Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Rogério Ceni, um “presentaço” para o Fortaleza

Com o título “Um clube que nasceu para ser campeão”, eis artigo do ex-presidente do Fortaleza, o senador eleito Luís Eduardo Girão (Pros). Ele destaca o elenco, a diretoria e, principalmente, Rogério Ceni, o técnico que chegou como um “presentaço” para o time. Confira:

Durante as finais do cearense de 2018, contei algo a um repórter que gostaria de repetir aqui. Neste centenário, acredito que Deus deu três presentes ao Fortaleza Esporte Clube, meu “grande amigo de infância”, que tive a honra de servir em 2017. O primeiro, o tão esperado acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro – e que já se transforma em bênção maior com o acesso para a Série A, que nunca sonhei que aconteceria tão cedo. O segundo, o presidente Marcelo Paz, e o terceiro, o obstinado Rogério Ceni.

Marcelo Paz por ser um homem de caráter, educador do bem, exímio gestor, que tive a oportunidade de conhecer há 14 anos como voluntário da Marcha pela Vida e pela Paz. Sempre tive convicção, quando o escolhi para ser meu vice, de que ele iria regar com eficiência ainda maior a semente de valores humanos e princípios éticos que plantamos em minha breve passagem.

Considero o Ceni um presentaço porque, assim como o clube que treina, nasceu para ser campeão por méritos. Poucas pessoas sabem disso, mas a vinda dele foi uma grande coincidência (ou Jesuscidência, como prefiro chamar). Ocorreu de vir à capital cearense para dar uma palestra durante meus últimos dias à frente do Fortaleza. Encontrei-me com ele praticamente na madrugada, na recepção do hotel em que estava. O momento era de apreensão da torcida que, apesar da alegria do acesso, preocupava-se com desligamento do então técnico Zago e pela minha saída anunciada, já para a semana seguinte. Conversamos longamente sobre o projeto, que o agradou e o levou a conhecer o clube no outro dia. Daí começou a afinidade de filosofia do futebol com o novo presidente que fechou a negociação.

Estamos em um momento muito feliz. Fruto também do trabalho de um grupo dedicado, humilde e sem vaidade: elenco, comissão técnica, funcionários, diretoria e ex- dirigentes, e a gigante torcida que sempre carregou “o time nas costas” com amor incondicional. A união de todos os tricolores têm feito a diferença. Creio que mais alegrias virão, e estamos próximos de alcançar um marco (como diz o hino!) inédito na vida do Leão: o título de campeão brasileiro da Série B. Se não hoje, temos ainda três jogos. Salve o tricolor de aço!

*Luís Eduardo Girão

Senador eleito pelo Pros

eduardogiraooficial@gmail.com

Médico cearense integra a Sociedade Francesa de Nanomedicina

Fernando Guanabara, médico cearense apontado como referência em medicina preventiva, agora é membro da Sociedade Francesa de Nanomedicina. Ele tomou posse durante o último feriadão.

Além da posse, que se registrou em clima de EuroScience, evento realizado na Universidade Sorbonne, em Paris, Guanabara deu palestra nesse encontro sobre o tema “Jejum intermitente como moderador da epidemia global da obesidade e suas comorbidades”.

O evento foi ocasião para imersão e troca de conhecimento e contou também com a presença de palestrantes internacionais e referências brasileiras como os médicos Victor Sorrentino e Paulo Muzy.

(Foto – Divulgação)

Presidente do STF mostra Constituição para Bolsonaro e lembra que eleito prometeu cumprir as leis

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, mostrou a Constituição ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Foi nesta terça-feira (6), durante sessão realizada no Congresso em homenagem aos 30 anos da Carta Magna. Toffoli lembrou que Bolsonaro se comprometeu, durante a campanha eleitoral, a cumpri-la.

“Também cumprimento [Bolsonaro] que, no último ato de campanha, Vossa Excelência estava exatamente com esta Constituição à mão e celebrando que uma vez eleito iria cumprir, como vai cumprir, a Constituição e as leis do Brasil”, acentuou o ministro, mostrando um exemplar do livro ao presidente eleito, que estava sentado a seu lado na mesa dos trabalhos.

