Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

IFCE vai inaugurar ampliação do Campus de Fortaleza

virgilioararipe-e1455475295718

O Instituto Federal do Ceará (IFCE) vai inaugurar, às 10 horas da próxima sexta-feira, a ampliação do Campus de Fortaleza. O novo espaço, investimento de R$ 15,5 milhões, que compreende cerca de 10 mil m², proporcionará um ambiente mais adequado ao desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão, segundo o reitor Virgílio Araripe.

O novo bloco didático conta com salas de aulas, laboratórios, sala para professores e coordenadoria de cursos, banheiros e elevador para pessoas com dificuldade de locomoção, além de um estacionamento com capacidade para 94 carros e 25 motos, duas das quais destinadas a portadores de deficiência.

As instalações serão utilizadas para o desenvolvimento de atividades de diversos cursos, dentre eles, o de Licenciatura em Artes Visuais, que atualmente funciona no anexo Aldeota, e passará para a sede do Benfica e o Bacharelado em Engenharia Civil.

Bancários e empresários voltam a negociar nesta terça-feira

banco-greve-750x445

Nesta terça-feira, a partir das 14 horas, em São Paulo, bancários vão sentar novamente à mesa da negociação com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). A categoria vive seu 21º dia de greve e garante que não recua, apesar da pressão dos empresários. Os banqueiros ofereceram 7%, enquanto bancários lutam por 5% mais inflação.

“Se os bancos estão apostando no cansaço da categoria, nós estamos mostrando que a não fugimos à luta. Chegamos aos 21 dias de greve com muita disposição. Esperamos uma proposta digna, pois, do contrário, vamos fortalecer ainda mais nosso movimento”, afirma o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo Bezerra.

Um total de 430 agências das 562 existentes no Estado permaneceu fechada. O número, segundo o sindicato, é o maior registrado desde o início do movimento, dia 6 de setembro, e representa 76,5% de adesão. Em Fortaleza, das 259 unidades existentes, 208 fecharam. Já no Interior, das 303 agências, 222 ficaram sem funcionar.

A partir das 16 horas desta terça-feira, em frente a Caixa Econômica Federal da Praça do Ferreira, os bancários vão se concentrar para avaliar o movimento e sair em caminhada rumo à sede do sindicato.

Morre a cantora Carmen Silva, a “Pérola Negra”

naom_57e9945ee677f

A cantora Carmen Silva, conhecida como “Pérola Negra”, morreu, na manhã desta segunda-feira (26), em São Paulo. Aos 71 anos, ela estava internada no Hospital Presidente desde o dia 14 deste mês. Ela morreu após uma parada cardíaca provocada por tromboembolia. As informações são do portal Ego, da Globo.

Nascida na cidade de Veríssimo (MG), ela se tornou conhecida no fim da década de 1960, após vencer o concurso ‘Um Cantor por um Milhão, um Milhão por uma Canção’, da TV Record, e gravar o hit ‘Adeus, solidão’.

Durante sua carreira, ela lançou outras músicas que se tornaram sucessos, entre elas ‘Espinho na Cama’, ‘Meu Velho Pai’ e ‘Fofurinha’. Na década de 90, ela se tornou evangélica e passou a investir na carreira de cantora gospel. Ela lançou três CDs e, em 2004, não renovou o contrato com a gravadora Graça Music. Desde então, se manteve longe dos palcos.”

PT diz que prisão de Palocci foi seletiva; aliados do governo afirmam que ato já era esperado

palocci

“Mesmo com o Congresso Nacional esvaziado por causa das eleições municipais, a prisão do ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil, Antônio Palocci, repercutiu hoje (26) entre lideranças na Câmara dos Deputados. Para aliados do governo do presidente Michel Temer, a prisão já era esperada. Integrantes do PT criticaram a medida e consideram a detenção seletiva e de caráter eleitoral.

Em nota, a bancada do PT na Câmara repudiou a decisão do juiz federal Sérgio Moro, responsável das ações da Operação Lava Jato na primeira instância, e autor do pedido de prisão preventiva de Palocci. Segundo a bancada, a prisão “comprova que integrantes da Lava Jato ignoram evidências robustas e não prosseguem investigações que levam a membros do governo Temer, buscando criminalizar sem provas o PT.”

