Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Eunício Oliveira afirma que aprovar a CPMF não será uma tarefa fácil

eunício

“É mais um imposto contra a população. Não será uma tarefa fácil”. A declaração é do líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, ao falar sobre a nova prioridade da presidente Dilma Rousseff: a recriação da CPMF.

O senador considera a medida uma necessidade, mas observa que o brasileiro não aguenta mais tanto imposto.

Produção e venda de veículos cresceu 1,6% na comparação de janeiro com dezembro

“A produção de veículos automotores caiu 29,3% em janeiro na comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com balanço da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), divulgado hoje (4) na capital paulista. Em janeiro de 2016, foram produzidas 145,1 mil unidades, enquanto no mesmo período de 2015 o total ficou em 205,3 mil. Em relação ao mês de dezembro, quando a produção foi de 142,8 mil unidades, houve elevação de 1,6%.

O licenciamento registrou retração de 38,8%, com a venda de 155,3 mil unidades em janeiro deste ano. Em igual mês do ano passado, foram comercializadas 253,8 mil. Na comparação com o mês de dezembro, quando foram vendidos 227,8 mil veículos, houve queda de 31,8%. “O desempenho foi bastante negativo, mas nada que nos surpreendesse, porque já havíamos alertado que teríamos quedas relativas mais altas do que a previsão de fechamento do ano”, disse o presidente da Anfavea, Luiz Moan.

As exportações aumentaram 37,1% em janeiro de 2016 na comparação com o mesmo mês de 2015. No primeiro mês de 2016, foram vendidas 22,3 mil unidades no mercado externo, ante as 16,3 de janeiro do ano passado. Na comparação com dezembro de 2015, com exportações de 46,2 mil unidades, foi registrada queda de 51,7%.

“Tivemos um crescimento bastante significativo de janeiro para janeiro. Apesar da queda em relação a dezembro, a elevação com relação a janeiro é o que importa. Continuamos priorizando as exportações e trabalhando com o governo na abertura de novos mercados neste primeiro semestre”, destacou o presidente da Anfavea. Além disso, Moan disse que o setor automobilístico brasileiro está negociando com a Argentina, que é seu mais importante cliente. “Ainda este mês conseguiremos fechar uma posição com o setor automobilístico argentino e poderemos monitorar qual o acordo sugerido pelos dois governos”. Os estoques passaram de 271 mil unidades, em dezembro, para 254 mil, em janeiro.”

(Agência Brasil)

Carnaval 2016 – Imperatriz Leopoldinense homenageará Zezé de Camargo e Luciano

zezesdicamago

“O cantor e compositor Zezé de Camargo, quando era adolescente, costumava assistir pela televisão aos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio, mas nunca poderia imaginar que um dia participaria do encantamento que sempre tinha diante da beleza dos desfiles. A realidade mudou e, em 2016, ele e o irmão Luciano são os homenageados da Imperatriz Leopoldinense, com o enredo “É o amor que mexe com a minha cabeça e me deixa assim. Do sonho de um caipira, nascem os filhos do Brasil”.

Quando recebeu a notícia da Imperatriz, Zezé ficou tão surpreso que nem consultou o irmão, que estava viajando. Além de mostrar a trajetória dos filhos de seu Francisco e dona Helena – com os sonhos de sair de Sítio Novo, região rural de Pirenópolis, em Goiás, conquistar um lugar na música brasileira e alcançar a popularidade que a dupla tem hoje –, a escola destaca no enredo a cultura, a religiosidade e a lida na terra do Centro-Oeste.

Para Zezé, é também um orgulho ver o seu estado retratado, especialmente, com a poetisa Cora Coralina, as manifestações populares pelo Divino Espírito Santo e as festas de Pirenópolis.”