Em seu primeiro discurso após a eleição, Bolsonaro disse em transmissão ao vivo nas redes sociais que iria governar o Brasil com a Bíblia e a Constituição.

(Com Portal Uol/Foto – Agência Brasil)

Luizianne ironiza críticas de filho de Bolsonaro à oposição

227 1

A deputada federal Luizianne Lins (PT-CE) optou pela ironia ao responder críticas do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) de “tratorar” a oposição no Congresso durante o governo do seu pai, Jair Bolsonaro.

Segundo ela, “os Bolsonarinhos primeiro precisam articular seus neurônios pra entender que não são os donos do país, que não podem fechar o STF com ‘um cabo e um soldado’ e nem fechar o Congresso Nacional com o trator dos ruralistas que, inclusive, já se dividiram em relação às primeiros ações do ‘papai'”, disse.

Luizianne aconselhou: “Têm que cuidar pra quando chegar em casa não levar um cascudo do papai Bolsonaro. Não vamos deixar que eles destruam as instituições democráticas”.

Ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne disse ainda que “se o governo do papai Bolsonaro cair, certamente não será derrubado pela oposição”, mas pelo povo quando este compreender o papel criminoso das fake news disparadas em massa durante a campanha e o caráter antipopular de seu governo.

(Com Folha de S.Paulo)

Fachin manda para 2ª turma pedido de soltura de Lula depois que Moro aceitou convite de Bolsonaro

635 1

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, encaminhou para análise da 2ª Turma da Corte a análise do recurso da defesa do
ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pedindo a anulação do processo do tríplex, além da libertação do político. “Indico desde já inclusão na pauta da 2ª Turma para julgamento colegiado”, escreveu Fachin no despacho publicado nesta terça-feira (6). A informação é do Portal Uol.

Fachin ainda pediu que, no prazo de cinco dias, o Superior Tribunal de Justiça), o Tribunal Regional Federal da 4ª Região e a 13ª Vara da Justiça Federal no Paraná prestem esclarecimentos a respeito da tese da defesa de Lula de que o juiz federal Sergio Moro foi parcial ao julgar o processo do tríplex. A suspeição de Moro já foi analisada pelas três instâncias.

Os advogados de Lula apresentaram, na segunda-feira (5), um recurso ao STF com referência a decisão do STJ, tomada no ano passado, que negou habeas corpus pedindo “a suspeição e a incompetência” de Moro. O novo recurso foi baseado no fato de Moro ter aceitado o convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para assumir o Ministério da Justiça.

Para a defesa, houve uma atuação do juiz em desfavor de Lula “e com repercussão no processo eleitoral de 2018 enquanto, ulterior ou
contemporaneamente”.

FB participa da Olimpíada Latino-Americana de Robótica

A Rede Farias Brito de Ensino participa, a partir desta terça-feira, em João Pessoal (PB), da Olimpíada Latino-Americana de Robótica. O evento vai se estender até sábado.

No grupo do FB, tendo à frente Aline Castro, coordenadora de Olimpíadas, os alunos Lucas Patrocínio (18), Alexandre Costa (18), Matheus Cunha (18) e Gisele Vieira (17) e a expectativa de conquistar novas medalhas.

O objetivo é a classificação para a Olimpíada de Robótica de Sidney (Austrália) em 2019.

(Foto – Paulo MOska)

Petrobras registra lucro líquido de R$ 6,6 bi no terceiro trimestre

A Petrobras fechou o terceiro trimestre do ano com um lucro líquido de R$ 6,6 bilhões, resultado 371% superior aos R$ 266 milhões obtidos no mesmo período no ano passado.

Com o resultado, a estatal encerra os primeiros nove meses do ano com um lucro líquido de R$ 23,6 bilhões, crescimento de 371% em relação a igual período de 2017.

O resultado reflete maiores margens na comercialização de derivados no mercado interno e o aumento das exportações, além da alta do preço do barril do óleo no mercado externo e da depreciação do real frente ao dólar.

