Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Eike Batista depõe na Lava Jato

eike

“Acusado de pagar propina ao ex-vice da Caixa Econômica Federal, Fábio Cleto, e ao deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ), o empresário Eike Batista esteve em Curitiba recentemente para se encontrar com os procuradores da Lava-Jato.

O empresário deu explicações sobre esses casos e também sobre os depósitos realizados nas contas do marqueteiro João Santana e de sua mulher, Mônica Moura, no Panamá.”

(Veja Online)

A sombra do terror sobre o Brasil

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (16), pelo jornalista Érico Firmo:

Mais um terrível atentado na França colocou em alerta o governo brasileiro em relação às Olimpíadas – que ocorrem dentro de três semanas. Reuniões foram realizadas ontem entre Ministério da Defesa, Ministério da Justiça e Gabinete de Segurança Institucional para revisar as medidas de segurança para os Jogos. Deve haver mais bloqueios, mais restrições, mais transtornos.

Até o ano passado, autoridades e o governo brasileiro consideravam pequeno o risco de o Brasil ser alvo de terroristas. O País não tem envolvimento direto nas zonas de conflito que motivam a maioria dos ataques – turbulências, na maioria das vezes, no Oriente Médio, Leste Europeu ou África.

Porém, a ameaça nunca foi de todo descartada. Os terroristas buscam, sobretudo, comunicar e propagar medo. Buscam visibilidade. Poucos eventos globais oferecem tantas oportunidades como as Olimpíadas. E poucos países a já terem sediado os jogos são tão vulneráveis.

Na semana passada, o chefe da estratégia das Nações Unidas para o Combate ao Terrorismo, Jean Paul Laborde, disse ao Estado de S.Paulo que as Olimpíadas no Brasil são “alvo fácil”. Em abril, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) já havia confirmado o aumento do risco de o Brasil ser alvo.

E, nesta semana, uma notícia chamou atenção para o óbvio. Em audiência de inquérito parlamentar na França, um dos chefes da inteligência confirmou haver informação de que membro brasileiro do Estado Islâmico estaria preparando atentado contra a delegação francesa que viajará ao Rio. Esse é o ponto: o Brasil não é alvo potencial de terroristas, mas receberá delegações do mundo todo. Inclusive de países que são, sim, os focos preferidos do Estado Islâmico e outros grupos extremistas.

O perigo é real e o Brasil só atentou para esse risco perto demais do evento. O País não se preparou adequadamente.

Brasil envia representante à França para obter informações sobre terrorismo

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse nesta sexta-feira (15) que o Brasil enviou um representante à França para obter mais informações sobre o atentado dessa quinta-feira (14), em Nice, que deixou 84 mortos e dezenas de feridos. O interlocutor do governo brasileiro também buscará mais detalhes sobre rumores da existência de um plano para atacar a delegação francesa que virá aos Jogos Olímpicos Rio 2016. O ministro, no entanto, não deu detalhes sobre o enviado.

“Sabemos que a França não pode nos dar todas as informações nesse momento, porque imaginamos o sentimento vivido lá hoje. De qualquer sorte estamos em contato com todos os serviços de segurança, de informação e inteligência do mundo e eles não identificaram até aqui nenhuma ameaça potencial de terrorismo aos Jogos”, disse o ministro, que viajou com 200 militares que vão compor as forças de segurança na Olimpíada no Rio de Janeiro.

Mais cedo, o ministro reconheceu que o atentado em Nice aumentou a preocupação do governo brasileiro com os Jogos Olímpicos do Rio.

Jungmann anunciou para a próxima semana a abertura do Centro Integrado de Contraterrorismo, que reunirá representantes de setores de inteligência de 106 países para trocar informações e auxiliar na segurança da Olimpíada. “Estamos absolutamente em dia com o que o COI [Comitê Olímpico Internacional] nos prescreveu e estamos muito, muito mais atentos a qualquer lacuna, a qualquer falha.”

Segundo o ministro da Defesa, o Estado brasileiro tem uma lista de cerca de 500 pessoas suspeitas de alguma relação com o terrorismo. O objetivo é identificá-las caso circulem por arenas, estádios ou campos de disputa da Rio 2016.