Os deputados petistas classificaram as ações da Lava Jato de seletivas e de caráter eleitoral e também criticaram declarações do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que, ontem (25), em discurso eleitoral em Ribeirão Preto, terra de Palocci, disse que ocorreriam novas ações da Lava Jato nesta semana. “A operação de hoje contra Palocci foi antecipada em discurso eleitoral pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que é filiado ao PSDB (…) Configurando claramente o uso eleitoral da Polícia Federal”, acusou o PT.

Em nota, Moraes disse que, desde que assumiu o cargo, a Polícia Federal vem tendo total apoio em suas operações. “Em quase todas as semanas, houve operação e que, certamente, continuariam nessa semana, na próxima e enquanto houver necessidade”, disse o ministro no comunicado.

Na semana passada, o também ex-ministro da Fazenda de governos do PT Guido Mantega foi preso da força-tarefa da Lava Jato. No entanto, Moro revogou a prisão temporária no mesmo dia, já que Mantega foi detido enquanto acompanhava sua mulher em um procedimento cirúrgico. “A Lava Jato consolida-se como instrumento do golpe e contra a democracia, o PT e os movimentos sociais”, diz a nota divulgada pelo partido.

Prisão esperada

Já aliados do governo minimizaram as críticas à operação de hoje. Para o líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), a prisão de Palocci já era esperada. “A prisão dele era aguardada há muito tempo. Palocci é um dos principais homens de confiança de Lula [ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva], era quem fazia a interlocução entre o empresariado, o governo e o PT. Sabe muito. Podemos dizer que é um dos caixas-pretas do PT.”

O líder do DEM na Câmara, Pauderney Avelino (AM), disse que a prisão de Palocci mostra que o PT priorizou seus próprios interesses enquanto esteve no poder. “O Ministério da Fazenda e Casa Civil foram abrigos para amigos e empresas relacionadas ao PT”, comparou.

Na avaliação de Pauderney, o PT deixou “um rastro de corrupção” como legado para o país após 13 anos na Presidência da República. “Ao governar para poucos, PT destruiu o país. O saldo é desemprego, recessão e inflação, males que assombram a população”, acusou.

Operação Omertá

A prisão do ex-ministro ocorreu na manhã de hoje, durante a 35ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Operação Omertá. Palocci foi preso em casa, na região dos Jardins, zona oeste da capital, e chegou às 9h à Superintendência da Polícia Federal em SP. Também foram cumpridas buscas em seu escritório.

A suspeita é de que Palocci teria ligação com o comando da empreiteira Odebrecht, uma das principais do país. A operação investiga se o ex-ministro e outros envolvidos receberam dinheiro para beneficiar a construtora em contratos com o governo.

Segundo a PF, as negociações envolviam a Medida Provisória 460/2009, que tratava de crédito-prêmio do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI); aumento da linha de crédito da Odebrecht no Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para um país africano, além de interferência em licitação da Petrobras para a aquisição de 21 navios-sonda para exploração do pré-sal.”

(Agência Brasil)

BC já tem pedido do maior bloqueio da Lava Jato

“O sistema judicial do Banco Central, o chamado BacenJud, está desde as 12h26 com o “recibo de protocolamento de bloqueio de valores”. O documento é necessário para que os bancos sejam avisados para segurar qualquer recurso dos investigados.

O bloqueio determinado por Sergio Moro na 35ª fase da Lava-Jato, de 128 milhões de reais, é o maior já feito desde que a operação teve início e atinge, além de Palocci, Juscelino Antonio Dourado, Branislav Kontik, J&F Assessoria e a Projeto Consultoria Empresarial e Financeira.”

bacenjud-omerta

(Veja Online)

UFCA aprova criação do curso de licenciatura plena em Letras-Libras

Neste Dia Nacional do Surdo -, 26 de setembro, o Conselho Superior Pro tempore (Consup), da Universidade Federal do Cariri (UFCA), aprovou a criação do curso de licenciatura plena em Letras-Libras, o primeiro do interior do Estado. O curso será vinculado ao Instituto Interdisciplinar de Sociedade, Cultura e Arte (IISCA) e ofertará 30 vagas.

