex-presidente. “Não tenho a menor vontade de ser candidato se o Lula for”, diz.

Ciro também afirma que não tem interesse em ser vice em uma eventual chapa conjunta com Lula.

Em entrevista à Anna Virginia Balloussier, na Folha de S.Paulo desta segunda-feira, o político cearense criticou ainda o prefeito de São Paulo, João Doria, a quem ele classificou como “farsante”, além do “exibicionista” Sergio Moro e do “golpista” Michel Temer.

“Não tenho a menor vontade de ser candidato se o Lula for. Menos em homenagem a ele e mais porque a tendência é ele polarizar o processo. E eu ficar falando de modelo econômico… Vou ter um papel nobre, vou lá para meus 12%, 15% no mínimo, mas daí dizer para o povo que acredito que vou ser presidente… Não consigo mentir desse jeito”, afirmou.

Ainda sobre Lula:

“Temos longa história de parcerias e diferenças. Votei nele em 1989 [no segundo turno], 2002 e 2006. Na Dilma em 2010 e 2014. Entretanto, acho que nesse momento a candidatura do Lula desserve a ele e ao país. Na melhor das hipóteses, ganha e projeta essa confrontação odienta que está rachando o país. Mas a probabilidade de polarizar e perder é muito alta.”

Ciro não poupou críticas a Temer:

“Ele, para além de ser essa coisa constrangedora de chefe de quadrilha, sendo um velho e notório malversador de dinheiros públicos, virou chefe de um governo de patetas.”

Ciro também criticou o “exibicionismo midiático” do juiz Sergio Moro e sua decisão de coagir Eduardo Guimarães, editor do “Blog da Cidadania”, crítico à Lava Jato. “Mandar prender um blogueiro, tem uma coisa patológica nisso”, avaliou.

(Site Brasil 247)

Empresário fez repatriação de recursos via mandado de segurança

Mesmo sem ser permitido, cerca de cem parentes de políticos fizeram repatriação de recursos. Carlos Jereissatti, irmão do senador Tasso, foi um deles.

Usou um mandado de segurança, segundo informa a Coluna Radar, da Veja Online.

DETALHE – Por falar em Carlos Francisco, ele recebeu em Fortaleza, nesse sábado à noite, a Medalha da Abolição, durante solenidade no Centro de Eventos.

Chile, China e Egito anunciam retomada da importação de carne brasileira

O Chile decidiu retirar a suspensão total à importação da carne brasileira, mas manteve a proibição da entrada de produtos dos 21 frigoríficos investigados pela Operação Carne Fraca, da Polícia Federal. A informação foi divulgada neste sábado (25) pelo Serviço Agrícola e Pecuarista do Chile. O país havia anunciado a suspensão temporária à importação de carne do Brasil até que fossem prestados esclarecimentos sobre o caso. A China e o Egito também anunciaram a reabertura para a importação de carne do Brasil.

O órgão chileno justificou que a decisão foi tomada após ter recebido explicações do Ministério da Agricultura e Pecuária do Brasil em resposta ao pedido de informações detalhadas sobre as investigações da Polícia Federal. O Chile informou que poderá suspender as importações de qualquer outro estabelecimento que apareça posteriormente nas investigações.

A exemplo do Chile, o Egito e a China também mantiveram a proibição para a importação da carne dos frigoríficos investigados e que tiveram os certificados de exportação cassados pelo Ministério da Agricultura. Mais cedo, o Ministério da Agricultura havia anunciado  a “reabertura total do mercado de carnes brasileiras” pela China.

O Egito havia imposto a proibição até que as autoridades brasileiras fornecessem esclarecimentos considerados satisfatórios. O Ministério da Agricultura egípcio declarou reconhecer a qualidade da carne brasileira após exames feitos por três diferentes órgãos governamentais.

Pelo menos 19 países e a União Europeia suspenderam total ou parcialmente as importações de carnes brasileiras após o anúncio da Operação Carne Fraca. Outros quatro países, entre eles os Estados Unidos, reforçaram o controle sanitário para entrada do produto brasileiro.

