Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Encceja para pessoas privadas de liberdade abre inscrições

As inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para detentos e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Encceja Nacional PPL) começam nesta segunda-feira (15) e vão até o dia 26 de julho, de acordo com edital de 27 de junho do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), publicado na edição de 28 de junho do Diário Oficial da União.

O exame, aplicado pelo Inep, é destinado àqueles que não concluíram os estudos na idade adequada e serve como oportunidade de obter os certificados do ensino fundamental e médio. O participante deve ter, no mínimo, 15 anos de idade para certificação do fundamental e, pelo menos, 18 anos, para o ensino médio, na data da aplicação das provas nos dias em 8 e 9 de outubro.

O Encceja Nacional PPL é dividido em quatro provas objetivas por nível de ensino e uma redação. Cada prova objetiva tem 30 questões de múltipla escolha. Os que buscam a certificação do ensino fundamental serão avaliados nas seguintes áreas do conhecimento: ciências naturais; história e geografia; língua portuguesa, língua estrangeira, artes, educação física e redação; e matemática. Para o ensino médio, será exigido conhecimento nas áreas de ciências da natureza; ciências humanas; linguagens e códigos e redação; e matemática.

As unidades prisionais e socioeducativas interessadas em aplicar o Encceja Nacional PPL deverão ser indicadas pelos órgãos de administração prisional e socioeducativa. É obrigatório firmar termo de adesão, responsabilidades e compromissos com o Inep entre 8 e 19 de julho de 2019, exclusivamente pela internet, por meio do Sistema de Adesão e Inscrição PPL. Cada unidade prisional ou socioeducativa indicada terá um responsável pedagógico que, além das inscrições dos participantes, ficará encarregado de acessar os resultados e pleitear a certificação.

(Agência Brasil)

Mercado reduz estimativa de crescimento da economia para 0,81%

130 2

A estimativa do mercado financeiro para o crescimento da economia este ano continua em queda. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal do Banco Central (BC) com instituições financeiras, a projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – desta vez foi reduzida de 0,82% para 0,81%. Essa foi a 20ª redução consecutiva.

Para 2020, a expectativa é que a economia tenha crescimento maior, de 2,10%, na semana passada, a estimativa era de 2,20%. A previsão para 2021 e 2022 permanece em 2,50%.

Inflação

A estimativa de inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), subiu de 3,80% para 3,82% este ano. A meta de inflação de 2019, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

A projeção do mercado financeiro para a inflação em 2020 é 3,90%. A meta para o próximo ano é 4%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para 2021, o centro da meta de inflação é 3,75% e para 2022, 3,5%, também com intervalos de tolerância de 1,5 ponto percentual. A previsão do mercado financeiro para a inflação em 2021 e 2022 permanece em 3,75%.

Taxa básica de juros

Para alcançar a meta de inflação, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, mantida em 6,5% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Ao final de 2019, as instituições financeiras esperam que a Selic esteja em 5,50% ao ano, mesma projeção da semana passada. Para o fim de 2020, a expectativa é que a taxa básica baixe para 6% ao ano e, no fim de 2021 e 2022, chegue a 7% e 7,5% ao ano, respectivamente.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. Quando o comitê aumenta a Selic, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

A manutenção da Selic indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.

(Agência Barsil)

Receita já está pagando restituições do 2º lote do Imposto de Renda

A Receita Federal começou a pagar, nesta segunda-feira (15), o 2º lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2019, e também, as restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018. Estão sendo depositados R$ 5 bilhões para 3.164.229 contribuintes.

Desse total, R$2.362.514.597,42 referem-se a restituição de 15.489 contribuintes idosos acima de 80 anos, 197.895 contribuintes entre 60 e 79 anos, 24.793 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave, e 1.251.906 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

O dinheiro está sendo depositado nas contas informadas na declaração. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento.

SERVIÇO

*Para saber se teve a declaração liberada, é preciso acessar o site da Receita Federal, ou ligar para o Receitafone, no número146. A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. A restituição ficará disponível no banco durante um ano.

(Agência Brasil)

Após novos trechos de conversas vazadas, PT quer o afastamento de Deltan Dallagnol por 120 dias

O Partido dos Trabalhadores encaminhou uma representação ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) pedindo a apuração das relações do procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato, com três empresas que organizam palestras.

O partido, segundo informa a Folha de S.Paulo desta segunda-feira, quer ainda o afastamento do procurador e de seu colega Roberto Pozzobon por 120 dias ou a abertura de processo disciplinar contra ambos.

