Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Instituto Maria da Penha faz campanha de arrecadação online

juliana-paes-aniversario

Da direção do Instituto Maria da Penha, recebemos a seguinte nota, em tom de apelo:

Caro Eliomar de Lima,

O Instituto Maria da Penha (IMP) está fazendo uma campanha de arrecadação online. Nós tivemos um ano muito difícil em 2016 e, tudo indica, 2017 também será difícil. Por isso entramos nessa empreitada e lançamos uma campanha de crowdfunding (arrecadação online).

A campanha ficará no ar durante dois meses, mas precisamos bater 30% da meta nos primeiros 15 dias. Por conta disso, precisamos da ajuda de todos que conhecem o nosso trabalho.

Vários artistas estão aderindo a campanha nos enviando vídeos com o apoio como a Luiza Brunet, Juliana Paes, Camila Pitanga, Marcos Pasquim, Lázaro Ramos, etc. Além do apoio da Onu Mulheres e outras instituições.

SERVIÇO

*Para doar é fácil e seguro é só clicar no link:  kickante.com.br/mariadapenha

Atenciosamente,

*Conceição de Maria

IMP.

STJ mantém suspensos interrogatórios do “mensalão” do DEM

A 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça rejeitou nessa quinta-feira (2/2), por unanimidade, embargos de declaração interpostos pelo Ministério Público Federal contra decisão da corte que suspendeu a tramitação dos processos contra o ex-governador do DF José Roberto Arruda, na chamada operação caixa de pandora.

No final do ano passado, o tribunal suspendeu a fase de interrogatório nas ações penais que envolvem Arruda, acusado de integrar esquema que fraudava contratações em troca de propina, apelidado de “mensalão do DEM”. Por economia processual, nos termos do artigo 580 do Código de Processo Penal, ele estendeu os efeitos da decisão aos demais réus denunciados com base nas informações colhidas pela operação. O relator do Habeas Corpus impetrado pela defesa do político é o ministro Reynaldo Soares da Fonseca.

O ministro determinou perícia no aparelho de gravação ambiental utilizado em 2009 pelo ex-secretário Durval Barbosa, delator do caso. Durante todo o processo penal, a defesa sustentou que houve edição do material captado pelo equipamento. O ministro entendeu que seria melhor evitar o interrogatório de Arruda, sob pena de posterior renovação do depoimento.

“A prudência recomenda seja privilegiada a ampla defesa na situação retratada, por meio do efetivo contraditório e da paridade de armas, consistente da possibilidade de a defesa realizar a contraprova relativa à prova trazida pela acusação. Com efeito, tendo o Ministério Público se utilizado de gravações ambientais para formular acusações, nada mais coerente que a defesa possa questioná-las, principalmente no caso dos autos, em que há indícios de manipulação”, diz o acórdão da decisão.

Em fevereiro do ano passado, também analisando um recurso relacionado ao caso, o colegiado do STJ entendeu que o MP errou ao considerar que o pagamento de vantagem indevida a ocupante de cargo público é ao mesmo tempo corrupção e lavagem de dinheiro. Por isso, trancou todas as denúncias de lavagem de dinheiro oferecidas no processo. Por unanimidade, o colegiado entendeu que a inicial do Ministério Público foi inepta, seguindo o voto do relator. A decisão abrangeu todas as acusações de lavagem de dinheiro aos envolvidos na operação.

(Site do Consultor Jurídico)

Temer empossa quatro novos ministros

1064158-1-03-02-2017_ant-7580

O presidente Michel Temer deu posse hoje (3) a quatro ministros. Em cerimônia no Palácio do Planalto, foram empossados o deputado Antônio Imbassahy (PSDB-BA) como chefe da Secretaria de Governo da Presidência, a desembargadora Luislinda Valois, no Ministério dos Direitos Humanos, Wellington Moreira Franco, como ministro da Secretaria-Geral da Presidência, e Alexandre de Moraes no Ministério da Justiça e Segurança Pública, ampliado recentemente.