(Agência Brasil)

OAB nacional vai reagir contra cortes na Saúde

“O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, vai reunir diversas entidades na sede da Ordem, no próximo dia 9, para protestar contra possíveis limitações no orçamento da Saúde pública.

Segundo ele, a situação do SUS já é muito precária e não pode ficar ainda pior.

A ideia da OAB é criar uma grande mobilização sobre o tema, a exemplo do que aconteceu nos protestos contra a volta da CPMF.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Festival Viva Capoeira Viva terá palestra sobre cozinha ancestral africana

Chef-Clovis-Lima-Qualidade-Internet-18-400x400

O Chef Clóvis Lima, que é o “Embaixador da Gastronomia do Ceará”, dará palestra no próximo dia 20, às 19 horas, sobre “Cozinha Ancestral Africana, Comida de Santo e sua Influência na Gastronomia Brasileira”.

Será dentro do Festival Viva Capoeira Viva, no Centro Dragão do Mar, que será aberto domingo e se estenderá até o dai 23 deste mês.

Clóvis Lima vai, inclusive, preparar pratos na ocasião para degustação do público.

Cearense domina o fotorrealismo como ninguém

desenho

Os desenhos acima são do artista Ingo Ararê, 31 anos. Desde os 13 anos tem o fotorrealismo como hobby. Começou reproduzindo desenhos das revistas em quadrinhos da Marvel e DC Comics para aprender. Pegou gosto e hoje retrata fotos em papel tipo canson, com o uso de materiais como lápis e borracha.

Os trabalhos do artista podem ser acompanhados na sua fanpage no Facebook: https://www.facebook.com/ingoartwork/?fref=ts

Portal vai monitorar em tempo real assuntos sobre a Rio 2016

“O Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) colocou no ar um portal que permite a qualquer pessoa, de qualquer lugar, monitorar na rede – em tempo real – imagens, assuntos mais populares e comentários sobre os Jogos Olímpicos Rio 2016.

O OBSERVATÓR!O2016 permite que qualquer pessoa que tenha acesso à internet para saber sobre tudo que está sendo postado e comentado sobre os Jogos. Assim, os dados são coletados e armazenados em tempo real por robôs programados para identificar nas redes sociais, principalmente no Twitter, tudo o que está acontecendo de mais relevante sobre a Rio 2016.

O OBSERVATÓR!O2016 é um portal para visualizar, coletar e analisar comentários e imagens sobre os jogos a partir de grandes volumes de dados (Big Data) provenientes das redes sociais. Segundo o professor Luiz Velho, pesquisador do Impa, o portal revela olhares diversos sobre os Jogos, a partir de variadas formas de visualização interativa.

(Agência Brasil)

STF obriga governo a fornecer fraldas descartáveis para pessoas com deficiência

“O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, decidiu hoje (14) manter decisão da Justiça Federal que obriga o Programa Farmácia Popular do Brasil, do Ministério da Saúde, a fornecer gratuitamente fraldas descartáveis a pessoas com deficiência. Segundo a Advocacia-Geral da União (AGU), a decisão deve gerar impacto de R$ 2 bilhões por ano nas finanças públicas, valor equivalente a praticamente todo o orçamento anual do programa.

Na decisão, Lewandowski rejeitou recurso da AGU para barrar a decisão de Justiça Federal, por entender que o Estado deve garantir a proteção às pessoas com deficiência. Sobre a questão financeira, o ministro entendeu que não ficou comprovado no processo “o perigo de grave lesão aos valores da ordem e economia públicas”.

“Por isso, se existente risco de dano à saúde pública, este seria inverso, caracterizado pela afronta ao postulado da dignidade da pessoa humana e às disposições constitucionais que garantem às pessoas com deficiência o amparo do Estado para o gozo do direito fundamental à saúde”, decidiu o presidente do STF.

No recurso, a AGU também informou ao Supremo que o Programa Farmácia Popular do Brasil não fornece fraldas gratuitamente e que idosos recebem o benefício em função do Estatuto do Idoso. Segundo os advogados públicos, farmácias privadas devem observar diversos critérios para serem ressarcidas posteriormente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O programa foi criado pelo Ministério da Saúde para ampliar o acesso da população a medicamentos por meio de rede própria de farmácias ou parcerias com drogarias privadas.

