Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

BC mantém taxa de juros básica em 14,25%

“Pela oitava vez seguida, o Banco Central (BC) não mexeu nos juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) manteve hoje (20) a taxa Selic em 14,25% ao ano. A decisão era esperada pelos analistas, que preveem que a taxa ficará inalterada até o fim do ano.

Os juros básicos estão nesse nível desde o fim de julho do ano passado. Com a decisão do Copom, a taxa se mantém no mesmo percentual de outubro de 2006. A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Em comunicado, o Copom informou que as projeções para a inflação estão em queda. No entanto, o órgão aponta riscos de curto prazo, como a persistência nas elevações nos preços de alimentos, incertezas quanto à aprovação e à implementação dos ajustes necessários na economia e a indexação da economia, com a inflação passada alimentando a futura caso os índices de preços permaneçam altos e acima da meta. Tais fatores, segundo o Copom, levaram à manutenção da taxa Selic.

Oficialmente, o Conselho Monetário Nacional estabelece meta de 4,5%, com margem de tolerância de 2 pontos, podendo chegar a 6,5%. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA acumulou 8,84% nos 12 meses encerrados em junho, depois de atingir o recorde de 10,71% nos 12 meses terminados em janeiro.

No Relatório de Inflação, divulgado no fim de junho pelo Banco Central, a autoridade monetária estima que o IPCA encerre 2016 em 6,9%. O mercado está mais pessimista. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, o IPCA fechará o ano em 7,26%.

Apesar da queda do dólar, o impacto de preços administrados, como a elevação da conta de água em várias capitais, tem contribuído para a manutenção dos índices de preços em níveis altos. Nos próximos meses, a expectativa é que a inflação desacelere por causa do agravamento da crise econômica.”

(Agência Brasil)

Eleições 2016 – TSE divulga limites para gastos de campanha

dodod

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou hoje (20) os limites de gastos de campanha que poderão ser feitos por candidatos a prefeito e a vereador nas eleições deste ano. A informação foi publicada no Diário de Justiça Eletrônico.

Para o cargo de prefeito, o município que tem o maior limite de gasto de campanha é São Paulo. Segundo o TSE, no primeiro turno, os candidatos a prefeito da capital paulista poderão gastar pouco mais de R$ 45 milhões. No segundo turno, o valor cai para pouco mais de R$ 13 milhões. Em 3.794 municípios os gastos estão limitados a até R$ 108 mil.

Os candidatos a vereador também precisam ficar atentos ao teto do valor que poderá ser usado. Para os que concorrem a esse cargo, o maior limite está previsto para Manaus, previsto em mais de R$ 26.689 milhões. O valor para estes 3.794 municípios ficará em R$ 10.803,91.

As regras para os limites de gastos estão previstas na Lei das Eleições. Na tabela publicada nesta quarta-feira estão os valores atualizados, que levam em conta a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Contratação

Além dos valores que podem ser gastos nas campanhas, os candidatos terão limites para a contratação de pessoal. De acordo com o TSE, a reforma eleitoral do ano passado estipulou os limites para a contratação direta ou terceirizada de pessoas para atividades de militância e também de mobilização de rua.

A cidade de São Paulo é a que poderá fazer o maior número de contratações – mais de 97 mil contratações pelos candidatos a prefeito e mais de 27 mil, pelo que concorrerm a vereador. Em segundo lugar, está o Rio de Janeiro, onde mais de 53 mil pessoas poderão ser contratadas para as campanhas de prefeito e mais 15 mil para as de vereador. Já em Serra da Saudade, em Minas Gerais, e Araguainha, em Mato Grosso, 10 pessoas poderão ser contratadas trabalhar em campanhas para prefeito e apenas cinco para a de vereador.”

(Agência Brasil)

Crea divulgará laudo sobre fissura na barragem do Açude Castanhão

225 1

fissurr

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará vai apresentar à imprensa, às 10 horas da próxima segunda-feira, o laudo técnico relativo à fissura na barragem do Açude Castanhão. Será uma coletiva na sede da autarquia.

