Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Bloqueando o WhatsApp, hackeando o Brasil

106 1

Com o título “Bloqueando o WhatsApp, hackeando o Brasil”, eis artigo de Haroldo Barbosa, jornalista e analista de sistemas. Ele aborda essa confusão de suspender, vez em quando, o aplicativo, sem dúvida, mais apreciado no País. Confira: 

A decisão da juíza Daniela B. Assunção, da 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias (RJ), que mandou suspender o funcionamento do aplicativo WhatsApp por tempo indeterminado em todo o país no dia 19 de julho, revela não só ignorância sobre o uso da criptografia e outros processos e técnicas utilizadas pelo aplicativo, mas também um completo desrespeito pela liberdade de comunicação e pela privacidade das pessoas. Com a criptografia existente no aplicativo, ao sair do smartphone a mensagem é embaralhada, ficando ilegível e só se torna inteligível ao chegar ao celular do destinatário.

Segundo a juíza, seria possível desviar a mensagem antes dela ser enviada. A possibilidade que vejo para fazer isto seria invadir cada smartphone individualmente e plantar nos mesmos softwares espiões, o que seguramente violaria a legislação vigente o país, inclusive a Constituição. E mesmo assim talvez não funcionasse.

Possivelmente pensando nisso, desde 2011, vários órgãos do Governo Federal, Forças armadas e de alguns estados tiveram contatos com empresa italiana Hacking Team, conhecida por desenvolver programas espiões e vendê-los a quem pagar melhor, sendo estes programas utilizados inclusive para “monitorar” ativistas políticos, defensores dos direitos humanos, jornalistas etc.

Reportagem da Agência Pública (2015), de quem peguei emprestado parte do título deste artigo, revela que houve demonstrações e reuniões da Hacking Team com o Comando da Aeronáutica, o Departamento de Inteligência da Polícia Civil do Distrito Federal, o Departamento de Polícia Federal, em Brasília, o Centro de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército Brasileiro (CCOMGEX), com as polícias civis do RJ e SP, Ministério Público do RJ e na sede da Abin. Houve contato até com a Procuradoria Geral da República (PGR). Como isso veio a público? Um hacker invadiu os servidores da Hacking Team e divulgou quem eram seus clientes e até como monitorar os computadores, leptops e smartphones que já haviam sido invadidos pela empresa. Imagine o perigo.

Sobre os contatos suspeitos de órgãos públicos com a Hacking Team, não houve investigação ou decisão judicial. Também não houve nenhum protesto similar à gritaria que ocorreu quando foram divulgados alguns áudios obtidos durante a Operação Lava Jato.

Ainda no dia 19, praticamente uma hora após o início do bloqueio do WhatsApp, hackers do grupo Anonymous tiraram do ar o site do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que suspendeu os prazos processuais no primeiro e segundo graus de jurisdição em todo o estado.

Em seguida, arguindo violações às liberdades de expressão e de manifestação, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, derrubou a decisão da juíza e o WhatsApp voltou a funcionar normalmente.

Não foi a primeira vez que o aplicativo saiu do ar por uma decisão judicial equivocada. Não será a última. Não é cabível penalizar milhões de pessoas somente porque alguns criminosos usam determinado programa. É como fechar os Correios para impedir o envio de uma única carta. E é bom lembrar que existem diversos outros apps de mensagens que usam criptografia, além de haver modos de contornar o bloqueio do WhatsApp pelas operadoras.

Por trás de tudo isso está a luta pelo direito á privacidade nas comunicações versus o desejo do Estado e das corporações (inclusive o Facebook, dono do WhatsApp) de bisbilhotarem o que todos falam, escrevem, pensam. Vivemos a era da vigilância massiva e os que ousam denunciar seu lado mais sórdido, como Edward Snowden e Julian Assange, pagam um preço bastante alto. É deste último a frase “a internet, nossa maior ferramenta de emancipação, está sendo transformada no mais perigoso facilitador do totalitarismo que já vimos”.

Créditos:
Hackeando o Brasil – http://apublica.org/2015/07/hackeando-o-brasil/

Ironias Digitais: A Empresa de Espionagem Hacking Team Foi Invadida por

Hackers – https://motherboard.vice.com/pt_br/read/espioes-hackeados

Por bloqueio do WhatsApp, Anonymous derruba Tribunal do RJ – http://www.tecmundo.com.br/whatsapp/107443-bloqueio-whatsapp-anonymous-derruba-tribunal-do-rj.htm

*Haroldo Barbosa

Jornalista e analista de sistemas.

Aeroporto Pinto Martins – Férias aquecem movimento

aeropooo

O movimento de passageiros no Aeroporto Internacional Pinto Martins registrou queda de 8,4% no primeiro semestre, se comparado a igual período de 2015.

“Mas julho aqueceu”, diz o superintendente estadual da Infraero, Wilkens Santos. Há voos extras e as férias, movidas a pacotes, estão trazendo os turistas que fogem do frio no Sul e Sudeste do País.

