Blog do Eliomar

Categorias para Brasil

Enem 2015 – Colégios do Ari de Sá, Christus e Farias Brito entre os melhores do País

Escolas públicas com melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) formam estudantes desde o 1º ano do ensino médio, têm maior parte dos professores formados na área que lecionam e atendem estudantes de nível socioeconômico alto ou muito alto. Os dados foram divulgados hoje (4) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Nove das dez escolas têm 80% dos estudantes matriculados na instituição desde o 1º ano do ensino médio e têm mais de 70% dos professores formados na disciplina que lecionam. “Isso demonstra que o Brasil sabe fazer uma escola pública extremamente estruturada com professores mais valorizados e isso acaba tendo resultado”, diz o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara.

Sete das dez escolas com as melhores médias gerais são federais. Integram a lista escolas militares e escolas técnicas estaduais. Cara ressalta que são, na maioria, escolas que selecionam os estudantes, mas, segundo ele, não são boas porque os estudantes são selecionados, mas selecionam, segundo ele, porque a qualidade é alta e a procura por essas instituições é grande.

Desigualdade

No ranking geral, considerando também as escolas privadas, a primeira escola pública aparece na 33ª posição, o Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa (MG). A primeira escola pública estadual a despontar entre as melhores médias está em 147º lugar, o Colégio Estadual Tiradentes, em Porto Alegre (RS), que atende a alunos de nível socioeconômico alto.

Entre as privadas, seis das dez com melhores médias têm menos de 20% dos estudantes formados pela instituição desde o 1º ano do ensino médio. Também atendem alunos de nível socioeconômico muito alto ou alto –  quatro das escolas estão sem informações.

“O que é preocupante é que o Enem por escola demonstra o quanto o Brasil reproduz desigualdades, entre as privadas, entre as públicas. As escolas que vão bem, são escolas de elite”, diz Cara.

“A larga maioria das escolas ainda deixa muito a desejar”, diz o diretor de articulação e inovação do Instituto Ayrton Senna, Mozart Neves Ramos. “Para mim, mudar o currículo é apenas um lado da moeda. Outro fator muito importante para reduzir a desigualdade que começa na alfabetização é que é preciso ter qualidade e equidade para todos os estudantes e isso passa pela formação do professor”.

Ramos acrescenta que é preciso atrair jovens para a carreira de magistério, sobretudo para as áreas de exatas, cujo desempenho dos estudantes é mais baixo.

Ranking

Ao todo, foram divulgados  pelo Inep os resultados de 14.998 escolas, que são aquelas nas quais pelo menos 50% dos alunos do terceiro ano participaram no Enem e esse número equivale a pelo menos dez estudantes. No país, são 25.777 escolas com alunos matriculados no 3º ano do ensino médio regular.

As médias foram calculadas pela Agência Brasil com base nas notas das escolas em cada uma das quatro provas objetivas do Enem – linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas. A prova de redação foi excluída do cálculo por ser subjetiva e por não seguir a Teoria de Resposta ao Item (TRI), como as demais.

Contextualização

O presidente da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (CNE ) e ex-presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Francisco Soares, defende que os dados precisam ser contextualizados. Segundo ele, rankings colocam escolas que selecionam seus estudantes no topo e deixam de considerar projetos pedagógicos que merecem ser conhecidos e podem inspirar mudanças na educação brasileira.

“Divulgar os dados sem dizer que por trás daquele dado existe uma diferença é complicado”, diz à Agência Brasil. “Há escolas que não selecionam seus alunos, que são de nível socioeconômico baixo que precisam ter os projetos conhecidos e inspirar outras escolas”, acrescenta.