(Agência Brasil)

Difamar alguém em grupo de WhatsApp causa dano moral

Difamar alguém em um grupo de WhatsApp causa dano moral por gerar repercussão na esfera íntima do ofendido em um meio com grande visibilidade entre amigos, familiares e clientes dos participantes.

Com esse entendimento, a 8ª Câmara de Direito Privado de São Paulo manteve decisão que condenou em R$ 15 mil dois moradores que ofenderam a honra de administradores de condomínio ao enviarem mensagens acusatórias em grupo no aplicativo.

Os réus acusaram os integrantes da diretoria da associação que administra um loteamento de superfaturamento em obras. Entre as expressões enviadas ao grupo, formado por aproximadamente 100 vizinhos, consta “estão levando por fora, e muito”.

Segundo o relator da apelação, desembargador Pedro de Alcântara da Silva Leme Filho, é “incontroversa a ofensa difamatória inserida pelos requeridos através de comentários em grupo de WhatsApp por eles criado, causando repercussão na esfera íntima dos apelados, ademais por se tratar de veículo de grande visibilidade entre amigos, familiares e clientes do autor”.

Para o magistrado, “certo que agredir alguém, sobretudo em grupo de Whatsapp com vizinhos, é tido como conduta reprovável pela sociedade, sendo razoável conceder uma satisfação de ordem pecuniária ao ofendido”.

“Os réus, ao extrapolarem o seu direito à livre manifestação, desbordando os limites legais e passando à ilicitude, causaram danos à honra dos autores que, por conseguinte, devem ser reparados”, finalizou o relator, seguido de forma unânime por todos os membros da turma.

(Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP)

Pacote apoiado por Moro contraria Bolsonaro ao propor CGU autônoma

Sergio Moro e Paulo Guedes.

O pacote anticorrupção apresentado pelo juiz Sergio Moro como guia de sua futura gestão à frente do Ministério da Justiça defende o reforço da independência da Controladoria-Geral da União, apontando em direção contrária à indicada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro. É o que informa a Coluna Painel desta terça-feira no jornal Folha de S.Paulo.

Ao convidar Moro para o ministério na semana passada, Bolsonaro sugeriu que ele poderia incorporar a CGU, principal órgão de controle interno do governo, ampliando seus poderes como ministro.

A subordinação da CGU ao futuro ministro da Justiça é tratada como incerta pela equipe de Bolsonaro. Moro, que promete detalhar seus planos em entrevista coletiva nesta terça-feira (6), em Curitiba, tem dito que a ideia ainda está em estudos.

Organizado pela Transparência Internacional em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, o pacote que o juiz analisa inclui projeto de lei para definir melhor as atribuições da CGU e mantê-la subordinada à Presidência da República, com autonomia para vigiar outros ministérios.

Em 2015, a então presidente Dilma Rousseff (PT) cogitou transferir a CGU para a Justiça e recuou após protestos dos funcionários do órgão. Na semana passada, o sindicato da categoria se manifestou contra a fusão sugerida por Bolsonaro.

(Foto – Ian Cheibub, da Folhapress)

Confira a equipe de transição de Bolsonaro

Onyx Lorenzoni, futuro ministro da Casa Civil.

Parte da equipe de transição do governo já está nomeada. A lista com os escolhidos pelo presidente eleito Jair Bolsonaro foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU). Inicialmente, foram definidos 22 assessores, depois incluídos mais cinco que vão atuar sem remuneração. Até o fim desta semana, outros nomes deverão ser agregados.

Bolsonaro pode indicar até 50 pessoas para sua equipe de transição. Na lista, estão alguns nomes já confirmados como futuros ministros, como o economista Paulo Guedes, que vai comandar o superministério da Economia – que une Fazenda, Planejamento e Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior. Nenhuma mulher foi nomeada para a equipe, até o momento.

Também compõem a equipe de transição o general da reserva Augusto Heleno Ribeiro Pereira, que assumirá a Defesa; além do astronauta Marcos Pontes, que irá para Ciência e Tecnologia. O advogado Gustavo Bebianno, que estava interinamente como presidente do PSL e um dos principais coordenadores de campanha de Bolsonaro, é outro nome que aparece na lista de nomeados.

