Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

MST promove a VI Feira Cultural da Reforma Agraria no Ceará

mstt

O Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Sem Terra do Ceará vai realizar a VI Feira Cultural da Reforma Agrária. Será no próximo sábado, no Centro de Formação, Capacitação e Pesquisa Frei Humberto, localizado na Rua Paulo Firmeza, 445, Bairro São do Tauapé.

Durante a feiras haverá programação de debates sobre temas relevantes da atualidade. Nessa edição, o tema é “Os desafios da Cultura em temos de Golpe” que terá como facilitador Marcio Caetano, ex-secretário de Cultura de Fortaleza; Jairo Pontes, advogado e professor na UFERSA – Mossoró (RN); e Parayba Medeiros, do Grupo CIA Bate Palmas.

A VI Feira Cultural da Reforma Agrária tem por objetivo dar visibilidade a produção camponesa e agroecológica, trazendo alimentos produzidos nos assentamentos e oferecendo a população urbana a possibilidade de consumir produtos livres de agrotóxicos (feijão, batata, galinha caipira, cheiro verde, queijo, banana, mamão, abobora, tomate, mel de abelha, castanha, doce de leite, rapadura, coalhada) são alguns dos produtos encontrados na feira.

Para além dos produtos da Reforma Agrária a feira cultural também trará produção intelectual brasileira e internacional com a participação do Plebeu Gabinete de Leitura.

Programação

09:00 – Inicio da Feira Cultural da Reforma Agrária
10:00 – Mesa de Debate
11:00 – Almoço com cardápio variado e típico: galinha caipira, pato, pirão, farofa, batata doce, salada;

*Centro de Formação, Capacitação e Pesquisa Frei Humberto – Rua Paulo Firmeza, 445, Bairro São do Tauapé, em Fortaleza.

*A partir das 11 horas, música ao vivo com grupo carnavalesco.
O evento é aberto ao público e está previsto encerramento para as 15 horas.

Eduardo Cunha tem certeza de que o Supremo vai lhe tirar da cadeia

foto eduardo cunha deputado federal

O ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, anda cheio de confiança de que deixará a cadeia até sexta-feira.

O inesquecível ex-deputado vem dizendo aos seus visitantes que a fatura está liquidada no Supremo. O tribunal vai julgar amanhã o pedido de habeas corpus de Cunha.

Se ele estiver certo, as excelências de toga começarão o ano entrando para a história.

(Veja Online)

Banco Central quer reduzir custo do crédito no médio e longo prazo

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, disse hoje (7) que o governo quer reduzir o custo do crédito, no médio e longo prazo, de forma estrutural e sustentável. Goldfajn participou do Painel Projeto Spread Bancário, no BC em Brasília, para discutir sobre o atual custo do crédito no país.

“Estamos procurando a redução estrutural e sustentável do custo de crédito. Estrutural para serem medidas que de fato levam à queda do custo. E sustentável porque não queremos mais experimentos voluntaristas que levam à queda e depois, a gente sabe, volta”, disse.

Goldfajn afirmou que a redução do spread (diferença entre a taxa de captação de recursos pelos bancos e a cobrada dos clientes nos empréstimos) faz parte das reformas microeconômicas do governo para aumentar a eficiência e produtividade da economia. Ele acrescentou que há atualmente no BC um grupo de trabalho para debater o assunto e, assim que as medidas estiverem “minimamente maduras”, serão anunciadas.

O presidente do BC informou que o spread médio do período de 2011 a 2016 era composto por 53,5% de inadimplência, 23,8% de lucros, 5,1% de custos administrativos, 15,8% de impostos diretos e 1,8% de compulsórios e encargos fiscais.

Goldfajn enfatizou que quando a garantia do empréstimo é melhor, o spread fica menor. Ele citou como exemplo o crédito consignado, que tem spread menor, devido à garantia de que as parcelas dos empréstimos são pagas, já que são descontadas em folha de pagamento. Por isso, o presidente do BC defendeu que as medidas relacionadas ao spread têm que trazer mais segurança ao sistema.