Em acervo de museu, carros de Emerson Fittipaldi não podem ser leiloados

Emerson-Fittipaldi

“Os carros que Emerson Fittipaldi usou são, hoje em dia, do Museu Fittipaldi e essa situação impede que eles sejam vendidos para obter lucro (tanto do piloto quanto da entidade). Isso porque, para chegarem ao Brasil, foi feito um acordo específico com a Receita Federal — e vendê-los seria entrar em situação fiscal irregular. Isso tudo impede que os veículos sejam penhorados para o pagamento de dívidas do ex-piloto, conforme decidiu a 27ª Vara Cível de São Paulo.

Fittipaldi trouxe seus carros para o Brasil em acordo com específico com a Receita: seriam propriedade de um museu.Reprodução
O banco que cobra as dívidas do piloto alegava que há uma confusão patrimonial quanto às empresas de Fittipaldi, o que dificulta a cobrança. Outro ponto seria de que o museu não está totalmente regularizado para desempenhar sua finalidade específica. A defesa do museu foi feita por Carlos Eluf, sócio fundador do escritório Eluf advogados Associados.

Quanto ao primeiro ponto, o juiz concordou em parte. Ele explicou que as várias empresas nas quais Fittipladi aparece como administrador ou sócio cotista dificultam entender o que é dele como pessoa física e o que pertence a essas empresas. Porém isso não se encaixa no caso do museu: “No entanto, os bens imóveis discutidos nestes embargos merecem tratamento especial, na medida em que há uma prova documental idônea de que foram afetados a uma determinação, qual seja, a composição de um acervo em homenagem à vitoriosa carreira do piloto”, explicou o juiz.

Já sobre uma possível irregularidade institucional do museu, Sampaio descartou o argumento, ressaltando que o museu pode vir a se regularizar e que, de qualquer forma, tem existência autônoma e personalidade jurídica própria. Isso lhe dá legitimidade para possuir bens.”

(Site Consultor Jurídico/Foto – CDL Teresina)

Fortal 2016 – Portaria disciplina entrada de crianças e adolescentes na festa

O juiz Pedro de Araújo, coordenador das Varas da Infância e Juventude de Fortaleza, determinou que crianças e adolescentes, até 16 anos, somente poderão entrar e permanecer no Fortal se acompanhados de seu representante legal (pai, mãe, tutor ou guardião) ou responsável acompanhante (avós, irmãos e tios até o terceiro grau), comprovado documentalmente o parentesco. O evento irá ocorrer entre os dias 21 e 24 de julho.

As crianças, adolescentes, seus pais, representantes legais ou responsáveis acompanhantes deverão sempre portar documento de identidade. Já os tutores e guardiões deverão também exibir o original ou cópia autenticada dos respectivos termos de tutela ou guarda. As medidas constam na Portaria nº 13/2016, publicada no Diário da Justiça Eletrônico dessa terça-feira (19/07).

Segundo o documento, é dever do proprietário do estabelecimento e do promotor de evento manter à disposição da fiscalização do Departamento de Agentes de Proteção, Ministério Público e do Conselho Tutelar o alvará judicial respectivo, cópia da identidade e do CPF do responsável. Em se tratando de pessoa jurídica, devem disponibilizar cópia do ato constitutivo e do cartão de inscrição do CNPJ, além de assegurar a segurança compatível com o público e com o evento.

Já o Departamento de Agentes de Proteção deverá exercer estrita fiscalização, mediante apresentação de identidade funcional, sobre qualquer forma de negligência, exploração (inclusive laboral), violência, discriminação, maus tratos e constrangimentos praticados contra crianças e adolescentes. Também poderão desenvolver suas atividades em todos os setores e espaços do complexo estrutural destinados à realização do evento.

Deverão ainda solicitar, quando necessário, a intervenção de agentes públicos, em especial policiais civis e militares, para a garantia do cumprimento de suas atividades.

O magistrado considerou a necessidade de disciplinar a entrada e permanência de crianças e adolescentes no evento, tendo em vista a garantia e proteção integral a crianças e adolescentes como pessoas em formação e desenvolvimento. O juiz ainda levou em consideração a dificuldade enfrentada pelo Departamento de Agentes de Proteção na fiscalização de eventos que adotam os sistemas “open bar”, “free bar” e similares, que permitem o livre acesso à bebidas alcoólicas.

De acordo com o Conselho dos Agentes de Proteção da Infância e Juventude de Fortaleza, 244 agentes trabalharão por escala durante o evento. Serão 46 na quinta, 69 na sexta, 74 no sábado e 55 domingo.

Além do Fortal, o Conselho também atuará no festival Halleluya, que começa nesta quarta-feira (20/07) e vai até domingo (24/07). Serão sete agentes em cada dia do evento.