Os profissionais formados pelo curso, conforme o projeto apresentado pela PROEN, atuarão diretamente na educação básica, como professores de Libras do ensino fundamental e médio, e na educação superior, mediante formação em pós-graduação.
De acordo com o reitor Pro tempore, professor Ricardo Lange Ness, as ações para efetiva implantação do curso serão agora intensificadas, com planejamento para aquisição de infraestrutura adequada e contratação de servidores.

Para a pró-reitoria de Ensino, professora Ana Candida de Almeida Prado, a criação do curso de Letras-Libras proporcionará novos horizontes na formação de profissionais da área na região. “Há um número enorme de pessoas que precisam desse atendimento na região e que param de estudar porque não conseguem acompanhar turmas regulares. Essa aprovação é de extrema importância”, disse.

Durante a sessão, quatro instituições que atuam com a comunidade surda estiveram presentes: Instituto Transformar (INTRA), Associação dos Surdos da Região Metropolitana do Cariri, Associação Cratense de Defesa da Pessoa Surda e Associação dos Intérpretes do Cariri. Os representantes da comunidade surda tiveram a oportunidade de falar sobre a importância do curso, especialmente para a região do Cariri.

A professora e instrutora de Libras, Sônia Sales, que trabalha também na Secretaria Municipal da Educação, acredita que a abertura do curso ajudará desenvolvimento da Libras no âmbito linguístico e das pesquisas. “Várias pessoas estão esperando esse curso ser aberto. Isso vai ajudar muito na inclusão dos surdos no Cariri”, afirmou. Para o primeiro professor surdo da UFCA, Alex Cassimiro, que atuou como docente substituto, a principal importância é a formação de profissionais habilitados a contribuir com a educação da comunidade surda.

Homenagem

A aprovação ocorreu num dia simbólico para a comunidade surda: comemoração de mais um Dia Nacional do Surdo. Além disso, de acordo com professor Ricardo Ness, está inserido no contexto da Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002 (que reconhece a Língua Brasileira de Sinais) e do Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005 (que trata sobre a formação do professor e do instrutor de Libras).

“É um marco dentro da universidade e na região do Cariri assumir a responsabilidade de atender a uma comunidade que, como qualquer outra, tem o direito a ter uma educação superior de qualidade. Acho que a gente avança muito no papel da UFCA no Cariri. Fico feliz de estar presidindo essa reunião numa data tão importante”, ressaltou.

Cerca de nove mil surdos vivem no Cariri, de acordo com o último Censo (2010). O professor de Libras da UFCA, Mardonio Oliveira, relembrou a situação histórica de dificuldades enfrentadas pelos surdos na região e como a causa tem avançado. “Os surdos ficavam muito tempo em casa, não tinham acesso à educação. O trabalho começou nas igrejas e no Instituto Transformar”. Depois, ele citou a primeira passeata em 2009 e a contratação dos primeiros intérpretes. “Agora entendemos a importância de valorizar a Língua Brasileira de Sinais”, ressaltou.
Projeto

Dívida Pública Federal teve redução de 0,07%

“A Dívida Pública Federal teve redução de 0,07%, em termos nominais, passando de R$ 2,958 trilhões em junho para R$ 2,956 trilhões em julho. Os dados foram divulgados hoje (26) pelo Tesouro Nacional. O endividamento do Tesouro pode ocorrer por meio da oferta de títulos públicos em leilões, pela internet (Tesouro Direto) ou pela emissão direta (com destinação específica).

O aumento da dívida do Tesouro Nacional também pode ocorrer pela assinatura de contratos de empréstimo. Nesse caso, o Tesouro toma empréstimo de uma instituição financeira ou de um banco de fomento.

A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) teve o estoque reduzido em 0,20% e passou de R$ 2,837 trilhões para R$ 2,832 trilhões. A DPMFi é a dívida pública federal em circulação no mercado nacional. Ela é paga em reais e captada por meio da emissão de títulos públicos.

Resgate líquido de R$ 33,48 bilhões

O motivo da redução foi o resgate líquido, de R$ 33,48 bilhões, realizado pelo governo, compensado pela apropriação positiva de juros, no valor de R$ 27,76 bilhões.

