Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Advogado de Palocci diz que prisão de Palocci foi no “estilo ditadura militar”

palocci

“O ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci, preso temporariamente hoje (26) na 35ª fase na Operação Lava Jato, chegou às 9 horas à Superintendência da Polícia Federal, na capital paulista. Ele foi preso em casa, na região dos Jardins, zona oeste da capital. Buscas também foram cumpridas em seu escritório.

Ex-assessores de Palocci foram presos temporariamente na operação. Branislav Kontic foi levado para a superintendência na capital e Juscelino Dourado, preso em Campinas, está a caminho de São Paulo.

Os três seguem, ao meio-dia, em comboio para o aeroporto de Congonhas, de onde partem para Curitiba. Além das prisões, a polícia cumpre mandados de condução coercitiva para cinco pessoas, cujos nomes não foram divulgados. Duas delas já estão na superintendência e duas não terão a condução cumprida, uma por motivo de viagem e outra por doença.

O advogado de Palocci, José Roberto Batochio, criticou a prisão de seu cliente, dizendo que tudo ocorreu de maneira secreta, ao estilo ditadura militar. “Estamos voltando aos tempos do autoritarismo, da arbitrariedade. Não há necessidade de prender uma pessoa que tem domicílio certo, que foi duas vezes ministro, que pode dar todas as informações quando for intimado. É por causa do espetáculo?”, disse.

Batochio disse ainda que causou indignação o nome dado à operação, Omertá, que significa lei do silêncio no código de honra usado pela máfia italiana. “Só porque ele tem um nome descendente de italiano, como eu tenho também, além de ser absolutamente preconceituoso com os descendentes de italianos. Essa designação é perigosa”, disse.

A suspeita da operação é de que Palocci teria ligação com o comando da empreiteira Odebrecht, uma das principais do país. A operação investiga se o ex-ministro e outros envolvidos receberam dinheiro para beneficiar a empreiteira em contratos com o governo.

Segundo a PF, as negociações envolviam a Medida Provisória 460, de 2009, que tratava de crédito-prêmio do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), além do aumento da linha de crédito da Odebrecht no Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para um país africano, e a interferência em licitação da Petrobras para a aquisição de 21 navios-sonda destinados à exploração da camada pré-sal.

O advogado negou as acusações. “Isso é uma coisa absolutamente vaga, vazia. Para quem quer pretexto, isso é pretexto, mas o fato é que o ministro da Fazenda tem que ter uma interlocução com o setor empresarial, com a cadeia produtiva do Brasil, para que se estabeleçam as políticas públicas. Se um ministro conversa com alguém da iniciativa privada, já é suspeito de praticar crime?”, perguntou Batochio.”

(Agência Brasil)

Operação Lava Jato – Palocci é preso

205 3

2012 palocci

O ex-ministro Antonio Palocci (PT) foi preso nesta segunda-feira (26) durante a 35ª fase da Operação Lava Jato, batizada de “Omertà”. Palocci é alvo porque, segundo as investigações, pediu ao doleiro Alberto Youssef R$ 2 milhões da cota de propinas do PP  para a campanha presidencial da presidente Dilma Rousseff em 2010. A denúncia foi feita pelo delator Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras.

Palocci foi ministro da Fazenda do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da Casa Civil do governo Dilma.

Há indícios de que Palocci teria atuado como intermediário entre grupo político ligado à empreiteira Odebrecht, de acordo com a PF. O ex-ministro teria propiciado vantagens econômicas ao grupo empresarial nas mais diversas áreas de contratação com o poder público, “tendo sido ele próprio e personagens de seu grupo político beneficiados com vultosos valores ilícitos”, segundo a PF.

Dentre as negociações identificadas, diz a PF, “foi possível delinear as tratativas entre o Grupo Odebrecht e o ex-ministro para a tentativa de aprovação do projeto de lei de conversão da MP 460/2009 (que resultaria em imensos benefícios fiscais), aumento da linha de crédito junto ao BNDES para país africano –com a qual a empresa tinha relações comerciais–, além de interferência no procedimento licitatório da Petrobras para aquisição de 21 navios sonda para exploração da camada pré-sal”.

(Com Uol)

Propaganda eleitoral gratuita vai até quinta-feira

Termina na próxima quinta-feira (29) a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. Também é o último dia para reuniões públicas, comício e a utilização de aparelhagens de sonorização fixa, entre as 8 horas até a meia-noite, com exceção do comício de encerramento da campanha, que poderá ser prorrogado por mais duas horas.