A Agência Brasil entrou em contato com o Ministério da Saúde, que informou que irá recorrer da decisão.”

(Agência Brasil)

Michel Temer: “Quero desidratar essa coisa de Centrão!”

 

micheltemer

O presidente em exercício Michel Temer disse, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, que pretende implodir o Centrão, grupo de partidos médios e até hoje ligados ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que está prestes a ser cassado. “Quero desidratar essa coisa de Centrão e de outro grupo. É preciso unificar isso. Quero que seja tudo situação”, afirmou ele. O “outro grupo” se refere à antiga oposição, composta por PSDB, DEM, PPS e PSB.

Temer confia no recesso branco deste mês para que as “pequenas ranhuras” deixadas na disputa pelo comando da Câmara sejam cicatrizadas. “Uma ferida não dura mais do que 15 dias, não é verdade? Se você se ferir, verá que dali a 15 dias se formou uma casquinha. A casquinha se dissolve.”

Um dia após a vitória de Rodrigo Maia (DEM-RJ), apoiado pelo Planalto e pelo PSDB para a presidência da Câmara, Temer contou que usará os 15 dias do recesso para compor o segundo escalão do governo. A direção de Furnas, por exemplo, ficará com a bancada do PMDB de Minas.

O sr. avalia que a eleição do deputado Rodrigo Maia para a presidência da Câmara representou derrota do PT, do ex-presidente Lula, da presidente afastada Dilma Rousseff e de Eduardo Cunha?

O Congresso quis dar uma mensagem de apoio ao governo, com os dois candidatos que foram para o segundo turno (Rodrigo Maia e Rogério Rosso, do PSD, candidato do Centrão). Acho que está havendo uma distensão na Câmara. O candidato que teve apoio de outras alas foi justamente o nosso peemedebista Marcelo Castro. O que restou de tudo isso foi apoio ao governo.

E uma derrota poderia ter impacto na votação do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff?

Convenhamos, se há outro tipo de vitória já iam dizer “Ah, o governo perdeu”, dar outra interpretação. Se o Planalto fosse derrotado seria negativo para o governo e para o País.

O Centrão saiu maculado, presidente, está se desintegrando…

Hoje, conversando com Rodrigo (Maia), nossa ideia é acabar com essa história da divisão. O que houve foram pequenas ranhuras, pequenas rachaduras. O recesso branco vai ajudar. Quando chegar agosto, não haverá cicatriz. Eu quero aos poucos desidratar essa coisa de Centrão e outro grupo (formado pela antiga oposição). Quero que não haja mais essa coisa. É preciso unificar isso. Quero que seja tudo situação.

O sr. fará reforma ministerial para acomodar a base aliada após a disputa na Câmara?

Isso eu vou examinar naturalmente depois que o Senado decidir (se acatará o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff). Seria apressado qualquer outra afirmação. Mas não creio que haja feridas na base ministerial. Na base parlamentar, isso passa. Especialmente porque agora tem o recesso.

Mas como o sr. vai curar essas feridas? Ficaram cicatrizes.

Não é exatamente a mim que cabe curar. Uma ferida não dura mais do que 15 dias, não é verdade? Se você se ferir, verá que dali a 15 dias se formou uma casquinha. A casquinha se dissolve e volta ao normal.

Nesses 15 dias as nomeações vão sair do papel?

Vamos fechar tudo isso. Os nomes serão examinados, pautados pela Lei das Estatais, que estabelece restrições.

Quem vai para o Turismo? Alguém do PMDB de Minas?

Estamos examinando com calma. A bancada do PMDB de Minas está acertando com Furnas. Vou devolver a estatal a eles. Furnas pode ser mais expressiva politicamente do que o Turismo. Tem Chesf, Eletronorte, Eletrosul, Itaipu…

A ascensão do DEM e do PSDB configura nova hegemonia na base aliada do governo?

Acho que tem de haver hegemonia da base. Por quem ela é composta pouco importa. Se eu falar em hegemonia de um ou outro estarei dividindo aquilo que estou fazendo força para reunificar. É claro que, quando surgirem problemas, em fevereiro (nova eleição para a presidência da Câmara), talvez haja nova movimentação.

