Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Baixa produtividade é entrave para o Brasil competir, diz CNI

Dirigentes da Confederação Nacional da Indústria (CNI) consideram a baixa produtividade um dos principais entraves ao aumento da competitividade da economia brasileira. Os representantes da entidade comentaram os resultados da pesquisa Competitividade Brasil, divulgada nesta quinta-feira (19) e que mostra o país no penúltimo lugar em um ranking de 18 países.

O Brasil superou apenas a Argentina em uma lista de países escolhidos por suas semelhanças com a economia brasileira, seja pelo nível de renda parecido ou por competirem com os mesmos produtos no mercado externo. O país demonstrou o pior desempenho em custo e disponibilidade de capital. No entanto, para a CNI, os problemas para custear e achar mão de obra também merecem destaque. O Brasil ocupou o décimo primeiro lugar na avaliação desse quesito.

O gerente executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, diz que a mão de obra mais cara está ligada também à baixa produtividade, ou seja, reduzida capacidade de produzir com eficiência. “O problema é a baixa produtividade. Nesta edição da pesquisa, a gente ficou no vermelho em crescimento da força de trabalho [conceito associado às pessoas disponíveis com capacidade para serem empregadas] e isso nos fez cair várias posições”, comentou.

Fonseca afirmou que o aumento da produtividade passa pela melhoria da educação. “Em termos de solução, vários fatores dificultam. A educação é um deles. A baixa qualidade da educação dificulta que os trabalhadores consigam absorver novas tecnologias, em um mundo em que a tecnologia muda muito rápido. Ou seja, o aprendizado tem que ser rápido e isso é difícil”, declarou.

Curiosamente, a educação foi o quesito em que o Brasil ficou mais bem posicionado no ranking: ocupou o nono lugar, entre 15 países com informações disponíveis sobre o assunto. O principal motivo foi o subfator gastos com educação, no qual o país figura em quarto lugar.

(Agência Brasil)

Câmara dos Deputados paga adicional de R$ 42,8 milhões a servidores

A Câmara dos Deputados pagou um adicional de R$ 42,8 milhões a 6.549 servidores, entre concursados que estão na ativa, aposentados e não concursados, além e 725 pensionistas, em dezembro. O valor diz respeito à última parcela de um recurso que a Casa deixou de pagar aos funcionários em 2011. Na ocasião, parte dos vencimentos dos servidores aumentava sempre que subia o salário dos deputados. As informações são do jornal O Globo.

A vinculação, que era garantida pela Câmara desde 1992, acabou em junho de 2012, com a aprovação de um projeto de resolução. Os servidores ainda recebiam um percentual do 14º e do 15º salários pagos anualmente naquela época aos parlamentares.

De acordo com a reportagem de Isabel Braga, por problemas orçamentários, a Câmara deixou de pagar aos funcionários, em 2011, o percentual do reajuste de 61,8% dado em dezembro de 2010 aos deputados. Naquele ano, o salário dos deputados saltou de R$ 16,5 mil para R$ 26,7 mil. O sindicato dos servidores do Legislativo (Sindilegis) recorreu à Justiça para ter direito ao reajuste.

A Câmara não informou quanto foi pago aos funcionários de 2012 a dezembro do ano passado. Segundo o Globo, a assessoria da Casa repassou apenas dados relativos à última parcela, no final do ano passado. Foram mais de R$ 18,6 milhões pagos a 2.446 servidores efetivos, R$ 18,8 milhões a 3.097 aposentados, R$ 2,7 milhões a 1.006 não concursados e R$ 2.4 milhões a 725 pensionistas.

O primeiro-secretário da Câmara, Beto Mansur (PRB-SP), disse ao jornal que o pagamento foi feito porque havia orçamento em caixa e pareceres, feitos por funcionários da própria Casa, atestando a dívida.

“Era algo devido pela Câmara e foi pago. Tinha pareceres da assessoria técnica da Câmara e tínhamos orçamento para isso, a gente fez muita contenção de despesas neste período. O positivo foi que acabamos com a vinculação, mas tínhamos que quitar a dívida”, declarou. Além das quatro parcelas, outros dois reajustes foram feitos em seis pagamentos entre 2012 e 2016, informa o jornal.

