Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Beto Mansur e Rogério Rosso retiram candidatura à presidência da Câmara

O deputado Beto Mansur (PRB-SP) retirou sua candidatura à presidência da Câmara e anunciou apoio de seu partido a Rogério Rosso (PSD-DF), candidato favorito do chamado centrão da Casa. A deputada Maria do Rosário (PT-RS) também desistiu do pleito. Ex-ministra de Direitos Humanos, ela exerce o quarto mandato consecutivo na Câmara dos Deputados. Com a desistência dos dois parlamentares, a disputa terá 15 candidatos

Beto Mansur fez o anúncio no Salão Verde pouco depois de PSDB, PSB e PPS terem anunciado uma aliança com o DEM para apoiar Rodrigo Maia (DEM-RJ). “O que eu não quero é ter surpresa no segundo turno”, disse Mansur. “A gente precisa ter uma base nossa. É esse grupo de partidos que forma a base do governo, que foi fundamental para que votássemos oimpeachment de Dilma Rousseff.”

A expectativa do centrão, formado por PRB, PSD e outros 10 partidos e que constituem uma das principais bases de sustentação do governo interino na Câmara, é que a disputa pela presidência da casa seja levada a um segundo turno entre Rosso e Maia.

Veja a lista dos candidatos:

Evair Vieira de Melo (PV-ES)
Esperidião Amin (PP-SC)
Rodrigo Maia (DEM-RJ)
Miro Teixeira (Rede-RJ)
Luiza Erundina (PSOL-SP)
Rogério Rosso (PSD-DF)
Giacobo (PR-PR)
Cristiane Brasil (PTB-RJ)
Fausto Pinato (PP-SP)
Carlos Gaguim (PTN-TO)
Carlos Manato (SD-ES)
Gilberto Nascimento (PSC-SP)
Marcelo Castro (PMDB-PI)
Fábio Ramalho (PMDB-MG)
Orlando Silva (PCdoB-SP)

Heráclito Fortes (PSB-PI), que na semana passada havia se candidatado, abriu mão da disputa ontem.

(Agência Brasil)

OAB/CE debaterá projeto que altera Lei Maria da Penha

lEI-MARIA-DA-pENHA

A Comissão da Mulher Advogada da OAB do Ceará vai promover, a partir das 14 horas desta quinta-feira, um debate sobre o projeto de lei nº 07/2016, que prevê mudanças na Lei Maria da Penha. O debate ocorrerá no auditório da Defensoria Pública do Estado.

Esse projeto, em tramitação na Câmara dos Deputados, prevê, entre outras alterações, que o atendimento das mulheres vítimas de violência seja realizado por profissionais do sexo feminino e que as medidas protetivas possam ser expedidas pelo próprio delegado de polícia, sem precisar de decisão do juiz.

A presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB do Ceará, Manuela Praxedes, explica que o projeto está gerando uma discussão muito grande entre as instituições, movimentos feministas e operadores do Direito. “A audiência pública é para ouvir a opinião das instituições e da sociedade sobre o assunto, bem como elaborar sugestões para melhor efetividade da Lei Maria da Penha”, explica.

SERVIÇO

*Auditório da Defensoria Pública do Estado – Rua Pinto Bandeira, 1.111 – Luciano Cavalcante.

Ivens Dias Branco, o Mecenas

foto 130818 ivens dias branco

O jornalista Zelito Magalhães, ex-presidente da Associação Cearense de Impensa (ACI), em artigo no espaço dos leitores do O POVO desta quarta-feira, destaca um outro lado do empresário falecido Ivens Dias Branco. Confira:

Corria o ano de 2007 quando tive a oportunidade de me encontrar com o empresário Ivens Dias Branco durante um ágape na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec). Por aqueles dias, estava eu à frente da Associação Cearense de Imprensa e dava os últimos retoques nos originais do livro Piedade, Retalhos de Lembranças, que contava a história do bairro de Joaquim Távora e de sua gente.

Durante a amistosa conversa que travei com o empresário, trouxe algumas lembranças que remontam o tempo da “Padaria Imperial”, na Av. Visconde do Rio Branco, onde tudo tinha começado nos anos 40. Tinha ele a minha idade no final da 2ª. Grande Guerra e me lembro muito bem: enquanto Seu Manuel atendia os fregueses no balcão, o jovem procurava ajudá-lo em alguma coisa.