O senador Aécio Neves (MG) tentou fechar um acordo para que o sr. apoiasse um candidato do PSDB à presidência da Câmara, em 2017. Isso é possível?

Procurei não entrar nessa questão da Câmara, mas, quando começou a ter aquela coisa de que havia um candidato de oposição e que ia gerar manchete “Temer derrotado”, é claro que eu tive uma preocupação. Não entrei nessas histórias de acordo para depois. No momento oportuno, em janeiro de 2017, vamos examinar.

O sr. planeja se afastar de Eduardo Cunha?

Eu nunca me aproximei demais nem me afastei demais. Sempre tive um trato pessoal e um institucional. Nunca tive preocupação do tipo “Ah, se falar com fulano está condenado”. Eu falo com o Brasil inteiro, falo com a oposição. Aliás, confesso que não sei: como foi a CCJ hoje (ontem)?

Cunha sofreu fragorosa derrota e agora o seu caso vai para o plenário da Câmara.

É matéria tipicamente da Câmara, que saberá decidir. Resta a ele o combate no plenário.

Mas o sr. sugeriu que ele renunciasse, não?

Não. Apenas quando ele falou sobre isso, de passagem, eu disse que ele deveria meditar…

Cunha chegou a dizer a seus pares: “Hoje sou eu, amanhã são vocês”. O sr. não teme uma delação dele na Lava Jato?

Não sei o que ele quis dizer com isso. Talvez ele saiba, mas eu não saberia avaliar.

O sr. já disse que a Lava Jato não abalará sua gestão, mas delatores de empresas que tinham contratos com a Petrobrás acusam políticos do PT e do PMDB, entre outros, de corrupção. O governo está imune?

O presidente da República está e penso que o governo também. Não tenho preocupação com isso. De vez em quando um ou outro fala em meu nome, mas é tão irrelevante que, se me permite a expressão, não cola, não é?

O sr. já mostrou disposição de conversar com a oposição. Quando será isso?

Nas questões de Estado, não nas questões de governo. Nas questões de governo tenho absoluta convicção de que eles não apoiariam. Mas (…) a Previdência, por exemplo, é algo que dá para conversar porque não é para hoje.

O sr. vai procurar o ex-presidente Lula?

Precisamos primeiro esperar passar a decisão do impeachment, não é?

Como será sua participação nas eleições? O sr. subirá no palanque de Marta Suplicy?

Não vou subir em palanque. Acho complicado porque tenho uma base parlamentar muito ampla. Não sou mais presidente do PMDB. Hoje tenho de tomar mais cautela.

O sr. fica incomodado quando é chamado de golpista?

Nada, porque não sou. Só se for um golpista que se ampara na Constituição. Se isso é ser golpista… (faz silêncio e dá risada). Eu acho graça. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

ESTADÃO conteúdo

Governo federal já demitiu 251 servidores por corrupção e atos ilegais

“O Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle (MTFC), antiga Controladoria-Geral da União (CGU), informou hoje (15) que expulsou 251 agentes públicos no primeiro semestre de 2016 por envolvimento em atividades contrárias à Lei nº 8.112/1990, que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, autarquias e fundações públicas federais.

Ao todo, foram registradas 20 demissões de servidores efetivos; 29 cassações de aposentadorias; e 19 destituições de ocupantes de cargos em comissão. Os dados não incluem os empregados de empresas estatais, a exemplo da Caixa Econômica Federal, Correios e Petrobras.

Segundo o ministério, o principal fundamento das demissões foi a comprovação da prática de atos relacionados à corrupção, com 162 das penalidades aplicadas ou 64,5% do total. Já o abandono de cargo, a inassiduidade ou a acumulação ilícita de cargos são as causas que vêm em seguida, com 59 casos. Também figuram entre as razões que mais afastaram servidores proceder de forma desidiosa (ociosa) e participação em gerência ou administração de sociedade privada.”