Escolas públicas com maiores médias no Enem:

Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa (MG): 690,52
Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria (RS): 690,26
Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (PE): 677,84
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (MG): 659,14
Escola Técnica Estadual de São Paulo (SP): 656,62
Colégio Estadual Tiradentes (RS): 652,79
Colégio Militar de Belo Horizonte (MG): 652,79
Colégio Técnico Industrial “Prof. Isaac Portal Roldán” – Unesp (SP): 652,03
Colégio Pedro II – Niterói (RJ): 650,32
Colégio Pedro II – Campus Centro (RJ): 647,20

Escolas privadas com maiores médias no Enem:

Colégio Integrado Objetivo (SP): 751,29
Colégio Etapa III (SP): 736,34
Colégio Ari de Sá Cavalcante – Sede Mário Mamede (CE): 733,67
Colégio Ari de Sá Cavalcante – Major Facundo (CE): 727,11
Colégio Bernoulli  - Unidade Lourdes (MG): 725,27
Colégio Christus – Pré Universitário (CE): 724,24
Instituto Dom Barreto (PI): 717,82
Colégio de Aplicação Farias Brito (CE): 715,91
Colégio Finonacci (MG): 714,94
Colégio Vértice – Unidade II (SP): 710,68

(Agência Brasil)

Operação Lava Jato – Filho de Zé Dirceu é alvo de pedido de investigação

“O deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR) classificou como “descabida” a solicitação da Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal para investiga-lo no âmbito do esquema de corrupção da Petrobras. Zeca Dirceu é filho de José Dirceu, condenado na Operação Lava Jato e que está preso há mais de um ano em Curitiba.

Em nota divulgada na manhã de hoje (4), a assessoria de imprensa do deputado informa que nunca houve nenhum tipo de negociação do parlamentar junto às diretorias da Petrobras ou outras empresas investigadas na operação.

“Não existe sequer uma única ligação, e-mail, contato, agenda de reunião, testemunho, delação ou coisa parecida em relação a qualquer atitude do parlamentar”, diz a nota.

Nesta segunda-feira (3), o sistema processual do Supremo recebeu um pedido da Procuradoria Geral da República para investigar Zeca Dirceu. O pedido foi protocolado no último dia 30 e será analisado pelo ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Lava Jato no STF.

Zeca Dirceu foi eleito deputado federal pelo Paraná em 2010 e reeleito em 2014. A nota de sua assessoria reitera que todas as doações recebidas em campanhas foram legais, declaradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral “sem ressalvas”.

O parlamentar finaliza a nota dizendo que acredita no Supremo e no arquivamento do pedido de investigação feito pela PGR. Ele esclarece ainda que está à disposição da Justiça para qualquer esclarecimento que se faça necessário.

(Agência Brasil)

Iphan quer revitalizar complexo do açude Cedro

eleições 2014 debate tv op senado 0831 geovana
A superintendente estadual do Instituto do Patrimõnio Histório e Artístico Nacional (Iphan), Geovana Cartaxo, tenta R$ 14 milhões junto a esse órgão, em Brasília.
O objetivo, segundo a titular do órgão, é promover a revitalização de todo o complexo do açude Cedro, incluindo até recuperação da parede.
Esse complexo de monólitos de Quixadá (Sertão Central)  está indicado numa lista para virar patrimônio da Humanidade via Unesco.

Eleições 2016 – 10 deputados federais foram eleitos e 16 disputam o 2º turno

josearnonn

Dos 81 deputados candidatos, 10 foram eleitos em 1º turno, 16 disputam em 2º turno e 55 não tiveram sucesso. Já entre os senadores, dos dois que disputaram somente o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) disputa o 2º turno para a capital carioca. Marta Suplicy não foi eleita na disputa para a prefeitura da cidade de São Paulo.

Na lista dos já eleitos destacam-se três deputados do PMDB: Edinho Araújo (São José do Rio Preto), Fernando Jordão (Angra dos Reis) e Manoel Júnior, vice-prefeito de João Pessoa na chapa de Luciano Cartaxo (PSD).

Ainda estão eleitos dois deputados do PP (Marcelo Belinati e Odelmo Leão, de Londrina e Uberlândia, respectivamente), dois deputados do PT (Moema Gramacho e Fabiano Horta, de Lauro de Freitas e Maricá, respectivamente) e os deputados Dr João (São João do Meriti), Bruno Covas (Vice-prefeito de São Paulo na chapa de João Dória) e Arnon Bezerra (Juazeiro do Norte).