(Agência Brasil)

Carnaval 2016 – MS distribuirá 5 milhões de camisinhas e folião cearense está na lista

“Durante os dias de folia do Carnaval, 5 milhões de camisinhas serão distribuídas em festas de rua no Recife (PE), em Olinda (PE), Salvador (BA), no Rio de Janeiro (RJ), em São Paulo (SP) e em Ouro Preto (MG), que recebem milhares de foliões. Os preservativos serão distribuídos em 17 cidades de oito estados e no Distrito Federal, pelo Ministério da Saúde.

Além dos preservativos masculinos e femininos, os foliões vão receber também sachês de gel lubrificante. Em vários locais, o personagem da campanha de carnaval deste ano do ministério, o Homem Camisinha, é quem fará a distribuição. Aeroportos, como os do Rio de Janeiro e de Salvador, e bares também terão dispositivos com preservativos disponíveis.

Com o slogan “Deixe a camisinha entrar na festa”, o diferencial da campanha deste ano é que, a partir da Quarta-feira de Cinzas, serão entregues folhetos nos postos de saúde e afixados outdoors sobre a profilaxia pós-exposição, que evita a proliferação do vírus HIV caso a pessoa, que fez sexo desprotegido por exemplo, tome os medicamentos em até 72 horas após a exposição ao vírus. O objetivo da campanha é reforçar a importância do preservativo para evitar a contaminação, por via sexual, do vírus HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis.

A distribuição de camisinhas ocorrerá nas ruas, em escolas de samba e blocos em Minas Gerais, no Rio Grande do Sul, em São Paulo, no Rio de Janeiro, na Bahia, em Pernambuco, no Pará, no Ceará e no Distrito Federal. Os foliões também pode pegar preservativos nos postos de saúde. De acordo com o Ministério da Saúde, durante todo o ano de 2015, houve a distribuição de 574 milhões de preservativos, superando os 443,8 milhões entregues em 2014.”

(Agência Brasil)

No PT, os vícios tornaram-se metódico meio de se manter no poder e, para alguns, enriquecer

Com o título “Com os pés fincados no atraso”, o jornalista Fábio Campos escreve, em seu espaço no O POVO desta quinta-feira, uma ótima análise sobre crise de credibilidade que predomina hoje na política brasileira. Com direito a farpas no PT. Confira:

Qualquer pesquisa acerca das instituições da democracia chegará à mesma conclusão: o brasileiro não confia no parlamento, não confia no Poder Executivo, na chefe do Poder Executivo, nos partidos e nos políticos em geral. Portanto, há uma crise de confiança. É um dado que promove a seguinte questão: como instituições e pessoas não confiáveis serão capazes de mudar o rumo dos acontecimentos?

A crise de credibilidade não ocorre apenas por imperícia administrativa ou em função do lamaçal ético. É evidente que o modelo político do País entrou em profundo declínio. Novamente, a mesma questão: os alvos da justificada desconfiança são capazes de fazer as mudanças necessárias no sistema? É muito provável que não. É um quadro que fratura o contrato social do País.

É evidente que o papel do PT nesse caldo é relevante. Afinal, o partido chegou ao poder ancorado no ideal da mudança dos costumes políticos. Na oposição, passou anos a fio atacando a cultura política vigente e se colocando como a vestal que faria raiar um novo conjunto de comportamentos. No fim das contas, pelo contrário. Aprofundados, os vícios tornaram-se um metódico meio de se manter no poder e, para alguns, enriquecer.

Como estarão a política e a economia dentro dos próximos 30 dias? A falta de respostas claras é outro componente a colocar mais lenha e combustível na fogueira da crise de credibilidade. Quem acompanhou com atenção a fala da presidente na volta dos trabalhos legislativos ouviu apenas uma certeza objetiva: o Governo vai apresentar a proposta da CPMF.

Vai apresentar, mas não há nada que garanta que a medida será aprovada pelo Congresso. Porém, é possível extrair uma certeza dentro desse processo: o Governo vai jogar suas fichas para conquistar apoios. Que fichas? O de sempre: aquilo que o PT na oposição tratava como fisiologismo, uma das grandes velharias que persistem no País.