Confira os outros integrantes da equipe de transição:

Marcos Aurélio Carvalho, Paulo Roberto, Luciano Irineu Carvalho, Paulo Antônio Spencer Uebel, Arthur Bragança de Vasconcellos Weintraub, Gulliem Charles Bezerra Lemos, Eduardo Chaves Vieira, Roberto da Cunha Castello Branco, Luiz Tadeu Vilela Blumm e Carlos Von Doellinger.

Também foram nomeados hoje Bruno Eustáquio Ferreira Castro de Carvalho, Sérgio Augusto de Queiroz, Antônio Flavio Testa, Carlos Alexandre Jorge da Costa, Paulo Roberto Nunes Guedes, Waldemar Gonçalves Ortunho Júnior, Abraham Bragança de Vasconcellos Weitraub, Jonathas Assunção Salvador Nery de Castro e Ismael Nobre.

De acordo com o Diário Oficial da União, os seguintes assessores não terão remuneração Alexandre Xavier Ywata de Carvalho, Pablo Antônio Fernando Tatim dos Santos, Waldery Rodrigues Júnior, Adolfo Sachsida e Marcos Cintra Cavalcanti de Albuquerque.

Transição

A equipe de transição será coordenada pelo ministro extraordinário Onyx Lorenzoni, já confirmado para a Casa Civil no governo eleito. Segundo ele, além dos 22 nomeados e cinco assessores, até o final desta semana, a equipe deverá sem ampliada com a indicação de novos integrantes, além da cessão de técnicos e servidores de outras áreas, bem como a designação de mais pessoas para compor a transição de forma voluntária.

Todos os nomeados serão automaticamente exonerados dez dias após a posse de Bolsonaro. Os integrantes da equipe de transição poderão dispor de um telefone celular com acesso ao sistema que servirá como base para o governo eleito.

A plataforma, chamada Governa, já é utilizada para troca de informações entre os ministérios. A equipe de transição terá acesso irrestrito às informações das pastas, como dados sobre o governo atual e o que se planeja para 2019 com base no Orçamento previsto para o ano que vem.

(AgênciaBrasil)

Bolsonaro embarca para Brasília de olho na transição

.

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) viajou, na manhã desta terça-feira (6), para Brasília. Ali, vai cuidar da transição de governo, informa o Portal G1, adiantando que esta é a primeira vez que ele viaja à capital federal depois das eleições.

A expectativa é que ele participe, nesta terça-feira, da sessão solene no Congresso Nacional em homenagem aos 30 anos da Constituição. Na quarta, ele deve se reunir com o atual ocupante do cargo, Michel Temer, e com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

O comboio deixou a casa de Bolsonaro, no Rio de Janeiro, às 5h27 e chegou à base aérea do Galeão às 6h. No trajeto, um dos batedores se acidentou. O avião da Força Aérea Brasileira decolou do Rio de Janeiro por volta das 7 horas.

(Foto – Agência Brasil)

Pesquisa – O que o brasileiro achou de Sergio Moro na equipe de Bolsonaro?

194 1

Um pesquisa exclusiva realizada pelo Instituto Paraná mostra: a ida do juiz federal Sergio Moro para o Ministério da Justiça foi aprovada por 82% dos brasileiros. A informação é da Veja Online.

De acordo ainda com a pesquisa, só 14% dos entrevistados rejeitaram a mudança, enquanto 2,8% não quiseram opinar.

Ou seja, um tento para o governo de Jair Bolsonaro.

(Foto -Reprodução de TV)

Bolsonaro chama de “vexame” prova do Enem

184 1

O presidente eleito Jair Bolsonaro criticou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e considerou a prova realizada domingo (4) como um “vexame” e uma “doutrinação exacerbada”. Em entrevista ao jornalista José Luiz Datena, na TV Band, Bolsonaro afirmou que a questão ideológica é grave no país que precisa ser enfrentada.