MIN reconhece situação de emergência em 25 municípios cearenses

secaa

A situação de emergência em 25 municípios do Ceará foi reconhecida pelo Ministério da Integração Nacional, em decorrência do extenso período de seca. Com a medida, as Prefeituras podem solicitar apoio ao Governo Federal para ações de socorro, assistência e restabelecimento de serviços essenciais, como o reforço das operações de abastecimento de água.

O reconhecimento também permite a renegociação de dívidas no setor de agricultura junto ao Banco do Brasil, a aquisição de cestas básicas, a retomada da atividade econômica dos municípios afetados com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), entre outros auxílios. A portaria foi publicada na edição desta quinta-feira (19) do Diário Oficial da União e tem vigência por 180 dias.

As cidades que passam a integrar a lista de reconhecimento federal são:

Abaiara

Antonina do Norte

Aracoiaba

Catarina

Cedro

Choró

Ipaporanga

Itapiúna

Jaguaruana

Meruoca

Milagres

Nova Olinda

Nova Russas

Pacajus,Pindoretama

Pires Ferreira

Quixelô

Quixeré

Reriutaba

Russas

Santana do Acaraú

São Gonçalo do Amarante

Tabuleiro do Norte

Umirim e

Várzea Alegre.

Camilo Santana – Um semipetista pragmático

234 1

Com o título “Camilo, um semipetista pragmático”, eis artigo do jornalista Ítalo Coriolano, editor-adjunto de Conjuntura do O POVO. Ele analisa a ida, em breve, do governador Camilo Santana para o PSB. Confira:

Quando, na semana passada, o senador Tasso Jereissati (PSDB) afirmou que o governador Camilo Santana (PT) tinha um “jeitão de tucano”, ele podia mesmo até estar brincando. Mas, como diz o ditado, “toda brincadeira tem sempre um fundo de verdade”. Camilo nunca foi, de fato, um “petista puro sangue”. Basta resgatar alguns episódios da sua trajetória política para perceber quão frágil é o vínculo com a sigla.

No processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, por exemplo, foram raros os momentos em que o chefe do Palácio da Abolição saiu em defesa da aliada. Quando o fez, foi de forma bem tímida. Nas eleições do ano passado, ignorou a candidatura da correligionária Luizianne Lins à Prefeitura de Fortaleza para apoiar Roberto Cláudio (PDT). Até Nelson Martins – que também pode mudar de legenda – chegar à Casa Civil, o PT não ocupava nenhuma pasta estratégica em seu governo. O líder do Executivo na Assembleia é do PDT, no caso Evandro Leitão.

A campanha de Camilo ao Governo do Estado, em 2014, escondeu a identidade do próprio partido, preponderando o verde , amarelo e laranja já usuais das campanhas vinculadas aos Ferreira Gomes. Fatores que ajudam a explicar a baixa ingerência que possui dentro do PT, não conseguindo sequer impor sua vontade na disputa municipal do ano passado. Dois anos antes não obteve o apoio do ex-presidente Lula diante da disputa com Eunício Oliveira. Fatos sobre os quais Camilo fez questão de expôr seu descontentamento. Ou seja, a migração do Partido dos Trabalhadores era apenas uma questão de tempo. Até surpreende ter demorado tanto.

Na verdade, o atual governador do Ceará é muito mais vinculado ao projeto de seus padrinhos políticos do que qualquer outra coisa. Herdou deles todo o pragmatismo que coloca para escanteio questões ideológicas e supera possíveis constrangimentos. A ponto de ir para uma sigla que hoje integra a base do presidente Michel Temer (PMDB). De olho em 2018, afasta um pouco de si o desgaste petista e, de quebra, tenta viabilizar a segunda metade de seu mandato ao se aproximar do Palácio do Planalto. Um movimento que pode facilitar o trânsito em Brasília e garantir mais recursos para o estado. Concretiza-se, assim, um novo passo na virada que Camilo procura dar em seu governo, logo após as surpreendentes mudanças no secretariado. Resta esperar para ver se realmente darão os efeitos desejados.