O ponto alto daquele encontro na Federação das Indústrias foi quando ventilei sobre a foto antiga da “Padaria Imperial” que eu disponha e seria publicada no livro com o histórico do estabelecimento. Lembro-me que ele ficou radiante com a notícia da foto, que me pediu uma cópia. Não esqueceu de dizer que pretendia colaborar com a edição do livro. E isso realmente aconteceu, pois adquiriu significativo número de exemplares das duas edições – 2009 e 2010, o que ajudou satisfatoriamente o projeto.

Não se pode desconhecer a valioso contribuição que Ivens Dias Branco prestou, ao longo dos anos, às nossas instituições literárias, notadamente a Academia Cearense de Letras, cujo reconhecimento registra através de um espaço que leva seu nome.

*Zelito Magalhães, jornalista.

zelito.magalhaes@hotmail.com

Projeto sobre abuso de autoridade só deve ser votado após o recesso

“O projeto de lei que trata da punição para quem cometer abuso de autoridade só deve ser votado em agosto, depois do recesso parlamentar. Trata-se de iniciativa de Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, que tem feito forte articulação política para a aprovação do projeto. A proposta tem recebido críticas de ser considerada uma tentativa de dificultar as investigações da operação “lava jato”.

A intenção do relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR), era votar o texto na comissão nesta quarta-feira (13/7). Na semana passada, após reunião com o presidente da República em exercício, Michel Temer, Renan havia dito que ia colocar o projeto em votação no plenário da Casa nesta semana.

Na ocasião, o presidente do Senado argumentou que a atual Lei de Abuso de Autoridade é de 1965 e que estaria “anacrônica”, e que precisa ser atualizada.”

(Site Consultor Jurídico)

 

Deputado quer tipificar “furto de uso” como crime

roubo-de-carro

“Simão Sessim (PP/RJ) apresentou um projeto de lei na Câmara para tipificar como crime o chamado ‘furto de uso’.

Devido à falta de tipificação, se alguém, por exemplo, furta um carro do estacionamento, o usa e horas depois, ou em alguns casos, dias depois, o devolve, não há crime.

Sessim quer que situações como esta sejam, sim, consideradas crimes, podendo haver inclusive a detenção de que cometer o delito.”

(Veja OInline)

Banco Mundial escolhe Quixeramobim para plano piloto sobre resposta às secas

cirilo-pimenta1

O município de Quixeramobim (Região Centro) foi escolhida pelo Banco Mundial para ser sede de plano piloto de um programa de respostas e combate às secas.

Uma missão técnica da Instituição já se encontra nesse município, onde iniciou uma série de reuniões com o prefeito Cirilo Pimenta.

TSE disponibiliza sistema com instruções sobre registro de candidaturas

Já está disponível no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a última versão do módulo externo do Sistema de Candidaturas (CANDex) 2016. Além do download do sistema nas versões Windows e Linux, também é possível baixar o Manual do CANDex com instruções de como instalar, elaborar e entregar o pedido de registro de candidatos ao pleito deste ano.

O CANDex é o sistema que deve ser utilizado por partidos ou coligações para formalizar todos os pedidos de candidaturas: coletivo, individual, de vagas remanescentes e de substituição. A interface do sistema é amigável e de fácil manuseio. Os dados são digitados nos campos apropriados e documentos e fotos são anexados digitalmente, conforme exigido na legislação.

O pedido é então gravado em uma mídia que, por sua vez, deve ser entregue nas sedes dos cartórios eleitorais responsáveis pelo registro de candidatos no prazo de 20 de julho até às 19 horas do dia 15 de agosto, como prevê a Resolução-TSE nº 23.455/2015.
É importante ressaltar que o pedido deverá ser entregue à Justiça Eleitoral acompanhado pelas vias assinadas dos formulários fornecidos pelo próprio sistema, juntamente com os demais documentos requeridos.

Segundo Cacilda Silva, gerente do projeto CANDex 2016, conduzido pela Seção de Candidaturas e Informações Partidárias (Secinp/STI), a versão 2016 reúne as alterações trazidas pela reforma eleitoral (Lei nº 13.165/2015). “É importante ressaltar que a versão anterior do programa não poderá mais ser utilizada”, lembra.

SERVIÇO

*O sistema está disponível na aba “Eleições” do site do TSE, link “Eleições 2016”, Sistema de Candidaturas – Módulo Externo (CANDex) 2016.

. Confira aqui.