Esse ato do PT foi motivado pela divulgação, nesse domingo, pelo The Intercept Brasil e Folha de S.Paulo, de novos trechos de conversas vazadas. Agora entre Deltan e o procurador Pozzobon.

(Foto – Agência Brasil)

Ministros do Supremo questionam decisão do CNMP de não investigar palestras de Deltan Dallagnol

A nova leva de mensagens da Lava Jato, revelada nesse domingo (14) pela Folha e pelo The Intercept, fez integrantes do STF ironizarem membros do Conselho Nacional do Ministério Público que avalizaram as palestras de Deltan Dallagnol como legais e filantrópicas. Parte do colegiado foi questionada por ministros se o material não deixa claro que o procurador é mesmo um exemplo de “abnegação” e “espírito público”. Os diálogos mostram planos para obter lucros. A informação é da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta segunda-feira.

Integrantes do CNMP que já planejavam reabrir investigação sobre Dallagnol por suposta dobradinha com o ex-juiz Sergio Moro agora dizem que é inevitável levar também o tema das palestras à reavaliação do órgão.

Segundo as mensagens, o procurador articulou com um colega a criação de empresa de palestras no nome de suas mulheres para evitar questionamentos legais. Nos diálogos, Dallagnol diz ter recebido cerca de R$ 400 mil líquidos em um ano.

As revelações também dão nova carga ao debate em torno da criação de uma fundação administrada pelo MPF com R$ 2,5 bilhões recuperados da Petrobras.

Ministros do Supremo passaram o domingo reavaliando os termos do trato, já suspendido cautelarmente pela corte, à luz da nova publicação de diálogos.

Em representação ao CNMP, o PT pede apuração das relações de Dallagnol com três empresas que organizam palestras. Solicita ainda o afastamento do procurador e de seu colega Roberto Pozzobon por 120 dias ou a abertura de processo disciplinar contra ambos.

(Foto – Agência Brasil)

Roberto Cláudio – De Nova York para a Paupina

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), já retornou dos EUA e, às 18 horas desta segunda-feira, cumprirá agenda na comunidade de Paupina, ena Grande Messejana. Ali, ele vai entregar mais uma areninha, informa a assessoria de comunicação do Paço Municipal.

Roberto Cláudio esteve na última semana em Nova York, a convite da Bloomberg Foudatinon, instituição que apoia projetos de mobilidade urbana na Capital cearense e em outras cidades do mundo, expondo balanço da gestão na área.

Ele também aproveitou para difundir oportunidades de negócios durante encontro com empresários na Câmara do Comércio Brasil-Estados Unidos e buscar parcerias com a Universidade de Columbia no campo da educação e política de infância.

(Foto – Aurélio Alves)

PGR – Sucessor de Raquel Dodge enfrentará caixa em apertos

O futuro titular da Procurador-Geral da República, com posse marcada para setembro, terá pela frente dificuldades nas conta do Ministério Público Federal neste ano. É o que informa a Folha de S.Paulo desta segunda-feira.

Em março último, a atual titular do órgão, Raquel Dodge calculou que faltariam R$ 100,4 milhões para pagar despesas discricionárias (não obrigatórias) dos últimos três meses do ano sem estourar o teto de gastos. O orçamento total do MPF para 2019 é de R$ 4,1 bilhões.

O possível déficit alarmou os chefes das Procuradorias nos estados, que em abril enviaram à PGR um ofício apontando desequilíbrio nas contas e cobrando “organização por parte do poder central”.

“Mantido o atual cenário, impossibilidade de realizar pagamentos, relativos ao custeio básico, nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2019, poderia acarretar a paralisação das unidades [nos estados]”, escreveram 28 procuradores de todo o país.

Além disso, as despesas discricionárias cresceram a partir de maio, sobretudo com terceirizados, e a PGR assinou grandes contratos na área de tecnologia —motivando, nos bastidores, novas críticas de procuradores, que consideraram o momento impróprio para abrir a torneira dos gastos.

A PGR informou que há medidas em andamento para diminuir o déficit previsto. “Não é possível precisar neste momento qual é o valor atual de eventual déficit no limite de pagamento, no entanto é possível afirmar que já é um número bem menor que o projetado em março. Não faltará valor algum”, afirmou, em nota.