Durante a cerimônia, Temer cumprimentou as autoridades presentes, entre eles o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ), reeleito ontem (2) presidente da Câmara dos Deputados, além de vários parlamentares e representantes do Poder Judiciário.

Depois de pedir 1 minuto de silêncio em memória da ex-primeira dama Marisa Letícia, Temer apresentou os motivos para a reformulação ministerial. Ele destacou a crise penitenciária, que começou no início do ano, depois da série de rebeliões nos presídios, como justificativa para as mudanças no Ministério da Justiça. “Os atos administrativos ou legislativos derivam precisamente dos fatos que na vida real vão ocorrendo. E os últimos fatos, especialmente deste último mês de janeiro, indicaram a necessidade de o governo federal ingressar expressivamente na área de segurança pública”, afirmou.

Para Temer, assim como a questão dos presídios, o tema dos direitos humanos “ultrapassou fronteiras”, tanto em nível nacional quanto internacional. Depois de lembrar a problemática dos refugiados, o presidente destacou a criação do Ministério dos Direitos Humanos como uma medida importante para agrupar todas as atividades relacionadas à cidadania.

O presidente destacou ainda as atribuições de Antônio Imbassahy, de quem espera apoio no fortalecimento do diálogo entre o Executivo e Legislativo e expressou confiança no trabalho e na experiência de Moreira Franco.

Com exceção de Antônio Imbassahy, indicado do PSDB que assume o cargo deixado por Geddel Vieira Lima, todos os ministros empossados nesta sexta-feira já faziam parte do governo. Alexandre Moraes comandava o Ministério da Justiça e Cidadania, que teve suas atribuições ampliadas depois da crise penitenciária que começou no início do ano. Luislinda Valois, filiada ao PSDB, chefiava a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), vinculada ao antigo Ministério de Justiça e Cidadania. Luislinda é a primeira mulher negra a assumir uma pasta na gestão de Temer.

O peemedebista Moreira Franco segue no comando do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) e ainda chefiará a Secretaria Especial de Comunicação Social e o Cerimonial da Presidência.

As nomeações foram anunciadas ontem (2) pelo porta-voz da Presidência, ogo após a abertura do Ano Legislativo no Congresso Nacional. Com a minirreforma, o governo Temer passa a ter 28 ministros. Quando assumiu a Presidência, ainda interinamente, Temer havia reduzido o número de pastas de 32 para 25. Depois, com a recriação do Ministério da Cultura, passou a contar com 26 auxiliares no primeiro escalão.

(Agência Brasil)

Ato ecumênico lembrará em Fortaleza dona Marisa Letícia

marisa_lula

Neste sábado, a partir das 10 horas, haverá um ato ecumênico em memória de dona Marisa Letícia, senhora Luís Inácio Lula da Silva.

Será no Passeio Público, tendo a presença do padre Ermano Allegri e de uma congregação de pastores de várias igrejas evangélicas.

A organização é do Movimento Mulheres com Dilma. Várias outra entidades de esquerda se incorporam ao ato.

Águas passadas também movem moinhos

189 1

unnamed-21

A frase atribuída ao ex-governador Gonzaga Mota está mais do que atual: “A política é dinâmica”. Nesta foto, a prova de que político precisa ter couro grosso e muito figado, principalmente se ele for petista.

Eunício Oliveira (PMDB), o novo presidente do Senado; Tasso Jereissati (PSDB), o novo presidente da Comissão de Assuntos Econômicos; e José Pimentel (PT), o novo primeiro-secretário do Senado.

E como diria Lula,  “quem vota em um, vota no outro e não vota em mais ninguém”.

(Foto – Divulgação)

O espaço urbano é mesmo de todos?