*Ítalo Coriolano,

Editor-adjunto de Conjuntura do O POVO.

FPM – Segundo repasse de janeiro sai nesta sexta-feira

ajusttt

Será creditado nesta sexta-feira (20) na conta das prefeituras o segundo repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) deste mês. O montante será de R$ 1,04 bilhão, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, sem o desconto, o FPM é de R$ 1,30 bilhão.

A área de Estudos Técnicos da CNM fez um comparativo com o segundo decêndio de janeiro de 2016 e verificou um crescimento de 10,94% nesse período. O percentual não inclui os efeitos da inflação. Se for considerado nos cálculos, o decêndio apresenta crescimento de apenas 5,7%.

Quando somados, os valores do primeiro e do segundo decêndio do FPM para o mês de janeiro totalizam R$ 4,26 bilhões, frente aos R$ 3,95 bilhões no mesmo período do ano passado. Apesar do ligeiro aumento, a Confederação recomenda aos gestores municipais bastante cautela.

Para o mês de fevereiro, é esperado um aumento de 39% no FPM em relação ao mês anterior. O mês de março, por sua vez, deve registrar um decréscimo de 39%. Portanto, a orientação é que os prefeitos mantenham seus planejamentos financeiros, especialmente nos primeiros meses de mandato.

Lei Geral do Esporte pode incluir games eletrônicos

15109562_1385512768127938_8375649525612136638_n

A Associação Brasileira de Clubes de Esports (ABCDE) já encaminhou ao relator da proposta da Lei Geral do Esporte uma sugestão para que os games eletrônicos sejam contemplados: adição do termo “intelectual” às atividades no projeto.

Por um lado, o advogado André Sica garante que trata-se de uma mera formalidade, uma vez que, em termos organizacionais, “falta muito pouco para o eSports se tornar o segundo esporte do brasileiro”.

Por outro, caso receba uma resposta negativa, o pleito vai subir para o Ministério do Esporte.

(Veja online)

Fortaleza terá protestos contra Donald Trump

clayton-170113

O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, que tomará posse nesta sexta-feira, será alvo de protestos também em Fortaleza. Quem vai puxar a manifestação é a turma do PSTU, informa Francisco Gonzaga.

Nacionalmente, o PSTU promoverá protestos em todos os Estados. Em seu Facebook, a sigla explica: “É necessário organizar protestos em todo o mundo contra o imperialismo estadunidense e para apoiar os trabalhadores, a juventude, a comunidade imigrante, negra e muçulmana para que saiam a lutar não só nos EUA como em todo o mundo.”

O partido ainda define o local da manifestação.

FGV – Preços ao produtor e ao consumidor pressionam a inflação do aluguel

A inflação que serve de parâmetro para o reajuste dos preços dos alugueis, medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), subiu 0,35 ponto percentual na 2ª prévia de janeiro, fechando o período entre os dias 21 de dezembro e 10 de janeiro em 0,76%. Em igual período do mês anterior, a 2ª prévia de dezembro, a alta foi 0,41%.

Os dados foram divulgados hoje (19), pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV). Segundo o Instituto, a alta verificada entre a 2ª prévia de dezembro e a 2ª de janeiro foi fortemente influenciada pelas variações dos preços no atacado e no varejo, uma vez que os preços da construção civil fecharam em queda entre os dois períodos.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) apresentou variação de 0,91%, no segundo decêndio de janeiro, resultado que chega a  0,38 ponto percentual superior aos 0,53% da 2ª prévia de dezembro. Segundo a FGV, a maior pressão foi exercida pela variação dos bens finais, que passou de uma inflação negativa de 0,28% para uma alta de 0,56%. A maior contribuição para este movimento teve origem no subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de -5,49% para -0,94%.

A taxa de variação do grupo bens intermediários também exerceu pressão sobre a 2ª prévia do IGP-M, ao passar de 0,17%, em dezembro, para 0,81%, em janeiro. O destaque neste caso coube ao subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, cuja taxa passou de -1,97% para 4,77%.