“Tão mais grave que a corrupção é a questão ideológica no Brasil, que está muito arraigada por parte de alguns aqui em nossa pátria e você tem que lutar contra isso. Até a própria prova do Enem, é um vexame você ver o que é uma prova do Enem, o que mede conhecimento, por exemplo, essa primeira parte realizada no domingo passado, ou seja, uma doutrinação exacerbada”, declarou Bolsonaro.

O presidente disse ainda que o Enem deveria cobrar “conhecimentos úteis” para a sociedade em vez de tratar de assuntos que possam influenciar os jovens futuramente. “Uma questão de prova que entra na dialética, na linguagem secreta de gays e travestis não tem nada a ver, não mede conhecimento nenhum. A não ser obrigar para que no futuro a garotada se interesse por esse assunto”, afirmou.

Filho de Bolsonaro

Mais cedo, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), também criticou o Exame. Em sua conta no Twitter, o filho do presidente eleito compartilhou um comentário pejorativo sobre uma das questões em que havia um texto sobre “o dialeto secreto” usado por gays e travestis. “Aviso que não é requisito para ser ministro da educação saber sobre dicionário dos travestis ou feminismo”, escreveu Eduardo Bolsonaro.

A pergunta, no entanto, não cobrava dos estudantes o conhecimento sobre o vocabulário dos gays e travestis, mas trazia um texto de apoio sobre o tema e questionava quais as características técnicas para que uma linguagem seja considerada um dialeto.

O deputado ainda recomendou aos estudantes que eles estudem o que os deixarão aptos para a vida. “Prezados estudantes, quando vocês forem ser entrevistados para um emprego ou estiverem abrindo um empreendimento aviso: sexualidade, feminismo, linguagem travesti, machismo e etc terão pouca ou nenhuma importância. Portanto, estude também o que lhe deixará apto para a vida”, escreveu Eduardo Bolsonaro.

O deputado também compartilhou um post que chama o Enem de “bizarro” e defende a aprovação do projeto que quer instituir a chamada Escola sem Partido.

(Agência Brasil)

Torcida do Fortaleza prepara mosaico duplo para o jogo contra o CSA

Pela quarta vez nesta Série B do Brasileiro, a torcida do Fortaleza prepara um mosaico para levantar na arquibancada. Depois de homenagear a seleção brasileira, o centenário do clube e trazer um show pirotécnico para dentro do Castelão, a ideia agora é utilizar o desenho para fazer um pedido especial.

Diferente dos demais mosaicos, que sempre recorriam ao escudo do Fortaleza ou ao mascote, desta vez o tema será o desenho japonês Dragon Ball. O grupo Leões do Mosaico garante, no entanto, que tudo fará sentido na hora da execução.

João Paulo Lima, o Paulinho, um dos coordenadores do grupo, faz mistério sobre o que será visto na arquibancada, mas dá pistas. “Vamos fazer uma solicitação, não será diretamente aos jogadores, mas eles poderão realizar nosso desejo”, disse. Além dos papéis, que não faltam nos mosaicos, serão utilizadas bandeiras, fumaças, fogos, cordas e roldanas. “Além de efeitos especiais, teremos uma parte em 3D”, avisa Paulinho.

Os dois lados dos papéis do mosaico serão utilizados. Quando virados, eles formam um desenho diferente. Foto: João Paulo/Leões do Mosaico/Divulgação
Uma novidade será que o desenho terá dois cenários. O primeiro será visto quando todos erguerem os papéis do mosaico e o outro será formado quando todos virarem os papéis, ao sinal dos organizadores. Tudo vai acontecer no setor sul da arquibancada do Castelão, onde costuma ficar a torcida organizada.

Patrocínio oficial

Todos os custos da festa na arquibancada serão bancados pelo Fortaleza. O mosaico deve custar em torno de R$ 13 mil. A preparação será feita durante toda a manhã e tarde desta terça-feira, 6. Os materiais já estão confeccionados.

As festas feitas pela torcida na arquibancada têm agradado Rogério Ceni. Em coletiva, após a vitória do Tricolor por 2 a 1 sobre o Atlético-GO, o técnico disse que não esquece de nenhum dos mosaicos e afirmou que em poucos lugares do mundo se encontra uma atmosfera semelhante a do Castelão lotado.