IFCE ganhará reforço de mais 59 servidores em seu quadro efetivo

virgilioararipe-e1455475295718 (1)

O reitor do Instituto Federal do Ceará, Virgílio Araripe, dará posse, às 14h30min desta quinta-feira, durante ato no auditório do Campus de Fortaleza, a mais 58 docentes e um técnico administrativo.

Segundo o reitor, 17 campi receberão os novos servidores que serão assim distribuídos: Acaraú (05), Aracati (01), Baturité (02), Boa Viagem (02), Camocim (08), Canindé (02), Cedro (05), Crateús (06), Iguatu (02), Jaguaribe (03), Juazeiro do Norte (01), Quixadá (02), Sobral (02 docentes e 01 nutricionista), Tabuleiro do Norte (02), Tauá (05), Tianguá (06) e Ubajara (04).

Será a quarta posse coletiva deste ano, totalizando 279 novos servidores ingressos somente em 2016. De acordo com Araripe, esse número deverá crescer até o final do mês, pois ocorrerá a posse de 61 técnicos administrativos, o que está agendado para o dia 28.

Aumento de imposto é a pior alternativa para o ajuste fiscal

Com o título “Ajuste fiscal”, eis artigo do tributarista Hugo de Brito Machado, que pode ser conferido no O POVO desta quarta-feira. Ele bate duro na tese de que a saída para a economia é aumento de impostos. Confira:

Vivemos hoje um momento político dos mais difíceis em nosso país, com um processo de impeachment em andamento, já na fase final, no Senado Federal e um governo cuja permanência está a depender daquele processo. E além da crise política, vivemos uma crise econômica, com enorme carga tributária, a desestimular investimentos e a tornar impraticável a velha prática de aumento de impostos como solução para o descontrole das contas públicas.

Recomendamos a leitura do artigo “Aumento de impostos é a pior alternativa para o ajuste fiscal”, de João Guilherme Sabino Ometto, publicado na Revista Agitação, nº 128. O título do artigo, como se vê, expressa a opinião de seu autor, indiscutivelmente correta. E o texto alberga argumentação incontestável, inclusive pelos exemplos que cita. Diz que estudo do Fundo Monetário Internacional analisa os efeitos, em curto e em longo prazo, de ajustes fiscais feitos em 15 países de grande importância no mundo, e diz que na maioria dos casos o equilíbrio das contas públicas deu-se com o corte de gastos e não com aumento de impostos.

Depois de percuciente análise de nossa difícil situação, João Guilherme aponta a necessidade de reformas que reduzam os gastos da União, para garantir a sustentabilidade da dívida pública ao longo prazo e, assim, fazer o País voltar a trilhar o caminho do crescimento econômico e da geração de empregos e oportunidades para todos. E diz que mais do mesmo, referindo-se ao aumento de impostos, tornou-se inútil, pois já se esgotou a capacidade dos setores produtivos e da sociedade de transferir dinheiro para o Estado.

Nesse contexto não podemos deixar de considerar que a solução para o ajuste fiscal, que no passado era o aumento de impostos, tornou-se também inconveniente do ponto de vista do interesse político daqueles que exercem o poder político, porque a população em geral está mais atenta para os atos do governo e não suporta mais imposto. Em outras palavras, não podemos deixar de considerar que a democracia vem se aperfeiçoando, e por isso mesmo, do ponto de vista do interesse de quem precisa de votos para se manter no poder, a melhor solução para o equilíbrio das contas públicas é realmente o corte de despesas, pois esse corte deixa contrariados apenas os poucos aos quais diretamente prejudica, enquanto o aumento de impostos deixa contrariada a população inteira, que afinal paga esse aumento, que inevitavelmente se reflete nos preços dos bens e serviços.

E ninguém pode negar que existem muitos gastos que podem ser cortados, como, por exemplo, os que dizem respeito a cargos comissionados, excessivos e desnecessários, que além de tudo afrontam a exigência de concurso para ingresso no serviço público.

*Hugo de Brito Machado

hbm@hugomachado.adv.br
Professor Titular de Direito Tributário da UFC e presidente do Instituto Cearense de Estudos Tributários.

Tempestade de granizo danifica mais de duas mil casas no Paraná

“A tempestade de granizo que atingiu ontem (12) e hoje de madrugada 14 cidades do Paraná, entre elas, Curitiba, Cascavel, Salto do Lontra e Prudentópolis, danificou mais de duas mil casas e atingiu 9.536 pessoas, segundo informações da Defesa Civil.