Por outro lado, a Dívida Pública Federal Externa (DPFe) registrou, em julho, aumento de 2,97% em comparação ao resultado do mês anterior, chegando a R$ 124,36 bilhões, equivalentes a US$ 38,40 bilhões, dos quais R$ 114,28 bilhões (US$ 35,28 bilhões) referem-se à dívida mobiliária (títulos) e R$ 10,08 bilhões (US$ 3,11 bilhões), à dívida contratual.

Segundo o Tesouro Nacional, a variação ocorreu devido à emissão líquida ocorrida no período e os juros incorporados à dívida. DPFe é a dívida pública federal existente no mercado internacional.

Os dados de agosto ainda não foram divulgados pelo Tesouro Nacional. De acordo com o Plano Anual de Financiamento (PAF), o governo estima a Dívida Pública Federal, em 2016, entre R$ 3,1 trilhões e R$ 3,3 trilhões.”

(Agência Brasil)

 

O que você precisa saber sobre as eleições

No próximo dia 2 de outubro, 144.088.912 brasileiros vão às urnas para escolher 5.568 prefeitos e 57.931 vereadores. Só não votarão neste pleito municipal os eleitores do Distrito Federal e de Fernando de Noronha, onde não há representantes desses cargos, e os que estão cadastrados para votar no exterior, que só escolhem o presidente da República.

Horário da votação

O eleitor pode ir à sua seção eleitoral e votar das 8 às 17 horas, considerado o horário local de seu município.

Local da votação

Em seu título de eleitor, constam informações sobre a zona eleitoral e a seção onde você vota. Mas, se você não sabe onde vota ou perdeu o título, pode consultar o local de votação e o número do seu título no Portal do TSE. Para esta consulta, basta informar o seu nome, data de nascimento e nome da mãe.

Documento

No dia da eleição, não é obrigatória a apresentação do título de eleitor. No entanto, é necessário apresentar ao mesário um documento oficial com foto (carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação). Não será admitida a certidão de nascimento nem de casamento.

Ordem de votação

Todos os eleitores brasileiros votam na urna eletrônica. Nela, é mais fácil, rápido e seguro exercer o direito ao voto. O primeiro voto será para o cargo de vereador. O eleitor pode votar em um candidato ou somente na legenda. Para votar no candidato de sua preferência, digite os cinco números do candidato, confira o nome e a foto dele e, caso esteja correto, tecle “CONFIRMA”. Se você errou o número, tecle “CORRIGE”, digite os números corretos, e confirme o seu voto.

Para votar somente no partido, o chamado voto de legenda, o eleitor deve digitar somente os dois primeiros números, pois esses identificam o partido. Antes da confirmação do voto, a urna apresentará a informação do respectivo partido e mensagem alertando o eleitor que, se confirmado o voto, ele será computado para a legenda.

O segundo voto será para o cargo de prefeito. Para votar no candidato de sua preferência, digite os dois números do candidato, confira o nome e a foto dele e, caso esteja correto, tecle “CONFIRMA”. Se você errou o número, tecle “CORRIGE” e digite os números corretos, repetindo a operação até confirmar o seu voto. Ao final da votação, a urna eletrônica exibe a palavra “FIM” e emite um sinal sonoro indicando a conclusão do voto.

Justificativa

O eleitor que não puder comparecer ao seu local de votação e, em consequência, não votar, deve justificar a ausência. É necessária uma justificativa para cada turno em que o eleitor foi ausente, ou seja, se faltar à votação no primeiro turno, deverá fazer uma justificativa; se faltar ao segundo turno, outra justificativa. A justificativa pode ser feita no dia da eleição em um dos postos de justificativa ou em até 60 dias após a ausência. Clique aqui para mais informações sobre justificativa eleitoral.

(TSE)

Presidente da Portela é assassinado a tiros no Rio

falcon

Marcos Vieira de Souza, o Falcon, presidente da Portela, foi assassinado na tarde desta segunda-feira (26). As informações são do 9º BPM (Rocha Miranda). Ele foi morto a tiros na Rua Maria José, em Oswaldo Cruz, Zona Norte do Rio.