No dia 17 de junho, lembra o presidente em exercício do Crea-CE, geólogo João César de Freitas Pinheiro, a comissão instituída para fazer um levantamento das condições de segurança da barragem foi a Jaguaribara, onde está localizado o Castanhão.

Na ocasião, foi feita uma inspeção numa fissura (trinca) no paramento de montante da barragem. Desde essa data, engenheiros e estudiosos vêm se reunindo na Academia Cearense de Engenharia para analisar a questão e fazer um levantamento das condições de segurança da barragem do açude e apresentar parecer técnico dos possíveis riscos existentes no manancial.

Tudo será divulgado nessa coletiva.

Documentário retrata um pouco do ser cearense

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=uBOSyHR_bmQ[/youtube]

Será lançado nesta quarta-feira, às 19 horas, no auditório da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), o documentário “O caminho – A busca do ser cearense”.

O trabalho mostra a expedição a pé do jornalista e documentarista Roberto Bomfim entre Fortaleza e Juazeiro do Norte (Região do Cariri). A direção de fotografia é de Eduardo Bastos (Dudu).

No documentário, Bomfim busca retratar a realidade dos mais diversos cearenses.

Padilha diz que Temer vê “com bons olhos” queda da taxa básica de juros

Discurso de Temer deve durar 10 minutos

“O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse hoje (20) que o presidente interino Michel Temer vê com “bons olhos” a redução da taxa básica de juros da economia (Selic), mas que a palavra final é do Banco Central (BC). Padilha também afirmou que o governo esgotará todas as alternativas para não haja novo contingenciamento (bloqueio) de recursos.

“Se analisarmos todos os indicadores, vamos ver que os economistas do Brasil estão mostrando que teremos forçosamente uma queda nos juros. Também isso agrada ao presidente, e ele vê com bons olhos, se nós pudermos, mas teremos que respeitar por inteiro a autonomia do Banco Central, corresponder a essa expectativa, inclusive dos profissionais do setor. São os economistas e as agências de avaliação que estão dizendo que o juro vai cair. O presidente vê com muito bons olhos, mas a palavra final é do Banco Central”, reforçou Padilha, em entrevista coletiva no Palácio do Planalto.

Na noite de hoje, será anunciada decisão sobre a taxa Selic, na primeira reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) sob o comando do novo presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn.”

(Agência Brasil)

Rodrigo Maia promete descontar salário de deputado que faltar às sessões

“O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (20) que vai descontar o dia de trabalho dos deputados que faltarem às sessões de votação no plenário da Casa após o retorno do recesso branco. A meta é garantir quórum para as votações no período que antecede as eleições municipais de outubro.

Ao ser questionado por jornalistas se cogita descontar o dia dos faltantes, Maia respondeu “È óbvio, pauta marcada deputado tem que estar presente. Em qualquer trabalho é assim, se você marcou uma data para que os deputados estejam aqui para votar é importante que todos votem”, explicou.

Ele reafirmou que, em agosto, no retorno das atividades legislativas, vai buscar garantir quórum para votações durante três dias por semana, apesar das demandas decorrentes das eleições, cuja campanha tem início autorizado a partir de 16 de agosto. Em setembro, com a proximidade maior das eleições, Maia disse que essa periodicidade pode ser menor.”

(Agência Brasil)

Instituto do Ceará promove pré-lançamento de livro sobre o “Siará Grande”

389 1

fortee

Fortim de São Sebastião (1613): “Siara”, gravura de Arnout Montanus.

Dar ênfase à origem dos 2.000 portugueses, pioneiros na colonização do Ceará e seus destinos nas freguesias cearenses. Esta é principal motivação do escritor e genealogista cearense Francisco Augusto de Araújo Lima para a palestra de pré-lançamento do livro “Siara Grande: uma província portuguesa no Nordeste Oriental brasileiro”, que dará nesta quarta-feira, às 15 horas, no Instituto do Ceará.

São mais de trinta anos de pesquisas, o que permitiu a Francisco Augusto localizar a aldeia, lugar, freguesia, concelho e distrito português, sendo os últimos cinco anos dedicados exclusivamente ao trabalho. “O mais importante é resgatar a verdade, com base na documentação primária”, ressalta o escritor.