(Site do TJ/CE)

Comitê Rio 2016 disponibiliza último lote de ingressos

90 1

“Está disponível, a partir de hoje (21), o último grande lote de ingressos para os Jogos Olímpicos Rio 2016. No novo lote, o Comitê Rio 2016 liberou ingressos de todas as modalidades. São 100 mil ingressos, com variação de preços entre R$ 40 e R$ 1,2 mil. O grande número de entradas disponíveis fez o comitê chamar o dia de hoje de “Super Quinta”.

Os ingressos mais caros são, por exemplo, para as finais do vôlei, basquete, futebol e atletismo, este último com a possibilidade de participação do campeão mundial, o jamaicano Usain Bolt. O novo lote também inclui entradas para as cerimônias de abertura e encerramento dos jogos.

Segundo o comitê, a liberação de novos assentos para algumas modalidades já esgotadas foi possível após a conclusão das arenas. Assim, foi definido o espaço destinado aos equipamentos de transmissão televisiva e novos assentos foram liberados.

SERVIÇO

*Os ingressos podem ser comprados pelo site www.rio2016.com/ingressos ou nas bilheterias oficiais.

(Agência Brasil)

Operação Cardume – Traficantes teriam lavado dinheiro no Minha Casa Minha Vida

cardumee

“Alguns dos traficantes de drogas e armas, denunciados pelo Ministério Público Federal na Operação Cardume, teriam lavado dinheiro sujo do crime investindo até na construção de casas do programa federal Minha Casa Minha Vida. A informação é parte da delação premiada de Lindoberto Silva de Castro.

O delator, segundo investigação e testemunho do delegado federal Janderlyer Gomes de Lima à 11ª Vara Federal de Fortaleza, é um dos líderes de um “consórcio” de pelo menos cinco quadrilhas do Ceará que atuavam no tráfico de maconha, cocaína, crack e armas. Mercadorias compradas, principalmente, na Bolívia e no Paraguai, que movimentavam milhões em São Paulo, Ceará, Rio Grande do Norte, Piauí, Portugal e Itália.

Segundo Lindoberto de Castro, a lavagem do dinheiro do tráfico passava também pelos serviços de uma construtora que pertencia a outro traficante investigado na Operação Cardume. Sem detalhar, o preso afirmou que a empresa era responsável pelo fornecimento de cimento para o Minha Casa Minha Vida.

Na delação, Lindoberto revela que adquiriu, com o dinheiro do tráfico, pelo menos “20 veículos entre carros. Porém, teria perdido após sua prisão em 2012”. Dois deles, um Corola e um Ethios, teriam sido negociados para pagar a dívida da compra de “uma carreta”.

Na época do acordo de colaboração, novembro do ano passado, ele afirmou que também tinha uma Hilux, que se encontra apreendida, uma casa no município de Mangabeira (RN) e um sítio em Currais Novos (RN).

Em Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza, Lindoberto de Castro disse que também era dono de um viveiro de peixes. “Seria a atual e única fonte de rendado colaborador”, está escrito na delação.

25 de Março

Um outro traficante, responsável pelo transporte de de droga da rota Paraguai-São Paulo-Fortaleza, seria dono de “alguns comércios na avenida 25 de Março, em São Paulo. Bem como algumas lojas no Beco da Poeira”, em Fortaleza. Além de “alguns imóveis” nas capitais paulista e cearense. No município de Itaitinga (CE), o criminoso seria dono de um supermercado.

O delator fez a revelação e garantiu à Polícia Federal e ao Ministério Público saber “informar o local exato, em Itaitinga, onde eram entregues a droga e o armamento recebido de São Paulo”. Na última terça-feira, 19, o delegado Janderlyer Lima confirmou, em depoimento na 11ª Vara Federal de Fortaleza, que a delação de Lindoberto de Castro contribuiu com a fase final da Operação Cardume.”

(O POVO – Repórter Demitri Túlio)

Eleições 2016 – TRE do Ceará inicia treinamento de equipes

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Tl166MTwVpg[/youtube]

O Tribunal Regional Eleitoral no Ceará iniciou o treinamento para as eleições de outubro próximo.

A informação é da vice-presidente Nailde Pinheiro Nogueira, que, nesta quinta-feira (21) de madrugada, viajou para Curitiba (PR).

Ali, representando o presidente do TRE cearense, desembargador Abelardo Benevides, ela participará de reunião com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes. Nesse encontro, também  todos os representantes dos demais tribunais pelo País, que avaliarão as ações para o pleito.

Mestrado em Comunicação Social lança edital 2017

O Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará lançou edital do processo seletivo para ingresso em seu mestrado acadêmico, turma 2017. As inscrições estarão abertas de 1º a 29 de agosto próximo (ou de 1º a 22 de agosto, para os que se inscreverem por via postal). Serão ofertadas até 25 vagas, sem a obrigatoriedade de preenchimento de todas elas. As vagas estão divididas em duas linhas teóricas: “Fotografia e Audiovisual” e “Mídias e Práticas Socioculturais”.