Termina, ainda, o prazo para a realização de debate no rádio e na televisão.

A partir da próxima quinta-feira, o juiz poderá expedir salvo conduto em favor de eleitor que sofrer violência moral ou física na sua liberdade de votar.

(TSE)

Cunha vai dizer em livro que impeachment foi golpe

161 1

cunhado

O deputado recentemente cassado Eduardo Cunha dirá, na publicação de dois livros, que o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff foi exatamente o que aconteceu com Fernando Collor, em 1992, um “golpe parlamentar”, mas com o apoio do PT. Segundo o que foi publicado na Coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, os interlocutores de Cunha relatam que o ex-deputado está dividindo o jogo, na narrativa dos livros, entre “eu” e “eles”.

Ainda de acordo com a coluna, o segundo livro deve ser lançado no início de 2017 e já tem até nome, “Delação não premiada”. Nesse, promete contar tudo sobre os seus desafetos e proteger sua turma.

Cunha recebeu “nãos” de várias editoras com quem quis negociar. Com três, contudo, foram iniciadas conversas — Planeta, Geração e Matrix. Contudo, o deputado cassado, que nunca pôde ser acusado de pensar pequeno, pede um adiantamento de estratosféricos R$ 1 milhão de reais e mais 20% sobre cada livro vendido.

Segundo apurou Lauro Jardim, tal adiantamento está completamente fora da realidade do mercado editorial brasileiro. Mais: o percentual sobre o preço de capa varia entre 10% e 15%. E como o colunista lembrou, o que Cunha pede neste quesito nem J. K. Rowling, autora de Harry Potter, recebe.

STF vai julgar terça-feira denúncia contra senadora Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo

Gleisi-Hoffman-ministra_beto-barata-ae_02062011-600

“Após vários adiamentos, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para a próxima terça-feira (27) o julgamento da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e seu marido, o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo.

Em maio, Gleisi e Paulo Bernardo foram denunciados ao Supremo sob a acusação de terem recebido R$ 1 milhão para campanha da senadora em 2010. De acordo com depoimentos de delatores na Operação Lava Jato, o valor é oriundo de recursos desviados de contratos da Petrobras. Ambos foram citados nas delações do doleiro Alberto Youssef.

Em documento encaminhado ao Supremo, a defesa do casal diz que as acusações são “meras conjecturas feitas às pressas” em função de acordos de delação premiada. “A requerida [senadora] jamais praticou qualquer ato que pudesse ser caracterizado como ato ilícito, especialmente no bojo do pleito eleitoral ao Senado Federal no ano de 2010, na medida em que todas as suas contas de campanha foram declaradas e integralmente aprovadas pela Justiça Eleitoral.”

(Agência Brasil)

“É o Tchan” fará apresentação neste sábado em Fortaleza

tchann

Neste sábado (24), o grupo “É o Tchan” fará apresentação, a partir das 22 horas, na Boate Donna Santa. Na ocasião, Beto Jamaica e Compadre Washington receberão a cantora Alinne Rosa, que fará uma participação especial na festa, que ainda contará com show do cantor Wylley Gomes.

Com o repertório recheado de sucessos, a turma do “É o Tchan” promete botar os cearenses para cantar e dançar em uma noite de muito axé.

SERVIÇO

*Boate Donna Santa – Praia de Iracema – Fortaleza.

*Ingressos – Pista: R$ 30 / Front: R$ 40 / Camarote Open bar: R$ 80

*Pontos de vendas: Lojas Bunnys shopping Parangaba , Lojas Bunnys North shopping Joquey e Lojas Bunnys North Shopping Bezerra ou http://www.guicheweb.com.br/evento/4634

*Mais informações: (85) 3219 – 1164 / (85) 98865 – 6481 / (85) 99681 – 3330

Gilmar Mendes vê juiz Sergio Moro com decisões contraditórias

“A prisão do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega e sua soltura poucas horas depois, tornaram a situação “confusa”. Afinal, se havia motivos para prender, como eles teriam sido extintos cinco horas depois, para a que a soltura fosse determinada? A análise é do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal.

Em evento promovido pela Associação dos Advogados de São Paulo, nesta sexta-feira (23/9), o ministro diz que há contradição entre as decisões tomadas pelo juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba. Nessa quinta-feira (22/9), Guido Mantega foi preso no Hospital Albert Einstein, na zona Sul de São Paulo, pela Polícia Federal, por ordem de Moro. Horas depois, foi solto, pelo mesmo juiz.