(O POVO Online/Foto – Brenno Rebouças)

Carioca, o homem que liderou o sequestro de Dom Aloísio Lorscheider

305 1

Antônio Carlos de Souza Barbosa entra cabisbaixo à sala do diretor do presídio, trazido por agentes. Cumprimenta balançando a cabeça rapidamente. Veste o uniforme da cadeia: camisa branca de algodão, calção laranja, chinelas. Desde maio deste ano, foi transferido da Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL 3) para o Instituto Presídio Professor Olavo Oliveira (IPPOO 2), em Itaitinga. Está ali por medida de segurança. Havia sido julgado pelo tribunal do crime para morrer, segundo ele próprio. Conta que acabou liberado pouco antes de tomar o chamado “coquetel da morte”.

Poucos fios brancos no cabelo, o rosto já com traços envelhecidos, mas ainda o olhar expressivo – como na cena marcante de 24 anos atrás, quando fez refém o então arcebispo de Fortaleza, cardeal Aloísio Lorscheider. Ainda eram tempos sem internet, mas as fotos e filmagens dele com a faca no pescoço e no costado do religioso rodaram meio mundo. O nome de batismo, comum, foi eclipsado com o tempo pela alcunha pesada que adotou. No crime, afamou-se como “o Carioca”.

Pergunto como prefere ser chamado. Pelo nome ou o apelido? “Tanto faz, não tenho mais nada a esconder”, responde. Carioca nasceu no Ceará. Ainda criança foi morar com os pais no Rio de Janeiro. O pai teria sido tenente-coronel da PM. A fala é com sotaque paulistano – dos mais de 30 anos que já viveu entre presídios, mais da metade foi em penitenciárias paulistas.

Quando jovem, Carioca garante que esteve nas Forças Armadas. Diz ter sido soldado da Aeronáutica, “a poucos meses” de se tornar oficial, mas teria saído expulso ao ser descoberto desviando armas e munições. Ao O POVO, a Força Aérea Brasileira nega que ele já tenha feito parte do contingente militar. Não encontrou nenhum registro com seu nome.

Escolhas de vida foram levando Carioca ao mundo cão. Roubou bancos, casas de câmbio, matou, liderou rebeliões, fugas de cadeias, sequestrou, foi chefe de facção criminosa no Ceará. “Graças a Deus, só nunca cometi estupro. Mas, tráfico, tudo…”, afirma, invocando a fé em meio a tantos ilícitos.

Sequestro de Dom Aloísio

No caso que lhe deu a maior notoriedade, em 15 de março de 1994, comandou um grupo de presos que manteve 11 reféns dentro do então maior presídio do Ceará, o Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS). Entre as vítimas estava dom Aloísio Lorscheider. O cardeal, que no fim dos anos 1970 chegou a ser indicado como possível sucessor do papa João Paulo I. Para Carioca, foi o refém imaginado como um passaporte para a liberdade. Mas virou o principal carimbo de sua biografia transgressora.

A cena é histórica: o cardeal jogado ao chão, imobilizado numa gravata de braço e uma faca que lhe espetava as costelas e o pescoço. Os olhos arregalados de Carioca – a tal expressividade mencionada há pouco – e o semblante assustado do religioso. Vinte horas de terror até um desfecho com todos os reféns vivos.

Carioca foi recapturado nove dias depois. As ideias para a fuga com os reféns eram outras, ele revela hoje: “Os planos na época eram pra nós invadir o aeroporto, pegar um avião”. Dias antes, parceiros do lado de fora teriam desistido de explodir a muralha do IPPS. (Colaborou Demitri Túlio)

Bastidores

As duas sessões de entrevista com Carioca foram no início de setembro (dias 4 e 11). A primeira durou 1h15min. A segunda, 35 minutos. Somadas as conversas preliminares, quase duas horas totalizadas nos dois encontros.