Este é o décimo terceiro livro de genealogia do autor. Ele foi à busca das origens, identificando a naturalidade dos portugueses pioneiros na colonização e seu destino nas diversas freguesias (municípios) da Província do Siara. O autor procura dar ênfase na origem dos 2.000 portugueses, pioneiros na colonização do Ceará e seus destinos nas freguesias cearenses.

O livro tem aproximadamente 2.300 páginas, em dois volumes – o primeiro das letras A/I; e o segundo de J/Z, e será impresso na Expressão Gráfica.

SERVIÇO

*Instituto do Ceará – Rua Barão do Rio Branco, 1594, Centro.

Luciana Dummar: “Precisamos praticar mais o coletivo”

No lançamento do Anuário do Ceará 2016-2017, na última segrunda-feira, no Alice’s Buffet, a presidente do Grupo de Comunicação O POVO, Luciana Dummar, falou da importância de pensamento e ações coletivas. “Estamos todos conectados”, disse. Confira algo que vai muito além de um discurso: a importância do coletivo.

Todos os anos nos reunimos para celebrarmos juntos essa publicação que diz muito a respeito do Ceará e de nós cearenses. O Anuário do Ceara é o mais longevo documento jornalístico do Estado. As primeiras edições do Anuário remontam meados do século XIX e abordavam o Brasil do imperador Dom Pedro II e a brilhante trajetória do senador cearense José Martiniano de Alencar, pai do escritor José de Alencar. De lá para cá, mais de 160 anos passaram. Muita coisa aconteceu. O Brasil e o Ceará mudaram. O mundo mudou. Nós mudamos. Essa linha do tempo foi registrada e datada pelo Anuário do Ceará e constitui numa importante e indispensável ferramenta de pesquisa para entendermos o que somos, de onde e como viemos, principalmente, para onde desejamos ir.

Durante esse longo caminho, o Anuário do Ceará foi elaborado por gerações de jornalistas, artistas, economistas, empresários, escritores, gestores públicos, estatísticos, advogados, poetas… Todos escribas. As antigas civilizações possuíam seus escribas a registrar em papiros e tábuas, seus costumes, códigos, guerras e todo seu conhecimento acumulado. Esses registros nos permitiram, por exemplo, lermos Aristóteles, tal qual ele escreveu no século IV antes de Cristo, sobre física, poesia, gestão, ética, e biologia. Daí, uma reflexão se apresenta para todos nós: todo esse conhecimento acumulado, do grego Aristóteles ao americano Steve Jobs, é fruto de uma inteligência coletiva, sequenciada e conectada. E não existe conhecimento sequenciado e conectado sem o advento da escrita com tábuas, papiros e livros e consequentemente das plataformas de mídia do seculo XXI.

O Anuário é fruto dessa inteligência coletiva. Uma inteligência de todos nós cearenses, nativos e adotivos. Nós, editores do Grupo de Comunicação O POVO, somos apenas os escribas dessa história. Para compreendermos o que podemos chamar de inteligência coletiva, podemos pensar num martelo pré-histórico, de meio milhão de anos e um teclado bluetooth de um computador de última geração. Vamos pensar. Ambos foram projetados ergonomicamente para adaptar-se à mão humana. No entanto, eles são completamente diferentes. Enquanto o martelo de pedra é resultado da habilidade de um só individuo, o teclado sem fio é fruto de muitos itens conectados do conhecimento. Inteligência? Conhecimento acumulado? Uma evolução? Sim, sem dúvida! Mas se ignorarmos o “coletivo”, de pouco vale a conquista.