DETALHE – Arnon Bezerra (PTB) renunciará em janeiro e assim vai se efetivar o suplente Vicente Arrudas (PDT).

(Foto – Paulo MOska)

Deputados e senadores votarão a LDO e créditos para o Fies

“Deputados e senadores se reúnem nesta terça-feira (4) em sessão conjunta para a votação de vetos presidenciais, conclusão da apreciação da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2016 e ainda do projeto que libera créditos suplementares para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

No Senado, os líderes do PT e do PSDB afirmam que suas bancadas vão garantir quórum na sessão, marcada para as 19h. Segundo o líder petista, Humberto Costa (PE), caberá ao governo, que tem maioria no Congresso Nacional, garantir também a presença dos outros partidos.

“Nós, da oposição, vamos estar lá”, disse o líder à Agência Brasil. Segundo ele, os oposicionistas também devem colaborar para a aprovação das matérias pela relevância delas. “Em princípio, se houver quórum, nós não vamos colocar empecilhos, mas a obrigação de garantir quórum é do governo”, ressaltou.

No mesmo sentido, o líder tucano, Paulo Bauer (SC), também acredita que, entre os senadores, não será difícil garantir quórum na sessão. Há preocupação, no entanto, com relação ao número de deputados que estarão presentes, em função da continuidade das campanhas eleitorais.

“Os senadores não têm, como os deputados, um envolvimento tão grande com o processo eleitoral nos municípios. Então, por isso, não sei se teremos o quórum na Câmara”, disse Bauer.

A previsão, no entanto, é que o número mínimo de 257 deputados seja alcançado. Até as 20h de ontem (3), cerca de 200 deputados já tinham passado pela Câmara. Vários deles chegaram para jantar na casa do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) na noite dessa segunda-feira. Além disso, um café da manhã dos deputados com o ministro da Fazenda, Henrique Meireles, previsto para hoje de manhã, deve ajudar a trazer os parlamentares a Brasília.”

(Agência Brasil)

Exames de retina podem ser feitos com uso de smartphones

Um aparelho que permite a realização de exames oculares de maneira prática, barata e com o uso de smartphones. Esse é o projeto desenvolvido por três ex-alunos da USP, em São Carlos, que venceu o Falling Walls Lab São Paulo, etapa classificatória da competição global que incentiva a criação de soluções de alto impacto na sociedade.

José Augusto Stuchi, um dos autores do projeto, irá representar o Brasil na final da competição, que será realizada em novembro, na Alemanha. Ele é graduado em Engenharia de Computação, curso oferecido em conjunto pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) e pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC).

O equipamento desenvolvido é o SRC – Smart Retinal Camera, versão portátil do retinógrafo, que é utilizado em exames de retinografia para observar e registrar fotos da retina. “Nós redesenhamos todo o projeto óptico e eletrônico e transformamos o retinógrafo em uma miniatura, podendo, assim, ser acoplado a um smartphone”, explica José Augusto.

Ele conta que, apesar do sistema óptico ser reduzido, as imagens obtidas pelo aparelho têm qualidade tão boa quanto a dos aparelhos tradicionais, sem contar que o custo para sua produção é bem menor. O SRC é o primeiro protótipo de retinógrafo portátil do Brasil a utilizar smartphones para a realização de exames.

Petrobras bate recorde em agosto na produção de petróleo e gás natural

“A produção de petróleo e gás natural no Brasil registrou recordes e/ou aumento de produção nas várias bases de comparação no mês de agosto deste ano, segundo dados divulgados hoje (4) pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Em junho, julho e agosto houve recorde na produção.

No caso da produção de petróleo e gás natural nos campos nacionais, em agosto, o volume extraído totalizou 3,293 milhões de barris de óleo por dia (petróleo e gás natural), volume superior ao recorde anterior de julho de 2016, quando foram produzidos 3,21 milhões de barris de óleo equivalente.