As investigações da PF apontam a existência de esquema criminoso que envolve empresários do agronegócio e fiscais agropecuários que facilitavam a emissão de certificados sanitários para alimentos inadequados para o consumo.

(Agência Brasil)

Lula sobre Dallagnol – “O que aquele moleque entende de política?”

Em discurso durante evento do PT sobre a Lava Jato nesta sexta-feira, 24 ,em São Paulo, o ex-presidente Lula criticou o procurador Deltan Dallagnol – um dos procuradores da Lava Jato, que na semana passada disse que o ex-presidente liderava a organização criminosa que agia na Petrobras e é alvo de processo de Lula.

“Fomos criados para mudar a história deste país e para agir corretamente. Quem comete erro paga pelo erro que cometeu. A instituição é muito forte. E aquele Dallagnol sugerir que o PT foi criado para ser uma organização criminosa… O que aquele moleque conhece de política? Ele nem sabe como se monta um governo. Não tem a menor noção. Ele acha que sentar em cima da Bíblia dele dá a solução de tudo”, disse Lula.

(Site Brasil 247)

Por uma cidade de paz. Também na periferia

Com o título “Por uma cidade de paz. Também na periferia”, eis artigo do jornalista Haroldo Barbosa. Ele expõe o que foi a IV Caminhada pela Paz no Grande Bom Jardim, evento ocorrido nessa sexta-feira, em Fortaleza, e não pouca críticas ao Pacto Ceará Pacífico. Confira:

Basta de violência. Basta de uma vida sem direitos. Foi com esse mote que os moradores do Grande Bom Jardim saíram às ruas do bairro na sexta-feira, 23 de abril. Nem a chuva que alagou Fortaleza foi mais forte que a vontade/necessidade de protestar.

A IV Caminhada pela Paz no Grande Bom Jardim foi organizada pela Rede de Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável- DLIS, que congrega mais de 20 entidades.

A concentração para o ato aconteceu no Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) e denunciou a farsa que tem sido o programa “Ceará Pacífico Território Bom Jardim”, cujas 30 propostas previstas nas Matrizes de Prioridades foram entregues ainda em julho do ano passado à vice-governadora do Estado do Ceará, Izolda Cela, coordenadora do Projeto. Até hoje nem a resposta inicial do governo às proposta, que deveria acontecer um mês após a entrega, foi dada.

Na caminhada, vi evangélicos lado a lado com integrantes da Associação Espírita de Umbanda São Miguel.

Vi o MC Goga da Rima,que promove atividades culturais no bairro integrando MCs de toda a cidade, denunciar um suposto suplente de vereador, “Júnior Grandão”, que só vai permitir o uso das praças do bairro para cantar rap se os MCs pagarem uma taxa.

Vi vários cartazes levados por pessoas da comunidade lembrando com carinho a travesti Dandara, brutalmente assassinada e ouvi a fala vigorosa dos integrantes do grupo Asa Branca denunciando o preconceito e os crimes contra GLBTs.

Em outros cartazes li frases como “educação e cultura são também segurança pública” e “sem hipocrisia – a polícia mata na favela todo dia”.

Ouvi a denúncia contra chacinas e a impunidade de quem matou covardemente um jovem no bairro em 2009 e até hoje permanece impune. Eu e uma amiga, integrante do Instituto Ambiental Vira Mundo, lembramos do assassinato do ambientalista Carlos Guilherme, morto em 1º de abril de 2012 no Conjunto José Walter e cujos culpados permanecem impunes até hoje graças à inépcia(ou descaso) da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Ceará.

Vi a participação dos integrantes do MTST e da Ocupação Gregório Bezerra, que não fica no Bom Jardim, mas vieram apoiar a luta.

Vi crianças, juventude, pessoas idosas, muitas mulheres, trabalhadores com rostos sofridos e vi o apoio da população.

Não vi nenhuma equipe ou câmera dos programas policialescos e nem a presença de nenhum dos abutres que apresentam os mesmos.