O processo seletivo será feito em cinco etapas: exame de proficiência em língua estrangeira (eliminatória), prova escrita (eliminatória), análise do projeto de pesquisa de dissertação (eliminatória), prova oral (eliminatória) e análise do currículo (classificatória). A divulgação da homologação das inscrições será no dia 31 de agosto e a data de divulgação do resultado final está programada para 15 de dezembro de 2016.

SERVIÇO

*Procedimentos, documentos necessários para inscrição e outras informações do processo de seleção estão no Edital nº 01/2015, disponível no site do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA): https://goo.gl/lS0QMP.

*Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFC – (85) 33667712.

Ceará completa um ano sem casos de sarampo e ganha reconhecimento da OMS

16ec5d66-6cd8-40ed-a648-738c9083d889

“Só temos a parabenizar o Ceará por ter alcançado esta importante meta. Que sirva de exemplo para outros estados e países da América Latina”, citou Merceline Dalh-Regis, presidente do Comitê de Sustentabilidade do Sarampo, da Organização Mundial da Saúde (OMS/Opas), em reunião com o governador Camilo Santana nesta quarta-feira (20). Neste mês de julho, o Estado completou um ano sem registro de casos da doença.

A comissão da OMS, que conta ainda com técnicos do Ministério e da Secretaria da Saúde, certificou a “sustentabilidade da interrupção da cadeia de circulação do sarampo”. “Esse foi um trabalho em equipe, com uma parceria muito forte principalmente com os municípios. Graças ao esforço conjunto, conseguimos alcançar essa importante meta. Mesmo assim, o trabalho de vigilância deve ser contínuo”, disse o governador Camilo Santana.

Em setembro do ano passado, durante evento em Brasília, o Ministério da Saúde já havia anunciado a erradicação do sarampo no Ceará. Porém, para obter o certificado de sustentabilidade da interrupção da doença, a OMS leva em consideração o período de um ano do último caso, registrado no estado em 6 de julho de 2015.

“Caso não houvesse esse importante movimento integrado no Ceará, com certeza hoje não estaríamos tendo esse êxito para combater o sarampo. Para mim, era um desafio pessoal interromper esse ciclo e só temos a agradecer ao Governo do Ceará pelo trabalho”, afirmou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues.

O secretario da Saúde do Estado, Henrique Javi, citou ainda a importância do envolvimento da população na vacinação contra a doença. “Esse é um momento muito especial para o Ceará. Completamos um ano da data em que eliminamos a cadeia de circulação do sarampo. Isso foi possível também graças ao envolvimento fundamental da população e dos municípios”.

(Site do Governo)

Vem aí o show “O Futuro Pertence à Jovem Guarda”

show-the-fevers-vamos-dancar-x26y235037

Tudo pronto para o evento “O Futuro Pertence à Jovem Guarda”, que terá como principal atração nacional The Fevers. Vai acontecer a partir das 21 horas, no Clube do Gresse (Bairro de Fátima).

Na lista das atrações locais, Zé Antonio e Banda Amor, Banda Sol Nascente e o garoto prodígio João Victor.

Organizadores prometem uma verdadeira viagem pelos tempos da Jovem Guarda.

SERVIÇO

Clube Gresse – Avenida Borges de Melo, 1881 – Bairro de Fátima.

Ingresso Individual – R$ 30,00

Mesa – R$ 180,00.

Mais Informações – (85) 3256 2146/98624 2315.

Reforma Trabalhista – Governo enviará proposta para o Congresso até o fim deste ano

reform

“O ministro do Trabalho e Previdência Social, Ronaldo Nogueira, disse hoje, 20, que o governo do presidente interino Michel Temer vai encaminhar ao Congresso Nacional até o fim deste ano uma proposta de reforma trabalhista e outra para regulamentar a terceirização.

Durante café da manhã com jornalistas, ele lembrou que a legislação trabalhista brasileira data dos anos 40 e que, de lá para cá, novas atividades econômicas foram incorporadas à Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). “Ela virou uma colcha de retalhos que permite interpretações subjetivas”, opinou.

Segundo o ministro, a proposta de reforma trabalhista a ser elaborada pelo governo vai valorizar a negociação coletiva e tratar de assuntos como salário e jornada, mas não vai permitir, por exemplo, o parcelamento de férias ou do décimo terceiro salário.

“A CLT será atualizada com o objetivo de simplificar, para que a interpretação seja a mesma para o trabalhador, o empregador e o juiz”, disse. “Direitos não serão revogados”, completou.

Terceirização

Sobre regulamentar a terceirização, Nogueira adiantou que pontos da proposta aprovada na Câmara dos Deputados poderão ser aproveitados, mas não entrou em detalhes. Segundo ele, será criado um grupo de trabalho para definir o que são e quais serviços especializados poderão ser terceirizados.

“Vamos trazer o trabalhador, o empregador e especialistas da área para aprimorar as propostas da terceirização em busca de um consenso”, destacou. “Essa discussão de atividade-fim e atividade-meio é irrelevante neste momento”.