Permitam-me, preciso falar disso. Não dá para fugir do tema. Como escreveu Clarice Lispector: “falar no que realmente importa, muitas vezes é considerado uma gafe”. Pois vou cometer essa gafe, perdoem-me. Pergunto a todos aqui presentes: não deveriam nossas melhores mentes estarem dedicadas a solucionar nossos problemas enquanto sociedade e comunidade? Milênios, séculos, décadas de conhecimento acumulado. Se tudo isso não servir para evitarmos mortes de crianças de sarampo, meningite, malária, pneumonia, hepatite B, febre amarela, desnutrição, o conhecimento não foi inútil? Incompleto? Se toda essa inteligência não evita a discriminação contra negros, nordestinos, pobres, evangélicos, gays, umbandistas… Se com toda admiração que a elite brasileira tem pelos países do primeiro mundo, ainda discutimos e debatemos os direitos das empregadas domésticas, pergunto mais uma vez: não deveriam nossas melhores mentes estarem dedicadas a solucionar nossos problemas coletivos, sociais? Precisamos entender que estamos todos conectados. Somos partes de um todo.

Se há uma criança no Bom Jardim que não sabe ler, isso nos importa. Se acontece uma chacina em Messejana, guerra de gangues? Isso nos diz respeito. Afinal, como podemos deixar esses jovens morrerem? Não temos nada a ver com isso? Não nos diz respeito? Diz o dramaturgo alemão, Bertold Bretch, num de seus mais conhecidos textos: “O analfabeto político se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia política e os políticos. Mal sabe ele que dessa ignorância nasce a prostituição infantil, menores abandonados e mulheres violentadas”.

Não podemos ser analfabetos políticos. Analfabetos que reduzem uma discussão e um confronto entre bandeiras azuis e bandeiras vermelhas. Somos mais que isso. Somos mais que dois polos. Dois lados. Somos todos políticos, com mandatos ou não. Filiados a partidos ou não. Somos todos políticos e devemos acreditar que reduzir a desigualdade é a maior realização humana! Para isso serve fazermos política! Acreditem, só vamos alcançar essa realização através da democracia. Através de uma educação pública forte, acessível, um sistema de saúde de qualidade e de políticas públicas que permitam oportunidades econômicas e sociais para todos! Sem demagogia! Não podemos falar em igualdade de direitos e deveres numa sociedade tão desigual. Não existirá um futuro melhor sem participação política, sem empresários com uma visão de mercado que inclua as pessoas, sem um capitalismo criativo, sem economia solidária. Não existirá futuro sem diálogo social. Não existirá futuro melhor sem uma imprensa plural, livre, crítica e provocativa.

O analfabetismo político é maior quando não temos uma elite com compromisso social e coletivo. Falo de elite na primeira pessoa do plural. Nós somos essa elite. Somos elite social, econômica, cultural. Somos os detentores de grande parte desse conhecimento sequenciado e integrado. Não podemos fugir de nossa responsabilidade. Precisamos praticar mais o coletivo. Precisamos construir um presente melhor para todos e acreditar que o futuro pode ser diferente do passado.

Na língua tupi, dos indígenas brasileiros, existem duas formas de utilizarmos a expressão “nós”: ore e iandé. Ore, como pronome pessoal, exclusivo. Iandé, com pronome pessoal, inclusivo. Iandé brasileiros. Nós somos brasileiros. Ainda somos muito “ore” quando deveríamos ser mais “iandé’. Precisamos de diálogo. Precisamos do debate. Isso é salutar. Para isso, jornais, rádios, TVs, portais. Imprensa provocativa, livre. Para isso, documentos com profundidade, como o Anuário do Ceará. Precisamos descansar nossas espadas. Devemos fundir o aço de nossas lanças e escudos e moldar cabos de pontes de metal. pontes que possam transpor canais, rios e abismos. Isso não se faz senão com pensamento coletivo. Nossa vida no planeta é tão curta e o trabalho a ser feito é grande demais para realizarmos sozinhos e divididos. Precisamos de um pensamento iandé.

Meus amigos e amigas, todos os dias, de domingo a domingo. Há quase 90 anos, o Jornal O POVO constrói pontes, diálogos, combate o preconceito, derrete os metais das armaduras e os transforma em bancos de praça. Foi num desses bancos, que Demócrito Rocha fundou o Jornal em 1928. De lá, pra cá, essa casa, no nosso papel de escribas, informamos, formamos opinião e enriquecemos o debate em nossas páginas, home pages, programas de rádio e TV. Através das plataformas O POVO, o Ceará lê, assiste, ouve e escuta, acessa e compartilha todas as opiniões, de todas as matizes ideológicas, vertentes políticas, credos e colorações sociais. Desde Demócrito Rocha, o Jornal O POVO continua como uma praça deve ser. Um espaço democrático e coletivo.