Não vi a presença do deputado policial que, indo contra provas, Ministério Público, investigação policial e justiça, fala em chamar a população às ruas para garantir a liberdade imediata dos PMs acusados pela chacina do Curió.

Em sua fala,o integrante da Frente de Luta por Moradia Digna e coordenador do Centro de Defesa da Vida Herbert Souza (CDVHS), Rogério Costa, disse que a paz reivindicada na caminhada “Não é a paz do império, não é a paz dos governos, mas a paz que nasce da justiça, a paz que vem de baixo, a paz que nasce da garantia dos direitos para todos e todas”. E essa paz, que também não é a dos cemitérios, só será conquistada com muita luta.

*Haroldo Barbosa
Jornalista

Camilo e Beto Studart em clima de parceria 2018?

Camilo e Beto Studart.

A carona que Beto Studart, presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), deu, em seu jatinho, para o governador Camilo Santana (PT) no giro pela Europa, teria ecos em 2018?

Beto Studart , dizem amigos próximos, ainda não deixou de lado sonho por um mandato. De senador, quem sabe.

Bom lembrar que Beto já foi candidato a vice-governador na chapa de Lúcio Alcântara, que acabou perdendo para Cid Gomes o Abolição.

 

Hora do Planeta – Cidades brasileiras apagam as luzes em ação contra o aquecimento global

Mais de 100 cidades brasileiras – incluindo Fortaleza, aderiram este ano à mobilização da Hora do Planeta para incentivar a reflexão sobre como enfrentar o aquecimento global e preservar o meio ambiente. O projeto convoca pessoas, empresas e entidades públicas a apagarem as luzes durante uma hora hoje (25), das 20h30min às 21h30min. Criado em 2007 na capital australiana, Sydney, pela organização não governamental WWF, a iniciativa está presente em mais de 7 mil cidades. No Brasil, a ação ocorre desde 2009. Alguns eventos pontuais vão marcar a data, como um passeio ciclístico em Brasília pouco antes do apagar das luzes de monumentos como o Congresso Nacional, o Museu da República e a Catedral Metropolitana.

Segundo o diretor executivo do WWF-Brasil, Maurício Voivodic, as ações deste ano priorizaram o engajamento digital. “Fizemos vídeos que foram divulgados nas redes sociais, com pessoas comuns sobre o que ainda não conseguiram fazer para melhorar o planeta e o que o podem fazer para contribuir. É um convite à reflexão” disse.

Além da conscientização individual, a campanha também busca despertar a população para o problema do consumismo. “O atual padrão de consumo também é uma questão abordada nas nossas ações. O consumismo é um tremendo problema para a sociedade e para o planeta, gerando desperdício”, alertou Voivodic. “Nestes dez anos, o balanço é muito positivo, tem tocado as pessoas e hoje é a maior campanha ambiental do mundo, é um momento para parar e pensar como podemos cuidar melhor do nosso planeta”, completou.

No site da Hora do Planeta é possível acessar material com dicas do que cada um pode fazer para participar da campanha.

O WWF-Brasil desenvolve projetos em todo o país desde 1996 e integra a Rede WWF, com atuação em mais de 100 países e o apoio de cerca de 5 milhões de pessoas, incluindo associados e voluntários.

(Agência Brasil)

Medalha da Abolição vira ato de encontros políticos

Além do horizonte deve ter…

O senador Tasso Jereissati  (PSDB) vai rever neste sábado, às 17 horas, no Centro de Eventos, o governador Camilo Santana (PT) e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT).

Vai prestigiará seu irmão, o empresário Carlos Francisco Jereissati, que receberá a Medalha da Abolição, a mais alta comenda do Estado.

Carlos Francisco é um dos agraciados com a medalha, ao lado de Ciro Gomes, ministro Napoleão Nunes Maia (STJ), Alemberg Quindins (secretário da Cultura de Juazeiro do Norte), médico Valton Miranda e professora Luíza Teodoro.