Proteção ao emprego

O Ministério do Trabalho informou ainda que pretende tornar permanente o Programa de Proteção ao Emprego (PPE) por meio do envio de projeto de lei ao Congresso Nacional.

A ferramenta foi criada para proteger empregos em momentos de redução temporária da atividade econômica e prevê, por exemplo, a redução de até 30% na jornada e no salário por meio de acordo coletivo. O prazo de validade inicialmente previsto para o programa é o fim de 2017.

“É uma política de socorro para garantir emprego”, disse o ministro. “O Brasil está retomando a empregabilidade e a confiança no mercado. As empresas não vão precisar do PPE, mas será um programa que estará à disposição para todos os setores que estiverem em crise”, concluiu.”

(Agência Brasil)

Benito Di Paula fará show no Sesc de Fortaleza

benitodepaulka

O cantor, pianista e compositor Benito Di Paula lançará em Fortaleza o single “Essa felicidade é Nossa”. Será no próximo sábado, a partir das 21 horas, no ginásio do Sesc São Sebastião (Centro). Com Benito, no palco, estarão seu filho, o cantor Rodrigo Vellozo, o sobrinho Kauã Vellozo, que toca cavaquinho, e o irmão guitarrista e também compositor, Ney Vellozo, que o acompanha desde 1976.

Apaixonado pela música, Benito rompeu fronteira e levou seu ritmo e sua melodia com refrões fortes e sentimentais para tocar em países como Japão, México, EUA, Argentina, França. A partir desta abertura, músicos como Paul Mauriat, Charlie Byrd, Two Man Sound e artistas do Japão regravaram suas músicas. No total, em sua trajetória artística, foram gravados 35 álbuns com mais de 45 milhões de cópias vendidas em todo o mundo.

Mesmo com o novo single, no palco Benito não pode deixar de cantar os clássicos que o elevaram a ídolo no cenário mundial como “Charlie Brown”, “Mulher Brasileira” e “Retalhos de Cetim”.

SERVIÇO

*Sesc – Rua Clarindo de Queiroz, 1740 – Centro.

*Site de Benito Di Paula aqui.

(Foto – Paulo MOska)

BC mantém taxa de juros básica em 14,25%

“Pela oitava vez seguida, o Banco Central (BC) não mexeu nos juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) manteve hoje (20) a taxa Selic em 14,25% ao ano. A decisão era esperada pelos analistas, que preveem que a taxa ficará inalterada até o fim do ano.

Os juros básicos estão nesse nível desde o fim de julho do ano passado. Com a decisão do Copom, a taxa se mantém no mesmo percentual de outubro de 2006. A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Em comunicado, o Copom informou que as projeções para a inflação estão em queda. No entanto, o órgão aponta riscos de curto prazo, como a persistência nas elevações nos preços de alimentos, incertezas quanto à aprovação e à implementação dos ajustes necessários na economia e a indexação da economia, com a inflação passada alimentando a futura caso os índices de preços permaneçam altos e acima da meta. Tais fatores, segundo o Copom, levaram à manutenção da taxa Selic.

Oficialmente, o Conselho Monetário Nacional estabelece meta de 4,5%, com margem de tolerância de 2 pontos, podendo chegar a 6,5%. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA acumulou 8,84% nos 12 meses encerrados em junho, depois de atingir o recorde de 10,71% nos 12 meses terminados em janeiro.

No Relatório de Inflação, divulgado no fim de junho pelo Banco Central, a autoridade monetária estima que o IPCA encerre 2016 em 6,9%. O mercado está mais pessimista. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, o IPCA fechará o ano em 7,26%.

Apesar da queda do dólar, o impacto de preços administrados, como a elevação da conta de água em várias capitais, tem contribuído para a manutenção dos índices de preços em níveis altos. Nos próximos meses, a expectativa é que a inflação desacelere por causa do agravamento da crise econômica.”

(Agência Brasil)

Eleições 2016 – TSE divulga limites para gastos de campanha

dodod

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou hoje (20) os limites de gastos de campanha que poderão ser feitos por candidatos a prefeito e a vereador nas eleições deste ano. A informação foi publicada no Diário de Justiça Eletrônico.

Para o cargo de prefeito, o município que tem o maior limite de gasto de campanha é São Paulo. Segundo o TSE, no primeiro turno, os candidatos a prefeito da capital paulista poderão gastar pouco mais de R$ 45 milhões. No segundo turno, o valor cai para pouco mais de R$ 13 milhões. Em 3.794 municípios os gastos estão limitados a até R$ 108 mil.

Os candidatos a vereador também precisam ficar atentos ao teto do valor que poderá ser usado. Para os que concorrem a esse cargo, o maior limite está previsto para Manaus, previsto em mais de R$ 26.689 milhões. O valor para estes 3.794 municípios ficará em R$ 10.803,91.