A palavra “fisiologismo” é chave para entender como se faz política no Brasil. A definição do termo se relaciona com “clientelismo” e “patrimonialismo”, dois outros termos profundamente estudados pelos cientistas políticos que remetem à formação e à fundação do País.

O que é fisiologismo (por Said Farhat): “A palavra fisiologismo é empregada, em política, em sentido sempre depreciativo. Indica a ação dos políticos, em geral, e dos parlamentares, em particular, condicionada e determinada, principal ou exclusivamente, pelos seus interesses pessoais ou pelos de sua clientela. Não é preciso dizer que, nem sempre ou quase nunca, tais interesses estão amparados pela ética, a lei, a moral ou os costumes”.

Mais: “Fosse possível fazer uma comparação, poderia concluir-se que a palavra ‘fisiologismo’ tem sentido ainda mais pejorativo que ‘clientelismo’, dado o componente de interesses pessoais mais presente no primeiro que no segundo”.

Pois é. A construção da desconfiança vem de longe.

Operação Zelotes – Dilma afirma à Justiça que nada sabe sobre fatos ou pessoas envolvidas

“A presidenta Dilma Rousseff entregou nessa quarta-feira (3) ofício à Seção Judiciária do Distrito Federal onde afirma que não detém qualquer informação ou declaração sobre os fatos narrados ou pessoas citadas no processo decorrente da Operação Zelotes. A operação investiga a manipulação de julgamentos do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), do Ministério da Fazenda, além da suposta compra de medidas provisórias.

“(…) esclareço a Vossa Excelência que não detenho qualquer informação ou declaração a prestar acerca dos fatos narrados na denúncia ofertada nos autos da Ação Penal nº 70091-13.2015.4.01.3400, em curso nesse juízo, ou sobre as pessoas indicadas na referida denúncia”, diz a presidenta, arrolada como testemunha pela defesa do réu Eduardo Gonçalves Valadão. Dilma tinha até esta sexta-feira (5) para se manifestar.

O ofício que traz anexada a resposta da presidenta é assinado pelo subchefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República, Jorge Rodrigo Araújo Messias. O documento diz que o requerimento feito por Valadão não traz “qualquer elemento que justifique a indicação de Sua Excelência como testemunha dos fatos narrados na denúncia”. Acrescenta que não há nos documentos menção de fato, ainda que indiretamente, que poderia ser de conhecimento da presidenta. O ofício reforça que, segundo a denúncia, ex-servidora da Casa Civil teria atuado para impedir o veto de emendas ao texto de uma das medidas provisórias, mas que a presidenta vetou as emendas. O ofício é concluído pedindo o indeferimento de novas solicitações de depoimento da presidenta.

Além da resposta de Dilma, a Justiça Federal recebeu ofícios de outras autoridades que foram indicadas como testemunhas pelas defesas de réus. O senador Walter Pinheiro (PT-BA) enviou documento ontem no qual diz que não detém “qualquer informação ou declaração que possa ser prestada acerca dos fatos relacionados à denominada Operação Zelotes”.

O deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA) também enviou ofício afirmando que não tem informações. “(…) não detenho qualquer declaração a ser prestada a esse d. Juízo acerca do alegado na denúncia formalizada pelo Ministério Público Federal, uma vez que a minha atuação se restringiu exclusivamente à relatoria de matérias nas sessões de discussão e votação no âmbito da Câmara dos Deputados”.

Outro que se manifestou foi o senador Agripino Maia (DEM-RN). Ele disse que não tem qualquer declaração a ser prestada. “(…) desconheço qualquer fato eventualmente ocorrido fora do recinto parlamentar”, afirma no texto.

Os senadores e o deputado foram arrolados como testemunhas de réus de uma ação penal decorrente da Operação Zelotes.”

(Agência Brasil)

Presidente nacional do Partido da Mulher abençoa união do partido no Ceará com o PSD

ddee6032-43ac-484b-ada2-65805c5dc581

Suêd Haidar, presidente nacional do Partido da Mulher Brasileira (PMB), endossou a parceria que seu partido no Ceará fechou com o PSD e que, na Assembleia Legislativa, respaldará o Governo Camio Santana (PT)_.