Isoladamente, a produção de petróleo foi de aproximadamente 2,609 milhões de barris por dia, um aumento de 1,1% na comparação com os 2,581 milhões produzidos em agosto, o terceiro recorde consecutivo na extração de óleo; foi também 2,4% superior ao mês de agosto do ano passado.

Já produção de gás natural somou 108,8 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d), superando o recorde anterior de 107,2 milhões de metros cúbicos obtido também em julho deste ano, que já havia sido 1,5% maior do que a de junho. Quando comparada a agosto do ano passado, a produção em agosto de 2016 chegou a crescer 9,6%.

A produção de petróleo e gás natural nos 65 poços dos campos do pré-sal fechou agosto acima de 1 milhão de barris por dia de óleo equivalente, tendo atingido aproximadamente 1,365 milhão, neste caso um aumento de 3,6% em relação a julho, que também já havia sido recorde e atingido 1,317 milhões de óleo equivalente.

Deste total, 1,099 milhão de barris refere-se à produção diária de petróleo, volume superior a 1,066 milhão produzido em julho; e 42,2 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d) à produção de gás natural, superando também os 40,8 milhões de metros cúbicos por dia de julho último.”

(Agência Brasil)

TSE – 17,58% do eleitorado não foi às urnas

O Tribunal Superior Eleitoral registrou 25,2 milhões de abstenções nas eleições municipais deste ano. Isso significa que 17,58% dos eleitores não compareceram às urnas neste domingo (2/10).

Segundo o presidente do TSE, a cifra é um aumento em relação às últimas eleições locais, quando 16% dos eleitores deixaram de votar. Mas é menor que o apurado nas eleições gerais de 2014, quando o índice de abstenções chegou a 20%.

Os votos brancos e nulos ainda não foram computados pelo sistema do TSE porque ainda faltam urnas a ser apuradas. O ministro Gilmar Mendes, no entanto, considera essa cifra “irrelevante”. “O voto em branco decorre mais de uma desinformação que de um protesto”, analisou, em entrevista coletiva neste domingo.

(Site do TSE)

Mercado estima inflação deste ano em 7,23%

“Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) reduziram, pela terceira vez seguida, a projeção de inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), neste ano, de 7,25% para 7,23%. Para 2017, a projeção foi mantida em 5,07%. Essas estimativas são da pesquisa Focus, elaborada pelo BC com base em projeções de instituições financeiras para os principais indicadores da economia.

Mesmo com as reduções, a estimativa para a inflação em 2016 estoura o teto da meta, que é 6,5%. Para 2017, a projeção não supera o teto da meta (6%), mas ultrapassa o centro, que é 4,5%.

O principal instrumento usado pelo BC para controlar a inflação é a taxa básica de juros, usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso gera reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Por outro lado, quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, mas a medida alivia o controle sobre a inflação. Quando mantém a taxa, o Copom considera que ajustes anteriores foram suficientes para alcançar o objetivo de controlar a inflação.”

(Agência Brasil)

PSDB e PSD crescem em nº de prefeituras no País

Com quase a totalidade dos votos apurados neste domingo (2), o PMDB continua o partido que mais elegeu prefeitos neste ano. O PSDB e o PSD cresceram e o PT encolheu no primeiro turno das eleições municipais de 2016 – perdeu mais da metade das prefeituras em quatro anos, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Nas capitais, o PSDB foi o que mais elegeu prefeitos no primeiro turno –João Doria, em São Paulo, e Firmino Filho, em Teresina– e é o que vai disputar mais prefeituras no segundo turno: oito ao todo. O PMDB é o segundo com mais disputas no segundo turno: 6.

Desgastado pela Operação Lava Jato e após o impeachment de Dilma Rousseff, o PT elegeu apenas um prefeito em capital: Marcus Alexandre, em Rio Branco. Em 2012, foram quatro. O partido só vai disputar uma prefeitura em capitais no segundo turno.