(Agência Brasil)

Cartunista Guabiras vence Prêmio Angelo Agostini

FORTALEZA,CE,BRASIL, 18-01-2017: Guabiras. Prêmio de Melhor Cartunista de 2016.  (Mariana Parente/ Especial para O POVO)

Parabéns deste Blog ao cartunista Guabiras. O cabra ganhou o Prêmio Angelo Agostini, ma das mais tradicionais honrarias brasileiras de histórias em quadrinhos, que chega a sua 33ª edição.

Guabiras venceu na categoria ”Melhor Cartunista de 2016. O anúncio foi feito nessa quarta-feira, 18, pela Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo (AQC), organizadora da premiação.

(Foto – Mariana Parente)

Casa do BBB 17 terá fachada de vila

foto_bbb_17_paulo_belote

Sem Pedro Bial e com Tiago Leifert, a produção do Big Brother Brasil buscou várias maneiras de reinventar a cara do programa, informa a coluna de Lauro Jardim, no O Globo Online.

A casa que confina os participantes terá um visual diferente nesta edição — a fachada foi arquitetada para parecer uma vila.

Mas é só aparência: ainda é uma só residência para todos os brothers.

Denúncia contra Collor aguarda sobre a mesa de Teori Zavascki há um ano e meio

fernando-collor-e1438873130397

A denúncia contra Fernando Collor deve estar acumulando mofo no escaninho de Teori Zavascki. A PGR formalizou as primeiras acusações ao histórico senador em 21 de agosto de 2015. Passado 1 ano e 5 meses, Teori ainda não analisou a peça em que os procuradores apontam R$ 30,9 milhões em propina para a figura.

Em março do ano passado, o processo foi aditado com informações das supostas maracutaias praticadas pela mulher de Collor, Caroline. Coisa de viagem ao exterior paga com dinheiro de bandalhas. Por conta da inclusão, os prazos para manifestações foram reabertos.

E o baile segue com Collor podendo gritar por aí que não é réu na Lava Jato.

(Veja Online)

Renan investe numa faxina contra a sujeira no Senado

alx_brasil-politica-presidente-senado-federal-renan-calheiros-20160620-01_original-11

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), sabe melhor do que ninguém o volume de sujeira existente na Casa pretende gastar R$ 58,6 mil para fazer uma faxina. Pena que não alcançará os gabinetes.

O Senado abriu uma licitação e vai comprar produtos de limpeza para higienização das louças da Casa. Só em detergente serão R$ 22,8 mil, com a aquisição de 12 mil garrafas de 500 ml.

Outros R$ 11,7 mil bancarão a compra 7 mil barras de sabão de coco. Na lista há ainda flanelas, esponjas, limpador multi-uso, álcool etílico e 4 mil esponjas dupla face.

(Coluna Radar, da Veja Online)

STJ volta a discutir no dia 7 de fevereiro se júri popular poderá absolver por clemência

A-Justica-e-Cega-e-a-Matematica-e-Surda

Já foi definida a data em que o Superior Tribunal de Justiça vai retomar o julgamento do feito em que é discutido se há a possibilidade de o júri popular absolver um réu por clemência. Segundo o andamento processual do Habeas Corpus 350.895, o caso está pautado para a sessão da 6ª Turma no dia 7 de fevereiro, na segunda semana de trabalhos colegiados do tribunal neste ano.

A tese em debate é se o parágrafo 2º do artigo 483 do Código de Processo Penal autoriza o tribunal do júri, mesmo considerando haver provas suficientes para condenar o réu, a absolvê-lo por clemência. O dispositivo diz que, quando os jurados entendem que o réu é culpado, devem responder à seguinte pergunta: “O jurado absolve o réu?”.

O HC, que tem relatoria da ministra Maria Thereza, chegou ao tribunal e começou a tramitação na 6ª Turma. Posteriormente, foi afetado para a 3ª Seção, após os ministros da turma concordarem com uma questão de ordem levantada pelo ministro Néfi Cordeiro por causa do placar apertado e da quantidade de argumentos diferentes para uma questão tão complexa. Finalmente, a desafetação e volta ao local de origem no tribunal foi deliberada porque a seção, por unanimidade, acolheu a questão de ordem apresentada pelo ministro Felix Fischer.