(Agência Brasil)

Temer diz que ainda não sabe quando indicará novo ministro da Justiça

temer-sono-2

O presidente Michel Temer ainda não definiu um prazo para apresentar o nome do futuro ministro da Justiça e Segurança Pública. O  secretário executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, José Levi, assumiu o cargo interinamente depois que Alexandre de Moraes foi indicado para a vaga do ministro Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF). Zavascki morreu em um acidente em janeiro.

Após se encontrar nesta terça-feira (7), no Palácio do Planalto, com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, Temer foi perguntado sobre quando apresentará o nome do novo ministro da Justiça. “Será daqui a alguns dias”, disse o presidente que, em seguida completou: “muitos dias”.

O despacho presidencial que encaminha o nome de Moraes para apreciação do Senado foi publicado no Diário Oficial da União de hoje. Se Moraes for aprovado pelos senadores, estará apto para ocupar o cargo de minsitro do STF.

Também foi publicado o afastamento de Moraes do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública, pelo prazo de 30 dias, “para tratar de assuntos particulares”. Moraes estava à frente do ministério desde maio de 2016, quando Michel Temer assumiu interinamente a Presidência da República durante o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

(Agência Brasil)

Lula pede a Gilmar Mendes que reveja decisão que suspendeu sua posse como ministro

(FILES) This file photo taken on August 29, 2015 shows Brazilian former president (2003-2011) Luiz Inacio Lula Da Silva participating in the 12th Congress of the Brazilian Workers Union (CUT) in Belo Horizonte, Brazil, on August 28, 2015.  Brazil police search home on March 4, 2016 of ex-president Lula da Silva in corruption probe.  / AFP / DOUGLAS MAGNO

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou nesta segunda-feira (6) com um pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para que o ministro Gilmar Mendes reveja a decisão que suspendeu a posse de Lula como ministro-chefe da Casa Civil do governo Dilma Rousseff, em março do ano passado.

No pedido, os advogados de Lula, Roberto Teixeira e Cristiano Zanin, classificam a decisão que suspendeu a posse de Lula como um “erro histórico cometido por esta Excelsa Corte [STF]”.

Lula, “à época dos fatos, preenchia todos os requisitos previstos no Artigo 87 da Constituição Federal para o exercício do cargo de Ministro de Estado, além de estar em pleno exercício de seus direitos políticos”, diz a defesa. “Ademais, [Lula] sequer era indiciado, denunciado ou mesmo réu em ação penal”, concluíram os advogados.

No dia 18 de março, Mendes atendeu a pedidos do PPS e do PSDB, que questionavam a posse do ex-presidente, e suspendeu o ato. Em seu despacho, o ministro disse que a nomeação de Lula para o cargo de ministro teve o objetivo de tumultuar e obstruir o progresso da investigação sobre o ex-presidente na Operação Lava Jato, devido à transferência de foro da primeira instância da Justiça Federal, em Curitiba, para o STF.

A defesa de Lula pede agora que Mendes libere o pedido recém-protocolado para a apreciação dos demais ministros. A decisão de Gilmar Mendes nunca chegou a ser apreciada pelos outros integrantes do STF. Pouco após o afastamento de Dilma Rousseff do cargo de presidenta, junto com todo seu gabinete, em maio do ano passado, Mendes encerrou a tramitação do julgamento, alegando perda de objeto da ação.

Caso o STF decida rever a liminar que suspendeu a posse de Lula, na prática, isso o tornaria ex-ministro-chefe da Casa Civil, já que ele chegou a tomar posse em cerimônia no Palácio do Planalto.

(Agência Brasil/Foto – Douglas Magno, AFP))

Alunos da USP lançam nota contra indicação de Alexandre de Moraes para o STF

O Centro Acadêmico XI de Agosto, representante dos estudantes da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), criou um abaixo-assinado online contra a indicação do ministro da Justiça Alexandre de Moraes ao Supremo Tribunal Federal (STF). Atualmente, Moraes é professor da faculdade, onde também estudou.

O pedido contava com 44.769 assinaturas na manhã desta terça-feira, sendo que a meta é atingir 50 mil apoiadores. Anteriormente, os alunos já haviam pedido a saída de Moraes do Ministério da Justiça devido à postura assumida por ele diante da crise no sistema penitenciário.