A união dessas duas legendas fez com que o bloco na Assembleia assumisse a condição de segunda maior representação na Casa.

Em Brasília, os parlamentares do PMB conheceram melhor as diretrizes do PMB, num encontro com Suêd Haidar articulado pelo deputado federal Domingos Neto.

DETALHE – Ficou acertado também que o bloco apoiará a reeleição do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT).

(Foto – Divulgação)

Ministério da Integração Nacional abre guerra contra o Aedes aegypti

“O ministro da Integração Nacional, Gilberto Ochi, determinou o controle da proliferação do mosquito Aedes aegypti em instalações públicas e empreendimentos apoiados financeiramente pelo ministério.

As orientações foram publicadas hoje (4) no Diário Oficial da União, por meio da Portaria n° 7. O documento estabelece a realização de campanhas educativas, a vistoria e eliminação de eventuais criadouros do mosquito Aedes aegypti nas áreas internas e externas e entorno das instalações públicas de funcionamento de órgãos e entidades do ministério, a notificação dos executores de empreendimentos e obras administradas diretamente pela pasta, para adoção de medidas necessárias a evitar acúmulos de água parada e demais condições higiênicas adequadas nas áreas dos respectivos canteiros de obra e frentes de trabalho.

Os procedimentos se aplicam aos dirigentes das secretarias do Ministério da Integração Nacional, da Superintendência de Desenvolvimento do Centro Oeste (Sudeco), da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), inclusive aos escritórios de representação, coordenadorias estaduais e superintendências regionais das entidades.”

(Agência Brasil)

Wesley Safadão compõe música em parceria com seus fãs em ação promovida pela Oi

371f674a-52ca-4d87-9e1c-5cac24208726

O cantor Wesley Safadão aceitou o desafio da Oi de compor uma música junto com seus fãs. Em menos de uma semana da campanha, o cantor arrastou mais de 40 mil menções para o seu Twitter com a hashtag #LivreComSafadao. A faceta, inédita na vida profissional de Wesley, se deve ao apelo que o cantor fez quando divulgou um vídeo, nas suas próprias redes sociais, pedindo a ajuda dos fãs para compor uma nova música.

As participações não pararam por aí. Fãs de carteirinha e curiosos foram responsáveis por 3,5 milhões de visualizações dos vídeos de Wesley e de posts de famosos que aderiram à campanha. Todo o movimento da #LivreComSafadao é motivo de curtição. Os posts do cantor, @digaoi e influenciadores marcaram 1,03 milhões de interações nas redes sociais.

Wesley começa cantando o refrão “Eu tô livrinho na balada e ninguém me segura. Eu disse é zap, zap, zap. As minas pira, pira, pira. Loucura, loucura”, e em seguida convoca seus seguidores para ajudar a concluir a letra através do Twitter. A hashtag #LivreComSafadao movimentou as redes sociais e foi uma das mais usadas em diversas regiões do país, como: Rio de Janeiro, São Paulo, Fortaleza e Recife, no primeiro dia da ação da Oi com o cantor. A segunda fase da campanha com a divulgação da música e de um clipe, segue até depois do carnaval.

A música “Livre na Balada” envolveu milhares de fãs, que contribuíram com estrofes e frases. Famosos como Anitta, Thiaguinho, Lucas Lucco, PretaGil, Valesca Popozuda, Mr. Catra e Péricles também incentivaram o publico a enviar suas sugestões. O resultado da ação promovida pela Oi levou a produção de um novo videoclipe lançado dia 3 de fevereiro nas redes sociais.

DETALHE – A nova canção fará parte do repertório do Safadão neste Carnaval 2016 de Fortaleza, Recife, Caicó (Rio Grande do Norte) e Salvador.

DETALHE 2 – A iniciativa da Oi provoca o consumidor a interagir mais através do Oi Livre, plano pré-pago da Oi, lançado em novembro de 2015.