O decano ponderou que, no caso concreto, a apelação do Ministério Público na origem limitou a matéria recorrida com base na alínea “d” do artigo 593 do Código de Processo Penal (decisão manifestamente contrária à prova dos autos) e o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro mandou fazer um novo júri com base em nulidade processual, pois o júri não poderia ter votado o quesito da clemência após ter reconhecido a materialidade e autoria do delito (contradição nas respostas dos quesitos). O julgamento na origem, segundo questão de ordem de Fischer, teria sido extra petita. Ou seja, a sentença judicial foi além do pedido inicial.

No julgamento no TJ-RJ, o júri reconheceu dois dos três quesitos analisados (materialidade e a autoria), mas absolveu os réus por clemência. Eles foram acusados de tentativa de homicídio por organizarem uma emboscada e atirar na vítima. A decisão foi então questionada pelo MP estadual, que conseguiu a anulação da deliberação junto à 3ª Câmara Criminal. Para o TJ-RJ, apesar de o júri não precisar mostrar razões do seu convencimento, isso não os isenta de decidir sobre o caso de maneira coerente. Em recurso ao STJ, a Defensoria Pública do Rio defende que a soberania do júri é absoluta.

Até hoje, no STJ, quatro ministros já votaram no feito. A relatora afirma que os jurados devem seguir o artigo 386 do CPP, que diz quais são as possibilidades de absolvição, e entre estas não está o perdão ou clemência. Néfi acompanhou a relatora. “Não se pode entender que, no nosso sistema, os jurados possam absolver por razões não expressas em lei”, disse o ministro.

O ministro Sebastião Reis foi o primeiro a divergir. Segundo ele, ao fazer a pergunta aos jurados, o CPP permitiu ao júri considerar parâmetros abertos, não previstos em lei. O ministro Rogério Schietti o acompanhou, afirmando que a “resposta afirmativa à pergunta do parágrafo 2º” implica em considerar as teses da defesa independentemente da existência de provas de autoria e materialidade. “Portanto, se a resposta for ‘sim’”, continuou Schietti, “o jurado não só não precisa, como, em verdade, não pode explicar o motivo pelo qual votou”. Caberá ao ministro Antônio Saldanha desempatar o debate.

(Consultor Jurídico)

MP do Peru ordena congelamento das contas da Camargo Corrêa no País

O Ministério Público do Peru ordenou o congelamento das contas da empreiteira brasileira Camargo Corrêa no país. A construtora é suspeita de participação no pagamento de suborno em esquemas para fraudar licitações da área de infraestrutura.

A decisão, divulgada na noite de ontem (17) pelo MP peruano por meio do Twitter, foi tomada em conjunto com a Unidade de Inteligência Financeira, órgão peruano de fiscalização bancária.

A medida abrange também as companhias ligadas ao empresário Gonzalo Monteverde, apontado pelos promotores peruanos como operador de esquemas irregulares da Odebrecht no Peru.

No início de janeiro, a Odebrecht fechou um acordo de colaboração com os promotores peruanos, no qual concordou em devolver R$ 30 milhões aos cofres públicos do país, relativos a ganhos ilícitos.

(Agência Brasil)

Governo vai liberar R$ 8,2 bilhões para pequenos empresários

O governo federal vai disponibilizar R$ 8,2 bilhões em crédito para pequenos empresários nos próximos dois anos. Os recursos liberados são do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O objetivo é reduzir a inadimplência das empresas de menor porte e estimular a geração de empregos.

As medidas foram anunciadas hoje (18) pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), durante o lançamento do programa Empreender Mais Simples: menos burocracia, mais crédito. Por meio de convênio firmado com o Banco do Brasil e a Receita Federal, o Sebrae investirá R$ 200 milhões em sistemas para simplificar o processo de gestão do pequeno empreendedor.

Serão desenvolvidos dez sistemas que pretendem reduzir o tempo, a burocracia e a complexidade no cumprimento das obrigações previdenciárias, tributárias, trabalhistas e de formalização. O projeto prevê a abertura de novas linhas de financiamento para as microempresas. O acesso ao crédito ocorrerá sob acompanhamento e consultoria do Sebrae.