Mantega é acusado de pedir a ajuda de empresários que conseguiram contratos com a Petrobras para pagar dívidas de campanha para o Partido dos Trabalhadores. O ex-ministro estava no hospital acompanhando sua mulher, que trata de um câncer há dois anos.

Advogados criticaram a atitude de Moro, afirmando que a mudança de sentido na ação do julgador pode ter ocorrido para agradar a opinião pública.

Para Gilmar Mendes, o fato de Mantega estar no hospital acompanhando sua mulher não justificaria a anulação da prisão. “Todos os dias pais são presos, deixam seus filhos e suas famílias, e mesmo assim são presos, se o pedido estiver de acordo com a lei”, afirmou. Dando a entender que o pedido, se foi revogado tão rápido, não estaria de acordo com a lei.”

(Site do Consultor Jurídico)

Secretário do Minfaz diz que no Brasil as pessoas se aposentam cedo demais

“Em nenhum outro lugar do mundo as pessoas se aposentam tão jovens como no Brasil, afirmou hoje (23) o secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Mansueto de Almeida, em evento na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, na zona sul da cidade. Ele defendeu uma reforma uniformizada que aumente a idade para a aposentadoria e que acabe com os regimes especiais para todas as categorias, incluindo militares e parlamentares.

“Em nenhum outro lugar do mundo as pessoas se aposentam muito jovens como no Brasil, onde algumas pessoas, muito novas, se aposentam com regimes especiais. Temos de mostrar que isso não é sustentável ao longo do tempo”, declarou. “Não podemos ter medo de debate. Vamos colocar uma proposta no papel e discutir com a sociedade. Em todos os países, a Previdência é o mais uniforme possível. Como temos vários regimes especiais, precisamos de mecanismos de transição bem elaborados”, argumentou.

Texto e Congresso Nacional

O texto da reforma da Previdência – proposta pelo governo Temer – ainda precisa da aprovação do Congresso Nacional. “Se explicarmos como funciona a Previdência no Brasil e em outros locais do mundo, você consegue aprovar a reforma. Nos próximos 30 anos, a projeção de pessoas idosas vai triplicar em relação à população, muito parecido ao Japão. Precisamos garantir que todas essas pessoas que vão se aposentar nos próximos 20, 30 anos tenham garantias no futuro”.

Mansueto também comentou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que estabelece novo regime fiscal e limita a variação dos orçamentos da saúde em educação a, no máximo, à inflação. Para ele, separar a discussão do teto de gastos dos estados e da União é uma decisão acertada.

“O relator achou melhor a estratégia de não discutir conjuntamente estados e governo federal, mas ainda não sei se o governo bateu o martelo”, disse ele. “Às vezes, quando essas propostas são separadas, fica até melhor para a sociedade entender quais são os problemas do governo central e quais são os problemas dos estados. Como o gasto com pessoal ativo e inativo é um problema muito maior nos estados do que no governo central”, afirmou.

O representante do Ministério da Fazenda também se mostrou otimista em relação ao crescimento do Produto Interno Bruto do país, que, segundo ele, pode superar as estimativas do governo de 1,6% para 2017. “Não ficaria surpreendido se o crescimento for maior, mas vai depender de uma série de coisas, como recuperação do investimento, exportação, como o mercado de trabalho vai reagir”, disse ele.”

(Agência Brasil)

“Shaolin do Sertão” – Diretor e elenco vão à UFC

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=XOP6BLeKQ60[/embedyt]

Halder Gomes e parte do elenco do filme “Shaolin do Sertão”, nova película deste cineasta cearense, estão na próxima segunda-feira, a partir das 14 horas, no auditório Rachel de Queiroz (CH 2 – Campus Benfica), da Universidade Federal do Ceará.

Atendendo a um convite do professor Tadeu Feitosa, que responde pela disciplina Cultura e Mídia, eles vão falar sobre o filme e a saga de realizar produção cinematográfica no interior do Estado.

Halder Gomes, bom lembrar, é o diretor e responsável pelo premiado “Cine Hollyúde”, que conta com o ator Edmilson Filho, também protagonista de “Shaolin do Sertão”.

DETALHE – “Shaolin do Sertão” estreia primeiro no Ceará, no dia 13 de outubro. O lançamento no resto do Brasil acontecerá duas semanas depois, no dia 27.

Plano de Saúde – 80% das operadoras foram bem avaliadas

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou hoje (23) que 80,8% das operadoras de planos de saúde foram bem avaliados pelo Programa de Qualificação da Saúde Suplementar, que anualmente avalia o desempenho das operadoras de planos de saúde por meio do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS).