(Agência Brasil)

Direito de resposta de candidato a prefeito entra em vigor a partir do dia 20

“A partir da próxima quarta-feira (20) é assegurado direito de resposta ao candidato a prefeito, vice-prefeito ou vereador escolhido em convenção partidária, ao partido político ou à coligação atingidos, ainda que de forma indireta, por conceito, imagem ou afirmação caluniosa, difamatória, injuriosa ou sabidamente inverídica, difundidos por qualquer veículo de comunicação social. Pela legislação eleitoral, as convenções partidárias para deliberar sobre coligações e escolha de candidatos devem ocorrer de 20 de julho a 5 de agosto. O direito de resposta nas situações descritas é garantido pelo artigo 58 da Lei das Eleições (Lei nº 9.504/97).

Aquele que se considerar ofendido, ou seu representante legal, poderá pedir o exercício do direito de resposta à Justiça Eleitoral nos seguintes prazos, contados a partir da veiculação da ofensa: 24 horas, quando se tratar do horário eleitoral gratuito; 48 horas, quando se referir à programação normal das emissoras de rádio e televisão; 72 horas, quando se tratar de órgão da imprensa escrita. E, ainda, a qualquer tempo, quando se referir a conteúdo que esteja sendo divulgado na internet, ou em 72 horas, após a sua retirada.

“A eleição é feita de informações e elas devem ser verdadeiras. Obviamente, nenhum candidato, ninguém que use propaganda eleitoral, pode partir para a ofensa a honra de terceiros. Daí a necessidade de se observar a forma civilizada de se fazer campanha, por meio de proposições, eventualmente até críticas a alguns dos candidatos, mas nunca descambando para a ofensa pessoal, para a imputação de calúnia, de difamação, injúria e, sobretudo, para a divulgação de fatos inverídicos”, afirma o ministro Henrique Neves.”

(Site do TSE)

A Felicidade e seus paradoxos

Com o título “O correto como cobrança”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele aborda felicidade outra vez e destaca que “talvez a melhor receita seja não ter receita alguma. E descobrir a sua, com seus erros e acertos, sem maiores pretensões.” Confira:

Dia desses estava assistindo a um filme na TV a cabo. Desses que a personagem principal ganha o mundo querendo se autodescobrir e ganhar um sentido para a própria existência. Prestei atenção sobre a quantidade de pessoas que interagiam com aquele ser confuso lhe dando palpites, alguns cravando algumas certezas, outros dando dicas de como proceder para encontrar suas respostas. Em menor ou maior grau, notei que a história carregava em seu enredo, ao tratar destas questões, próprias de qualquer ser humano, um mote sobre o famoso e desconhecido “caminho a se seguir”.

De fato, tal expressão exige um complemento: caminho para onde? Suponho que seja para a tal felicidade. Bom, não é sobre ela que quero falar. Até porque minha opinião é muito clara: felicidade se constrói com muito trabalho e se encontra em alguns momentos da vida, como canta Odair José. Sobre o caminho, bom, o poeta já dizia que ele se faz caminhando. E as receitas de caminhos e felicidade estão em qualquer prateleira de autoajuda. Não, não é sobre isso que queria discorrer.

Veio a mim a seguinte questão: o mercado de trabalho, as religiões, a família, os amigos, as ideologias, enfim, qualquer área do conhecimento – formal ou informal – há sempre a perspectiva de mostrar uma alternativa “correta” para se chegar a um objetivo. Na verdade, por mais fora do esquadro que você seja, por mais que você se ache alternativo, há sempre um véu de enquadramento querendo projetar você dentro de uma perspectiva pré-determinada.

Em suma: da forma como somos criados, assimilamos a normalidade como caráter, padrões de relacionamento como modelos, rotinas de trabalho como meta de vida. Aprendemos a arrumar a cama, produzir, chegar na hora, competir, cumprir regras e a corrigir uma série de “defeitos” em busca de uma perfeição quase inumana. O que ninguém nos ensina é a como sermos imperfeitos, o que, aliás, é um paradoxo ontológico grave, posto que, essencialmente, somos fadados ao erro.