As regras para os limites de gastos estão previstas na Lei das Eleições. Na tabela publicada nesta quarta-feira estão os valores atualizados, que levam em conta a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Contratação

Além dos valores que podem ser gastos nas campanhas, os candidatos terão limites para a contratação de pessoal. De acordo com o TSE, a reforma eleitoral do ano passado estipulou os limites para a contratação direta ou terceirizada de pessoas para atividades de militância e também de mobilização de rua.

A cidade de São Paulo é a que poderá fazer o maior número de contratações – mais de 97 mil contratações pelos candidatos a prefeito e mais de 27 mil, pelo que concorrerm a vereador. Em segundo lugar, está o Rio de Janeiro, onde mais de 53 mil pessoas poderão ser contratadas para as campanhas de prefeito e mais 15 mil para as de vereador. Já em Serra da Saudade, em Minas Gerais, e Araguainha, em Mato Grosso, 10 pessoas poderão ser contratadas trabalhar em campanhas para prefeito e apenas cinco para a de vereador.”

(Agência Brasil)

Crea divulgará laudo sobre fissura na barragem do Açude Castanhão

223 1

fissurr

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará vai apresentar à imprensa, às 10 horas da próxima segunda-feira, o laudo técnico relativo à fissura na barragem do Açude Castanhão. Será uma coletiva na sede da autarquia.

No dia 17 de junho, lembra o presidente em exercício do Crea-CE, geólogo João César de Freitas Pinheiro, a comissão instituída para fazer um levantamento das condições de segurança da barragem foi a Jaguaribara, onde está localizado o Castanhão.

Na ocasião, foi feita uma inspeção numa fissura (trinca) no paramento de montante da barragem. Desde essa data, engenheiros e estudiosos vêm se reunindo na Academia Cearense de Engenharia para analisar a questão e fazer um levantamento das condições de segurança da barragem do açude e apresentar parecer técnico dos possíveis riscos existentes no manancial.

Tudo será divulgado nessa coletiva.

Documentário retrata um pouco do ser cearense

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=uBOSyHR_bmQ[/youtube]

Será lançado nesta quarta-feira, às 19 horas, no auditório da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), o documentário “O caminho – A busca do ser cearense”.

O trabalho mostra a expedição a pé do jornalista e documentarista Roberto Bomfim entre Fortaleza e Juazeiro do Norte (Região do Cariri). A direção de fotografia é de Eduardo Bastos (Dudu).

No documentário, Bomfim busca retratar a realidade dos mais diversos cearenses.

Padilha diz que Temer vê “com bons olhos” queda da taxa básica de juros

Discurso de Temer deve durar 10 minutos

“O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse hoje (20) que o presidente interino Michel Temer vê com “bons olhos” a redução da taxa básica de juros da economia (Selic), mas que a palavra final é do Banco Central (BC). Padilha também afirmou que o governo esgotará todas as alternativas para não haja novo contingenciamento (bloqueio) de recursos.

“Se analisarmos todos os indicadores, vamos ver que os economistas do Brasil estão mostrando que teremos forçosamente uma queda nos juros. Também isso agrada ao presidente, e ele vê com bons olhos, se nós pudermos, mas teremos que respeitar por inteiro a autonomia do Banco Central, corresponder a essa expectativa, inclusive dos profissionais do setor. São os economistas e as agências de avaliação que estão dizendo que o juro vai cair. O presidente vê com muito bons olhos, mas a palavra final é do Banco Central”, reforçou Padilha, em entrevista coletiva no Palácio do Planalto.

Na noite de hoje, será anunciada decisão sobre a taxa Selic, na primeira reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) sob o comando do novo presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn.”

(Agência Brasil)

Rodrigo Maia promete descontar salário de deputado que faltar às sessões

“O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (20) que vai descontar o dia de trabalho dos deputados que faltarem às sessões de votação no plenário da Casa após o retorno do recesso branco. A meta é garantir quórum para as votações no período que antecede as eleições municipais de outubro.

Ao ser questionado por jornalistas se cogita descontar o dia dos faltantes, Maia respondeu “È óbvio, pauta marcada deputado tem que estar presente. Em qualquer trabalho é assim, se você marcou uma data para que os deputados estejam aqui para votar é importante que todos votem”, explicou.

Ele reafirmou que, em agosto, no retorno das atividades legislativas, vai buscar garantir quórum para votações durante três dias por semana, apesar das demandas decorrentes das eleições, cuja campanha tem início autorizado a partir de 16 de agosto. Em setembro, com a proximidade maior das eleições, Maia disse que essa periodicidade pode ser menor.”

(Agência Brasil)

Instituto do Ceará promove pré-lançamento de livro sobre o “Siará Grande”

386 1

fortee

Fortim de São Sebastião (1613): “Siara”, gravura de Arnout Montanus.

Dar ênfase à origem dos 2.000 portugueses, pioneiros na colonização do Ceará e seus destinos nas freguesias cearenses. Esta é principal motivação do escritor e genealogista cearense Francisco Augusto de Araújo Lima para a palestra de pré-lançamento do livro “Siara Grande: uma província portuguesa no Nordeste Oriental brasileiro”, que dará nesta quarta-feira, às 15 horas, no Instituto do Ceará.