Na nota da petição, o grupo informa ter redigido uma carta à Moraes para expressar que o mesmo “não se encontrava a altura do cargo de Ministro da Justiça”. “O mesmo vale de maneira ainda mais veemente ao posto de Ministro do Supremo Tribunal Federal. Moraes demonstrou ao longo de sua trajetória desrespeito a princípios fundantes da Carta Magna. São constantes declarações e posturas histriônicas e fortemente partidarizadas, o que definitivamente não lhe confere a ‘reputação ilibada’ exigida pelo cargo”, diz trecho do documento.

De acordo com os estudantes, Moraes demonstrou “completa incompetência” e as declarações dele “explicitaram a incapacidade para atuar como representante da justiça no país, ainda mais em relação ao que se espera de um juiz do Supremo enquanto guardião da Constituição”.

O texto cita ainda a tese apresentada por Moraes em 2000, sustentando que quem exerce cargo de confiança no Poder Executivo, como é o caso dele, não deveria ocupar um assento no STF.

Por fim, o Centro Acadêmico XI de Agosto defende um modelo de mandatos com prazo definido para os juízes do Supremo. “Não é possível que indicações, algumas tão polêmicas como no caso em tela, fiquem tanto tempo na Corte Suprema”, frisa a nota.

Por que a sociedade não chora a morte de um policial?

529 1

Com o título “Não somos heróis”, eis artigo de Plauto Lima, tenente-coronel da Polícia Militar do Ceará. Ele reclama que o policial sempre tem suas dores esquecidas pela sociedade. Morremos e seguimos para a vala do esquecimento. Alguém lembra o nome do último? Como ele foi morto?”, diz num trecho. Confira:

Não somos heróis. Houve um tempo em que pensei que éramos, mas não somos. Apesar do altruísmo nas nossas ações, não temos o reconhecimento da população. Quando morremos, só nossos colegas e familiares choram por nossa partida, a grande maioria da sociedade pouco se importa.

Não somos heróis; aliás, nunca fomos. Criamos isso para nos iludirmos, uma espécie de sublimação coletiva inspirada na ficção que nos faz crer que estamos sendo importantes, mas estão pouco se “lixando” com as aflições que nos acometem. Morremos e seguimos para a vala do esquecimento. Alguém lembra o nome do último? Como ele foi morto? Quando? Não, não lembra. Mas não se preocupem com isso, não somos heróis.

Por que seríamos heróis? Em uma sociedade que trata o seu algoz como vítima, por que nos surpreenderíamos com a indiferença da população pela morte daqueles que se dispõem a morrer para defendê-la?

Vivemos em um país em que o mal banal das pessoas é justificado pela desigualdade social, racial ou financeira. Segundo os seus defensores libertários, essas pessoas são vítimas da sociedade.

Uma “verdade por autoridade” imposta por aqueles que militam por esses humanos e por seus direitos.

E se outro for morto? Se mais um filho ficar órfão? Se mais uma esposa ficar viúva? Não se preocupem, as nossas sirenes continuarão acionadas para atender os seus chamados. Apesar do olhar inquisidor dos trabalhadores acusadores, prontos para precipitadamente denunciar as nossas ações ou possíveis omissões, a postos para defender aqueles que os atacaram, usando todos os meios para demonstrar que não somos heróis, correremos na direção do perigo.

Esse é o nosso labor, imposto a esses servi publici, que se vestem iguais e andam disciplinarmente em ordem unida, vivem sem contemplação, são tratados com indiferença e morrem como um animal laboral. Fiquem tranquilos, estamos por aqui, somos muitos e não somos ninguém.

*Plauto de Lima

plautoroberto@gmail.com

Tenente coronel da Polícia Militar do Ceará

Conselho Regional de Contabilidade divulga nota repudiando cena da novela “Sol Nascente”

unnamed-25

Uma nota do Conselho Regional de Contabilidade do ceará (CRCCE) repudia a Rede Globo por ofensas à categoria. Isso foi motivado por uma cena da novela Sol Nascente, das 18 horas, da emissora, onde personagens teriam ofendido contadores. Confira a nota assinada pela presidente da entidade, Clara Germana Rocha.