 

Praia do Futuro – Nem ao mar nem tanto à terra

Com o título “Nem tanto ao mar nem tanto à terra”, eis artigo do advogado Leandro Vasques. Num dos trechos, que aborda a polêmica em torno da retirada ou não das barracas da Praia do Futuro, ele afirma: “Devemos pensar em um modelo que contemple as disposições constitucionais, especialmente o acesso aos bens de uso comum do povo”. Confira:

Quem já não aproveitou a quinta-feira do caranguejo ou um fim de semana em uma barraca na Praia do Futuro? Sem dúvidas, nossa orla oeste, com suas mais de 150 barracas, já deixou marca indelével na cultura fortalezense, com acentuada relevância para o turismo. Mas será que não haveria irregularidades em tal ocupação de espaços públicos por empresas particulares?

Discutem-se na Justiça Federal os aspectos jurídicos da ocupação das áreas de praia pelas barracas: de um lado, a Advocacia-Geral da União aponta que a ocupação é ilegal, pois, sendo a praia bem de uso comum, não pode ser apropriada por empresas e ter o acesso limitado por particulares; do outro, os empresários sustentam que as barracas geram milhares de empregos, fazem parte da cultura cearense e reforçam a economia por meio do turismo.

A Constituição Federal, em seu artigo 225, assegura a todos meio ambiente ecologicamente equilibrado, que é bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, o que inclui as praias em geral. Nos termos do artigo 10 da Lei nº 7.661/88, “as praias são bens públicos de uso comum do povo, sendo assegurado, sempre, livre e franco acesso a elas e ao mar, em qualquer direção e sentido, ressalvados os trechos considerados de interesse de segurança nacional ou incluídos em áreas protegidas por legislação específica”.

Nesse contexto, devemos pensar em um modelo que contemple as disposições legais e constitucionais, especialmente o acesso aos bens de uso comum do povo, mas que preserve as significativas vantagens trazidas pelas barracas.

Deve ser amplamente discutido um projeto de qualificação urbanística da Praia do Futuro, com o estabelecimento de limites claros e razoáveis, evitando, por um lado, que as barracas sejam simplesmente varridas da orla; e, por outro, proibindo que se instalem megaestruturas que impeçam a utilização do espaço por pessoas que não queiram pagar por isso.

Agora convenhamos. Resta indisfarçável que as barracas da Praia do Futuro já se incorporaram definitivamente no patrimônio cultural de nossa Capital, já tão limitada de atrativos turísticos.

Urge se encontrar uma solução salomônica: nem tanto ao mar nem tanto à terra.

*Leandro Vasques

leandrovasques@leandrovasques.com.br
Advogado criminal; mestre em Direito pela UFPE e conselheiro da Escola Nacional de Advocacia (ENA)

Mais uma delação confirma suposto repasse para Rodrigo Maia

Ex-presidente da Braskem, Carlos Fadigas confirmou, em delação premiada, as informações de Claudio Melo sobre o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ).

Segundo a dupla, Maia teria levado 100 mil reais para ajudar na tramitação de uma MP no Congresso. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

Além de Maia, também é citado na Lava Jato o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB/CE).

Sem calor humano – Fechado Posto de Informações Turísticas do Pinto Martins

Fechou um dos últimos postos de informações turísticas da Secretaria doTurismo do Ceará: o que operava no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Há muita reclamação de turistas. A Setur diz que fechou porque os turistas têm à disposição aplicativos com informações gerais sobre o Estado. Na realidade, foi contenção de despesas também.

O caso deve ficar agora para a futura gestão. No caso, a alemã Fraport.

(Foto – Paulo MOska)

Presidente da OAB Nacional apregoa reunificação do País

Essa é do presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Cláudio Lamachia, durante o encontro do Colégio de Presidentes da Ordem, encerrado nessa sexta-feira, num hotel de Aquiraz (Região Metropolitana de Fortaleza):

“Temos que encontrar alternativas para reunificar o Brasil e, cada vez mais, buscarmos combater a corrupção e a impunidade”.

A OAB já foi mais ousada.