Falo de como deixar a casa desarrumada sem sustos e sem achar que ela cairá sobre nossa cabeça por conta da bagunça. A como não cumprir obrigações sem dor na consciência – Fernando Pessoa já avisava: “Ah! Que prazer não cumprir um dever”. A como magoar as pessoas e conversar ponderadamente com elas depois. A como fracassar nos relacionamentos, chorar e seguir em frente. A como competir e perder e continuar tentando. A como estar fora do padrão de beleza e sobreviver. A como ligar o botão do “foda-se” quando a cobrança está além de nossa capacidade.

Sei não, viu? Desconfio que essa coisa de “seja” é uma teoria impositiva sem consistência. Seja vencedor, seja rico, seja belo, seja magro, seja realizado, seja competitivo, seja alegre, seja bom de cama, seja saudável, seja religioso, seja feliz. Acho que hoje eu tô muito mais pra “seja o que Deus quiser” e olhe lá se Ele vai perder tempo olhando pra este pedaço microscópico de ser encravado na vastidão do universo. Talvez a melhor receita seja não ter receita alguma. E descobrir a sua, com seus erros e acertos, sem maiores pretensões.

*Demétrio Andrade,

Jornalista e sociólogo.

Candidatos a prefeito terão 30 dias de propaganda no rádio e na TV

“Os candidatos ao cargo de Prefeito, terão 30 dias para fazerem junto com suas coligações, o programa partidário com suas propostas de campanha. As emissoras de rádio e de TV veicularão no período de 26 de agosto a 29 de setembro de 2016, a propaganda eleitoral gratuita, ou seja, no período de 30 dias.

A transmissão deve ser em rede e de segunda a sábado, das 7 horas às 7 horas e 10 minutos e das 12 horas às 12 horas e 10 minutos, no rádio e das 13 horas às 13 horas e 10 minutos e das 20 horas e 30 minutos às 20 horas e 40 minutos, na televisão.”

(Site do TSE)

Justiça do Trabalho recebe verba extra para amenizar situação precária

“A Justiça do Trabalho recebeu R$ 353 milhões em créditos extraordinários para atenuar o corte orçamentário. O presidente da República em exercício Michel Temer assinou Medida Provisória, e a liberação foi oficializada com a publicação da MP 740/2015.

De acordo com o Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), no entanto, os totais liberados são bem-vindos, mas insuficientes para sanar os problemas enfrentados pelos tribunais regionais do trabalho. As cortes com situação mais precárias, segundo o CSJT, são as de Goiás, do Rio de Janeiro e de Mato Grosso.

Os créditos liberados vêm de fontes obtidas pelos próprios tribunais. Os montantes são provenientes de depósitos judiciais feitos com convênios bancários, renda arrecadada em concursos públicos e reservas de contingência dos TRTs.

Para ajudar os tribunais, o conselho está elaborando um estudo, sem previsão de entrega, para readequar os valores recebidos pelos TRTs. Na terça-feira (13/7), o Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (GO) anunciou que irá demitir 94 estagiários e 60 adolescentes que trabalham na corte, além de devolver 97 equipamentos alugados.”

(Site Consultor Jurídico)

Professor da UFC produz equipamento de baixo custo para tratamento de água

prods

O professor José Capelo Neto, do Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Universidade Federal do Ceará, desenvolve um método de tratamento de água para comunidades rurais, de até 20 famílias, que atende à qualidade da água recomendada para o consumo humano. A iniciativa conta com o apoio da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap).

O projeto “Filtração Rápida em Múltiplas Etapas Aplicada a Pequenas Comunidades do Semiárido” é desenvolvido no centro de pesquisa da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), na Estação de Tratamento de Água (ETA) Gavião, em Itaitinga.

Para a execução da pesquisa, filtros de pressão de piscinas de baixo custo foram comprados e conectados em série visando promover o tratamento da água de açudes ou lagoas. Resultados preliminares indicam que o equipamento deve ser eficiente em referência à qualidade da água tratada e ao baixo uso dela para lavagem e manutenção.

“O objetivo foi utilizar a tecnologia e o conhecimento científico para chegar a uma configuração construtiva simples, ou seja, apesar de termos usado ciência e tecnologia complexas no desenvolvimento do projeto, o equipamento resultante é de extrema simplicidade e funcionalidade”, informa o professor Capelo. Ele destaca ainda que o equipamento utiliza material que pode ser facilmente encontrado em lojas da área de construção.