Hoje, eu agradeço a todos que contribuíram e contribuem para a construção de uma dessas fontes indispensáveis para quem deseja entender o Ceará e os cearenses. O Anuário do Ceará. Agradeço aos patrocinadores, apoiadores e anunciantes. Agradeço aos editores, jornalistas Fábio Campos, Jocélio Leal e Joelma Leal.

Agradeço viver esse momento. Agradeço a todos que constroem dia a dia, o Grupo de Comunicação O POVO. Agradeço aos amigos. Ao Ceará e aos nossos irmãos cearenses. Agradeço a minha família, agradeço a meu pai de quem herdei o senso e o valor do pensamento coletivo. Agradeço a vida. Como versa a poetisa chilena Violeta Parra: “graças à vida que me deu tanto. Tem me dado o riso e me dado o pranto. Assim eu distingo alegria da aflição. Os dois materiais que formam meu canto. E o canto de vocês que é o mesmo canto. E o canto de todos que é meu próprio canto”.

Iandé cearenses. Iandé brasileiros!

*Luciana Dumar,

Presidente do Grupo de Comunicação O POVO.

*Confira um dos trechos fortes da fala de Luciana Dummar aqui.

José Guimarães – Dos braços da mamãe para os filhos da política

eleições 2014 pt guimarães e diassis martins

Uma pose ao lado do cantor Diassis Martins.

O deputado federal José Guimarães (PT) passa estes dias em Quixeramobim. Mais precisamente no distrito de Encantado, onde visita dona Maria Laís (91), sua mãe.

Masa, no fim de semana, volta a mergulhar na política, pois reforçará, na Região do Cariri, como informou para o Blog, as alianças de olho nas próximas eleições.

Guimarães, por exemplo, ainda não dá como certa a saída do deputado estadual Manuel Santana (PT) do páreo pela Prefeitura de Juazeiro do Norte. Santana chegou a dizer que está fora dessa peleja.

Eleições 2016 – Enquetes já estão proibidas

A partir desta quarta-feira (20) está proibida a realização de enquetes relacionadas ao processo eleitoral das Eleições 2016. Nesse aspecto, é importante destacar a diferença entre enquete e pesquisas eleitorais, uma vez que estas podem ser divulgadas até o próprio dia da eleição.

Conforme a definição, enquete é a simples coleta de opiniões de eleitores sem nenhum controle de amostra e sem a utilização de método científico para sua realização. Esse tipo de consulta depende apenas da participação espontânea do interessado.

Já a pesquisa eleitoral requer dados estatísticos realizados junto a uma parcela da população de eleitores, com o objetivo de comparar a preferência e a intenção de voto a respeito dos candidatos que disputam determinada eleição.

Portanto, a divulgação de enquetes e sondagens em desacordo com as regras previstas na legislação é considerada um ilícito que pode ser punido com o pagamento de multa que varia de R$ 53 a R$ 106 mil. A multa está prevista no parágrafo 3º do artigo 33 da Lei nº 9.504/97 (Lei das Eleições).

(Site do TSE)

Bolsa Família já é pago com reajuste

Cerca de 13,9 milhões de famílias já estão recebendo o Bolsa Família reajustado. O governo federal está transferindo às famílias mais de R$ 2,5 bilhões neste mês. O reajuste, anunciado no último dia 29 de junho, elevou em média o valor do benefício de R$ 162,07 para R$ 182,31.

O decreto assinado pelo presidente em exercício, Michel Temer, aumentou os valores máximos mensais para quem pode receber o Bolsa Família de R$ 77 para R$ 85 (situação de extrema pobreza) e de R$ 154 para R$ 170 (situação de pobreza).

O índice, de acordo com o Palácio do Planalto, está acima da inflação dos últimos 12 meses.