Nota de Repúdio

O Conselho Regional de Contabilidade do Ceará vem a público manifestar o seu repúdio à afirmação veiculada na novela Sol Nascente da Rede Globo de televisão, em capítulo exibido no dia 3 de fevereiro, em que o personagem interpretado pelo ator Francisco Cuoco afirma que “…contador é tudo trambiqueiro”.

Alinha-se, desta forma, ao Ofício nº127/2017 CFC-Direx, datado de 6 de fevereiro, enviado ao diretor do Departamento de Dramaturgia da TV Globo, Silvio de Abreu, em que afirma ser “muito perigoso que um veículo de comunicação de massa, como a Rede Globo, entre nas casas das pessoas e reproduza, por meio de seus programas, generalizações equivocadas que atingem a conduta e a dignidade de centenas de milhares de profissionais”.

E, finalmente, solidariza-se aos 13 mil profissionais da contabilidade no estado do Ceará que foram menosprezados e desrespeitados em sua honra.

Fortaleza, 07 de fevereiro de 2017

*Clara Germana Rocha

Presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Ceará.

VAMOS NÓS – Recentemente, um personagem da novelinha Malhação, da Globo, gerou polêmica ao chamar o povo cearense de feio.

Ceará aparece entre estados que fecharam 2016 em alta na produção industrial

O crescimento de 2,3% na produção industrial em dezembro de 2016, frente a novembro, reflete aumentos no ritmo da atividade em dez dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que detalhou hoje (7) os dados regionalizados do levantamento já divulgado a nível nacional na semana passada.

Segundo a Pesquisa Industrial Mensal Produção Física – Regional (PIM-PF), na série com ajuste sazonal, o principal destaque entre os dez locais com incremento da produção foi o avanço de 12,4% anotado no Ceará, o que eliminou a perda de 8,4% acumulada entre agosto e novembro.

Os dados do IBGE indicam que o Rio Grande do Sul (6,3%), Espírito Santo (5,1%), região Nordeste (4,9%) e Santa Catarina (3,6%) também assinalaram crescimento acima da média da indústria, que foi de 2,3% nos 14 locais envolvidos na pesquisa.

Minas Gerais fechou dezembro com sua produção crescendo os mesmos 2,3% da média nacional. Também fecharam com resultados positivos, embora abaixo da média de 2,3%, Goiás (1,4%); Bahia (1,4%); Paraná (0,8%); e Pernambuco (0,6%).

Números negativos

Entre os quatro estados que encerraram dezembro com queda na produção industrial frente a novembro, portanto na serie livre de influencias sazonais, aparecem o Amazonas, que, ao terminar o mês com retração de 2%, apresentou a queda de maior magnitude, e São Paulo (-1,5%), ambos com os resultados negativos mais acentuados entre novembro e dezembro e revertendo o crescimento verificado em novembro, quando cresceram, respectivamente, 4,1% e 1,4%. As demais taxas negativas ficaram com o Rio de Janeiro (-0,9%) e Pará (-0,7%).

Na comparação com dezembro de 2015, série com efeito sazonal, o setor industrial mostrou redução de 0,1% em dezembro de 2016, com seis dos 14 locais pesquisados apontando resultados negativos.

Bahia e Goiás apresentaram recuos mais intensos, com respectivamente -9,3% e -9,0%. Completam o quadro de resultados negativos Mato Grosso (-2,3%), a região Nordeste (-0,8%), São Paulo (-0,6%) e Rio de Janeiro (-0,4%).

Com taxas positivas na comparação anual aparecem o Pará, cujo parque fabril cresceu em dezembro do ano passado 10,1%. Também apresentaram resultados positivos Paraná (6,5%), Santa Catarina (6,3%), Pernambuco (5,6%), Ceará (3,4%), Rio Grande do Sul (3,3%), Amazonas (3%), Minas Gerais (2,2%) e Espírito Santo (2,1%).

Danilo Forte leva titular da SSPDS a Itapajé para uma visita de trabalho e de caráter sentimental

daniloforte

O deputado federal Danilo Forte (PSB) está mais do que sintonizado com o governo de Camilo Santana (PT).