(Foto – Agência Brasil)

Caso do prefeito cearense acusado de abusar mulheres vira pauta do “Fantástico”

1009 11

O programa Fantástico, da Rede Globo, expôs, nesse domingo, denúncias envolvendo o prefeito de Uruburetama, José Hilson Paiva, em crime de abuso sexual de suas pacientes. Ele teria se aproveitado de mulheres que procuraram o gestor da cidade, também ginecologista, em busca de consulta. Na reportagem, vídeos gravados pelo próprio médico, com as pacientes, informa o Portal G1.

Nelas, o prefeito e ginecologista Hilson aparece com a boca nos seios de mulheres sob o pretexto de estar tirando secreção e penetrando as pacientes, alegando que precisava “desvirar” o útero delas.

As denúncias contra o prefeito vêm desde a década de 1980, o que não resultou em condenação até então. Em outros casos, as mulheres relataram que tinham medo de denunciar o gestor porque dependiam da Prefeitura de Uruburetama para ter emprego no serviço público.

Jogada da oposição

O Ministério Público ouviu o relato de seis mulheres que dizem ser vítimas de abuso do médico. O prefeito afirma que nunca fez “nada forçado” e que as acusações são “jogada da oposição”. “Querem me derrubar”, argumenta Hilson de Paiva.

Especialistas que assistiram aos vídeos afirmam que em nenhum momento Hilson Paiva realizou um atendimento ginecológico. “Trata-se de um monstro”, e as imagens “demonstram claramente um estupro da paciente”, avaliam profissionais da Associação Médica Brasileira.

DETALHE – Os vídeos não podem ser publicados porque há mulheres nuas nas imagens e cenas de abuso sexual.

DETALHE 2 – Doutor Hilson, como gosta de ser chamado, tem 70 anos, atende em hospitais públicos e também é político. Ele foi eleito prefeito de Uruburetama em 2016 com 76% dos votos.

*Caso foi exposto em março de 2018 no O POVO aqui.

(Foto – Arquivo)

Termina nesta segunda-feira prazo para pequenas empresas solicitarem retorno ao Simples

O prazo para que micros e pequenas empresas (MPE) excluídas do Simples Nacional solicitem retorno ao sistema termina hoje. A orientação consta da Resolução nº 146, do Comitê Gestor do Simples Nacional, da Receita Federal. O Simples Nacional é regime tributário diferenciado, que reúne, em um único documento de arrecadação, os principais tributos federais, estaduais, municipais e previdenciários devidos às MPEs.

A possibilidade de retorno se aplica a negócios de pequeno porte que tenham sido retirados do sistema em 1º de janeiro de 2018. A outra condição é de que tenham aderido ao Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte optantes pelo Simples Nacional (Pert-SN). É necessário ainda que a MPE não apresente nenhuma das restrições previstas na Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006.

Não podem aderir ao Simples Nacional, por exemplo, empreendimentos que trabalhem com importação ou fabricação de automóveis e motocicletas. Atacadistas de cigarros, armas de fogo, pólvoras e explosivos também entram na categoria daqueles que não estão habilitados à inscrição.

Foi publicada em 3 de julho de 2019 a Resolução do Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) nº 146, de 26 de junho de 2019, que regulamentou a possibilidade de as empresas excluídas do Simples Nacional em 1º de janeiro de 2018 poderem realizar nova opção por esse regime. A nova opção foi autorizada de forma extraordinária pela Lei Complementar nº 168, publicada em 12 de junho de 2019.

(Agência Brasil)

Deputado difunde nas bases o porquê do apoio à aposentadoria dos professores

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na última sexta-feira (12), por 465 votos contra 25, uma mudança em um dispositivo da reforma da Previdência que beneficia professores que já estão próximos da idade de aposentadoria.

A alteração, que atinge uma das regras de transição entre o antigo e o novo sistema previdenciário reduz a idade mínima para que os professores tenham direito ao benefício.

“O texto aprovado na comissão especial já previa regra diferenciada para as professoras. Ele estabelecia que, para essa categoria, a idade mínima para aposentadoria seria dois anos inferior à estabelecida para os demais trabalhadores e, o tempo mínimo de contribuição, cinco anos menor”, explicou o deputado Genecias Noronha (SD), que inicia reuniões para expor melhor o tema entre correligionários e eleitores.

Ele também tratará nas bases sobre a previdência dos agricultores.