Comissão aprova estabilidade para servidor que entrou sem concurso até 1990

A proposta de emenda à Constituição que concede estabilidade a servidores celetistas admitidos sem concurso público e em exercício do cargo até a véspera do início da vigência do Regime Jurídico dos Servidores da União (Lei 8.112/90) foi aprovada pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados, nessa quarta-feira.

Como esta lei está em vigor a partir da data de sua publicação, 12 de dezembro de 1990, a data prevista nesta PEC é o dia anterior, 11 de dezembro de 1990. Também é requisito para ganhar a estabilidade que o servidor tenha cumprido pelo menos 20 anos de efetivo exercício no serviço público até a data de promulgação desta emenda à Constituição, caso seja aprovada pelo Congresso.

O texto se aplica aos servidores públicos civis da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, da administração direta, autárquica e das fundações públicas, admitidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT – Decreto-Lei 5.452/43), bem como aos ocupantes de cargos, funções e empregos de confiança, em comissão ou de livre exoneração.”

(Com Agências)

Temer quer pressa na aprovação da DRU

O presidente em exercício Michel Temer recebeu, nessa noite de terça-feira, no Palácio do Planalto, os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), para conversar sobre celeridade para projetos de interesse do Governo.

Um deles é a PEC de Desvinculação de Receitas da União (DRU), que prorroga até 2023 a permissão para União usar livremente até 30% das receita.

Ciel é contratado pelo Ceará

ciell

O atacante Ciel foi contratado pelo Ceará. O anúncio foi feito, nesta noite de terça-feira, pelo presidente do clube, Robinson de Castro, durante festa de apresentação do novo uniforme da equipe.

Ciel já vestiu a nova camisa e será, inclusive, apresentado à torcida alvinegra antes do jogo do Ceará contra o Botafogo, em partida decisiva pela Copa do Brasil. O Ceará precisa golear o time paraibano.

A contratação de Ciel, que só foi possível após a formação de um pool de torcedores alvinegros, terá validade até o fim de 2017. Chega como o atleta mais caro do futebol cearense, embora a diretoria do clube não tenha divulgado valores.

E tem cearense no maior festival de humor do mundo

lcghal

O cearense LC Galetto, jornalista, comediante e pioneiro do stand up comedy em Fortaleza, está novamente entre as atrações do maior festival de humor do mundo: o Risadaria. A edição 2016 acontece até o próximo dia 31, em São Paulo. Galetto subirá ao palco, nesta sexta e sábado, para cinco sessões no Comedians. É a terceira participação dele no evento.

Dedicado a reunir todas as formas de humor, o Risadaria abriga o conteúdo cômico em suas diversas plataformas: humor gráfico, televisão, rádio, cinema, internet, fotografia, música, artes cênicas e stand-up comedy. O festival reúne apresentações, shows ao vivo, exposições, debates, oficinas, filmes e uma programação infantil especial.

Galetto, bom lembrar, iniciou carreiras nos palcos em 2008, com o grupo “Comédia em Pé” do Rio de Janeiro, com participação em espetáculos tanto em Fortaleza como na capital carioca. Atualmente, tem agenda fixa na Lupus Bier (Fortaleza) e no Piadaria (Fortaleza).

(Foto – Divulgação)

Dona Zefinha abrirá o XII Festival Música da Ibiapaba

donmzeging

O grupo Dona Zefinha vai abrir, às 21 horas do próximo sábado, o XII Festival Música na Ibiapaba. A apresentação ocorrerá no patamar da Igreja Matriz de Viçosa do Ceará. A banda residente em Itapipoca, encabeçada por Orlangelo Leal, levará para o público o show “Invocado que só”, baseado no livro-CD “Invocado – um jeito brasileiro de ser musical” do jornalista Flávio Paiva e produção musical de André Magalhães.

Com toda a programação gratuita, incluindo atividades formativas e shows, o XII Festival Música na Ibiapaba vai se estender até o próximo dia 30 em Viçosa do Ceará, em outras oito cidades da Região da Ibiapaba e em Sobral (Zona Norte). A realização é da Secretaria da Cultura do Estado (Secult), com a Fundação Educacional Silvestre Gomes.