Casado com porta-bandeira Selminha Sorriso, Falcon tinha 52 anos e era subtenente da PM, além de candidato a vereador do Rio de Janeiro pelo PP. Ele estava no seu comitê de campanha quando foi baleado.

Segundo o jornal O Dia, em março, a delegacia de Madureira (29ª DP) investigava um plano para assassinar Falcon.

Em 2011, Falcon chegou a ser preso sob a suspeita de pertencer a uma milícia que atuava nos bairros de Oswaldo Cruz e Madureira, região da Portela, mas foi inocentado pela Justiça.

(Com Agências)

IX Evangelizar é Preciso cadastra ambulantes

1606CD0201

Padre Reginaldo Manzotti é a grande atração do evento.

A Secretaria Regional II, da Prefeitura de Fortaleza, iniciou, nesta segunda-feira, o cadastramento de ambulantes que desejam trabalhar no IX Evangelizar é Preciso Fortaleza. O evento acontecerá no dia 15 de outubro, a partir do meio-dia, no aterro da Praia de Iracema.

Para a inscrição, é necessário apresentar cópias da carteira de identidade, do CPF e do comprovante de endereço, folha corrida e uma foto 3×4. No total, serão disponibilizadas 165 vagas, sendo 100 para itinerantes e 65 para barracas fixas, que serão divididas entre 50 barracas para comidas e bebidas e 15 para artigos religiosos.

Caso o número de inscrições ultrapasse o número de vagas pré-estabelecidas, haverá um sorteio, aberto ao público, na sexta-feira (30), às 15 horas, também na Secretaria Regional II.

Regra

Os comerciantes não poderão vender bebidas entregues em garrafas de vidro, para garantir a segurança da festa. Somente o contemplado com a vaga poderá adquirir a barraca no local, pois o cadastramento é intransferível.

SERVIÇO

Os interessados devem se dirigir à sede da Secretaria Regional II, até quinta-feira (29/09), das 9 às 16 horas – Rua Professor Juraci de Oliveira, nº 1 – Edson Queiroz.

Elba confirma presença na Marcha Pela Vida e Contra o Aborto em Fortaleza

elba ramalho campanha

A cantora Elba Ramalho confirma participação na 8ª Marcha pela Vida e Contra o Aborto que acontecerá em Fortaleza no dia 8 de outubro, às 15 horas, a partir do Aterro de Iracema.

O evento é uma realização do Movimento Pela Vida e Contra o Aborto (Movida). Elba, engajada a essa luta no País, também teve papel importante na campanha pelo desarmamento.

(Foto – Divulgação)

 

TSE retoma oitivas em processo que tenta cassar chapa Dilma-Temer

“O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa será ouvido nesta segunda-feira (26), às 17 horas, em ação de investigação judicial eleitoral contra a chapa PT-PMDB nas eleições de 2014. Também será testemunha o executivo Ildefonso Colares Filho, ex-presidente da construtora Queiroz Galvão. As oitivas estão agendadas no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e seu conteúdo deve ser sigiloso.

O processo corre no Tribunal Superior Eleitoral e foi movido pela coligação que apoiou o senador tucano Aécio Neves, formada por mais oito partidos. Os autores alegam que a campanha à presidência de Dilma Rousseff – que tinha como vice Michel Temer – cometeu abuso de poder político (como uso de equipamentos públicos para campanha), abuso de poder econômico (gastos acima do limite informado, por exemplo) e abuso dos meios de comunicação social (uso do horário eleitoral em rádio e TV para “veicular deslavadas mentiras”).

Também serão ouvidas outras pessoas durante a semana e no mês de outubro (conforme cronograma abaixo), em diferentes localidades, seguindo o domicílio de cada uma.

Coligados ao PSDB também apresentaram dois outros processos contra a chapa vencedora das eleições: uma ação de impugnação de mandato eletivo e uma representação. A relatora dos casos é a ministra Maria Thereza de Assis Moura.”

(Site do Consultor Jurídico)

Auxílio-doença – Gastos cresceram R$ 4,2 bilhões neste ano

O auxílio-doença, pago pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) ao trabalhador com alguma enfermidade ou que sofreu algum tipo de acidente, está na mira do ajuste que o governo pretende realizar para diminuir o déficit público.