SERVIÇO

Link do clipe: aqui.

(Foto – Divulgação)

Senado aprovou licença-paternidade com período de 20 dias

paii

O Senado aprovou ontem projeto de lei que prevê aumento da licença-paternidade de 5 para 20 dias para empregados de empresas que aceitem o programa. O texto vai para sanção da presidente Dilma. A alteração está dentro de lei que prevê um marco legal de atenção à primeira infância (crianças de 0 a 6 anos). Se sancionado, o aumento da licença beneficiará funcionários de empresas vinculadas ao programa Empresa Cidadã, criado em 2008 para estimular a licença-maternidade de seis meses.

No caso das que têm regime tributário de lucro real e da administração pública (cerca de 65% dos trabalhadores do país), o custo poderá ser absorvido pela União (o gasto poderia ser abatido do IR de Pessoa Jurídica).

Trabalho da faculdade de economia da USP e da ONG Maria Cecília Souto Vidigal (que atua na área da primeira infância) indica que a extensão da licença deve custar o equivalente a 0,009% da arrecadação federal (dados de 2014), considerando o cenário mais provável de adesão.

O aumento de gasto pode, no entanto, trazer dificuldade adicional para a sanção do Executivo, que busca neste momento reduzir despesas.

Diretor-presidente da ONG Maria Cecília Souto Vidigal, Eduardo Queiroz defende a proposta, por entender que ela beneficia a sociedade.

Pesquisas mostram que maior envolvimento paterno nos primeiros dias de vida ajuda no desenvolvimento cognitivo e emocional da criança, aumenta o período de amamentação e eleva o vínculo do pai com a criança.

(Com Agências)

Uma mistura de Shaolin, Tasso, Ciro e Safadão

92 2

safadao

tasociror

Com o título “As águias, Shaolin, Safadão e o Dragão”, eis artigo do presidente do Instituto Dragão do Mar, Paulo Linhares. Ele aborda episódios da política como o antipetismo e o sucesso de Safadão, por exemplo. Confira:

Como na clássica matéria de Gay Talese “Frank Sinatra está resfriado” – em que o repórter é encarregado de fazer um perfil da voz, mas, ao saber que ele está resfriado e não vai falar, faz inesquecível descrição do cenário que o cercava –, eu deveria falar do Brasil.

Mas o Brasil está resfriado. E o Ceará, mesmo contaminado pela zika e epidemia de violência resultantes da inclusão via consumo de massa, ainda consegue ir às ruas, trabalhar e se divertir.

Nesse sentido, três fatos me chamaram a atenção nos últimos dias. O primeiro: a fragilidade crescente do Lulismo em se defender do massacre dos barões da mídia. É um ataque de classe, eu sei. Mais estético do que qualquer outra coisa, como ilustra a foto de Lula com um isopor na cabeça. O segundo: assusta-me a organização de uma nova direita com arcaísmos e falso moralismo; e, terceiro: assusta-me a dificuldade de compreensão da nossa esquerda de que Lula fez um pacto com as elites empresariais brasileiras e foi engolfado por elas.

Fica evidente, nesse momento, o papel inteligente de dois políticos cearenses. Ciro Gomes, na crise, transforma-se em personagem de grande porte da política nacional pela lucidez como compreendeu o abraço de tamanduá dessa elite. E Tasso Jereissati, membro dela, que não tem participado da sanha antipetista punitiva. Reservou-se papel de homem do diálogo. Saem da crise maiores do que entraram.

Outro aspecto é de como a cultura cearense tem enorme capacidade de conquistar público e de se defender do padrão centralizador e castrador da produção cultural de massa sudestina.

Quatro casos de sucesso ilustram: o forró eletrônico do Safadão; o cinema popular de Cine Holiúdi e Shaolin; o pré-carnaval de Fortaleza; e o sucesso das produções cearenses apresentadas no Dragão, onde artistas locais empolgam um público de mais de um milhão e meio de pessoas, por ano.