(Foto – Divulgação)

Capes oferece mais de 2 mil bolsas para doutorado-sanduiche

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do MEC, anuncia a abertura de mais de 2 mil bolsas para doutorados-sanduíche, curso em que o estudante faz uma parte da formação em uma universidade no exterior. Estão sendo oferecidas vagas para todos os 2.185 cursos de doutorado do País.

Para se inscrever é necessário que o aluno esteja regularmente matriculado em um programa de doutorado, tenha conhecimento suficiente para acompanhar o curso na língua em que é ministrado, nota de 3 a 7 na avaliação quadrienal da Capes, não acumular a bolsa com nenhuma outra cuja fonte pagadora seja o Tesouro Nacional e não ultrapassar período total do doutorado estipulado pela coordenação.

Os benefícios das bolsas oferecidas pela Capes contemplam mensalidade, seguro-saúde, auxílio-deslocamento, auxílio-instalação e auxílio-cidade de alto custo, que é um incremento no valor da mensalidade para localidades onde o custo de vida é elevado. Para conferir os valores acesse capes.gov.br/bolsas/bolsas-no-exterior/valores-das-bolsas. O programa tem duração mínima de 4 e máxima de 12 meses.

SERVIÇO

*Para mais informações sobre as bolsas acesse aqui.

Convenções partidárias já podem ser realizadas a partir desta quarta-feira

Close up of alphabetic spaghetti

O prazo para que os partidos políticos que pretendem lançar candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador nas eleições municipais de 2016 realizem suas convenções começa nesta quarta-feira (20).

De acordo com a legislação eleitoral, o prazo vai até 5 de agosto.

Já a campanha eleitoral terá início no dia 16 de agosto e o horário eleitoral gratuito no rádio e na TV começa em 26 de agosto, se estendendo até 29 de setembro.

Romário não deve mais disputar a Prefeitura do Rio

Brasil, Rio de Janeiro, RJ. 30/09/2004. O atacante Romário, do Fluminense, durante entrevista coletiva no Hotel Pestana Rio Atlântica, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, para falar sobre sua despedida de partidas internacionais. A Traffic Assessoria e Comunicação está organizando o jogo festivo, que será disputado em novembro, nos Estados Unidos. Será um amistoso entre uma seleção estrangeira e um Combinado formado por jogadores brasileiros, alguns integrantes da atual seleção brasileira. - Crédito:WILTON JUNIOR/AGÊNCIA ESTADO/AE/Código imagem:

Em se tratando de Romário tudo é possível, mas o que está em curso desde a semana passada, no Rio de Janeiro, é uma negociação para que o senador retire a candidatura para apoiar Marcelo Crivella na corrida pela sucessão de Eduardo Paes.

O PSB de Romário indicaria o vice de Crivella, uma conversa que já tinha acontecido no primeiro semestre.

A verdade é que a pré-candidatura de Romário não provocou o terremoto eleitoral que se imaginava no Rio. Pesquisas internas nas mãos do PMDB mostram que o senador está apenas em terceiro lugar na disputa, atrás do próprio Crivella e do deputado estadual Marcelo Freixo.

(Veja Online/Foto – Wilton Júnior, da Agência Estado)

CSP certifica 104 novos operadores

CSG

A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) certificou 104 novos operadores, 72 dos quais para o pátio de matérias-primas e 32 para a sinterização. Simbolicamente, o grupo que representou todos esses profissionais no evento, retirou o adesivo “em treinamento” do capacete.

Na prática, esses empregados, agora, estão aptos a realizar as suas atividades como operadores. O treinamento ocorreu desde julho de 2015, através da parceria com o Senai/CE, dentro do Projeto Janela de Oportunidades (PJO).

Débora Rodrigues (22) recebeu a certificação. Ela é operadora de empilhadeira do Pátio. Antes de participar da seleção, do treinamento e ser contratada pela CSP, trabalhava no Porto do Pecém. Ela fazia o agendamento da entrada das peças para a construção da siderúrgica. Agora foi certificada e participa do início do processo produtivo do aço.

(Foto – Divulgação)

VAMOS NÓS – Agora é saber quando vai acontecer a inauguração dessa siderúrgica.