(Foto – Agência Câmara)

Mulher invade altar e derruba Padre Marcelo Rossi

Após furar o esquema de segurança, uma mulher invadiu o palco e derrubou o padre Marcelo Rossi durante celebração neste domingo, 14. Era o fim do acampamento “Por Hoje Não” (PHN), voltado para jovens, em Cachoeira Paulista, interior de São Paulo, neste domingo, 14. Cinquenta mil pessoas ouviam Rossi durante a missa.

A missa era transmitida ao vivo pela internet. As imagens mostram a ministração do religioso quando, de repente, uma mulher de blusa branca vai em direção do padre e o empurra. Ele cai do palco, enquanto a mulher aparece sorrindo. A câmera muda de posição e mostra os fiéis atônitos.

A mulher, de 40 anos, tem transtornos mentais, conforme a caravana da qual ela participava afirmou ao G1. De acordo com a Polícia Militar, a mulher foi retirada do espaço e levada à delegacia. O registro do caso está sendo feito pela equipe da Canção Nova, organizadora do evento. Após o incidente, o padre retornou ao palco e se negou a abrir um Boletim de Ocorrência (B.O.) contra a agressora.

(Com POVO Online)

STF – Juízes auxiliares negociam reajuste salarial

Os 27 juízes auxiliares que atuam nos gabinetes dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) estão insatisfeitos com seus vencimentos. A informação é do jornal O Globo deste domingo.

Há meses eles negociam com os ministros a quantidade de diárias a que têm direito e o aumento do valor delas. Hoje, cada juiz embolsa, no máximo, R$ 4.200 mensais desses extras.

O objetivo é conseguir o mesmo benefício pago aos procuradores requisitados pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) — que podem ganhar até R$ 12.442,90 em diárias por mês.

Se os juízes auxiliares conseguirem o aumento pleiteado, na prática ganharão mais do que seus chefes diretos. Os vencimentos dos ministros do STF, que estabelece o teto do funcionalismo, é de R$ 39.293,32.

(Foto – STF)

Ecos 2020 – TSE propõe voto distrital para vereador

310 1

Um grupo de trabalho coordenado pelo vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, propõe mudar radicalmente a forma de eleger vereadores no ano que vem. Em documento entregue no mês passado para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o tribunal defende adotar, já em 2020, o sistema distrital misto em cidades com mais de 200 mil habitantes. A ideia é separar os município em distritos, que elegeriam seus representantes isoladamente.

O modelo distrital misto, inspirado no sistema adotado na Alemanha, prevê a divisão dos Estados e municípios em distritos eleitorais – dessa forma, os candidatos a vereador em um bairro da zona sul de São Paulo, por exemplo, seriam diferentes daqueles dos eleitores de um bairro na zona norte. A divisão de cada cidade em distritos seria feita pelo próprio TSE, que convocaria audiência pública com representantes dos partidos políticos para definir os critérios e os limites de cada um.

Questionado, o TSE não informou até a conclusão desta edição sobre previsão para a audiência nem sobre estudos envolvendo a divisão das cidades em distritos. Um dos receios é de que a definição dos limites geográficos de cada região beneficie candidatos e leve a distorções no resultado das eleições – nos Estados Unidos, a polêmica chegou à Suprema Corte, que concluiu que não cabe ao tribunal decidir sobre a divisão dos mapas.

No sistema proposto pelo grupo de trabalho do TSE, metade das cadeiras na Câmara Municipal, assembleias legislativas e da Câmara dos Deputados seria definida conforme o voto distrital – ou seja, o voto nos candidatos de cada região. A outra metade seria eleita pelo chamado voto em legenda, em lista fechada, em que os candidatos de cada partido são informados em uma lista predeterminada, que já definiriam a ordem em que as vagas serão preenchidas. Neste caso, o eleitor escolhe uma lista, e não um candidato.

‘Difícil’

Rodrigo Maia, no entanto, disse ao Estado que vê a mudança no sistema eleitoral como difícil de ser aprovada a tempo de valer para o ano que vem. “É uma proposta muito boa. Não sei se tem voto (para passar no Congresso), porque mudar o sistema eleitoral é difícil”, afirmou.

Para o presidente da Câmara, o sistema atual vem gerando uma pulverização do quadro político, o que atrapalha a “governabilidade e a relação do Executivo com o Legislativo” pelo número excessivo de partidos.

As críticas ao atual sistema são endossadas por Barroso, que assumirá o comando do tribunal em 2020. Para o ministro, o Brasil precisa de uma reforma política capaz de baratear o custo das eleições e facilitar a governabilidade. “O sistema atual não está sendo bom para o País”, disse Barroso ao Estado.