As mudanças começarão a ser implementadas a partir de fevereiro de 2017 e devem ser concluídas em 2018. Cerca de 150 mil empresas devem ser beneficiadas com as medidas.

Retomada do crescimento

O presidente Michel Temer participou do lançamento, acompanhado de representantes dos ministérios da Fazenda, do Turismo, da Casa Civil e da Secretaria de Governo. A equipe do governo reiterou que o projeto do Sebrae junto com outras medidas já adotadas pelo governo estão seguindo o objetivo de controlar os gastos e retomar o crescimento econômico brasileiro.

Em pronunciamento, Temer resumiu as ações econômicas de sua gestão. Ele adiantou que geração de novos empregos só deve ocorrer a partir do segundo semestre do ano que vem. Para este ano, a expectativa é de retomada da capacidade ociosa.

“A microeconomia produz resultados imediatos e é isso que nós queremos o ano que vem. Nós sabemos que muitas empresas foram obrigadas a demitir, daí o número quase assustador de desempregados, mas muitos conservaram os empregados, portanto, uma capacidade ociosa ainda muito evidente. [….] O primeiro passo do crescimento é utilizar a capacidade ociosa. Nós muito possivelmente vamos começar a reduzir o desemprego no segundo semestre do ano que vem, porque nesse primeiro semestre a capacidade ociosa será utilizada, o que já significa um início ou retorno do crescimento do país”, disse.

(Agência Brasil)

Fortaleza ganhará mais um partido: O NOVO

350 1

novo

Vem ai mais uma agremiação política. Confira:

O Partido NOVO vai realizar, até o fim de fevereiro, mais de 40 eventos para debater caminhos, ideias e estimular a população para participar da vida política de forma ativa. O objetivo é aumentar o engajamento, divulgar o processo seletivo de cidadãos que desejam disputar as eleições de 2018 e fortalecer o movimento pela renovação da política nacional.

De acordo com a direção partidária, serão realizados eventos em mais de 40 municípios de 16 estados e no Distrito Federal. Nos eventos, serão apresentados os valores e princípios do partido, os resultados alcançados em 2016 e a proposta para o Brasil, com objetivo de estimular mais pessoas a se candidatarem nas próximas eleições e a realizarem as mudanças que o país tanto precisa.

“Queremos encontrar cidadãos, comprometidos com nossos valores, que nunca pensaram em disputar uma vaga no Legislativo, mas que têm capacidade, conhecimento e, mais do que tudo, vontade de mudar a política brasileira.”, afirmou o presidente nacional do NOVO, João Amoedo.

Filiações

O NOVO inicia o processo seletivo em março, com inscrições pela internet.

Eleições

Na última eleição municipal, o NOVO disputou vagas de vereadores em cinco capitais, além de ter concorrido à Prefeitura do Rio. Quase a totalidade dos candidatos era de pessoas neófitas na vida pública. Mesmo assim, o partido elegeu vereadores em São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e Rio de Janeiro, sendo o sexto partido com mais votos na legenda em três destas capitais e sétimo nas duas outras, votações estas mais expressivas do que de vários partidos tradicionais.

Para 2018, o NOVO diz que espera conseguir um feito ainda maior: renovar o Congresso Nacional.

Ato em Fortaleza

*Dia 21 próximo – sábado

*Lago Jacarey – Rotatória em frente à Gelateria Trevo e próximo à banca de jornais – Avenida Viena Weyne c/ Av. Pedro Lazar, Cidade dos Funcionários.

Presidente da Unimed Fortaleza abre escritório para receber e ouvir a clientela

423 1

foto-joao-borges-pediatra

Pela primeira vez desde o início da sua gestão à frente da Unimed Fortaleza, o médico João Borges abriu as portas da Unimed Fortaleza. Foi nessa terça-feira, 17, para ouvir e trocar experiências com os clientes da cooperativa. A ação, segundo o dirigente desse plano de saúde, faz parte do programa Amigos da Marca, que tem o objetivo de criar uma relação próxima e de transparência entre clientes e a operadora de saúde.