 

MPT vai pedir veto integral à lei que flexibiliza terceirizações

O Ministério Público do Trabalho (MPT) enviou nesta quinta-feira uma nota técnica à Presidência da República pedindo o veto integral da lei que flexibiliza a terceirização.

O procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, afirmou ao GLOBO que o projeto aprovado ontem pelo Congresso Nacional não vai cumprir o que propõe e vai gerar mais insegurança jurídica no mercado de trabalho.

Para ele as relações empregatícias serão precarizadas e ocorrerá uma substituição de contratos indeterminados por temporários.

UFC divulga resultado final da análise de cotas da primeira convocação de suplentes pelo Sisu

A Universidade Federal do Ceará divulgou o resultado final da análise de documentação de cotas da primeira convocação de suplentes pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU). Após o julgamento dos recursos, foram confirmadas 591 matrículas. Os candidatos alocados no primeiro semestre já estavam matriculados liminarmente na UFC, com direitos e deveres equivalentes aos de estudantes regularmente matriculados. As aulas tiveram início em 13 de março.
Já os estudantes selecionados para o semestre 2017.2 deverão cumprir ainda mais uma etapa para assegurar a vaga na UFC: a confirmação presencial de matrícula, na coordenação de curso, nos dias 3 e 4 de agosto. O semestre letivo começará em 16 de agosto. Na ocasião será necessário apresentar RG ou outro documento oficial com foto e assinar a ata de confirmação de matrícula.
Os 25 candidatos com documentação indeferida foram eliminados do processo seletivo SISU 2017 da UFC. Dúvidas somente pelo e-mail ingresso-sisu@prograd.ufc.br.
SERVIÇO
 
*Resultado final da análise de cotas da 1ª Convocação de Suplentes: https://goo.gl/TGHtGb
*Calendário de Confirmação Presencial de Matrícula: https://goo.gl/XzrWn0
*Contatos de coordenações de curso da UFC: https://goo.gl/bk3Ipk

Lula e as perspectivas para 2018

235 1

José Guimarães é do grupo de petistas quer quer Lula presidindo a legenda.

A decisão de Lula de não presidir o PT trará pelo menos um entrave à sua campanha presidencial, já em pleno curso.

Como presidente de honra, Lula não pode ter suas viagens pagas pelo PT. Só pode fazer isso se acompanhado pelo presidente.

A situação é mais grave diante das finanças do Instituto Lula, que estão em frangalhos.

Lá vem o pato, pato aqui, pato acolá…

Como título “O pato brasileiro e os brasileiros patos”, eis o que escreve Arruda Bastos, ex-secretário estadual da Saúde e militante do PCdoB, sobre o momento atual do País. Ele diz que se inspira na campanha publicitária da Fiesp. Confira:

Resolvi, na minha crônica de hoje, falar de um belo espécime que está, no momento, em evidência no Brasil: trata-se do lépido e fagueiro pato. Ele foi inspiração para diversas campanhas publicitárias da Federação das Indústrias de São Paulo – FIESP – e elas, responsáveis por transformar uma grande quantidade de brasileiros em “patos”.

Pato é uma ave da família “Anatidae”, geralmente menor que os anserídeos (gansos e cisnes), encontrado em água doce e salgada. Eles alimentam-se de vegetação aquática, moluscos e invertebrados. Algumas espécies são migratórias. O pato é um dos poucos animais que anda, nada e voa; é o único que consegue dormir com metade do cérebro e manter a outra em alerta. O pato da Fiesp é assim, não dorme de touca.

Na culinária, ele é muito apreciado e em várias regiões do nosso país é destaque no cardápio de restaurantes e da cozinha popular. Podemos destacar as receitas utilizando a apetitosa ave com laranja, assado, cozido, o tradicional arroz de pato, com tucupi e o insuperável peito de pato com figos assados e batatas ao roquefort. Vou parar, pois já estou desejando traçar o pato da Fiesp.