No fim da tarde de ontem, diversas ruas de bairros de Curitiba chegaram a ficar cobertas por pedras de gelo, causando problemas para o trânsito. Em Ponta Grossa, não houve registro de granizo, mas uma chuva com ventos fortes destelhou residências em vários bairros e, no distrito industrial, um barracão desmoronou, causando ferimentos em três pessoas.

Também foram registradas ocorrências de temporal em Fazenda Rio Grande, Guaraniaçu, Morretes e Toledo. Segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), nesta quarta-feira (13) o tempo segue instável com pancadas de chuvas ao longo do dia, principalmente na metade do sul do estado.

As chuvas ocorrem com mais intensidade entre as regiões oeste, sudoeste e sul, mas chove também com intensidade entre o centro-sul, a região dos Campos Gerais e o litoral. O Sistema Meteorológico informou, também, que ainda há risco de temporais, mas a previsão de granizo e de vendavais é de curtíssimo prazo . Destacou que o frio no Paraná retorna com mais intensidade durante o fim de semana.”

(Agência Brasil)

Fiscal federal agropecuário vai virar auditor

O Senado aprovou, nessa noite de terça-feira, o projeto de lei que altera a nomenclatura do fiscal federal agropecuário para auditor fiscal federal agropecuário.

Além dessa medida, o projeto garantiu para a categoria, segundo Simplício Alves, do comando do sindicato nacional dos fiscais federais agropecuários, reajuste salarial em duas parcelas: 5% em agosto e esse mais 5,8% em janeiro de 2017, perfazendo um total de 10,8%.

Esse reajuste fez parte de acordo firmado pela categoria com o governo federal quando de sua última greve, no fim do ano passado.

Michel Temer sanciona lei que obriga medição individualizada de água

torneira

O presidente em exercício Michel Temer sancionou a lei 13.312, que torna obrigatória a medição individualizada de água nos condomínios. A medida é válida, no entanto, apenas para novos condomínios.

A ideia é que a cobrança em separado tende a estimular a economia de água. Ou seja, distinguir os gastadores dos que poupam água, hoje um bem por demais escassos no mundo.

De acordo com a lei, os condomínios terão um prazo de cinco anos para implantar hidrômetros individuais e se adaptarem às regras.

Primeira cena de sexo gay entre homens em novela bomba na audiência

caiooo

A primeira cena de sexo entre dois homens em uma novela brasileira empolgou o público ligado na frente da televisão. O capítulo desta terça-feira de ‘Liberdade, Liberdade’ garantiu a liderança isolada da emissora carioca no Ibope e foi um dos assuntos mais comentados no Twitter, chegando ao Trending Topics mundial.

A cena delicada, bem dirigida, mostrava a tensão dos dois personagens. Caio Blat (André) e Ricardo Pereira (Tolentino)  transmitiam  a dualidade entre o desejo e medo desse desejo. Eles, finalmente, não resistem um ao outro e se despem. Depois de fazerem amor, terminam deitados nus sobre a cama com as mãos dadas, entregues.

(O Dia)

Governo do Ceará anuncia concurso para 4.200 PMs

O Governo do Ceará baixou edital de concurso público no âmbito da Polícia Militar. São 4.200 vagas, distribuídas em três turmas, que deverão ser convocadas até o ano de 2018. O salário inicial é de R$ 3.134,58.

De acordo com o edital, o candidato deve ter o ensino médio completo e idade inferior a 30 anos no primeiro dia de inscrição do concurso. Pessoas com menos de 18 anos também poderão se inscrever no certame, desde que tenham atingido a maioridade na data da matrícula do Curso de Formação.

Outros requisitos são cumprir os padrões de altura – mínimo de 1,62m para homens e 1,57cm para mulheres, e possuir Carteira Nacional de Habilitação com categoria B.

SERVIÇO

*As inscrições serão realizadas pelo site do Instituto AOCP, instituição organizadora do certame. Também será disponibilizado um posto de inscrição presencial para os candidatos que não têm acesso à Internet.

*O valor da taxa de inscrição é R$ 100,00.

CCJ retoma discussão e votação de parecer sobre recursos de Cunha

“A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados retoma hoje (13) a reunião para discutir e votar o parecer do deputado Ronaldo Fonseca (PROS-DF) sobre recurso do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Cunha pede a anulação da votação do Conselho de Ética que aprovou o pedido de cassação de seu mandato. A reunião está marcada para as 9h30.