São mais de trinta anos de pesquisas, o que permitiu a Francisco Augusto localizar a aldeia, lugar, freguesia, concelho e distrito português, sendo os últimos cinco anos dedicados exclusivamente ao trabalho. “O mais importante é resgatar a verdade, com base na documentação primária”, ressalta o escritor.

Este é o décimo terceiro livro de genealogia do autor. Ele foi à busca das origens, identificando a naturalidade dos portugueses pioneiros na colonização e seu destino nas diversas freguesias (municípios) da Província do Siara. O autor procura dar ênfase na origem dos 2.000 portugueses, pioneiros na colonização do Ceará e seus destinos nas freguesias cearenses.

O livro tem aproximadamente 2.300 páginas, em dois volumes – o primeiro das letras A/I; e o segundo de J/Z, e será impresso na Expressão Gráfica.

SERVIÇO

*Instituto do Ceará – Rua Barão do Rio Branco, 1594, Centro.

Luciana Dummar: “Precisamos praticar mais o coletivo”

No lançamento do Anuário do Ceará 2016-2017, na última segrunda-feira, no Alice’s Buffet, a presidente do Grupo de Comunicação O POVO, Luciana Dummar, falou da importância de pensamento e ações coletivas. “Estamos todos conectados”, disse. Confira algo que vai muito além de um discurso: a importância do coletivo.

Todos os anos nos reunimos para celebrarmos juntos essa publicação que diz muito a respeito do Ceará e de nós cearenses. O Anuário do Ceara é o mais longevo documento jornalístico do Estado. As primeiras edições do Anuário remontam meados do século XIX e abordavam o Brasil do imperador Dom Pedro II e a brilhante trajetória do senador cearense José Martiniano de Alencar, pai do escritor José de Alencar. De lá para cá, mais de 160 anos passaram. Muita coisa aconteceu. O Brasil e o Ceará mudaram. O mundo mudou. Nós mudamos. Essa linha do tempo foi registrada e datada pelo Anuário do Ceará e constitui numa importante e indispensável ferramenta de pesquisa para entendermos o que somos, de onde e como viemos, principalmente, para onde desejamos ir.

Durante esse longo caminho, o Anuário do Ceará foi elaborado por gerações de jornalistas, artistas, economistas, empresários, escritores, gestores públicos, estatísticos, advogados, poetas… Todos escribas. As antigas civilizações possuíam seus escribas a registrar em papiros e tábuas, seus costumes, códigos, guerras e todo seu conhecimento acumulado. Esses registros nos permitiram, por exemplo, lermos Aristóteles, tal qual ele escreveu no século IV antes de Cristo, sobre física, poesia, gestão, ética, e biologia. Daí, uma reflexão se apresenta para todos nós: todo esse conhecimento acumulado, do grego Aristóteles ao americano Steve Jobs, é fruto de uma inteligência coletiva, sequenciada e conectada. E não existe conhecimento sequenciado e conectado sem o advento da escrita com tábuas, papiros e livros e consequentemente das plataformas de mídia do seculo XXI.

O Anuário é fruto dessa inteligência coletiva. Uma inteligência de todos nós cearenses, nativos e adotivos. Nós, editores do Grupo de Comunicação O POVO, somos apenas os escribas dessa história. Para compreendermos o que podemos chamar de inteligência coletiva, podemos pensar num martelo pré-histórico, de meio milhão de anos e um teclado bluetooth de um computador de última geração. Vamos pensar. Ambos foram projetados ergonomicamente para adaptar-se à mão humana. No entanto, eles são completamente diferentes. Enquanto o martelo de pedra é resultado da habilidade de um só individuo, o teclado sem fio é fruto de muitos itens conectados do conhecimento. Inteligência? Conhecimento acumulado? Uma evolução? Sim, sem dúvida! Mas se ignorarmos o “coletivo”, de pouco vale a conquista.

Permitam-me, preciso falar disso. Não dá para fugir do tema. Como escreveu Clarice Lispector: “falar no que realmente importa, muitas vezes é considerado uma gafe”. Pois vou cometer essa gafe, perdoem-me. Pergunto a todos aqui presentes: não deveriam nossas melhores mentes estarem dedicadas a solucionar nossos problemas enquanto sociedade e comunidade? Milênios, séculos, décadas de conhecimento acumulado. Se tudo isso não servir para evitarmos mortes de crianças de sarampo, meningite, malária, pneumonia, hepatite B, febre amarela, desnutrição, o conhecimento não foi inútil? Incompleto? Se toda essa inteligência não evita a discriminação contra negros, nordestinos, pobres, evangélicos, gays, umbandistas… Se com toda admiração que a elite brasileira tem pelos países do primeiro mundo, ainda discutimos e debatemos os direitos das empregadas domésticas, pergunto mais uma vez: não deveriam nossas melhores mentes estarem dedicadas a solucionar nossos problemas coletivos, sociais? Precisamos entender que estamos todos conectados. Somos partes de um todo.