O IDSS, conhecido como a nota das operadoras, funciona como mais uma ferramenta no momento do consumidor contratar um plano de saúde ou trocar de operadora. Segundo a ANS, o índice também é importante para a indução da melhoria de qualidade e de estímulo à concorrência entre os planos.

Ao longo de 2015, o programa avaliou a atuação de 975 operadoras, sendo 695 do segmento médico-hospitalar e 280 exclusivamente odontológicas. Desse total, 25,9% ficaram com nota máxima entre 0,80 e 1; e 54,9% ficaram com nota entre 0,60 e 0,79, num total de cinco faixas que vão de 0 a 1.

Atualmente, o setor de planos de saúde no Brasil possui 48,3 milhões de beneficiários de planos de assistência médica e 22,3 milhões de consumidores de planos exclusivamente odontológicos.

Para definir o IDSS, são analisados 29 indicadores em quatro dimensões: qualidade em atenção à saúde, garantia de acesso, sustentabilidade no mercado e gestão de processos e regulação.

SERVIÇO

*Consulte aqui os resultados de cada operadora.

(Agência Brasil)

Movida promove evento contra o aborto

aborto3

O Movimento Pela Vida e Contra o Aborto (Movida) promoverá nesta sábado, a partir das 9h30min, um debate sobre o tema “Aborto Não – O direito à vida do nascituro”. O evento acontecerá no auditório da Assembleia Legislativa e conta com o apoio do grupo Endireita Fortaleza.

O senador Magno Malta (PR/ES) era um dos convidados, mas cancelou por problemas de saúde. Ele é relator de projeto sobre o nascituro, oriundo da Câmara e que foi iniciativa do ex-deputado federal Luiz Bassuma.

Além do debate, o evento tem o objetivo de divulgar a Marcha Pela Vida e Contra o Aborto que acontecerá em Fortaleza no dia 8 de outubro próximo, a partir das 15 horas, com concentração no Aterro da Praia de Iracema.

Construção Civil – 31,1 mil postos de trabalho a menos em julho

“A construção civil no país cortou 31,1 mil postos de trabalho em julho, o que significa queda de 1,13% no nível de emprego em relação a junho. As maiores quedas ocorreram no Nordeste (-1,55%), seguido pela Região Sudeste (-1,42%). Apenas o Centro-Oeste apresentou alta (0,13%).

Essa foi a 22ª baixa consecutiva no saldo entre contratações e demissões no setor que tem atualmente 2,73 milhões de trabalhadores. No acumulado de janeiro a julho, foram fechadas 170,3 mil vagas. Em 12 meses, o número de empregos suprimidos soma 468,8 mil.

Os dados foram divulgados pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) que faz o levantamento em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), sobre a base de informações do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE).

Em nota, o presidente do SindusCon-SP, José Romeu Ferraz Neto, atribuiu o crescimento do desemprego à recessão econômica. “Embora os empresários do setor estejam menos pessimistas com o futuro desempenho das construtoras, a persistência dos juros altos, o desemprego, o declínio da renda das famílias e as restrições à concessão de financiamentos determinam a atual escassez de novos investimentos no setor”, diz o texto.

Ferraz Netto defendeu a necessidade de adoção de medidas para estimular as atividades no setor, tais como o Programa Minha Casa, Minha Vida, privatizações e retomada de obras de infraestrutura.”

(Agência Brasil)

Rede Federal de Educação completa 107 anos

O professor Ivan Oliveira, do IFCE, manda artigo destacando os 107 anos da Rede Fedel dos Institutos Federais de Educação. Ele faz um breve histórico e destaca avanços na área. Confira:

Em meio a vexatória reforma do ensino brasileiro, a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica completa 107 anos de existência desde seu surgimento em 23 de setembro de 1909, com a implantação da Escola de Aprendizes Artífices em vários estados brasileiros.

A Rede Federal viveu na última década a maior expansão de sua história e está ameaçada pelos rumores políticos dos últimos meses.

Nos seus primeiros cem anos (de 1909 a 2002), foram construídas somente 140 escolas técnicas no país e vivia constantemente mitigada pelo governo federal.

Sofreu seu maior golpe em 1997 com o decreto 2.208/97 da era FHC que promoveu a separação entre o ensino médio e técnico. “A educação profissional de nível técnico terá organização curricular própria e independente do ensino médio, podendo ser oferecida de forma concomitante ou sequencial a este” (KUENZER, 2000, p. 24).