A adoção do distrital misto encontra resistência entre parlamentares – para entrar em vigor em 2020, seria necessário aprovar as mudanças até o fim de setembro, um ano antes das próximas eleições. “Teríamos dois meses apenas, é impossível chegar a um acordo”, afirmou o presidente do Solidariedade, deputado Paulinho da Força (SP). O debate ainda dividiria as atenções no Congresso com as articulações em torno da reforma da Previdência.

(O Estado de São Paulo)

Fortal 2018 – Confira o roteiro dos blocos da micareta

Tudo pronto para o Fortal 2019.

A organização já definiu a ordem da passagem dos blocos no corredor da folia da Cidade Fortal, o que ocorrerá no período de 25 a 28 deste mês de julho. Confira a ordem de apresentação dos blocos:

*Quinta-feira (25)

· 20h – Bloco Oba – Saulo Fernandes
· 20h45 – Bloco Bagunça – Harmonia do Samba
· 21h30 – Bloco Vambora – Bell Marques, Rafa e Pipo Marques

*Sexta-feira (26)

· 20h30 – Bloco Largadinho – Alinne Rosa
· 21h15 – Bloco Eh Loco – Saia Rodada e Gustavo Miotto
· 22h – Bloco Siriguella – Bell Marques

*Sábado (27)

· 20h – Bloco Eh Loco – Léo Santana
· 20h45 – Bloco Siriguella – Bell Marques
· 21h30 – Bloco Village – Ivete Sangalo

*Domingo (28)

· 19h30 – Bloco Siriguella – Bell Marques
· 20h15 – Bloco Village – Ivette Sangalo
· 21h – Bloco Vai Safadão – Wesley Safadão

(Foto – Divulgação)

UFC abre concurso para professor da Casa de Cultura Francesa

Estão abertas as inscrições do concurso para professor da Casa de Cultura Francesa da Universidade Federal do Ceará. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de julho, de forma presencial ou por procuração, na secretaria da Coordenadoria Geral das Casas de Cultura Estrangeira (Avenida da Universidade, 2683, Benfica), das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas, informa a assessoria de imprensa da Instituição.

Podem concorrer candidatos com graduação em Letras, na modalidade licenciatura plena, com habilitação em Língua Francesa. A vaga é para jornada de trabalho de 40 horas semanais com dedicação exclusiva.

SERVIÇO

*Mais detalhes do concurso podem ser consultados no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas: http://www.progep.ufc.br/edital-111-2019/.

*Divisão de Concursos e Provimento da PROGEP – (85) 3366 7407.

(Foto – Evilázio Bezerra)

 

Reforma da Previdência – Rodrigo Maia não tem receio de perder votos até a votação do segundo turno

312 2

“Acredito o seguinte: se o plenário deu 379 votos sem governo com força para fazer pressão nos deputados pedindo apoio, pedindo voto – porque não há um governo de coalizão –, eu não vejo muitos riscos de a gente perder votos até a primeira semana de agosto”, disse o presidente da Câmara dos Deputados, Ronivaldo Maia (DEM/RJ), em entrevista à TV Globo, nesse sábado. Ele não teme perder votos até a votação do segundo turno da matéria.

No período de recesso, que vai de 18 a 31 de julho, os deputados costumam voltar para os seus estados de origem e, em contato com as suas bases, podem virar alvo de críticas por seus posicionamentos no plenário e, assim, mudar de ideia.

O texto-base passou em primeiro turno com um placar expressivo de 379 votos a 131. Parlamentares da oposição, porém, apostam na pressão de eleitores durante o recesso parlamentar para a virada de votos e uma eventual derrubada ou modificação da proposta.

Maia pretende iniciar a análise em segundo turno em 6 de agosto. Na avaliação dele, é possível concluir a votação no dia 8, e enviar o texto ao Senado no dia 9 de agosto.

O texto, que mexe nas regras de aposentadoria, foi aprovado em primeiro turno na noite de sexta-feira (12) e, horas depois, teve a redação final ratificada pela comissão especial. Entre outros pontos, a proposta prevê idade mínima de aposentadoria de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens.

(Com Portal G1/Foto – Agência Brasil)

The Intercept Brasil – Deltan montou plano para lucrar com fama da Lava Jato

1574 62

O procurador Deltan Dallagnol teria planejado ficar rico às custas da fama e do prestígio da Operação Lava Jato, que prendeu o ex-presidente Lula e permitiu a ascensão de um governo de natureza neofascista, quebrou o setor de engenharia e desempregou milhões de brasileiros, segundo opositores. Informa o site Brasil 247, baseado em novas conversas da Vaza Jato, revelados neste domingo, numa parceria entre The Intercept Brasil e Folha de S. Paulo.