Se há uma criança no Bom Jardim que não sabe ler, isso nos importa. Se acontece uma chacina em Messejana, guerra de gangues? Isso nos diz respeito. Afinal, como podemos deixar esses jovens morrerem? Não temos nada a ver com isso? Não nos diz respeito? Diz o dramaturgo alemão, Bertold Bretch, num de seus mais conhecidos textos: “O analfabeto político se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia política e os políticos. Mal sabe ele que dessa ignorância nasce a prostituição infantil, menores abandonados e mulheres violentadas”.

Não podemos ser analfabetos políticos. Analfabetos que reduzem uma discussão e um confronto entre bandeiras azuis e bandeiras vermelhas. Somos mais que isso. Somos mais que dois polos. Dois lados. Somos todos políticos, com mandatos ou não. Filiados a partidos ou não. Somos todos políticos e devemos acreditar que reduzir a desigualdade é a maior realização humana! Para isso serve fazermos política! Acreditem, só vamos alcançar essa realização através da democracia. Através de uma educação pública forte, acessível, um sistema de saúde de qualidade e de políticas públicas que permitam oportunidades econômicas e sociais para todos! Sem demagogia! Não podemos falar em igualdade de direitos e deveres numa sociedade tão desigual. Não existirá um futuro melhor sem participação política, sem empresários com uma visão de mercado que inclua as pessoas, sem um capitalismo criativo, sem economia solidária. Não existirá futuro sem diálogo social. Não existirá futuro melhor sem uma imprensa plural, livre, crítica e provocativa.

O analfabetismo político é maior quando não temos uma elite com compromisso social e coletivo. Falo de elite na primeira pessoa do plural. Nós somos essa elite. Somos elite social, econômica, cultural. Somos os detentores de grande parte desse conhecimento sequenciado e integrado. Não podemos fugir de nossa responsabilidade. Precisamos praticar mais o coletivo. Precisamos construir um presente melhor para todos e acreditar que o futuro pode ser diferente do passado.

Na língua tupi, dos indígenas brasileiros, existem duas formas de utilizarmos a expressão “nós”: ore e iandé. Ore, como pronome pessoal, exclusivo. Iandé, com pronome pessoal, inclusivo. Iandé brasileiros. Nós somos brasileiros. Ainda somos muito “ore” quando deveríamos ser mais “iandé’. Precisamos de diálogo. Precisamos do debate. Isso é salutar. Para isso, jornais, rádios, TVs, portais. Imprensa provocativa, livre. Para isso, documentos com profundidade, como o Anuário do Ceará. Precisamos descansar nossas espadas. Devemos fundir o aço de nossas lanças e escudos e moldar cabos de pontes de metal. pontes que possam transpor canais, rios e abismos. Isso não se faz senão com pensamento coletivo. Nossa vida no planeta é tão curta e o trabalho a ser feito é grande demais para realizarmos sozinhos e divididos. Precisamos de um pensamento iandé.

Meus amigos e amigas, todos os dias, de domingo a domingo. Há quase 90 anos, o Jornal O POVO constrói pontes, diálogos, combate o preconceito, derrete os metais das armaduras e os transforma em bancos de praça. Foi num desses bancos, que Demócrito Rocha fundou o Jornal em 1928. De lá, pra cá, essa casa, no nosso papel de escribas, informamos, formamos opinião e enriquecemos o debate em nossas páginas, home pages, programas de rádio e TV. Através das plataformas O POVO, o Ceará lê, assiste, ouve e escuta, acessa e compartilha todas as opiniões, de todas as matizes ideológicas, vertentes políticas, credos e colorações sociais. Desde Demócrito Rocha, o Jornal O POVO continua como uma praça deve ser. Um espaço democrático e coletivo.

Hoje, eu agradeço a todos que contribuíram e contribuem para a construção de uma dessas fontes indispensáveis para quem deseja entender o Ceará e os cearenses. O Anuário do Ceará. Agradeço aos patrocinadores, apoiadores e anunciantes. Agradeço aos editores, jornalistas Fábio Campos, Jocélio Leal e Joelma Leal.

Agradeço viver esse momento. Agradeço a todos que constroem dia a dia, o Grupo de Comunicação O POVO. Agradeço aos amigos. Ao Ceará e aos nossos irmãos cearenses. Agradeço a minha família, agradeço a meu pai de quem herdei o senso e o valor do pensamento coletivo. Agradeço a vida. Como versa a poetisa chilena Violeta Parra: “graças à vida que me deu tanto. Tem me dado o riso e me dado o pranto. Assim eu distingo alegria da aflição. Os dois materiais que formam meu canto. E o canto de vocês que é o mesmo canto. E o canto de todos que é meu próprio canto”.

Iandé cearenses. Iandé brasileiros!

*Luciana Dumar,

Presidente do Grupo de Comunicação O POVO.

*Confira um dos trechos fortes da fala de Luciana Dummar aqui.