E, antes que me torturem por elogiar Safadão como produto cultural, vou logo avisando: ele não é ruim. Ruim seria se existisse somente ele. Ele representa nossa capacidade popular de se defender do consumo de massa imposto e importado. Assim como o Lulismo errou num padrão keinesiano de consumo sem investimento de base nas cidades, o campo cultural do Ceará precisa do sucesso do Dragão e da Escola Porto Iracema das Artes, pois representa formação, criação de alto repertório e inovação.

Paulo Linhares

paulolinhares@dragaodomar.org.br

Doutor em Sociologia da Cultura, professor da Universidade Federal do Ceará e, atualmente, exerce o cargo de presidente do Instituto Dragão do Mar.

Para Miriam Leitão, o Brasil enfrenta uma “crise gêmea”

21400c53-d43a-48d4-8719-981e7a93fbae

A jornalista Miriam Leitão, comentarista de Economia da Globo, participou, nessa quarta-feira, do Fórum Ideias em Debate Edição Especial Cariri, realizado no Hotel Iu-à, em Juazeiro do Norte. O encontro foi promovido pela Federação das Indústrias do Ceará e contou com a presença de uma comitiva de Fortaleza, com 40 empresários liderados pelo presidente da FIEC, Beto Studart.

Analisando a conjuntura, Miriam Leitão disse que o Brasil vive uma “crise gêmea”, de viés político e econômico. “O Brasil é muito imediatista, não faz planejamento, não se prepara”. De acordo com a jornalista, o País precisa olhar quais riscos corre e o que o futuro recomenda.

Sobre o atual governo, Miriam disse que a situação da presidente Dilma Rousseff é difícil e que precisa primeiro sair da crise econômica para conseguir governabilidade. Segundo ela, é difícil governar “num momento em que todos fogem.”

(Foto – Fiec)

Conta de luz virá mais barata 3% em março

“A partir de março, a cor da bandeira será amarela, o que fará a conta de luz ficar 3% mais barata que a atual. A bandeira verde (sem custo) deverá entrar em vigor em maio, quando apenas térmicas mais baratas operarão. Ontem, órgãos responsáveis pelo setor elétrico decidiram desligar, a partir de 1º de março, as usinas que custam mais que R$ 420 por megawatt-hora (MWh).

Para este mês, está valendo a bandeira vermelha patamar 1, chamada também de bandeira rosa, criada na semana passada pela Aneel para baratear as contas em 3%, quando comparado ao que foi cobrado em janeiro.

Eduardo Braga, ministro de Minas e Energia, não descartou a bandeira verde já no mês de abril. Além das bandeiras, o Governo também espera que as tarifas de energia caiam neste ano. As tarifas são os valores pagos regularmente pelos consumidores, enquanto as bandeiras são uma cobrança extra. O impacto exercido sobre as tarifas por essas reduções é de 4%.”

(Da Folhapress)

Funcionários do HUWC e MEAC fazem panelaço em frente a Reitoria da UFC

Trabalhadores do Hospital das Clínicas e da Maternidade-Escola Assis Chateaubriand, da UFC,  realizarão um panelaço, nesta manhã de quinta-feira, a partir das 8h30min, em frente a sede da Reitoria dessa universidade. Além da ameaça de demissão de cerca de 700 funcionários dessas unidades hospitalares, 111 funcionários, por decisão da reitoria, não receberam salários em novembro, dezembro, janeiro. Não saiu o 13º, nem vale-transporte e vale-refeição.

A Justiça do Trabalho, em audiência no último dia 27, tomou a decisão, entre outras, de proibir demissões, marcando a próxima audiência para 30 de março. Mas, segundo a categoria, as ameaças continuam. O próximo dia 18 é a data marcada pela Justiça Federal e Ebserh, gestora do complexo hospitalar, para o encerramento desses contratos.