“Em um chat sobre o tema criado no fim de 2018, Deltan e um colega da Lava Jato discutiram a constituição de uma empresa na qual eles não apareceriam formalmente como sócios, para evitar questionamentos legais e críticas. A justificativa da iniciativa foi apresentada por Deltan em um diálogo com a mulher dele. “Vamos organizar congressos e eventos e lucrar, ok? É um bom jeito de aproveitar nosso networking e visibilidade’, escreveu”, aponta a reportagem de Flavio Ferreira, Leandro Demori e Amanda Audi.

“Os procuradores cogitaram ainda uma estratégia para criar um instituto e obter elevados cachês. ‘Se fizéssemos algo sem fins lucrativos e pagássemos valores altos de palestras pra nós, escaparíamos das críticas, mas teria que ver o quanto perderíamos em termos monetários’, comentou Deltan no grupo com o integrante da força-tarefa. A realização de parcerias com uma firma organizadora de formaturas e outras duas empresas de eventos também foi debatida nessa conversa. A lei proíbe que procuradores gerenciem empresas e permite que essas autoridades apenas sejam sócios ou acionistas de companhias”, aponta ainda o texto.

Reação

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) promete não dar sossego ao procurador Deltan Dallagnol, que aparece neste domingo em reportagem da Folha e do Intercept discutindo a criação de uma empresa de palestras para ficar rico com a fama da Lava Jato.

“Na época quando eu e @wadih_damous denunciamos os incautos acharam exagero. Afinal de contas, ele só queria promover a cidadania e o combate a corrupção. E agora ?? #VazaJato Voltaremos ao CNMP para que toda verdade seja esclarecida e possamos saber quanto e como ele recebeu”, escreveu Pimenta.

(Foto – Agência Brasil)

Bolsonaro vai à reunião do Mercosul em clima de vapt-vupt

O presidente Jair Bolsonaro vai à Argentina na próxima quarta-feira.

Ali, participara de reunião do Mercosul, mas deverá ter permanência rápida, segundo informa a Veja Online.

Ele, no entanto, ainda nesta sexta-feira, segundo a área de comunicação do Palácio do Planalto, dará uma entrevista ao jornal Clarín, desse País.

(Foto – Agência Brasil)

Produção industrial recua em sete estados; Ceará apresenta queda

A produção industrial recuou em oito dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na passagem de abril para maio deste ano, acompanhando o recuo de 0,2% da indústria nacional no período. Segundo a Pesquisa Industrial Mensal, divulgada hoje (12), a maior queda foi observada no Espírito Santo (-2,2%).

Outros estados com queda na produção foram Rio Grande do Sul (-1,4%), Santa Catarina (-1,3%), Minas Gerais (-1%), Ceará (-0,9%), Mato Grosso (-0,7%) e Pernambuco (-0,6%) a seguir. A Região Nordeste, que tem a produção industrial de seus nove estados calculada em conjunto, recuou 0,9%.

Sete estados tiveram aumento na taxa, com destaque para o Pará, que teve uma alta recorde de 59,1%, devido à retomada do setor extrativo mineral no estado. Outros locais com alta foram o Rio de Janeiro (8,8%), Goiás (1,6%), o Amazonas (1,2%), a Bahia (1,1%), o Paraná (0,7%) e São Paulo (0,1%).

Outras comparações

Na comparação com maio do ano passado, 12 dos 15 locais pesquisados tiveram alta, com destaques para os três estados do Sul: Paraná (27,8%), Rio Grande do Sul (19,9%) e Santa Catarina (19,3%). Entre os três locais com queda, o recuo mais intenso foi no Espírito Santo (-17,4%).

No acumulado do ano, oito locais tiveram alta, com destaque também para os três estados do Sul: Paraná (10,4%), Rio Grande do Sul (8,8%) e Santa Catarina (6,1%). Sete locais tiveram queda, a maior delas no Espírito Santo (-11,8%).

No acumulado de 12 meses, oito locais pesquisados tiveram altas, com destaque, mais uma vez para Rio Grande do Sul (9,2%), Paraná (6,3%) e Santa Catarina (5%). Dos sete locais em queda, o maior recuo foi observado no Espírito Santo (-4,1%).

(Agência Brasil)