Com o título “Espaço Urbano é de Todos?”, eis artigo de Laura Rios, arquiteta e coidealizadora do Projeto Estar Urbano. A partir de São Paulo, uma boa reflexão sobre urbanismo e posse. Confira:

Estamos vendo uma ótima discussão sobre a atitude do prefeito de São Paulo, pintando muros e viadutos da cidade de cinza, apagando grafites e pichações. É polêmica e traz à tona questões sobre como lidamos com o espaço público: de como o vemos e nos relacionamos nele. A quem pertencem a calçada, os muros e os becos? Qual é o parâmetro para definir o que nos é mais “agressivo” aos nossos olhos, a cor cinza ou o grafite? O que de fato incomoda: a estética ou a atitude de “não pedir licença”?

Se a sua resposta é a estética, vamos partir do pressuposto que o grafite, para ser arte, deve ser bonito e agradável, e fazer algum sentido para você. Ela deve encaixar no aceitável, identificável, correto? Mas a arte não é isso, felizmente. E o nosso senso individual sobre estética não é válido como fundamento para criminalizar o grafite, ou justificar uma atuação do poder público no sentido de “limpar” a cidade.

Então, vamos à segunda opção: o que incomoda é, então, não pedir licença. Isso é agressivo? Quem tem o domínio – o dono do muro, a gestão pública ou quem ali transita? E se o muro incomoda a quem passa, não deveria ser questionado também? Qual é o limite? Até onde é democrático esse espaço? Pintar um viaduto com autorização é incentivo, e sem autorização é degradação?

Diante de toda essa complexidade, vejo uma única raiz, a dualidade entre controle versus manifestação, direito público versus livre usufruto, privado versus público. O grafite tem como raiz uma manifestação cultural surgida em guetos, mas que engrenou em outros caminhos como manifestação política, artística e é também uma manifestação individual de uma parcela de marginalizados na cidade. Ela tem também o papel de incomodar, e nos relembrar que não vivemos ainda em equidade . Como diria Leminski, o picho é a poesia gritada nas ruas. Às vezes, é mais poesia e, às vezes, é mais grito. De toda forma, merece nossa atenção e respeito.

*Laura Rios

laura@creatorearquitetura.com.br

Arquiteta e coidealizadora do projeto Estar Urbano.

Inflação medida pela Fipe fecha janeiro em 0,32%

economia_ilustracao-2

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) na cidade de São Paulo fechou janeiro em 0,32%. Na aferição anterior, referente à terceira quadrissemana do mês o índice havia ficado em 0,58% na terceira quadrissemana de janeiro.

A maior alta foi do grupo educação (6,51%), com elevação 8,03% dos custos com cursos regulares. Os gastos com saúde tiveram aumento de 0,7%, influenciados pela alta de 0,95% nos contratos de assistência médica.

O grupo transportes subiu 0,5%. Alimentação ficou em 0,16%, desacelerando em relação ao 0,68% verificado na medição anterior. Os gastos relacionados ao grupo despesas pessoais também perderam força, fechando o mês em 0,11%, contra 0,26% registrado na terceira quadrissemana.

Vestuário ampliou a queda, de -0,22% na medição anterior para -0,86% no último resultado de janeiro.

(Agência Brasil)

BBB 17 não está com essa bola toda

tiago_leifdert

Tiago Leifert, o apresentador.

O Big Brother Brasil já não é mais sinônimo de faturamento nas alturas. Até agora, o programa vendeu apenas quatro das seis cotas de patrocínio disponibilizadas pela emissora.

Trata-se de algo inédito.

Cada cota é oferecida pela Globo por 34,7 milhões de reais. Com o orçamento apertado, a produção tem se desdobrado para manter os gastos sob controle

(Veja Online)

Matrícula na UFC começa com fila quilométrica

uggg

Anda bem que não chove.

Neste primeiro dia de matrículas no Sisu-UFC, na Biblioteca Universitária, no Campus do Pici, eis o quadro: fila quilométrica. O atendimento começou às 8h30min.

Essas matrículas dizem respeito aos candidatos selecionados na chamada regular da primeira edição deste ano do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Elas poderão ser feitas até a próxima quarta-feira (8), a critério das instituições de ensino.