Esse panorama dificilmente deve mudar no país no segundo turno, que ocorrerá em 55 cidades neste ano. O PSDB está em 19 disputas à prefeitura. Em seguida aparecem o PMDB, com 14, PSB, com 9, PDT, com 8 e PPS, PSD e PT, com sete cada.

Se consideradas apenas as maiores cidades com país, com mais de 200 mil habitantes, o PSDB lidera com 14 prefeitos eleitos, contra 7 do PMDB e 3 do DEM. PP, PSD e PPS somaram dois cada. O PT, que elegeu apenas um prefeito em cidades grandes, havia eleito nove em 2012.

desempenho-dos-partidos-nas-prefeituras1

graficico

Em municípios do interior, o PMDB também lidera, seguido pelo PSDB, PSD e PSB. O PSDB avançou em comparação com 2012 nessas cidades, passando de 685 para 791 prefeitos eleitos. O PT, que tinha eleito 629 prefeitos naquele ano, passou a 255.

(Com Portal G1)

Eunício derrota Lula, Irmãos Gomes e PT em Lavras

eunicioom

“Líder do PMDB e tido como favorito para suceder Renan Calheiros (PMDB-AL) na presidência do Senado, o senador Eunício Oliveira ganhou uma batalha particular de grande significado simbólico.

O cenário do confronto foi a pequena Lavras da Mangabeira, município de pouco mais de 30 mil habitantes situado a 434 km de Fortaleza. Terra natal de Eunício, era ali, em pleno semiárido nordestino, que os ex-governadores Cid e Ciro Gomes, o PT e o ex-presidente Lula se empenharam para derrotá-lo. Os irmãos Gomes, por uma rivalidade que vem de longe. Lula e petistas, pela irritação com o comportamento do senador durante o processo que resultou no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

A mais de uma pessoa Lula manifestou estranheza em relação ao afastamento do líder peemedebista, que foi ministro das Comunicações durante o seu primeiro mandato presidencial e com o qual sempre cultivou boas relações. Em campanha na cidade, Cid Gomes acusou o senador de trair Dilma, apesar do apoio que ela teria dado ao Ceará e a Lavras.

Colocado diante dessas críticas, Eunício costuma contemporizar, reiterando sua admiração por Lula, mas observando que sua ligação com o presidente Michel Temer é conhecida e bem mais antiga.

Para enfrentar o atual prefeito de Lavras da Mangabeira, Dr. Tavinho (PDT), apoiado por seus adversários locais e nacionais, o senador escolheu o médico Ildsser Oliveira (PMDB), 41 anos. Hoje, com 9.938 votos (53,6% do total de votos válidos), Ildsser ganhou a parada. Dr. Tavinho teve 7.339 votos (39,6% do total).

Na eleição cearense, Lula amargou outra derrota pessoal. Chegou a ir a Fortaleza pedir votos para a atual deputada federal e ex-prefeita Luizianne Lins (PT). Com 15% dos votos, ela nem chegou ao segundo turno. A disputa colocará outra vez em polos opostos os Gomes, aliados do prefeito Roberto Cláudio (PDT), e Eunício, que apoia Capitão Wagner (PR), contando com o respaldo do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).”

(Site Congresso em Foco)

Em greve, bancários distribuirão bananas

189 1

Nesta segunda-feira, os bancários do Ceará farão um ato de protesto contra a “intransigência dos banqueiros” em não negociar uma proposta com a categoria, que vive clima de campanha salarial. Os bancários estão em greve desde o dia 6 de setembro, há 28 dias.

A partir das 9h30min, em frente ao conhecido “BEC dos Peixinhos”, no Centro, o Sindicato dos Bancários do Ceará distribuirá bananas entre os clientes e transeuntes. Hora de “dar uma banana” ao descaso dos bancos em relação aos pleitos dos bancários.