Até o momento, no entanto, as notícias são negativas. Neste ano, as despesas com o benefício subiram R$ 4,2 bilhões.

De acordo com levantamento produzido pelo Contas Abertas, entre janeiro e agosto deste exercício foram gastos R$ 22,3 bilhões com auxílio-doença. No mesmo período do ano passado, os valores atingiram R$ 18,1 bilhões. O crescimento percentual de um ano para o outro é de 23%.

Os dados do Contas Abertas mostram que a maior parcela dos recursos são destinados ao pagamento de auxílio-doença na área urbana: R$ 20,5 bilhões em 2016. O restante é para beneficiários da área rural. Os valores atingiram R$ 1,8 bilhão neste exercício. Os dois tipos de benefícios cresceram de 2015 para este ano.

(Site Contas Abertas)

Morre o jornalista Rangel Cavalcante

celina-e-rangel

Dona Celina e Rangel Cavalcante.

Morreu, nesta segundas-feira, em Brasília, o jornalista Rangel Cavalcante (75) Ele lutava contra um câncer

O corpo será cremado ainda nesta tarde de segunda-feira na Capital Federal, onde Rangel morava desde o segundo Governo Virgílio Tábora.

Rangel Cavalcante foi secretario de Estado, editor em periódicos no Maranhão, colunista político e também do Jornal do Brasil (hoje só na internet).

Fortaleza e sua vocação voltada para o serviço

Com o título “Qual será a Fortaleza do futuro?”, eis artigo do ex-vice-governador e ex-secretário de Infraestrutura e do Planejamento e Gestão do Ceará, Maia Júnior. Ele defende a tese de que o futuro prefeito pense a cidade voltada para serviços. Confira:

O tempo é fator limitante nessa campanha eleitoral. Contudo, sozinho, não explica o vazio de projetos para Fortaleza, que estão se resumindo a bordões como: “vamos lutar pela educação; investir mais em saúde, olhar para segurança…”

Quase nada se diz sobre estratégias e programas que precisam ser implantados para se alcançar os objetivos desejados. E nesse ambiente de muita desinformação e poucas certezas é que o eleitor será obrigado a encarar novamente as urnas.

Tão grave quanto os problemas do cotidiano de uma cidade é a falta de perspectiva para o futuro. E para pensar seu futuro, Fortaleza deveria refletir melhor sobre três questões. A primeira diz respeito ao perfil do gestor que se pretende. Ser honesto e simpático talvez já não baste a quem almeje conduzir a cidade a outro patamar. O prefeito precisa pensar grande e, principalmente, ter capacidade de mobilizar os cidadãos em torno de um projeto avançado.

A segunda questão diz respeito à descoberta da vocação da cidade, para, em seguida, tentar gerar riquezas. O termo “riqueza” aqui compreendido como algo que transcende a noção financeira e que se desdobra em ativos que tornam as cidades mais atraentes.

Há cidades que se destacam não necessariamente pela sua renda, mas pela qualidade de vida. O ambiente cultural ou a qualidade da educação, por exemplo, não estão diretamente associados a grandes investimentos, porém são fatores muito valorizados por empresas inovadoras, jovens profissionais… Tanto é verdade que cidades como Colômbia e México, de países que não são ricos, figuram numa lista recente entre as mais “atraentes” do mundo.

Convém lembrar também casos de cidades que passaram por períodos de estagnação e hoje são referências internacionais, a exemplo de Barcelona – que entre 1960 e 1990 viveu um estágio de obsolescência mas com um planejamento que juntou o poder público, universidades e empresas tornou-se ícone de bem-estar e de desenvolvimento empresarial e inovação.

Fortaleza poderia tentar algo semelhante. A cidade tem uma vocação natural para a o setor de serviços e poderia aproveitar melhor as oportunidades nesse campo. Além do turismo e do comércio, a cidade possui um polo de medicina considerável em Porangabuçu que poderia ser integrado e potencializado.

É possível, sim! Romper o ciclo de subdesenvolvimento que persiste em grande parte de Fortaleza. Porém sem ousadia para planejar o futuro podemos continuar vivendo a impressão de que somos tão somente um ajuntamento aleatório de milhões de pessoas sem um propósito maior.