Os candidatos devem estar atentos ao cronograma e aos procedimentos estabelecidos pelas instituições, já que não haverá outra chamada para os selecionados na primeira opção de curso.

No dia 16 de fevereiro, serão convocados os candidatos que integram a lista de espera do Sisu, aqueles que não foram selecionados em nenhuma das opções na chamada regular e aqueles selecionados na segunda opção, independentemente de terem feito a matrícula. Para integrar a listas de espera, o participante deve manifestar interesse até o próximo dia 10.

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=UYxLkevI4L8[/embedyt]

(Foto e vídeo – Cláudio Barata)

Empresa gestora de presídios em Manaus quis operar no Ceará

 

18 DE JUNHO DE 2015  -  ENTREVISTA COM SECRETARIO DE JUSTICA DO CEARA HELIO LEITAO  - POLICIA - 21pl1249  -  NATINHO RODRIGUES

 

Da Coluna Vertical, do O POVO desta sexta-feira:

O Governo do Amazonas anunciou que renovará, por mais um ano, o contrato com a empresa gestora de presídios Umanizzare, que administra o Complexo Penitenciário Anísio Jobim, em Manaus, palco do conflito entre facções que resultou em 56 mortos.

Aqui no Ceará, a empresa tentou a todo custo iniciar o processo de privatização do sistema prisional. Até ganhou alguns simpatizantes de peso no governo Camilo Santana.

A ideia não foi adiante, pois encontrou no então secretário da Justiça e Cidadania, Hélio Leitão, um ferrenho opositor ideológico já desde os tempos em que presidia a OAB/CE, quando a entidade propôs, juntamente com o Ministério Público Federal, ação que pôs fim à terceirização iniciada no governo Lúcio Alcântara.

A Vertical tentou ouvir Leitão. Em vão. Cumpre quarentena que, pelo visto, é seguida também pelos donos cearenses da Umanizzare.

Márcio Araújo, ex-atleta do vôlei de praia, é o novo presidente do Instituto Cuca

Márcio Araújo, ex-atleta de vôlei de praia e medalha de prata em Pequim, é o novo presidente do Instituto Cuca, gestor da Rede Cuca da Prefeitura de Fortaleza.

Ele, que já integrava o grupo gestor e cuidava da área do desporto, promete reforçar esse segmento, mas também apostar em educação.

Ah, que peça ao prefeito Roberto Cláudio para cumprir a promessa de que iria expandir esses equipamentos. Hoje são apenas três (Mondubim, Jangurussu e Barra do Ceará).

 

Temer foi hostilizado quando prestou condolências a Lula. Foi chamado de “assassino”

212 1

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=rxLAJXcOZxE[/embedyt]

 

O presidente Michel Temer chegou ao hospital Sírio-Libanês, na região central de São Paulo, para prestar condolências ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela perda da ex-primeira dama, Marisa Letícia Lula da Silva, que teve morte cerebral declarada nesta quinta-feira (02). Temer veio acompanhado de políticos do PMDB e do PSDB. A comitiva chegou ao hospital às 22h30 e foi embora antes das 23h10.

Junto com o presidente, foram ao local visitar Lula o ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP), os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR), Eduardo Braga (PMDB-AM), Edison Lobão (PMDB-MA) e Cássio Cunha Lima (PSDB-PB). O presidente do Senado, Eunício de Oliveira (PMDB-CE) acompanhou o grupo. A comitiva também contou com os ministros Helder Barbalho (PMDB-PA), da Integração Nacional, José Serra (PSDB-SP), das Relações Exteriores, Henrique Meirelles, da economia, e Moreira Franco, que nesta quinta foi elevado ao cargo de ministro da Secretaria Geral da Presidência da República.