 

Renan vai promulgar “janela partidária” dia 18

foto renan calheiros

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), vai promulgar, no próximo dia 18, a emenda constitucional que abre a “janela partidária”.

A partir daí, ficará estabelecido o prazo de 30 dias para que detentores de mandatos troquem de partido sem o risco de perder o mandato por infidelidade partidária.

A emenda, que integrava a proposta de reforma política na Câmara, foi aprovada no fim ano passado.

(Com Agências)

BNB amplia financiamentos para a agricultura orgânica

“O Banco do Nordeste informa estar ampliando esforços no sentido de incrementar as aplicações nas linhas de financiamento agrícola da base agroecológica ou orgânica pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), por todas as linhas de crédito do Pronaf, especialmente a Pronaf Agroecologia. A decisão consta do plano de atuação da Instituição para 2016 e toma como base o Plano Brasil Agroecológico, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), do Governo Federal.

A produção em base agroecológica ou de transição é aquela que busca otimizar a integração entre capacidade produtiva, uso e conservação da biodiversidade e dos demais recursos naturais, equilíbrio ecológico, eficiência econômica e justiça social. A modalidade ainda tem por objetivo conciliar a geração de renda, preservação ambiental e valorização social do agricultor. Já produção orgânica se concentra na substituição de insumos químicos por aqueles de origem orgânica em uma produção voltada para mercados de nicho.

Os dois casos vão ao encontro da atuação do Pronaf, de promover o desenvolvimento sustentável dos agricultores familiares, propiciando-lhes o aumento da capacidade produtiva, a geração de empregos e a melhoria de renda. O apoio financeiro ao Programa é destinado às atividades agropecuárias e não agropecuárias exploradas com o emprego direto da força de trabalho da família produtora rural.

Os agricultores familiares estão sendo incentivados a investir na transição agroecológica – a passagem da maneira convencional de produzir com agrotóxicos e técnicas que agridem a natureza, para novas maneiras de fazer agricultura, com tecnologias de base ecológica. É uma busca para integrar a produção agrícola, o respeito e a conservação da natureza, sem esquecer de proporcionar uma melhor qualidade de vida aos consumidores e aos próprios produtores agrícolas.

A crescente preocupação do consumidor brasileiro em adquirir alimentos saudáveis resulta no aumento da demanda por produtos agroecológicos ou orgânicos. A comercialização de hortifrutigranjeiros, quando originados dos pequenos agricultores, geralmente é realizada de forma direta: nas propriedades rurais, com entregas em domicilio, através de associações ou cooperativas de agricultores (compras governamentais), ou ainda em feiras locais.

Esta última modalidade tem povoado as grandes cidades brasileiras de centros de distribuição pontuais. Em locais e dias pré-determinados, as feirinhas agroecológicas viraram ponto de encontro dos moradores de bairros tradicionais. Quem perguntar vai encontrar muitos agricultores “pronafianos” do outro lado da banca.

Condições

O agricultor precisa apresentar plano simplificado ou projeto para financiamento de produção de base agroecológica ou para transição agroecológica pelo Pronaf, onde não poderá conter fertilizantes sintéticos de alta solubilidade, agrotóxicos, reguladores de crescimento e aditivos sintéticos na alimentação animal e organismos geneticamente modificados. Ele ainda precisa ter plano simplificado ou projeto técnico elaborado por técnicos cadastrados no Sistema Informatizado de Assistência Técnica e Extensão Rural (Siater), do MDA.”

(Site do BNB)

Canção Nova oferece alternativas para foliões católicos

Cerca de 30 mil pessoas deverão passar pela Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), durante o feriado do Carnaval (5 a 9 deste mês). Nestes dias, acontecerá o acampamento “Vem Louvar”, com o tema: “Manifestemos nossa alegria ao Senhor” (Sl 95, 1). Há 19 anos, os foliões católicos se reúnem para celebrar a fé.

A programação começa nesta sexta-feira , às 16 horas, com missa presidida pelo padre Roger Luis, da comunidade Canção Nova. Durante o evento, haverá pregações com os missionários Dunga, Eliana Ribeiro e padre Adriano Zandoná. Além de grupos de oração e recitação do Terço Mariano.