O Decreto 2.208/97 tentava a inserção compulsória no mundo globalizado por meio do investimento na dicotomia entre o ensino médio de educação propedêutica e científica da formação profissional.

Em julho de 2004, com a publicação do Decreto 5.154, de 23/07/04, revogando o Decreto 2.208/97, inicia-se a expansão da Educação Profissional e Tecnológica atendendo às lutas históricas das classes trabalhadoras da educação profissional e começa a criação da ambiência necessária para o surgimento da Rede Federal de Ensino através da Lei 11.892/08, que criou os Institutos Federais de Educação, consolidando a reconquista do espaço necessário e urgente para a qualificação da formação profissional do povo brasileiro.

Entre janeiro de 2003 e março de 2016, o Ministério da Educação concretizou a construção de mais de 500 novas unidades referentes ao plano de expansão da educação profissional, totalizando 644 campi em funcionamento.

São 38 Institutos Federais presentes em todos estados, oferecendo cursos de qualificação, ensino médio integrado, cursos superiores de tecnologia e licenciaturas.

Essa Rede ainda é formada por instituições que não aderiram aos Institutos Federais, mas também oferecem educação profissional em todos os níveis. São dois Cefets, 25 escolas vinculadas a Universidades, o Colégio Pedro II e uma Universidade Tecnológica.

O Colégio Pedro II nos presenteou com a extinção de distinção de uniforme por gênero através de resolução publicada nos últimos dias.

Aqui no Ceará o IFCE comemora esta data com a inauguração do Bloco Didático do Campus de Fortaleza, com cerca de 10 mil m², para reforçar as atividades de ensino, pesquisa e extensão e com a homologação, pelo Conselho Superior (Consup), do resultado final da consulta que reelegeu o reitor Virgílio Augusto Sales Araripe para mais um mandato de 4 anos (fevereiro de 2017 à 2020).

Parabéns aos professores, às professoras, aos técnicos e às técnicas administrativos, e a toda comunidade discente.

O momento exige força, foco e firmeza na defesa desta instituição centenária. O povo conta com nossa luta e resistência aos mandos e desmandos do governo federal!

*Ivan Oliveira,

Professor-doutor do IFCE.

STJ julgará se houve dolo em morte de cinegrafista durante protesto

cinegrafista-band-atingido-bomba1

O processo sobre a morte do cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago de Andrade, ocorrida durante um protesto no Rio de Janeiro em 2014, vai a julgamento pela 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça na sessão de 27 de setembro.

O relator, ministro Jorge Mussi, apresentará seu voto sobre o recurso do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) contra decisão do Tribunal de Justiça daquele estado que não reconheceu o dolo eventual na conduta dos réus e, com isso, afastou a competência do júri popular para o caso.

Santiago de Andrade fazia a cobertura jornalística do protesto quando foi atingido por um rojão disparado por manifestantes. Caio Silva de Souza e Fábio Raposo Barbosa foram denunciados pelo MP-RJ perante o juízo da 3ª Vara Criminal do Rio de Janeiro pela prática dos crimes de homicídio triplamente qualificado e explosão.

Segundo a denúncia, Caio e Fábio, “agindo em comunhão de ações e desígnios, soltaram um rojão, na praça Duque de Caxias, no centro do Rio de Janeiro, no dia 6 de fevereiro de 2014, por volta das 18h, assumindo assim o risco da ocorrência do resultado morte”. O rojão atingiu o cinegrafista e causou fratura no crânio, com hemorragia e laceração encefálica. Ele morreu no dia 10 de fevereiro.

O juiz de primeiro grau pronunciou os acusados para submetê-los ao tribunal do júri pelo crime de homicídio triplamente qualificado, mas afastou a imputação relativa ao delito de explosão. De acordo com o magistrado, embora não tivessem a intenção de matar o cinegrafista, os réus sabiam do dano que sua conduta poderia causar e não se importaram com isso, assumindo o risco de produzi-lo — o que caracteriza o dolo eventual.

(Com Site do STJ)

MP do Ensino Médio será publicada até terça-feira

“A Medida Provisória (MP) anunciada ontem (22) com o objetivo de reestruturar e flexibilizar o ensino médio, de forma a torná-lo mais atrativo, só será publicada na segunda (26) ou terça-feira (27). A informação foi dada à Agência Brasil pela Casa Civil do Palácio do Planalto, que não entrou em detalhes sobre a justificativa do atraso.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), alguns ajustes técnicos ao texto, em especial relativos a prazos a serem cumpridos, vinham sendo feitos até o início da noite de ontem, após o anúncio da MP.