Dentro desse mote, já acertou a ida ao município de Itapajé (Zona Norte), uma de suas bases eleitorais, do secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, André Costa.

Mas há um ingrediente sentimental nessa história. O secretário é itapajeense e, na visita que fará já na sexta-feira ao seu torrão natal, terá encontro com os comerciantes do município que andam preocupados com a onda de violência na região.

Chico Lopes – Ao contrário de Dilma, Temer tem força no Congresso para aprovar o que quiser

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=BmsW3Q-WFFY[/embedyt]

O deputado federal Chico Lopes (PCdoB) disse, nesta terça-feira, que o governo Michel Temer aprovar o nome do ministro da Justiça Alexandre de Moraes para a vaga no Supremo Tribunal Federal.

O parlamentar comunista lembrou que, ao contrário de Dilma Roussef, o governo de Temer tem força e apoio do Congresso para fazer o que quiser.

Baseado nisso, afirmou não ter dúvidas de que o governo Temer aprovar as reformas que deseja como a da Previdência Social.

Rodrigo Maia vai gastar R$ 24 milhões com segurança para a Câmara

deputado_rodrigo_maia_dem-rj_-_reforma_politica

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), sabe que não pode brincar com a segurança de seus 512 colegas, dado o que a opinião pública pensa de boa parte deles.

Talvez por isso, a Câmara contratou a Soberana Segurança e Vigilância por R$ 24 milhões para proteger as dependências da Casa e os apartamentos funcionais onde moram as excelências.

(Coluna Radar, da Veja Online)

Raimundo Gomes de Matos ameniza indicação do tucano Alexandre de Moraes o STF

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=-NYjEefihzw[/embedyt]

O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) gostou da indicação do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, para a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal.

“Ele tem currículo, tem conhecimento e o presidente Michel buscou indicação de pessoa que inclusive foi aluno dele. Um grande jurista”, destacou o tucano.

Raimundo Gomes, indagado se o fato de Alexandre de Moraes ser tucano não atrapalharia, destacou que, na democracia, todos têm seu posicionamento. “Feio é aquele que não defende uma bandeira, que não defende uma causa”, observou, relevando o fato de que Temer está citado na Lava Jato.

“O que nós esperamos é que ele, como sempre se portou no Judiciário de maneira íntegra, continue esse trabalho”, complementou Gomes de Matos.

Fies abre inscrições a partir do meio-dia desta terça-feira

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) abre hoje (7) o prazo de inscrição para os estudantes que querem pleitear financiamento em cursos de instituições privadas de ensino superior. Segundo o Ministério da Educação (MEC), as inscrições serão abertas às 12h e vão até o próximo dia 10.

Para concorrer a uma das vagas, é preciso acessar o site do programa. Ao todo, o MEC oferece 150 mil financiamentos.

O Fies oferece financiamento a estudantes em cursos de instituições privadas de ensino superior. A taxa efetiva de juros do programa é de 6,5% ao ano. O percentual de financiamento é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante. O candidato deve ter renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa.

A oferta de vagas do Fies dá prioridade aos cursos de engenharias, formação de professores e áreas de saúde. Além das áreas prioritárias, o programa valoriza os cursos com melhores índices de qualidade em avaliações do MEC.

Para participar é preciso ter tirado pelo menos 450 pontos na média das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não ter zerado a redação.

(Agência Brasil)

Caso TCM – Domingos Filho terá encontro em Brasília com ministro Celso de Melo

427 1

O presidente do Tribunal de Contas dos Municípios, Domingos Filho, será recebido nesta terça-feira, em Brasília, pelo ministro Celso Melo, do STF.

Melo é o relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) protocolada por Domingos Filho, n semana seguinte à provação da PEC, de autoria do deputado estadual Heitor Férrer (PSB), que extinguiu o tribunal.

A ação resultou em liminar que deu sobrevida ao órgão. Celso de Melo poderá reavaliar e suspender a liminar ou mantê-la até o julgamento da ADI, que não tem data marcada para ser votada.

Domingos Filho está confiante de que o ministro do STF manterá a liminar. Já Heitor Férrer disse que apresentará emenda anulando a que extinguiu o TCM e apresentará outro com esse mesmo objetivo.