A expectativa é que a comissão consiga encerrar a discussão e votar o parecer de Fonseca que deferiu um dos 16 pedidos de Cunha. Segundo o relator, o colegiado não poderia ter feito a votação nominal com manifestação individual de cada parlamentar.

Após a defesa, o parecer de Ronaldo Fonseca será discutido pela comissão. Ao final do debate, o relator terá mais 20 minutos para defender seus parecer e Cunha, o mesmo tempo para reforçar os argumentos da defesa. Só então o texto será submetido à votação, cabendo aos 66 titulares da comissão a decisão de anular ou manter o processo, no qual Cunha é acusado de haver mentido em depoimento na CPI da Petrobras, ao negar que tinha contas no exterior.

Adversários do deputado afastado temem que a reunião seja prejudicada pela disputa para a escolha do novo presidente da Casa, após a renúncia de Cunha. A sessão está marcada para as 16h.

No total, 36 deputados se inscreveram para falar, entre titulares e suplentes. Destes, 32 informaram que vão falar contra o recurso de Cunha. Até o momento já falaram os deputados Chico Alencar (PSOL-RJ), Júlio Delgado (PSB-MG), Ivan Valente (PSOL-SP) e Delegado Edson Moreira (PR-MG).

Alguns deputados defendem que o presidente da comissão, Osmar Serraglio (PMDB-PR), marque reuniões extraordinárias ao longo da semana para encerrar o processo na comissão e deixar a votação em plenário para agosto, após o retorno do recesso parlamentar.”

(Agência Brasil)

Cagece anuncia na sexta-feira plano de racionamento d’água de Fortaleza

168 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=7Ky4WxKJ06c[/youtube]

A Cagece vai anunciar na tarde da próxima sexta-feira, durante coletiva em sua sede, o plano de racionamento d’água da Grande Fortaleza. A informação é do secretário dos Recursos Hídricos do Estado, Francisco Teixeira, adiantando que a meta desse plano é economizar pelo menos 20% de água.

O plano será apresentado ao secretário, à imprensa e aos técnicos da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Cearás (Arce) e da Agência Reguladora de Fortaleza (Agefor).

Segundo o secretário Francisco Teixeira, o quadro hídrico continua crítico. Ele informa que o açude Castanhão, hoje responsável pelo abastecimento da Grande Fortaleza, está com apenas 8% de sua capacidade.

A expectativa da SRH é de que o fortalezense principalmente colabore com o plano de racionamento. Teixeira disse que a Cagece dará todos os detalhes na sexta-feira, mas deixou claro que o racionamento começará em agosto.

Francisco Teixeira deu essa informação antes de seguir para João Pessoa, nesta quarta-feira. Ali, ele participará, ao lado dos secretários de Recursos Hídricos de Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte de um a reunião que discutirá o modelo de gestão do projeto de transposição do rio São Francisco.

O encontro terá a coordenação da Agência Nacional das Águas (ANA) e participação da Codevasf.

Brasil tem 17 mil médicos formados no exterior sem revalidar diploma, diz entidade

O Brasil tem aproximadamente 17 mil médicos brasileiros formados no exterior que não podem exercer a medicina por não terem os diplomas reconhecidos, de acordo com estimativa da Sociedade Brasileira de Direito Médico e Bioética (Anadem). O número foi divulgado nesta terça-feira (12) em audiência pública sobre a atual demanda por Revalidação de Diplomas de Medicina obtidos no exterior na Comissão de Educação na Câmara dos Deputados.

“Temos entre 15 mil e 20 mil desempregados ou trabalhando de enfermeiros, de auxiliares. São bacharéis em medicina, não são médicos”, diz o presidente da Anadem, Raul Canal. Canal criticou a dificuldade do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos expedido por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida), uma das principais formas de revalidação do diploma no país. Além do Revalida, há outros processos em instituições federais de ensino superior. Segundo ele, no entanto, houve melhora nesse quesito.

“A prova era para especialistas, não era para egressos do curso, se pegasse um ginecologista de 20 anos de experiência e aplicasse questões de cardiologia do Revalida, ele ia errar tudo. Essas questões eles aplicavam para médicos recém-formados. Hoje mudou”, diz.

Aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Revalida tem, desde a criação, baixas taxas de aprovação. Em 2011, 12,13% dos participantes foram aprovados. Em 2012, a porcentagem caiu para 9,85% e, 2013, para 6,83%. Em 2014, os aprovados aumentaram para 32,62%.