Em sua primeira edição, o evento contou com a presença de 20 participantes que foram selecionados através dos canais de comunicação que a Unimed Fortaleza possui com o público externo, como as redes sociais, ouvidoria e lista de sugestões das suas unidades próprias.

O presidente da Unimed Fortaleza, João Borges, ressaltou o compromisso da cooperativa em atender bem, promovendo inovações que elevem o nível de excelência dos serviços. “Nesses três anos de gestão, essa foi uma das principais ações no sentido de chegar mais perto do usuário e saber realmente o que nós estamos fazendo certo e o que podemos melhorar, e claro, aprender com eles como a gente pode atender ainda melhor”.

VAMOS NÓS – Que tal iniciativa gere resultados em favor da clientela e não se restrinja a uma estratégia de marketing, torcemos.

 

UFC ofertará 6.288 vagas no Sisu

UFC(1)
O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta quarta-feira (17), o cronograma do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2017. As inscrições estarão abertas de 24 a 27 de janeiro. Nesta edição, a Universidade Federal do Ceará ofertará 6.288 vagas em 110 cursos de graduação presencial, nos campi de Fortaleza, Sobral, Quixadá, Russas e Crateús. As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2016 também foram divulgadas e já podem ser acessadas.
A inscrição deverá ser feita no site do Sisu/MEC: www.sisu.mec.gov.br. Estarão aptos a concorrer estudantes que tenham participado do ENEM 2016, com ensino médio completo e que não tenham tirado zero na Redação. Cada candidato poderá fazer até duas opções de curso.
O edital, com mais detalhes sobre o Sisu 2017, deverá ser publicado pelo MEC nesta quinta-feira (19), quando também será aberta a consulta às bases de dados das instituições, com os cursos e vagas disponíveis.
UFC E SISU – O Sisu é o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a estudantes com base nas notas obtidas no ENEM.
A UFC aderiu ao Sisu em 2010, com ingresso em 2011, já com 100% das vagas da graduação presencial. Desde 2012, a UFC se destaca entre as instituições mais procuradas do País no Sistema. Na edição anterior, a Universidade recebeu mais de 160 mil inscrições, de acordo com o balanço final do Sisu 2016 elaborado pelo MEC.
Confira suas notas no Enem 2016: https://goo.gl/7F3ndd
Veja o site do MEC sobre o Sisu: www.sisu.mec.gov.br
Acompanhe o site do Sisu na UFC: www.sisu.ufc.br
(Site da UFC)

BNB tem novo diretor de Ativos e Terceiros

277 1

bnbb

O Banco do Nordeste tem novo diretor de Ativos de Terceiros: José Max Araújo Bezerra. O gestor é funcionário de carreira da instituição e ocupava o cargo de superintendente de Gestão de Ativos de Terceiros.

Max Bezerra é economista, executivo de Finanças e mestre em Economia. Possui as principais certificações profissionais exigidas pelo órgão regulador dos mercados financeiro e de capitais – Comissão de Valores Mobiliários (CVM) – e órgãos autorreguladores – Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) e Associação dos Analistas e Profissionais de Investimentos do Mercado de Capitais do Nordeste (Apimec).

Egresso das Forças Armadas, onde serviu como oficial do Exército por cinco anos, Max Bezerra iniciou sua carreira profissional no BNB em 1989 e passou por diversos cargos na instituição, como consultor do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene) e gestor da área de Políticas de Desenvolvimento.

Também acumulou experiência no Governo Federal, em Brasília (DF), representando o Banco do Nordeste em diversos ministérios no período de 1996 a 2002. Max Bezerra coordenou, de 1999 a 2002, como secretário executivo do Conselho Curador do Banco da Terra, no Ministério do Desenvolvimento Agrário, importante programa de crédito fundiário com atuação em todas as regiões do país.

Dentre suas novas atribuições na Diretoria de Ativos de Terceiros do Banco do Nordeste, destaca-se a gestão de investimentos financeiros com patrimônio de R$ 5,5 bilhões, de mais de 60 mil cotistas.

(Site do BNB)