O primeiro pedido feito à Secretaria da Justiça, sobre a possibilidade de a conversa acontecer, foi dia 8 de agosto. No dia 28, a confirmação de que Carioca havia topado.

Carioca concedeu a entrevista sem algemas. Permaneceu calmo e sempre eloquente. Somente numa pergunta da 1ª sessão, pediu para não responder. No 2º encontro, não quis falar sobre nomes de comparsas.

Em reportagens de 1994, logo que foi preso pelo sequestro do cardeal Lorscheider, Carioca chegou a ser mencionado como condenado no caso Abílio Diniz. Porém, nunca houve aprofundamento a respeito.

O POVO falou com dois dos reféns do sequestro no IPPS: Mário Mamede, então deputado estadual, e Raimundo Brandão, à época coordenador estadual do Sistema Penal. Ambos hoje estão aposentados.

Mamede lembra de seu momento mais tenso no episódio. Disse ter sido ameaçado de morte por Carioca. “Ele dizia que não estavam brincando. ‘Vamos dar um tiro na cabeça dele, jogar no pátio’. Fiquei olhando pra ele. Não pisquei o olho até que ele não me olhou mais”.

Brandão depois tornou-se subsecretário da Justiça, que administra as penitenciárias estaduais. No dia, chegou a travar luta corporal com um dos detentos, quando o sequestro foi anunciado. Escreveu um livro sobre o caso: O pastor e os 12 reféns.

Após a entrevista, a pedido da diretoria do IPPOO 2, Carioca assinou um termo autorizando a publicação de suas declarações e das imagens.

*Mais sobre Carioca aqui.

*Mais ainda sobre Carioca aqui.

(O POVO – Repórter Cláudio Ribeiro/ Colaborou Demitri Túlio)/Foto – Aurélio Alves)

American Air Lines encomenda 15 jatos da Embraer ao preço de US$ 795 milhões

A Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) anunciou hoje (5) que assinou um pedido da American Airlines Inc. para 15 jatos E175 com 76 assentos. O valor do contrato é de US$ 705 milhões e será incluído na carteira de pedidos firmes da empresa brasileira do quarto trimestre de 2018. As entregas começarão em 2020. Somados os contratos anteriores do mesmo modelo de aeronave, a companhia americana encomendou um total de 104 jatos E175 desde 2013.

A Embraer informou que a American Airlines selecionou a subsidiária Envoy para operar as 15 aeronaves. Serão 12 assentos de primeira classe e 64 de classe econômica. “O novo pedido mostra o valor que as companhias aéreas seguem depositando no nosso bem sucedido jato E175”, disse o diretor de Marketing e Vendas para a América do Norte da Embraer Aviação Comercial, Charlie Hills.

Segundo a empresa brasileira, incluindo este novo contrato, foram vendidos mais de 435 jatos do modelo E175 para companhias aéreas na América do Norte desde janeiro de 2013, obtendo mais de 80% do total de pedidos no segmento de jatos de até 76 assentos.

Venda

A Embraer e a Boeing anunciaram acordo no início de julho deste ano pelo qual a empresa estadunidense ficará com 80% do setor de aviação comercial da Embraer. A União, que mantém na empresa brasileira privatizada em 1994 uma ação de tipo especial, conhecida como golden share, detém poder para barrar a operação. O presidente eleito Jair Bolsonaro disse, em entrevista coletiva na semana passada, que deve avalizar o acordo.

(Agência Brasil)

Grupo de João Doria quer antecipar mudança no comando do PSDB

Tasso Jereissati e Geraldo Alckmin, atual presidente nacional dos tucanos.

A Executiva Nacional do PSDB vai se reunir, no próximo dia 22, em São Paulo, para discutir o calendário de convenções. Aliados de João Doria, governador eleito de SP, dizem que haverá pressão para que a troca do comando do partido seja antecipada.

Segundo informação da Folha de S.Paulo desta segunda-feira, dados internos do PSDB mostram que, por enquanto, 15 dos 29 deputados eleitos e 3 dos 8 senadores pretendem integrar a base de apoio do futuro governo de Jair Bolsonaro.

VAMOS NÓS – E Tasso Jereissati, como fica nesse cenário?