 

Superlotação dos presídios ameniza no Ceará

prisao_intra

Da Coluna Vertical, do O POVO desta terça-feira:

Em meio ao caos no sistema penitenciário do País, ao menos uma notícia alentadora por aqui. Após 10 anos de crescimento, quando a superlotação chegou a dobrar, ano passado houve um recuo nas cadeias do Ceará. O excedente carcerário caiu de 79,4% (9.116 presos) para 63,5% (8.074 presos).

A redução, segundo dados do governo estadual, é resultado de um conjunto de fatores: mutirões penitenciários, abertura de mais vagas, audiências de custódia e uso de tornozeleiras eletrônicas. Em 2016, Camilo Santana inaugurou mais um presídio com 1.016 vagas e, neste ano, serão mais quatro novos presídios, com um total de 2.731 vagas.

Como superlotação é uma das causas do caos nos presídios, há uma luz no fim do túnel. Desde que Sejus, MPCE, TJCE e Defensoria trabalhem juntas e as tais facções também não tenham vida fácil.

Calendário de saques do FGTS será divulgado na primeira quinzena de março

A Caixa Econômica Federal informou que o calendário para o saque de contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) será divulgado ainda na primeira quinzena deste mês.

No final do ano passado, o presidente Michel Temer anunciou que os trabalhadores poderão sacar todo o dinheiro que têm em contas inativas até 31 de dezembro de 2015.

No anúncio, o governo não deu detalhes de como será o calendário de pagamento, apenas que ele seria divulgado em fevereiro.

Segundo informação do jornal “Folha de S.Paulo”, a ordem dos saques deve começar em março.

Lava Jato – PGR pede investigação de Sarney,m Renan, Romero Jucá e Sérgio Machado

sergiomachado
A Procuradoria-Geral da República pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de inquérito contra os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Romero Jucá (PMDB-RR), o ex-presidente José Sarney e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, para apurar supostas manobras para interferir nas investigações da Lava Jato.
A base do pedido é o depoimento de Machado, prestado no ano passado, dentro de acordo de colaboração premiada, que cita essas manobras.

“Note-se a gravidade da trama engendrada pelos integrantes da organização criminosa: as conversas gravadas desvelam esquema em curso voltado não apenas para ‘estancar’ a Lava Jato, mas também para ‘cortar as asas’ do Ministério Público e do Poder Judiciário, que significa interferir no livre funcionamento e nos poderes desses órgãos”, diz Janot na manifestação de 53 páginas encaminhada ao STF.

De acordo com a manifestação da PGR, os congressistas tinham o objetivo de construir uma ampla base de apoio político para conseguir, pelo menos, aprovar três medidas de alteração do ordenamento jurídico em favor da organização criminosa: a proibição de acordos de colaboração premiada com investigados ou réus presos; a proibição de execução provisória da sentença penal condenatória mesmo após rejeição dos recursos defensivos ordinários, o que redunda em reverter pela via legislativa o julgado do STF que consolidou esse entendimento; e a alteração do regramento dos acordos de leniência, permitindo celebração de acordos independente de reconhecimento de crimes.

Para Janot, existem “elementos concretos de atuação concertada entre parlamentares, com uso institucional desviado, em descompasso com o interesse público e social, nitidamente para favorecimento dos mais diversos integrantes da organização criminosa”.

O pedido de abertura de inquérito foi feito dentro da petição 6323, que ainda consta no sistema do STF como de relatoria de Teori Zavascki. No entanto, Janot já endereçou ao novo relator da Lava Jato, ministro Edson Fachin. O procurador-geral teve uma primeira reunião com Fachin na sexta-feira.

Defesas

Renan, por meio de sua assessoria, afirmou que não fez nenhum ato para embaraçar ou dificultar qualquer investigação.

Responsável pela defesa de Sarney e Jucá, o criminalista Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, disse que o pedido de abertura de inquérito é “uma resposta que o MPF precisa dar porque à época fez de maneira açodada o pedido de prisão” contra Sarney, Jucá e Renan. A defesa de Machado não se manifestou.

(O POVO com Agências)