De acordo com o pesquisador, estações convencionais de tratamento de água costumam utilizar até 30% da água produzida para limpeza da própria estação, sobrando apenas 70% para o consumo. Os resultados preliminares indicam que o novo equipamento utilizaria apenas entre 4% a 7% da água produzida, dependendo da qualidade da água bruta.

Segundo José Capelo, o projeto será concluído até o fim deste ano. O pesquisador pretende patentear o equipamento, em conjunto com a Funcap e Cagece, para garantir a permanência dele sob domínio público, tornando possível entregá-lo à sociedade.

(Site da UFC)

Receita Federal está pagando R$ 2,7 bilhões em restituições do Imposto de Renda

“Mais de 1,5 milhão de contribuintes recebem hoje a restituição do Imposto de Renda. Foram creditados R$ 2,7 bilhões. O lote multiexercício de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física contempla restituições de 2016 e também dos exercícios de 2008 a 2015.

No segundo lote deste ano, foram atendidos 1,490 milhão de contribuintes, totalizando mais de R$ 2,5 bilhões.

Do valor total dos lotes, R$ 951,6 milhões se referem aos contribuintes que, por lei, têm preferência no recebimento da restituição. São 477.147 contribuintes idosos e 51.310 contribuintes portadores de alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

SERVIÇO

*Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá entrar em contato com qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento: 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

*Os valores restituídos são corrigidos pela taxa básica de juros, a Selic.”

(Agência Brasil)

O inferno astral de Cunha não chegou ao fim

eduardo_cunha_triste

“Apesar da derrota de Eduardo Cunha no Conselho de Ética, na Comissão de Constituição e Justiça e na disputa pela presidência da Câmara, o inferno astral do deputado não dá sinais de que chegará ao fim.

A partir desta semana a ação penal em que ele é réu devido às contas na Suíça entra em fase de instrução. Testemunhas de acusação e defesa serão ouvidas e posteriormente diligências para buscar documentos feitas.
Publicidade

A expectativa é que até o fim de agosto todos sejam ouvidos e, após a fase de diligências, Cunha será interrogado.

Depois disso, alegações finais de acusação e defesa são apresentadas para que o processo possa ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Fies 2016 – Selecionados já podem concluir inscrição

“A partir de hoje (15), os estudantes pré-selecionados no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) devem concluir a inscrição no Sistema Informatizado do Fies (SisFies). A conclusão é necessária para que o estudante garanta o financiamento. O prazo para que isso seja feito vai até a próxima quinta-feira (21).

Após acessar o SisFies, o estudante tem ainda que validar as informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino para a qual foi selecionado e comparecer a um agente financeiro do Fies. Os prazos para que isso seja feito estão na página do Fies.

Trata-se de uma pré-seleção, que assegura apenas a expectativa de direito às vagas para as quais se inscreveram no processo seletivo do Fies. A contratação do financiamento fica condicionada à conclusão da inscrição no SisFies e ao cumprimento das demais regras e procedimentos do programa.”

(Agência Brasil)

Ceará pode ficar sem curso de terapeuta ocupacional

77 2

O Estado do Ceará não conta mais com vestibular para o curso de Terapia Ocupacional. A última turma está sendo oferecida pela Unifor, que já anunciou a retirada do curso de sua grade, justificando pouca procura.

Por conta disso, o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional iniciou conversações com algumas instituições particulares de nível superior e com a Uece para tentar manter a oferta do curso. Atualmente, o Ceará conta com 807 terapeutas ocupacionais.

A Organização Mundial da Saúde recomenda que tenha um terapeuta ocupacional para cadas mil habitantes.

Estácio oferece pacote de cursos de pós-graduação

O Centro Universitário Estácio do Ceará está com uma promoção para os interessados em cursar uma pós-graduação. Os inscritos até o próximo dia 29 terão 80% de desconto na primeira mensalidade para os cursos nas áreas de Tecnologia, Saúde, Direito, Comunicação e Gestão.
Ao todo, são mais de 120 especializações nas modalidades presencial e à distância.
SERVIÇO
*Mais informações – (85) 3270.6112.