*Maia Júnior
maiajunior@tmreng.com.br
Engenheiro civil, ex-vice-governador do Ceará e ex-secretário estadual da Infraestrutura e do Planejamento e Gestão.

Ministro da Justiça garante: Lava Jato acontece independente das eleições

ministro

“O ministro da Justiça, Alexandre Moraes, disse hoje (26) que as operações da Polícia Federal acontecem independentemente do calendário eleitoral. “Não é possível que você pare investigações que já estão em curso em virtude de eventos que ocorrem normalmente no Brasil. As eleições, de dois em dois anos, são eventos normais, democráticos, já institucionalizados. Se nós formos parar sempre, de dois em dois anos, as investigações, nunca se vai chegar a lugar nenhum”, disse após participar de um seminário sobre corrupção e lavagem de dinheiro, promovido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em São Paulo.

Na manhã de hoje foi deflagrada a 35ª fase da Operação Lava Jato. Chamada de Operação Omertá, um dos alvos é o ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci, que foi preso temporariamente esta manhã em São Paulo. Os policiais cumprem ainda mais dois mandados de prisão temporária, 27 de busca e apreensão e 15 de condução coercitiva, quando a pessoa é levada sob custódia para prestar esclarecimentos e depois é liberada.

Palocci

Moraes disse que, como de costume, foi informado da ação policial por volta das 6 horas. Ontem (25), ao participar de um evento de campanha em Ribeirão Preto (interior paulista), com o deputado federal e candidato a prefeito Duarte Nogueira (PSDB-SP), o ministro disse que haveria uma nova fase da Lava-Jato nesta semana. A cidade é terra natal e berço político de Palocci.

“Foi uma afirmação genérica”, disse Moraes ao negar que tivesse conhecimento antecipado de que o ex-ministro seria um dos alvos da 35ª fase da operação. “Desde que eu assumi, há quase cinco meses, nós não tivemos uma semana sem grandes operações, porque são necessárias”, acrescentou.

“Nós temos uma praxe já montada no ministério de que a partir das 6 horas da manhã, as informações, não só dessa operação, mas de todas que são realizadas no dia são passadas”, explicou sobre o fluxo de informações entre a Polícia Federal e o ministro da Justiça.

Sigilo elástico

Em sua palestra no seminário da Febraban, Moraes defendeu que empresas que contratem com o Pode Público, assim como seus sócios e diretores, tenham um sigilo bancário mais “elástico”. Isso facilitaria, de acordo com o ministro, a fiscalização e coibiria a corrupção. “O nosso gerente do banco tem acesso ao nosso sigilo bancário, porque ele acessa nossa conta. O que ele não pode é divulgar isso. Por que o Ministério Público, o Tribunal de Contas e a Justiça Eleitoral não podem ter acesso às movimentações bancárias de quem recebe dinheiro público? Quem recebe dinheiro público deve também ter o ônus de prestar contas de forma mais forte”, ressaltou ao explicar a ideia à imprensa.

Segundo Moraes, está sendo elaborada pelo ministério uma proposta de alteração da legislação nesse sentido. Para o ministro, aumentar o número de pessoas com acesso ao sigilo não significa, necessariamente, ampliar os riscos de vazamento de dados e informações protegidas. “Você deve fazer um código de governança. Hoje isso é possível tecnologicamente, que cada pessoa que acesse à informação fique marcada. A partir disso você tem exatamente as pessoas responsáveis pela informação. Porque a questão do sigilo não é de conhecimento da informação, é questão de divulgação”.

(Agência Brasil)

Mercado reduz de 7,34% para 7,25% projeção da inflação deste ano

“Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) reduziram a projeção de inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), neste ano, de 7,34% para 7,25%. Essa foi a segunda redução seguida, na pesquisa feita pelo BC junto ao mercado financeiro todas as semanas. Para 2017, a projeção também caiu: de 5,12% para 5%. Os números saem no Boletim Focus, divulgado às segundas-feiras.

As estimativas estão acima da meta de inflação de 4,5% neste ano e em 2017. O cálculo para este ano ultrapassa também o teto da meta que tem que ser perseguida pelo BC que é 6,5%. Para o próximo ano, o teto da meta é 6%.”