A comitiva chegou de van ao Sírio, escoltada por batedores, vindo diretamente do aeroporto, e foi recebida na porta pelo cardiologista Roberto Kalil Filho, médico que cuida do tratamento de Marisa. Diferentemente do que aconteceu com outros políticos que visitaram o ex-presidente Lula nesta quinta, a chegada de Temer foi precedida de uma série de preparativos no hospital, comandados pela segurança da presidência. Grades de proteção foram colocadas na entrada principal para a passagem do presidente e de sua comitiva.

(Portal Uol)

Governo terá que cortar R$ 39 bi para cumprir meta

O governo terá que fazer um corte de gastos da ordem de R$ 38,9 bilhões, o equivalente a cerca de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB), para atingir a meta fiscal de 2017, estimou nessa quinta-feira (2) a Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado Federal.

A criação da IFI foi aprovada pelo Senado em março do ano passado. O órgão deverá prestar consultoria econômica aos senadores e também acompanhar a qualidade dos programas e políticas fiscais do governo federal, mas não pode julgar as contas do governo – essa atribuição é do Tribunal de Contas da União (TCU).

Para 2017, a meta fiscal é de déficit (despesas maiores do que receitas) de até R$ 143 bilhões para o setor público consolidado (governo federal, estados, municípios e empresas estatais). Somente para o governo federal, a meta é de déficit nas contas de até R$ 139 bilhões. Essa conta não inclui os gastos com o pagamento de juros da dívida pública.

Reforma da Previdência – Temer diz que tema “é sensível, mas é inadiável”

Na mensagem enviada ao Congresso lida na sessão solene de abertura do ano legislativo, o presidente Michel Temer disse que as “grandes reformas de que o Brasil precisa” devem ser  encaradas “sem rodeios”. E destacou que a proposta de mudança na aposentadoria dos brasileiros é a reforma prioritária de seu governo.

“Sabemos todos que o assunto é sensível – mas é inadiável. Hoje, as contas da Previdência simplesmente não fecham, e a realidade demográfica se impõe. A reforma é fundamental para garantir as aposentadorias de amanhã, para garantir futuro mais seguro para nossos jovens”, disse, afirmando que o governo encaminhou uma proposta de reforma “séria e consequente”.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, entrega aos presidentes do Senado, Eunício Oliveira, e da Câmara, Rodrigo Maia, mensagem presidencial na sessão de abertura do ano legislativo
O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, entrega aos presidentes do Senado, Eunício Oliveira, e da Câmara, Rodrigo Maia, mensagem presidencial na sessão de abertura do ano legislativoGilmar Felix/Câmara dos Deputados

Sobre a reforma trabalhista, o presidente disse que os direitos “sagrados” não serão suprimidos. Segundo ele, as normas que regem as relações de trabalho precisam ser modernizadas e ajustadas à economia contemporânea.

Além de citar investimentos na saúde, educação e nos programas Bolsa Família e Minha Casa,Minha Vida, Temer citou também a crise carcerária pela qual passa o país. O presidente disse que o Plano Nacional de Segurança Pública, lançado no mês passado, envolve todas as esferas do Poder Público, contendo metas “específicas em áreas prioritárias”.

“O crime no Brasil atingiu escala inaceitável. Não podemos tolerar a banalização da violência. Muitas prisões converteram-se em espaços de barbárie e de atuação desimpedida do crime organizado. O fenômeno é grave e exige resposta inteligente e articulada”, escreveu.

Após pregar diálogo e harmonia entre o Executivo e o Legislativo, o presidente fez críticas ao governo anterior dizendo que em 2016 “a verdade triunfou sobre o ilusionismo” e que, neste ano, “a confiança triunfará sobre o desânimo”.

“Em nossas trajetórias políticas, lutamos pela democracia e vencemos. Lutamos contra a espiral inflacionária e conquistamos uma moeda estável. Lutamos por direitos sociais e progredimos. Agora, estamos lutando contra o descontrole fiscal, contra a recessão, contra o desemprego. Não tenhamos dúvida de que superaremos mais esta etapa”, disse Temer aos parlamentares.