O fundador da comunidade Canção Nova. monsenhor Jonas Abib, fará uma pregação no sábado, às 9h15min, com tema: Tema: “Manifestemos nossa alegria ao Senhor” (Sl 95,1). E no domingo, preside a missa às 16 horas.

Shows

Para garantir a animação, shows católicos, às 12h30min e à noite, a partir das 21 horas. Entre as atrações estão as bandas Kirius Reagge, Frutos de Medjugorje, Pegada Santa e Alto Louvor, a dupla DDD (Doidin de Deus), os cantores Cassiano, Diácono Nelsinho Corrêa e a Cantora Jake Trevisan, que evangeliza em ritmo de axé.

Na quarta-feira, os fiéis poderão receber a Cinza nas missas celebradas no Santuário do Pai das Misericórdias, dentro da Canção Nova, às 7h, 12h, 17h30 e 20h. Nas homilias, os sacerdotes farão referência à Campanha da Fraternidade Ecumênica, deste ano, com o tema: “Casa Comum, nossa responsabilidade”.

Vem Louvar Kids

Para as crianças de 6 a 12 anos, a Canção Nova preparou o “Vem Louvar Kids”, no Instituto Canção Nova (Rua Luiz Carlos Pinto Filho s/nº, Vila Cacarro). A festa é garantida no sábado, domingo e segunda, das 9 às 15 horas e na terça das 9 às 12 horas.

SERVIÇO

*Canção Nova (Centro de Evangelização) – Rua João Paulo II, s/nº – Alto da Bela Vista – Cachoeira Paulista/SP

*Entrada: Gratuita

* Mais informações: Assessoria de Imprensa Canção Nova – assessoria.cancaonova.com

(12) 3186-2086 / (12) 7898-1597 / ID: 139*1435.

Tiririca faz piada com Congresso lotado

346 1

tiririca

“Sempre que chega ao Congresso, Tiririca (PR/SP), um dos poucos deputados que comparecem a 100% das sessões, gosta de soltar uma piada.

Na terça-feira, ao sair do plenário lotado para assistir ao discurso de Dilma Rousseff e ir para o cafezinho da Câmara, brincou com alguns colegas:

“Hoje a Casa está lotada. Está aparecendo até neguinho que nunca esteve aqui”.

(Coluna Radar, da Veja Online)

Operação Lava Jato – Delcídio Amaral quer anular gravação que justificou sua prisão

delcidio

“A defesa do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso em novembro do ano passado, por envolvimento na Operação Lava Jato, pediu ao Supremo Tribunal Federal a anulação da gravação usada como prova para justificar a prisão do parlamentar. Na petição, os advogados alegam que o áudio não é válido, por ter sido gravado pelo filho do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, sem que Delcídio tivesse conhecimento.

“Fica evidente que a reunião marcada por Bernardo Cerveró buscava trazer o senador para uma armadilha, engendrada por ele. Cabe rememorar que a atuação típica de um agente infiltrado exige previa autorização judicial, não sendo possível que ela decorra de acordos entre o Ministério Público Federal e quem quer que seja”, argumenta a defesa.

A prisão foi embasada por uma gravação apresentada à Procuradoria-Geral da República por Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor. Segundo a procuradoria, o senador ofereceu R$ 50 mil por mês para a família de Cerveró e mais um plano de fuga para que o ex-diretor deixasse o país. Os fatos ocorreram em uma reunião na qual estivam presentes Bernardo, Edson Ribeiro, ex-advogado de Cerveró e Delcídio. O objetivo de Delcídio era evitar que o ex-diretor fizesse acordo de delação premiada, segundo os procuradores.

Além de Delcício do Amaral, continuam presos o chefe de gabinete do senador, Diogo Ferreira, e Edson Ribeiro. Todos cumprem prisão preventiva em Brasília.”

(Agência Brasil)