(Agência Brasil)

Advogado de Palocci diz que prisão de Palocci foi no “estilo ditadura militar”

palocci

“O ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci, preso temporariamente hoje (26) na 35ª fase na Operação Lava Jato, chegou às 9 horas à Superintendência da Polícia Federal, na capital paulista. Ele foi preso em casa, na região dos Jardins, zona oeste da capital. Buscas também foram cumpridas em seu escritório.

Ex-assessores de Palocci foram presos temporariamente na operação. Branislav Kontic foi levado para a superintendência na capital e Juscelino Dourado, preso em Campinas, está a caminho de São Paulo.

Os três seguem, ao meio-dia, em comboio para o aeroporto de Congonhas, de onde partem para Curitiba. Além das prisões, a polícia cumpre mandados de condução coercitiva para cinco pessoas, cujos nomes não foram divulgados. Duas delas já estão na superintendência e duas não terão a condução cumprida, uma por motivo de viagem e outra por doença.

O advogado de Palocci, José Roberto Batochio, criticou a prisão de seu cliente, dizendo que tudo ocorreu de maneira secreta, ao estilo ditadura militar. “Estamos voltando aos tempos do autoritarismo, da arbitrariedade. Não há necessidade de prender uma pessoa que tem domicílio certo, que foi duas vezes ministro, que pode dar todas as informações quando for intimado. É por causa do espetáculo?”, disse.

Batochio disse ainda que causou indignação o nome dado à operação, Omertá, que significa lei do silêncio no código de honra usado pela máfia italiana. “Só porque ele tem um nome descendente de italiano, como eu tenho também, além de ser absolutamente preconceituoso com os descendentes de italianos. Essa designação é perigosa”, disse.

A suspeita da operação é de que Palocci teria ligação com o comando da empreiteira Odebrecht, uma das principais do país. A operação investiga se o ex-ministro e outros envolvidos receberam dinheiro para beneficiar a empreiteira em contratos com o governo.

Segundo a PF, as negociações envolviam a Medida Provisória 460, de 2009, que tratava de crédito-prêmio do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), além do aumento da linha de crédito da Odebrecht no Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para um país africano, e a interferência em licitação da Petrobras para a aquisição de 21 navios-sonda destinados à exploração da camada pré-sal.

O advogado negou as acusações. “Isso é uma coisa absolutamente vaga, vazia. Para quem quer pretexto, isso é pretexto, mas o fato é que o ministro da Fazenda tem que ter uma interlocução com o setor empresarial, com a cadeia produtiva do Brasil, para que se estabeleçam as políticas públicas. Se um ministro conversa com alguém da iniciativa privada, já é suspeito de praticar crime?”, perguntou Batochio.”

(Agência Brasil)

Operação Lava Jato – Palocci é preso

181 3

2012 palocci

O ex-ministro Antonio Palocci (PT) foi preso nesta segunda-feira (26) durante a 35ª fase da Operação Lava Jato, batizada de “Omertà”. Palocci é alvo porque, segundo as investigações, pediu ao doleiro Alberto Youssef R$ 2 milhões da cota de propinas do PP  para a campanha presidencial da presidente Dilma Rousseff em 2010. A denúncia foi feita pelo delator Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras.

Palocci foi ministro da Fazenda do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da Casa Civil do governo Dilma.

Há indícios de que Palocci teria atuado como intermediário entre grupo político ligado à empreiteira Odebrecht, de acordo com a PF. O ex-ministro teria propiciado vantagens econômicas ao grupo empresarial nas mais diversas áreas de contratação com o poder público, “tendo sido ele próprio e personagens de seu grupo político beneficiados com vultosos valores ilícitos”, segundo a PF.

Dentre as negociações identificadas, diz a PF, “foi possível delinear as tratativas entre o Grupo Odebrecht e o ex-ministro para a tentativa de aprovação do projeto de lei de conversão da MP 460/2009 (que resultaria em imensos benefícios fiscais), aumento da linha de crédito junto ao BNDES para país africano –com a qual a empresa tinha relações comerciais–, além de interferência no procedimento licitatório da Petrobras para aquisição de 21 navios sonda para exploração da camada pré-sal”.

(Com Uol)