A mensagem presidencial foi entregue ao novo presidente do Congresso, Eunício Oliveira (PMDB-CE), pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. O texto foi lido pelo segundo-secretário do Congresso, senador Gladson Cameli (PP-AC).

No início da solenidade, os parlamentares fizeram um minuto de silêncio pela morte da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, esposa do ex-presidente Lula, que teve a morte cerebral declarada hoje (2).

Vem aí a segunda edição do livro “Para Belchior com Amor”

unnamed-13

Do escritor e jornalista querido Ricardo Kelmer, recebemos a seguinte nota, em tom de divulgação. Confira:

Caro Eliomacarrão (assim ele nos chama),

Em outubro de 2016, lançamos o livro Para Belchior com Amor, com contos, crônicas e cartas de 14 autores cearenses inspirados em canções de Belchior. O livro vai para a segunda edição e os eventos de lançamento prosseguem em Fortaleza e outras cidades. Estamos todos felizes com a receptividade do público!

Participei do livro com o conto Divina Comédia Humana – O Amor é uma coisa mais exótica que um conto em terza rima. A música que o inspirou, do mesmo nome, foi, por sua vez, inspirada no poema Divina Comédia, de Dante Alighieri, que Belchior pretende, ou pretendia, traduzir para o português numa versão mais popular. Para criar meu conto, baseei-me na estrutura temática do poema (Inferno, Purgatório e Céu) e escrevi uma história que fala da salvação-condenação pelo amor, e suas complexidades e contradições.

E como o magistral poema de Dante, que é um dos maiores clássicos da literatura ocidental, foi escrito em terza rima, esse entrelaçado e dinâmico sistema rimático criado por ele, impus-me o desafio de fazer o mesmo em meu conto, compondo as rimas com a última palavra de cada um dos períodos gramaticais dos parágrafos. Ignoro se antes alguém já havia feito terza rima com prosa. Não foi fácil, mas gostei da experiência.

SERVIÇO

*Você gostaria de ler? Está disponível no Blog do Kelmer:

https://blogdokelmer.com/2017/01/09/divina-comedia-humana

Para adquirir o livro:
https://blogdokelmer.com/livros/para-belchior-com-amor

PMDB dá entrada no Congresso em PEC contra o fim do TCM

eunicio-e-moses

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), e o deputado federal Moses Rodrigues (PMDB) deram entrada, neste primeiro dia de atividades do Congresso Nacional, na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) – número 302/2017 – que torna os tribunais de contas órgãos permanentes e essenciais ao controle externo da administração pública. Em menos de 24 horas, quase 200 parlamentares assinaram a proposta, o mínimo exigido para a tramitação é 172 assinaturas.

A PEC, de iniciativa dos parlamentares cearenses, quer resguardar que desavenças políticas fragilizem o sistema estadual e municipal de controle, fiscalização e de combate a corrupção. “Nota-se grande insegurança política no sistema de controle a fiscalização e ao combate a corrupção tão reclamado pela sociedade.
O TCM do Ceará, por exemplo, responsável por impedir a candidatura de mais de 4.300 gestores e ex-gestores que tiveram contas reprovadas, vem sendo alvo de tentativas de ‘desmonte’, segundo os parlamentares. A PEC tem como objetivo afastar essa tensão institucional observada nos estados”, destacou Moses Rodrigues.
VAMOS NÓS – O que diria Heitor Ferrer (PSB) que, no Ceará, apresentou emenda para anular outra emenda, aprovada no fim do ano passado, que extinguiu o TCM? O Tribunal, bom que se diga, ganhou sobrevida com liminar expedida pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, até que se julgue o mérito.

Temer vai a São Paulo se solidarizar com Lula

O presidente Michel Temer viajou esta noite para São Paulo para se encontrar com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. De acordo com o Palácio do Planalto, Temer irá prestar solidariedade à família pela ex-primeira dama Marisa Letícia Lula da Silva, que teve morte cerebral confirmada hoje (2).