No ano passado, o exame atingiu a maior taxa de aprovação, 42,15%, de acordo com dados do Ministério da Educação (MEC). Na divulgação dos resultados, o reitor da Universidade Federal do Ceará, Henry Campos, representante da subcomissão do Revalida, disse que não houve mudanças no exame. Os estudantes que estariam melhor preparados.

(Agência Brasil)

Mauro Benevides destaca homenageado do Troféu Clóvis Rolim

Mauro-Benevides

João Carlos Paes Mendonça, controlador do Grupo JCPM, dono do Shopping RioMar, receberá quinta-feira, às 20 horas, no Theatro José de Alencar, o Troféu Clóvis Rolim.

O empresário pernambucano foi, inclusive, destaque num pronunciamento que o deputado federal Mauro Benevides (PMDB) fez na Câmara.

O parlamentar destacou o espírito arrojado de João Carlos e a feliz decisão da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará de prestar-lhe essa homenagem.

 

Ministros de Temer serão testemunhas de esposa de Cunha

(FILES) Claudia Cruz, wife of suspended president of the Lower House Eduardo Cunha, during a ceremony at the National Congress in Brasilia on November 5, 2015.  According to Brazilian press, Federal Judge Sergio Moro accepted a complaint against journalist Claudia Cruz, in a case arising from the Operation Car Wash. - XGTY  / AFP / EVARISTO SA / XGTY

A mulher do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Cláudia Cruz, chamou parlamentares e dois ministros do governo interino de Michel Temer para serem testemunhas de defesa dela em processo a que responde perante o juiz Sérgio Moro na primeira instância da Justiça Federal. Advogados de Cláudia Cruz protocolaram defesa prévia no processo e pediram para que Moro rejeite a continuidade da ação.

Caso não seja esse o entendimento do juiz, a defesa quer que Cruz seja absolvida sumariamente. Em último caso, pede para que sejam ouvidas as testemunhas ao longo da instrução do processo.

Os ministros chamados são deputados federais licenciados para comandarem ministérios de Michel Temer: Maurício Quintella, ministro dos Transportes, e Bruno Araújo, ministro das Cidades.

Além deles, foram chamados seis deputados federais em exercício: Hugo Motta (PMDB-PB), Felipe Maia (DEM-RN), Carlos Marun (PMDB-MS), Jovair Arantes (PTB-GO), Gilberto Nascimento (PSC-SP), e Átila Lins (PSD-AM).

Segundo a defesa de Cláudia Cruz, a convocação dos deputados e ministros visam defendê-la da acusação de lavagem de dinheiro e transferência de recursos de suposta origem criminosa entre um trust de Eduardo Cunha e uma conta de Cláudia Cruz no exterior.

“Testemunhas que atestem a ausência de conhecimento/envolvimento da Defendente com os negócios de seu marido e a inexistência de dolo eventual ou cegueira deliberada em seu comportamento”, justifica a defesa ao listar os convocados.

Em casos de réus que convocam parlamentares e ministros como testemunhas, o juiz Sérgio Moro costuma pedir para que as defesa justifiquem a necessidade das convocações. Caso o juiz aceite os nomes, ele envia ofício a eles questionando qual a melhor data para a colheita dos depoimentos.

Cláudia Cruz ainda pediu para que sejam ouvidas em sua defesa funcionários do Banco Merril Lynch em Genebra, na Suíça, funcionários de um escritório de consultoria no Uruguai, e representantes do trust Netherton, do qual Cunha é beneficiário. O objetivo destas convocações, segundo Cláudia Cruz, é mostrar como funcionava o trust e a conta dela, para provar que não houve lavagem de dinheiro nos recursos recebidos por ela.

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e ex-ministro do governo Collor Francisco Rezek foi chamado junto do professor José Tadeu de Chiara, e do advogado suíço Diddier de Montmollin para esclarecer fatos relacionados à constituição da conta de Cláudia Cruz no exterior e as razões para que ela não tenha sido declarada ao Banco Central.

As demais testemunhas foram chamadas para defender Cláudia Cruz da acusação de lavar dinheiro convertendo dinheiro ilícito em aquisição de bens de luxo. Segundo a defesa, estas testemunhas poderão explicar a razão do uso dos valores gastos em cartões de crédito por conviverem com ela. Dentre os convocados está Laerte Rímoli, que chegou a ser nomeado presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) por Michel Temer, mas teve a nomeação suspensa pelo STF, que reconduziu Ricardo Melo ao cargo.

(Com Agências)