 

Eduardo Suplicy é o vereador mais votado do País

suplicy

Com mais de 300 mil votos recebidos, Eduardo Suplicy (PT-SP) foi o vereador mais votado nas eleições deste domingo (2). O ex-senador ficou em primeiro lugar entre os candidatos em São Paulo, maior colégio eleitoral do país. Porém, proporcionalmente, os 5,62% recebidos por ele de eleitores não foi a maior votação entre vereadores de capitais brasileiras.

O vereador com maior porcentagem de votação entre as capitais do país é de Maceió. Produtor de filmes adultos, Lobão (PR-AL) se elegeu com 24.969 votos. O número representa 6,01% do total de votos da cidade. O jornalista Jorge Kajuru (PRP-GO) também teve uma porcentagem de votos maior que a de Suplicy: 5,65%. Confira a lista dos vereadores mais votados do país:
Vereadores mais votados do país

1.Eduardo Suplicy (PT) (São Paulo) – 301.446 (5,62%)

2.Milton Leite (DEM) (São Paulo) – 107.957 (2,01%)

3.Carlos Bolsonaro (PSC) (Rio de Janeiro) – 106.657 (3,65%)

4.Tarcísio Motta (PSOL) (Rio de Janeiro) – 90.473 (3,10%)

5.Tripoli (PV) (São Paulo) – 88.843 (1,66%)

6.Conte Lopes (PP) (São Paulo) – 80.052 (1,49%)

7.Mario Covas Neto (PSDB) (São Paulo) – 75.593 (1,41%)

8.Cesar Maia (DEM) (Rio de Janeiro) – 71.468 (2,45%)

9.Eduardo Tuma (PSDB) (São Paulo) – 70.273 (1,31%)

10.Adilson Amadeu (PTB) (São Paulo)- 67.071 (1,25%)
Vereadores com maior % de votos em capitais

1.Lobão (PR) (Maceió) – 24.969 (6,01%)

2.Jorge Kajuru (PRP) (Goiás) –     37.796 (5,65%)

3.Eduardo Suplicy (PT) (São Paulo) – 301.446 (5,62%)

4.Pedrão (PP) (Florianópolis) –     11.197 (4,63%)

5.Fabrício Gandini (PPS) (Vitória) – 7.611 – (4,21%)

6.Carlos Bolsonaro (PSC) (Rio de Janeiro) – 106.657 (3,65%)

7.Tereza Nelma (PSDB) (Maceió) – 14.991 – (3,61%)

8.Denninho (PPS) (Vitória) – 6.167 – (3,41%)

9.Iran Barbosa (PT) (Aracaju) – 8.809 – (3,18%)

10.Tarcísio Motta (PSOL) (Rio de Janeiro) – 90.473 (3,10%)
Vereador com menor % de votos

O coeficiente eleitoral (que passa votos de candidatos com muitos votos para pessoas do partido) também auxilia que candidatos sem muitos votos ganhem a eleição. No país, o candidato com menor porcentagem de votos que se elegeu é Italo Ciba (PT do B-RJ). De acordo com dados do TSE, ele teve 6.023 votos. O número representa 0,21% dos votos válidos no Rio de Janeiro.

Entre os dez vereadores que se elegeram com menos votos, cinco são do Rio de Janeiro, dois de São Paulo, dois de Belo Horizonte e um de Fortaleza. Entre partidos, quatro são do PHS, dois são do PSOL. PT do B, PPS e PSC têm um eleito cada.

Menos votados e eleitos (capitais)

Menos votados e eleitos (capitais)

1.Italo Ciba (PT do B) (Rio de Janeiro) 6.023 (0,21%)

2.Sâmia Bonfim (PSOL) (São Paulo)     12.464 (0,23%)

3.David Miranda (PSOL) (Rio de Janeiro) 7.012 (0,24%)

4.Osvaldo Lopes (PHS) (Belo Horizonte) 3.018 (0,25%)

5.Dummar Ribeiro (PPS) (Fortaleza) 3.115 (0,25%)

6.Otoni de Paula Jr. (PSC) (Rio de Janeiro) 7.801 (0,27%)

7.Zico Bacana (PHS) (Rio de Janeiro)     7.932 (0,27%)