A previsão é que Temer retorne a Brasília ainda hoje. Mais cedo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso visitou Lula no Hospital Sírio-Libanês, onde dona Marisa está internada.

A ausência de fluxo cerebral em Marisa Letícia foi confirmada hoje pelo Hospital Sírio-Libanês após um exame doppler transcraniano. A ex-primeira-dama está internada desde o dia 24 de janeiro, depois de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico.

Esta manhã, por meio do Facebook, Lula agradeceu as manifestações de apoio e solidariedade recebidas ao longo dos dias de internação de Marisa e informou que a família autorizou os procedimentos preparativos para a doação de órgãos.

(Agência Brasil)

FHC visitou Lula no hospital após morte de dona Letícia

Lula e FHC.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) visitou o seu sucessor Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo. Após receber a notícia de que a ex-primeira dama, mulher de Lula, estaria sem fluxo cerebral após acidente vascular cerebral, FHC prestou solidariedade à família.

Os dois são adversários políticos, mas se reuniram em sala reservado no hospital da capital paulista. O ex-presidente tucano fez a visita ao lado de José Gregori, ex-ministro da Justiça do governo FHC. Em 2008, com o falecimento da mulher de FHC, Ruth Cardoso, Lula já havia feito o mesmo gesto.

A ex-presidente Dilma Rousseff(PT) antecipou volta de viagem a Europa depois de tomar conhecimento do estado de Marisa. Ela é amiga de Lula e estava fora do país para participar de palestras.  Marisa Letícia sofreu parada das funções cerebrais na noite da última quarta-feira, 1. A família já organiza funeral e autorizou a doação de órgãos.

(Agências e O POVO Online)

Reforma da Previdência – Rodrigo Maia promete instalar comissão especial na próxima semana

deputado_rodrigo_maia_dem-rj_-_reforma_politica

Logo após ser eleito hoje (2) como presidente da Câmara dos Deputados, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) anunciou que vai instalar, na próxima semana, a comissão especial destinada a analisar o mérito da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que trata da reforma da Previdência Social. Ele confirmou que a relatoria da comissão ficará com o deputado Arthur Maia (PPS-BA) e que a presidência será do deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ).

A comissão terá até 40 sessões para analisar o mérito da PEC que, em seguida, será encaminhada para votação no plenário da Câmara, em dois turnos. A pauta é considerada prioritária pelo governo federal e Rodrigo Maia espera que a tramitação da PEC na Câmara ocorra até o meio do ano, sem prejuízo dos debates e da transparência.

Maia também prometeu dar celeridade à análise da reforma trabalhista, outra prioridade do governo, indicando para o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) para a relatoria da comissão especial destinada a analisar a matéria.

Ao celebrar o resultado da eleição, o presidente da Casa atribuiu sua vitória ao reconhecimento do seu trabalho no comando das votações que ele comandou de importantes matérias econômicas de interesse do governo, como a que estabelece um teto para os gastos públicos. Maia assumiu a presidência da Câmara em julho do ano passado, após renúncia do então deputado Eduardo Cunha.

“Comandei a votação das matérias econômicas do governo. Isso sinalizou de forma clara para os parlamentares da base e para a sociedade que a minha continuação na presidência da Câmara dava tranquilidade para essa agenda [de reformas] e isso vai acontecer”, garantiu. “Vamos ampliar o debate das matérias polêmicas, como as (reformas) previdenciária e a trabalhista e vamos avançar na votação delas”, completou.

Maia disse que esperava uma votação mais ampla a seu favor hoje, mas entendeu que o resultado de 293 votos que recebeu se deu em razão da votação ter sido secreta. “Estou satisfeito, quem ganha está sempre satisfeito. Eu tinha expectativa de uns 300 votos, mas sabia que no voto secreto teríamos uma perda natural. O número de 300 votos era razoável. [Mas] o importante era que eu tivesse (ao menos) 257, que era a garantia da maioria absoluta”.

(Agência Brasil)