(Foto – Agência Brasil)

Fortaleza é sede do V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos

Fortaleza será, a partir das 9 horas desta terça-feira, do V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos. O evento é uma realização da Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos e Embrapa e se estenderá, com debates, palestras com convidados do Brasil e do Exterior, oficinas e cursos, até a próxima sexta-feira, no Hotel Praia Centro.

O encontro ocorre a cada dois anos e, nesta edição, discutirá o potencial dos recursos genéticos para conservação, valoração e uso da biodiversidade. Esta é a segunda vez que o congresso é realizado no Nordeste. A primeira vez foi em Salvador (BA), em 2010.

A presidente do congresso, Ana Cecília Ribeiro de Castro, pesquisadora da Embrapa Agroindústria Tropical (Fortaleza), explica que os recursos genéticos são a base para o desenvolvimento de novas cultivares, raças e estirpes com características de interesse, como alta produtividade, maior qualidade nutricional, maior resistência à seca e ao ataque de pragas e doenças. Além do uso para produção de alimentos, os recursos genéticos podem ser empregados como fármacos, cosméticos, na produção de combustíveis, em construções e na fabricação de vestimentas.

Temática

O evento abordará temas específicos para cada área: animal, microbiana e vegetal, permitindo assim, que a comunidade científica exponha e conheça os mais recentes avanços do conhecimento em recursos genéticos. Serão apresentados processos, produtos e serviços oriundos de pesquisas que podem trazer melhorias significativas dos pontos de vista ambiental, econômico e social. A programação contempla palestras, painéis e minicursos com profissionais de expressão nacional e internacional.

Eventos Paralelos

Em paralelo ao V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos, Fortaleza receberá também a II Feira Nacional dos Guardiões da Agrobiodiversidade, evento gratuito e aberto ao público que tem como principal objetivo a valorização dos trabalhos de conservação e uso racional da agrobiodiversidade realizados por agricultores tradicionais. Foram convidados agricultores, indígenas, quilombolas e outros representantes de comunidades tradicionais. Na programação, está prevista a apresentação de palestras, painéis e minicursos com profissionais que atuam na área de recursos genéticos.

SERVIÇO

*Hotel Praia Centro – Avenida Monsenhor Tabosa 740, Centro.

*Inscrições: cbrg2018.com.br

Petrobrás reajusta preço do gás de cozinha na refinaria em 8,5%

Os preços do gás liquefeito de petróleo de uso residencial (GLP-P13) – gás de cozinha de 13 quilogramas – estarão 8,5% mais caros a partir de amanhã (6). De acordo com a Petrobras, na média nacional, o preço de venda nas refinarias da companhia, sem tributos, será equivalente a R$ 25,07. Desde janeiro, quando passou a ter reajustes trimestrais, a alta acumulada do produto é de R$ 0,69 ou 2,8%.

Para seguir a metodologia atual, a Petrobras aplicou, este ano, reduções nos preços em janeiro e abril e uma elevação em julho. O preço representa um ajuste de R$ 1,97 em relação aos R$ 23,10 em vigor desde julho. Segundo a companhia, os motivos para a alteração dos preços foi a desvalorização do real frente ao dólar e as elevações nas cotações internacionais do GLP. “A referência continua a ser a média dos preços do propano e butano comercializados no mercado europeu, acrescida da margem de 5%”, apontou.

Conforme a Petrobras, “o objetivo da metodologia é suavizar os impactos derivados da transferência da volatilidade externa para os preços domésticos”. A estatal informou que o mecanismo leva em consideração a necessidade de praticar preços para o produto com referência no mercado internacional e a Resolução 4/2005 do Conselho Nacional de Política Energética.

A resolução “reconhece como de interesse para a política energética nacional a comercialização, por produtor ou importador, de gás liquefeito de petróleo (GLP), destinado exclusivamente a uso doméstico em recipientes transportáveis de capacidade de até 13kg, a preços diferenciados e inferiores aos praticados para os demais usos ou acondicionados em recipientes de outras capacidades”.

(Agência Brasil)