8.Osvaldo Lopes (PHS) (Belo Horizonte) 3.341 (0,28%)

9.Zé Turin (PHS) (São Paulo) 14.957 (0,28%)

10.Jair da Mendes Gomes (PMN) (Rio de Janeiro) 8.112 (0,28%)

(Agência Brasil)

Temer visitará a Argentina nesta segunda-feira

“Um dia após as eleições municipais no Brasil, Michel Temer desembarca nesta segunda-feira (3) na Argentina, para a primeira visita ao país desde que assumiu a presidência, no lugar de Dilma Rousseff, no ultimo dia 31 de agosto. Ele estará acompanhado por quatro ministros: das Relações Exteriores; do Desenvolvimento, da Indústria e do Comercio Exterior; da Justiça e da Defesa. Depois de um almoço com o presidente Mauricio Macri, Temer irá ao Paraguai, onde jantará com o presidente Horácio Cartes.

Além de serem sócios do Brasil no Mercosul, a Argentina e o Paraguai foram os primeiros países a reconhecer o seu governo. Com Macri e Cartes, Temer deve falar da retomada do crescimento econômico na região e do combate ao narcotráfico e ao contrabando na Tríplice Fronteira.

Outro tema deve ser a Venezuela: os governos brasileiro, argentino e paraguaio se juntaram para impedir que os venezuelanos assumissem a presidência pro-tempore do Mercosul, que é rotativa e segue a ordem alfabética. Eles alegam que o país – o último a aderir ao bloco regional – não cumpriu os requisitos para tornar-se membro pleno, entre eles a incorporação de um protocolo de defesa dos direitos humanos.

O Uruguai, quarto país fundador do Mercosul, manteve posição neutra, até porque o partido de esquerda do presidente Tabaré Vasquez está dividido: metade considera que o impeachment de Dilma Rousseff foi um golpe e critica o que considera ser um “avanço” da direita na América do Sul. Mas o governo uruguaio acabou assinando um documento que estende até o dia 1º de dezembro o prazo para que a Venezuela regularize sua situação, se não quiser ser suspensa do Mercosul.”

(Agência Brasil)

Lula vota entre vaias e aplausos

(FILES) This file photo taken on August 29, 2015 shows Brazilian former president (2003-2011) Luiz Inacio Lula Da Silva participating in the 12th Congress of the Brazilian Workers Union (CUT) in Belo Horizonte, Brazil, on August 28, 2015.  Brazil police search home on March 4, 2016 of ex-president Lula da Silva in corruption probe.  / AFP / DOUGLAS MAGNO

O ex-presidente Lula mostrou-se feliz neste domingo porque, segundo disse, hoje é um dia de eleições que “consolidam a democracia no Brasil” e dão oportunidade à população para escolher candidatos que vão gerar mais bem-estar nas localidades onde vivem.

“As pessoas não têm que votar com ódio, mas esperança, porque a eleição é para seu filho”, disse o ex-presidente, que fez as declarações após votar em um colégio em São Bernardo do Campo (SP).

Quando Lula chegou ao corredor da sala onde votaria, um coro de seis pessoas começou a vaiá-lo e gritar palavras como “vagabundo” e “ladrão.” Por outro lado, cerca de 50 pessoas que aguardavam o ex-presidente para fotografá-lo e apertar suas mãos iniciaram um grito único: “Olê, olê, olê, olá; Lula, Lula.” Para avançar 20 metros até chegar à urna, Lula levou pouco mais de dois minutos, devido aos pedidos de fotos e abraços.

Perguntado sobre as vaias em entrevista coletiva após votar, Lula respondeu sorrindo. “Eu não ouvi vaias. Isso é mais ou menos quando joga o Corinthians. Tem uma meia dúzia de pessoas que vaiam, mas 99% da torcida apoia.”