Após repercussões negativas sobre a possibilidade de corte de disciplinas como Sociologia, Filosofia, Educação Física e Artes, o MEC divulgou também uma nota afirmando não haver previsão de corte de nenhuma disciplina.

De acordo com a medida provisória, cerca de 1,2 mil horas, metade do tempo total do ensino médio, serão destinadas ao conteúdo obrigatório definido pela Base Nacional. No restante da formação, os alunos poderão escolher seguir cinco trajetórias: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas – modelo usado também na divisão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – e formação técnica e profissional.

As mudanças pretendem favorecer, também, a aplicação dos conhecimentos em diversas áreas – inclusive no dia a dia dos alunos e na realidade do Brasil e do mundo. Pelo Plano Nacional de Educação (PNE), até 2024, 50% dos matriculados cumprirão jornada escolar em tempo integral de, no mínimo, sete horas por dia, somando 4,2 mil horas em todo o ensino médio.

De acordo com o ministro da Educação, Mendonça Filho, a pasta investirá R$ 1,5 bilhão para ofertar o ensino integral a 500 mil jovens até 2018. O tempo integral passará a ser fomentado a partir do ano que vem. “O tempo integral retira os jovens da vulnerabilidade nas grandes e médias cidades do Brasil e garante uma educação de qualidade”, disse.”

(Agência Brasil)

Agroamigo supera 1 milhão de clientes

“O programa de microfinança rural do Banco do Nordeste, o Agroamigo, alcançou em julho de 2016 a marca de 1.002.860 clientes bancarizados, o que representa 93,1% dos clientes ativos. Somente neste ano, mais de 270 mil clientes que contrataram operações de crédito tiveram acesso à conta-corrente.

Segundo o superintendente de Microfinança e Agricultura Familiar, Stélio Gama Lyra Júnior, os clientes também possuem acesso ao cartão de débito, o que possibilita realizar compras na rede conveniada, bem como saques nos terminais de auto-atendimento do Banco do Nordeste e nos compartilhados com o Banco do Brasil, além da Rede 24 horas.

“Esse resultado demonstra o esforço do programa em ofertar produtos financeiros que atendam as necessidades dos clientes”, explana o superintendente. Atualmente, o Agroamigo tem carteira ativa de quase 1,1 milhão de clientes com saldo de R$ 3,6 bilhões.”

(Site do BNB)

Nem todo mundo saiu feliz dos atos com Lula

157 1

foto-lula-160921-pca-ferreira

O ex-presidente Lula (PT) saiu satisfeito do giro eleitoral que fez pelo Ceará. Mas, quem foi embora macambúzio foi o fotógrafo oficial dele, Stuckert Filho.

No empurra-empurra da multidão da Praça do Ferreira, na noite de quarta-feira, afanaram um dos celulares dele. E o pior: com bom arquivo de fotos sobre Lula.

A Reforma do Ensino Médio via Medida Provisória

Da Coluna Política do O POVO desta sexta-feira, assinada pelo jornalista Érico Firmo, o tópico “A apressada mudança estrutural”. Ele comenta a decisão do governo Temer de mandar MP da reforma do ensino médio para o Congresso. Confira:

Nenhuma mudança proposta até agora pelo governo Michel Temer (PMDB) tem impactos tão profundos e duradouros quanto a reforma do ensino médio. A reforma da previdência ainda está por vir, mas nem ela talvez tenha alcance tão estrutural. A previdência mexe com quem vai se aposentar. A da educação chega muito antes. Afeta quem está em fase inicial de formação. Chega aos fundamentos de uma sociedade.

Agrada-me, em princípio, a ideia de grade curricular menos engessada, adaptável a cada região e moldada ao perfil do estudante. A definição do que é o mínimo de conteúdo a ser ministrado, porém, acho discutível. Mas a pior parte é que transformação tão drástica seja feita sem discussão. A proposta chega pronta, como medida provisória.

Há projeto em tramitação desde 2013 na Câmara dos Deputados. Por que cargas d’água resolveu-se que o assunto não pode esperar? O que justifica o critério de urgência, condição para editar MP? Tipo de mudança profunda e de efeitos duradouros demais para ser feita de afogadilho.

A atual Lei de Diretrizes de Bases da Educação, de 20 anos atrás, foi a última mudança tão profunda no ensino no País. Ela consumiu oito anos de discussões até ser aprovada. O governo que propôs a mudança no ensino médio está no cargo há quatro meses.