Na música, ele é inspiração e encontra-se presente em várias páginas do nosso cancioneiro. Quem não lembra da letra “Lá vem o Pato / Pata aqui, pata acolá. / Lá vem o Pato / Para ver o que é que há / O Pato pateta / Pintou o caneco / Surrou a galinha / Bateu no marreco / Pulou do poleiro / No pé do cavalo / Levou um coice / Criou um galo… Comeu um pedaço / De genipapo / Ficou engasgado /Com dor no papo / Caiu no poço / Quebrou a tigela / Tantas fez o moço / Que foi prá panela”. É o que está acontecendo agora com o da Fiesp.

No cinema, ele é astro de primeira grandeza na obra de Walt Disney: tio Patinhas, Pato Donald, seus sobrinhos e muitos outros. Em filmes adultos ele também está presente, sempre com grande desempenho. É querido por espectadores de todas as idades e super premiado no Oscar e em outras cerimônias de Hollywood. Como o da Fiesp, ele é mesmo bom de comédia.

Na linguagem popular, o pato sempre está presente. A expressão mais conhecida é “pagar o pato”, que significa fazer o papel de tolo, pagando por aquilo que não deve. “Pagar o pato” é de origem portuguesa e proveniente de um jogo que era praticado no passado. Ela é utilizada para rotular a pessoa que leva a culpa por algo ou arca com as consequências de determinada ação realizada por outra. Foi o que os iludidos pelo pato da Fiesp acarretaram.

Para concluir, digo que infelizmente uma parte dos brasileiros se deixou levar pelo pato da Fiesp, mídia golpista e partidos políticos reacionários e envolvidos em todo tipo de falcatrua. Eles iludiram os incautos e os transformaram em “patos”. Hoje, esse grupo encontra-se arrependido e entendem que todos nós vamos “pagar o pato” com as reformas trabalhista, previdenciária e a terceirização irrestrita promovida por esse governo ilegítimo.

Agora só nos resta com espírito cristão dizer como Jesus: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lc 23, 34) ou apelar para o texto judaico que diz “O arrependimento é a chave que abre qualquer fechadura”. Vamos, então, lutar juntos, “patos” ou não, para a volta da nossa democracia. Antes tarde do que nunca!

Arruda Bastos é médico, professor universitário, membro da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores, radialista, ex-secretário da saúde do Ceará e um dos coordenadores do Movimento Médicos pela Democracia.

*Arruda Bastos.

Ex-secretário estadual da Saúde e militante do PCdoB/CE.

Semana Nacional de Conciliação- Precatórios do Estado podem ser incluídos nas audiências

Trabalhadores com precatórios contra o Estado do Ceará têm a oportunidade de antecipar o recebimento de seus créditos. A Divisão de Precatórios do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará está agendando audiências de conciliação para Semana Nacional da Conciliação Trabalhista, que será realizada no período de 22 a 26 de maio.

Para incluir o processo na pauta da Semana, basta enviar petição dirigida ao Juízo Auxiliar de Conciliação de Precatórios do TRT/CE. O protocolo deve ser feito direto no Tribunal (Av. Desembargador Leite Albuquerque, 1077, Aldeota, Fortaleza). Também é possível enviar o pedido pelo Portal de Serviços, no site do Tribunal, ou ainda pelo endereço eletrônico precatorio@trt7.jus.br.

Somente serão considerados os pedidos formulados após a publicação do edital, que ocorreu no dia 21 de março. Os pedidos formulados anteriormente deverão ser renovados. A solicitação de inclusão de processos de precatórios na pauta da Semana de Conciliação só pode ser feita até o dia 26 de abril.

“Estamos marcando audiências somente de precatórios do Estado, porque foi o único ente público que optou por fazer acordos”, explica a coordenadora dos precatórios no TRT/CE, juíza do trabalho Gláucia Monteiro. Hoje existem pendentes no TRT do Ceará cerca de 360 precatórios expedidos contra o Governo Estadual, no valor global de R$ 153 milhões.

Após o pedido, o Tribunal fará a citação das partes e dos advogados para comparecimento à audiência durante a Semana da Conciliação. Não havendo acordo, será determinado o prosseguimento normal do processo.

(Site do, TRT do Ceará)