TAGSAGÊNCIA ESTADO LULA SÃO PAULO 2016 ELEIÇÕES
Recomendadas para você

Dilma vota em Porto Alegre em clima de tumulto

dilmamam

“Acho um absurdo. Acho antidemocrático e indigno de uma democracia como a brasileira. Acho um absurdo impedir a imprensa de chegar aqui”, afirmou a ex-presidente. “Eu sempre votei aqui, nunca houve isso. Nunca a Brigada [Militar] foi chamada, nunca fecharam as portas. É lamentável”, disse, quando chegou para seu local de votação, em Porto Alegre (RS), a ex-presidente Dilma Rousseff.

A chegada da petista ao local da votação foi marcada por tumulto. A multidão fez Dilma ter dificuldade de chegar à zona eleitoral e a Brigada Militar teve que intervir. Alguns militantes acusaram a polícia de agressão. Jornalistas que tentavam registrar a votação foram impedidos de entrar pelo escrivão eleitoral Luis Carlos Braga, que alegou a proibição do registro por Dilma agora se tratar de pessoa comum. A legislação eleitoral impede o registro de voto de cidadãos comuns.

Perguntada sobre o que achava de ser tratada como cidadã comum, Dilma afirmou: “Se sou uma cidadã comum, tenho muito orgulho disso. Há que se ter orgulho de ser cidadã neste país”.

Dilma chegou à escola estadual Santos Dummont, na zona sul de Porto Alegre, às 13h29min deste domingo (2) e foi recepcionada por grupos de militantes com flores e cartazes escritos “Fora, Temer”.

(Com Agências)

Gilmar Mendes considera pleito tranquilo

GILMAR-MENDES

“Na primeira entrevista coletiva concedida em Brasília, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, disse que as campanhas deste ano, com a proibição de doações de empresas a candidatos, estão mais modestas e mostram um aspecto positivo da reforma política aprovada pelo Congresso, “independente de outros debates que possam ter”.

“Os gastos declarados em 2012 foram de R$ 6,240 bilhões, e até agora, nesta eleição, sem doação de pessoa jurídica, temos R$ 2,131 bilhões. Uma diferença significativa. O que talvez reflita um caráter mais modesto da campanha com as mudanças ocorridas na legislação”, disse.

Perguntado sobre a continuidade da prática de caixa dois, Gilmar Mendes disse que a Operação Lava Jato mostrou que a prática continuou a funcionar. “Mas vamos admitir que, pelo menos no aspecto visual, os sinais mostram que as campanhas estão mais modestas. Isto é um dado positivo. Acho que houve redução de honorários, e de prolabore de marqueteiros”, completou.

Tranquilidade

Com pouco mais de seis horas desde que a votação foi aberta em 5.568 municípios, o presidente do TSE disse que todo o processo está correndo “a contento”. Segundo Gilmar Mendes, as ocorrências que estão sendo registradas pelo tribunal ao longo do dia são pontuais e não são motivos para preocupação.

O ministro atualizou os números do último boletim divulgado pelo TSE e antecipou que pouco mais de 2,2 mil urnas tiveram que ser substituídas, o que equivale a 0,53% do total de 432.959 equipamentos distribuídos pelo país. Até o último boletim divulgado, 1.675 urnas tinham sido substituídas em todo o país, sendo a maior concentração no estado do Rio de Janeiro (332 substituições), seguido por São Paulo (212), Rio Grande do Sul (158) e Ceará (137). Gilmar Mendes reiterou, como já havia declarado mais cedo, em São Paulo, que, em nenhum local, foi necessária a substituição do sistema pelo voto manual.

Perguntado sobre invasões ao sistema das eleições, o ministro ainda acrescentou que nenhuma urna sofre ataque de hackers. “Não há hackers nas urnas. Há ataques a pagina do TSE”, afirmou.

Segurança

Gilmar Mendes ainda descartou qualquer preocupação com a segurança de eleitores e candidatos. Segundo ele, até as 13h21min de hoje, foram registradas prisões de 83 candidatos e o envolvimento de outros 66, sem prisão. Nas primeiras cinco horas de pleito, foram registradas 1.410 ocorrências.”

(Agência Brasil)